Saltar para o conteúdo

A mulher de César

17 Fevereiro, 2019

Ao longo da sua vida profissional Nelson de Souza tem alternado entre a posição de decisor sobre quais os montantes e a que entidades atribuir subsídios comunitários e a de dirigente das entidades beneficiárias desses fundos, conforme se poderá verificar pela consulta do curriculum abaixo transcrito.

É o equivalente a um ministro das obras públicas sair do Governo e ir trabalhar directamente para uma das maiores empresas de construção de empreitadas adjudicadas pelo Estado.

Curioso será assistir à forma como o futuro ministro se envolverá no processo da já prometida expansão da FIL para acolher a Websummit, situação que fará a síntese completa de todos os potenciais conflitos de interesses entre as entidades pelas quais passou: Governo-Fundos Comunitários-Câmara Municipal de Lisboa-Associação Industrial Portuguesa.

À mulher de César faltava qualquer coisa.

A Nélson também…

#MDU plano100-02

 

  • (Nov 2015 – Fev 2019) – Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão;
  • (Fev 2014- Nov 2015) – Diretor Municipal de Finanças na CML – Câmara Municipal de Lisboa;
  • (Nov 2013-Fev 2014) – Assessor do Vice Presidente da Câmara Municipal de Lisboa
  • (Fev 2012- Nov 2013) – Diretor Geral na Associação Industrial Portuguesa;
  • (Julho 2007- Fev 2012) – Gestor do programa COMPETE/QREN
  • (2005-2007) – Gestor do PRIME – Programa de Incentivos à Modernização da Economia;
  • (2002-2005) – Membro da Comissão Executiva da Associação Industrial Portuguesa;
  • (2001-2002) – Presidente da Comissão Executiva do Movimento Têxtil e do Vestuário;
  • (2000-2001) – Secretário de Estado das Pequenas e Médias Empresas, do Comércio e dos Serviços do XIV Governo Constitucional;
  • (1996-2000) – Administrador do IAPMEI, com responsabilidades nos programas POE, PEDIP II e IMIT;
  • (1995-1996) – Chefe de Gabinete do Ministro da Economia do XIII Governo Constitucional;
  • (1977 – 1995) – Subdirector-geral na Direcção-Geral da Indústria, onde foi responsável dos primeiros programas de apoio à indústria – “Missões de
    Produtividade” do PEDIP I, PRISMA e RETEX

 

 

Anúncios
5 comentários leave one →
  1. MJRB permalink
    17 Fevereiro, 2019 19:30

    O Coelho,Jorge também é muito jeitoso e parecido: saíu do governo e instalaram-no numa mega-construtora civil com adjudicações feitas pelo Esatado…

    Liked by 2 people

  2. Antonio Maria Lamas permalink
    17 Fevereiro, 2019 21:19

    O Telmo só está a escrever este artigo por causa da cor da pele do novo ministro?
    É melhor precaver-se, não vá ser acusado pelo PM.

    Liked by 3 people

  3. Rocco permalink
    17 Fevereiro, 2019 22:14

    Credo, mais um monhé… E, pelos vistos, sempre viveu à conta do orçamento. A xuxaria em todo o seu esplendor…

    Gostar

  4. JgMenos permalink
    18 Fevereiro, 2019 11:57

    Com esse currículo, e sendo socialista. é melhor verificar a origem do património.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: