Saltar para o conteúdo

E agora como vai ser? 

14 Junho, 2020

Prometeram-nos liberdade e acabámos mais vigiados que nunca. Prometeram-nos igualdade e acabámos divididos em castas. Prometeram-nos paz e acabámos a viver em guerra connosco mesmos. O cerco fechou-se

15 comentários leave one →
  1. Expatriado permalink
    14 Junho, 2020 19:26

    Vai ser assim. O cerco está montado.

    “Express, Jan 11, 2013 By ANIL DAWAR

    “White Britons are now a minority in 4 towns and cities”

    The white British proportion is officially below 50 per cent in Leicester, Luton and Slough. Analysts said the same will be true of the country’s second city, Birmingham, by the end of the decade.

    The researchers at Manchester University attribute the shifting balance to the wave of eastern European migration fostered by the previous Labour government.

    Their analysis of the 2011 UK Census shows Slough has the smallest proportion of white Britons at just 35 per cent.Indians and Pakistanis make up half of the Berkshire town’s foreign contingent. The populations of Leicester and Luton are both 45 per cent white British. Leicester’s second largest ethnic group is Indians who make up a third of the city’s residents. In Luton, one in five residents is Pakistani or Bangladeshi.

    The overall white population tops 50 per cent in Leicester and Luton when Eastern European and Irish communities are added but no ethnic group is in the majority in any of the three cities or cities.

    Alp Mehmet, of MigrationWatch, said: “When you look at the consequences of this kind of change long term the public will be dismayed and will be worried. This has happened as a direct result of Labour’s policy of mass migration which was foisted upon the country without any thought for the future effects.”

    The immigrant population of England and Wales has grown by three million in the past 10 years and contributed massively to the changing face of modern Britain. “

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      14 Junho, 2020 22:00

      Mas mesmo uma evolução dessas poderia ser corrigida. Como? Impondo as regras a esses novos visitantes com todo o rigor, sem perdão. Mas não isso que se vê. Pelo contrário. Na Alemanha os novos migrantes gozam de mais privilégios que os alemães. Tiram o dinheiro aos alemães, para dar a quem não o precisa.

      Foi a esquerda que destruiu o núcleo da nossa nação, a família. Fizeram quase tudo. E agora aceleraram ainda mais a destruição da nação, ao inventar milhares de géneros, que nunca na vida existem.

      A mesma esquerda criminosa agora, no lugar de confessar, que fez um erro em destruir a família, e que nota que falta pessoal, para lhes pagarem a reforma futura, continua na mesma para ocultar os erros clamorosos que fez, sem vergonha na cara.

      Foi a esquerda e a sua política incompetente que levou a esta situação: falta de pessoal para manter a máquina a trabalhar. Continuam a mentir à mulher moderna, que no lugar de ter filhos, prefere os matar e tentar ser melhor que o homem.

      O partido socialista alemão já não defende os interesses do trabalhador alemão!! Não, não. Agora é o partido alemão que mais defende os interesses dos bárbaros muçulmanos.

      E no Reino Unido é parecido.

      No lugar de virarem as costas ao esterco humano que levou a esta situação, continuam em apostar em valores que são só esterco.

      Como semearam, vão colher. É justo.

      E nas escolas é já o inferno. Uma confusão total. E quem vai-se impor, será o mais forte: o muçulmano bárbaro.

      A esquerda fez tudo para levar nos cornos. O momento está a chegar. Eu acho muito justo. Muito.

      Ontem em Londres e outros sítios, muita malta veio impedir, que o esterco da humanidade, o braço militar da esquerda fascista, a Antifa, pudesse derrubar mais monumentos, com sucesso. Não o conseguiram.

      E qual foi a reacção do Boris Drogado Johnson? Veio insultar a aqueles, que defenderam os monumentos com sucesso. Isto é perverso.

      O pessoal dos negócios está a avisar o Boris Drogado Johnson, que a regra de distanciamento de dois metros (uma medida totalmente estúpida) vai destruir milhões de empregos no Reino Unido, senão for mudada rapidamente.

      Etc. Os problemas são todos inventados em casa, no Reino Unido.

      Liked by 1 person

    • Zé Manel Tonto permalink
      14 Junho, 2020 22:23

      “The researchers at Manchester University attribute the shifting balance to the wave of eastern European migration fostered by the previous Labour government.”

      Bullshit.

      Nos census de 2001 91% da população do Reino Unido era branca.
      Nos census de 2011 baixou para 87%, apesar de a imigração da Europa de Leste ter começado em força nesse periodo.

      Mas o problema não é pessoas não brancas imigrarem para o Reino Unido, ou qualquer outro país Europeu.

      O problema é deixarem entrar pessoas que pouco falam da língua e não têm formação para fazer mais que trabalhos básicos. O problema é não correrem com eles ao menor problema que causem, e darem nacionalidade aos filhos e netos antes de fazerem 30 anos.

      Gostar

    • carlos rosa permalink
      14 Junho, 2020 23:55

      O cerco está montado e foi o Costa que o montou.
      Os portugueses têm que lhe fazer uma barrela.
      A habilidade dele é só para a velhacaria.
      Vão ver.

      Liked by 2 people

  2. José Monteiro permalink
    14 Junho, 2020 19:47

    That is the Demography… E os militares da UE, em vez de acções na Defesa da Europa, a fazer de polícias ou bombeiros no antigo mare nostrum.
    Tal como um dia Lisboa cidade, irá ter uma composição racial inversa da dos anos anteriores à Grande Invasão das europas.
    Assim ‘pensam’ os mandarins ou mandaretes dos lusos Govern:
    Testemunho Henrique Neto – reacção/documenta à crise vigente:
    Portugal (António Costa) – 54 páginas (Paraministro* & Cia)
    Alemanha – uma página
    Portugal (Passos Coelho) – 80 páginas (15 conselheiros, HN presente)

    Forma de (não) trabalhar de um ministro/PM do Portugal Novo…*e marido de amiga e chefe de gabinete da Sra Reitora ex-ministra da Educação do doente José Sócrates-Lurdes Rodrigues. Pois.
    Nada a fazer com a ‘raça’

    Gostar

  3. Jornaleca permalink
    14 Junho, 2020 21:35

    Lá vem a cantiga velha da liberdade, igualdade e mais quê?

    Depois da Revolução Francesa no século XVIII., esses porcos e mentirosos da cantiga da liberdade, igualdade e mais não sei quê, quiseram introduzir, com a tal arrogância que eles costumam ter, a semana dos dez dias. Não aguentaram muito tempo.

    Após tantos fracassos ainda não quiseram compreender, como os gatunos trabalham. Liberdade é na verdade escravidão. Igualdade é na realidade maior desigualdade. E fraternidade? Hahahahahaha. Só pode significar mais inimizade.

    Mas o melhor disto tudo: o futuro é e continua incerto.

    Entretanto esta nação e todas as nações em Europa, de Lisboa a Berlim, a matar os bebés na véspera do nascimento. O adversário não o faz e muito bem. Lógico que um dia, o terreno vai ser dominado pelos bárbaros muçulmanos e não sei mais.

    Enquanto ninguém chorar uma lágrima pelos bebés mortos, isto tudo é hipocrisia.

    E pior: o homem moderno não sabe o que é liberdade. E quem da esquerda é que quer ser igual ao outro? Eu não conheço ninguém. Eles têm é inveja. Mais nada. Fraternidade? Quando são pobres não o conseguem, não o querem ser. E quando vier a putativa riqueza, que não vem, impossível, ainda muito menos. Depois aparece o egoísmo. A teimosia. Doenças não faltam, não vão faltar.

    Os valores da direita estão à vossa espera. As armas para vencer e derrotar esse futuro nefasto estão aí. Não as querem usar e depois andam sempre a chorar. A lamentar.

    Desorientação total.

    Alguém vai preencher a lacuna do poder. Alguém sempre vai mandar. O homem moderno decidiu que tem que ser o mais burro e brutal. E depois queixam-se, que o burro não sabe governar e trata o povo mal.

    Liked by 1 person

  4. Weltenbummler permalink
    14 Junho, 2020 22:22

    montou-se a selvajaria com acesso ao canibalismo

    Gostar

  5. 14 Junho, 2020 22:34

    Mais do que esquecido (só a universitários certamente chegados do secundário, aqui usado por compêndio ou guia louvados), Indro Montanelli, católico, não foi grande ensaísta, antes divulgador. Mais aclamado como jornalista, em cima do acontecimento histórico e patriota. Pode dizer-se que o caso da Etiópia italiana em 36 aconteceu também com Berlusconi, quando este desejou uma Líbia italiana. Dos dois volumosos livros, a ‘História de Roma’ é um pouco melhor, mais bem desenrolada e com críticas severas à antiguidade romana, que a ‘História dos Gregos’.

    Liked by 1 person

  6. marão permalink
    15 Junho, 2020 06:50

    Quem suporta e mesmo aplaude a indecorosa dupla Costa/Marcelo está alarvemente a gostar da condenação ao estrangulamento.

    Liked by 2 people

  7. Andre Miguel permalink
    15 Junho, 2020 09:13

    Sobre liberdades:

    TVE: “España adelanta la apertura de las fronteras europeas al 21 de junio, excepto con Portugal que esperará al 1 de julio”

    E porque esperamos nós até 1 de Julho?! É quando o nosso corta-fitas está disponível para uma selfie com o Rei de Espanha?
    Isto não configura uma descriminação para com os portugueses? Que país de amebas…

    Gostar

  8. Expatriado permalink
    15 Junho, 2020 09:56

    A fronteira do Sul está aberta. Hoje chegaram mais 22 cientistas à costa do Algarve. Não me parece que venham fazer turismo de férias. Segundo falam os controladores do povoléu, estes fazem parte, a exemplo dos que os antecederam, dos que vêm enriquecer o pobre tecido genético do país.
    Pois… 😏😏😏

    Gostar

    • chipamanine permalink
      15 Junho, 2020 15:57

      Os tais 22 cientistas jamais poderiam ter feito a viagem naquele barco tão pequeno. Diz o mentidero da polícia maritima que na abordagem alguns estavam fora do barco e com a sua aproximação meteram-se dentro do barco. O que faz supor que este ali outro cargueiro que os despejou (uma parte deles) e foi recarregar outra vez em Marrocos. A “emprenssa” engajada no multiculti também diz que não tem documentos , mas entretanto afirma a pés juntos que há entre eles um de 16 e outro de 17. Como? foram eles que disseram. hahahhah. Menores de 18 são “crianças” pelo que pelo menos estes dois jamais em tempo algum poderão ser deportados.
      Entretanto já se perfilam activistas ante e pós rac-cistas do BE para os adoptar

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        15 Junho, 2020 16:57

        Bem podem chegar sem documentos, que há formas relativamente fáceis e rápidas de descobrir nome, país de origem, morada, nr de documento de identificação, e número de telefone de familiares e amigos que confirmem a identidade.

        A maioria tem smartphone, por isso nem é preciso recorrer a métodos de interrogatório musculados, o aparelho denuncia-os.

        Mas parece que usar dados para espiar as pessoas só é lícito se for para saber se andamos a cumprir o confinamento.

        Liked by 1 person

      • Expatriado permalink
        15 Junho, 2020 18:13

        Primeiro chegaram 6, depois 8, a seguir 10. Agora são 22 num barquinho de pesca. Aposto que em breve vai chegar um batelão apinhado deles.
        Como se não houvessem que chegue a passear vestidos com o pijama e as madonas mascaradas quatro passos atrás.

        Serão “vistos gold”?

        Gostar

  9. 15 Junho, 2020 20:28

    Hoje ouvi, por outros termos, a seguinte questão de um sem-abrigo:
    Haveria de se fazer ao mar para que ganhasse direito a um tecto e assistência?

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: