Saltar para o conteúdo

Critérios editoriais

27 Abril, 2011
by

Alguém me explica porque é que só a Renascença e a RTP é que estão a dar destaque à notícia de que o Governador do Banco de Portugal responsabilizou hoje os decisores políticos pelo descalabro das contas públicas?

Será porque Carlos Costa disse que nos últimos 12 anos os Governos à frente dos destinos do país não foram prudentes? E que se endividaram e não quiseram cumprir regras europeias, de manter o défice abaixo dos 3%, ou de simples bom senso?

Anúncios
21 comentários leave one →
  1. Arlindo da Costa permalink
    27 Abril, 2011 21:59

    O Governador até foi brando para com os políticos.
    Violento foi o Presidente da Bielorrússia, Lukachenko, e que chamou «cabrão» e «canalha» (isso mesmo!) ao nosso Fujão Barroso, acusando-o de ter sido corrido de Portugal.
    http://darussia.blogspot.com/2011/04/presidente-lukachenko-cabrao-durao.html
    Felizmente, em Portugal a nossa classe politica ainda não ultrapassou a fase do «foleiro»….

    Gostar

  2. Euro2cent permalink
    27 Abril, 2011 21:59

    Esse vai ficar sem a reforma …

    Gostar

  3. A C da Silveira permalink
    27 Abril, 2011 22:15

    Estive agora a passar os olhos pelos media online, e medidas do PS para o futuro governo nada: preferem falar da propaganda do Socrates, que hoje para não nos surpreender, foi igual a si proprio.
    Todos nos enviam para o pdf, para consultarmos o programa que vai ser a salvação do país.
    E o que é o programa do PS? uma colecção de lugares comuns, e claro a exaltação dos governos 2005-2011. Ah se não fosse a crise internacional, diz o Socrates, e os papalvos que lá estavam, com o Ferro Rodrigues na 1ª fila, aplaudiam e acenavam com a cabeça a aprovar a coisa.
    Vá lá, desta vez não prometeu nem 150 mil novos empregos, nem aumentos de ordenados e baixas de impostos, nem disse que o defice estava controlado. Desta vez limitou-se a dizer mal da oposição.
    Programa a que os media de uma maneira geral estão a dar o devido destaque.

    Gostar

  4. António Parente permalink
    27 Abril, 2011 22:16

    Toda a gente se esquece do rácio de 60% da dívida pública em relação ao PIB. Se fosse cumprido este rácio Portugal teria de ter excedentes orçamentais. Infelizmente esqueceram-se dele.

    Gostar

  5. 27 Abril, 2011 22:38

    Quase que garanto…a TVI não disse nada. Para quem á pouco tempo era a Televisão inimiga do governo…muita coisaaaaaaaaaaaaaaaa mudou

    Gostar

  6. Portela Menos 1 permalink
    27 Abril, 2011 22:57

    Votar Sócrates é o mesmo que votar Passos Coelho, é o mesmo que votar FMI.

    Gostar

  7. Luis Dias permalink
    27 Abril, 2011 23:22

    Ora porque é óbvio que só esses dois canais é que não fazem parte do status quo…

    …. ah pera. Não isso não faz sentido nenhum.

    Gostar

  8. Ana C permalink
    27 Abril, 2011 23:47

    Por acaso ficou espantada com as declarações do Gov. do Banco de Portugal: o tom foi tão veemente que até parecia doido. ainda bem que há doidos.

    Gostar

  9. Ana C permalink
    27 Abril, 2011 23:49

    Até que enfim há doidos.
    É pena é existir uma política de “rolha” dentro do PS.
    Alguém acreditava que há dez anos, no PS, fosse possível a lambe-botice de um Congresso como o último do PS?

    Gostar

  10. 28 Abril, 2011 00:12

    A Manela Leite entra nesse barco?
    E o Durão?
    E será que esses tiveram uma crise igual a esta?

    Gostar

  11. Francisco Colaço permalink
    28 Abril, 2011 07:17

    D,
    .
    Ainda bem que fala. Nesse tempo, o da coligação PSD-CDS, e segundo um gráfico da dívida desde 1850 que por aí corre, a dívida estava em controlo, e até descia um pouco.
    .
    Depois veio o Sócrates.

    Gostar

  12. 28 Abril, 2011 09:20

    Ti Arlindo,
    o presidente da bielorrusia não é nenhum parvo!
    disse o que só os imbecis não veêm:
    que o durão barroso é um canalha vendido aos liberais sarkozy e merkel!( quem se recorda das férias na ilha no rio amazonas oferecidas pelo burguês-amigo antónio borges, novel manda-chuva para a europa do fmi?
    o durão está para merkel como os caniches do passos para o dono!

    Gostar

  13. scriabin permalink
    28 Abril, 2011 09:27

    À sua atenção, JMF.
    Os jornais não publicaram a ficha politica do Vitorino Magalhães Godinho, por ocasião da sua morte, incluindo militâncias, simpatias e amizades. O Povo deve saber.
    Obrigado, camarada.

    Gostar

  14. 28 Abril, 2011 09:35

    e será que quando o jmf se finar, cavaco vai ignorar, como ignorou o Nobel saramago? afinal, um ex-maoista é mais foleiro para um foleiro que um ex-comunista?

    Gostar

  15. 28 Abril, 2011 10:32

    “O que é importante em Portugal não é o nível de endividamento, não é o nível do défice orçamental, mesmo se este for elevado, a questão é como se concilia dívida e défice com baixo potencial de crescimento”, disse Carlos Costa numa conferência no Luxemburgo hoje.

    Gostar

  16. jorge silva permalink
    28 Abril, 2011 14:49

    o jmf anda muito atento aos media que se esquecem de qualquer noticia que fale mal de socrates, até parece um controleiro dos antigos. será que a função que lhe deram é a de controlar quem escapa ao apedrejamento ao socrates. se foi isso foi bem pensado, o jmf costuma obedecer à letra aos novos donos.

    Gostar

  17. 28 Abril, 2011 17:08

    O “amigo” Costa está a ver se segura o “tacho” quando o escaparate cor-de-rosa cair. O “steps rabbit” que não se esqueça do exemplo anterior – o “amigo” Constâncio.
    À primeira cai toda a gente. À segunda, só cai quem quer.

    Gostar

  18. 28 Abril, 2011 17:19

    Não devia estar a dar dicas ao “walnut-tree milk”, mas “prontos”… vá lá, uma vez sem exemplo.

    Gostar

  19. eirinhas permalink
    28 Abril, 2011 18:15

    Muito nos tem ajudado este Governador do Banco de Portugal.Talvez estivessemos melhor se ele já lá estivesse há mais tempo.Quanto a alguma comunicação social não dar relevo às notícias que nos ajudam é uma contribuição para o n osso continuado afundamento.Já o Queirós dizia:”esta merda precisava uma varredela”. São ainda resquícios deixados uns e adquiridos outros,não sei se me entendem.

    Gostar

  20. 29 Abril, 2011 17:47

    campos de minas

    Cavaco ignorou Saramago, mas não ignorou João Maria Tudela.

    Gostar

Trackbacks

  1. 2005-2010, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades | Aventar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: