Saltar para o conteúdo

Costa e os fogos: mentiras, palermices e irresponsabilidade

13 Julho, 2022

O sem préstimo do nosso primeiro-ministro já fez o paralelo entre a gestão da época de incêndios e a resposta do governo à epidemia covid. A estapafúrdia ideia da prossecução de uma política de “covid zero” tem de facto semelhanças com a espécie de slogan que alguns dirigentes da Protecção Civil persistem em manter de um “Portugal sem fogos”. É uma aberração, é contraproducente e nas palavras do arquitecto paisagista Henrique Pereira dos Santos um “Portugal sem fogos” é uma ideia criminosa.

António Costa não tem nenhum sentimento de culpa moral ou responsabilidade política pelas tremendas falhas dos vários organismos públicos na protecção e socorro às vítimas de Pedrogão. Nos incêndios de 2017, perante a tragédia resultante da incúria e inépcia do Estado, um ajudante político de António Costa ainda ensaiou a narrativa de que as dezenas de mortes naquela estrada fatídica se tinham ficado a dever à curiosidade das próprias vítimas em ver o fogo. Mas a única coisa que sempre preocupou António Costa foi a sua popularidade e, sobretudo, isentar-se e proteger-se de lhe serem assacadas responsabilidades políticas. Costa aprendeu o truque e este ano já culpou por antecipação os Portugueses pelas tragédias que possam vir a acontecer. Abanando a sua manápula sapuda disse: “Só não há incêndios se a mãozinha humana não provocar incêndios”. (vídeo)

Curiosamente há 5 anos o Director da PJ não só disse que tinha sido um raio de uma trovoada seca a provocar o incêndio de Pedrógão, como a Judiciária tinha até encontrado a árvore onde o dito raio tinha caído. Mas independentemente disso, o que Costa disse sobre a «mãozinha humana» é pura mentira como se confirma facilmente consultando os dados oficiais.

Há anos que o gestor ambiental e florestal João Adrião e o já citado arquiteto paisagista nos explicam de forma fundamentada e clara que uma política assente na tentativa de eliminar as ignições é uma palermice pegada. O que conta verdadeiramente para diminuir a ameaça dos incêndios à vida e património das pessoas é gerir o matagal, ervas e ramos que servem de combustível. Mas esses trabalhos de limpeza e gestão são realizados por pastores e resineiros que nada contam em termos de votos nas eleições. Por isso os socialistas preferem fazer números de circo que são populares num país como o nosso que prefere uma ilusão de segurança à responsabilidade da liberdade. Mais uma vez, António Costa atropela a Constituição, com a cumplicidade do Presidente da República e da generalidade dos partidos, e decreta administrativamente restrições à liberdade das pessoas e a direitos fundamentais dos indivíduos em vez de criar os incentivos económicos certos para que os anónimos que cuidam da terra façam o trabalho que mais falta faz à sociedade.

Quem fica a arder é a Liberdade. E o país.

O meu vídeo de hoje, aqui:

9 comentários leave one →
  1. Atento permalink
    13 Julho, 2022 20:01

    No geral de acordo com o direitinha Telmo, com uma ressalva: todos sabem que muitos fogos em Portugal (e em todo o lado) têm mesmo mão humana. E não só por piromania ou negligência, mas também por GANÂNCIA.

    Enquanto privados ganharem com os fogos haverá sempre fogos. Não é preciso ser um génio para percebê-lo, ou para estendê-lo a outras áreas – na saúde, por exemplo, os mamões farmacêuticos preferem ir medicando as doenças do que curá-las. Nos EUA, para as prisões privadas quanto mais presos melhor. Etc.

    O Bosta é certamente um demagogo e um canalha, mas o acima não deixa de ser verdade. Claro que o direitinha Telmo prefere falar em ‘incentivos económicos’ – a boa velha dependência ‘liberal’ da teta do Estado.

    Gostar

  2. freakonaleash permalink
    14 Julho, 2022 08:29

    Os impostos que canalizam para esse poço sem fundo chamado de TAP podiam servir para criar equipas de limpeza e gestão da mata por concelho. Se o privado limpou ótimo, senão chegava lá a equipa e limpava como queria!

    Gostar

  3. Desalinhado permalink
    14 Julho, 2022 08:35

    António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa são, na verdade, os genuínos pirómanos desta república das bananas em que se transformou o país.
    O primeiro-ministro, que nunca mexeu uma palha para implementar verdadeiras políticas de ordenamento e protecção da floresta, só se lembrando esporadicamente que ela existe quando o Verão e os incêndios chegam em força todos os anos, veio por antecipação sacudir a água do capote no que toca a qualquer responsabilidade governativa, deixando esse ónus de culpabilidade para os portugueses, que para determinadas coisas portam-se mal, mas para lhe conferirem maiorias absolutas já são os maiores da cantareira.
    Já o Presidente da República anda calado que nem um rato, apesar de estar a ver o país todo a arder, porque certamente achará mais oportuno não aparecer agora, antes que leve com uma pedrada de críticas daqueles que no terreno se debatem com falta de meios para combater o flagelo dos fogos e das populações desgraçadas que perdem tudo o que construíram com muito sacrifício uma vida inteira num amontoado de destroços e cinzas.
    Bem sei que para António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa é mais cómodo e simpático andarem lá por fora a bajular Emmanuel Macron ou dar um mergulho em Copacabana e uns abraços ao corrupto Lula da Silva, como aconteceu recentemente, porque aí sim, os inquilinos dos palácios de São Bento e Belém, é que mostram a sua verdadeira dimensão patrioteira, num misto de hipocrisia e provincianismo.
    Mas é, infelizmente, o que temos e o que quisemos ter, quando concedemos a estes dois marmanjos da política do faz de conta os destinos do nosso país.

    Liked by 1 person

    • freakonaleash permalink
      14 Julho, 2022 11:38

      Não tarda muito estará o Ti Celito numa TV perto de si a condecorar o rapaz da ovelha e a enaltecer este tipo de iniciativa nas populações na vez de dar bordoadas no desGoverno que leva a que o cidadão comum arrisque a sua vida no combate aos incêndios!

      Gostar

    • SRG permalink
      14 Julho, 2022 16:37

      Assino por baixo.

      Gostar

    • carlos rosa permalink
      14 Julho, 2022 19:43

      Pois e quando hoje de manhã foi chafurdar na sede da Desproteção Civil, quando uma jornalista lhe perguntou se a responsabilidade dos fogos era só do povo e o Estado não tinha responsabilidade, fugiu à resposta e de seguida fugiu do local das perguntas.
      Este bate aos pontos o trafulha do Sócrates. E continua por aí à vontade a espalhar o seu veneno.
      Este Costa é o Diabo em forma de gente mas cada vez há mais portugueses a topar-lhe o disfarce.
      Na Roménia o Ceausesco também parecia de pedra e cal. Lembram-se?

      Gostar

  4. LTR permalink
    14 Julho, 2022 18:15

    O homem tem limitações intelectuais mais do que patentes, e não é de agora. Não é por acaso que ele perde logo a cabeça mal alguém lhe apareça à frente com uma pergunta que contraria os monólogos disfarçados de declarações à imprensa, como já perdia com as pessoas rosa que há muito chegavam da capital do reino espantadas como o “modo de trabalhar” da criatura. Adoravam-no com adjectivação. A falta de vergonha é de um tal calibre que ainda hoje falam de aumentos a funcionários a quem desde 2011 se mantêm cortes na ordem das centenas de euros praticados em autarquias geridas por eles. E o povo mama tudo porque a comunicação social ou se borra ou se limita a reescrever o que lhe mandam do vaticano da informação. Liga-se a televisão e lá está a manada de colocadas autoridades bombeiras a concordar com “o senhor PM” e com “a senhora secretária de estado”. Os mesmos para quem no Brasil não se está a passar absolutamente nada com Lula e com o PT, nem em Madrid, onde um ex da secreta Venezuelana diz coisas suficientes para qualquer político envolvido ficar de boca ao lado. Do famoso acordo ibérico noticiado como milagroso para a electricidade, também nada. Não se passa mesmo nada. Nem ninguém lê sequer as primeiras páginas dos jornais do país ao lado. Os quilómetros de eucalipto de grande porte à volta das grandes estradas também ninguém os vê. O processo de venezuelização lá vai rolando.

    Gostar

    • 15 Julho, 2022 14:00

      Esse processo sò pode andar porque temos bandidos e cumplices nas instituiçòes que supostamente juram para defender o pais

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: