Saltar para o conteúdo

Se pesquisar por “enviesamento” dará alguma coisa?

11 Outubro, 2018

Screenshot from 2018-10-11 10-12-28

Zero é a resposta no site da Amnistia para Fernando Albán o político venezuelano “suicidado”. Por contraste pesquise-se Marielle Franco

Ps. Será possível que nenhum partido tenha apresentado no parlamento português um voto de pesar pela morte de Fernando Albán? Recordo que este morreu dentro das instalações policiais. Tendo em conta a comoção que tomou a AR aquando da morte de Marielle Franco é extraordinário este silêncio.

Anúncios
21 comentários leave one →
    • 11 Outubro, 2018 13:20

      Uau… muito bem… No entanto, acho que se mantém (até ver) um certo enviesamento… pois quando comparado com o caso Marielle (com 10 entradas), esse link que postou é uma simples nota de rodapé…

      Liked by 1 person

      • Paulo Valente permalink
        11 Outubro, 2018 13:34

        Os links ao caso Marielle dizem respeito a eventos realizados vários dias após a sua morte, eventos esses noticiados pela AI. O relatório e os documentos ao caso da Marielle não se encontram nesses links.
        O caso de Fernando Albán está em investigação.

        Gostar

  1. Mario Figueiredo permalink
    11 Outubro, 2018 10:52

    Obrigado, Helena, por manter viva esta contestação, o nome de Álban que passámos todos a conhecer apenas no dia da sua morte, e expor a pouca-vergonha e a hipocrisia dos nossos políticos (todos de uma ponta à outra!) e dos nossos media. Gostaria sinceramente que fosse motivo de texto mais alargado na sua próxima crónica no Observador.

    O silêncio de quem invariavelmente acaba por implicitamente concordar com assassinatos políticos desde que perpetrados por gente do nosso lado da barricada contra gente do outro lado, tem por objectivo evitar velhas associações de regimes ditatoriais de esquerda à prática rotineira de assassinato de opositores políticos.

    Mas este silêncio de aprovação dos Verdes ao CDS, dos nossos media e de certas organizações internacionais com ligações a movimentos políticos de esquerda, já não chega para enganar. O nome de Álban não pára de ser repetido na Internet, onde a censura ainda não chegou. O nome dele está bem vivo. Muito em particular na Venezuela, onde tenho alguns amigos. E as pessoas um pouco por todo o lado tomam nota. E sabem, sem saberem o que realmente aconteceu, que há dois pesos e duas medidas. Tal como a Helena claramente demonstra. A única “democracia” para a esquerda é aquela que garante a sua sustentação no poder.

    Liked by 3 people

  2. José Domingos permalink
    11 Outubro, 2018 11:22

    A verdade da esquerda é inviosada,a moralidade é a deles e apregoam uma moralidade que não praticam.
    Todas as agências de emprego, na casa da treta, têm culpas no cartório, não existem inocentes ali.

    Gostar

  3. JgMenos permalink
    11 Outubro, 2018 11:24

    Não tem nada de extraordinário.
    É a esquerdalhada e a versão abrilesca de direita. Uns poltrões!

    Gostar

  4. Artista Português permalink
    11 Outubro, 2018 11:54

    A Amnistia Internacional é uma organização no passado filo-comunista e agora politicamente correcta, que só olha para um lado. Do outro olho é totalmente cega.

    Gostar

  5. Luis Lavoura permalink
    11 Outubro, 2018 12:02

    A Helena Matos está a partir do princípio de que Albán foi assassinado. Isso pode ser verosímil, mas está por provar. Enquanto não fôr provado, ninguém se pode pronunciar.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      11 Outubro, 2018 13:15

      Que conveniente. O jeito que isso dá.

      Felizmente, ao contrario do que é apregoado aí, onde também por muita conveniência se faz querer a ideia que não nos devemos pronunciar antes de trânsito em julgado, a presunção da inocência não impede a formulação de juízos por parte das pessoas ou organizações que não fazem parte do Estado ou sistema judicial.

      Aprenda a ser livre, Luís Lavoura. Fim de lição.

      Gostar

      • Luis Lavoura permalink
        11 Outubro, 2018 14:49

        a presunção da inocência não impede a formulação de juízos por parte das pessoas ou organizações que não fazem parte do Estado ou sistema judicial

        Claro que não impede. As pessoas são sempre livres de atirar juízos aos quatro ventos.
        Mas, se uma qualquer pessoa ou organização quer ter uma certa credibilidade, então evitará lançar juízos sem ter a certeza daquilo que está a dizer. Abrirá a boca somente se e quando estiver razoavelmente certa de conhecer todos os factos.
        E, no caso vertente, nós não sabemos minimamente se Albán foi assassinado. Podemos presumir, mas não sabemos.

        Gostar

      • 11 Outubro, 2018 18:15

        Mas acham que o homem foi assassinado? Caramba! Não é óbvio que foi apenas um acto de interrupção assistida da actividade opositora? Perfeitamente levar na escarralhândia.

        Gostar

  6. Andre Miguel permalink
    11 Outubro, 2018 12:09

    Ainda há duvidas sobre qual o objectivo de quem nos (des)governa?

    Liked by 1 person

  7. licas permalink
    11 Outubro, 2018 13:11

    JgMenos PERMALINK
    11 Outubro, 2018 11:24

    Lá porque Abril antecede Maio (28)
    há quem jure que houve um retrocesso…

    Gostar

  8. Paulo Valente permalink
    11 Outubro, 2018 13:15

    Se pesquisar por “envieasamento” encontrará “Helena Matos” certamente. Se pesquisar por “fake news” encontrará “Helena Maros”. Caso pretenda conhecer a acção da Amnistia Internacional neste caso, poderá seguir o link deixado por Miguel Madeira:

    https://www.amnesty.org/en/documents/AMR53/9222/2018/en/

    ou ler directamente o relatório da Amnistia, datado de 9/Outubro/2018, que se encontra em:

    https://www.amnesty.org/download/Documents/AMR5392222018ENGLISH.pdf

    A sua pesquisa sobre Marielle Franco não lhe deu os relatórios da Amnistia sobre o caso, mas apenas eventos de solidariedade posteriores à morte.

    Se quer escrever em jornais, mesmo nos que são lixo como o Observador, é conveniente aprender a fazer investigação.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      11 Outubro, 2018 13:46

      Ó amigo, deixe-se de tretas. Esse comentário é bom lá para os jornais socialistas que frequenta. Bom para vender na IURD. Mas aqui não há parolos nem otários.

      A Amnestia faz o que lhe compete e emite o UA Report. Também era só o que faltava se já nem isso fizesse. Era o suficiente para por um fim na pouca credibilidade que ainda tem.

      Mas são as acções desta organização que demonstram o seu desempenho, e não relatórios UA a pedir às pessoas para enviarem cartas ao Governo Venezuelano. Palermice! E essa acção conhecemos todos muito bem: A cobertura mediática que a Amnistia Internacional dá a estes eventos é perfeitamente alinhada com os interesses mediáticos. E mais nada.

      Veja aqui e ganhe vergonha na cara: https://www.amnesty.org/en/search/?q=marielle

      Faça você a investigação que acusa os outros de não fazer. Vá lá ver na AI a cobertura aos presos políticos na Venezuela. À excepção de Albán que morreu, você não vai provavelmente encontrar um único que seja pelo seu nome. Já Marielle é o que se vê.

      Liked by 1 person

  9. Paulo Valente permalink
    11 Outubro, 2018 16:30

    Para quem estiver interessado na actividade da Amnistia Internacional em todo o mundo (incluindo o Brasil e a Venezuela):
    https://www.amnesty.org/en/countries/

    Gostar

  10. licas permalink
    11 Outubro, 2018 16:39

    Agua

    Confessa o médico autor da autópsia que superiormente foi-lhe imposto (Riverol, Tarek William Saab, Nicolás Maduro) não revelar que os pulmões de F. Álban continham ÁGUA. De facto, no Relatório apenas estão presentes as lesões que resultariam de queda de grande altura, ou seja para a Polícia o acidente coaduna-se com a suicídio da vítima, ao contário de morte em consequencia de tortura por asfixia.
    Não tenho ilusões: o PCP vai persistir no apoio ao actual Governo Venezuelano.

    Liked by 1 person

  11. Miguel Santos permalink
    11 Outubro, 2018 18:25

    Nem tudo está enviesado no site da Amnistia:
    https://photos.google.com/u/2/photo/AF1QipPTGStbBJNQNiGp-QRh2vtTIi7__9uswi7gHnXc

    Gostar

    • Miguel Santos permalink
      11 Outubro, 2018 18:32

      [IMG]https://photos.google.com/u/2/photo/AF1QipPTGStbBJNQNiGp-QRh2vtTIi7__9uswi7gHnXc[/IMG]

      Gostar

  12. licas permalink
    11 Outubro, 2018 20:16

    Luis Lavoura PERMALINK
    11 Outubro, 2018 14:49

    Eu cá não sem bem para quem Lavoura labora, nem interessa muito. . .
    Só faço questão do meu 16.39 se intuitivamente se reforça o quê?
    A tal presunção de inocência (no caso do executivo PSUV) não me
    IMPEDE de ter e exprimir a MINHA opinião. Não é assim?

    Liked by 1 person

  13. Arlindo da Costa permalink
    11 Outubro, 2018 22:59

    E o jornalista saudita?
    E os alegados jihadistas que os EUA apanharam, mataram ou colocaram em Guatanamo?
    E os presos políticos catalães em cativeiro por ordem da megera Espanha?
    E as crianças que foram raptadas pelas ditaduras que são aqui incensadas?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: