Saltar para o conteúdo

Empacotados

7 Setembro, 2022

O PSD e a Iniciativa Liberal são tão pascácios que, mais uma vez, caíram como miudinhas das escolas secundárias nos jogos de sedução e engano do velho político António Costa. PSD e IL – partidos da esquerda moderada – comentaram a apresentação do embrulho de medidas do governo a pretexto da inflação com conversas parvas típicas de adolescentes com dor de cotovelo por o PS ter aproveitado ideias que a oposição já antes tinha sugerido.

E assim, a reacção inicial do PSD e da Iniciativa Liberal foi a de o pacote já vir tarde. Não há uma segunda oportunidade para causar uma boa primeira impressão e, por isso, a imagem que colou aos discursos destes partidos foi a do atraso das medidas.

Costa, experiente e hábil na manipulação, nem sequer precisou de responder aos ingénuos opositores para colher os louros de ser visto pela generalidade da opinião pública como sendo um primeiro-ministro que, pelo menos, está a tentar «fazer algo» contra a inflação. E, como diz o povo: “Mais vale tarde do que nunca”.

Pior ainda: o PSD e Iniciativa Liberal ajudaram também a caucionar e consolidar a tremenda falsidade de que a inflação é uma variável externa e alheia à responsabilidade do governo. Esta gente é tão inábil e politicamente tão incompetente que é triste que a maior e mais descarada mentira que António Costa disse na sua comunicação ao país de segunda-feira passada tenha passado incólume e sem que a oposição tenha desmascarado a torpe patranha: «Consequência da pandemia e, sobretudo, da guerra da Rússia contra a Ucrânia, temos vindo a sofrer um brutal aumento da inflação.» (ver vídeo aos 2m00s)

O aumento dos preços é consequência direta das políticas monetárias expansionistas aclamadas pelos políticos, com injecções sucessivas de liquidez no mercado e manutenção de taxas de juro artificialmente baixas. Por outro lado, como desde bem cedo em 2020 se tem vindo a alertar nestas crónicas, a inflação resulta também das prácticas criminosas dos governos com o fecho de actividades económicas, confinamentos e restrições a pretexto da alucinação colectiva com a covid19. Assim como o aumento da dívida pública e a distribuição de dinheiro através de bazucas só serviram para aumentar os danos económicos infligidos à generalidade dos portugueses.

Em vez de irem para o recreio brincar com o PS, teria bastado ao PSD e à Iniciativa Liberal dizer aos Portugueses que para compensar a perda de rendimento das pessoas provocada por políticas públicas desastrosas e erros do governo, seria bem melhor baixar a taxa de IRS com efeitos imediatos nas retenções na fonte em vez da fantochada de remendos contraproducentes que António Costa propôs.

O governo de António Costa não está a dar nenhum apoio aos Portugueses. Quando muito estaria a repor e a devolver parte do produto de um roubo via impostos. Mas nem isso. É apenas um embuste que procura resolver o problema da inflação com mais das suas causas.

O socialismo gera inflação. E o governo quer mais socialismo.

Um lindo serviço…

A minha crónica-vídeo de hoje, aqui:

28 comentários leave one →
  1. 7 Setembro, 2022 21:43

    Correu mal ao Costa.
    A oposição percebeu o truque nas reformas.
    Agora aproveita o trunfo mordendo com força os calcanhares do Governo.
    Mas temos de dar o mérito à oposição.
    O Costa habituado a uma fraquíssima oposição pensava já que!!! Na oposição não havia ninguém a saber fazer contas!!!
    Surpreendeu o PSD descobrindo em poucos minutos o truque da matemática. Devem ter na sua hoste um doutor em Matemáticas e dois em Economia.
    Mas a inflação está muito inflacionada. O governo aproveita, sabe bem que 23 por cento de 100 são 23 euros, mas 23 por cento de 110 são mais de 25.
    Sendo a inflação considerada pelos economistas o imposto mais democrático. Será bom ter inflação. Mas neste momento o que temos é pura especulação. Margens de refinação do barril de petróleo passam de 5 dólares barril para 15 ou 20 dólares. Com os fretes verifica-se o mesmo.
    Gás que se vendia a 2 cêntimos o KWh no mercado grossista e chegava ao consumidor a 6 ou 10 cêntimos, é vendido a vinte e tal cêntimos no mercado grossista e as empresas querem agora obrigar o consumidor a pagar 60 cêntimos o KWh.
    Existe, portanto, abuso de poder por parte de muitas empresas que aumentam astronomicamente os seus lucros. Há especulação e o mercado não está a funcionar.
    Em teoria estamos perante uma rotura do sistema capitalista vigente.
    Mas há boas notícias o mercado vai voltar a funcionar. O petróleo vai baixar pois a sua oferta é maior de que a procura. Com o gás vai acontecer o mesmo. Mas vai demorar mais uns anitos.
    O nosso presidente está bem ao fazer figuras tristes no Brasil. O Brasil está a bater recordes na exportação de milho. O nosso presidente está a fazer tudo para que as nossas galinhas não passem fome.
    Essa grande nação que vai escolher entre ser governada por um velho ou um maluco. Prossegue como sempre foi.
    Resumindo o Costa soma e segue. A oposição não tinha pacote melhor para apresentar.
    Este fenómeno de austeridade indolor torna o Costa num herói na Europa.

    Gostar

    • freakonaleash permalink
      8 Setembro, 2022 08:31

      Excelente análise!

      Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      9 Setembro, 2022 02:48

      Tanta literatura para dizer que a oposição não tiha pacote melhor? Então acha que o Kosta e o peiesse iriam aproveitar alguma coisa da oposição? Mas o senhor é tolinho? Então não ouve o César dos Açores ou a Catarina ex-casada com o Pedroso? O Kosta deixaria morrer o cão à fome antes de apanhar o que quer que fosse da “dereta”.
      Austeridade indolor? Vá dar banho ao cão!

      Gostar

    • 9 Setembro, 2022 11:39

      O problema não é ser velho, o problema é ser ladrão e comunista, a tal mistura explosiva.

      Gostar

  2. voza0db permalink
    7 Setembro, 2022 22:06

    Nenhuma das migalhas anunciadas serve para combater a INFLAÇÃO. Nenhum governo é capaz de combater a inflação, visto que este indicador é apenas CONTROLADO pelos DONOS DO SISTEMA MONETÁRIO.

    Combinando as medidas que causam subidas dos preços de bens/serviços (que nada quem que ver com a REAL INFLAÇÃO) que estão em vigor desde o último ataque terrorista financeiro de 2007/8 (QQE/ZIRP/NIRP entre outras), com a recentemente estupidez das tangas usadas durante a “pandemia” de kits PCR e para pior a subida dos preços de bens/serviços a escumalha governativa apoia as brilhantes sanções a bens/serviços da Rússia. Isto na fachada! Porque enquanto a MANADA está a ruminar a Europa continua a comprar gás e petróleo e derivados por terceiras vias! COMPRAR DIRECTAMENTE É QUE NÃO!

    Gostar

  3. JgMenos permalink
    8 Setembro, 2022 11:21

    Sempre passa a ideia de o Estado ser o grande regulador.
    E aí todos esses políticos são concordantes, sempre se vêm nesse papel de Grande Irmão.

    Gostar

  4. André Silva permalink
    8 Setembro, 2022 14:04

    Explicação/resposta/comentário de qualquer cãomunista a qualquer assunto ou problema, em jeito de materialismo dialético e marxismo “científico”: blá blá blá capitalismo, blá blá blá imperialistas, blá blá blá políticas de direita.
    Explicação/resposta/comentário do de fi ciente men tal que por aqui anda a qualquer assunto ou problema, em jeito de materialismo dialético e a fingir que não é marxismo “científico”: blá blá blá mamões, blá blá blá mamões, blá blá blá mamões.

    Gostar

  5. Atento permalink
    8 Setembro, 2022 16:16

    Explicação / resposta / comentário de qualquer direitalha a qualquer tema, como ilustrado pelo Telmo: a culpa é do Estado. Só do Estado.

    Até o aumento dos preços é culpa do Estado. A especulação das petrolíferas, das energéticas e de todos os intermediários é culpa do Estado. A mama dos bancos, dos offshores e dos ‘mercados’ é culpa do Estado. Só do Estado.

    O Estado é intrinsecamente mau: se regula, oprime o mercado – não pode haver ‘verdadeiro capitalismo’. Se não regula, permite abusos ao mercado – e não pode haver ‘verdadeiro capitalismo’. Pobre capitalismo, sempre vítima.

    Já os privados são sempre bons: se abusam limitam-se a cumprir o seu papel; a culpa é do Estado que os deixa abusar. Que outra coisa podem fazer? O lucro é sagrado: se podem lucrar 100, mesmo que milhões passem fome e dificuldades, porque hão-de lucrar 99? Mas isto é a União Soviética ou quê?

    Gostar

    • André Silva permalink
      8 Setembro, 2022 20:34

      Ó idi0ta, então e os mamões? Esqueceste-te dos mamões? Vá lá, eu ajudo a começar a frase do primeiro parágrafo, depois é só repetires “ad nauseum” com é teu timbre: blá blá blá mamões, blá blá blá mamões, blá blá blá mamões.

      Gostar

    • lucklucky permalink
      8 Setembro, 2022 21:06

      Atento
      A solução do sistema Politico para a falta de crescimento económico no Ocidente que tem diversos factores um dos quais a demografia foi tornar o dinheiro super barato.

      E quem é que controla a produção de dinheiro com os juros ultra baixos que criaram a crise de 2008?

      Os Estados.

      Quem é que controlou a produção de dinheiro com Quantitative Easing e compra de dívida para tapar o buraco de 2008 com um ainda maior?

      Os Estados.

      Agora não têm alternativa e vai deixar a inflação fazer o estrago nas poupanças e no trabalho para salvar os Estados da enorme dívida que os políticos fizeram.
      Não foi suficiente o constante aumento dos impostos nestes ultimos 40 anos, foi preciso mais e mais dívida.

      Com inflação a 9% o BCE 0.75% os juros…

      Quem tema ultima culpa?

      Foram os Politicos que compraram o Povo, ou foi o Povo que corrompeu os políticos?

      Gostar

      • Duarte de Aviz permalink
        9 Setembro, 2022 02:51

        Os porcos não distinguem pérolas de berlindes.

        Gostar

    • Atento permalink
      9 Setembro, 2022 00:12

      O Lucky fala dos políticos e das decisões como se nada tivessem a ver com grandes empresas e capitalistas. Até uma criança sabe que a classe política é mero capacho do capital.

      Este sistema serve a quem? Não aos Estados, certamente: todos estão reféns da banca e dos sacrossantos mercados. Estes criam biliões do ar todos os dias; acha que falta dinheiro?

      Dinheiro, Lucky, é um número num papel ou num écran. Nunca faltou, nunca vai faltar. Há cem anos que os donos do mundo o inventam, distribuem ou acumulam conforme lhes convém. O fim da picada foram os seus caros Thatcher e Reagan.

      A dívida? Mas dívida a quem, seu otário? Quem pode emprestar e cobrar alguma coisa à UE, aos EUA, à China? Extraterrestres? Se amanhã o G8 decidisse que ninguém deve nada a ninguém, o que acha que acontecia? O mundo acabava?

      Isto, tudo isto, existe para manter certo status quo. Certa mama. Quando dizem que isto ou aquilo é ‘impossível’ – saúde gratuita, casas para todos, democracia directa, o que for – querem dizer: é impossível fazer isso sem afectar a nossa mama.

      Em 2008, foi tal o regabofe que tiveram de fingir um ligeiro mea culpa. Mas nada mudou; o regabofe até aumentou. Pudera: a carneirada tudo aceita. Os Luckys até lhes lambem o rabo.

      Gostar

      • André Silva permalink
        9 Setembro, 2022 12:09

        Estás muito nervoso. Acalma-te ou ainda te dá um AVC.
        Não que se perdesse grande coisa, mas será sempre um fardo acrescido (e neste caso desnecessário e inútil) para o nosso já muito sobrecarregado SNS – embora para ser justo, não sendo mortal, o ficares a babar, a tremelicar e a gaguejar é algo indiferenciável da tua situação presente…

        Gostar

      • Atento permalink
        9 Setembro, 2022 13:10

        Acalma-te ou ainda te dá um AVC.

        Agradeço, mas voltou a confundir-me com o seu namorado. Guarde para ele o cuidado, o carinho e o ó-tu-que-fumas.

        Sei que por cá discordam de mim; é por isso que cá venho. Chama-se contraditório. Claro que muitos preferem uma echo chamber.

        Outros, como o André, preferem fazer de conta que estão acima do debate. ‘Não vale a pena’, dizem, como se iludissem alguém. São aquele tipo do ‘agarrem-me senão eu mato-o’.

        Gostar

      • André Silva permalink
        9 Setembro, 2022 18:12

        Dá-me mais gozo assim, quando tu estrebuchas e guinchas de dor mal contida…

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        9 Setembro, 2022 21:44

        “Quando dizem que isto ou aquilo é ‘impossível’ – saúde gratuita, casas para todos”

        Se pensar dois segundos no assunto perceberá que isso não é possível a não ser com escravatura.

        Se quiser saúde gratuita, os médicos e enfermeiros não recebem salário.
        Os produtores de medicamentos, e nem venha com a ladainha dos mamões, estou a falar do operário na fábrica, também não recebe.
        Terão que ser escravizados. Se receberem um salário (e obviamente que devem receber), então a saúde já não é gratuita.

        O que o Atento quer dizer com saúde gratuita é a pessoa receber o tratamento, e deixar a conta para outro pagar. Muito à tuga, “se não for eu a pagar foi grátis”.

        Gostar

      • Atento permalink
        9 Setembro, 2022 23:42

        Se quiser saúde gratuita, os médicos e enfermeiros não recebem salário.

        Todos recebem salário, Zé. Esse salário é pago por todos, tal como as estradas, os esgotos, os bombeiros, os professores, os homens do lixo e muitos outros serviços públicos.

        O acesso aos serviços é que é gratuito, como v. bem entendeu: o custo é repartido por todos. E numa sociedade cada vez mais envelhecida, é óbvio que esse custo vai aumentar.

        Logo, é uma questão de prioridades. Temos de acabar com bullshit jobs – como talvez o seu e o meu – e direccionar a sociedade para as coisas úteis: a saúde, o cuidado dos velhos, a ciência, a educação, o ambiente. Evoluir, sabe?

        Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        10 Setembro, 2022 14:41

        “Esse salário é pago por todos”

        Logo, a saúde não é gratuita. Alguém paga.
        Ou paga o utilizador, ou alguém trabalha sem receber (eu trabalho 1,5 a 2 dias por semana sem ver o dinheiro, o Estado rouba-o).

        “o custo é repartido por todos.”

        Não devia ser.
        A maioria dos gastos com saúde estão directamente ligados a hábitos das pessoas. Sobretudo obesidade, e tabaco, e a uma escala menor, drogas, e álcool.

        É completamente diferente dizer as pessoas que tyêm que pagar impostos para um serviço de saúde que trata uma pessoa com um problema de coração devido a ter 100kg a mais que o que devia da mesma forma que trata quem tem o problema por motivos genéticos. Uma tem culpa da situação em que está, e deve pagar do seu bolso pelo menos parte do tratamento.

        “Logo, é uma questão de prioridades. […] direccionar a sociedade para as coisas úteis: a saúde, o cuidado dos velhos, a ciência, a educação, o ambiente. Evoluir, sabe?”

        A “ciência” é útil? Talvez, mas qual ciência?
        A “ciência que jurou a pés juntos durante dois anos que o covid era um grande perigo, e deviamos confinar?
        A “ciência” que dizia que as vacinas eram 100% seguras, e agora começa a admitir que não há dados que permitam fazer essa afirmação?
        A “ciência” que afirma que as alterações climáticas são causadas pela actividade humana baseando-se em dados de estações metereológicas situadas, em mais de 50% dos casos, nas imediações de aeroportos?

        O cuidado dos velhos? Os velhos tiveram 40 anos, em alguns casos 50 anos, para se prepararem para a reforma. Não estão preparados? Azarito. Os seus familiares que os sustentem, se quiserem. Aos idosos da minha família não faltou nada, e nenhum deles era rico.
        Cada cêntimo roubado a quem está no activo para cuidar dos velhos é um cêntimo que quem está no activo não tem para preparar a sua reforma, e o ciclo perpetua-se.

        A “educação”?
        Costuma falar com membros da “geração mais bem preparada de sempre”? Um burro carregado de livros é um doutor.
        O investimento em educação já foi longe demais. Conheço pessoas que foram para a Universidade tirar cursos que não gostavam, e que não exerceram, apenas porque os pais não admitiam que os filhos não fossem para a Universidade.
        O investimento, e o ser quase gratuito, faz com que se desperdicem recursos. Não é preciso investir mais. até se podia cortar, e continuar a formar os profissionais necessários.
        Mas o problema é que muitos dos bullshit jobs que refere são professores universitários.

        Gostar

      • Atento permalink
        10 Setembro, 2022 17:55

        muitos dos bullshit jobs que refere são professores universitários.

        Alguns serão, mas a vasta maioria são outros empregos (erradamente) considerados úteis: produtos e serviços que não beneficiam, até prejudicam, a sociedade e o planeta.

        Falando por mim, já ajudei muitas empresas a vender tralhas a uma carneirada consumista e acéfala. Já trabalhei para mamões e ajudei-os a mamar. Já fiz também coisas úteis, mas o resto rendia muito mais. E isso está mal.

        Este sistema recompensa a ganância, o lucro de poucos em lugar do que é bom e racional para todos. É nocivo, venenoso, suicida.

        Concordo consigo nisto: a educação é parte do problema. Veja o seu caso. Estudou, diz que é engenheiro ou assim, e não vai além dessa infantil visão Randiana do mundo.

        Como um miúdo de 9 anos que só se contenta com os brinquedos todos, recusa até cuidados médicos às pessoas ‘indignas’. Só acredita na ciência que lhe convém; e imagina-se parte de uma elite cheia de valor e mérito. Mal sabe que num segundo v. podia ser pedinte em Calcutá.

        Até educarmos as pessoas não vamos evoluir. Basta ver esta histeria pela morte da Chulona de Inglaterra. Mal passámos da Idade Média.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        11 Setembro, 2022 15:31

        És mesmo opressivo e totalitário Atento.
        Para ti o que conta é só o que tu valorizas, o que os outros valorizam para ti vale a violência do estado e opressão.

        Gostar

  6. Azeitona de Moura permalink
    8 Setembro, 2022 19:02

    Oh, Entendido… e a banca rota já está remendada ou espera pelo “entendido” de Belém para explicar ao pagode xuxa que no remendar é que está a salvação?

    Gostar

    • castanheira permalink
      9 Setembro, 2022 15:14

      Unica solução: dinheiro honesto, isto é, ouro ou prata. Desta maneira nem politicos nem banqueiros poderia. Roubar /saquear quem trabalha e produz.
      Banqueiros e politicos não teriam o infinito poder de fazer dinheiro do nada e com ele sem qualquer esforço comprar o valor produzido por quem trabalha.

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        9 Setembro, 2022 21:46

        O problema de ouro e prata é que é preciso chumbo para os defender.

        Gostar

  7. castanheira permalink
    10 Setembro, 2022 14:21

    Sim , mas também a liberdade tem de ser conquistada e defendida com chumbo.
    E aqueles que a atacam continuamente são os mesmos , os donos do dinheiro.
    Um pobre com uma onça de ouro na algibeira tem poder e soberania, que não tem se tiver apenas o equivalente em € ou $, pois estes eles fabricam a quantidade que querem.

    Gostar

  8. balio permalink
    11 Setembro, 2022 18:10

    Para o Telmo, PSD e Iniciativa Liberal são partidos da esquerda moderada. Questiono: e o Chega, que é?

    Gostar

    • freakonaleash permalink
      12 Setembro, 2022 09:40

      Sobre o PSD não tenho dúvidas nenhumas até no nome Partido Social Democrata. Quanto à IL, dado que agora modera as derivas libertárias que tinha em programa antes de ter a grande e merecida bancada ao apresentar as suas propostas em parlamento o Telmo deve sentir-se traído.
      O Chega é direita conservadora securitária, até diria centro direita.

      Gostar

  9. Augusto Faria permalink
    12 Setembro, 2022 13:55

    Mas baixar a taxa de IRS não abrange a camada mais desfavorecida da população. Mais de 20% da população não paga IRs, logo seria indiferente para eles. Se o objetivo é favorecer a camada mais favorecida, já cpmpreendo.

    Gostar

  10. João Lopes permalink
    17 Setembro, 2022 19:23

    Anda aí um fulano que sempre que escreve algo refere “os mamões”. Então e essa mole de gente que nada produz, que vive à conta do estado? (À conta de quem produz riqueza e paga impostos) Uns mamam subsídios, outros parasitam em institutozinhos e autoridadezinhas, outros empoleiram-se em lugares de decisão sem que saibam bem o que aí estão a fazer, outros nada mais representam que areia na pesada engrenagem burocrática… Então e essa gentalha não anda a mamar na teta de quem realmente trabalha?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: