Skip to content

Números

30 Julho, 2009

138 euros: Bolsa mensal máxima a atribuir aos estudantes do secundário (link)

200 euros: Incentivo à natalidade

5000 euros: Incentivo ao carro eléctrico

1000 euros: Incentivo ao abate de automóveis velhos

341 euros: Custo mínimo de um aborto

150 dias: Período máximo de atribuição do subsídio de maternidade (PDF)

30 dias: Período máximo de atribuição do subsídio de maternidade a quem fez uma Interrupção Voluntária da Gravidez. (PDF)

1410 euros: por cada criança nascida em Portugal o governo paga 1410 euros à RTP a título de «indemnização compensatória» pela prestação de serviço público

12000 euros: Parte da dívida pública que cabe a cada português, incluindo recém nascidos.

-11800 euros (200 – 12000): Saldo da conta de um recém nascido em Portugal

Anúncios
61 comentários leave one →
  1. lucklucky permalink
    30 Julho, 2009 02:32

    “30 dias – Período máximo de atribuição do subsídio de maternidade a quem fez uma Interrupção Voluntária da Gravidez. (PDF)”

    Infame. Mais uma para a lista que demonstra a manipulação informativa e não fazem notícias nem primeira página. A Esquerda domina os Media.

    Gostar

  2. 30 Julho, 2009 03:04

    Já nascem a perder… Os Portuguesitos!!!
    A minha geração, carinhosamente apelidada pelo nosso Presidente Encavacado Silva, de Rasca (mais “à rasca”), já “deve” uns 12 000 sem ter casa, emprego, filhos e sem ter gasto o dinheiro em porra nenhuma… Claro que alguém já o gastou por nós e continuará a gastar como se não houvesse amanhã, pelo bem do “interesse público” que não é nenhum…
    O “interesse público” é ter dinheiro no bolso e não ser “esfolado” por sucessivas administrações!!!
    200 euros é incentivo à Natalidade???
    Vou ter um filho, quando ele nascer, dou 200 euros ao Sócrates numa conta poupança e o meu filho para ele criar (visto não ter nenhum!!!)
    Ou boicote às eleições ou revolta popular…

    Gostar

  3. Anti-liberal permalink
    30 Julho, 2009 03:04

    .

    Esta informação publicada por João Miranda é bem reveladora do paupérrimo e miserável estado a que Portugal chegou trazido por esta seita socialista.
    Quem é que, no seu perfeito juízo, vai votar em governos socialistas?

    Nuno

    Gostar

  4. K2ou3 permalink
    30 Julho, 2009 03:06

    He,He He

    (onde posso encontrar isso, preto no branco)

    Haja “carcanhol”.

    Gostar

  5. K2ou3 permalink
    30 Julho, 2009 03:08

    Meus amigos, isso ai,nem está tão mal como issi,
    Por aqui tivemos promessa de toiros a….1€

    Gostar

  6. 30 Julho, 2009 03:30

    “É” – “é” – “é” (lembram-se deste recente som via SIC ?) a “esquerda moderna e transparente”, que ninguém sabe o que isso “é”, mas que lhe meteram na pauta diária e hoje o estimado líder enalteceu numa apresentação, mais uma, de não sei quê, impostos sobre a classe média e alta, etc&tal para tentar safar o PS (e os seus militantes excepcionalmente empregados !…) em ano de eleições.

    Só acredita na criatura quem é parvo ou ignorante, quem alarvemente milita no PS ou quem deste partido e dos tentáculos do governo depende.

    Gostar

  7. 30 Julho, 2009 03:32

    Bom post, Mr. João Miranda !

    Gostar

  8. 30 Julho, 2009 03:35

    Mr. Tiago Mouta, 2

    Não foi Cavaco Silva, em momento algum, que chamou à sua (TMouta) geração, “rasca”.
    Foi, isso sim, Emídio Rangel, num artigo de opinião — o seu a seu dono, sff

    Gostar

  9. 30 Julho, 2009 03:57

    Quando se apresenta números, deve ser-se rigoroso.

    Como tal, gostaria de saber, se possível, dos vários valores apresentados, quais deles correspondem a medidas tomadas por governos socialistas e quais os que correspondem a períodos de governação social-democrata.

    Uma vez que não consigo perceber a relação de causalidade, pedia ao autor que explicasse em que pressupostos se baseou para relacionar o valor potencial do incentivo ao veículo eléctrico com cada nascimento verificado.

    Solicito ainda que sejam indicadas as fontes para a totalidade dos valores indicados, e não apenas de alguns.

    Por fim, gostaria que o autor identificasse explicitamente, na despesa associada a cada nascimento verificado, a parcela que corresponde à dívida que neste momento estamos a pagar pelo negócio efectuado por Manuela Ferreira Leite junto do Citigroup o qual, acredito, certamente ajudará largamente a compreender o elevado montante associado a cada nascimento.

    Muito obrigado!

    Gostar

  10. 30 Julho, 2009 04:30

    RECTIFICAÇÃO COM PEDIDO DE DESCULPAS A EMÍDIO RANGEL:

    Foi Vicente Jorge Silva e não Emídio Rangel, que designou uma geração como “rasca”.

    Gostar

  11. 30 Julho, 2009 05:15

    muito bem! O despesismo socialista em cheio. E Fracturante… Depois admirem-se que estejamos no fundo da UE. Ultrapassados todos os anos no pelotão. Mais vai haver muitos milhares tugas a votar em quem deita €€ ao lixo

    Gostar

  12. 30 Julho, 2009 05:23

    faltou aditar as miseràveis reformas dos trabalhadores agrícolas: 224€ por MÊS!!! Leram bem! Aumentos de CINCO € Mês, Ano! Santana aumentou DEZ!! Socialismo de miséria tipo Cuba, China, Laos, etc.

    Gostar

  13. balde-de-cal permalink
    30 Julho, 2009 06:54

    esqueceu-se dos céguinhos de “santa maria”

    os xuxas andam por aí a “branquear” o caso

    depois da casa pia, fripór e outros casos
    ps “lava mais branco”

    Gostar

  14. LUSITÂNEA permalink
    30 Julho, 2009 07:43

    Não me digam que a “nacionalização” da africanidade é para dividir dívida…e como é que eles vão pagar?Pelo que ouço dizer nem a renda de casa pagam…

    Gostar

  15. Kolchak permalink
    30 Julho, 2009 07:49

    Parece que nos saiu um “Euromilhões” gigantesco.
    Tudo não passa de mais uma «barragem» de propaganda, patrocinada pelos “media”.
    O PS continua tratar os Portugueses como cretinos!

    Gostar

  16. 30 Julho, 2009 07:58

    dou 200 euros ao Sócrates numa conta poupança e o meu filho para ele criar (visto não ter nenhum!!!)

    Devia informar-se melhor antes de escrever.
    Num único post diz duas asneiras.

    Gostar

  17. Pedro Lascasas permalink
    30 Julho, 2009 08:56

    Decreto-Lei n.º 91/2009, de 9 de Abril:

    “Artigo 85.º
    Norma revogatória
    O presente decreto-lei revoga:
    (…)
    b) O Decreto -Lei n.º 105/2008, de 25 de Junho;
    (…)”

    Pelo menos informe-se antes de dizer alguma coisa. É o mínimo.

    Gostar

  18. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 09:36

    “341 euros: Custo mínimo de um aborto”
    o miranda sai mais caro

    “12000 euros: Parte da dívida pública que cabe a cada português, incluindo recém nascidos”
    destes 12 mil qual é a percentagem referente à roubalheira dos cavaquinhos e aldrabices da velha?

    Gostar

  19. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 09:38

    Falta o subsidio à gravidez, o abono de familia, e os meses de maternidade, os descontos das fraldas e do carrinho de b´bé

    Gostar

  20. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 09:39

    .. e ainda o custo do nascimento num hospital de estado

    Gostar

  21. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 09:47

    E o custo das vacinas

    Gostar

  22. 30 Julho, 2009 09:54

    Se for um post irónico, aplaude-se. Agora se for mesmo a sério, é preferível nem dizer nada.

    Gostar

  23. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 09:57

    já inclui o que a velha prometeu à cambada de vadios que a apoiam?

    Gostar

  24. José Manuel Santos Ferreira permalink
    30 Julho, 2009 11:01

    O PS vai rectificar e subir o incentivo à natalidade para 225,00 euros e o dos carros eléctricos para 5500,00.

    Gostar

  25. LUSITÂNEA permalink
    30 Julho, 2009 11:02

    Afinal os 12000 não são para dividir com imigrantes.O PS promete isso sim renovar os bairros, se calhar quer dizer “acabar com todas as barracas” pelo que o poder de atracção dos deserdados do mundo vai até aumentar.Vamos ficar ricos de “dívida”…

    Gostar

  26. Pi-Erre permalink
    30 Julho, 2009 11:03

    “9
    NP disse
    30 Julho, 2009 às 3:57 am

    (…)
    “Muito obrigado!”

    Esse tipo de nota oficiosa intimativa costumava terminar com a fórmula “A Bem da Nação”. Não se terá enganado?

    Gostar

  27. LUSITÂNEA permalink
    30 Julho, 2009 11:06

    Destes programas é que os Boaventuras e os Vitais gostam.Internacionalismo, que se pode traduzir no nosso caso por “colonização” e por nossa conta.Eis o império de volta, agora sem máculas pecaminosas.
    O alentejo vai certamente produzir mandioca e bananeira…

    Gostar

  28. 30 Julho, 2009 11:09

    #27

    “nota oficiosa intimativa”?

    Sinceramente, à parte do erro ortográfico óbvio, não conheço tal coisa.

    A única coisa que fiz foi colocar algumas questões, para as quais gostaria de obter resposta.

    Mas obrigado pelo seu contributo: apesar de em nada ter ajudado no esclarecimento das questões que coloquei, é de louvar o seu esforço.

    Gostar

  29. 30 Julho, 2009 11:57

    E não está aí o subsidio de gayzice..cada gay, transexual, ou afins, vai receber 25 mil euros , podendo assim mudar de sexo..

    Gostar

  30. O Silva permalink
    30 Julho, 2009 12:07

    Como é que é calculada a parte da divida que é criada por cada funcionário publico ou qualquer outro subsidio-dependente? Ah…divide-se pelos outros portugueses todos e eles que paguem…

    Gostar

  31. Zé Leitão permalink
    30 Julho, 2009 12:10

    Este é mais um daqueles posts “jornalísticos”, avulsos, que só servem para lançar a confusão, porque são desprovidos de qualquer objectividade e rigor informativo. São lançados como bolinhas de sabão para se ver que efeito fazem.

    Gostar

  32. José Manuel Santos Ferreira permalink
    30 Julho, 2009 12:10

    É lá !!!
    Que é isto ???

    Alguém anda a escrever por mim ???
    É muito feio

    Gostar

  33. 30 Julho, 2009 12:19

    “Só acredita na criatura quem é parvo ou ignorante, quem alarvemente milita no PS ou quem dos tentáculos do governo depende”

    É surpreendente o ódio irracional que destila destas palavras.

    Gostar

  34. Pi-Erre permalink
    30 Julho, 2009 12:24

    “29
    NP disse
    30 Julho, 2009 às 11:09 am

    A que erro ortográfico se refere?

    Gostar

  35. per caso permalink
    30 Julho, 2009 12:34

    Este PS dá tudo e faz muito bem, desde que ao fim e entretanto chegue a pasta para o pagar todo à malta do partido.
    Portugal é grande.

    Gostar

  36. 30 Julho, 2009 12:34

    Ninguém comenta a absolvição da “senhora” de Felgueiras.

    3 000 0000 milhões dos nossos impostos para pagar salários e outras coisas ao futebol…

    o dia da setença foi bem escolhido. Férias…………….

    Gostar

  37. 30 Julho, 2009 12:35

    Viva o PS de Sócrates e C&A

    Gostar

  38. per caso permalink
    30 Julho, 2009 12:39

    Ih, puta que pariu a rtp, que é a que mais leva nisto tudo, depois do benfica e do governo.

    Gostar

  39. lucklucky permalink
    30 Julho, 2009 12:51

    “12000 euros: Parte da dívida pública que cabe a cada português, incluindo recém nascidos.”

    Aqui o boletim mensal do Banco de Portugal http://www.igcp.pt/fotos/editor2/2009/Bol_Mensal/07Julho.pdf

    -Valor da dívida no início do ano 118,463 mil milhões de Euros

    -Subida do valor da dívida nestes ultimos 6 meses 11,642 mil milhões de Euros

    -Valor da dívida pública em actual (Junho) 130,105 mil milhões de Euros

    Se fizermos as contas a 10 milhões de habitantes a dívida era de 13000.

    Gostar

  40. anónimo permalink
    30 Julho, 2009 13:34

    Hostias, se o Sr. JM nascera na Suecia… Como ia disfrutar pedindo recortes em ajudas sociais que por lá ja a gente tem conseguido. Ou tal vez todolos dias amanheciria de má host** precissamente por este mismo motivo?

    http://www.radiocable.com/suecia-a-contracorriente-en-la-ue-quiere-atraer-mas-inmigrantes.html

    Gostar

  41. Rxc permalink
    30 Julho, 2009 14:20

    Comparar a dívida pública em 1995 com a actual. Analisar o que foi feito para preparar a nossa economia para a concorrência global a que estamos sujeitos. Relaxar e continuar a acreditar que é com o wishful thinking socialista que vamos ter sucesso. =)

    Gostar

  42. 30 Julho, 2009 14:22

    #35,

    Pi-Erre, as minhas desculpas.

    O “erro ortográfico óbvio” foi meu: pensei que a expressão “intimativa” estivesse errada.

    No entanto as restantes questões mantêm-se sem resposta: sabe se João Miranda terá ido de férias com Joana Amaral Dias?

    Gostar

  43. 30 Julho, 2009 15:11

    # 10 MJRB

    Vicente Silva proferiu a alarvidade, com o 1º ministro encavacado e a ministra da educação a protegé MFL…
    15 anos depois as caras são as mesmas… Há coisas que não mudam…

    # 16 Fado Alexandrino

    Posso dizer as asneiras que quiser, não fosse o nome do blog Blasfémias…
    Se tem filhos ou não… não quero saber, pode ficar com o meu por incentivo de 200 euros (a receber daqui a 18 anos)…Na senda de manter a asneira!!!

    Gostar

  44. Zé Leitão permalink
    30 Julho, 2009 15:22

    A expressão “geração rasca” é de Mário Soares, para quem já não se lembra.
    E foi proferida após uma palestra/encontro num anfiteatro da Universidade de Lisboa depois de, nessa reunião, um grupo de alunos se ter levantado, virado de costas para Mário Soares e ter despido as calças mostrando os rabos.

    Gostar

  45. lucklucky permalink
    30 Julho, 2009 16:02

    Não foi. Vicente Jorge Silva.

    “Vicente Jorge Silva (Funchal, 1946) é um jornalista, político e cineasta português.

    Começou por se destacar na qualidade de director do jornal Comércio do Funchal, que desempenhou um importante papel na renovação da imprensa regional portuguesa. Foi, em seguida, chefe de redacção e director-adjunto do semanário Expresso. Co-fundador e primeiro director do jornal Público, foi ele o pai da expressão «Geração Rasca», utilizada num editorial por si assinado por altura das manifestações estudantis contra a então Ministra da Educação, Manuela Ferreira Leite. Foi deputado pelo Partido Socialista (PS) – eleito pelo circulo eleitoral de Lisboa – ex-colunista do Diário Económico e do Diário de Notícias, colabora actualmente com o semanário Sol.”

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Vicente_Jorge_Silva

    Gostar

  46. honni soit qui mal y pense permalink
    30 Julho, 2009 16:03

    O Economist tem o critério do Big Mac , aqui temos o CMA , Custo Minimo de um Aborto.

    Gostar

  47. o santo permalink
    30 Julho, 2009 16:09

    Impressiona-me duas coisas em democracia:

    1ª Todos acham que têm direito a ter opinião, mesmo quando nem sequer sabem do que falam.

    2ª Todos são incapazes de reconhecer que tiveram a SORTE de terem recebido um país com contas pagas e com 600 toneladas de ouro nos cofres. Tiveram, portanto, o tio Salazar que deixou uma herança choruda e a tia Bruxelas que os vem alimentando com milhões há anos. Mas um dia o cofre fica limpo e aí eu quero ver.

    Por acaso, os meninos democratas conhecem a história “Quem comeu o meu queijo?”. Acho que não. Vejam no Youtube, há uns vídeos brasileiros muito instrutivos.

    E Lembrem-se das últimas palavras de Marcello Caetano antes de partir: Estes ingratos ainda vão comer na minha mão.

    Divirtam-se com os vossos joguinhos da silly season.

    Gostar

  48. Manuel Castro permalink
    30 Julho, 2009 16:15

    o ultimo comentario e lindo….
    a essencia do blasfemias estas toda nele, viva Salazar!!!!!!

    Jesus Cristo na cruz disse “eli, eli, lama sabactami….” exacto perdoem-lhes que eles nao sabem o que dizem ou o que fazem, mudem o nome do blog para “osantacomba”

    Gostar

  49. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 16:36

    #49 – não ligues, veneram salazar, reivindicam à comunista, sonham cor-de-rosa e votam psd.

    Gostar

  50. 30 Julho, 2009 17:01

    Os fascizóides andam todos contentes`com o “circo”, escondidos por aí à espera de qualquer coisa que os catapulte de novo para o poder…
    Vá de retro(escavadora) e façam um buraco para se enterrarem…
    Por enquanto vão votando PSD à falta de melhor…

    Gostar

  51. Anónimo permalink
    30 Julho, 2009 17:12

    “e façam um buraco para se enterrarem…”
    não digas 2x, se o santana ouve, vira programa eleitoral. esse man delira com buracos & burakas.

    Gostar

  52. António permalink
    30 Julho, 2009 18:56

    Tenho dois filhos, não recebi nunca nada do que aquí expõe. Não vivo nada mau. Ou melhor, vivo e ganho bastante bem. Comecei com um empréstimo que me concedeu o 6º banco que vesitei, a expor a minha ídeia. Vesitei. Não roubei. Assim que a trabalhar seu malandro.

    Gostar

  53. o santo permalink
    30 Julho, 2009 20:02

    Acho graça aos democratas porque são incapazes de perceber o que é a fidelidade.
    Outros como eu jamais votariam no PSD ou no CDS. Jamais aceitaríamos fazer parte de um regime moribundo que se alimenta de si próprio, como o actual.
    A nossa fidelidade é com a Pátria, a Família e com Deus. Não andamos a pedinchar aos estrangeiros para que nos coloquem as fábricas deles cá com o nosso dinheiro a financiar. Financiamos os nossos, com o nosso dinheiro e esperamos que nos façam orgulhosos. Içamos a nossa Bandeira, cantamos o nosso hino e protegemos a nossa terra. Somos positivos, somos ambiciosos, somos por um Portugal Grande.
    Recusamos Internacionais, os seus ideais obscuros, as suas teias de intrigas e de poder.
    Recusamos xenofobias, racismos, ignorâncias.
    Recusamos a lógica de que tudo tem que ser taxado, tudo tem que ser exposto, tudo tem que ser opinado. Somos fiéis até à morte e se por Portugal tiver que ser, então morreremos por Portugal.

    Gostar

  54. 30 Julho, 2009 20:42

    # 54 O Santo

    “Acho graça aos democratas”… Concordo que a Democracia já viu melhores dias… Mas ao contrário de si, não acho “graça” nenhuma aos Fascistas, totalitaristas de esquerda ou direita!!!

    É fiel à Pátria, o que acha de mudar a bandeira e o hino nacional para algo mais actual???

    A família a 200 euros o filho, vai longe…

    E Deus nem sequer é para aqui chamado, porque esse é claramente Comunista…

    “Não andamos a pedinchar aos estrangeiros para que nos coloquem as fábricas deles cá com o nosso dinheiro a financiar. Financiamos os nossos, com o nosso dinheiro e esperamos que nos façam orgulhosos. Içamos a nossa Bandeira, cantamos o nosso hino e protegemos a nossa terra. Somos positivos, somos ambiciosos, somos por um Portugal Grande.”
    Concordo plenamente…um bocadinho de brio nunca fez mal a ninguém!

    Mas depois defende o “Orgulhosamente Sós” em plena globalização, isso só com opressão das massas…
    Mas concordo que as politicas da Europa sejam devidamente analisadas e não comer com tudo o que o Cherne manda…Transposto não é o mesmo que Traduzido, para as leis comunitárias…

    Recuso a xenofobia e o racismo, agora a ignorância confesso que é difícil recusar, quando por aqui e por ali nos dão largas quantidades dela…

    Nem tudo deveria ser taxado, mas se há algo a esconder que seja exposto porque de “jogadas de bastidores” está o Mundo farto, a “opinar” é que a gente se entende… Se não gostar que eu opine, Azar o seu…

    Morrer por Portugal não sei, mas ficar cego porque lhe administraram um medicamento impróprio pode acontecer… Tudo é possível!!!

    De santo só tem o nome, porque no resto é mais um ditadorzeco que não gosta de opiniões contrárias!

    Gostar

  55. Soldado Raso permalink
    30 Julho, 2009 22:09

    Meu caro, está a dizer que deve o quê ? e a quem ? Cá o soldado não deve nada a ninguêm, nem um tusto , portanto tire lá o “cada português” , aqui não há misturas nem tótós, ou pensa que a soldagem honesta e trabalhadora alguma vez pagaria as dívidas dos milhares de chulos endividados e ladrões de bancos que habitam neste sitio a beira mar plantado.

    Gostar

  56. o santo permalink
    30 Julho, 2009 23:28

    Tiago Mouta disse
    30 Julho, 2009 às 8:42 pm

    # 54 O Santo

    “Acho graça aos democratas”… Concordo que a Democracia já viu melhores dias… Mas ao contrário de si, não acho “graça” nenhuma aos Fascistas, totalitaristas de esquerda ou direita!!!

    Nem eu. Mas defendo o caminho político trilhado por Marcello Caetano que, se não fossem uns quantos extremistas dentro da UN e uns atentados do PC, teria sido a de uma evolução e não de uma revolução.

    É fiel à Pátria, o que acha de mudar a bandeira e o hino nacional para algo mais actual???

    Já vi bandeiras de Portugal mais bonitas, mas acho que mudar só por mudar não tem nenhum sentido, apenas ajuda a criar mais despesa.

    Quanto ao hino não tenho opinião formada, um pouco como dizia o Sócrates da antiga Grécia – Quem não conhece não deve discutir o que não conhece. Não sei o que levou o hino a ter o conteúdo que tem, portanto resumo a minha actuação a cantar da melhor maneira que sei.

    A família a 200 euros o filho, vai longe…

    Não concordo com tais patrocínios….nem em España nem em lado nenhum. Filho é uma responsabilidade para a vida e não algo que dá jeito ter para receber umas massas.

    E Deus nem sequer é para aqui chamado, porque esse é claramente Comunista…

    Só se entender a Teologia da Libertação como a sua Teologia.

    “Não andamos a pedinchar aos estrangeiros para que nos coloquem as fábricas deles cá com o nosso dinheiro a financiar. Financiamos os nossos, com o nosso dinheiro e esperamos que nos façam orgulhosos. Içamos a nossa Bandeira, cantamos o nosso hino e protegemos a nossa terra. Somos positivos, somos ambiciosos, somos por um Portugal Grande.”
    Concordo plenamente…um bocadinho de brio nunca fez mal a ninguém!

    Mas depois defende o “Orgulhosamente Sós” em plena globalização, isso só com opressão das massas…

    Nunca ouviu Marcello Caetano dizer isso, ou então é novo demais para ter ouvido e disseram-lhe mentiras. Marcello defendia a adesão ao Mercado Comum e houve ministros do Salazar que iniciaram os contactos para que tal adesão se desse. Pode confirmar isso mesmo nos Arquivos da UE. Marcello entendia que Portugal ia desde o Minho até à ponta mais oriental de Timor. Marcello tinha uma visão para os territórios ultramarinos parecida com o commonwealth britânico, em que cada província ultramarina teria as suas próprias relações comerciais com aqueles países que estivessem mais perto e com quem tivessem laços culturais. Portugal, no pós 25 Abril, entregou todo o império aos comunas e passou a ter vergonha do seu próprio passado.

    Mas concordo que as politicas da Europa sejam devidamente analisadas e não comer com tudo o que o Cherne manda…Transposto não é o mesmo que Traduzido, para as leis comunitárias…

    Recuso a xenofobia e o racismo, agora a ignorância confesso que é difícil recusar, quando por aqui e por ali nos dão largas quantidades dela…

    Nem tudo deveria ser taxado, mas se há algo a esconder que seja exposto porque de “jogadas de bastidores” está o Mundo farto, a “opinar” é que a gente se entende… Se não gostar que eu opine, Azar o seu…

    Com a sorte e com o azar não me meto. Volto a dizer e repito quantas vezes forem necessárias – gosto que opine, desde que saiba do que está a falar. Eu, por exemplo, não opino sobre o futebol português, porque nem sequer quero perder o meu tempo com isso.

    Morrer por Portugal não sei, mas ficar cego porque lhe administraram um medicamento impróprio pode acontecer… Tudo é possível!!!

    Até é possível ser acusado de ser pedófilo.

    De santo só tem o nome, porque no resto é mais um ditadorzeco que não gosta de opiniões
    contrárias!

    As opiniões contrárias motivam-me a pensar, se delas conseguir extrair conteúdo para construir uma tese contrária. Mas se é um simples ataque à minha pessoa, gratuito e cobarde, então recuso-me a dar mais atenção. Como vê, respondo a tudo que me diz, sem nunca recusar o confronto de idéias e sem nunca utilizar qualquer tipo de violência verbal.
    Mas voltando ao Sócrates que temos, esse que nunca responde a nenhuma pergunta, mas que só emite propostas de campanha que, para nós, soa a promessas eleitorais, devemos ter cuidado com o que nos diz. Tanta despesa e promessas vão acabar por nos levar à bancarrota. E quando lá chegarmos, eu pelo meu lado, ficarei feliz se aparecer alguém que ame este país tanto como eu ou como Marcello Caetano.

    Gostar

  57. Anónimo permalink
    31 Julho, 2009 00:20

    Lusitanea, voce por acaso foi encavado por um (a tribo) preto(s) quando pequeno?

    Procure ajuda profissional, o seu problema e tratavel, nao tem que suportar essa culpa sozinho.

    Gostar

  58. 31 Julho, 2009 00:50

    AHAHAHAHAHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

    Atenção! Não esquecer nunca!

    O dinheiro é do pêsse! (Elisita, artista euriopeia)

    É tudo do pêsse. Tudo.

    Os bebés metem tudo para a boca, chupam. Sucção. Fase oral.
    Ainda não conseguem distinguir o Eu dos Outros. Tudo é deles, tudo “é eles”.
    Como o pêsse.

    Fase oral.

    Tem pouca graça. Um país de NOVE SÉCULOS regrediu, nestes 4 anos, ao estadio da fase oral da 1ª infância.

    Gostar

  59. 31 Julho, 2009 02:29

    # 57

    Caro O Santo

    Parece-lhe estranho que o PPD/PSD de Sá Carneiro fosse um partido de 10% a 15% nas eleições, (quando a AD dominava claramente o panorama político) e após a morte de Sá Carneiro, ficasse o PSD a par com o PS???
    Caso Camarate, acidente ou atentado???

    Foi uma questão que me assaltou, visto que é Marcelista (e não ditador, peço desculpa!), gosta de debater ideias, o que acha?

    Se Sá Carneiro fosse vivo seria diferente a política em Portugal?
    Existiria sequer um PSD nestes moldes?

    Gostar

  60. o santo permalink
    31 Julho, 2009 13:59

    Desculpe mas não consigo falar de “SEs”.

    Posso fazer uma comparação entre a AD e o que se passou em Oeiras antes do assalto ao Poder por parte do PSD na figura do senhor Isaltino. Até prova em contrário ou deduzida qualquer acusação, considero o Senhor Isaltino como pessoa de bem. Continuando com o assalto do PSD ao poder, é público que a presidência da Câmara antes do Isaltino, pertencia a um elemento do CDS. Ambos os partidos concordaram em concorrer às eleições coligados. Curiosamente, depois das eleições, o PSD ficou com a Presidência da Câmara e o CDS ficou reduzido a quase nada. Jogos de poder ditaram o que se vive presentemente em Oeiras. Jogos sujos a que, talvez por inocência, os elementos do CDS de então não tivessem pensado que viriam da parte então mais fraca.
    Talvez fosse bom que o Senhor Balsemão viesse a público esclarecer algumas situações do tempo em que foi primeiro-ministro. Talvez fosse o momento de saber as reais razões para Lucas Pires ter abandonado o CDS.

    Gostar

Trackbacks

  1. Saldo da conta de um recém nascido em Portugal « O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: