Saltar para o conteúdo

cada um tem os le pen que merece

17 Agosto, 2018
by

Como é que estes sujeitos que escrevem estas coisas depois também se queixam da Marine Le Pen, não dá para entender. É que ainda não perceberam que dizem o mesmo, pensam da mesma maneira e querem coisas muito parecidas. A França para os franceses e Lisboa para os lisboetas!

Anúncios
19 comentários leave one →
  1. sam permalink
    17 Agosto, 2018 11:43

    Os nove sindicatos da Air France preparam greve conjunta porque o candidato a novo PDG não é francês.
    O sindicalismo nacionalista é lindo de se ver.

    Gostar

  2. Paulo Valente permalink
    17 Agosto, 2018 11:44

    A sério? Não se aturarem turistas (e empregados de restaurantes) mal educados e ser-se racista e xenófobo é a mesma coisa?!

    Gostar

    • lucklucky permalink
      17 Agosto, 2018 11:52

      É,
      Onde é que estão as tentativas de discriminar entre os turistas mal educados e os bem educados?

      Gostar

      • lucklucky permalink
        17 Agosto, 2018 12:00

        E nem vamos falar do lixo que existe em sítios onde os turistas não metem os pés.

        O que irrita a esquerda e a aristocracia – cada vez mais a mesma coisa – é que o povo ao servir os turistas pode fazer a sua vida sem estar dependente dos poderes que a esquerda construiu para controlar o povo e assim dizer o que este pode fazer e pode pensar.
        É o mesmo ódio que a esquerda tem ao carro.

        Reforça o individualismo e destroí o sonho de qualquer esquerdista ser um pastor.

        Gostar

    • rui a. permalink*
      17 Agosto, 2018 11:59

      Devemos ser muito criteriosos nas fronteiras e alfândegas e só deixar entrar turistas muito bem educados.

      Gostar

      • Paulo Valente permalink
        17 Agosto, 2018 15:05

        Não. Não deve é assumir que todos os leitores do blogue são acéfalos (embora o tom geral dos comentários leve a concluir que a maioria…).

        Gostar

      • rui a. permalink*
        17 Agosto, 2018 16:37

        Outra boa distinção a estabelecer, quem sabe entre os turistas também: acéfalos e não acéfalos. Que fascinante inteligência, a deste Valente.

        Gostar

    • 17 Agosto, 2018 12:28

      Como é do conhecimento comum, os turistas (os mal educados..que devem ser a a maioria) tem o hábito horrível de viajar com caixas e cartões de papelão (maioria das fotos) e depositá-los fora dos contentores. Coisa que não fazem lá no país deles (na maior parte da Europa). Por isso é que os empregados de mesa são malcriados…e com razão

      Gostar

  3. Rogerio Alves permalink
    17 Agosto, 2018 11:48

    Por acaso, o que leio na reportagem é que a recolha de lixo (responsabilidade da Câmara) não está a ser feita adequadamente e para dar conta da maior produção de lixo… O que eu questiono é: para que serve a taxa de turismo?

    Gostar

  4. Luis Lavoura permalink
    17 Agosto, 2018 15:02

    Onde é que a frase “Lisboa para os lisboetas!” aparece no artigo lincado? Eu nesse artigo não vejo qualquer manifestação de xenofobia. (Mas não tive paciência para o ler todo.)

    Gostar

  5. JCA permalink
    17 Agosto, 2018 16:25

    .
    No lavar dos cestos o feito real. Afinal quem promove e apoia quem pela inversa ? Porquê ?
    .
    = Even The Washington Post Admits ‘Trump Wins Big At Tuesday’s Primaries’
    https://www.zerohedge.com/news/2018-08-15/trump-wins-big-tuesdays-primaries-wapo
    .
    :)))

    Gostar

  6. 17 Agosto, 2018 16:50

    Tretas. O lixo nas ruas de Lisboa é um problema de há muito, mesmo antes desta recente descoberta do turismo. Há uma boa meia-dúzia de anos que eu já via contentores a abarrotar e sacos de lixo depositados no chão. A origem do problema não está no turismo – está nos serviços de recolha largamente subdimensionados e sem qualquer planeamento lógico: cabe na cabeça de alguém a recolha do lixo no Chiado, como eu vi algumas vezes, ser feita a meio da tarde?

    Gostar

  7. Procópio permalink
    17 Agosto, 2018 17:42

    Quanto a Le Pen, estão a fazer-lhe um favor.

    Gostar

  8. Mario Figueiredo permalink
    17 Agosto, 2018 19:01

    Numa zona metropolitana como a de Lisboa, com 2 milhões e 700 mil habitantes — sendo que uma grande maioria trabalha e diverte-se no núcleo da cidade onde estas pessoas que se queixam vivem e já para não falar das zonas urbanas vizinhas, como Almada ou Setúbal que criam o seu número próprio de “turistas” na cidade de Lisboa — vão mesmo conseguir convencer-me que são os turistas mal-educados, uma impressionante minoria, a razão do lixo na cidade. Claro.

    Aqui há uns largos meses atrás, também no DN circulavam uma noticias giríssimas que tentavam nos convencer que os turistas em Lisboa eram 9 vezes o número de habitantes da cidade. Isto para então, tal como agora, tentar fazer passar a narrativa que o turismo acarreta uma espécie de custos que de alguma forma mágica não devem ser contabilizados junto com os benefícios directos à economia, razão pela qual se deve taxar isto ou aquilo; e que à falta de possibilidade de taxar o turista, deve-se taxar o povinho que vive do turismo ou que nele encontra algum sustento.

    O problema das estatísticas é este. Mentem até quando estão a dizer a verdade. Basta para isso pegar no dado e manipular a verdade à volta dele. Como, por exemplo, ao mesmo tempo que se diz que os turistas são 9 vezes o número de habitantes, mente-se ao fazer crer que há demasiados turistas porque se omite da noticia todas as politicas que desertificaram a cidade e a substituíram por empresas e serviços e que contribuíram para a sua baixíssima população nativa, comparada com outras cidades europeias.

    Gostar

  9. 17 Agosto, 2018 19:58

    Cada um tem o le pen que merece…
    (ou o nicolás maduro, daniel ortega, josé stalin, ou antónio salazar)
    Pois é … problema de consciência: se um partido ou políticoradical, ou seja aquele que, muito embora se apresente hipocritamente cumpridor das normas Democráticas, tenha um historial subversivo, ganhe Eleições, pondo em risco o princípio da rotativadade entre as diversas ideologias/maneiras e actuação, que fazer, como o cidadão consciente deve passar a actuar ?

    Gostar

  10. 17 Agosto, 2018 19:59

    Cada um tem o le pen que merece…
    (ou o nicolás maduro, daniel ortega, josé stalin, ou antónio salazar)
    Pois é … problema de consciência: se um partido ou políticoradical, ou seja aquele que, muito embora se apresente hipocritamente cumpridor das normas Democráticas, tenha um historial subversivo, ganhe Eleições, pondo em risco o princípio da rotativadade entre as diversas ideologias/maneiras e actuação, que fazer, como o cidadão consciente deve passar a actuar ?

    Gostar

  11. 17 Agosto, 2018 20:11

    Desculpai-me: péssima manobra da miha parte…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: