Saltar para o conteúdo

Luísa Salgueiro e Matosinhos “ComPrimos”

10 Janeiro, 2020

Quando surgiu a polémica sobre a “instalação” que a Câmara Municipal de Matosinhos mandou colocar na marginal marítima de Leça da Palmeira, comentei aqui que não considero politicamente aceitável Luísa Salgueiro justificar o gasto de mais de 600.000 euros com a compra de duas obras para usufruto das “classes média e baixa”.

Este post que agora escrevo não se vai focar neste tema, mas em algo bem mais vasto e que do meu ponto de vista importa escrutinar. Não tenho qualquer suspeição quanto ao respeito dos regulamentos e do cumprimento da lei por parte das pessoas e entidades que vou referir, mas do ponto de vista estritamente político são situações que me deixam desconfortável e credor de explicações democráticas por parte dos responsáveis públicos.

Mas vamos por partes…

 

Ainda sobre as vigas de ferro provisoriamente instaladas à beira-mar

Apesar de muito já se ter escrito e noticiado sobre a “escultura” de Pedro Cabrita Reis, faltou dizer que a “obra” não custou 307.500€, pois a esse valor deve ser somado o gasto com a sua colocação, ou seja 49.750€. (cf este contrato). O curioso é que empresa que fez esta montagem é do mesmo proprietário da empresa a quem a C.M. Matosinhos já havia comprado uma obra de José Pedro Croft também por 310.000€ + IVA. (fonte).

Adicionalmente, penso que haveria relevância pública em que a C. M. Matosinhos esclarecesse se o facto de alguns dos sócios da empresa “Armazem 10 Lda” (à qual foi adjudicada a compra do trabalho de Pedro Cabrita Reis) serem também sócios do escritório de advogados contratado pela autarquia em 02/09/2019 por 35.000€ para prestar serviços de assessoria jurídica é uma evidência da limitada rede de contactos da autarquia em prejuízo de uma escolha mais informada recorrendo a uma base mais alargada de prestadores de serviços que seria certamente valorizada pelos munícipes.

A edil de Matosinhos justificou o gasto de mais de 600.000€ nestas duas obras (Cabrita + Croft) como sendo fundamental para assegurar o acesso à Cultura por parte “das classes média e baixa” (sic). Eu teria também interesse em saber se a Presidente da Câmara entende que isso se compagina com o facto de, a preços de contrato da própria Câmara Municipal de Matosinhos (fonte), o dinheiro dos contribuintes gasto nas vigas de ferro pintadas de branco e espetadas no calçadão de Leça ser equivalente ao do montante necessário para fornecer 170.330 refeições escolares no mesmo Concelho.

 

Alguns antecedentes

Os casos polémicos envolvendo a Presidente da Câmara têm-se sucedido e lembro-me pex deste ou este.

As contratações públicas da Câmara de Matosinhos têm aspectos suis generis como em 23/Dez/2019 contratar a empresa do arquitecto Souto Moura por 75.000€ para “dar assessoria ao próprio arqº Souto Moura” no âmbito do Museu Cais da Língua e das Migrações. Por sua vez, este arquitecto já tinha sido contratado em Ago/2016 por 413.000€ para conceber o projecto do “Museu Cais da Língua e das Migrações”. Lembro que em Julho/2016 também a ex-ministra socialista da Cultura no tempo de José Sócrates (Isabel Pires de Lima) foi contratada por ajuste directo por 137.500€ para concepção deste núcleo museológico.

 

O Primo de Luísa

A prevalência de casos percepcionados na opinião pública como de incompatibilidades e conflitos de interesses vários envolvendo familiares de políticos tem sido endémica no Partido Socialista. Bastará recordar os casos recentes das golas anti-fumo da Protecção Civil, do ministro Siza Vieira ou de Pedro Nuno Santos que até levou a que António Costa pedisse esclarecimentos ao Tribunal Constitucional e que poderia, no limite, levar à queda do Governo.

Pois situações semelhantes envolvem a C. M de Matosinhos e assim é porque Jorge Augusto Pinto Salgueiro é primo da Presidente da Câmara, Luísa Salgueiro e sócio e/ou gerente de inúmeras empresas, algumas das quais com negócios directos adjudicados pela edilidade ou empresas municipais presididas por Luísa Salgueiro. (ver abaixo um resumo de informações contratuais retiradas do base.gov.pt).

ContratosMatosinhos-JorgeSalgueiro

E digo que são primos, não apenas pela coincidência do apelido, mas porque os próprios fazem referência pública a essa relação familiar:

Primo_JorgeSalgueiro-OK

 

Outras relações familiares

Também é sabido que Marta Pontes, filha de Laranja Pontes (IPO-Porto) envolvido no caso da rede de corrupção socialista no Norte, é chefe de gabinete de Luísa Salgueiro, casada com Tiago Maia, ex-vereador da Câmara de Matosinhos e atual administrador executivo da Matosinhos-Habit, empresa municipal). Tiago Maia, aliás, assinou contratos de adjudicação às empresas do primo da Presidente da Câmara, Jorge Salgueiro (cf acima referido).

Por seu lado, Tiago Manuel Freitas Teixeira da Costa Maia, esteve também envolvido num outro caso de concurso apartentemente irregular e após ter falhado a eleição autárquica foi nomeado presidente da Matosinhos-Habit.

A coincidência de apelidos de Olga Costa Maia com Tiago Costa Maia não permite pressupor uma relação familiar entre ambos, mas vale a pena no entanto perguntar aos responsáveis autárquicos o que terá justificado o processo de decisão para as seguintes adjudicações directas pela C. M. Matosinhos a esta ex-administradora da empresa municipal Matosinhos Habit:

OlgaMaia-contratos

Sabe-se também que uma IPSS de Matosinhos (Associação Mais) tem como Presidente do Conselho Fiscal Olga Costa Maia, o Presidente da Direcção é o deputado municipal eleito pelo Partido Socialista, Francisco da Silva Araújo (ver aqui) e o Presidente da Mesa da Assembleia Geral o também Presidente da Junta de Freguesia de Leça da Palmeira, pelo PS (aqui).

Para completar o ramalhete de relações familiares em torno da Câmara de Matosinhos, acresce que a cunhada (irmã do marido) de Luísa Salgueiro, Isabel Esteves, é por sua vez Directora de Qualidade da Empresa Municipal Matosinhos Sport.

 

Conclusão

Nenhuma das pessoas ou entidades referidas acima é suspeita de ter cometido qualquer ilegalidade ou irregularidade no âmbito dos casos que aqui apresento nem se deve interpretar este texto como lançando tal suspeição. Todavia o exercício de funções públicas exige especial dever de transparência e deve merecer atenção redobrada no escrutínio das decisões tomadas institucionalmente, neste caso a Câmara Municipal de Matosinhos e a sua Presidente.

Não levanto neste post nenhuma dúvida sobre a legalidade de tudo isto, nem sobre a correcção de processos atendendo às normas de contratação pública em vigor. O que coloco é à consideração dos leitores formarem o seu juízo no plano político e ético acerca do que aqui se relata. A Câmara de Matosinhos terá com certeza todos os meios públicos necessários para eventualmente corrigir alguma informação veiculada, esclarecer (como é seu dever) os munícipes e o público em geral e justificar politicamente (como lhes compete) as suas opções e prioridades nas escolhas que fizeram.

LuisaSalgueiro-11

18 comentários leave one →
  1. 10 Janeiro, 2020 19:44

    Ainda me lembro dos tempos do Narciso Miranda, era escandaloso, mas provas? Nada. Lembro-me de um vereador que vivia numa casa sem dono sem água e sem luz, oficialmente, porque tinha tudo. O filho do vereador comprou casa em cooperativa top de gama por 6 mil contos, um T3 para quem vive sozinho é obra. O Pai arranjou namorada e ficu com uma moradia da cooperativa por tuta e meia. Soube de tudo, e provas?

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      10 Janeiro, 2020 20:00

      Provas, como?

      É você pôr perguntas inteligentes e incómodas, e o Narciso neste caso, ser obrigado a responder, com provas, pedir provas a esses senhores, donde veio o dinheiro, e darem a você a protecção necessária, para nenhum desses gatunos, no caso dos casos, lhe enviarem um cigano de noite, que lhe enfie uma faca nas costas, por exemplo ou pense em ameaçar a sua família, etc..

      Eu acho, aqui é mais a vontade política que não existe. Eles não querem e não o permitem.

      Como disse um socialista no passado? O país pertence só a eles.

      O dinheiro tem que vir de algum lado. Ele não nasce nas árvores.

      O Narciso Miranda devia ser obrigado, a depor. Ele e todos, independentemente do partido.

      Gostar

    • 12 Janeiro, 2020 19:34

      É fazer queixa na judiciária e por a boca no trombone em vários jornalistas de investigação ao mesmo tempo, porque esses quando sabem que os outros jornalistas esquerdalhos vão fazer concorrência esquecem-se das suas fidelidades esquerdalhas (vide Litio na RTP). Ora quando os jornalistas de investigação metem o dente em algo a PJ desacta, sabe-se lá porquê, a investigar a sério …. é o país esquerdalho que temos e enquanto não o mudamos há que aproveitar o que se pode fazer.

      Gostar

  2. Jornaleca permalink
    10 Janeiro, 2020 20:11

    Eu agradeço ao autor, por essas informações, que eu não consigo verificar, e estou totalmente entregue ao mesmo autor.

    Eu não tenho a mínima confiança no nosso sistema actual.

    E eu sei, que existem muitos, que pensam, que são mais espertos que outros. Quem chega a esses sítios, frequenta com essa gente, aprende os truques, para enriquecer.

    Informações privilegiadas, construção de uma estrutura legal ou semi-legal, juizes incompetentes em matéria económica e fiannceira, e muito mais.

    E depois a falta de carácter, desse pessoal da esquerda.

    Existe tanto material sobre essa matéria. E não é só em Portugal.

    Existem países, que construem pontes, para os ratos atravessar a estrada!! E essas pontes custam milhões de Euros. Não, não estou a brincar, não. É triste.

    Temos que mudar as leis, para responsabilizar os políticos. Esses que encontrem depois uma seguradora, que os proteja. Assim não pode continuar. Porque essa gente, tem a tendência de aumentar os impostos, e aumentar. Mas não é por necessidade, mas sim, por péssima governação.

    Gostar

  3. António Vaz Tomé permalink
    10 Janeiro, 2020 22:32

    Parece-me que os ajustes directos à Sra. Olga Costa Maia configuram crime. Não poderão ultrapassar os 75000€. A utilização de uma firma em nome individual, não é mais do que um truque básico para ultrapassar o problema. Ou seja, já há jurisprudencia relativa a firmas detidas pelos mesmos sócios. Que faz o Ministério Público????

    Liked by 1 person

  4. JgMenos permalink
    11 Janeiro, 2020 01:11

    A MATILHA!

    Liked by 2 people

  5. JCA permalink
    11 Janeiro, 2020 07:46

    .
    Os sinais:
    .
    Federal Reserve Admits It Pumped More than $6 Trillion to Wall Street in Recent Six Week Period
    https://www.sgtreport.com/2020/01/federal-reserve-admits-it-pumped-more-than-6-trillion-to-wall-street-in-recent-six-week-period/
    .

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      11 Janeiro, 2020 11:56

      Agora ponha esses números em relação aos negócios feitos no mesmo período.

      A economia norte-americana está em muito melhor estado, muito mais forte, agora, com Trump. E de que maneira. Os únicos que mentem e o ocultam, são os cabrões do costume da esquerda fascista nos EUA e em Europa.

      Já ouviu o que o banco mundial disse? A China é agora o maior credor do mundo. E o mesmo banco mundial diz-se muito preocupado, com a subida das dívidas nos países menos desenvolvidos. As dívidas explodiram.

      E a China não é o que muitos pensam. Os chineses (comunistas) mentem muito ao mundo.

      Credor quere dizer, os gajos não vão ver um tostão, esses comunistas e fascistas chineses, no caso dos casos, que tantos temem.

      Gostar

  6. A. R permalink
    11 Janeiro, 2020 09:20

    Humm … mais vale voltar às obras de um quarto de banho

    Liked by 1 person

  7. A. R permalink
    11 Janeiro, 2020 09:23

    O socialismo sempre foi assim: desde Cuba, Venezuela, Espanha, Portugal, Argentina, Equador, Bolivia, França, EUA, França, todos os países de Leste, todos os países de África. Arte de roubar usando os pobres como desculpa e a ideologia como meio.Basta procurar os mais ricos e verificar o parentes: é como o algodão.

    Liked by 2 people

  8. A. R permalink
    11 Janeiro, 2020 09:35

    Quando os socialistas enquistam no poder então é a barbárie: na Andaluzia eram jantares, casas de putas, drogas, carros, luxos incomensuráveis e até um compartimento secreto para hidromassagem foi descoberto. Roubaram centenas de milhões numa das províncias mais pobres de Espanha..

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      11 Janeiro, 2020 12:02

      Dizem, que a mudança política na tal Andaluzia, já está a dar frutos.

      O facto, desses vigaristas socialistas, já não controlarem o poder na Andaluzia, já está a enriquecer o pessoal, verdadeiramente.

      Criam-se postos de trabalho, que criam mais riqueza!

      Eu exijo a cadeira eléctrica para toda a esquerda podre e um ministério digno desse nome, que consiga apanhar o maior esterco.

      Liked by 1 person

  9. Jorge MRA permalink
    11 Janeiro, 2020 21:16

    Este sistema de corrupção “legal” nas autarquias é endémico por todo o país. Há miriades de empresas formadas por amigos e familiares que só servem para negociatas com os autarcas, incluindo vereadores. Mas como o tuga continua manso e burro, é continuar na vilanagem. Por isso esta gente tem medo profundo de alguém anti-sistema, que faça desmoronar esta situação.

    Liked by 1 person

  10. Myrddin Emrys permalink
    11 Janeiro, 2020 22:09

    Posso acrescentar que foram primos da Luísa Salgueiro quem assassinou o rapaz em Bragança #Ciganices

    Liked by 2 people

Trackbacks

  1. Senhora de Matosinhos | BLASFÉMIAS

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: