Skip to content

E portanto a senhora veio de Marte fazer essa redacção tipo candidata a miss após os incêndios?

24 Outubro, 2017

Há algum tempo desenvolvi um hábito: na leitura matinal dos jornais vou ao site do JN. E espero. Espero. Mas nada. Como bem se percebe espero para ler o director daquele periódico explicar, comentar, negar… enfim fazer qualquer coisa que explique a sua concepção de jornalismo-esfregona, porque valha a verdade quem quer ser general prussiano ou português vai para a tropa. Mas enfim ou o Afonso Camões não escreve ou eu não lhe encontro a prosa. O que não quer dizer que não encontre umas coisas equivalentes. Como este texto de Ana Catarina Mendes. Quem o ler acreditará que Ana Catarina Mendes tem estado em Marte nos últimos dois anos e lá de Marte viu os incêndios em Portugal. Tristinha resolveu mandar para a Terra donde não lhe chega qualquer notícia um texto. A bem dizer uma redacção comovida. Chama-se essa redacção “Futuro nascido das cinzas” porque de tudo há que tirar uma lição: ardeu-lhe a casa? Ardeu-lhe a terra? Pois olhe é todo um Futuro nascido das cinzas que tem à sua frente. Abstenho-me de comentar o futuro das vítimas e dos seus familiares pois Ana Catarina tb mal os evoca porque é o futuro que a espera.

Ana Catarina Mendes garante que o Governo vai fazer “aquilo que tem de ser feito. Com determinação e com condução política firme.” Mas cara Ana Catarina porque não o fez antes? Ana Catarina coitada está em Marte e não sabe o que aconteceu. Nunca ouviu falar das alterações na Protecção Civil, do SIRESP… Aliás Ana Catarina aponta um culpado, ou melhor culpadas: as alterações climáticas. Diz Ana Catarina que  “as alterações climáticas têm de ser consideradas no plano de ação para que não se repitam as tragédias deste ano.  Portanto Pedrogão foi o resultado das alterações climáticas? E qual a parte das alterações climáticas que levou o Governo a ignorar os avisos da metereologia em Outubro?

Além das alterações climáticas Ana Catarina tem outro culpado: o CDS e a Direita. Escreve Ana Catarina: “Com o país ainda incrédulo com a tragédia, a Assembleia da República discute e vota hoje uma moção de censura apresentada pelo CDS/PP. É curioso que seja protagonizada por um dos rostos mais responsáveis pelo estado a que chegaram as florestas portuguesas, por quem fez parte do Governo que mais cortou na prevenção e combate aos incêndios. Este é um momento de respeito por quem ainda chora e não para explorar a tragédia para proveito político próprio. É a Direita que temos. Contributo negativo para o momento que todos, coletivamente, vivemos.”

Nem sei que diga Ana Catarina. Realmente não se compreende. Eu até acho que se devia era apresentar uma moção de censura ao CDS por perturbar “o momento que todos, coletivamente, vivemos. e conspurcar o “Futuro nascido das cinzas”  que Ana Catarina anuncia num estilo arrebatador: “É tempo de reconstruir e de construir. O caminho está traçado e a estratégia definida pelo Governo. Este é o tempo de avançar.”

Cara Ana Catarina avance que vai por bom caminho. Pela parte que me toca vou experimentar olhar para umas courelas onde tudo ardeu e dizer que vai ser um “Futuro nascido das cinzas” O que a Ana Catarina não diz é que destas cinzas nascerão outras cinzas. Mas aí a culpa vai ser do clima que afinal não mudou e da Direita. Da Ana Catarina e daqueles que a acompanham no retiro em Marte é que nunca será.

Anúncios
19 comentários leave one →
  1. Castrol permalink
    24 Outubro, 2017 10:20

    Aturar estes defensores da Geringonça a tentar justificar o injustificável, está a revelar-se uma tragédia igual ou pior à dos incêndios de 2017…

    Liked by 1 person

  2. 24 Outubro, 2017 10:22

    Esta sujeititinha nunca dá por nada- nem pelo que o pai da filha era pedófilo.

    Mas para mentir e armar-se em moralista é lesta. Aquando do referendo do aborto a cretina garantiu na tv que o projecto elaborado por ela ia incluir o parecer psicológico médico.
    E mentiu porque a Cristas a encostou à parede.

    Gostar

  3. António Maria permalink
    24 Outubro, 2017 10:41

    Da senhora Mendes só retenho a sua figura à porta do estabelecimento prisional de Lisboa, na fila para entrar com 2 sacos de plástico na mão.
    O ar snob, arrogante e pedante que a promoção a vice lhe trouxe, não alterou em nada aquilo que ela é na verdade – uma “coisinha”.

    Liked by 1 person

  4. carlos alberto ilharco permalink
    24 Outubro, 2017 10:53

    A senhora é, conforme vem explicado no jornal, SECRETÁRIA-GERAL-ADJUNTA DO PS.
    Escreve um texto de acordo com as directrizes do partido, onde e donde come.
    O que é queriam que ela escrevesse?
    Só faltava pedirem-me a mim que escrevesse um texto a elogiar o Sérgio Conceição (*)

    (*) Para quem não saiba, é o treinador do FCP e eu sou do SLB.

    Liked by 3 people

  5. Expatriado permalink
    24 Outubro, 2017 10:56

    A Catarina “não viu” isto…

    Liked by 2 people

    • 24 Outubro, 2017 12:45

      25,77% foi quanto o PSD e CDS cortaram no orçamento de despesa do ICNF nos últimos 4 anos do seu desgoverno

      O anterior governo, com Passos Coelho como primeiro-ministro e Assunção Cristas como ministra das Florestas, cortou o orçamento do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) em um quarto, entre 2011 e 2015.
      O orçamento de despesa da entidade pública responsável pela gestão do património florestal do Estado e das áreas protegidas foi altamente afectado pelos cortes orçamentais do anterior governo. Entre 2011 e 2015, o orçamento caiu mais de 25%, passando de mais de 82 milhões de euros para pouco mais de 61 milhões durante esse período.
      A fusão da Autoridade Florestal Nacional e do Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade em 2012, que criou o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), resultou num corte de 10 milhões de euros no seu financiamento, logo no primeiro ano completo do governo do PSD e do CDS-PP, com Passos como primeiro-ministro e Cristas como ministra da tutela.»
      «Até à derrota eleitoral de 2015, o orçamento do ICNF foi sofrendo cortes sucessivos, perdendo outros 10 milhões de euros até ao final da legislatura. O orçamento para investimento foi o que mais sofreu a partir de 2013: nesse ano passa de 9 para 3 milhões de euros; em 2014 é praticamente obliterado, passando para 500 mil euros.

      Foi a queda do anterior governo que permitiu aumentar, ainda que de forma muito insuficiente, o investimento na defesa da floresta contra incêndios e, particularmente, no funcionamento das equipas de sapadores florestais. Os cerca de 14 milhões de euros anuais reservados para a defesa da floresta contra incêndios durante os anos do PSD e do CDS-PP passaram a 32 milhões em 2016 e, no caso das equipas de sapadores florestais, o compromisso financeiro para o seu funcionamento passou de 9 para 26 milhões de euros. Mas aqui fica também evidente a falha na concretização das medidas, já que este reforço das equipas de sapadores florestais, apesar de prevista nos planos do Fundo Florestal Permanente do ICNF de 2016 ainda não foi concretizada.

      Gostar

      • Carlos Guerreiro permalink
        24 Outubro, 2017 17:24

        A despesa com o combate aos incêndios e protecção civil atingiu com o governo de Passos o minimo de 219,7 milhões de euros em 2013 (subindo em 2014 e 2015), por causa da austeridade. Com o governo da geringonça baixaram os gastos com o combate e a desprotecção civil para 208,1 milhões em 2016 e 211,1 milhões de euros em 2017, porque já não há austeridade…
        Os resultados do fogo em 2017 não devem nada ao facto do Costa e do seu pára-raios do MAI terem nomeado no inicio do ano 30 boys incompetentes para 30 dos 36 cargos de chefia da desprotecção civil? O relatório dos peritos independentes relaciona o caos e desorganização do combate ao incêndio com estes boys. O Costa no conselho de ministros extraordinário já correu com eles? Claro que não, por isso o Costa afirma que virão mais tragédias semelhantes…

        Liked by 1 person

  6. Expatriado permalink
    24 Outubro, 2017 11:43

    Será que a Catarrina, e todos os canhotos, sabem interpretar desenhos?

    https://oinsurgente.org/2017/10/23/area-ardida-em-mapas/

    Gostar

    • lucklucky permalink
      24 Outubro, 2017 12:05

      Um desenho onde esteja o número de mortos é que explica.

      Gostar

      • Expatriado permalink
        24 Outubro, 2017 12:29

        Números, particularmente de mortos, não é com eles quando acontecem nas “mandaturas” deles. O chinfrim seria outro se fossem outros a mandarem…

        Os desenhos mostram, e provam, que foram os geringonços que reduziram o financiamento da proteção civil e combate aos incêndios nos últimos dois anos. Mas a filha da putice deles não tem fim!!

        Liked by 1 person

  7. 24 Outubro, 2017 12:19

    Claro que com passos coelho e a cristas nada desta tragedia acontecia. É uma fé

    Gostar

    • Carlos Guerreiro permalink
      24 Outubro, 2017 17:29

      Bem, não teriam nomeado os 30 boys incompetentes para a chefia da desprotecção civil o que faria toda a diferença… Será que o Costa já os demitiu? Não ia o Costa cumprir as recomendações do relatório dos peritos independentes? O relatório relaciona o caos e descontrolo do combate ao incêndio de Pedrogão com estes boys incompetentes (que voltartam a fazer das suas e por todo o país no último incêndio).

      Gostar

    • 24 Outubro, 2017 22:08

      Não sei. Mas sei que aconteceu com os vermilhóides, os rosa-choque e os calhaus no poder, mais a melancia de serviço — a Heloísa, não o PR, que a esse chamo o beijinhos.

      Nunca saberemos o que aconteceria se fossem os russos brancos a vencer a guerra civil que se seguiu à revolução de 1918 que governassem a Rússia. Podemos imaginar que haveria mais uns quinze milhões de russos hoje vivos. Nunca saberemos, a menos que…

      Taiwan e China… quel é comunista? Para que sentido é que se fugia nos anos sessenta e setenta no estreito de Taiwan?

      Gostar

  8. Juromenha permalink
    24 Outubro, 2017 12:53

    O “lumpen” no Poder.
    Gente reles, irremediavelmente reles…

    Liked by 1 person

  9. 24 Outubro, 2017 15:40

    A ANA CATARINA MENDES DEVIA ERA IR CUIDAR DO PEDÓFILO DO MARIDO QUE AINDA ANDA HÁ SOLTA. E ESCAPOU NOS INTERVALOS DA CHUVA.

    Liked by 1 person

  10. Arlindo da Costa permalink
    25 Outubro, 2017 01:09

    Espero que Trump mude de opinião em relação ao dossier das alterações depois do que aconteceu este Verão em Portugal e até na Califórnia!

    Gostar

  11. Gabriel Orfao Goncalves permalink
    25 Outubro, 2017 07:51

    Já sei por que razão os socialistas, os berloquistas e os comunistas não reverteram, passado quase 2 anos sobre o início do seu governo, as medidas relativas à floresta que criticam ao anterior governo:

    e a explicação só pode, mas só pode mesmo ser esta: não se pode cortar árvores (nem os sempre referidos eucaliptos, nem outras) porque as árvores…

    têm direitos adquiridos!

    É a única explicação que encontro para esta gente não conseguir revogar as medidas (raramente explicitadas) que atribuem ao anterior Governo.

    Há até aqui um comentador que refere que o anterior Governo desinvestiu na floresta. (Um tal de Abel, que cita coisas até entre aspas mas sem referir a fonte.)

    Então mas não temos um novo governo há quase 2 anos?

    Se calhar não temos… Temos talvez uma cambada de oportunistas.

    Vide a mensagem que envei ao Ministro da Administração Interna aqui:

    https://blasfemias.net/2017/10/22/leiam-pf/

    Também enviei cópia, logo a seguir, ao Primeiro-Ministro.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: