Saltar para o conteúdo

um estado de emergência à solnado

19 Março, 2020
by

O Sr. Presidente da República Portuguesa, Professor Marcelo, interrompeu, ontem, o seu exílio em Cascais para ir ao Palácio de Belém ler um comunicado ao país. Com um fácies lancinante – o que ele deve sofrer por não poder andar pelas ruas a tirar selfies com os desvalidos da fortuna, Marcelo informou-nos que decidira instaurar, em Portugal, por 15 dias, um estado de emergência à Solnado.

Para os mais novos, sem memória histórica, Raul Solnado era um extraordinário humorista português que, num momento inspirado da sua carreira, gravou uma rábula sobre a guerra, onde, para nos suavizar a existência, fazia dela uma coisa suave e até, de certo modo, divertida.

Foi o que ontem fez, presumo que involuntariamente, Marcelo Rebelo de Sousa e parece estar, hoje, a fazer António Costa. Não desconsiderando que vivemos num Estado de Direito e que, por isso, há regras fundamentais a cumprir, que se tornam muito mais importantes em situações limite como esta, o adiamento das decisões – a aguardarem, por exemplo, reuniões que deveriam ter ocorrido imediatamente – e o tom vago que Marcelo ontem utilizou, remetendo para o governo a parte dura de anunciar o pior, está a gerar, em muita gente, a convicção de que isto é mais ou menos, a brincar. Em resultado, muita coisa continua aberta e a funcionar, muitas pessoas andam por aí sem qualquer precaução, e, por exemplo, onde neste momento vivo, tenho um café/restaurante à frente da porta com mesas encostadas umas às outras e gente a comer. Se isto não mudar imediatamente, a sensação de que a vida continua normal, depois de um pequeno susto, será a tendência natural de muitos. Para mudar, de facto, as medidas têm de ser rigorosas, executadas e fiscalizadas, enquanto isto não passar.

Esperemos não nos virmos a arrepender da maneira como estamos a lidar com isto.

30 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    19 Março, 2020 15:01

    o ‘concelho’ ministerial devia decorrer em jazigo de família dado o estado terminal do rectângulo
    como escreveu Botto « … dar-lhes conselhos »

    Gostar

  2. Weltenbummler permalink
    19 Março, 2020 15:18

    Et maintenant
    Que vais-je faire?
    De tout ce temps
    Que sera ma vie
    De tous ces gens

    Gostar

  3. Luís Lavoura permalink
    19 Março, 2020 15:22

    Eh pá, eu jamais esperaria ver um liberal clássico, como o Rui A., a pedir que o Estado (tirânico) entrasse num café, que é um local, não o esqueçamos, estritamente privado, que pertence ao seu dono e somente a ele, para forçar os clientes, que devem ser pessoas livres, a deixarem de comer em mesas encostadas umas às outras…
    Rui A., quem o leu e quem o lê…

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      19 Março, 2020 16:16

      Não foi o primeiro ministro que disse que a capacidade dos restaurantes ficava reduzida a metade? É ao governo, portanto, quem deve estabelcer o controle para saber se as suas leis são cumpridas ou não.
      Muitos restaurantes com capacidade para servir 30 ou 40 refeições em simultâneo, fecharam simplesmente a tasca e mandaram embora os funcionários, uns de férias, outros para o fundo de desemprego e alguns outros para a miséria, aqueles que não tinham contrato de trabalho de papel passado.

      Gostar

    • rui a. permalink*
      19 Março, 2020 16:31

      Oiça lá, vc. sabe o que é o «estado de emergência»? Acha que os «liberais clássicos» são patetas? Então, deixe lá de dizer patetices.

      Liked by 3 people

  4. Manuel Assis Teixeira permalink
    19 Março, 2020 16:01

    ” facies lancinante” … é mesmo isso! muito boa! Mas com a quarentena forçada e fiteira o selfie man perdeu a máscara e perdeu o país! E ele sabe-o porque é muito inteligente ( não a inteligência prática porque essa não tem senão não tinha ido para casa ) e daí o “facies lancinante” de desculpem portugueses, desculpem por favor…

    Gostar

  5. Filipe Bastos permalink
    19 Março, 2020 16:25

    Pois… o Estado é mau e reles e controlador, mas quando a coisa aperta… ai ai.

    Quando tudo vai bem, quanto menos Estado melhor: só polícia e tribunais para proteger os mamões privados, estradas para entregarem as mercadorias e passearem nos Ferraris, um ou outro hospital velho para atender os proletários.

    Quando vai mal, começa o choradinho por mais controlo, mais restrições, mais subsídios… mais Estado. O costume. É como os bailouts da máfia banqueira.

    Gostar

    • Luís Lavoura permalink
      19 Março, 2020 16:35

      Exatamente.
      Aqui há uns anos foram protestos enormes porque o Estado, tirânico, ia proibir o pessoal de fumar nos restaurantes. Aqui d’el rei, que os restaurantes são sítios privados, só o dono é que manda neles e, se o dono quiser que se fume neles, o Estado não tem nada que intervir.
      Agora, que o Estado entra nos restaurantes para proibir o pessoal de comer todo juntinho, já aplaudem, e a vontade do dono do restaurante que se lixe.
      Quer dizer, o coronavírus é um problema de saúde pública e portanto o Estado tem o direito de intervir, mas fumar não é um problema de saúde pública e portanto deve ficar ao critério de cada qual. É esta a atitude do Rui A….

      Gostar

      • lucklucky permalink
        20 Março, 2020 03:50

        Pois não não é. O Coronavirus transmite-se o Tabaco não.

        Gostar

    • Carlos Guerreiro permalink
      19 Março, 2020 18:15

      Além de burros que defendem uma ideologia velha de 100 anos que nunca acertou uma, têm também grandes dificuldades na compreensão da realidade. Fico com a impressão que a incompetência na gestão da crise é mesmo o melhor que o xuxalismo/comunismo consegue fazer.
      O estado deve interferir o mínimo na vida dos cidadãos, mas o que se passa agora (passou em Pedrógão e em Borba) está dentro dos mínimos das competências do estado. Desde Janeiro que andou o governo e demais geringonços a fazer? Aprovar a eutanásia, discutir os maus tratos a animais (2 sessões do parlamento), a emergência climática (parece que a emergência era outra, é o que dá em ouvir meninas parvas), a agenda digital do Costa, e cereja no topo do bolo, quinta feira passada (12 de Março), quando andavam a brincar ao fecha não fecha escolas, o bloco de esquerda agendou no parlamento a discussão sobre a reprivatização dos CTT. Como se vê se o estado estivesse limitado ao mínimo essencial, poderiam ter prestado a devida atenção à verdadeira emergência.
      O Filipe que se preocupa muito que o esbanjamento de recursos do capitalismo nestas situações (só esbanja quem tem), não diz nada da penúria de recursos que o xuxalismo/comunismo geringonço demonstra em Portugal.

      Liked by 2 people

    • Mario Figueiredo permalink
      19 Março, 2020 19:53

      Filipe Bastos. Outro q

      Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        19 Março, 2020 20:01

        Filipe Bastos, outro que não entende o que é o Estado de Emergência e as competências do Estado num Estado de Emergência.

        Muito menos entende o que é liberalismo. Já está como aquele que aqui no Blasfémias afirmava convicto que liberais não deviam trabalhar no Estado.

        Não me admira tanta ignorância. Os tempos dos intelectuais e pensadores, de figuras de proa do pensamento político e filosófico, já lá foi. Estão todos mortos. Como também está o ensino de qualidade que promovia o pensamento. Resta apenas a imbecilidade de uma nação a raspar intelectualidade do fundo do tacho.

        Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        19 Março, 2020 23:48

        Sim, Carlos Guerreiro, sim, Mario Figueiredo, já sei: o Estado é horrível excepto quando o privado precisa dele. Controla demasiado excepto quando o privado quer que controle. E gasta demasiado excepto quando o privado nele quer mamar.

        Alguém discorda? Então é comuna. O que nos vale é esta ideologia nova e fresca chamada capitalismo. A tal que manda no país e no mundo desde sempre, mas a culpa é sempre do ‘socialismo’.

        Gostar

      • André Miguel permalink
        20 Março, 2020 07:41

        Ehehehe!!! Ó Mario ainda não esqueceu essa? Doeu assim tanto? Lol
        Como bom liberal eu nunca disse que não deviam trabalhar no Estado, cada um trabalhe onde quiser. Mas que um fp se diga liberal já são contas de outro rosário….
        E estou a gostar imenso de ler neste blog liberais a apelar à intervenção estatal para nos salvar do apocalipse… meteram a livre iniciativa privada no bolso? Então o capitalismo já não é a salvação? :))))

        Gostar

      • Carlos Guerreiro permalink
        20 Março, 2020 10:46

        Filipe
        Diga coisas novas. Conversa de mamões e fasssisstas já não faz efeito.

        André
        Tenho pena de não poder fazer um desenho.
        “liberais a apelar à intervenção estatal para nos salvar do apocalipse” – mas que confusão vai nessa cabeça, os anarquistas é que não querem o estado, os liberais querem o estado com o mínimo de funções essenciais, e são essas que os estados da UE falharam.
        Volto a repetir, o que andou o Costa e geringonços a fazer desde que a China informou da epidemia Coronavid-19 no final de Dezembro de 2019 (e já sabia 1 mês antes…)? Discussão da eutanásia, maus tratos aos animais, emergência climática (desapareceu? é que o número de mortos que diziam provocar é muito superior ao do novo vírus…), agenda digital e a importantíssima reprivatização dos CTT…
        Os comunas e xuxas querem um estado máximo apenas para controle da população, que passa a ser dependente do estado, e para uma descarada compra de votos com os dinheiros públicos (e de caminho enchem os bolsos deles e dos amigos).
        Lembram-se de Cuba, que está na miséria (demorou cerca de 50 anos depois da revolução para atingir o PIB per capita de 1959), mas a culpa é do bloqueio dos EUA. Então não chegava a ajuda da URSS, cortina de ferro e da China? Queriam os EUA a subsidiar os amanhãs a cantar?

        Gostaria que me explicassem uma coisa. Disse a Temida ministra há 1 semana (13/3) que estava a contar ventiladores do SNS. Não devia o estado saber o número de ventiladores que possui? E se era preciso contar, não seria prudente ter começado a contagem há mais tempo? O que preocupa com esta contagem, não é o atraso, é o facto da ministra ter dito isto como o exemplo de estarem preocupados com a situação e de estarem a fazer algo, é que não tinham mesmo mais nada para apresentar…
        O grupo CUF e a EDP entregaram cada um 50 ventiladores ao SNS, quantos ventiladores os pais, padrinhos, tios, sobrinhos e demais família do SNS entregaram? Ah! É verdade estão a contá-los…

        Liked by 1 person

  6. Cacim Bado permalink
    19 Março, 2020 16:36

    Marcelo baliza. Só se for para guarda-redes dos matraquilhos

    Gostar

  7. 19 Março, 2020 18:25

    O aspecto do Santos Silva recomenda quarentena …

    Gostar

    • MJRB permalink
      19 Março, 2020 23:08

      Qual dos Santos Silva ? O amigo do Socrates que quer mais quarentena para o “menino de ouro”, ou outro ?

      Já há dias coloquei aqui o bitaite: por causa do C-19, que “sorte” têm certos FDP com os atrasos de investigações, inquirições, decisões para os levar às barras dos tribunais…

      Gostar

      • 20 Março, 2020 09:56

        O ministro dos estrangeiros, que estava atrás do Kosta com ar de gripe !

        Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        20 Março, 2020 10:39

        O ar cansado deve ser por causa da “agência de viagens” !
        Tem tuga que vai de férias em plena crise, e quando descobre que não tem como regressar, aqui d’el rei quer ser repatriado num C-130 !!!
        Os parvos deviam era continuar lá na ilha do Sal, com bom sol e praia, e onde o vírus não chega porque tem governantes sem as peias duma UE!

        Gostar

  8. 19 Março, 2020 21:35

    Não percebo! Tantos conselhos para evitar cotactos mas…se estivermos já contagiados mas não estivermos em risco de vida VAMOS PARA CASA……já não há contagio’

    Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      20 Março, 2020 10:01

      Vai para casa em ISOLAMENTO …. isto se tiver alguém qualificado para o cuidar!
      Isto acontece porque a capacidade de resposta do país é limitada, e a estupidez do governo e de muitos tugas (aqui do Blas incl) é ilimitada …

      Gostar

    • 20 Março, 2020 12:00

      Se pesquisar informação sobre o tema, verá que o perigo de contágio parece ser maior antes dos sintomas do que depois de se manifestar!
      Por isso é que ele consegue propagar-se tão rapidamente!
      Diria que é um vírus para gente distraída e turistas !

      Gostar

  9. MJRB permalink
    19 Março, 2020 23:02

    Muito bem, Rui A.

    Esta, o Rui A. e certamente muitos mais não sabem: esta tarde, previ que as tabacarias iriam encerrar devido ao Estado de Emergência. Fui à que habitualmente me fornece, para comprar pelo menos para mais 1 semana. Perguntei à funcionária se iria encerrar e eis a resposta: “Não… nós somos considerados bens de primeira necessidade”. Perguntei se estava a ironizar, mas é mesmo verdade ! Estavam, vão estar todas as lojas desse grande centro comercial fechadas (excepto o hiper, dois cafés, uma papelaria, a Bertrand mais a Worten), e o tabaco é, uma “primeira necessidade” — deve ser para o pessoal não entrar em paranóia.

    Em Lisboa, por o que tenho constatado nalguns locais, desde ontem estarão a transitar (popós incluídos) menos de 0,5% do que é habitual.

    Gostar

    • MJRB permalink
      19 Março, 2020 23:10

      Rectificação: circulam em Lisboa muito menos de 0,5%

      Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      20 Março, 2020 10:10

      Ora aí está o gato escondido com rabo de fora ! Fartam-se de se queixar dos impostos que pagam (forçadamente), mas o imposto sobre o tabaco pagam-no de livre vontade !
      Bastava deixar de fumar para não pagar …
      Com um bocado de sorte, pode ser que o vírus fique preso no alcatrão que lhe cobre as vias respiratórias 🙂
      Aí está um bom tema de investigação : relacionar a vulnerabilidade ao covid-19 com o tabagismo !

      Gostar

  10. grangeio permalink
    19 Março, 2020 23:59

    Caiu a máscara a Marcelo. Percebe-se agora que é um cobardolas, bom a tirar selfies e a dizer generalidades fáceis, mas quando chega a altura de pegar o touro pelos cornos, foge…
    Os profissionais de saúde e muitos outros não podem fugir têm que estar na linha da frente, mas o nosso presidente pode fugir? Que vergonha….

    Gostar

  11. Ausente52 permalink
    20 Março, 2020 06:29

    Quando as ordens não são cumpridas, quer seja por desleixo, anarquia, ignorancia ou qualquer outra “anormalidade”, multas para cima e pagas de imediato. É a unica “lei” que faz o portugues “distraído” entrar nos eixos.

    Gostar

  12. José Reis permalink
    20 Março, 2020 08:11

    Marcelo se for inteligente, e espero que o seja, não se irá recandidatar às próximas eleições presidenciais, até porque os tempos que se adivinham para o país e para a Europa vão ser duros e complicados e já não se curam nem se disfarçam com os afectos dos abraços e dos beijinhos.
    Marcelo falhou no caso dos incêndios, no caso de Tancos e agora no caso do coronavírus, onde até andou desaparecido em combate. São falhas a mais para passarem despercebidas aos portugueses.
    Parafraseando Fernando Mendes: Ó Marcelo, já foste!

    Gostar

  13. beirão permalink
    20 Março, 2020 11:44

    Parecia-me ter ouvido, visto ou lido que, nas normas do regulamento da ‘lei de emergência’, uma delas referia que os idosos (mais de 70 anos), teriam preferência, durante as duas primeiras horas, nas bichas de supermercados. Parece que isso terá ido à viola. Alguém sabe explicar-me o que se passa?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: