Skip to content

Aquecimento global ou arrefecimento localizado

5 Setembro, 2016

Num post anterior gerou-se uma certa animosidade de comentário acerca de aquecimento arrefecimento global mudanças climatéricas. Há quem afirme que não há mudanças climatéricas, mas essas pessoas estão erradas e eu tenho a prova: na semana passada, debaixo da minha figueira mais frondosa, existiam dezenas de figos caídos antes de atingirem a maturidade. O senhor do campo de milho que ladeia o meu terreno diz que foi do calor, e eu acredito. O aquecimento arrefecimento global As mudanças climatéricas existem e estão a prejudicar-me, assim como à minha família (excepto o que não gosta de figos), amigos e vizinhos. Se for necessário apresentar prova, logo tiro uma fotografia e fica resolvido o assunto.

As uvas vão no bom caminho, porém. Atribuo isso ao laissez-faire, já que nem tratei das videiras este ano. A hera trepadeira que estava a dar cabo da laranjeira, a que julgava devidamente exterminada, essa está a começar a trepar novamente. Aqui será necessário algum intervencionismo da minha parte, prova de que não sou nada fundamentalista nestas questões políticas. Tirando isso, mesmo que haja algum aquecimento global, os jardins do Palácio de Cristal, no Porto, são muito fresquinhos. Assim, convido-os a debaterem estas questões fundamentais para se entender o que é a direita, a esquerda e os perigos do socialismo de forma mais plácida, sem necessidade de ar condicionado (que deve ser mau para o ambiente, já que tudo o mais é) amanhã, nesse local, às 18h00.

manual_modernista

Anúncios
26 comentários leave one →
  1. miluramalho permalink
    5 Setembro, 2016 15:07

    Reblogged this on Miluramalho’s Blog.

    Gostar

  2. Emparedado permalink
    5 Setembro, 2016 16:49

    Ó Milu, não seja chata…

    Gostar

  3. ali kath permalink
    5 Setembro, 2016 17:05

    ‘porrada neles’
    ‘fprça na verga’

    Gostar

  4. joao permalink
    5 Setembro, 2016 17:12

    aguardo impacientemente a apresentacao da obra em leiria. nao faltarei!

    Gostar

  5. 5 Setembro, 2016 19:25

    Gostar

  6. A.R permalink
    5 Setembro, 2016 21:33

    Prometo que vou comprar: o meu filho, um ressabiado de direita tal como eu e igualmente afectado pelo aquecimento global (hoje tive que usar chapéu e as minhas perninhas já tremem com o dia de amanhã) já mo exigiu! Diga-me onde estará à venda para chegar lá mais depressa. Não vou ao Porto para evitar gastar combustíveis fósseis!

    Gostar

  7. Arlindo da Costa permalink
    6 Setembro, 2016 05:59

    De facto o aquecimento global está provocando a evaporação das vossas ideias líquidas.

    Gostar

    • 6 Setembro, 2016 11:19

      O talvez a secar a Jericonça.

      Gostar

      • 6 Setembro, 2016 13:43

        LOL um bicho fudido; crusamento de onça & Jerico

        Gostar

      • Francisco Miguel Colaço permalink
        6 Setembro, 2016 21:08

        Isso torna o caríssimo Arlindo ou compincha de burros ou amigo da onça, Joseph.

        Hmmm. Bem notado.

        Gostar

      • Francisco Miguel Colaço permalink
        6 Setembro, 2016 21:10

        Isso torna o caríssimo Arlindo ou compincha de burros ou amigo da onça, Joseph.

        Hmmm. Bem notado.

        Gostar

  8. bintoito permalink
    6 Setembro, 2016 08:34

    BIFOCAL COM TODA A VERDADE
    Esquerda/direita não passa de um adesivo que já não cola. Costa está ancorado em terreno pantanoso e vive de sapos que PC e BE vão engolindo á vez e em separado. Estes sabem cada qual por si, que tirando o tapete ao encardido (como alguém já lhe chamou) iria pagar pesada fatura por alegada traição que os Césares encostados não deixariam de explorar até ao limite da desfaçatez. E o jogador batoteiro disso se vale para no assento de comando da traquitana se manter á tona do atasqueiro com o único intuito de deixar a salvo o próprio cadáver politico. A verdadeira guerra surda desta cena carnavalesca é sobretudo entre as duas muletas empenadas de Costa que também para salvar a própria pele não ousam, nenhum deles á sua conta, tomar a dianteira e espatifar o baraço de ligação que o trampolineiro gruda e manipula com o respo que lhe suja as manápulas.

    Gostar

  9. bintoito permalink
    6 Setembro, 2016 08:47

    Onde se lê “que o trampolineiro gruda e manipula com o respo que lhe suja as manápulas, deve ler-se: Que o trampolineiro gruda e manipula á DESCARADA com o respo que lhe EMPORCALHA as manápulas.

    Gostar

  10. Ricciardi permalink
    6 Setembro, 2016 14:15

    As provas de que a temperatura das águas mares sobe ou os gelos recuam ou as temperaturas batem recordes sucessivos não são provas muito convincentes.
    .
    A maior prova de que há de facto aquecimento global está no aquecimento do cérebro dalgumas pessoas (burnout, digamos assim em estrangeiro, ou esquentamento na língua madre) que tem vindo a registar picos de vítor cunhismo preocupantes que podem por em causa o equilíbrio do eco sistema.

    Gostar

  11. SRG permalink
    6 Setembro, 2016 14:35

    O maior êxito é aquilo que lhe desejo. Hoje em dia o lançamento de qualquer obra, por muito interessante que seja ,já não arregimenta a populaça, esta prefere a festa do Avante camaradas. Lá sempre há discursos inflamados ,muita droga para snifar e álcool em abundância.

    Gostar

    • honi soit qui mal y pense permalink
      6 Setembro, 2016 15:27

      ou festivais de verão , ou musica todo o ano

      Gostar

  12. 6 Setembro, 2016 17:12

    Boa, boa.

    Gostar

  13. Filipe Costa permalink
    6 Setembro, 2016 19:43

    Mudaram o local, fodasss, eu trabalho mesmo ali perto. Era no Palácio de Cristal….

    Gostar

  14. honi soit qui mal y pense permalink
    7 Setembro, 2016 10:18

    Como correu a apresentação ?

    Gostar

  15. Sofia Fernandes permalink
    7 Setembro, 2016 10:20

    cli·mac·té·ri·co |âct| ou |ât|
    (latim climactericus, -a, -um)
    adjectivo
    1. Diz-se das épocas da vida em que se verificam mudanças consideráveis no organismo.
    2. [Medicina] Que é relativo ao climactério.

    cli·mac·té·ri·o |âct| ou |ât|
    (grego klimaktêr, -êros, degrau de escada, ponto crítico da vida humana, perigo)
    substantivo masculino
    [Medicina] Período da vida, de duração variável, em que há modificações físicas e psíquicas que originam ou são causadas pela menopausa na mulher e pela andropausa no homem. = IDADE CRÍTICA

    “climactério”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/climact%C3%A9rio [consultado em 07-09-2016].

    Penso que quererá dizer “Mudanças climáticas”.

    Gostar

  16. honi soit qui mal y pense permalink
    7 Setembro, 2016 13:30

    recomendo

    http://www.apambiente.pt/index.php?ref=16&subref=81&sub2ref=118&sub3ref=393

    Gostar

  17. honi soit qui mal y pense permalink
    7 Setembro, 2016 13:33

    http://jornalggn.com.br/blog/rdmaestri/podemos-estar-as-vesperas-de-uma-pequena-glaciacao-por-rogerio-maestri

    e contracorrente tb se prespectiva a duvida cientifica

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: