Saltar para o conteúdo

Sai da frente – novo link

20 Março, 2008
by

O vídeo de que Helena Matos deu notícia está agora noutro endereço. Se voltar a ser apagado, este testemunho do estado desgraçado da escola pública pode também ser visto aqui.

Adenda: ler “Da crueldade“, de Paulo Tunhas no Atlântico.

40 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    20 Março, 2008 16:20

    Gostar

  2. DCSA permalink
    20 Março, 2008 16:25

    CAA,

    “Se voltar a ser apagado, este testemunho do estado desgraçado da escola pública…” não será antes o estado desgraçado de algumas franjas da sociedade?

    Acha que situações dessas acontecem no Garcia de Orta, Filipa de Vilhena, Aurélia de Sousa?

    Pelas imagens parece tratar-se de uma turma de repetentes.

    A escola em causa, que conheço, tem nos últimos anos passado por imensas dificuldades, desde uma tentativa de encerramento em 2003, até à alteração radical da população escolar.

    Gostar

  3. António Lemos Soares permalink
    20 Março, 2008 16:33

    Ao que chegamos!

    Gostar

  4. 20 Março, 2008 16:54

    Viva a república das bananas… e os seus macaquinhos amestrados!

    Gostar

  5. coutinho permalink
    20 Março, 2008 17:02

    Irra, que a justiça popular não perdoa. Agora já “parece” que se trata de uma turma de repetentes. Não tarda vem a generalização; repetentes à forca, ou ao cadafalso. Irra!
    O problema do nosso Portugal é mesmo este, é que mesmo as cabeças mais graduadas e ilustres ( e aqui por este blasfémias até são algumas) não resistem à moralzinha provinciana, à herança do mestre-escola e do senhor prior. E mesmo perante o acto ilicito provado (e filmado) não conseguem fazer valer o primado da razão e da legalidade, submetendo-se antes a valores caducos mas que, enfim, foram os que herdaram e serão sempre os que farão prevalecer. Portanto, entrada directa para a esfera do dogma.
    Logo à noite o mundo vai desabar sobre aquela miuda, a quem chamam a “pita” no que na minha opinião constitui já um sinal da justiça popular que se avizinha, que tem obviamente pouca educação, mas que reagiu instintivamente a uma provocação de alguem que só o fez porque se trata precisamente de uma miuda.

    Gostar

  6. Anónimo permalink
    20 Março, 2008 17:02

    Essa miúda quando crescer vai ser professora.

    Gostar

  7. lololinhazinha permalink
    20 Março, 2008 17:03

    Anónimo Diz:
    20 Março, 2008 às 5:02 pm
    “Essa miúda quando crescer vai ser professora.”

    É a frase do dia!

    Gostar

  8. 20 Março, 2008 17:25

    Aos que ensaiam um aproveitamento desta cena para engrossar a cruzada contra a Escola Pública, convém recordar que ainda não chegámos ao nível daqueles países em que alguém entra aos tiros numa sala de aulas.
    A história é lamentável. Pelo que se sabe, a história recente daquela escola tmbém não ajuda. No entanto, apesar de todos os mitos que circulam, há milhares de professores que, diariamente, põem na ordem milhares de alunos sem as mais elementares ideias do que seja educação. Foi essa a sociedade que alguns defenderam. É essa a “massa” com que tem que lidar a Escola Pública, a tal que insistem em “avaliar” pela mesma bitola de algumas particulares.

    Gostar

  9. bipennis permalink
    20 Março, 2008 17:32

    os comissários politicos e bufos de serviço entraram em acção nos comentários. está aqui a nova pide. falta de tolerâcia. são a única opinião que o socialismo permite

    Gostar

  10. 20 Março, 2008 17:41

    DCSA,

    Disseram-me que era no Carolina Michaelis. Conheço bem essa escola. A minha mãe ensinou aí muitos anos. Noutros tempos, felizmente.

    Essa versão das ‘franjas’ não convence. Essa franjas devem estar inseridas nos exemplos contrários.

    Gostar

  11. 20 Março, 2008 17:42

    Ainda vão dizer que a professora queria confiscar o telélé, por este conter material pornográfico.

    Gostar

  12. lololinhazinha permalink
    20 Março, 2008 17:58

    Depois de rever o vídeo percebi tudo: a miúda estava á espera de uma chamada importante.

    Gostar

  13. 20 Março, 2008 18:19

    -O resultado do sistema de ensino implementado pelos amanhãs que cantam. Uma vergona o estado a que isto chegou, pelos vistos será necessário o ministério contratar seguranças na Ribeira ou na 24 de Julho, para que os professores possam dar as aulas, ao abrigo de escumalha deste calibre.

    Gostar

  14. Espada permalink
    20 Março, 2008 18:31

    Isto é o que resta da “paixão pela educação” de Guterres e dos muchachos do PS. Esperam, porque não demora e vamos ter o resultado da actual política de “segurança”, que dita a libertação de praticantes de fraude agravada no IVA em menos de 24 horas, como hoje aconteceu.

    Gostar

  15. 20 Março, 2008 18:40

    Esta gaiata gorda e mal educada nem devia andar na escola. A lavar escadas ou esfregar casas de banho – que será certamente o seu destino – estaria muito melhor. Ah e faz dieta oh gorda!!!

    Gostar

  16. Pi-Erre permalink
    20 Março, 2008 18:42

    Este país, sim, ESTE PAÍS, é uma merda. Digo bem, é uma MERDA!

    Gostar

  17. Pêndulo permalink
    20 Março, 2008 18:57

    No post inicial sobre o assunto alguém colocou o link para o hi5 da Soraia http://soraia07.hi5.com/, assim se chama a criatura e este nome é logo revelador do meio familiar de onde provém. Mais podemos ver lá o vídeo. É algo de que se orgulha. Tem 17 anos e o vídeo inicial do youtube tinha no título 9º C.Com aquela idade já está fora da escolaridade obrigatória. Faz aqui falta legislação que obrigue os pais a pagar sanções pecuniárias em casos destes.

    Gostar

  18. Anónimo permalink
    20 Março, 2008 19:21

    Parece que há muito adulto que se acha “bem educado” ao falar do modo como fala de uma miúda de 17 anos.

    Gostar

  19. johnes permalink
    20 Março, 2008 19:37

    Lá sa f… os profs são pa tomar conta dos crios, enquanto os papás estão a dar o canastro em qualquer coisa produtiva. E só têm é que os aturar, com jeito e arte, se é o que lhes compete, como os mesmos pais fariam.

    E grande frete prestam só com isso, se tamém o nosso governo só

    Gostar

  20. johnes permalink
    20 Março, 2008 19:39

    … sim, se o nosso governo són pretende que os segurem p’à maltosa não ir entulhar mais os números do desemprego.

    Gostar

  21. Dom Pixote permalink
    20 Março, 2008 19:49

    A estas horas, a mãezinha da criatura já deve ter ido pedir satisfações à professora, de mãos nas ancas como é de bom tom…

    Gostar

  22. coutinho permalink
    20 Março, 2008 19:59

    Até aqui referi-me apenas aos factos visionaveis no video, mas não são despiciendos os comentários que vão surgindo sobre a miuda. Ele é a “pita”, a “gorda”, etc. Ou pior, “lavar escadas”, “lavar casas de banho” com aquela carga pejorativa da sobranceria socialite. Ou pior ainda, o nome soraia, que é “revelador do meio social de onde provém…”. É muito triste este sectarismo sempre latente conjugado com o moralismo provinciano das “boas bofetadas na cara”.
    Talvez mais tarde ela acrescente ao nome soraia o apelido chaves…
    Mas triste triste é ninguem ter ainda explicado aquela professora, que com certeza tenta cumprir com empenho o seu papel, que o papel já não é aquele. Aquele era para um filme mudo tipo chaplim apenas a duas cores (tabuada e ortografia). O filme agora tem muitas cores e com oculos especiais tem tambem muitas dimensões. É um “admiravel mundo novo”. O problema é que já estamos à demasiado tempo na fronteira.

    Gostar

  23. burns permalink
    20 Março, 2008 20:30

    quando estudei na universidade no porto lembro-me de ir ao carolina michaelis ter com as miudas pq na altura eram bmiudas bem e giras , agora parece que é so frequentado por lixo humano a começar pela gorda que confundiu a sala de aula com a berma da estrada , que é o futuro dessa matrona
    p.s- pareceu-me ver ali na mesma turma alunos com diferenças de idade de 6 anos , uma vergonha

    Gostar

  24. Atento permalink
    20 Março, 2008 21:33

    A pandilha do social que defende uma escola divertida e sem reponsabilização, levou a que casos como este sejam cada vez mais frequentes. Lamentável. Mais avaliação, mais disciplina, mais trabalho.

    É de bom tom a comissão executiva da escola, os directores de turma e afins avisarem os papás e os jovenzinhos que o telemóvel tem que estar desligado e guardado na mochila.

    Gostar

  25. piscoiso permalink
    20 Março, 2008 21:58

    E quem não tiver mochila ?

    Gostar

  26. 20 Março, 2008 22:10

    ….Deus me livre..!!! Embora sabendo da indisciplina e falta de respeito a professores e funcionários dentro das escolas e salas de aula, nunca imaginei que se chegasse a este ponto.! É este o resultado da falta de competência que tem pairado no Ministério da Educação nos últimos 20 ou 30 anos. Como cidadão, ex-aluno e pai sinto-me envergonhado. Coitados dos Professores que têm que aturar isto para ganhar a vida.

    Gostar

  27. abantesma permalink
    20 Março, 2008 22:23

    a professora ainda vai chegar a ministra … esta escrito nas estrelas …

    Gostar

  28. maloud permalink
    20 Março, 2008 23:13

    Uma cena igual ou mesmo mais soft seria impensável na Aurélia de Sousa.
    O Carolina Michaëlis, donde saí em 1968 directamente para a Fac, há muito deixou de ser a escola de excelência da mãe do CAA. Todos os candidatos a estágio como professores, fogem dela como o diabo da cruz.

    Gostar

  29. 20 Março, 2008 23:27

    Este vídeo deve ter provocado orgasmos nos eduqueses do ministério, ao verem que as politicas que implementaram ao longo de 20 anos estão a criar um Homem novo Português – O Grunhus analfabetus lusitanicus. A escola Portuguesa está finalmente a libertar-se dos grilhões da cultura ditatorial fascista que obrigava as crianças portuguesas a serem horríveis cidadãos que sabiam ler, escrever, contar, falar francês e inglês.

    Gostar

  30. 21 Março, 2008 00:19

    Muitos vídeos destes:
    http://democraciaemportugal.blogspot.com

    Só quem não quer ver é que continua a achar que este governo quer melhorar a educação.

    Querem melhorar a educação?
    – Implementem MULTAS para os encarregados de educação;
    – Criem leis que permitam punir os indisciplinados exemplarmente.

    Gostar

  31. 21 Março, 2008 01:45

    A professora já não dava aulas há dez anos.
    Deve ter sido por castigo que a mandaram para ali.
    Como aquele professor anti-fascista que depois esperneava pelo mesmo motivo.

    Gostar

  32. 21 Março, 2008 02:40

    Este comentário foi postado num site de juristas.
    –//
    Desculpem-me o desabafo.
    Ao ler alguns dos comentários, na sua maioria, custa acreditar que sejam feitos por juristas.
    Certo que temos poucos dados, mas há aqui algo que é incontornável:
    A Sra. Professora não pode, não tem o direito de tirar o telemóvel à aluna.
    Se, porventura, a aluna o usou na aula, então, a Professora deve convida-la a sair da aula, se a aluna não obedecer deve chamar alguém (do pessoal auxiliar.) que a ajude a que a sua ordem seja cumprida.
    Deste modo, a Sra. Professora, não só se protege contra possíveis agressões como de possíveis acusações que possam, no futuro, ser feitas à sua pessoa e ao modo como actuou.
    E agora o problema em si.
    De que autoridade é portadora a Sra. Professora que lhe permita tirar (leia-se apreender por tempo indeterminado,) um telefone a alguém?
    Um telefone não é, apenas, um objecto pessoal é, também, um aparelho de comunicações.
    Estará a Sra. Professora investida do poder necessário para apreender objectos pessoais de comunicações?
    Não me parece que o esteja. Aliás, defendo, salvo melhor opinião, que não está.
    Entendemos ser esta uma matéria que se enquadra, sem qualquer dúvida, nos Direitos, Liberdades e Garantias, protegidos pela nossa Lei Fundamental e, como tal, não poderá qualquer Regulamento, seja ele qual for, por mais digno que seja, afastar este direito da aluna a recusar-se a entregar o seu telefone.
    Assim,
    A aluna, nada mais fez que, perante uma ameaça, uma vez que a acção da Professora é ilícita, resistir e socorrer-se da acção directa para evitar um dano infligido pela acção da Sra. Professora.
    Esquecem, os meus caros comentadores, que estes institutos de Direito, o Direito de Resistir e a Acção Directa, têm, de tão importantes que são, dignidade Constitucional.
    Deixemos os moralismos e os relativismos da educação e do seu estado actual e sejamos objectivos.
    Este caso não é o exemplo, nem de longe nem de perto, que os sindicatos querem dele fazer.
    Haverá razão para tal, sim, mas não neste caso, pelo menos como ele se apresenta.
    Em bom rigor a Sra. Professora, in casu, foi pouco prudente, isso sim.
    //–
    Parece-me correcta esta apreciação.

    Gostar

  33. 21 Março, 2008 04:52

    O vídeo desapareceu deste novo endereço do YouTube. No SAPO, parece que só utilizadores registados podem ver, o que não é o meu caso. Por favor, alguém ponha isso acessível a toda a gente. Se soubesse que ia acontecer isto, tinha feito download do vídeo e enviado por email…

    Gostar

  34. Al-fenos permalink
    21 Março, 2008 09:43

    JP
    Acho que deveriam aplicar o mesmo critério/analise de apreciação na propriedade e uso das armas de fogo.
    Principalmente se estiverem apontadas aos juristas.
    Antes até, a aquilo que hoje se chama “legislador”.

    Gostar

  35. 21 Março, 2008 10:03

    O que falha não é o sistema de ensino, mas a educação que os pais e a sociedade dão aos jovens. Os pais também deviam aprender a educar, nesse ponto a muitos anos que se afastaram dessa obrigação.

    A professora falhou porque após ter tirado o telemovél a aluna, decidiu “lutar” por ele, não é a função dela.

    A pobre da aluna, defendem alguns, não deve ser tornada um exemplo, mas sim dar-lhe uma oportunidade, o futuro da aluan pode ou não ser antecipado, em breve estará como outras na “vida”.

    Os principais culpados deviam ser chamados a “pedra” e os jovens que não sabem o que é a educação e o respeito, deviam aprender mais cedo o que é a vida.

    Gostar

  36. efelima permalink
    21 Março, 2008 18:39

    maloud Diz:
    20 Março, 2008 às 11:13 pm
    Uma cena igual ou mesmo mais soft seria impensável na Aurélia de Sousa.

    Mentira!!! Vai perguntar à turma do 10º e 11º o que acontece com o Prof de Filosofia. Logo verás!

    Gostar

  37. sofia permalink
    21 Março, 2008 20:51

    Pi-Erre, porque nao vais embora?
    vai-te embora triste, frustado como és nao deves fazer muita falta.

    Gostar

Trackbacks

  1. Cada vez gosto mais de ler este gajo (3)… « Farmácia Central

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: