Saltar para o conteúdo

É estratégico acabar com isto

30 Junho, 2020

A RTP é estratégica por causa do serviço público, seja lá o que isso signifique.

Os CTT, felizmente empandeirados a um preço fantástico, eram estratégicos por causa da integridade do território.

A TAP é estratégica por causa do turismo (como se não houvesse mais companhias aéreas dispostas a prestar um serviço rentável).

Não esqueçamos os célebres centros de decisão nacional, por inerência estratégicos.

Não há economista português com palco na comunicação social que não defenda estas barbaridades.

A meu ver, é estratégico ignorar estes aprendizes de feitiçaria económica.

 

36 comentários leave one →
  1. 30 Junho, 2020 15:50

    «A TAP é estratégica por causa do turismo (como se não houvesse mais companhias aéreas dispostas a prestar um serviço rentável).»

    Ao que parece a coisa não é bem assim… É o que dizem os responsáveis algarvios e portuenses.

    O problema é o do costume neste país, mexe-se, entra Frasquilho, remexe-se sai Frasquilho e entra Pedro…

    É o que há.

    Liked by 1 person

    • Zé Manel Tonto permalink
      30 Junho, 2020 18:08

      Gostava de perceber de onde vem essa certeza desses responsáveis.
      É muito mais barato viajar para Faro ou Porto, que para Lisboa.

      Pelo menos do Reino Unido. Há low costs que voam para Faro a partir de aeroportos que não têm voos para Lisboa.

      Liked by 1 person

      • 30 Junho, 2020 21:22

        Zé Manel, fui confirmar e não é mentira o que dizes. (Há, no entanto, menos voos Porto Londres do que há um ano…)

        Mas parece-me que a questão ainda é outra: enquanto contribuintes os portugueses do Algarve ou do Porto devem exigir igualdade de tratamento pela TAP. Ou não?
        É que o teu argumento também é válido para Lisboa… Também há voos em low cost a partir de Lisboa e, pela tua lógica, não faz sentido que a TAP os queira fazer mais caros e à custa do contribuinte…

        Feche-se a TAP, mas não se permita que uma empresa que usufrua de dinheiro de todos os contribuintes só beneficie alguns… – Esta, sou eu que digo!

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        30 Junho, 2020 22:25

        Não discordo.

        A TAP nacionalizada não deve fazer os voos mais caros à conta do contribuinte, mas à conta do cliente.

        Se houver passageiros suficientes para justifcar rotas a partir de Faro, Porto, Madeira e Açores, a política de preços será aquela que os passageiros aceitem e que der lucro.

        E com a concorrência que há, sobretudo para Faro, não se podem esticar.

        Liked by 1 person

    • jppch permalink
      1 Julho, 2020 18:58

      E se não entrar Frasquilho ou Pedro, entra sempre mais alguém da oligarquia que percebe sempre muito de aviação

      Liked by 1 person

  2. pmanuelp37 permalink
    30 Junho, 2020 16:22

    Estratégico é continuar agarrado ao poder pendurado em geringonças. Se a dita se desmancha e os €€€€ da UE se atrasam, como é que os Kostas e Santos desta vida se governam? A não ser que algum “amigo” os sustente, à boa maneira socrástica…

    Liked by 2 people

  3. Filipe Bastos permalink
    30 Junho, 2020 16:28

    Não se preocupe, Sr. Mota: as realmente estratégicas e lucrativas, como a EDP, a PT ou a ANA, essas já mamões privados levaram. Até as assim-assim, como os CTT, também já mamam à privada.

    O resto, o refugo, as fábricas de tachos como a RTP ou a TAP, é que ficam para o contribuinte. Ou acha que os mamões são parvos?

    Temos assim a subida de honra de ser chulados a dobrar: por eles e pelo Estado.

    Liked by 2 people

    • Zé Manel Tonto permalink
      30 Junho, 2020 18:12

      Na ANA não digo, mas na EDP e PT o problema não é propriamente os mamões. É a concorrência, ou a actuação em cartel, quando há concorrência.

      Nisso, o Estado não mexe.

      Lá está, o Estado Português está sempre presente quando não importa, e nas poucas coisas onde devia estar, assobia para o lado.

      Liked by 1 person

    • Filipe Bastos permalink
      30 Junho, 2020 18:27

      O problema é sempre os mamões, Zé. Sempre.

      São os mamões privados que fazem os cartéis e oligopólios, são eles que matam, abafam ou compram a concorrência, são eles que manipulam e deturpam o sacrossanto mercado, são eles que compram governos e pervertem a democracia, são eles que criam legislação e pseudo-regulação à medida.

      Nunca se iluda: os mamões é que mandam. Até no Estado.

      Liked by 1 person

      • grangeio permalink
        30 Junho, 2020 23:49

        A linguagem nunca muda. O que é que aconteceu aos tubarões? Agora passaram a ser mamões? Ah, ah ah….

        Gostar

      • Filipe Bastos permalink
        1 Julho, 2020 01:23

        São mamões porque mamam tudo e não deixam nada. Ou melhor,

        Deixam umas migalhas
        Para fãs como o grangeio:
        cantam loas ao capitalismo
        e lambem-lhes o traseiro.

        Gostar

  4. carlos rosa permalink
    30 Junho, 2020 17:04

    Os socialistas rebentam com tudo.

    Liked by 1 person

  5. LTR permalink
    30 Junho, 2020 17:13

    A PT também era estratégica por causa da rede fixa e dos militares que tinham de ser consultados para saber se se podia vender (como dizia a Felícia Cabrita naquela famosa pergunta que fez na comissão da AR, em que os deputados fizeram todos de conta que estavam cheios de cera nos ouvidos, para não ter de se lhe perguntar a seguir o que era aquilo e de que parte de tão respeitada instituição estava a falar, não fosse ela explicar).

    Este país é uma fossa a céu aberto com um andor a passar no meio.

    Liked by 2 people

  6. MJRB permalink
    30 Junho, 2020 17:41

    O P”S” quando está na governança, para além de incompetente, alarve, autoritário, sente-se sempre pai e dono da Democracia, do país e dos tugas. Sobretudo age à vontade, proporcionada pelos tugas bovinizados, pobrete mas alegrete (porque remediados-e-assim-é-melhor-do-que-nada), com a agravante de actualmente estar almofadado pelo MCThomaz, quotidiano hipnotizador, malabarista da populaça.
    Este caso da TAP é mais um disco óptico rodado a alta velocidade para essa populaça-NADA levar com a merda nos focinhos — e viva a merda deste regime pró-afundanço, trafulha !, desde que haja bejecas, telenovelas, futebol, Sol, reality shows, famosos jet 3,5, mais AC-DC e MCThomaz.
    A merda é tanta e tão mexida, que já só a poucos precavidos cheira mal.

    Liked by 2 people

    • MJRB permalink
      30 Junho, 2020 17:46

      Errata: “proporcionada pelos tugas bovinizados, pobretes mas alegretes

      Gostar

  7. 30 Junho, 2020 17:54

    A RTP deve ser privatizada, de preferência pelo preço do pêlo do cão, para depois ser fechada, fazendo subir o preço da publicidade nos outros canais.
    Os CTT foram vendidos abaixo do pêlo do cão, já que os palácios que faziam parte do seu património foram vendidos por valor superior ao da privatização. Entretanto os velhotes que moram em sítios aonde não é rentável ter um balcão, pagam hoje 2% da pensão de sobrevivência para receberem a dita pensão…
    A TAP está falida, por isso ainda não foi privatizada. Fala-se nisso, mas os detentores das ações querem receber dinheiro para a comprar. Mais um caso de pêlo negativo!

    Liked by 1 person

  8. MJRB permalink
    30 Junho, 2020 18:03

    Mais AC-DC nos bastidores (desde há semanas e não só hoje) para uma maior centralização, bairrismo, clubismo, quero, posso e mando: acaba de ser anunciado que em vídeoconferência com o presidente da UEFA, este garantiu-lhe que toda a fase final da Champions será em Lisboa.
    Porto e Guimarães de fora, quando por precaução, resguardo da população, seria necessário (devido ao vírus) que houvesse descentralização regional nos oitavos de final.
    Finalmente clube ! Não, não é o antigo clube nocturno — o AC-DC ainda vai meter o filho e/ou o presidente da Junta de São Domingos de Benfica nos próximos Órgãos Sociais do SLBenfica do Vieira chantagista.

    Gostar

  9. MJRB permalink
    30 Junho, 2020 18:09

    News: parece que Humberto Pedrosa está a negociar/comprar por 45 milhões as acções do DNeeleman para evitar a nacionalização da TAP.

    Gostar

    • Olympus Mons permalink
      30 Junho, 2020 22:09

      MJRB… Não!
      O Pedrosa vai ser o veículo através do qual com dinheiro da CGD e por ordem do governo vai obrigar o Pedrosa a comprar a parte de D. Neeleman.

      Ao final do dia continua a ser o governo a correr com Neelman e querer “governar” a TAP. Uii, vai ser lindo. – Não me contratem a mim, não.

      Gostar

  10. José Monteiro permalink
    30 Junho, 2020 20:10

    O novíssimo ministério da Coesão, é estratégico porque vai implementar a Nova Coesão Lusitana, levar a economia a todos os recantos do território-da cidade à aldeia profunda.
    O Paraministro é estratégico, porque vai potenciar os ministros reais, com o do Ambiente & Galamba a facilitar O Grande Salto de Sines a hidrogénio.
    A TAP? Um assunto do rodapé da Superior Inteligência dos sucessivos Presidentes dos Conselhos de Ministros.
    O hidrogénio seja com todos.

    Liked by 1 person

  11. Olympus Mons permalink
    30 Junho, 2020 22:21

    Não trabalho na TAP mas sou amigo de vários, inclusive nas finanças da TAP. E na verdade profissionalmente até me seria vantajoso a TAP menos… megalómana. – Mas que deu aos tugas acharem que podem ter um HUB em Portugal. Deixem-se disso, porque é coisa de alemão, inglês e francês. Tuga nasceu para empregado de mesa, é isso?

    Assim, nesta conversa da TAP, que me chateia e que talvez ALGUÉM me possa explicar estes pontos:

    a. A TAP tem receitas (ou faturaria antes do covid com os 110 aviões) de quase 4 mil milhões de euros dos quais algo com 3.8 mil milhões é exportação (80%), ou seja, é dinheiro dos alemães, dos brasileiros, Americanos, etc. que depois tem parte considerável gasto em Portugal daí que seja estimado um impacto no PIB de 2%.

    b. A TAP (entidade e trabalhadores) paga por ano 130 milhões de euros para a segurança Social. Acresce mais 140 milhões dos empregados em IRS = 270 Milhões só nestes dois impostos (fora IVA, fora Impostos sobre combustíveis, etc.) e a solução seria fechar a companhia, não receber esses 270 milhões?

    c. Não, estas pessoas não arranjavam outro emprego. Não durante a vigência do fundo de desemprego…não conhece muitas companhias aéreas em Portugal, pois não? Pois então some ao meter os 10,000 empregados a receber cerca de 300 milhões de euros por ano em fundo de desemprego. (ordenado médio na TAP é 2700 euros).

    d. Por isso, nessa conversa que considero demente, sendo o estado e os empregados da TAP (que são Portugueses) os beneficiados da existência da empresa … Mas que custa mesmo ao estado avalizar empréstimo de 1,200 milhões de euros de uma empresa que nunca entrou em default com os bancos que aliás só 200 milhões dos 800 milhões é que possuem aval do estado (e porque comprou 50 avioes)? – Qual o custo? Porque o Estado não vai meter dinheiro na TAP, o estado vai emprestar e vai querer ser pago… o estado não pode meter dinheiro na TAP desde 1997…por isso o único custo para o estado será o aumento dos juros soberanos do estado.

    e. Ou seja: tendo conta que a TAP é mais de 2% do PIB do país (auto europa só agora chegou aos 1.5%) Digam lá dos atuais % de juros que o estado paga a 5 anos, qual acham que seria o incremento dos juros da dívida soberana com o avalizar dos empréstimos á TAP? Isso sim, os portugueses pagariam. Concordo.

    f. Mas quanto será? 1 milhão? 10? — vamos lá perder 2.500 milhões do PIB por ano para não gastar 10 milhão? é isso?

    Lembrando que por exemplo a TAP está entre as 5 cidades (sim, TAP consome como uma cidade) do pais a consumir vinhos, Expliquem, mas com base em números. De outra froma a vossa resposta é lixo!

    Liked by 2 people

    • Zé Manel Tonto permalink
      1 Julho, 2020 10:07

      Isso é tudo correcto, mas tem que ser explicado ao ministro, e à tropa fandanga do bloco.

      Eles não querem um empréstimo com aval do Estado, querem o Estado a mandar, já o disseram.
      Eles estão apenas interessados em ter a empresa na esfera do Estado, a preocupação não é emprego, IRS dos trabalhadores, nem nada disso.

      Gostava de salientar que se a empresa tem receitas de 4 mil milhões, e mesmo assim está com prejuízos (já os tinha antes do vírus), não sei se os contribuintes devem estar interessados em trazê-la para o controlo do Estado.

      Liked by 1 person

      • Jornaleca permalink
        1 Julho, 2020 12:29

        O que é que está correcto, @Zé Manel Inteligente?

        A TAP, com esta esquerda burra, não tem futuro. Ponto final. Os factos enumerados pelo @O. Mons pouco interessam.

        Ou poupam, cortam nos ordenados, re-organizam-se, ou a TAP que se foda.

        Num país justo, seria assim.
        Mas como a TAP foi sempre uma empresa para lá meter os boys do PS e da esquerda ladrona e do PSD, eles lá sobrevivem com corrupção. A rentabilidade nunca interessou as elites podres portuguesas. Elas vivem muito bem, à custa do povo. E os filhinhos dessa canalha querem empregos bons.

        À nossa custa, de todos os contribuintes.

        Os sindicatos (da esquerda fascista) é que são os culpados e os cobardes em Lisboa.

        Mas a vida boa vai acabar, de qualquer maneira.

        Gostar

    • Perigoso Neoliberal permalink
      2 Julho, 2020 06:06

      “Lixo” é o lugar certo para raciocínios falaciosos como estes, que estamos já fartos de ver por aí.
      Porra, somos o Bill Murray no Groundhog Day, estamos sempre a viver o mesmo dia. 2020 e andamos outra vez a falar da TAP, de empresas “estratégicas” e de percentagens do PIB para justificar barbaridades com dinheiro dos contribuintes presentes e futuros.

      A)
      Tem receitas de muitos mil milhões? Parabéns! Parece que não chega porque a regra da casa é terem despesas dos mesmos muitos mil milhões e mais alguns milhões em cima.
      Ah, mas é dinheiro dos camones que depois é gasto aqui. É. Como acontece com qualquer empresa que opere em Portugal e exporte. Queremos ter mais disso porque isso é bom? Ótimo. Tenho uma ideia maluca: em vez de enterrarmos 1200 milhões numa empresa “estratégica”, que tal criarmos condições no retângulo para que surjam mais empresas que atraiam dinheiro de camones, de preferência empresas que, imagine-se, até dêem lucro e sejam sustentáveis e com isso até aumentem a receita fiscal.

      B e C) estas duas juntas são de fazer um tipo ter vontade de amaciar uma parede à cabeçada. A TAP paga 130 milhões para a (pirâmide de nome) Seg. Social dos seus funcionários e eles pagam IRS dos seus salários. Muitos milhões! E se a TAP fechasse os seus funcionários iam ficar em casa a receber subsídio de desemprego até ele acabar (e depois, quem sabe, o subsídio social de desemprego e depois até o RSI, digo eu, porque estes tipos da TAP devem ter lepra, ninguém mais lhes pega).
      Isto porque a procura que a TAP satisfaz atualmente desaparece para todo o sempre com a eventual falência da empresa! Os americanos e brasileiros e demais camones iam deixar de viajar e de consumir, ou então, aqueles mesmo teimosos que quisessem visitar o retângulo seriam largados de paraquedas sobre Lisboa e o avião só pousaria e seria reabastecido em Espanha, num ataque claro ao Estado luso que deixaria de arrecadar impostos sobre combustíveis, IVA, etc. e à indústria nacional de vinhos que não mais venderia uma garrafinha que fosse a uma companhia aérea.

      D) Aqui finalmente um ponto com o qual concordo totalmente: esta conversa é mesmo demente.

      Mas o Estado não vai “meter dinheiro na TAP”, vai emprestar e querer (atenção a esta palavrinha, “querer” todos queremos muita coisa, aquilo que queremos realmente acontecer são outros 500, ou no caso em análise, outros 1200…) ser pago por isso. Parafraseando Samuel L. Jackson em Pulp Fiction “Shit, negro, that’s all you had to say!” É SÓ um empréstimo e o dinheiro volta à base, certo?

      Humm… Então agora vamos (nós, contribuintes lusos) fazer de conta que somos um banco. Ok, não temos dinheiro para mandar cantar um cego mas tudo bem, vamos lá. Mas então façamos de conta que somos um banco minimamente decente e vamos lá ver se há por aí pelo mundo fora melhor destino para 1200 milhões, vamos fazer as continhas ao risco, ao retorno. Não pá, não vês que tem de ser cá por causa dos impostos e tal? Ok, não há melhores negócios em Portugal a quem um empréstimo fizesse jeito numa altura destas? O melhor a fazer com 1200 milhões (que não temos, lamento recordar) é emprestar a uma empresa cujo CEO diz sobre o empréstimo cujas condições são pagar em 6 meses ou apresentar um plano de reestruturação: “É óbvio que nós não temos condições de pagar a dívida daqui a seis meses.”

      E e F) Eu ainda sou do tempo em que se produziam estudos que demonstravam que o TGV era um negócio hipermegafantástico com um impacto positivo na economia de muitos milhões. Alguém duvida que ia ser uma festa em percentagens de PIB? Confesso que, sendo eu um fã de comboios, uma lagrimita se me escorreu do olho esquerdo quando percebi que esse magnífico projeto não foi para a frente. Ou o projeto do NAL, outra lagrimita, porque também gosto muito do ambiente daqueles aeroportos grandiosos. Ou a TTT, mais uma lagrimita porque adoro pontes sobre o Tejo…

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        2 Julho, 2020 12:09

        “o TGV era um negócio hipermegafantástico com um impacto positivo na economia de muitos milhões”

        Eu nunca fui entusiasta da coisa, e percebi que era mais um assalto ao contribuinte quando, dos muitos milhões de impactos positivos, apenas ~5% era dinheiro de venda de bilhetes.

        O resto eram coisas altamente duvidosas, e impossíveis de medir.

        A carneirada xuxa na minha família ficou muito tristonha quando o projecto foi para o buraco. Vamos ficar sem ligação de comboio à “Europa”, diziam. Claro, como se alguém fosse pagar 100€ para ir de TGV a Madrid, se puder pagar 30€ para ir de avião.

        Outra fornada do mesmo partido (com vários cromos repetidos) está no poder desde 2015. Este país não tem emenda.

        Gostar

      • Olympus Mons permalink
        2 Julho, 2020 21:28

        Quando eu digo que todo o tuga é geneticamente idiota (não necessariamente estupido, mas também pode ser) você é um belo exemplo.
        bem exemplifica que nascer pobre não é culpa nossa, mas ficar pobre durante décadas e séculos é!

        Sem perder muito tempo…

        …·
        Ah, mas é dinheiro dos camones que depois é gasto aqui. É. Como acontece com qualquer empresa que opere em Portugal e exporte….”

        Certo pateta, o problema é que TAP é só uma. “Qualquer empresa que opere em Portugal” não é o maior exportador do pais. Qualquer ser são pensa 3 vezes antes de matar o seu maior exportador com o contributo para a balança comercial que a TAP tem!


        Isto porque a procura que a TAP satisfaz atualmente desaparece para todo o sempre com a eventual falência da empresa! Os americanos e brasileiros e demais camones iam deixar de viajar e de consumir, ou então, aqueles mesmo teimosos que quisessem visitar o retângulo….”

        Novamente explicando para dummies (você). 55% dos americanos e brasileiros e africanos etc, (…escute, escute que vou dizer devagar) NÃO FICAM EM PORTUGAL MAIS QUE UMAS horas. Esse tráfego em O&D é o que sustenta a TAP (ou a Lufthansa ou Air france). Ou achava que era o Tuga que viaja para Portugal? O tráfego de passageiros para Portugal NÃO É SUFICIENTE para sustentar uma companhia aérea. Já percebeu? Se TAP desaparece esse dinheiro, metade dos 4 mil milhões nem o pais o cheira. Já entendeu? Quer desenho?

        “….seriam largados de paraquedas sobre Lisboa e o avião só pousaria e seria reabastecido em Espanha, num ataque claro ao Estado luso que deixaria de arrecadar impostos sobre combustíveis, IVA, etc. e à indústria nacional de vinhos que não mais venderia uma garrafinha que fosse a uma companhia aérea.

        Facepalm!

        Para tautau já deve chegar.

        Gostar

      • Perigoso Neoliberal permalink
        3 Julho, 2020 02:33

        Ooohhh ficamos irritadinhos e já partimos para os insultos pessoais? Que pena.

        Ah, não me diga! A TAP é too big to fail? Então vamos lá enfiar mais 1200 milhões ou se calhar, já que estamos nisso, porque não pedir autorização à UE e meter lá mais, sei lá, o dobro, o que acham os seus amigos das finanças da TAP? Afinal de contas, é um bom negócio para os contribuintes, se lá “investirmos” mais, o tráfego O&D há-de aumentar e os impostos e contribuições idem e o vinho, meu deus, o vinho(!!!) há-de ficar muito bem também!
        Resumindo, ficamos todos mais ricos!
        Ou se calhar só os seus amigos da TAP… mas isto sou só eu que sou muito “pateta” para perceber o “big picture”!

        Concordo consigo num ponto: a culpa de sermos um país pobre é só nossa. Na parte da história que tenho acompanhado, últimas décadas, isso é indiscutível. Elegemos pessoas “inteligentes” que embelezam velhas patranhas com termos técnicos e cálculos mirabolantes e a gente não só engole como ainda agradece elegendo-as outra vez e outra vez e outra vez… e vamos vendo os paisitos que não têm uma TAP nem “tráfego O&D” que se veja a passar-nos à frente. Somos mesmo idiotas.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        3 Julho, 2020 12:28

        @Perigoso Neoliberal,

        qual é o problema que deseja resolver, por favor?

        Um ecónomico não pode ser. Qual é?

        A TAP deve ir à falência ou não?

        E atenção, eu sou economista e muito mais. Por isso, simplifique o seu pensamento, muito, porque senão, nem você compreende a mensagem que quis transmitir. A mim não me vende gato por lebre.

        E não, se a TAP ir à falência, o mundo não vai abaixo. Pode fundar-se uma empresa de aviação nova e muito mais inteligente, sem as tais doenças comunistas e sem sindicatos ladrões e incompetentes.

        Agora andar a atirar dinheiro a chulos não vale a pena. Já chega. É o comunismo e o socialismo que não sabe conduzir e gerir empresas. Nade de novo. E a puta do Mário Soares muito menos sabia, esse grande cabrão.

        Gostar

      • Perigoso Neoliberal permalink
        4 Julho, 2020 03:58

        Meu caro, eu já estou farto de histórias da carochinha sobre empresas e bancos “too big to fail” e não é de agora. Só no retângulo, e que me lembre agora, já foram uma resma de bancos, agora é a TAP, amanhã é outra qualquer e o contribuinte e sua descendência sempre a pagar. O problema não é a esquerda saber gerir empresas ou não. O problema é praticamente toda a gente, não só a esquerda, acreditar que é só pôr as pessoas certas nos lugares certos que tudo se resolve. Isso é um mito. Não há pessoas certas e erradas, há incentivos certos e errados. E o que não falta são incentivos errados. “Não sofrer as consequências dos próprios atos” é o pior deles.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        3 Julho, 2020 12:51

        O problema nem é a escolha, falência sim ou não.

        O problema é a incapacidade intelectual da esquerda em pôr as coisas a dar rentabilidade. Há elementos dentro da TAP a consumir mais que merecem. E esses ladrões têm que ser eliminados. Mas as putas não querem.

        Se não vai a bem, tem que ir a mal, ir à força. Usando os métodos dos comunistas chineses em Hong Kong. Ponto final. Há comunismo e comunismo. Grandes fdp.

        O traidor António Costa e toda a esquerda beija o cu aos comunistas chineses a adoram essa malta. Se assim é, que pratiquem como esse esterco humano faz lá. Aprendem.

        Deixar ir a TAP à falência e (!) cortar todos os direitos a pensões ou reformas altas. O estado nada pague a esses vigaristas.

        O país do 25 de Abril está totalmente podre. A aviação não é culpada. Essa vai sobreviver, agora o comunismo não.

        Gostar

  12. Olympus Mons permalink
    30 Junho, 2020 22:22

    E neste expliquem, claro que à cabeça será o Alexandre Mota.

    Gostar

  13. Jornaleca permalink
    30 Junho, 2020 23:53

    A primeira coisa que eu quero destruir, seria os corruptos da RTP. Toda a família do asno e vigarista António Costa levava um pontapé na parte traseira e seria posto na prisão, até ao fim da vida.

    Depois o resto da esquerda, a mesma coisa.

    Ou inventamos uma RTP imparcial, que põe a todos os grupos perguntas inteligentes, ou isto vai terminar muito mal.

    É começar a fazer bombas e arrebentar com a RTP. Incendiar aquele esterco, que só rouba o erário público e protege os gatunos no poder.

    Enganar é uma coisa, mas uma RTP a encobrir aquele esterco socialista, é demais.

    Gostar

  14. Prova Indirecta permalink
    1 Julho, 2020 07:02

    Corre tudo de feição para chegar ao momento de a Elisa Ferreira dizer que o ouro é do Pêiésse , há que o vender

    Liked by 1 person

  15. chipamanine permalink
    1 Julho, 2020 09:32

    A TAP ao longo de 40 anos nacionalizada nossa foi dos mamões politicos com o dinheiro dos contribuintes. Se não me engano teve dois ou três anos esporádicos de lucro que não deram nem para apanhar migalhas.
    Ninguém quer a TAP. Os privados que lá estão e a quem retiraram a maioria do capital querem dar de frosques. Os mamões chineses não a querem e o “investimento angolano” já acabou.
    A “solucão” encontrada pelos mamões socialistas quando reverteram a “venda” dela foi pior a emenda que o soneto. O Kosta Chamuças e o Reinaldo das Finnanças meteram os tugas contribuintes como responsáveis por ela , nem sequer podendo ter o mesmo tipo de ajuda que todos os outros estados deram às suas companhias aéreas a titulo de empréstimo a longo prazo.
    Mais um “negócio socializante” dos Kamaradas para a geringonça poder funcionar. Aliás muito parecido com o do BES/NB
    Os geringonceiros agora assobiam para o ar dizendo que ela nunca devia ter sido privatizada. E não foi, eles trataram de a “desprivatizar”. O Jerónimo Stalin Mamão de Sousa assobia pro ar. A Mamona Katryna Trostsky fala de privatizações que ela própria ajudou a reverter.
    Uma das soluções só poderá ser fazer uma associação de companhias aéreas com….sei lá…a Venezuela, Coreia do Norte ou Cuba
    Foi assim que quiseram assim a engulam

    Liked by 2 people

    • Jornaleca permalink
      1 Julho, 2020 12:39

      Só uns poucos chulos é que querem. E aí está o problema.

      Se fossemos só nós os dois a decidir sobre o futuro da TAP, ela estaria em pouco tempo a trabalhar e a dar rendimento, lucro.

      Mas há aqui uma malta, que não tem vergonha nenhuma, em roubar o contribuinte.

      Gerir a TAP é uma coisa muito simples. Até um macaco consegue-o, se tiver um pouco de inteligência e carácter.

      Agora, com estes porcos no governo? É para esquecer. Permitiram haver demasiado cozinheiros e poucos clientes, a pagar o trabalho estúpido daquela empresa.

      Gostar

  16. Ana Vasconcelos permalink
    1 Julho, 2020 10:01

    As empresas e os centros de decisão são estratégicos para eles. Para poderem dar jobs aos boys. Quanto mais empresas mais jobs

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: