Saltar para o conteúdo

a diferença

27 Julho, 2018
by

mw-1240A ortodoxia do Partido Comunista Português fez com continuasse a ser, ainda hoje, um partido importante e influente na sociedade a que pertence. Esse posicionamento foi mantido com sacrifícios, incompreensões, deserções, ameaças diversas, mas resistiu e permitiu que sobrevivesse à queda do muro de Berlim, ao contrário dos partidos comunistas europeus, que desapareceram ou se tornaram completamente irrelevantes. Isto só foi possível porque o Dr. Álvaro Cunhal soube sempre que um partido comunista, em terras de capitalismo, não sobreviveria à influência preponderante dos gramscianos saídos das universidades e das famílias burguesas, meninos com ideias que não correspondem a qualquer experiência ou sentimento de vida, que as trocariam pelo primeiro cheque gordo que lhes pusessem à frente do nariz. Por isso, Álvaro Cunhal, ele mesmo um intelectual que sabia do que a casa gastava, nunca lhes deu demasiada importância e preferiu sempre, para as posições de destaque nos órgãos do partido, pessoas com uma história de vida forjada no mundo do trabalho operário, tradição que ainda hoje se mantém. Aos «intelectuais», trazia-os sobre olho e de rédea curta, e sempre que algum levantava a voz, durava o tempo de um fósforo. O Dr. Álvaro Cunhal e a elite dirigente do Partido Português tinham, e têm, inúmeros defeitos, mas de falta de coerência não podem ser acusados. É por isso que nunca lá encontraremos um caso como o de vereador Robles. No PCP não há lugar para meninos mimados, nem para burgueses emplumados com ideias que não passam de retórica de ostentação. Esse é, por definição, o terreno do Bloco de Esquerda.

Anúncios
20 comentários leave one →
  1. procópio permalink
    27 Julho, 2018 12:56

    De acordo com rui a.
    Só que no sítio, até agora, actuam em sinergia. Os meninos e meninas são muito mais convincentes junto dos lorpas, incluindo os que se julgam intelectuais.
    Embora o pcp seja de longe o partido mais rico, não deixam de fazer uma gestão cuidadosa, enquanto os meninos estão a receber muito por fora e gastam aos montões, uma das razões porque estão na tv a toda a hora.
    Na área do ensino a área administrativa e as tretas com que enganam os professores é do nogueira ortodoxo, mas a programação é gramsciana a preceito e os resultados estão à vista. A maior parte da rapaziada das escolas públicas não sabe nada, detesta a porcaria das aulas, odeiam o português, história nem pensar. Alcolizam-se e snifam quanto podem.
    O internacionalismo dos berloques está-lhes nas veias.
    O importante é preparar o povo para servir a “organização” de forma dedicada e exclusiva, a reedição da escravatura a par de laivos de contentamento.
    Só falta fechar as escolas privadas e depois os hospitais para ficar tudo como deve ser.
    Claro que há livros que não estão esquecidos.
    https://pcb.org.br/portal/docs/esquerdismo.pdf
    Se tudo corresse à feição do geróimo, um belo dia os dinossauros arrasariam.

    Liked by 3 people

  2. Novamente Tolstoi permalink
    27 Julho, 2018 13:00

    Não sejam assim, o rapaz não especulou apenas realizou mais valias.

    Liked by 1 person

  3. 27 Julho, 2018 13:51

    Quanto ao Marxismo-Leninismo que o PCP segue
    porfiadamente a História Crítica já lhe assumio
    os crimes da sua prática enquanto Poder.
    Nada mais a acrescentar.

    Gostar

  4. Aónio Lourenço permalink
    27 Julho, 2018 14:01

    É certo que o PCP é como uma órdem monástica, basta ver que dão 1/3 do salário ao partido, valor aliás bem acima do dízimo. A diferença que os sectários das seitas e religiões, por norma obtém riqueza através do sector privado e não do erário público.

    Além disso, o PCP acumula riqueza no grupo, ou seja no partido, e não no indivíduo, pois têm desprezo à liberdade individual. Basta reparar que o PCP, a par com a Igreja, deve ser das instituições que em Portugal tem mais património imobiliário (sem pagar IMI).

    Mas há um ponto com o qual concordo e valorizo muito. O PCP valoriza o proletariado, aqueles que “metem as mãos na massa e fazem mesmo coisas”, produzem, trabalham, e não os “fala barato intelectuais e/ou engravatados com 23 MBAs e que não sabem pregar um prego”.

    Gostar

    • 27 Julho, 2018 17:21

      Entre uma cidade com talentos para mil operários e um empresário, ou mil empresários e um operário, escolho a última. Os empresários não se formam, encontram-se. Bons empresários dão emprego a muitos operários.

      Pode-se sempre mandar vir mais gente da região circumvizinha.

      Silicon Valley cresceu com gente de fora.

      Gostar

  5. pitosga permalink
    27 Julho, 2018 14:31

    Um pouco longo para a curta Verdade. Mas, de permeio, uma boa análise do passado e do presente políticos.
    Mais, je dirais même plus… «sob olho».
    Cumprimenta

    Gostar

  6. Mario Figueiredo permalink
    27 Julho, 2018 14:35

    Isto não vai dar em nada. Já o Iglésias no Podemos foi comprar um chalé por 600 mil euros e ainda reforçaram a sua liderança, num imenso golpe de teatro que nem um escritor de ficção distópica lembraria. Estas coisas estão a acontecer ali como cá — e muitas mais vão acontecer, como o LTR tão bem diz noutro post! — porque a esquerda finalmente percebeu que está concluído o caminho do adormecimento da sociedade, que começou nas faculdades em 68 e que levou duas gerações a conseguir.

    E o PCP, ele também, vai rapidamente seguir este caminho se quiser sobreviver. Não há mais operários nos países do Sul da Europa comunitária.

    Liked by 2 people

  7. 27 Julho, 2018 14:53

    Acrescentarei; não hã mais operários em toda a Europa
    A URSS faliu por ela própris – e não foi preciso o nefando
    capitalismo da Europa Ocidental mexer um dedo. . .

    Gostar

  8. JCA permalink
    27 Julho, 2018 15:39

    .
    Pobreza, igualdade, proletariado, desemprego e miséria o que nunca responderam:
    .
    O odio de Karl Marx no ‘Capital’ contra Speenhamland.
    .
    Inteletuais dos mil MBA’s entretenham-se e detestem o ‘Capitalismo Humano’, liberalismo do sec XXI;
    .
    continuem a defender o ‘Capitalismo Selvagem’ ou o ‘Capitalismo Privado Coletivista ou Comunista’ responsaveis por todas as procissões de miseria e fome que desembocaram na falencia da Banca Internacional/Austeridade paridos pela Desigualdade Estrutural que sugere fortemente ter como pai o marxismo.
    .
    Apenas uma opinião. Aceita-se contraditorio.
    .

    Gostar

    • 27 Julho, 2018 17:25

      Capitalismo não tem ideologia nem regras. As regras são da sociedade. Se a sociedade permitir e garantir os direitos de propriedade, e não obstaculizar com taxas, alvarás, licenças, concessões, rendas, prebendas e direitos o início de novos negócios, a economia de mercado arranca e todos, a seu tempo, se tornam mais ricos.

      Um pobre sob o capitalismo vive melhor que uma classe média sob o socialismo, mesmo antes do colapso greco-venezuelano.

      Liked by 1 person

      • JCA permalink
        1 Agosto, 2018 00:02

        Para reflexão do marxismo capitalista e do capitalismo coletivista, ambos estatistas e totalitarios numa engenhoca talvez desde 1900 sob diversas geringonças:
        .
        Sorry If You’re Offended, but Socialism Leads to Misery and Destitution
        http://reason.com/archives/2018/07/27/sorry-if-youre-offended-but-socialism-le
        .
        Para Portugal vencer, sair das ‘sucessos das esmolas’ é preciso muito mais. Autorizar liderança que rompa com o passado e rasgue o futuro. É simples. Mas não é obrigatorio, se gostam como está e se está tudo bem, nada contra.
        .

        Gostar

  9. Isaac Asimov permalink
    27 Julho, 2018 16:39

    Meus caros lamento desapontá-los mas estão todos errados à cerca do Robles.
    O que se passa na realidade é que ele não está a fazer mais do que extorquir +4M€ a um capitalista.
    Por outras palavras está a ir buscar dinheiro aonde ele existe… lembram-se?
    Querem mais ou melhor socialismo que isto?

    Gostar

  10. 27 Julho, 2018 17:15

    Odete Santos. Guarda, perto da Estação.

    Fucem.

    Eis o fim da coerência.

    Gostar

  11. Artista Português permalink
    27 Julho, 2018 18:25

    Nada de acordo com o autor. Em primeiro lugar, exceptuando o caso austríaco mas esse não conta, o PCP foi o único partido comunista ocidental que sobreviveu à Primavera de Praga. O muro de Berlim nada tem a ver com isto. (a propósito de Primavera de Praga, estamos a 50 anos da efeméride e referências na imprensa ….NADA!) Continuando….mesmo entre os queridos proletários, o Cunhal muitas vezes se enganava. Uma vez comprou um palacete – repete-se para os incrédulos: PA-LA-CE-TE! – no Lumiar. E como os partidos ainda não tinham os privilégios que têm hoje, resolveu por o dito palacete em nome de 5 militantes de confiança. Tudo malta da classe operária. Assim que caiu o muro, os 5 – repete-se os cinco – de comum acordo puseram-se ao fresco do partido e venderam o palacete. Ficaram com a massa. Em gíria pode dizer-se que foram buscar o deles. Não foram os únicos. Outros abandonaram o partido e foram buscar o deles mas ao erário público. Foram atrás do tacho. É vê-los ainda por aí. Burgueses ou proletários, andam todos ao mesmo. Hoje o partido só defende privilegiados. É o caso de professores, maquinistas, pilotos, médicos. Malta com salário de DG da Função Pública. Os desgraçados dos desempregados ou da maioria com salários de miséria, dir-se-ia que nem os conhecem….

    Liked by 1 person

  12. raCSt14CrAmirocarrola@sapo.pt permalink
    27 Julho, 2018 19:32

    Cá para mim, que os topo de ginjeira, a canalha de extrema-esquerda é a bem dizer a mesma coisa. Claro que os bloquistas são, na sua generalidade, mais para o ‘copinhos de leite pequeno-burgueses’, mas, na sua essência, o que eles todos são é uma cambada de fdp, que apenas têm na calhola subirem na vida e governarem-se à custa do capitalismo e do erário público.
    Quem não conhecer esta maldita peste, que os compre!

    Liked by 2 people

  13. 27 Julho, 2018 20:30

    Não sei se, caro Rui Albuquerque, não estará a sofrer de ‘wishfullthinking’.
    Eu como vivo em pleno “comunistão”, autarquicamente dominado por eles, de forma absoluta, percebo bem como, pelo menos a nível local… e nos seus votantes,… a ortodoxia é uma distante memória, da qual muito poucos sequer têm já conhecimento teórico. Curiosamente, posso testemunhar, alguns dos “quadros” com preparação ideológica “migraram” (por razões de invejazinhas locais) para o BE… mas, por causa da sua personalidade, sem quaisquer ambições nacionais.

    Quanto a mim, este “episódio Robles” é só mais um de tantos outros que caracterizam o presente das democracias ocidentais: a destruição dos mecanismos sociais intermédios, a generalização do relativismo ético, a banalização da ignorância como um louvável e desejável padrão de conhecimento, a informação a adoptar “O Crime” e “O Jornal do Incrível” como modelos… temos o resultado natural.

    Querer que de 2+2 resultem 10… só nas “projecções” dos “utópicos” ou «optimistas irresponsáveis». 😉

    Liked by 4 people

  14. João Crespo permalink
    27 Julho, 2018 20:33

    Odete Santos

    Gostar

  15. Leunam permalink
    28 Julho, 2018 01:14

    JTittaM

    Plenamente de acordo.
    Fez-me lembrar Daniel Estulin no seu livro “Toda a Verdade sobre o Clube de Bilderberg”.
    A ignorância nas camadas universitárias actuais é assustadora e adensa-se cada ano que passa.
    Muito gostava que se submetesse um grupo desses jovens, dos mais bem classificados, às provas de Exame da antiga 4ª Classe, com os meios de então (lápis, borracha, caneta e papel almaço) para, através dos resultados, demonstrar como se está a destruir um Povo.

    Gostar

  16. lucklucky permalink
    28 Julho, 2018 03:37

    Não há diferença nenhuma. A diferença está no que a narrativa trata como hipocrisia.

    Diga-me qual é o Comunista que não faz negócios todos os dias de livre vontade com as Multinacionais -os chamados “grandes grupos económicos” que querem destruir?

    Porque é que os Comunistas não querem fazer uma Comuna com outros Comunistas para produzir produtos e serviços?

    Gostar

  17. anonimo permalink
    29 Julho, 2018 06:19

    Como se Cunhal não tivesse sido um beto Robles do seu tempo.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: