Saltar para o conteúdo

Ai a liberdade, a liberdade

20 Novembro, 2019

A liberdade é uma coisa tramada: tanto permite que se louve, em bucólicas odes — que, de tão pastorais, conseguem replicar até o cheiro da bosta —, como permite que se defenda tudo e mais alguma coisa que a limite. Vem isto a propósito da morte de José Mário Branco, visto por uns como “lutador pela liberdade” e por outros como um bandido defensor de ideologias sanguinárias.

Chamava-se arte degenerada — entartete Kunst — a tudo o que não correspondesse à concepção artística dos nacionais-socialistas. Gaugin, Klee, Kandinsky, Picasso, toda a escola Bauhaus, dadaístas, enfim, tudo que não fosse o misticismo do Homem Novo nazi (eles chamavam-lhe outra coisa, mas o cheiro é o mesmo).

Para lá da Cortina de Ferro, o princípio era o mesmo: arte serve para a causa, para “servir o povo” (ó triste ironia) ou seria para eliminar.

Assim, só em liberdade se pode publicar apologias à tirania. Portanto, sempre que se perde um autor, seja comunista, seja liberal, seja conservador ou seja revolucionário, também morre um bocadinho da liberdade. Qualquer outra visão, a começar pelo mantra “este senhor diz coisas de que não gosto”, é uma participação directa no neo-fascismo dos justiceiros sociais. O que este país mais precisa é de artistas. Artistas para todos os gostos, para todas as ideias, para todas as ideologias. Não gosta deste ou daquele? Óptimo: ponha na borda do prato.

E se tudo o mundo é composto de mudança,
Troquemo-lhes as voltas que ainda o dia é uma criança.

Os meus sentimentos à família e amigos do José Mário Branco.

59 comentários leave one →
  1. Renato permalink
    20 Novembro, 2019 09:43

    Felicito-o por este post

    Gostar

  2. 20 Novembro, 2019 09:59

    Pronto, Adolfo Hitler já está na borda do prato!

    Gostar

  3. 20 Novembro, 2019 10:19

    Pois sim…mas é preciso não esquecer o Guernica, para além das demoiselles de Avignon.
    Picasso defendeu o comunismo quando esta ideologia matava tanto ou mais que a que combatia.

    Portanto, para mim é preciso separar o artista estético do militante de causas e activista das mesmas.
    Eu separo e gosto de José Mário Branco como músico e até com certas letras panfletárias que integram a musicalidade da composição. Tal como com José Afonso,uma figura ainda maior, aliás a maior figura da música popular deste género.

    Será isto dizer a mesma coisa que o postal? Não tenho a certeza…

    Liked by 3 people

    • 20 Novembro, 2019 10:46

      Sim. O Picasso foi comuna como todos os surrealistas e o Guernica até é mentira. Era uma pintura que ele estava a fazer em homenagem ao toureiro morto- o Manolete.

      Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 11:36

        Zazie,
        terei entendido mal o seu comentário ? Algo me surgiu como distração sua e sabendo que Guernica foi pintado em 1937, puxei pela memória “taurina” e para ter a certeza consultei a wikipedia: “o toureiro morto homenageado”, o Manolete, faleceu em 1947.
        Además, não creio que o Picasso tivesse outra intenção senão o que aconteceu em Guernica.

        Gostar

      • 20 Novembro, 2019 12:12

        Então MJRB, isso não se faz! A insinuar que a zazie não sabe o que diz ?
        Isso pode dar mais “uma descarga de mau feitio”, e depois todos sofremos …
        Picasso pode ter querido homenagear o Manolete ainda em vida, porque não ? Não era muito habitual nesse tempo, mas Picasso era um génio !
        Agora as coisas já são diferentes, por exemplo Ronaldo está vivinho da silva e já tem montes de obras de arte a homenageá-lo …

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 12:37

        Velho do Restelo,

        presumo que a Zazie tenha lido algo sobre “a homenagem ao toureiro morto” e se tenha enganado no nome.
        Não creio que a “fonte” da Zazie em relação ao objectivo do Picasso esteja certa, porque o Picasso quis homenagear Guernica.

        Liked by 1 person

      • 20 Novembro, 2019 17:12

        não. Não me enganei. O Picasso transformou o quadro posteriormente. Não foi feito para Guernica alguma.

        Quis homenagear depois… percebe?

        Gostar

      • 20 Novembro, 2019 19:01

        A Zazie tem inteira razão. Esse caso do Picasso e da Guernica é conhecido há muito tempo.

        Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      20 Novembro, 2019 12:18

      José, subscrevo !

      Gostar

      • 20 Novembro, 2019 17:33

        Apenas me enganei no nome do toureiro. Foi ao Joselito. Está online a informação mais detalahda: “”Lamento en la muerte del torero Joselito”, evocando a memória do toureiro Joselito (José Gómez Ortega), morto na arena de Talavera de la Reina a 16 de Maio de 1920,”

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 20:04

        Tá a ver, Zazie, fui seu “salvador” ao colocar a hipótese de engano seu no nome do torero…

        No entanto, qual o motivo do Picasso para homenagear el matador 17 anos após a sua morte, em 1937, numa época fratricida em Espanha, sendo o Picasso um tipo então já com poderes vários, mediático, com fortes convicções políticas, ia desperdiçar a oportunidade para se manifestar ? Tinha iniciado a pintura com aquelas dimensões para homenagear um torero só porque morreu muito jovem ? Etc, etc.
        Toda a estrutura e dinamica do Guernica tem um objectivo, pelo que mantenho a minha opinião.

        Gostar

      • 20 Novembro, 2019 21:28

        O Picasso adaptou um quadro para depois transformar em simbologia do bombardemento de Guernica. Apenas isso Aquilo não foi pintado com essa intenção. O Picasso sabia muito bem fazer pela vida e pintar quem sabia que tinha muito dinheiro. Foi um dos primeiros modernos do mercado artístico.

        Gostar

      • 20 Novembro, 2019 21:29

        E quem é que disse que já lá estava tudo. O que lá está e sempre esteve foi a tourada, o touro, o minotauro.

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 21:41

        Sem dúvida, um astuto, sagaz comerciante com marchands oportunos, influentes, fazedores de opinião com críticos, escritores, publicações.
        Mas como se sabe, o Picasso foi abandonando a adesão ao comunismo. Teve uma vida ímpar e deixou uma obra determinante.
        Tres génios: Botticelli, Da Vinci, Picasso. Mas há mais.

        Gostar

      • 21 Novembro, 2019 00:26

        Trocava logo o Botticelli pelo Piero dela Francesca (esse sim, um genial pintor ou um Giotto). E o Picasso podia marchar, colocando no seu lugar (dentro do momento de mudança da modernidade, o Matisse.

        O Da Vinci é óbvio, a par do Michelangelo e não acima dele, enquanto artista e verdadeiro homem do renascimento, o segundo, genial poeta também.

        Gostar

      • MJRB permalink
        21 Novembro, 2019 02:47

        Zazie,

        Óbvio, de acordo, nesse meu “mas há mais”, também o Francesca, o Michelangelo, o Giotto, o Caravaggio, o Matisse.

        Gostar

      • 21 Novembro, 2019 09:30

        Se calhar por influências de leituras do Roberto Calasso, já ando muito mais pelo Tiepolo que pelo Caravaggio… Agora Goya e Velazquez
        , sim. Génios.

        Gostar

      • 21 Novembro, 2019 09:45

        Entre os geniais estão o Massacio, o Fra Angelico, o Rembrandt e sempre, na escultura, muito antes de um Bernini ou de Canova e mesmo de um Michaelangelo, o Giovanni Pisano.

        Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        21 Novembro, 2019 11:23

        Cá me parecia, a zazie em arte e história costuma saber o que diz … e um lapso qualquer um tem … 🙂
        Não fora o mau feitio, até a convidava para uma bjeca !

        Gostar

  4. 20 Novembro, 2019 10:34

    Pois é verdade. Proporção directa entre talento artístico e degenerescência ideológica. Não é o primeiro.

    Tal como a invenção da “arte degenerada” não foi feita pelo Hitler, Foi copiada de quem muito antes também queria criar o “Homem Novo nitzscheano” para o projecto sionista:

    Max Nordau

    O Fernando Pessoa ainda foi na conversa mas depois apercebeu-se da coisa e cortou com ela.

    Engraçado é que o Nordau é que conseguiu divulgar a arte moderna, por tanto a criticar. Depois os nazis fizeram o mesmo, em remake de espelho ideológico, e igualmente organizaram aquelas exposições onde até o Dadaísmo era mostrado, para as pessoas aprenderem que aquilo é que não se deve fazer nem ver.

    Tudo à “Diácono Remédios”. Estes agora são outra coisa- são os que nunca provaram o veneno do comunismo e continuam a adocicá-lo

    Os artistas adoram comunistas.

    Liked by 1 person

  5. 20 Novembro, 2019 10:44

    O Nordau e a ideologia contra a estética decadentista, está online: Clear Heads, Solid Stomach, and Hard Muscles”: Max Nordau and the Aesthetics of Jewish Regeneration”

    É muito curioso e pertinente ler-se porque faz parte daqueles tabus que são paralelos aos do comunismo.

    Liked by 1 person

  6. 20 Novembro, 2019 10:49

    Acerca do judaísmo musculado há mais textos com fontes: aqui

    O do Nordau é delicioso, particularmente nas citações de um Nietzsche “nazificado” avant la Lètre” e nas ilustrações arte nova que difundiram a mesma ideia do super-homem-sionista”.

    Gostar

  7. MJRB permalink
    20 Novembro, 2019 11:10

    Post lúcido.
    RIP José Mário Branco. Criador de algumas das melhores músicas e letras para cantautores. Deixou a marca JMB.

    Não gostam, não querem nem tentam compreender, isso, “ponham na borda do prato” e não chateiem.
    “É proibido proibir !”
    (Não sou nazi e tenho pela obra da Leni Riefenstahl muita admiração. Jamais a proibiria ou deixaria de ver).

    Liked by 1 person

  8. Expatriado permalink
    20 Novembro, 2019 11:30

    O que é isso de “música de intervenção”?

    Gostar

  9. 20 Novembro, 2019 11:55

    E onde entra a Igreja católica nesta discussão da arte e da sua “degeneração” ? Também entra dentro da tola “horseshoe theory” ? É por isso que eu acho que muitos de vocês que se afirmam de católicos o fazem apenas por conveniência politica pontual.

    Liked by 1 person

    • Velho do Restelo permalink
      20 Novembro, 2019 12:16

      Uau, essa vai causar estragos ! E eu que pensava ser o único “blasfemo” capaz de blasfemar contra o “catolicismo” destas criaturas 🙂

      Liked by 1 person

      • 20 Novembro, 2019 15:52

        Há sempre um preço a pagar. Esta já é a 5º conta depois das outras 4 bloqueadas em nome do “combate à bovinidade”. Eles têm uma maneira digamos assim curiosa de agir, em relação a “quando não gostam porem do lado do prato”.

        Liked by 1 person

    • MJRB permalink
      20 Novembro, 2019 12:18

      Ainda há embora em desuso e residual a expressão “o gajo não é nada católico”, ou seja, não é bom, não é confiável, é amalucado, etc.
      A Igreja Católica também não foi em tempos, “nada católica” em relação a certas artes e políticos.

      Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        20 Novembro, 2019 12:57

        MJRB, há pouco, mais a cima, era ironia … 🙂
        Pois, eu também fui educado como “católico”, mas a certa altura apercebi-me que não conhecia nenhum “católico” !
        Pelo contrário, eram todos mais do tipo “mercador do templo”, por isso saltei fora e ainda não me arrependi.

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 13:47

        Velho,

        Também fui baptizado e etc., até aos 9, 10 anos beato ferrenho, mas uma vez ao ajoelhar-me na igreja espetei um prego no joelho. Passados talvez quatro meses, a catequista fez hóstias à nossa frente. Comecei a desconfiar da bondade e protecção divina e, do sagrado, das hóstias sagradas. Cortei “relações” talvez com 11, 12 anos.
        Mas respeito quem acredita em Deus e sinto-me muito bem dentro de templos, e se históricos e belos…
        Aconselho-o a visitar o Vaticano, a Basílica, absolutamente fantástico !, e numa missa de Natal, para jamais esquecer ! Outro momento marcante, assistir a peregrinação a Meca ! Falta-me assistir a uma missa especial numa grande igreja Ortodoxa.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        20 Novembro, 2019 16:01

        @MJRB

        Qual é a sua mensagem?
        Que nada percebeu até hoje da vida.
        Que nível intelectual tão baixo.

        Você é contra a justiça, então.
        Contra a fidelidade.
        Dar a palavra para a depois a quebrar, gosta?

        Você é contra o respeito?
        Você adora então o culto da morte?

        Você é contra a excelência, contra o bom aluno.

        Você atirou o sentido da vida para o lixo.

        Você adora a mentira.

        Cruel é, ter uma coisa, não reconhecer o valor dela, e deitar a mesma fora. É querer ser injusto.

        É nada perceber da ciência (exacta ou não exacta).

        Qual o condutor, que deixa de conduzir, só porque o vizinho causa um acidente, ou infringe contra uma regra?

        Mentir é bom?

        A sua argumentação não faz sentido nenhum.

        É a bancarrota total.

        Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        20 Novembro, 2019 17:05

        MJRB, eu aguentei um pouco mais ! Ainda fiz o crisma, mas por volta dos 18 / 19 anos já só ia ao santo sacrifício da saída ma missa! Não havia TM, facebook nem email. Era a única forma de encontrar os compinchas.
        Pois lhe digo, um dos factores determinantes para o afastamento, foi precisamente essa incongruência dos apóstolos da pobreza sentados em cadeiras de ouro !
        Há obras de arte em Florença que gostaria de ver ao vivo, mas Vaticano … nunca ! Já vi em filme e basta.

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 20:57

        Velho,

        BasÍlIca de São Pedro: visitá-la com pouca gente, vulgo vazia, e assistir a uma missa de Natal, jamais esquecerei. Carago, nela, eu nem me importaria de fazer trabalho gratuito como guia para turistas.

        Gostar

      • Expatriado permalink
        20 Novembro, 2019 21:18

        MJRB.Lá atrás menciona Meça como local a visitar. Já lá foi?

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 22:25

        Expatriado,

        Sim, e recomendo ! FA-BU-LO-SA, a peregrinação.
        Presenciado duma privilegiada área para turistas, é um espectáculo total !
        E hei-de voltar.

        Gostar

      • MJRB permalink
        20 Novembro, 2019 22:33

        Expatriado,

        Outra obsessão minha que hei-de presenciar: os monumentais desfiles na Coreia do Norte ! Lá terei de “respeitar” e curvar qb a cabeça frente aos “estimados” líderes em bronze…
        Desfiles em Moscovo e em Pequim, “já cá cantam”.

        Gostar

      • Duarte de Aviz permalink
        21 Novembro, 2019 04:27

        Mostre lá uma fotografia de um dos seus acompanhantes em MECA ou outra prova de que lá foi. Um amigo meu viveu, recentemente, 5 anos na Arábia Saudita e nunca consegui ir a MECA. A Grande Mesquita está fora do alcance de não muçulmanos. E os vistos de Turismo para a Arábia Saudita simplesmente não existem…

        Gostar

      • Expatriado permalink
        21 Novembro, 2019 11:27

        @ Duarte de Aviz. Essa é a pergunta que se impõe. A entrada em Meca está ABSOLUTAMENTE proibida a “não crentes”, seja em que altura for e, daí, não acreditar que MJRB lá tenha estado a não ser que… seja da “tribo”.
        Quanto ao resto dos desejos dele, isso é lá com ele. O que não pode é “atirar areia para os olhos” de quem andou tantos anos “por aí”, como disse o outro.

        O meu nick, Expatriado, não acontece por acaso…

        Gostar

      • Velho do Restelo permalink
        21 Novembro, 2019 11:29

        Caramba Duarte, eu até já tinha catalogado o MJRB como infiltrado do ISIS, e agora vc vem demonstrar que ele é só um brincalhão … 🙂

        Gostar

      • MJRB permalink
        21 Novembro, 2019 11:35

        Duarte de Aviz,

        C’um carago, confundi Meco com Meca e Meca com Meco.

        Gostar

      • MJRB permalink
        21 Novembro, 2019 11:47

        Para assistir –assistir, diferente de participar– à peregrinação a Meca não é preciso aproximarmos do local sagrado nem integrarmo-nos nas multidões de muçulmanos.

        Gostar

      • Expatriado permalink
        21 Novembro, 2019 12:32

        Da Wikipedia:

        “Saudi Arabia
        In the City of Mecca, only Muslims are allowed. Non-Muslims may not enter or travel through Mecca; attempting to enter Mecca as a non-Muslim can result in penalties such as a fine; being in Mecca as a non-Muslim can result in deportation. In the City of Medina, both Muslims and Non-Muslims are allowed in.”

        e

        “Religious tourism
        Mecca receives over three million pilgrims a year during the month of Dhu al-Hijjah in Hajj, and around two million during the month of Ramadan to perform Umrah. … The Hajj, or pilgrimage to the city, is one of the five pillars of Islam. However, non-Muslims are not allowed to enter.”

        Gostar

      • Duarte de Aviz permalink
        22 Novembro, 2019 01:36

        Para receber um visto para o Hajj tem que esperar anos. Muitos muçulmanos não Sauditas morrem sem nunca o receber, e custa uma nota preta…

        Gostar

  10. 20 Novembro, 2019 14:05

    Do melhor que já escreveu. Parabéns! Pode incluir este texto no próximo livro.

    Gostar

  11. Jornaleca permalink
    20 Novembro, 2019 15:39

    a. Picasso não é, não foi génio nenhum. Que disparate. Picasso foi uma grande puta. Provado.

    b. A maior parte dos artistas apoiam o fascismo. Quantos não apoiaram os cabrões e assassinos da esquerda fascista na Guerra Civil de Espanha?

    c. A maior parte dos artistas usa a tal liberdade, para foder com o gado, e com todos que queiram. Que grande hipócrisia, aqui.

    A única liberdade que eles querem, é a sexual, foder como o gado. Ser como o gado. A infidelidade sem castigo, é o sonho deles.

    Mas a infidelidade causa muitos danos a outros. Só um inbecil é que é e QUER SER infiel. Enganar o próximo é o ideal.

    Eu vivi com muitos artistas. Eu conheço-os muito, muito bem. Muitos são racistas, invejosos, cheio de erros, com um pouco de luz.

    E eu estudei a arte, todas as artes. Quem é que me quer ensinar e o quê?

    d. Há aqui um burro velho, que já nada aprende, que nada sabe da vida, nem da materia, e que, não é capaz de perdoar um erro, que uma mulher linda talvez fez. Que malvado, que crueldade. Nada de humano, pior que uma máquina. Cheio de ódio, sem respeito nenhum.

    e.
    O maior artista é aquele que fez o homem e a mulher. Esse é respeita a liberdade de todos.

    Os outros são todos hipócritas e falam com língua dupla.

    Verdadeira liberdade é saber perdoar. O resto é conversa para zeros.

    A gota no oceano

    Gostar

    • MJRB permalink
      20 Novembro, 2019 16:18

      Jornaleca,

      em relação ao que eu penso e escrevo, tenha calma, nada de excitações e muito menos acusações “para dar nas vistas”.

      Gostar

      • Jornaleca permalink
        20 Novembro, 2019 16:32

        @MJRB
        Você não percebeu, eu explico-lhe outra vez.

        Leia novamente. Porque, o clube que quis deixar, quando ainda não (!) sabia pensar, e (!) deixou-se enganar por outros, defende os valores, que você atirou para o lixo.

        A igreja cristã defende os melhores valores. Não é nenhuma religião e muito melhor que os religiosos da ateísmo.

        A ciência confirma tosos os valores cristãos.

        Agora, é preciso saber, que o Marxismo nada tem de ver com qualquer ciência, e o ateísmo também!! São dois sistemas enganadores. Lógico.

        Gostar

      • Jornaleca permalink
        20 Novembro, 2019 17:00

        Caro @MJRB

        Das duas uma.
        Quem deixa o clube dos cristãos deixa de ser justo. Lógico.

        Ou explique-me então a sua nova definição de justiça.

        Segundo a ideologia cristã, os valores cristãos, todos serão castigados, conforme os seus actos. Única exepção os verdadeiros cristãos. Esses não vão comparecer perante o tribunal.

        O resto, nenhum (!) escapa à justiça. Impossível.

        Repare, que agora, neste momento, é sem relevância, se a fé cristã é verdadeira ou não. Basta olhar para como é definida.

        Quem procurar o bom, de todo o coração, só tem uma única escolha.

        Se você deixou o melhor clube do mundo, só pode escolher coisa pior.

        No seu universo novo, agora já não existe justiça, que mereça esse nome. Lógico, não é?

        Ou como vai castigar os crimes do Mário Soares, esse porco? Ou do cabrão do Cunhal? Ou quem mata bebés com grande prazer e maldade?

        A sua nova justiça é só conversa barata.

        Você até nem gosta de um político, que fez tudo o que prometeu, veja lá!! Não gosta!
        Criou milhares de novos postos de emprego, bem pagos, e muitas outras coisas. E você não o prefere.

        Que sentido tem as suas palavras então?
        Para que servem?

        Gostar

  12. Jornaleca permalink
    20 Novembro, 2019 15:47

    José Mário Branco faleceu. E depois?

    a. Então, ele tinha alma?
    b. Que sucede com a alma de qualquer pessoa?

    Cada dia morrem à volta de duzentas mil (200.000) pessoas.

    O homem moderno está cada vez mais burro e sem sentido de vida.

    c.
    Na China, incendiaram esta manhã a sede de um journal, ou onde se produzia o jornal, que critica e diz a verdade sobre os cabrões no governo chinês. Os criminosos (fascistas da esquerda comunista) vestiram-se como manifestantes (adversários do regime comunista) e levavam gasolina para facilitar o incêndio.

    Dizem, que os comunistas atacaram outros verdadeiros manifestantes com camiões, para os atropelar.

    Onde estão as vozes da esquerda, que adora a liberade das putas, que amam a traição e fodem com o gado e demais?

    Eu tenho nojo desta liberdade falsa.

    Onde estão os tais artistas a protestar contra o comunismo?

    d.
    José Mário Branco faleceu. E depois?

    Todos que morreram no mesmo dia, valem o mesmo, como o José. Todos!!

    Gostar

  13. Jornaleca permalink
    20 Novembro, 2019 16:18

    Caro autor,
    você esqueceu-se de definir o termo liberdade.

    Depois, a tal “Cortina de Ferro”,
    A Alemanha actual é outra vez governada por aqueles, que construiram a cortina de ferro, o muro de Berlim e todos os outros muros.

    Não sabe? Sabe mais do que eu? Não vivemos no mesmo mundo? Na mesma realidade?

    Faça a prova dos nove e verifique, por favor.

    É a maldade que não quere a liberdade, mas sobre essa nem um pio.

    No ano de 1989 e assim não castigaram os maus e eles agora controlam 87 por cento do país.

    A tal esquerda alemã brinca com o adversário como quer. O estado a financiar activamente a esquerda fascista, com o dinheiro de todos. Obama fez igual

    Nos próximos dias era para ter lugar uma conferência internacional em Munique sobre o clima e as mentiras da esquerda fascista, sobre o mentiroso do Guterres, sobre o mentiroso Vitorino e os burros dos Zorrinhos & Lda.

    Os fascistas da esquerda não querem e ameaçaram a direcção do hotel e esses cabrões, esses burros, esses cobardes, reagiram e cancelaram o contrato com os BONS!!

    Os maus ganharam.

    E não sabe, que as instituições alemães já não funcionam? Os tribunais estão nas mãos da esquerda fascista. Eles fazem como querem.

    E muito muito mais.

    Quem é que aqui etá consciente do prejuízo enorme que esta esquerda fascista já causou a esta Europa, a esta UE?

    Quem é que conhece o novo truque dos cabrões “comunistas” em Bruxelas? Baixaram os níveis de dióxido de carbono para níveis tão baixo, tão baixos, no breve futuro, que qualquer empresa de automóvel, que os desrespeitar, terá que pagar multas, muito mais altas, do que os lucros, que terão, que tinham num bom ano. Quem sabe?

    O que é que isto implica para nós todos?

    Comprar um carro é como comprar um chocolate?
    Todos os carros vão perder o valor que tem.
    As pessoas vão ficar sem nada. Praticamente nada.

    E tudo, porque a esquerda, ateus perfeitos, adoram e vão ao cu do ambiente. Ateus a rezar ao e proteger o ambiente.

    A nossa liberdade não é protegida por nenhum artista de relevo. Eles apoiam esta porcaria toda, na sua GRANDE TENDÊNCIA!!

    Não sabe?

    Esses artistas que se fodam!!

    Gostar

  14. Jornaleca permalink
    20 Novembro, 2019 16:27

    E para aqueles ingénuos, que alteiam a voz e ficam muito nervoso e agitados, por causa das putas das bruxas.

    Olhem aqui, uns exemplos empíricos, da realidade brutal, de algumas bruxas. E todas as bruxas defendem o mesmo pensamento, para os ingénuos não esquecerem.

    Citação (do oceano da Internet):

    Singer and climate crisis believer Lana Del Ray described herself in 2017 as a “witch” and said she hexed President Donald Trump. She bade her Twitter followers do the same, directing them to “bind” the president on dates that “corresponded to monthly waning crescent moons.”

    New England Patriots quarterback Tom Brady trumpeted his connections to neo-paganism after winning his sixth Super Bowl title in February. He told reporters that his wife, supermodel and climate crisis apologist Gisele Bundchen, “always makes a little altar” for him before the big game and provides him with “healing stones and protection stones.”

    Bundchen allegedly predicted that the Patriots would overcome the Los Angeles Rams in Super Bowl 53 and said to Brady later that night, “You’re lucky you married a witch.”

    Fim da citação!!

    A tradução do termo inglês witch é bruxa!!

    Só idiotas é que defendem a liberdade desta malta malvada, que diz que há demasiado pessoal nesta terra e que odeia o ser humano, mas adoram a si próprios.

    Quer dizer, nós aprendemos, que estes artistas são bruxas. E nada de inteligência. Nadinha. E as bruxas andam a roubar-me a minha liberdade.

    E esta?

    A bruxa de hoje é igual a aquela de ontem. A apoiar a aqueles que me querem roubar a liberdade de pensar e viver. Essa é que faltava. Isto é perverso.

    Artistas desses, que se fodam e me deixem em paz, porque eu não vou ficar quieto e permitir a esse esterco humano, escravizar-me. Nunca na vida.

    Mostre-me um único artista português actual que seja corajoso?

    Gostar

  15. 20 Novembro, 2019 17:25

    Acerca do sionismo e da arte degenerada, propagada pelo Nordau, fica aqui a informação e as fontes.

    < href=https://mega.nz/#!olRXyCaJ!u0FrfOuoSXbK-vixHoj812b5NtTiRWtyy165rT87lWk rel nofollow>Max Nordaus-“Entartung”- Arte degenerada 1892-

    45 anos depois É que aparece a Entartete Kunst em Munique (1937)

    Gostar

  16. 20 Novembro, 2019 17:46

    Tem lá passagens muito engraçadas. É só abrir o link que não morde: “Theodor Herzl’s infamous article, “Mauschel”(1898), in which he castigates the hapless, Yiddish-speaking Eastern Jew as “something unspeakablylow and repugnant” (etwas unsagbar Niedriges und Widerwärtiges) and even advocates the symbolicshooting of an arrow through the chest of the Eastern Jew as a Zionist gesture of national rejuvena-tion. The article is reprinted in Gesammelte Zionistische Werke, vol. 1 (Tel Aviv, 1934), 209–15; here, 210.33. Max Nordau, “Die Aufgaben des Zionismus” (1898); reprinted in Zionistische Schriften, 321–2; hereafter abbreviated as “AZ.

    Gostar

  17. 20 Novembro, 2019 17:50

    “The “degenerates” are no better than vermin and must be expelled or clubbed to death in order for Nordau and the ranks of the true moderns to secure the values of civil society according to the violent mechanisms of social evolution. Indeed, as other critics have pointed out, it is here that Nordau’s own ideas for social exclusion evidence a decidedly uncomfortable resemblance to national-völkischideologies and their own obsession with ridding society of its so-called “anti-socialvermin.” Although one can definitely argue that certain elements of National Socialistideology were first conceptualized around the fin de siècle—one might cite Julius10.2presner4/22/03, 11:29 AM279
    Langbehn as an originator of völkisch nationalism, or Nordau’s diatribe against “de-generate art” as complicit with the eugenics of social Darwinism—I am not inter-ested in attempting to trace the reception history of Nordau’s ideas past his turn to Zionism in 1895 and his own formulation of the muscle Jew a few years later. In what follows, then, I want to show how Nordau invented an aesthetic discourse of regeneracy through the muscle Jew, who, like the “normal man,” rises to the challenges of modernity and does not degenerate but rather re-embodies his race by becoming a “true modern.”

    Gostar

  18. Carlos Guerreiro permalink
    20 Novembro, 2019 17:52

    Já estava à borda do prato à muito tempo. Nem sabia que ainda produzia dióxido de carbono (deu agora um contributo para o combate às alterações climáticas, deve ter uma medalha do Marselfies).
    Apenas acho que o nome artístico de José Mário Vermelho seria mais adequado.

    Gostar

  19. Jornaleca permalink
    21 Novembro, 2019 00:34

    Uma coisa é saber pintar muito, muito bem. Isso não está em discussão. Existem muito bons pintores (e artistas).

    Agora, génio é outra categoria. Aqui há muita confusão.

    Brincar com as palavras é relativo.

    Gostar

  20. Duarte de Aviz permalink
    21 Novembro, 2019 04:42

    Não podia concordar mais com o VC. A obra de JMB ficará para a eterniade e vai ser muito útil a quem, daqui a muitos anos, estudar a tribo que habitou a ponta SW da Europa.
    Imagino a teses que não serão escritas sobre o virus que teria atacado a gentes que por lá viveram em 1975…


    (Festival RTP da Canção 1975)

    Obrigado JMB! A tua arte é uma laterna que ilumina.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: