Saltar para o conteúdo

E assim se criou mais uma taxa

19 Julho, 2018

Momento I: a CML de Costa/Medina cria uma taxa que só almas pérfidas seriam capazes de achar que algum dia recairia sobre os portugueses

2014: Residentes em Portugal isentos da taxa de chegada ao aeroporto de LisboaPara o vice-presidente da Câmara,  de maioria socialista, [em 2014 era Fernando Medina[ o município dá assim «resposta ao fundamental das objeções levantadas». «Quisemos limitar ao mínimo possível as margens de erro», tentando criar «uma taxa que não abrangesse pessoas que não estão na condição de turista», justificou.

Momento II: a taxa vai agora ser alargada a todos. AS culpa vai ser obviamente chutada para Bruxelas

2018: Bruxelas deu esta quinta-feira um prazo de dois meses para que a taxa do aeroporto de Lisboa seja aplicável também a residentes em Portugal, considerando que a cobrança apenas a não residentes constitui uma discriminação em razão da nacionalidade, o que viola as leis da UE.

Não vejo como podem os residentes em Portugal pagar ter de pagar uma Taxa Municipal Turística em Lisboa. E muito menos como podem os lisboetas pagar uma Taxa Municipal Turísticaquando chegam de avião à sua cidade. Eu não sou turista em Lisboa. Vivo cá. Ou a taxa muda de nome e é devidamente justificada ou é extinta

 

 

 

.

 

Anúncios
40 comentários leave one →
  1. 19 Julho, 2018 14:45

    Mais uma prova de que o banditismo de Estado ou municipal (no caso, lambe-cu e agradecido a Bruxelas) passado conveniente X tempo de serenidade e anestesia, actua qb suavemente no momento certo.
    Quando eu estiver para pagar a taxa, se me for possível ir para a fila dos estrangeiros, opto por ela para não ouvir a habitual ladinha tuga tipo protesto-mas-pago…e não bufo.

    Gostar

  2. Luis Lavoura permalink
    19 Julho, 2018 14:48

    a cobrança apenas a não residentes constitui uma discriminação em razão da nacionalidade

    Este argumento é claramente falacioso. A residência em Portugal não tem a ver com a nacionalidade. Há em Portugal montes de residentes que não são nacionais, tal como há montes de pessoas com nacionalidade portuguesa que não residem em Portugal. Pelo que, não há qualquer discriminação em função da nacionalidade. Há uma discriminação em função do local de residência, o que é permitido pelas leis europeias (ao fim e ao cabo, todos os impostos são pagos em função do local de residência!).

    Gostar

    • Manuel permalink
      19 Julho, 2018 15:22

      O Medina tem toque de Midas, tudo o que ele faz é sublime e, em breve, estará pronto para substituir o Costa na desgovernação do país. Azar é se a bancarrota XUXA+Comuna+Verde+berloque não dá tempo, aí lá terá a pseudo-direita de arranjar um Passos. Mas nada de stress, a CML garante a estabilidade da nomenclatura parasita alfacinha. Portanto, carrega Medina: taxas e taxinhas.

      Gostar

  3. Mario Figueiredo permalink
    19 Julho, 2018 15:28

    Entre impostos inconstitucionais e Bruxelas a retirar a Portugal qualquer sentido soberania, esta história tem um pouco de tudo.

    Liked by 1 person

  4. Tiro ao Alvo permalink
    19 Julho, 2018 15:54

    “Ou a taxa muda de nome e é devidamente justificada ou é extinta”.
    Disse extinguir?
    Não sei como é que a ANA, que eu penso que é quem está encarregada de cobrar a Taxa, distingue quem é ou não é residente em Portugal e se está a cobrá-la aos nossos emigrantes, quando vêm de féria; mas, se está, parece-me mal.
    Todavia os “inventores” da taxa, vão estar, “naturalmente”, contra a sua extinção, o mesmo é dizer que, quem “entrar” em Lisboa, via aeroporto, vai ser discriminado em relação a quem chega de comboio ou em qualquer outro meio de transporte.
    Mais uma vez se confirma que o que nasce torto, torto morre ou tarde se endireita.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      19 Julho, 2018 16:04

      “Não sei como é que [..] distingue quem é ou não é residente em Portugal”

      Seguramente pelo documento usado para viajar. Quem usar o passaporte português, BI (se estiver a viajar dentro do espaço Schengen, ou cartão de residente, estará seguramente isento.

      O imposto em si é tão absurdo como as taxas que os hotéis são obrigados a cobrar. Existe apenas por via da lógica da ganância tributária que caracteriza as governações socialistas e também porque insistimos em viver numa economia dependente do turismo (também por imposição de Bruxelas que controla de onde o nosso PIB vem e não nos permite revitalizar os sectores primário e secundário).

      Mas apesar das criticas, o imposto está bem definido e não é difícil de cobrar. Agora, com esta ordem do Primeiro Ministro Europeu é que vai passar a ser impossível de cobrar.

      Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      19 Julho, 2018 16:27

      Caro Figueiredo, pelo que li, a ANA não está, há bastante tempo, a cobrar a taxa em questão. Sendo assim, só falta enterrá-la…

      Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        19 Julho, 2018 18:24

        Sim. E adivinho que seja por causa dos problemas que outras autarquias levantaram ao quererem um tratamento igual… e porque a taxa é simplesmente estúpida. Como eu disse, ela apenas é de fácil cobrança. Mais nada.

        A taxa serviu apenas para a ANA fazer um frete à CML a e ajudar esta a encaixar 4 milhões de euros em 2015, provavelmente para pagamentos de favores ou compadrio (não vale a pena pensar que nesta país uma empresa dá 5 milhões de euros a uma câmara por altruísmo).

        Entretanto não saiu do bolso dos turistas nem da ANA. Saiu direitinho das em empresas rent-a-car que no ano anterior (altura em que CML e ANA negociavam a taxa) viram a sua taxa subir exponencialmente para no ano seguinte em que a ANA pagou os tais 4 milhões “do seu bolso” verem a taxa descer outra vez.

        Tomá lá povo!

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        19 Julho, 2018 18:24

        Não foram 5 milhões de euros, como eu digo acima. Foram 4 milhões.

        Gostar

  5. 19 Julho, 2018 17:26

    Outra deste governo geringonço: cães e gatos errantes em espaços públicos não podem ser abatidos a partir de Setembro.
    Ou seja, uma pessoa pode ser assustado, atacado, mordido, ferido, provavelmente ficando com doença transmitida pelo bicho, mas neste… não se pode tocar, coitadinho.
    Por exemplo, há meses e durante muito tempo, matilhas andavam no areal da Praia das Maçãs, atrás de duas cadelas. Atacaram pessoas. Chegou o Verão, dispersaram, mas continuam nas áreas limítrofes e de vez em quando surgem no areal. A câmara P”S” de Sintra foi bastantes vezes avisada, responderam que não podiam fazer nada.
    Pena que deputados, autarcas, PAN’s, não sejam mordidos…

    Liked by 1 person

    • 19 Julho, 2018 17:27

      …e alguns governantes também podem experimentar dentes cravados nos seus corpos.

      Gostar

    • 19 Julho, 2018 17:45

      Os cães vadios não atacarem deputados, autarcas, PANs e etc. tem uma explicação: cortesia profissional.

      Gostar

    • LTR permalink
      19 Julho, 2018 18:25

      E podem frequentar restaurantes 🙂

      Gostar

      • 19 Julho, 2018 19:21

        Exacto.

        Aproveitando o seu post, pegando o comentário de João Sousa e o meu bitaite seguinte, cães, gatos e políticos, “por cortesia profissional” e cortesia de género, podem frequentar restaurantes…

        Gostar

      • 19 Julho, 2018 22:12

        Capturem uns animais, soltem-nos na cantina da AR e no Hemiciclo, fechem os portões e soldem-nos com semi-automática.

        Não se esqueçam do gravador para registar devidamente os carinhos do nosso deputedo escarralhado aos animais nessa ocasião.

        Gostar

  6. Zé Manel Tonto permalink
    19 Julho, 2018 20:03

    Da próxima vez que voltar ao rectângulo voo até Sevilha, alugo lá um caro e conduzo até Portugal. Mais barato em tudo e não dou dinheiro ao Costa, Medina e restante pandilha.

    Gostar

    • Mauritano permalink
      20 Julho, 2018 08:49

      Apoiado a 100%, vou seguir o exemplo. A TAP até tem dois voos diários para Sevilha, é só enlaçar o voo de Maputo para Lisboa com o de Lisboa para Sevilha. Em vez de deixar o carro em Portugal, passo a deixar em casa da minha sogra em Sevilha e já está. Não deixa de ser estúpido chegar a Lisboa e voar de seguida para Sevilha para depois regressar a Lisboa, mas assim passo a visitar mais vezes a familia.

      Gostar

  7. Artista Português permalink
    19 Julho, 2018 20:32

    Não se percebe toda esta polémica que para muita gente não passa de mais uma demonstração de como se governa em Portugal: sobre o joelho. Ao pé destes tipos o Trump até parece um grande estadista…

    Gostar

    • Euro2cent permalink
      19 Julho, 2018 23:52

      Ao pé destes tipos o Trump até parece um grande estadista…

      As “trapalhadas” só existem se forem assacadas ao Trump ou ao Santana Lopes.

      Fora isso é tudo perfeitamente normal, não se passa nada, circulem, circulem.

      Gostar

  8. Leunam permalink
    20 Julho, 2018 09:30

    Artista Português PERMALINK
    19 Julho, 2018 20:32
    “Não se percebe toda esta polémica que para muita gente não passa de mais uma demonstração de como se governa em Portugal: sobre o joelho”.

    Eu acrescento:

    A ignorância e a indisciplina que a Escola oficial nacional está a incutir aos futuros quadros e dirigentes da Sociedade Portuguesa faz prever o pior cenário para Portugal, para daqui a 15 a 20 anos.
    Vai ser necessário importar estrangeiros para governar o “rectângulo”, porque nem os concursos nem as nomeações sem concurso vão ter pessoas à altura das responsabilidades, como já se vai vendo em muitos sectores da vida nacional.
    As barracas, os falhanços e os escândalos serão de tremer, e lá voltaremos de novo ao tempo dos”Beresford”. Abril sempre! (dizem os oportunistas, os golpistas, os “tachistas”, chupistas e seus padrinhos, coveiros de uma Nação que já foi grande e bem governada).
    Se eu ainda por cá estiver, dedicar-me-ei a reler Camilo, Eça, Aquilino, Ramalho, Brandão, Proença, Fialho, Vasconcelos, Ferreira de Castro e Luís Vaz de Camões se a vista e o entendimento me não faltarem; do resto não vou querer saber.
    Portugal ardeu!

    Gostar

  9. Aónio Lourenço permalink
    20 Julho, 2018 09:54

    Vá lá, sejamos imparciais

    Momento III: A Câmara de Lisboa vai acabar com a referida taxa.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      20 Julho, 2018 10:57

      Problema resolvido, não é? Entretanto a ANA não se sente no direito de exigir os seus 4 milhões de euros.

      Não é estranho. Não se passa nada.

      Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        20 Julho, 2018 11:09

        Olha, vai ali um gajo da direita! Aproveita, desvia. Depressa…

        Seu gatuno! Malandro! Direita nunca mais!

        Gostar

    • Mário Fernandes permalink
      20 Julho, 2018 14:56

      Para sermos verdadeiros (creio que mais importante do que sermos imparciais depois de sabermos o resultado do jogo) o momento III acabaria com a frase »… referida taxa que nunca deveria ter existido.«

      Gostar

  10. procópio permalink
    20 Julho, 2018 11:35

    “A ignorância e a indisciplina que a Escola oficial nacional está a incutir aos futuros quadros e dirigentes da Sociedade Portuguesa faz prever o pior cenário para Portugal, para daqui a 15 a 20 anos”. Leunan
    Essa é a arma mais poderosa de todas, deseducar. António Gramsci sabia dessa forma subverter todos os valores em que assenta uma sociedade próspera para onde milhões pretendem emigrar.
    As pessoas vão de tugas para lorpas, prontos a aceitar taxas, taxinhas e tudo o mais que vai sendo implementado, “gota a gota”, pelos geringonços.
    “Gota a gota” é a táctica que funciona melhor.

    Gostar

  11. LTR permalink
    20 Julho, 2018 12:17

    Momento 1: Guterres quer 6 submarinos (ladeado por um ministro muito conhecido)

    Momento 2: Governo criminoso (da direita) compra dois submarinos que não servem para nada

    Momento 3: “António Costa anunciou esta sexta-feira a construção de sete novos navios para a Marinha portuguesa nos próximos seis a oito anos. O projeto faz parte da revisão da Lei de Programação Militar (LPM).”

    Gostar

  12. Leunam permalink
    20 Julho, 2018 15:02

    “Momento 3: “António Costa anunciou esta sexta-feira a construção de sete novos navios para a Marinha portuguesa nos próximos seis a oito anos. O projeto faz parte da revisão da Lei de Programação Militar (LPM).” LTR

    Pergunto:
    1) Quem paga?
    2) Servirão esses navios os interesses nacionais ou os estrangeiros?

    Gostar

  13. procópio permalink
    20 Julho, 2018 15:42

    Leunan, não faça perguntas…
    Os geingonças têm uma máxima: Tapa a boca e cala o bico.
    A seguir vem a segunda fase em que se aplicam outras formas ainda mais eficientes.
    Perguntem aos berloques e às artistas, andam ansiosos por…

    Gostar

    • LTR permalink
      20 Julho, 2018 16:33

      Esse tipo faz e diz que faz, mas os pagamentos é “páfrente”, como ele gosta de dizer.

      Gostar

  14. LTR permalink
    20 Julho, 2018 16:31

    Momento 1: um avião destes não tem onde pousar em Portugal

    Momento 2: o avião vai pousar…em Beja

    Momento 3: prova-se que o aeroporto sem procura precisa de mais acessos porque o avião pousou

    “Em declarações à rádio Voz da Planície, que avançou em primeira-mão com a “visita” do A380 a Beja, Bruno Ferreira, do Movimento Beja Merece+, afirma que o acolhimento do A380 prova a capacidade do aeroporto de Beja, e aproveita para reclamar melhores acessos terrestres para o mesmo.”

    Há aqui qualquer coisa que cheira a queimado!
    Gostava de saber quanto vai custar esta brincadeira e quem paga.

    Gostar

    • Filipe Costa permalink
      20 Julho, 2018 19:18

      Um teleérico de Lisboa a Beja dava jeito, podia-se observar a paisagem e beber umas cervejolas.

      Um não, 3 ou 6 linhas, depende do sonho do Costa.

      Gostar

  15. Luís permalink
    20 Julho, 2018 20:44

    Conheço estudantes e trabalhadores portugueses que recorrem ao airbnb e a hostels por necessidade e que agora levaram com a taxa turística. Isto mete-me nojo.

    Gostar

  16. Luís permalink
    20 Julho, 2018 20:47

    Não se pode gastar um centímo no aeroporto de Lisboa. Vi uma mala que na loja em Londres estava cerca de 200 euros mais barata que no aeroporto de Lisboa. A comida e as bebidas estão mais baratas nos aeroportos de Londres que em Lisboa. Uma loucura.

    Gostar

  17. Luís permalink
    20 Julho, 2018 20:51

    Isto já está pior que no feudalismo. Muito pior.

    Gostar

  18. A. R permalink
    20 Julho, 2018 22:31

    Não há limites às actividades predatórias do socialismo: que saudades de Salazar. Esta cambada do punho fechado e Maserati não descansa enquanto não nos mergulhar numa miséria chavista.

    Gostar

    • 22 Julho, 2018 14:54

      Deves ter sido da PIDE…

      Gostar

      • A. R permalink
        22 Julho, 2018 18:40

        Se fosse decerto sabias … ou não carregaste os arquivos para Moscovo ali do aeroporto de Figo Maduro às ordens de Cunhal?

        Gostar

  19. licas permalink
    22 Julho, 2018 23:01

    Ainda não aprendeste a viver em Democracia . . .
    (Heil Hitler, ou quem manda: Salazar, Salazar, Salazar))

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: