Saltar para o conteúdo

Antigamente o problema era o analfabetismo. E agora com as universidades trnasformadas em berçários de intolerantes e de ignorância?

8 Junho, 2020

adn-lisboa-1498

Durante anos e anos, as universidades encheram-se de observatórios, gabinetes e institutos onde os líderes de extrema-esquerda se cobriram de títulos académicos e aumentaram a sua influência. Pior, onde antes havia conhecimento eles colocaram a ideologia. Temas de investigação, atribuição de bolsas, conferências… tudo passou a estar subordinado à sua visão do mundo. Atribuem-se bolsas em função do sexo ou da cor da pele. Discute-se se a matemática tem género e proíbem-se conferências de autores não alinhados. As universidades transformaram-se em  berçários de intolerantes. E de ignorância.

26 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    8 Junho, 2020 11:20

    O socialismo criou um mundo de caminhantes miseráveis
    La vie de N.-S. Roubachof est la synthèse des vies de plusieurs hommes qui furent les victimes des soi-disant procès de Moscou. Plusieurs d’entre eux étaient personnellement connus de l’auteur
    Arthur Koestler Darkness at Noon, 1940
    De sionista, passou a social-fascista e terminou anti-comunista

    Liked by 1 person

    • Jornaleca permalink
      8 Junho, 2020 14:58

      Também o cego Arthur Koestler é um péssimo pensador.

      Gostar

  2. Manuel Assis Teixeira permalink
    8 Junho, 2020 11:26

    A proposito de esquerdistas que se cobriram de títulos e criaram institutos e observatórios onde destilam o seu ódio esquerdista: o sinistro Boaventura já interveio?

    Liked by 3 people

  3. 8 Junho, 2020 11:29

    No meu tempo na faculdade falava-se por lá da ligação da Universidade à Industria, na prática e como só lá ficaram os que não tinham acesso aos lugares na industria, que eram todos comunas, a faculdade ficou tomada por essa esquerdalha que se foi dividindo entre comunada clássica e esquerdalha caviar.
    Com este contexto a partir dos anos 80 o que esperavam que acontece-se sem Governos que através do respectivo ministério pusessem freio e bridão no esterco mental que por lá vai?
    Limpeza total é o que as Universidades precisam.

    Liked by 3 people

  4. chipamanine permalink
    8 Junho, 2020 11:29

    O que ela queria dizer é que Lisboa foi conquistada pela islamofobia fascista assassina do Henriques. O mínimo que ela poderia fazer era “suicidar-se”

    Liked by 1 person

    • 8 Junho, 2020 11:51

      Mas se a deixarmos fazer o que ela quer isso será um suicídio garantido no mundo que ela pensa que está a criar. Vai ser violada, abusada e suicidada como esclavagista branca … certinho como na Africa do Sul!

      Liked by 1 person

      • Jornaleca permalink
        8 Junho, 2020 15:05

        O que é que o Lula da Silva, esse vigarista, fez no Brasil, quando no poder?

        Essa serpente proibiu aos pais bater nos filhos. Bater, quer dizer, nem uma palmada, para endireitar o filho drogado, é permitido.

        O pai que ama os filhos verdadeiramente, e os vê por maus caminhos, está proibido de usar força, para endireitar os filhos.

        Isto é a tal profunda maldade, de toda a esquerda. Isto tem sistema.

        A gaja precisava dos pais uma boa porrada. E aquele gajo, com o cartaz, que dizia, que só um polícia morte é que é um polícia? Esse precisava umas boas estaladas ou mais, até ele arrepender-se.

        Mas a esquerda trabalha assim. Estão sempre a instalar e a semear o ódio, contra aqueles, que não querem serem como eles.

        O truque é velho.

        E depois vêm os bárbaros muçulmanos. E o que é que eles fazem? Dão porrada na mulher. na mesma mulher, que o esquerdista cobarde e putana, antes do bárbaro aparecer em cima do palco, protegia.

        Mas á frente do bárbaro, o esquerdista prova, que é falso, hipócrita e profundamente cobarde, traidor dos próprios valores, que ele até ontem fingia defender.

        Gostar

  5. Expatriado permalink
    8 Junho, 2020 11:30

    As universidades são a continuação, e aprimoramento, do que foi iniciado no ensino secundário.

    Liked by 2 people

    • The Mole permalink
      8 Junho, 2020 12:33

      “Correcção”: é iniciado na primária! Começa logo aos 5 anos a lavagem cerebral… dá uma trabalheira aos pais terem que “re-educar” os miúdos quando chegam a casa, para tentar que os filhos venham a ter uma mente aberta….

      Liked by 3 people

  6. 8 Junho, 2020 12:19

    Por acaso ainda não notaram um certo padrão comum da maioria da gente que participa neste gigantesca culto de psicose histérica. Que se tem revelado transversal em todo o mundo ocidental ?

    Lembra-se dona Helena quando a senhora não há muito tempo veio fazer a apologia da máquina de lavar roupa, enquanto debitava resquicios recalcados de recentimento historico, da luta da sua classe, o “sexo oprimido ” ?

    Pois pois é…. Ai tem os efeitos a longo prazo disso.

    Liked by 1 person

    • 8 Junho, 2020 12:42

      O estado lunático e irracional actual em que as universidades estão mergulhadas, não tem a sua razão de fundo na ou numa “”extrema esquerda””, mas numa emancipação coletiva da psicose e histeria feminina.

      Gostar

      • chipamanine permalink
        9 Junho, 2020 06:30

        Tem toda a razão …o estado lunático e esta psicose histérica são resultado do gramcianismo instalado no ensino. Desde pequenino se torce o pepino. O resultado é este a longo prazo seja ele apontado individualmente ou colectivamente. Embora eu saiba que a alternativa que vc propõe é a linha dura estalinista (tipo salazarista) da pureza dos costumes, como salvação do “homem novo socialisticus”

        Gostar

      • 9 Junho, 2020 12:41

        É verdade, dizem que é o gramcianismo…

        Liked by 1 person

      • 9 Junho, 2020 12:58

        vc propõe a Linha dura estalinista (tipo salazarista)… hein ?!? a Linha dura tipo quê ?!?

        Gostar

      • chipamanine permalink
        9 Junho, 2020 21:51

        Continua cheio de razão. A linha dura estalinista faz do linha salazarista uma brincadeira de crianças.

        Gostar

      • 9 Junho, 2020 22:34

        Se a linha dura estalinista faz da linha salazarista uma brincadeira de crianças, então a linha dura estalinista não é “(tipo salazarista)”, como você patéticamente referiu pois não ?
        Você anda cognitivamente confuso. É do bagaço ou é mesmo retardado ? A mim parece-me que seja a última.

        Gostar

  7. Andre Miguel permalink
    8 Junho, 2020 12:42

    Eu patrocinava-lhes um estágio sobre politicas de inclusão no Cazenga em Luanda ou no Alexander em Joanesburgo… estão a precisar ouvir elogios como “pula”, “branco de merda”, “branquelas” seguidos do maravilhoso agradecimento como “vai para a tua terra”, isto sem antes passar pela enriquecedora experiência de premiar a policia numa operação stop altamente inclusiva onde temos de “pagar” ao policia de serviço porque somos invulgarmente pálidos…

    Liked by 3 people

  8. 8 Junho, 2020 12:49

    Há uma histeria neste país que me assusta. A avaliar as consequências daquilo que gritam as miúdas devemos arrasar tudo o que tenha sido construído entre o século III a. C, e a construção do CCB?
    E em termos sociais, eu, enquanto branco mediterrânico, devo redimir-me como?
    E enquanto ex economia esclavagista, devemos indemnizar quem?
    …E já agora, as meninas depois vivem do quê?

    Liked by 2 people

  9. becas permalink
    8 Junho, 2020 13:05

    Estou de acordo com o texto publicado . Politicamente não há qq representante das preocupações aqui expostas . O Rio não sei o que anda a fazer . O “Cuecas Azuis” é um piroliteiro sem juízo . O André vamos ver. O exercito,a marinha e força aérea ( que têm armas e devem defender o país ) não sei o que pensam desta merdaleira de país. Eu Não posso fazer nada e por aqui me fico.

    Liked by 3 people

  10. PORTUGA permalink
    8 Junho, 2020 20:07

    Tudo isto tem um nome 25/4/74.

    Liked by 2 people

  11. Murasai permalink
    8 Junho, 2020 20:33

    Se sigo o título, então a alfabetização originou os jornais, os comícios, os tumultos e as bombas – foi o que disse Agostinho de Campos. Qualquer programa tem contrariedades.
    VPValente, em ‘Uma Educação Burguesa’, situa ACampos na fação elitista: no lugar de educar de baixo para cima, é necessário educar de cima para baixo. A Democracia tem de ser consequente com o que propõe.

    Gostar

  12. lucklucky permalink
    9 Junho, 2020 07:33

    Boa parte do Ensino hoje é uma organização anti civilização.
    Em alguns casos até pode-se chegar a dizer que o Ensino são maus tratos infantis.

    https://en.wikipedia.org/wiki/The_True_Believer

    https://en.wikipedia.org/wiki/Eric_Hoffer

    Hoffer believed that rapid change is not necessarily a positive thing for a society and that too rapid change can cause a regression in maturity for those who were brought up in a different society. He noted that in America in the 1960s, many young adults were still living in extended adolescence. Seeking to explain the attraction of the New Left protest movements, he characterized them as the result of widespread affluence, which “is robbing a modern society of whatever it has left of puberty rites to routinize the attainment of manhood.” He saw the puberty rites as essential for self-esteem and noted that mass movements and juvenile mindsets tend to go together, to the point that anyone, no matter what age, who joins a mass movement immediately begins to exhibit juvenile behavior.

    Hoffer further noted that working-class Americans rarely joined protest movements and subcultures since they had entry into meaningful labor as an effective rite of passage out of adolescence while both the very poor who lived on welfare and the affluent were, in his words, “prevented from having a share in the world’s work, and of proving their manhood by doing a man’s work and getting a man’s pay” and thus remained in a state of extended adolescence. Lacking in necessary self-esteem, they were prone to joining mass movements as a form of compensation

    Liked by 1 person

  13. lucklucky permalink
    9 Junho, 2020 07:45

    https://en.wikipedia.org/wiki/Baizuo

    Baizuo (/ˈbaɪˌdzwɔː/; Chinese: 白左 báizuǒ, literally White Left[1]) is a derogatory Chinese neologism and political epithet used to refer to Western leftist ideologies primarily espoused by white people.[2][3][4] The term baizuo is related to the term shèngmǔ (圣母, 聖母, literally “Blessed Mother”), a sarcastic reference to those whose political opinions are perceived as being guided by emotions or a hypocritical show of selflessness and empathy.[3]

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: