Skip to content

Catarina, a empresária-activista gourmet

31 Julho, 2018

A explicação aparentemente singela do BE sobre a bondade dos investimentos de Catarina Martins que ajudam a “fixar habitantes e a combater a desertificação em regiões do interior do país” versus os investimentos maus no “alojamento local massificado e desequilibrado nas grandes cidades” é um espelho não do turismo mas sim da falácia em que se sustenta a oligarquia marxista.  Ao contrário do que numa versão bondosa dos factos se possa crer não há contradição alguma entre a Catarina a ideóloga-mediatica que procura aparecer nas televisões diante do povo e a Catarina empresária que aposta nos nichos para clientelas diferenciadas. Ambas, as clientelas diferenciadas e Catarina  nas suas diversas versões,  abominam o povo.

Anúncios
18 comentários leave one →
  1. JMS permalink
    31 Julho, 2018 21:36

    Porfalar nessa tal de Catarina, a RTP3 já está em modo de lavagem automática.

    Se alguém conseguir ver isso, depois diga qualquer coisa.

    Liked by 2 people

  2. 31 Julho, 2018 22:01

    Catarina Martins na RTP3 num tom de voz muito mais contido…. deve ter aprendido alguma coisa depois da borrada que disse do Robles.

    Liked by 1 person

  3. Expatriado permalink
    31 Julho, 2018 22:01

    Nenhuma ilegalidade apontada. Mas gostava de ver as condições em que o ‘incentivo’ vindo da CE é distribuido mais umas vêz por politicos. Quem decidiu a atribuição, como e com que contrapartidas?

    https://gazetapolitica.com/2018/07/31/depois-de-robles-tambem-catarina-martins-e-apanhada-na-curva-lider-do-bloco-tem-casas-para-aluguer-por-120e-dia-em-plataforma-de-alojamento-local/

    Gostar

  4. procópio permalink
    31 Julho, 2018 22:05

    Sim o povo para elas e eles é desprezível. Por isso nem sequer teria o direito de votar.
    Se pudessem faziam a vindima das uvas podres, como chamam à pessoas decentes.
    É ler o Paris Match de 28 de Junho de 1975 que publicou a entrevista de Oriana Fallaci, integralmente. O alvarinho afirmava “em Portugal jamais haverá oportunidade para uma democracia de tipo ocidental, com há na Europa”. Desmentido do PCP, naturalmente.
    Oriana Fallaci reafirmou então tudo o que publicara e como publicara, informando que a entrevista estava gravada, poderiam confirmar. O PCP e Cunhal nunca quiseram…
    A imprensa portuguesa da época estava distraida… Apenas o Expresso a mencionou, assim muito ao de leve, associada ao desmentido do PCP.
    Para estes tratantes o que interessa é a “organização”. Quem manda na organização seriam eles. Na verdade mandam na trampa e não vão mandar em mais coisa nenhuma.

    Gostar

  5. Manuel permalink
    31 Julho, 2018 23:01

    A sonsa da Ana Lourenço(RTP3) na sua missão de lavar a imagem do Bloco, mas que coincidência de agenda. Vão dizer que estava tudo previamente agendado e nós sem oposição, lá teremos de levar com os XUXAS até à bancarrota final.

    Liked by 2 people

    • Daniel Ferreira permalink
      1 Agosto, 2018 15:05

      Não vem aí a “bancarrota final”… Essa já foi atingida à demasiado tempo (o prego no caixão foi a 3ª bancarrota). O que vem aí é a substituição final. Aconselho à malta em fazer agora umas viagens do “vá para fora cá dentro” e despedirem-se de 875 anos de História, vamos ser cilindrados com multiculturas. E não há qualquer hipótese de a parar.

      Gostar

  6. procópio permalink
    31 Julho, 2018 23:07

    A aninhas é mais do que uma entrevistadora. O tempo a revelará em pleno.

    Gostar

    • Daniel Ferreira permalink
      1 Agosto, 2018 15:18

      Todas as TV’s são controladas pela sociedades discretas-não-secretas e mais não servem para distrair ao máximo a população sobre o flagelo que aí vem. E quando há governos patriotas que conseguem travar isso, dizem que não há liberdade de imprensa!

      Não estamos em tempos de “depois vê-se”, já não vai haver um “depois”. Um país como o nosso, com séculos de Heróis Mundiais, cair governado por um sujeito que sozinho mal sabe construir um avião de papel, mas é suportado pela maior organização criminosa que alguma vez existiu. A 3ª guerra mundial já começou à muito e desta vez não vai ser disparada uma única bala nesta chacina: Os generais são os políticos, os exércitos são os jornalistas. Globalistas vs Países soberanos. Uns estão a atacar com tudo depois de décadas de preparação, 95% dos outros nem sabem o que está a acontecer. E adivinhem o que está a ser usado como “mínimo múltiplo comum” para uniformizar todo o território que estão a conquistar? Já ouviram falar do “Global Compact for Migration”? E do acordo de Marrakech?

      Liked by 1 person

  7. JCA permalink
    1 Agosto, 2018 00:13

    .
    Das duas uma,
    .
    ou são brilhantes, com parece 4 deputados dominam 90% da comunicação social comandando a discussão nacional e falam grosso
    .
    ou os restantes partidos são incompetentissimos, incapazes de se imporem ao leitorado, agindo com dor de cotovelo contra o morgadio bloquista
    .
    Teoricamente não surge mais nada. Nem o eleitorado entende e se calhar vao ter jackpot na roleta eleitoral, nem o PS se safa.
    .

    .

    Liked by 1 person

  8. 1 Agosto, 2018 05:50

    As esquerdas (leia-se traidores) a mim nunca me engaram, apenas os pacóvios tugas ( a maioria do eleitorado) sem um dedo de inteligência, deixa-se iludir!!

    Liked by 1 person

  9. 1 Agosto, 2018 09:04

    Esta Catarina, reles parasita dos dinheiros públicos, nunca me enganou.
    Que hipócrita!

    Liked by 1 person

  10. 1 Agosto, 2018 09:05

    Que peste!

    Liked by 1 person

  11. Expatriado permalink
    1 Agosto, 2018 12:26

    Pois tinha sido uma boa opção. Ficavam ricos e não chateavam…

    http://henricartoon.pt/o-erro-de-analise-1174410

    Gostar

  12. 1 Agosto, 2018 16:12

    e as pessoas que trabalham nos palheiros? contratos sem termo , 35 horas semanais, 45 dias de férias e salários de mil euros para cima? ou nada disso e são explorados por uma porca capitalista?

    Liked by 1 person

  13. Arlindo da Costa permalink
    2 Agosto, 2018 05:40

    Muita inveja! Catarina é linda. inteligente, empreendedora, amante da liberdade.

    Se houvesse mais uns milhares de Catarinas Martins talvez Portugal não fosse este sítio rançoso, salazarento, mesquinho e paroquial.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: