Skip to content

13 de Maio de 2016

13 Maio, 2016

Contratar barrigas de mulheres SIM

Contratar colégios NÂO

 

Anúncios
62 comentários leave one →
  1. 13 Maio, 2016 13:20

    Acho bem. Temos que multiplicar a quantidade de mamões do estado.

    Liked by 1 person

  2. Arlindo da Costa permalink
    13 Maio, 2016 13:32

    O pseudo «culto mariano» está aqui bem representado 🙂

    O que é que uma coisa tem a ver com a outra?

    A primeira depende da Liberdade e vontade individual ; a segunda depende da Lei e da obrigatoriedade da República garantir o Ensino aos seus cidadãos, como acontece na Finlândia, Suécia, Noruega e Dinamarca, que como se sabe são países «marxistas»…

    Gostar

    • 13 Maio, 2016 13:44

      Vai para a puta que te pariu seu monte de merda nojento!

      Liked by 3 people

      • Bolota permalink
        13 Maio, 2016 14:01

        Papacaralhos,

        Sabes qual é a coisa mais parecida com uma barriga de aluguer??? É um colegios.

        Tu e a Helena, são uns completos ALARVES, ela deve ser ALARVA

        Gostar

      • Bal permalink
        13 Maio, 2016 16:30

        Seu malcriado.

        Gostar

      • 13 Maio, 2016 17:16

        malcriado do caralho lol

        Liked by 1 person

    • btt permalink
      13 Maio, 2016 14:42

      Há o pequeno problema de uma nova vida e do seu direito a ter uma família e de conviver com o seu pai e com a sua mãe.

      Liked by 2 people

    • ooouuuu permalink
      13 Maio, 2016 15:13

      Ó Arlindo – Nunca é uma liberdade INDIVIDUAL, porque afeta outra vida – a vida que vai nascer. E por muito que gritem ou se esganicem, a verdade não muda. Um abraço.

      Liked by 1 person

      • Arlindo da Costa permalink
        13 Maio, 2016 18:22

        Sois contra a vida? Ou preferes que abortem?????

        Gostar

    • ooouuuu permalink
      13 Maio, 2016 15:15

      Olha Arlindo, quando falares desses paises nordicos, não te esqueças de ler isto:

      http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2406

      Gostar

      • PiErre permalink
        13 Maio, 2016 18:28

        O Arre Lindo não sabe ler. Lá no circo não o ensinam…

        Gostar

  3. EMS permalink
    13 Maio, 2016 14:04

    Humm!? O estado vai subsidiar os contratos de barrigas de mulheres?

    Gostar

  4. 13 Maio, 2016 14:07

    Alem de esganiçxadas temos os “beta-males”. Esta tudo ditto!

    beta-male = os conas

    Liked by 1 person

  5. 13 Maio, 2016 14:09

    Com parte da direitinha a votar a favor da aberração. E a Igreja, mais a direitinha indignada com os cortes aos colégios, onde é que está que não se ouviu a protestar contra isto? uma lei destas, votada a 13 de Maio (não foi certamente por acaso), e a Igreja cala-se? já só lhe interessa o capital ou anda tão minada pelos marxistas que aceita cegamente o que diz o herege-mor e já não julga ninguém?

    Liked by 1 person

    • btt permalink
      13 Maio, 2016 14:43

      A Igreja parece reviver os tempos daquele bispo de Viseu do séc. XIX que foi 1º ministro e maçon ilustre.

      Gostar

  6. Pedro permalink
    13 Maio, 2016 14:13

    Post estranho, que mistura duas realidades completamente diferentes.

    O contrato de barrigas de mulheres é entre particulares, coisa que eu pensava que os liberais defendiam.

    A contratação de colégios já é uma relação entre o estado e os privados, e eu pensava que os liberais defendiam que o estado não devia sustentar privados.

    Os nossos liberais andam esquizofrénicos.

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      13 Maio, 2016 15:15

      Qual contrato qual carapuça, seu ingénuo. É mais um direito adquirido que o “estado social” vai pagar com os seus impostos, até que esta merda de país e povo imbecil vá de vez á falência.

      Liked by 1 person

      • Pedro permalink
        13 Maio, 2016 16:57

        Duarte, não cuspas para o ar. Desconfio que pago muito para os teus direitos adquiridos. Vê lá se não continuas tu a contribuir para ajudar esta “merda de país” a ir à falência. Posso ser ingénuo, mas não sou hipócrita.

        Gostar

  7. Manuel permalink
    13 Maio, 2016 14:21

    Os insultos também não ajudam à dialéctica. Rebatam!

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      13 Maio, 2016 15:16

      Rebater o quê?

      Liked by 2 people

      • Bolota permalink
        13 Maio, 2016 19:04

        Duarte de Aviz,

        Tambem digo, rebater o quê se uma barriga de aluger é igual a um colegio…

        Gostar

  8. 13 Maio, 2016 14:51

    Quem votou a favor decerto não o fez por vingança, delírio, modismo, conecção inter-partidária ou política.
    Votaram por consciência. A liberdade de voto concedida pelo P”SD” aos seus deputados é um bom exemplo.
    Tiveram atenção especial para mulheres com problemas de saúde, de gestação.

    O Estado proporcionou uma Lei favorável, também para solucionar o registo de futuros cidadãos com plenos direitos de cidadania.
    Acedem a esses bancos de esperma ou de óvulos quem está em união de facto ou casais. Heterossexuais, não homo.

    O ideal será sempre a gravidez por exaculação do homem na mulher, mas nem sempre o corpo permite esse extraordinário dom da natureza humana.

    (O Estado tuga é forreta, carago(!), não subsidia viagens para contratar barrigas de aluguer. Mas a HMatos lembrou-se que a Turkish Airlines proporciona descontos para aqueles destinos…)

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      13 Maio, 2016 15:18

      “Votaram por consciência”… Pois isso já eu sabia. E essa é que é a trgédia.

      Liked by 1 person

      • 13 Maio, 2016 15:31

        E quem não vota por consciência é o quê ?

        Gostar

  9. procópio permalink
    13 Maio, 2016 14:55

    A barriga de uma mulher pode ser uma obra de arte. É por isso que a isquierda está tão interessada em investir nas barrigas, ela dão votos, como qualquer outra coisa que mexa e possa dar votos. Vão ser precisos muitos votos para o que aí vem.
    Os números de circo que se seguem vão dar barrigas de riso.
    A geringonça paralisou a economia de vez. Os estivadores dão uma forte ajuda. Lá fora todos sabem o que se passa. Nem mais um euro para os pilha galinhas desde outubro de 2015. Investimento viste-lo.
    Vai entrar dinheiro fresco. O kosta já mudou os decisores para que a “distribuição” vingue.
    Não vai durar sempre.
    Os próximos episódos são com o kosta a vangloriar-se.
    “Pus os tipos em sentido”. Ganda malha! Isto é que um homem! É assim mesmo, a revolução precisa de tipos corajosos, com andares recuados na avenida da liberdade e direito excepcional a estacionamento automóvel privado.
    Um exemplo para o mundo! O kosta é um malabarista de primeira e vai continuar com os seus números até a realidade lhe aparecer pela frente de supetão.
    Entretanto já muitos bolsos se terão enchido e muito mal terá sido infligido.
    Terá que ser.

    Gostar

    • 13 Maio, 2016 15:15

      Hoje, a bancada parlamentar do P”SD” reagiu brusca e ruidosamente ao AC-DC acerca do caso dos colégios, batendo com as palmas das mãos junto, mas não atingindo os computadores.
      Ferro teve um flash: “porra, isto vai ser transmitido nas televisões, é incómodo para o governo e para o António”. E advertiu tardiamente os deputados: escolham um protesto “civilizado” ou este, que ainda vão partir a mobília (+ – isto). Ferro precisa conhecer mundos políticos. Ferro pensa que é ele e só ele o “presidente da junta”.

      Gostar

  10. licas permalink
    13 Maio, 2016 15:09

    Capachíssimo

    Por causa do Al-catrão
    Por da Câmara favor
    O nosso primo-burlão
    Já tem agora onde pôr
    O sapato andarilho
    Sem a lama tirar brilho.

    Meu grande tio Basílio
    È assim que se engraxa
    O chefe do teu exílio
    No partido da chuchaxa:
    Tu cresceste no católico,
    Mas não passas dum alcoólico.

    Vendes-te ao melhor preço
    Não importa a vergonha
    Tu mijaste no teu berço
    Falta-te brio na fronha:
    Razão d´andar cabisbaixo
    Por servir pr´a capacho.

    licas fecit

    Gostar

  11. procópio permalink
    13 Maio, 2016 15:13

    “Passos e Maria Luís pedem à Comissão que não sancione Portugal por 2015”.
    Finórios. Quanto mais tempo de malabarismo mais o kosta afunda.
    Estratégia da geringonça assinda por mais três agentes.
    Vamos pois ajudar o veículo a escaqueirar-se de vez, com delicadeza.

    Gostar

  12. Abrolhos permalink
    13 Maio, 2016 15:53

    Lembro-me do caso da Australia, que nos anos 50 forçou as mães solteiras a dar as crianças para adopção. Note-se, o Estado Australiano procedeu nesta política por pensar que era melhor para as crianças e para as mães. As intenções eram boas! Esta politíca causou grande sofrimento às crianças e às mães, tanto que uniram-se num grupo de pressão exigindo um pedido de desculpas que veio em 2013. O Estado Australiano pediu desculpa pela brutalidade feita nos anos 50.
    As intenções podem ser boas, estas da PMA e das barrigas de aluguer, mas de boas intenções está o inferno cheio. Não tardará e teremos as crianças a mover-se contra o estado, perguntando de onde vêm, quem são, e exigindo explicaçôes ao Estado por não ter protegido o direito das crianças a conhecer a sua origem e no fundo, o direito a nascerem iguais aos outros.
    Nenhum de nós tem a experiência que estas crianças vão ter. Aquilo que para nós ‘e um dado adquirido, para elas será inalcansável.
    Podem achar que esta lei é uma grande benesse, eu temo que se trate de uma enorme dor para quem vem ao mundo nestas circunstâncias. O tempo o dirá!

    Liked by 1 person

    • Pedro permalink
      13 Maio, 2016 17:01

      Eu tenho um filho adoptado que não faz ideia de quem é a mãe biológica, que entretanto desapareceu. Espero que ele não venha a mover um processo contra o Estado… Olha, o que é que isto tudo tem a ver com o caso da Austrália, ó palerma?

      Gostar

      • 13 Maio, 2016 17:19

        Mas o seu filho adoptado tem mãe adoptiva? Se tem, tudo óptimo: conhece pai e mãe.
        Numa PMA em mulher solteira, viúva ou casada com outra mulher, é preciso usar um dador anónimo de esperma, por isso, a criança que nascer não terá pai conhecido, nem no papel nem em presença.
        Leia esta notícia até ao fim e depois diga-me alguma coisa:

        http://www.dn.pt/sociedade/interior/inseminacao-artificial-nao-ha-um-momento-certo-ha-vontade-4982783.html

        Liked by 1 person

      • Pedro permalink
        13 Maio, 2016 17:29

        Rasputine, o meu filho conhece tanto o pai biológico, como o filho de pai doador de esperma conhece o seu. O seu pai sou eu e a mãe é a mãe adoptiva. Também existem mulheres que adoptam a titulo individual, sem serem casadas.
        Li a noticia, fiquei na mesma.. Explique-me lá melhor a diferença.

        Gostar

      • 13 Maio, 2016 22:36

        Pedro, o seu filho tem pai e mãe, que é você e a sua esposa (os pais biológicos existem mas não contam, desapareceram, perderam direitos à criança).

        Uma criança adoptada por mãe solteira (situação que eu acho errada), continua a ter pais biológicos, mesmo que não contem para nada.

        Uma criança nascida por PMA de mãe solteira ou do “casal” de 2 mulheres tem um pai biológico anónimo, incógnito, é um dador de esperma, apenas um número interno do laboratório.
        Estava a ver a diferença no direito à criança ter pai e mãe? O seu filho tem (o Pedro e a esposa), o bebé-proveta não tem, como a criança da notícia.

        O Pedro leu o fim: “e quando a menina perguntar pelo pai? Digo que não tem, fui ao médico e puseram-me uma semente e ela nasceu. Se fiz bem? Olho para ela feliz e digo que sim!” Esta resposta é da mãe, não é da criança! A menina tem 4 anos, ainda bem que é feliz (todas as crianças devem ser felizes), não sabe nada da vida e como vai reagir à resposta da mãe? vai continuar feliz? quando for mais velha, o que pensará?

        Por acaso, o Pedro, sabe que há adultos actuais, criados por casais homossexuais, que se queixam de não terem tido pai E mãe? Pois, isso não interessa nada, é má publicidade, daquela que não vale a pena falar…

        Liked by 1 person

      • Pedro permalink
        14 Maio, 2016 16:39

        Rasputine, você continua com questões filosóficas, sem qualquer ligação à realidade. Na verdade, é você que se está nas tintas para as crianças adoptadas ou de PMA. Vou explicar-lhe de outra maneira e, se não perceber, tenho mais vinte ou trinta:
        O pai biológico do meu filho é, para efeitos práticos, também incógnito e anónimo. Não se sabe dele, não se sabe quem é. nem sequer é um número. Entendido? Eu é que sou o PAI dele e o meu filho está perfeitamente bem assim.
        O último parágrafo, sobre os homossexuais, vem a propósito de alguma coisa que eu disse, ou é só uma obsessão sua, aqui metida para chamar a atenção de alguém? É que eu não lhe estava a falar desse assunto.

        Gostar

    • EMS permalink
      13 Maio, 2016 17:21

      “Lembro-me do caso da Australia, que nos anos 50 forçou as mães solteiras a dar as crianças para adopção”

      A palavra “forçou” tem para si um valor meramente decorativo?

      Gostar

      • abrolhos permalink
        13 Maio, 2016 17:55

        Para quem não percebeu, o paralelo entre os anos 50 na Austrália e o momento actual está nas boas intenções. Sim, a Austrália forçou a retirada das crianças, mas em nome de um bem maior, o do desenvolvimento das crianças, há sempre uma justificação para uma determinada decisão. As boas intenções actuais são as de permitir barrigas de aluguer e o alargamento da PMA em que diante mão estão a ser criadas situações de violação dos direitos da criança, entre eles o de conhecer a sua origem. Dir-me-ao as sumidades que os adoptados também não conhecem…pois não, alguns não, mas não foi o Estado que fabricou essa situação, bem pelo contrário, tentou proteger a crianca da melhor forma que pode. Compete ao Estado reduzir ao mínimo as situações em que as crianças são privadas dos seus direitos, o que neste caso é exactamente o oposto.

        Gostar

  13. 13 Maio, 2016 17:13

    MJRB,
    não percebo esta frase sua: “Acedem a esses bancos de esperma ou de óvulos quem está em união de facto ou casais. Heterossexuais, não homo.”

    Está a falar antes ou depois desta Lei que foi hoje aprovada?

    Gostar

    • 13 Maio, 2016 17:23

      Sao todos filhos de punheta 😛

      Liked by 1 person

      • 13 Maio, 2016 18:12

        josephvss,

        depende do modo, do tempo e de quem faz a punheta.
        Uma punheta feita por uma tipa boazona, sabidona, linda, é qualquer coisa que nunca se deve rejeitar. Neste caso, se o esperma for dum gajo inteligente…

        Gostar

    • 13 Maio, 2016 17:55

      É o que está a partir de hoje na Lei.

      Bem…Vou esclarecer novamente. Entendo que a maior felicidade para um homem e mulher casados ou em união de facto será terem um filho gerado por ambos. Mas nem sempre –acrescento, raramente– o corpo humano o permite. Desejam ter um filho, recorrem a uma “barriga de aluguer”. Para quem não gosta desta designação, talvez isto amenize — procriação medicamente assistida. Serve ?

      Pior, muitíssimo pior, será, para uma criança, a adopção por um “casal” de gays.

      Gostar

      • 13 Maio, 2016 17:59

        Meu comentário acima para o (terrível) Rasputine.

        Gostar

      • 13 Maio, 2016 22:07

        MRJB, obrigado pela resposta e esclarecimento e agora, se me dá licença, vou eu esclarecê-lo:

        1) está a confundir procriação medicamente assistida (PMA ou bebés-proveta) com barriga de aluguer, que são 2 coisas diferentes.

        2) a lei que hoje foi aprovada permite que a PMA seja utilizada por mulheres solteiras e mulheres casadas/unidas com outra mulher (lésbicas). Onde vão buscar o esperma, se não têm parceiro masculino? Vão aos bancos de esperma. Está a ver problema? Gerar uma criança de pai incógnito!

        Gostar

  14. 13 Maio, 2016 17:45

    Que post mais desinformado. O diploma em causa proíbe a remuneração da gestação de substituição.

    Gostar

    • 13 Maio, 2016 17:58

      De acordo. Post não só desinformado mas também desatinado.

      Gostar

    • 13 Maio, 2016 22:11

      Está bem, está: a mulher dá a barriga, serve de incubadora durante 9 meses e aguenta com as dores do parto e não recebe pilim? Vai haver resmas de listas de candidatas!
      E se morrer durante o parto no pós-parto?

      Gostar

      • 13 Maio, 2016 22:39

        Rasputine,

        tá equivocado, porque a Lei hoje aprovada é para casais e uniões de facto. Não por exemplo para lésbicas.
        A PMA não é exclusiva para bebés-proveta.
        Não é revelado à criança o dador de esperma, se os pais quiserem. Esta Lei não os obriga a isso.

        Gostar

      • 13 Maio, 2016 22:42

        Claro que a mulher recebe pilim e há contrato, previsto e protegido nesta Lei.

        Gostar

      • 13 Maio, 2016 23:08

        MJRB, não consigo explicar melhor, por favor leia com atenção:

        a lei que hoje foi aprovada permite que a PMA (não me refiro às barrigas de aluguer, que é outra lei) seja utilizada por mulheres solteiras e mulheres casadas/unidas com outra mulher (lésbicas). Onde vão buscar o esperma, se não têm parceiro masculino? Vão aos bancos de esperma. Está a ver problema? Gerar uma criança de pai incógnito!

        Se não acredita em mim, procure um jornal on-line qualquer!

        Gostar

  15. manuel branco permalink
    13 Maio, 2016 18:30

    Usar gabardinas SIM

    Comer pizza NÃO

    E o que é que uma coisa tem a ver com a outra?

    Já agora: sou contra barrigas de aluguer.

    Colégios: caso a caso, estou farto de PPPs. Quando era autoestradas era jamé jamé. Agora que toca à côngrua e a uns negócios de amigos é a tragédia, o comunismo vem aí.

    Gostar

  16. manuel branco permalink
    13 Maio, 2016 18:33

    E já agora: para os que dizem que pagam duplamente, a escola pública e o colégio. Também quem não tem filhos é obrigado a pagar a escola pública, não tem desconto no IRS à conta da prole e agora ainda vai pagar os tratamentos de fertilidade dos outros, que na maioria nem sequer sabem aguentar um casamento.

    Gostar

    • 13 Maio, 2016 18:39

      O que é que tem a ver a procriação medicamente assistida a pessoas que dela necessitam, com essa sua “maioria nem sequer sabem aguentar um casamento” ?
      Vc., eu, todos os tugas, vamos pagar via Lei hoje aprovada, quanto para os “tratamentos de fertilidade” ?

      Gostar

    • 13 Maio, 2016 22:17

      Manuel Branco, se somos contribuintes, pagamos para tudo: árvores em Lisboa, polícia em Fátima. fundação do Mário Soares, túnel no Marão, escolas e hospitais, desempregados e abonos de família. Por isso, escusam de dizer, como hoje li no JN, que que têm os filhos no colégio privado estão a ser pagos à custa dos contribuintes.

      Gostar

      • 14 Maio, 2016 09:15

        Rasputine,

        Vc. tem razão nalgumas interpretações desta Lei.
        Eu tive outras conclusões.
        Mas apoio a Lei.

        Gostar

  17. antónio permalink
    13 Maio, 2016 19:33

    Eu cá sou conservador e continuo a gostar de piropar gajas. Tenho peno mas é assim.

    Gostar

  18. licas permalink
    13 Maio, 2016 21:48

    António
    Parece-me (tenho quase a certeza) que nunca nenhum Juiz
    decidirá condenar alguém que largue um piropo a uma mulher
    na rua.
    É daquelas leis só para satisfazer na AR as desgrenhadas do BE.

    Gostar

  19. manuel branco permalink
    13 Maio, 2016 22:38

    mjrb, veja a taxa de divórcios. quando dizem que aumentou o número de casamentos, contem lá em quantos é que para ele e ela é o primeiro, quantos é que ele ou ela já vêm coxos de uma arrombadela e quantos são da variante nova.

    quanto à procriação assistida: o seguro paga isso ou sou eu que tem que dar uma gorjeta para todas as balzaquianas que a natureza não ajudou possam procriar? e ainda por cima vou pagar a creche e por aí? e sou também eu e outros que têm que pagar para as coelheiras dos integristas beatos?

    Gostar

    • 13 Maio, 2016 22:51

      Mas o que é que as “barrigas de aluguer” têm a ver com a quantidade de divórcios ?

      Já que referiu beatices, o cardeal patriarca tuga disse hoje que a Lei aprovada representa um retrocesso civilizacional. Opinião de quem está proibido de casar, de procriar… A ICatólica mais uma vez a meter-se na vida das pessoas. Ainda com resquícios da Inquisição…

      Gostar

      • 13 Maio, 2016 22:54

        errata: “contra-senso” civilizacional e não retrocesso.

        Gostar

  20. 13 Maio, 2016 23:02

    Ora aí está o que já tardava: “Cristas mais popular do que Passos”.
    Sondagem-barriga de aluguer (do P”S”) revelada pela Eurosondagem.

    O que é que Cristas fez já e até hoje de extraordinário para essa popularidade ? Porque grita mais do que Passos, é mulher, tem uma cara laroca, querem uma mulher liderante da oposição às mulheres do BE ?

    Gostar

  21. 13 Maio, 2016 23:16

    Marcelo, Costa e Ferro vão (“repartidos entre si”) aos três primeiros jogos da selecção tuga no Euro 2016.
    Nem há neste país acontecimentos mais importantes e relevantes do que o já castrador e bovinizante futebol e suas futebolices…
    É popular, é divertido, fácil de entender, constitui a comida diária para milhões, dá votos…
    Porra !, entreguem a governança do país aos chamados “homens do futebol”.

    No defeso do futebol e do futsal, havemos de saber que há um disputadíssimo campeonato nacional de berlinde. O que é preciso é uma bola a girar.

    Gostar

  22. Lolita permalink
    14 Maio, 2016 12:02

    Allo, Allo, Fátima?!…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: