Saltar para o conteúdo

Aí não?

26 Fevereiro, 2020

Aí o Marega não foi insultado por ser preto? Se calhar foi por ter nascido em Les Ulis Ou por ser um jogador alto. Ou por pesar mais de 70 kilos. Porquê tanto esforço para torcer a realidade? Racismo é usar a cor, etnia ou cultura de alguém, denegrindo-o e rebaixando-o. Foi o que aconteceu. Sim, outros jogadores já foram insultados com comentários racistas. E não duvido que a Cristina também o tenha sido. E….? Por causa disso o Marega não foi insultado por causa da sua cor?  Quem o insultou teria imitado um macaco se o jogador fosse branco? E não, não é verdade que «quem vai para o futebol tem de saber que isso (insultos) faz parte do ofício». Isso é absurdo, seria doentio e levaria a ter de aceitar-se que tal espectáculo é antro exclusivo de grunhos na assistência. O que felizmente não é caso. Há sim pessoas e grupos que gostam de andar a exorcizar as suas frustações e complexos gritando cânticos racistas e insultando jogadores com base na cor da pele, na origem, na etnia, no nome. Sim, racismo. Há. Bastante.

Marega esteve bem, e teve o mérito de ter sido o primeiro a recusar-se a jogar enquanto o insultavam com cânticos racistas. Se todos os jogadores daqui para a frente fizerem o mesmo, certamente o país será melhor e mais civilizado.

31 comentários leave one →
  1. Expatriado permalink
    26 Fevereiro, 2020 12:41

    Ai balhame Deus… o corona birus pode estar descansado a fazer o seu caminho “a tratar da saúde” dos terráqueos porque o mais importante é o “caso Marega”. Não há pachorra…

    Liked by 4 people

  2. sam permalink
    26 Fevereiro, 2020 12:50

    Marega foi insultado por ser jogador da equipa adversária que, por diversas circunstâncias, se tornou o alvo preferencial das claques naquele dia. O facto dos insultos se terem centrado no tema da raça e cor da pele não deve ser visto com leveza; mas também não pode ser encarado de forma obsessiva.

    Queira-se ou não, o insulto buscará sempre os temas a que a pessoa insultada se revele mais sensível, sejam características pessoais e únicas, sejam aspectos que a enquadram em determinado grupo.

    No dia em que todos os pretos dentro de um estádio sejam visados pelo insulto, ou até perseguidos, aí é que o Gabriel Silva verá o que é racismo.

    Liked by 6 people

  3. Filipe Bastos permalink
    26 Fevereiro, 2020 12:57

    Outra vez? Não há mesmo pachorra.

    Marega é um entertainer remunerado de forma absurda e imoral, num mundo e num país primitivos, que ainda precisam de tribos e de gladiadores.

    “Tal espectáculo” é um antro de grunhos: insultam tudo e todos, de qualquer cor, tamanho e peso, pois é mesmo esse um dos propósitos do espectáculo – descarregar fúrias e frustrações. Outros são distrair a carneirada do que interessa, e impingir-lhe tudo o que alguns mamões querem.

    Há racismo? Que estranho: após milhares de anos a discriminar os outros para sobreviver num mundo hostil, alguns ainda não entranharam, após 50 ou 60 anos, que afinal a ‘diversidade’ é bonita. E logo malta sofisticada como a da bola.

    Após o terrível trauma de ouvir uns grunhos a serem grunhos por uns minutos, lá tem o pobre do Marega de se contentar com os seus 6.000€ /dia – fora prémios e patrocínios. Talvez aplaque a dor…

    Liked by 5 people

    • FreakOnALeash permalink
      27 Fevereiro, 2020 11:29

      Subscrevo na íntegra. É o chamado quem vai à guerra dá e leva: festejou o golo junto dos adeptos adversários provocando-os e levou com o troco!

      Gostar

  4. Raghnar permalink
    26 Fevereiro, 2020 13:04

    E qual é a “fobia” que motiva os insultos contra os árbitros? Estes também terão de amuar e sair de campo para que deixem de insultá-los?

    Por muito que não gostem o futebol é tendencialmente assistido por grunhos, mesmo que engravatados e com formação superior. Como se pode ver pelo comportamento de supostas elites naqueles programas de “debate” sobre esse jogo…

    Vá a uma competição de escalões de formação de Karaté, por exemplo, e veja se há lá paizinhos a insultar árbitros ou desportistas a falar recorrendo ao vernáculo, inclusve com o árbitro…

    Liked by 2 people

  5. 26 Fevereiro, 2020 13:10

    tanto faz insultos racistas sexistas deficientistas intelectualistas físicos ou outros… insulto é insulto , não se percebe pq os de cor são mais importantes , todos os outros são IGUALMENTE humilhantes e vexatórios..

    Liked by 3 people

  6. Expatriado permalink
    26 Fevereiro, 2020 13:31

    Eh pá… os “comentaristas” daqui continuam agarrados à teta do Marega. Até parece que a humanidade está em perigo imediato de extinção ou de redução drástica dos seu numero. Está, está mas NÃO É pela intoxicação deste tema!!!

    Liked by 1 person

  7. António Queirós permalink
    26 Fevereiro, 2020 13:54

    o Gabriel, você nunca foi a bola, melhor, nunca jogou à bola.

    Liked by 2 people

    • 26 Fevereiro, 2020 17:31

      Ele é mais matraquilhos morcões

      Se lhe chamar morcão não há crise. Se fosse negro é que havia problema.

      Liked by 3 people

  8. Filipe permalink
    26 Fevereiro, 2020 13:59

    Racismo (etirado do Priberam):

    Teoria que defende a superioridade de um grupo sobre outros, baseada num conceito de raça, preconizando, particularmente, a separação destes dentro de um país (segregação racial) ou mesmo visando o extermínio de uma minoria.
    Atitude hostil ou discriminatória em relação a um grupo de pessoas com características diferentes, nomeadamente etnia, religião, cultura, etc.

    É preciso torcer muito o conceito para encaixar o “caso Marega” em racismo.

    Liked by 3 people

    • EMS permalink
      26 Fevereiro, 2020 18:28

      “Atitude hostil ou discriminatória em relação a um grupo de pessoas com características diferentes, nomeadamente etnia, religião, cultura, etc.”

      Acho que essa parte serve. Digo eu porque nunca aconteceu dirigirem-se a mim imitando um macaco ou insinuarem que sou um macaco. Mas isso deve ser por eu, ao contrario do Marega, ser branco.

      Gostar

  9. 26 Fevereiro, 2020 15:00

    “Há sim pessoas e grupos que gostam de andar a exorcizar as suas frustrações e complexos”
    São a maioria, nos campos de futebol. Reprimir fortemente estes exorcismos significa ter que apostar muito mais na vertente psiquiátrica do Serviço Nacional de Saúde, e o Estado desembolsar mais uns milhões a financiar medicamentos antidepressivos e ansiolíticos,

    Apostar no futebol e em igrejas do tipo IURD significa baixar muito as necessidades de financiamento da saúde mental…

    Só aqui, nesta “superfície” de comunicação não se sabe isso…

    Gostar

  10. Expatriado permalink
    26 Fevereiro, 2020 15:09

    Isto passou para um plano muito inferior na C.S. cá do burgo. Será porque o “mamão” (;-) é o boss-mor e tem tetas onde os fazedores de opinião vão buscar a ração? Quem sabe…

    https://observador.pt/programas/ideias-feitas/despecam-na-disse-costa/

    Gostar

  11. Luís Lavoura permalink
    26 Fevereiro, 2020 15:19

    Coitado do Gabriel Silva, fundou este blogue, e deu-lhe nome, e agora vê-lo ocupado e transformado num antro da extrema-direita.
    O Gabriel Silva está exilado no seu próprio blogue.

    Liked by 1 person

  12. Ana Vasconcelos permalink
    26 Fevereiro, 2020 16:13

    O Marega não foi insultado por ser preto. Foi insultado por ser jogador do clube adversário, e, por ter trocado de clube, precisamente, do Guimarães para o Porto. A cor da pele foi só o meio usado. Mas fosse ele branco seria insultado na mesma, mas com outro pretexto qualquer.
    Se só agora é que descobriram que nos jogos de futebol jogadores e publico se insultam uns aos outros, de todas as maneiras e feitios, devem ter estado em Marte nos últimos tempos.

    Liked by 4 people

    • 26 Fevereiro, 2020 17:30

      É só vidrinhos e todos preocupados em fazer declaração pública não vão tomá-los por racistas também.

      Cada imbecil, que faz favor. Só alimentam esta importação americana que a gaga do tavares já conseguiu que pegasse.

      Liked by 3 people

  13. Weltenbummler permalink
    26 Fevereiro, 2020 16:51

    o protesto do preto foi uma verdadeira macacada
    ‘África para os africanos’

    Gostar

  14. 26 Fevereiro, 2020 17:24

    ò pá, foi grunhice e é a magote na bola.
    Nada de especial. Não há grupos de racistas contra um preto. Há grunhos que usam a forma mais acutilante de atingir o “inimigo de tribo” entre clãs de bola.

    Gostar

  15. 26 Fevereiro, 2020 17:29

    Insulta-se usando as características que dão para isso. Se fosse um orelhhudo chamavam-lhe isso. Se fosse chinoca chamavam-lhe isso- e aí nunca seria racismo, porque se inventou que só existe racismo de caucasianos contra negros.

    Quanto à cena macacóide ainda no Conversas às Quintas o Jaime Nogueira Pinto lembrou os antecedentes darwinistas na coisa. Esses e os de Galton.

    É por via materialistas da evolução das espécies que se passou a comparar o ar simiesco dos negros com o dos macacos de onde dizem que todos descendemos mas uns estão mais próximos que outros.

    Azar para a cientóinice. Nisso é que não tocam. Como para a Igreja Católica todos são filhos de Deus, os ateus e cientóinos ficam à rasca e nunca sabem onde arquivar o racismo primata

    Liked by 2 people

  16. André Silva permalink
    26 Fevereiro, 2020 20:34

    Este não entendeu nada do que a Cristina escreveu. Não admira que Portugal não passe desta grunhice e javardice.
    Quanto ao Marega bem pode agradecer que exista o homem branco. Sem ele seria apenas mais um miserável no meio de uma África ainda a viver no tempo da Idade da Pedra, e não o rico ou mesmo milionário que beneficia e pode comprar de tudo o que os brancos criaram, desenvolveram e disponibilizaram – algo que dali só resíduos sem qualquer expressão material para a restante Humanidade saíram.
    Quanto aos supostos (e acredito que reais) comportamentos inapropriados/racistas, são o mesmo que o atrás: um resíduo sem qualquer relevância, mas que por puro oportunismo tantos tentam fazer como o caso do ano.

    Gostar

  17. grangeio permalink
    26 Fevereiro, 2020 21:37

    Estou farto desta conversa do racismo!
    Está na moda. Os pseudo-intelectuais do politicamente correcto acham que para sermos um país na moda temos que ter racismo, toca a aproveitar qualquer coisa

    Liked by 4 people

  18. Jorge MRA permalink
    26 Fevereiro, 2020 22:40

    Só uma nota ao autor – se o Marega fosse branco e peludo como o Tony Ramos, também poderia ser alvo de “macacadas”, e aí não seria racismo.

    Liked by 1 person

  19. SANTOS permalink
    27 Fevereiro, 2020 00:05

    Gabriel , a silva está seca ? E se o FCPorto tivesse perdido o jogo , a reacção seria a mesma .? Já não haveria recismo mas sim processo disciplinar .
    Quer queiram ou não . O mundo do futebol é outro mundo , as mesmas pessoas são outras pessoas Assustador mas surpreendente . Foi sempre assim e vai continuar a ser assim .
    Por muito que o Sr Silva não goste … A Ignorancia a este respeito é total . Os jornais estrangeiros até censuram por não terem saido todos . E depois , o que acontecia ao clube .? O mesmo acto num teatro ou num campo de futebol teriam significados diferentes .
    O que me irrita nisto tudo , é que racismo só existe num sentido . E no negro versus branco ? Tudo se cala !
    E no caso Marega , não houve antes um insulto negro versus branco ? Não foi um insulto ir festejar o golo em frente da claque (massa humana…) do VFC . E aprendi que em Direito Penal insulto após insulto não é insulto …. .

    Gostar

  20. 27 Fevereiro, 2020 07:53

    “Se todos os jogadores daqui para a frente fizerem o mesmo, certamente o país será melhor e mais civilizado.”.

    Sim? Qual o modelo que iremos seguir?

    Gostar

  21. Daniel Ferreira permalink
    27 Fevereiro, 2020 11:58

    Na vasta panóplia de “borderline retardeds” que são os ministros deste governo, liderados por um “waaaaaaay beyond the line retarded” PM, temos uma descendente direta de uma família que não só vendeu, transportou e comprou “angolanos” durante S É C U L O S mas também ainda teve tempo para ser a família que mais “pulas” assassinou no século XX ou não tivessem sido eles, os seus ascendentes, quem liderou, organizou, incentivou as tropas lá e vendeu cada arma que gerou filhos sem pais por cá. Tudo por serem brancos (ou mulatos, o racismo por lá é insuportável). Por tais nobres serviços à causa da chacina dos tugas, eis que chega a ministra da “Justiça”, e para continuar o negócio de família de seus pais e titios,já que as leis no século XXI são muito melhores que as armas para chacinar povos.
    Mas pelos vistos um gajo que trabalha 2h por dia e ganha mais que todos os leitores deste site juntos ouvir apupos é que não, é o horror e a tragédia.
    Pergunta para queijinho sr. Gabriel, acha que foram mais os que apuparam o Marega ou os portugueses assassinados em Angola apenas desde que o senhor PM está no poder?

    Liked by 1 person

  22. 27 Fevereiro, 2020 22:05

    zazi, pela falta de assiduidade dos teus comentários no Blasf fiquei com a sensação que tinhas melhorado da engrenagem. mas não, tiveste nova recaída!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: