Saltar para o conteúdo

Acotinhem-se, filhos, acotinhem-se

28 Dezembro, 2017

 

paraiso-fiscal

 

De acordo com a comunicação social os partidos políticos portugueses acotinharam-se numa sala fechada e à prova de som para distribuírem entre si um grande bónus natalício. Aparentemente conseguiram fazer aquilo com que sempre sonhei em miúdo mas nunca consegui levar a cabo: sacar o cartão de crédito aos meus pais e ir eu próprio comprar os meus presentes. Só o CDS e o PAN mostraram alguma relutância ao processo, o que já me valeu alguns olhares irónicos do periquito que tenho lá em casa. Desconfio que ele se sente melhor representado na Assembleia da República do que eu.

Pelo que se vai ouvindo a dádiva em causa é tão grande que é possível que os tesoureiros, quando olharem outra vez para as contas, passem a acreditar novamente no Pai Natal. Mas se analisarmos com atenção vemos que essa hipótese é descabida: a não ser que as respectivas sedes partidárias se situem em castelos medievais ou em cantinas, não é possível fazer passar tanto dinheiro pelas chaminés.

Muitos dos subscritores desta nova lei do financiamento dos partidos (podemos chamar-lhe lei FDP, para simplificar) já se mostraram por diversas vezes contra a existência de paraísos fiscais por esse mundo fora. Compreende-se, a exclusividade é muito saborosa e há sempre um prazer especial em ser o único bronzeado na festa da passagem de ano. Se todos os nossos conhecidos começarem a passar as férias de Natal nas Seicheles, rapidamente vamos deixar de achar piada àquilo. Ademais, essas transferências para o estrangeiro cheiram sempre a antipatriotismo. É muito mais sensato criar uma lei holandesa à nossa medida do que levar a nossa sede para a Holanda. Aprende, Jerónimo Martins.

 

Anúncios
17 comentários leave one →
  1. rão arques permalink
    28 Dezembro, 2017 15:27

    Entretanto Costa adiantou-se e já mandou recado ao professor em voz alta.
    Este já se mostrou encolhido chutando expedito para a bancada, esperando um tempo de compensação de neutralizações, como dizia em tempos um comentador futebolístico.
    Não se percebe como é que o Presidente remete a volta ao texto para os autores e beneficiários do arranjinho.
    Bola ao Douro como se diz na minha terra.
    O meu descomplicador entrou em ação rápida e deixou uma sugestão:
    Sócios ou não das agremiações politicas, que possam dar o que muito bem entenderem e quando quiserem, sob pena de não declaração existirem fortes penalizações a determinar em consequência.
    A vingar essa circunstância acabaria a mama de sacarem no orçamento que todos pagamos.
    A bem da transparência que se exige.
    Digo eu

    Gostar

  2. 28 Dezembro, 2017 15:42

    Óptimo post ! Com imagem perfeita.

    Nunca tive dúvidas sobre comportamentos próprios de “seita” que aguenta os partidos. Eis mais uma prova com esta lei que será promulgada pelo MCThomaz-sem-hérnia depois de “chutada para canto” (ler rão arques) pelo MCThomaz então com hérnia.

    Liked by 1 person

  3. Arlindo da Costa permalink
    28 Dezembro, 2017 16:15

    Comparar partidos políticos ou igrejas com sociedades comerciais ou pessoas singulares é politica e juridicamente uma aberração. Mas continuem…que Deus é misericordioso!

    Gostar

    • 28 Dezembro, 2017 16:23

      ó abellindobolotacoiso,

      cada vez mais partidos e igrejas são sociedades comerciais, não há nenhuma aberração política ou jurídica, a prova foi dada por esta lei dos partidos acotinhados.
      Mas se vc. paga e não chia, problema (ou não) seu.

      Gostar

      • Euro2cent permalink
        28 Dezembro, 2017 21:54

        Mas se vc. paga e não chia,

        Também pode receber e chiar.

        Nota-se a importância dos blogues pela quantidade de avençados que estão destacados para ir lá deixar um mínimo diário de comentários.

        Este não é muito importante, e o avençado até quase já é da casa. Vai um copo?

        Gostar

  4. LTR permalink
    28 Dezembro, 2017 17:05

    Isto são máfias como outras quaisquer e o caso são migalhas.

    Gostar

    • 28 Dezembro, 2017 18:13

      Tenho quase a certeza que ideologias como social-democracia, socialismo ou centrismo, já não são analisados, discutidos nas reuniões partidárias. De vez em quando surgem umas coisinhas dessas nas universidades de Verão e chega.
      Comunismo e afins, talvez sejam “debatidos” nos comités, mas só para os chefes entreterem e anestesiarem esses pagodes.
      No caso da massaroca para os partidos, todos revelaram desprezo pelos tugas. O CDS-PP foi esperto (sabia que “a matéria” seria aprovada sem ele) e o PAN afinal votou contra porque não foi convocado para se acotinhar.
      Portanto, essas sociedades comerciais com muito de seita à mistura, que se lixem !

      Liked by 1 person

  5. Procópio permalink
    28 Dezembro, 2017 18:59

    Está tudo a correr conforme o previsto. Até acontecer o imprevisto.
    Há alturas em que temos que nos socorrer dos provérbios:
    “O que faz o ladrão é a ocasião”.
    Boa ocasião foi a altura das compras do Natal.
    Graças a Deus, até para os comunas, o Natal sempre serve para alguma coisa.
    “A ladrão de casa nada é vedado”
    A central de negócios é o local certo. Acima de toda a suspeita. Vai continuar, com desculpas mais esfarrapadas e emaranhados de mentiras sem fim à vista. O costume.
    “Tão ladrão é o que rouba como o que consente”
    Milhões de tugas consentem e votam neles. Não se admirem. Fácil de explicar: se pudessem fariam o mesmo. Resultado de décadas de podridão moral acumulada, de exemplos bestiais vindos de cima em quase todas as áreas.
    Este lodaçal enfeitado de piruetas “democráticas” vai poluindo o ambiente. A sucessão de “casos” esfuma-se perante o esquecimento crónico e a censura atempada.
    Porque será que já ninguém se lembra da pobre legionella?

    Liked by 1 person

    • Raghnar permalink
      28 Dezembro, 2017 19:06

      Já ninguém se lembra de certos casos “raros”, ainda vem lembrar a legionella? Temos memória de peixe, não de elefante!

      Liked by 1 person

    • carlos alberto ilharco permalink
      29 Dezembro, 2017 12:51

      Está aqui tudo explicado.
      E sim, a culpa é nossa.

      Liked by 1 person

  6. Colono permalink
    28 Dezembro, 2017 19:14

    Para que conste no rol do “Bom Ano” de sucesso geringonço, permitam-me:

    O “Lacinho” do Expresso, a Cavanilhas da musica e Soares (filho) ,foram nomeados DDT da Agência LUSA…. ( Depois de esgotada a família CEsar)

    A Câmara Municipal de LISBOA ( EGEAC) adjudicou directamente à empresa da filha da justiceira ANA GOMES …. 58 mil euros de CARTOLAS para oferecer aos alfacinhas na passagem do ano…

    Enfiem mias estas Cartolas… seus artolas!

    Gostar

  7. 28 Dezembro, 2017 19:49

    Pronto(s), boas entradas para todos e até pró ano !

    Gostar

  8. Procópio permalink
    28 Dezembro, 2017 20:06

    Raghnar, o caso legionella tem infeção que chegue. A sua descoberta levantará escândalo superior aos caso dos deputados aboletados. Sermos roubados, já somos todos os dias, pelos vistos muitos já se habituaram. Quando num dia quente o bichinho voltar podemos ir desta para melhor, sem sabermos como nem porquê. Pode dizer-se, depois já pouco interessa, mas por agora talvez fosse bom sabermos alguma coisa. Digo eu de que.
    Isto acaba por prender-se com o magno problema dos limites. A estupidez do tuga não tem limites mas os recursos da UE não é bem a mesma coisa. O tuga continua a acreditar no maná e há muito trambiqueiro que lhe vende a ideia todos os dias na têvê compra, compra…

    O problema dos limites

    “É um dos mistérios da grande recessão do século XXI: apesar da recuperação pós-2013, que se sentiu também na criação de emprego, os salários não subiram como previa a maioria dos economistas. Ora, sem subidas de salários, não há subida de inflação, e essa tornou-se numa das grandes dores de cabeça do BCE, especialmente porque a sua capacidade de intervenção por compras de activos tem limites”

    Gostar

  9. Procópio permalink
    28 Dezembro, 2017 23:59

    O maduro já se acotinhou há muito tempo e não consta que passe dificuldades.
    https://elpais.com/internacional/2017/12/28/actualidad/1514480398_019897.html

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: