Saltar para o conteúdo

Vamos fazer conta que este senhor se chama Trump e depois falamos sobre como é possível ele manter-se em funções

16 Dezembro, 2018

 

Anúncios
23 comentários leave one →
  1. 16 Dezembro, 2018 13:33

    Afinal onde vão ser as manifs na próxima sexta-feira.
    É que:
    Je suis “colete amarelo”, OK?

    Liked by 1 person

  2. 16 Dezembro, 2018 13:39

    Se o Junckers é de Direita,
    eu vou ali beber um copo,
    já venho,
    de braço dado com o Costa,
    OK?

    Liked by 1 person

  3. 16 Dezembro, 2018 13:42

    A questão de fundo que se põe a Portugal é a seguinte:
    Quando a UE implodir, e falta pouco, quem vai recompor Portugal?
    Os patriotas soviéticos ou os patriotas portugueses.

    Liked by 1 person

    • Luís permalink
      16 Dezembro, 2018 16:02

      Há uns anos encontrei uns senhores que estavam numa cozinha e vestiam um avental. Disseram-me que a UE já não lhes servia e tinham uma solução de esperança, um novo amanhã que canta. Uma união com o Brasil da Dilma e do PT, com os PALOP e com Timor. Com livre circulação total de pessoas e tudo. Além disso também comentaram outra coisa. A federação Ibérica com uma Catalunha e um País Basco independentes, e uma Galiza semi unida a Portugal, tudo integrado num Estado simbolizado com uma bandeira com um aventalinho no meio, e um Presidente da República. Lindo, não é?

      Liked by 1 person

      • 16 Dezembro, 2018 17:38

        LOL LOL & LOL … no further comments … esses cozinheiros tem muitos restaurantes cheios de particularidades diferentes, são mais desunidos que a canalha Plutocrata Capitalista Globalista. Ressalva: eu sou de Extrema Direita Nacionalista

        Gostar

  4. Leunam permalink
    16 Dezembro, 2018 15:19

    David Rosa

    Quem vai recompor Portugal, vão ser os patriotas CHINESES.

    Eles anda’naí!

    Gostar

    • Luís permalink
      16 Dezembro, 2018 16:09

      A China só se interessa por Portugal enquanto houver mercado único e UE. Portugal e ou a Grécia são para eles Cavalos de Tróia para chegar ao resto do Continente.

      O Governo anda muito entusiasmado com o aumento da imigração mas eu oico alguns imigrantes dizer outra coisa. Acham os salários baixos e o nível de vida alto. Foram para Portugal porque é fácil conseguir residência, e contam esperar alguns anos para depois irem para a França ou Alemanha. No consulado português em Londres quase não há pessoas que tenham nascido em Portugal Continental, a última vez que lá estive diria que 90% da sala de espera era constituída por naturais de Goa, Brasil, Cabo Verde ou São Tomé.

      Liked by 1 person

  5. Luís permalink
    16 Dezembro, 2018 15:57

    Sou um acérrimo defensor do mercado único (EEA, antiga EFTA) e duvido que desapareça, pois já cá estava antes do polémico Tratatado de Lisboa. Mas vendo isto com alguma distância, é inegável que o euro foi um passo maior que a perna, e muitos dos anticorpos contra a UE nasceram com a crise da moeda única. O euro deveria ser apenas partilhado pela Alemanha, Áustria, Holanda, Luxemburgo e talvez Bélgica. Décadas mais tarde talvez outros países pudessem aderir. A Itália, por exemplo, tinha uma dívida em percentagem do PIB acima de 100% quando aderiu. Os países do Sul tinham um longo historial recente de déficite e desiquilíbrios macroeconómicos. Houve excesso de ingenuidade política quando se criou a moeda única, pois agora muitos partidos do Sul sacodem o capote das responsabilidades do que corre mal para Bruxelas.

    Quanto à senhora Merkel, não tinha o direito de aceitar 1 milhão e tal de imigrantes sem consultar os outros países do espaço Shengen e da UE. Já agora foi esta decisão que virou o eleitorado britânico contra a UE.

    O senhor Junker é um dos grandes responsáveis pelo Brexit pois não aceitou o plano do Cameron, que não tinha nada de mais. A cláusula de paragem temporária da livre circulação já existe no tratado da EFTA mas nunca foi aplicada. Além disso é um país de Common Law que não aceita bem o modelo de inspiração francesa e alemã dos Tratados e das directivas e regulamentações. Se tivesse havido mais respeito e tolerância pelas diferentes sensibilidades não haveria estes problemas na UE.

    Acrescento ainda outro factor. A infliltração do politicamente correcto nas altas esferas de Bruxelas, o que tem gerado enormes anticorpos nas populações de alguns países. Estes bucrocratas julgam que podem obrigar meia Europa a aceitar imigrantes de outros continentes contra a vontade das suas populações, ou a aceitar agendas de engenharia social paridas pela malta das Ciências Sociais que pulula nos BEs, Podemos e Syrizas.

    Acabar com o mercado único será um enorme retrocesso civilizacional pois todos empobreceremos. Ficará muito mais caro importar e exportar, haverá falências, a economia perderá escala (muitos países passarão do potencial mercado de 500 milhões para mercados internos de 5 ou 10 milhões), em países como Portugal voltarão os monopólios mais agressivos e suspeito que a liberdade de expressão levará uma forte machadada (é ver a questão do crime de difamação e calúnia). Além disso a questão das fronteiras será muito difícil pois temos por toda a Europa pessoas a viver de um lado da fronteira e a trabalhar no outro, pessoas que atravessam regularmente para ir às compras ou ao médico, etc. E o turismo sofrerá uma queda brutal com burocracias, vistos e taxas. Além disso suspeito também que as velhas disputas dos pequenos nacionalismos ganharão força, e nós aqui ao lado temos a questão da Catalunha e do País Basco.

    Liked by 2 people

    • Zé Manel Tonto permalink
      16 Dezembro, 2018 18:29

      “E o turismo sofrerá uma queda brutal com burocracias, vistos e taxas.”

      Concordo com quase tudo o que escreveu menos esta parte. Não faz qualquer sentido.

      Fui aos EUA no último Verão e bastou-me preencher um formulário na net. Não demorou mais de trinta minutos, paguei menos de 15€. O processo que tratei permite reentrar as vezes que quiser durante dois anos.

      Desde que se faça um sistema informático de jeito e se seleccione bem os países a que se dá entrada “automática”, tudo corre bem.

      Gostar

      • Luís permalink
        16 Dezembro, 2018 18:42

        Veremos. Há muitos europeus que vão viver para Portugal temporiamente sem pedir nada e não sou contra isso pois vêm de países culturalmente idênticos. Os sistemas de vistos e as burocracias inerentes são frequentemente absurdos e o mundo mudou, estão desactualizados. É mais fácil um brasileiro ir para Portugal ganhar o salário mínimo que um blogger canadiano com rendimentos médios de 2000 dólares. Com um sistema de vistos aqueles surfistas que seis meses para a Ericeira ou os reformados que passam metade do ano no Algarve teriam a vida muito complicada. Além disso, os emigrantes portugueses deixariam de poder trabalhar numa série de países, seria quase impossível emigrar para quem não tivesse «conhecimentos» de alguém que metesse uma «cunha» para um contrato de trabalho.

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        16 Dezembro, 2018 19:55

        Imigração é uma questão diferente de turismo.

        Vistos poderiam complicar a vida a imigrantes. Não a turistas.

        Gostar

  6. Velho do Restelo permalink
    16 Dezembro, 2018 16:11

    É só “CIÁTICA” ! O problema é que parece ser contagiosa …

    Liked by 1 person

  7. procópio permalink
    16 Dezembro, 2018 18:17

    O senhor Juncker é um ancião à frente do uma organização que está a dar o berro. A UE.
    As pessoas em quem votamos, ou são agentes de oligarquias dominantes ou não têm simplesmente poder nenhum. Os oligarcas R1 e R2, do lado de cá conhecem as tramóias dos banqueiros, dos políticos e dos juízes. Têm quase tudo na mão.
    Os oligarcas do lado de lá põem e dispõem das vidas das pessoas. Já lá chegaram… qué dos opositores de putin ou do chinês? Desaparecem como por encanto. Encanto que tanto enleva o pc e o be! À boca fechada: “Ah, assim é que era!”.
    Ainda não perderam as esperanças.
    Os R1 e o R2 andam numa disputa letal pela liderança. As disputas são o diabo.
    Os R1 são globalistas obama/bush têm desencadeado muitas guerras, afastado lideres decentes, prostituindo os merdia, esmagando quem trabalha com impostos ferozes, instituindo o politicamente correto, mordaça nojenta abraçada por intelectuais e filósofos barbudos, protetores de animais e géneros diversos
    Surgiu recentemente um movimento controverso que os preocupa. A resposta bruta do fraciú mostra até que ponto teme o alastramento. Outro argumento esfarrapado é acusar a extrema direita, mas os elementos da extrema esquerda é que se têm feito representar juntamente com os “caseurs” encomendados. A demucracia só se dá bem com a extrema esquerda, prontos.
    Não há comparação entre o Juncker e o Trump.
    O Juncker é um “r1” pequeno, está decrépito, vai borda fora. O cherne é do mesmo grupo, ainda assim fez melhor figura, O toninho faz pela vida na ONU, venham mais refugiados por amor do Deus, mas o dinheirinho vai faltar. O celinho apoia-o, mas quando se banha no “rio” poluído, nem nas cuecas o “r” pequenino aparece na etiqueta.
    O Trump é R2, anda num sarilho do qual se procura safar. Há quem diga que consegue.
    Era só que faltava!

    Liked by 2 people

  8. lucklucky permalink
    16 Dezembro, 2018 23:18

    Socialismo combate obesidade:

    video/1

    Gostar

  9. A. R permalink
    16 Dezembro, 2018 23:52

    A UE está entregue a pantomineiros! Este monstro soviético cairá mais cedo que o que se pensa.

    Gostar

  10. Arlindo da Costa permalink
    17 Dezembro, 2018 01:13

    Juncker é um homem da direita mais conservadora da Europa.

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      17 Dezembro, 2018 05:00

      Juncker é a favor da invasão por bárbaros terceiro mundistas, pelo que incluí-lo na direita só pode ser uma arlindice.

      Liked by 2 people

    • 17 Dezembro, 2018 10:41

      Que palermice Arlindo!!! Não confundir Juncker o Social Democrata Cavaquista com os Junckers (senhores rurais “alemães” prussianos).

      Gostar

  11. Prova Indirecta permalink
    17 Dezembro, 2018 08:31

    O junker é um bêbado . Ponto. O Rei vai nu , perdão , bêbado .

    Liked by 2 people

  12. caampus permalink
    17 Dezembro, 2018 11:18

    Não é bebedeira , é ciática…hihi..hihi.

    Liked by 1 person

  13. CASTANHEIRA permalink
    17 Dezembro, 2018 12:22

    Os deputados na assembleia da republica ou melhor dizendo os “walkingdeads ” portugueses apoiam o “walkingdead” Juncker :
    A Europa será a grande patria dos “walkingdeads” . Uma grande “walkingdeadland” onde os vivos terão muita dificuldade.
    Os mortos -vivos avançam lentamente mas implacavelmente : marxismo cultural , politicamente correcto , controle dos media , possivel controlo da internet , controlo da palavra e finalmente controlo do pensamento.

    Liked by 2 people

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: