Saltar para o conteúdo

O governo português quer que os alunos troquem o Técnico em Lisboa por Sociologia no interior. Quanto aos cursos de jornalismo há muito que foram deslocalizados para a Coreia do Norte

21 Julho, 2018

Mais um esfaqueamento. Desta vez na Alemanha. Mais uma vez tivemso as notícias com a edição do costume:

“A polícia alemã confirma um total de oito pessoas feridas, uma com gravidade, no ataque perpetrado por um homem, com arma branca, no interior de um autocarro na cidade alemã de Lübeck, norte do país. A polícia alemã confirmou, entretanto, que não há sinais de antecedentes terroristas no ataque.TOMAMOS NOTA COM JÚBILO :” não há sinais de antecedentes terroristas no ataque É UMA VERDADEIRA FELICIDADE SABER QUE NÃO TEVE MOTIVAÇÃO TERORISTA O FACTO DE, NUM AUTOCARRO, UMA CRIATURA LARGAR UMA MOCHILA DONDE SAI FUMO, EM SEGUIDA ESFAQUEAR UM HOMEM NO PEITO E VÁRIAS OUTRAS PESSOAS EM QUE SE INCLUI O MOTORISTA. JÁ AGORA O QUE SE ENTENDE POR “antecedentes terroristas”?

“O agressor, que foi detido pouco depois do ataque por uma patrulha da polícia. Fontes policiais da cidade alemã afirmaram, através do Twitter que a “identidade do atacante é clara: É um alemão de 34 anos e mora em Lübeck”. COM TANTA CLAREZA PODIA TER-SE REFERIDO QUE O ATACANTE ERA DE ORIGEM IRANIANA. ERA SÓ PARA SER TUDO MAIS CLARO.

“A mensagem acrescenta que não há sinais de uma “radicalização política” no atacante ou de um contexto terrorista. TERÁ SIDO UM CRIME PASSIONAL? ESTOU EM CRER QUE TUDO ISTO ACONTECEU POR AMOR AOS AUTOCARROS: EXISTE UM GRUPO DE PESSOAS QUE NÃO CONSEGUE VER OS AUTOCARROS A CIRCULAR HORAS SEM FIM. VAI DAÍ ATACAM OS PASSAGEIROS!

O Ministério Público pediu “compreensão e paciência” na impossibilidade de dar mais detalhes sobre o agressor até que a sua identidade pudesse ser verificada com total certeza.” ESTA PARTE DA NOTÍCIA QUER DIZER QUE NO MOMENTO EM QUE AS AUTORIDADES FIZERAM ESTA DECLARAÇÃO JÁ SE DIZIA O HABITUAL NESTES ATAQUES QUE NÃO SÃO ATAQUES: ESTÁ A SER SONEGADA INFORMAÇÃO SOBRE O ATAQUE E O ATACANTE

Anúncios
22 comentários leave one →
  1. Aónio Lourenço permalink
    21 Julho, 2018 12:44

    E volta a Helena, num blogue dito liberal, a fazer as generalizações costumeiras sobre os iranianos. Porque não se indigna a dona Lena contra o contabilista branco americano que matou 54 pessoas em Las Vegas a tiro de metralhadora?

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      21 Julho, 2018 14:26

      — Aónio Lourenço em A Minha Maneira de Ser Racista, Capitulo II – Os brancos são uma cambada de assassinos!

      Liked by 1 person

      • Aónio Lourenço permalink
        22 Julho, 2018 11:03

        Não disse isso! Mas denote, que de acordo com psicologia evolutiva, as pessoas indignam-se mais contra alienígenas, do que contra nativos, mesmo que os nativos em determinadas circunstâncias (por exemplo, nos EUA, uso descontrolado de armas automáticas) causem muitas mais vítimas mortais de nativos. Morrem mais de 30 mil americanos por ano, devido a armas de fogo. O terrorismo islâmico comparado com estes números, é, diria a racionalidade idolatrada pelo Liberalismo, socialmente irrelevante.

        Não podemos apelar à Razão quando se trata de atacar a demagogia barata da esquerdalhada, e depois ignorar a Razão quando queremos que os nossos argumentos sejam tidos em conta!

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        22 Julho, 2018 11:25

        O que a psicologia evolutiva se esquece de explicar são elementos e regras básicas de análise estatística. Porque naturalmente que, a não ser que um país fosse maioritariamente ocupado por forças estrangeiras, são os nacionais quem mais crimes comete e quem mais morre desses crimes.

        Qual é a dúvida que nos Estados Unidos, como em Portugal, França, ou no Cambodja, são em termos absolutos os nacionais quem mais crimes comete?

        A psicologia evolutiva não tem capacidade (não quer) explicar:

        A criminalidade de pretos e entre pretos nos Estados Unidos, por exemplo.
        Ou o facto de que a percentagem entre imigrantes que comete crimes no país de acolhimento é maior do que a percentagem entre nacionais que comete crimes no seu próprio país.
        Nem tão pouco porque é que essas percentagens são praticamente inexistentes entre estrangeiros de certas nacionalidades.
        Ou porque é que os crimes praticados por certas nacionalidades, sãop de natureza criminal (roubos, assaltos, violência) e outras nacionalidades praticam crimes de ódio e terrorismo.

        Mas tenho a certeza que a psicologia evolutiva ajudará a dor do Aónio no dia em que o seu filho for atropelado por um camião, porque é um infiel e merece morrer.

        Liked by 1 person

      • Aónio Lourenço permalink
        22 Julho, 2018 15:21

        Alguma vez me viu negar que os pretos, ciganos ou muçulmanos, ou estrangeiros em geral, cometem percentualmente tantos ou menos crimes quanto os nativos? Não, bem pelo contrário! Basta analisar a população prisional para nos apercebermos que certas minorias étnicas ou raciais têm maior incidência de criminalidade. É um facto inegável!

        Ora vejamos o trabalho de Silvia Guedes da Univ. do Minho que nos diz que “um dado que convém reter é que, em 1998, este estudo tenta estimar a
        proporção de indivíduos de etnia cigana atrás das grades e considera que estes representam 5 a 6 por cento da população reclusa (Semedo Moreira, 1999)”, sendo um valor bem superior à percentagem da população nacional. A investigadora diz-nos ainda que “Portugal tinha 11,2% de população estrangeira reclusa, este valor é relativamente inferior, quando comparada
        com a dos países da Europa Ocidental, como a Grécia (39%), a Bélgica (38%), a Alemanha (34%), a Holanda (32%), a Áustria (27%), a Suécia e França (26%), a Itália (22%), e mesmo a Espanha (19%) e a Dinamarca (14%) (Rocha, 2001: 33). Além da percentagem de estrangeiros, refere a naturalidade desses estrangeiros. A população mais representada entre os estrangeiros era a africana, que ocupava um lugar claramente destacado (66%), seguida da de origem europeia (18%) e da de América Latina (12%)”.

        Mas correlação não implica causalidade e está por demonstrar que seja pelo facto de serem estrangeiros, ou pelo facto de serem pobres, pobreza essa que também afeta mais os estrangeiros. Os africanos da aristocracia angolana que vivem no Parque das Nações, não estão reclusos.

        Mas o ponto que quis expor com a psicologia evolutiva, que, parece-me que não quer entender de todo, é que o fenómeno “armas de fogo para toda a gente” é bem mais perigoso para a sociedade que o fenómeno “imigrante”, e nessa análise fenomenológica, a populaça tem muito mais medo dos imigrantes, do que das banalização das armas de fogo, pois consegue personificar o medo. A maior parte dos sentimentos (medo, ódio, amor, etc.) funcionam na base da personificação.

        Assim, interessa saber, caso você tenha um filho atropelado por um automóvel no seu bairro, porque se autorizou de forma criminosa que os carros andassem em excesso de velocidade nas cidades, se sentiria o mesmo ódio aos fenómeno “carros em excesso de velocidade na cidade”, que sentiria caso o seu filho tivesse sido atropelado por um camião conduzido por um muçulmano, ao fenómeno “Islão”.

        Gostar

    • André Miguel permalink
      21 Julho, 2018 15:33

      Quiçá porque na Europa estas cenas são sempre feitas por tipos que rezam virados para Meca… É só uma coincidência, claro…

      Liked by 2 people

    • 21 Julho, 2018 20:27

      Calma António Lourenço ! Antes de disparar convém afinar a mira e procurar melhores alvos ou é mesmo defeito de percepção !!!

      Gostar

      • Aónio Lourenço permalink
        22 Julho, 2018 11:12

        Julgo que a mira está afinada! Para mim este alemão nascido no Irão, se cometeu um crime, é um criminoso. Se esfaqueou uma pessoa a sangue frio é um animal bárbaro criminoso e como tal deve ser julgado por isso. É isso que um liberal defensor do estado de direito, deveria imediatamente referir. Atenção, que como liberal que sou, desprezo totalmente o Islão, ou outra qualquer religião pois são por norma atentados à liberdade de pensamento.

        Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      22 Julho, 2018 09:44

      Não existem contabilistas brancos em grandes números a matar gente usando um motivo comum, com um programa político-religioso bem definido.

      Parecendo que não, faz a diferença.

      Gostar

      • Aónio Lourenço permalink
        22 Julho, 2018 10:56

        Não há motivo comum, mas há “comunidades”: todos eles usam armas automáticas, aquelas que o pessoal de direita não quer banir para o comum dos cidadãos, e que eram impensáveis existir na cabeça dos tipos que fizeram a segunda emenda, na altura em que apenas havia revólveres!

        Gostar

  2. pitosga permalink
    21 Julho, 2018 14:00

    Ó ónio, vai pró: Police confirmed the suspect, a 34-year-old Iranian man who was not born in Germany, was put in police custody.

    Gostar

  3. Juromenha permalink
    21 Julho, 2018 17:29

    AfD,sehr naturlich…

    Gostar

    • Aónio Lourenço permalink
      22 Julho, 2018 11:07

      natürlich, não esquecer o trema!
      Und vergessen Sie nicht, dass AfD Nazi ist!

      Gostar

  4. A. R permalink
    21 Julho, 2018 20:58

    Foi um ataque súbito de doença mental. Este jornalismo é de facto uma das maiores vergonhas deste século: uma mentira pegada, um frete descarado à esquerda e ao globalismo da pior espécie. Por isto não compro um jornal vai para 20 anos: apenas o Diabo pode entrar aqui em casa.

    Gostar

    • Aónio Lourenço permalink
      22 Julho, 2018 11:08

      “apenas o Diabo pode entrar aqui em casa”

      Veja lá se não precisa de água benta!

      Gostar

  5. A. R permalink
    21 Julho, 2018 21:00

    Mas não devemos generalizar: “In other migration news, an Iranian migrant has been jailed for raping a 12-year-old boy in an alley in Glasgow.” Gates of Vienna.

    Nem o caso do Diplomata Iraniano que ia cometer um atentado deve ser mencionado.

    Gostar

  6. 21 Julho, 2018 21:10

    Nem tudo é mau. O povo já abriu a pestana e já não engole as patranhas dos políticos e dos merdia que fomentam a invasão islâmica da europa e o multiculturalismo de sentido único. Os alemães já nas ultimas eleições penalizaram o partido da Merkle e nas próximas vai levar o golpe final. A maré está a mudar.

    Gostar

  7. Isabel permalink
    22 Julho, 2018 03:20

    Que eu note, já há uns tempos que constato que este tipo de notícias quando são dadas em directo sem «  revisão » são depois alteradas em todos os canais oficiais dos países da Europa que eu investigo ( portugal, França, Itália, Suíça, Bélgica ). Em Itália, os canais não oficiais ou via internet já avisam as pessoas para não se fiarem na nformacao dos canais oficiais porque são eles que veiculam as fake news.
    Para fazer uma ideia daquilo em que talvez possa acreditar eu investigo o que dizem os « main stream, defensores do mundialismo », as esquerdas ditas eurofobicas, as direitas ditas xenófobas e mais umas tantas correntes de opinião para no fim ter uma ideia sobre o que devo pensar.
    A vida não está fácil!

    Gostar

  8. Aónio Lourenço permalink
    22 Julho, 2018 11:14

    O que é que a epígrafe tem a ver com o conteúdo da posta?

    Gostar

  9. Juromenha permalink
    22 Julho, 2018 11:15

    Sô Aónio, não é trema , é umlaut.
    Este teclado é como eu , já andou nas cruzadas – nada de umlaut, potanto.

    Gostar

  10. Juromenha permalink
    22 Julho, 2018 11:16

    “portanto”.
    Mea culpa.

    Gostar

  11. Myrddin Emrys permalink
    22 Julho, 2018 22:37

    🙂

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: