Saltar para o conteúdo

Poupança

21 Outubro, 2010

Há uns dias discutia-se um tema recorrente: os portugueses não poupam e têm que poupar mais.
.
Percebe-se que não poupem, não se percebe é porque haveriam de poupar mais. Afinal vivemos num estado social. Tradicionalmente as pessoas poupavam para a velhice, para a doença, para o desemprego, para a educação dos filho, para comprar casa. Se o Estado Social garante reforma, saúde gratuita, subsídio de desemprego, educação gratuita e, em muitos casos, habitação gratuita, porque é que as pessoas haveriam de poupar?

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. floribundus permalink
    21 Outubro, 2010 07:59

    têm de poupar para diminuir as dívidas à banca(rota)

    Gostar

  2. Matemático permalink
    21 Outubro, 2010 08:00

    Touché!

    Gostar

  3. 21 Outubro, 2010 09:24

    touché

    Gostar

  4. Carlos Conceição permalink
    21 Outubro, 2010 09:31

    O argumento utilizado no seu post para a falta de poupança é, no mínimo, enviesado. As pessoas não poupam porque não têm rendimento disponível para tal. O estado social não existe em Portugal. A ideia de que um mercado de trabalho completamente desregulamentado vai resolver todos os nossos problemas é falsa. Quem trabalhe com recibos verdes, ganhe 500 ou 600 euros mensais, desconta 160 euros (mais cêntimo, menos cêntimo) para o “Estado Social”, faz 21,5% de retenção na fonte (já para nao falar que não tem direito a baixas pagas, subsídios de férias, etc e tal.). Ora isto dá um rendimento líquido de 311 euros.
    Consegue o autor deste post pagar renda de casa, alimentação, creche dos filhos, vestir-se, calçar-se e deslocar-se para o trabalho com 311 euros mensais?

    Gostar

  5. Bartolomeu permalink
    21 Outubro, 2010 09:49

    Bom… o estado garante todos esses benefícios sociais, porque a sociedade lhe entrega uma parte (substancial) dos seus proventos. O estado, é social, porque a sociedade se mobiliza socialmente, porque a sociedade cria riqueza, que pretende seja distribuída social e equitativamente, por si mesma. Ou seja, em lugar de cada um por si, individualmente, poupar para poder fazer frente a uma eventual necessidade, a sociedade mobiliza-se para conjuntamente se poder apoiar, num todo, numa mutualização.
    Por isso, os governos não podem, vitimizando-se alegar a impossibilidade de manter um estado social. Porque o estado, mantem-se social por si mesmo, através dos seus impostos. Aquilo a que o governo está obrigado, porque é democrático e representativo, é a gerir as colectas do estado por forma a que se mantenha o estado social, ou seja, uma sociedade apoiada por si mesma.

    Gostar

  6. Rxc permalink
    21 Outubro, 2010 09:58

    Bartolomeu, criar riqueza em Portugal? Quando? Há 10 anos que a economia está estagnada e só sobrevive devido às injecções brutais de capital estrangeira (que terá de ser pago, com juros…). Andamos há anos a viver muito acima das nossas possibilidades, mercê dum Estado que quer manter a ilusão de que somos um país rico.
    A ilusão é tão grande que nos convenceu a quase todos de que realmente nos pode proteger.
    Eu sou o principal interessado na minha própria protecção e no destino que é dado ao dinheiro que eu ganho, não um burocrata qualquer em Lisboa que apenas distribui dinheiro obtido coercivamente.

    Gostar

  7. 21 Outubro, 2010 10:33

    Tau!

    Gostar

  8. Bartolomeu permalink
    21 Outubro, 2010 10:41

    Alguma riqueza produzimos, caro Rxc. Poderíamos produzir mais e melhor, temos possibilidades de o fazer e por conseguinte, poderíamos ser uma sociedade mais equilibrada económica e socialmente.
    Falta-nos uma quantidade enorme de “ferramentas” para que consigamos atingir esse “estado”.
    Todos sabemos quais são essas “ferramentas”, mas todos continuamos a optar pelo papel de esperançosos, devotos de milagres.
    Todos nós sabemos que quem nos governa, defende e priveligia interesses contrários ao desenvolvimento, estabilidade e progresso social mas, apesar de os criticarmos, continuamos a elegê-los.
    Todos nós somos os principais interessados na nossa protecção social assim como do nosso núcleo familiar, mas todos nós temos consciência também, da utilidade de uma convergência social, mesmo aqueles que podem mais fácilmente garantir a sua protecção individual.
    Quanto à estagnação da nossa economia, devido à falência das empresas, devido à falta de apoio à exportações, devido ao não investimento em formação adequada e direccionada, devido à má distribuição de fundos de apoio, devido à não protecção e à má taxação da produção interna, etc. Já notou, caro Rxc, que os verdadeiros responsáveis, os ministros e secretários do nosso governo, demonstram completa preocupação em apresentar números estatísticos, engenharias financeiras, percentagens comparativas com as de outros países, naquilo que refere ao desemprego, ao pib, ao crescimento, etc. Mas não se preocupam em apresentar medidas para tentar recuperar a economia?!

    Gostar

  9. 21 Outubro, 2010 11:51

    Existem duas grandes razões para não poupar hoje em dia: não ter o que poupar ou ter medo de poupar. Poupar para quê? Para o Estado taxar as poupanças efectuadas? A percepção actual da classe média é que existem duas classes de “privilegiados”: os que não têm nada e os que têm muito. Os que nada têm não podem contribuir; os que têm muito, apesar de tudo, podem fugir. Como a mobilidade social ascendente é quase nula em Portugal não vale a pena poupar.

    Gostar

  10. Arnaldo Madureira permalink
    21 Outubro, 2010 12:27

    Poupar para a banca enriquecer à nossa custa ou perder tudo no jogo de azar do casino da bolsa?

    Gostar

  11. Nuno permalink
    22 Outubro, 2010 10:43

    Vamos ver se um o autor do post não irá algum dia precisar do estado social que tanto parece criticar… “Aquele que dá tudo a quem nao merece”. Deve ter ouvido algum “comentador pseudo entendido” dizer isso e achou engraçado colocar num blogue. Esperemos que não precise, mas nesta vida levo uma certeza… Pela boca morre o peixe.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: