Saltar para o conteúdo

Quem nos deu a tecnologia?

28 Julho, 2009

Quem nos deu a tecnologia? José Sócrates, obviamente. Sócrates deu-nos o Magalhães, o Plano Tecnológico, o carro eléctrico, as ventoinhas, a energia solar, as minhocas das ondas, a banda larga, a caixa de email do Via CTT e a nanotecnologia. Graças a José Sócrates não precisamos de importar nada disso. Mas eis que aparece Manuela Ferreira Leite … E se ela rasgar tudo? É o fim. É o fim.

48 comentários leave one →
  1. Caracol permalink
    28 Julho, 2009 02:09

    Quem ataca Sócrates são aqueles parasitas que nuca nada fizeram.
    Digam quem foi o primeiro ministro depois do 25 de Abril que fez tantas reformas, e que tomou tantas medidas.
    hoje é atacado por razões não é culpado, ou seja a crise internacional. Que culpa tem Sócrates do desemprego aumentar como aumentou em toda a Europa? que culpa tem Sócrates de por via da crise os outros países nos comprarem menos? Quem salvo a segurança social, quem implemento e rendimento social para idosos, e o inglês no primeiro ciclo , o aumento do salário minimo nacional, medicamentos grátis para idosos, e muitas outra medidas que não caberiam neste espaço.
    Só os incompetentes e os fanáticos não vêm.Será que o Paulinho das Feiras é capaz de referir metade das medidas que o governo de que ele fez parto tomou em relação a Sócrates? Eu lembro uma , a compra de submarinos.
    Tenham vergonha e humildade de dar valor a quem o tem, deixem de ser hipócritas, e pensem que seria deste pás hoje se tivesse-mos o déficet que o anterior governo nos deixou.

    Gostar

  2. 28 Julho, 2009 02:21

    Há pessoas que não têm vergonha nenhuma na cara, e noção do ridículo ainda menos. O João Galamba é um bom exemplo das 2 coisas.

    Gostar

  3. Rxc permalink
    28 Julho, 2009 02:29

    Caracol, não confunda desejos e conversa com a realidade. Tomar medidas a metro não significa que sejam as correctas. Esse é um embuste que Sócrates que vender a todo o país, mas que apenas os néscios engolem. Abra os olhos e veja que aquilo que vai ficar é uma dívida brutal para ser paga por os poucos que ainda produzem alguma riqueza neste país…

    Gostar

  4. 28 Julho, 2009 02:32

    Caracol,

    o nível da sua argumentação da-me vontade rir:

    – “Quem ataca Sócrates são aqueles parasitas que nuca nada fizeram”

    Deve-se portanto acabar com as criticas e com a Oposição, não vá alguém tomar-nos por preguiçosos.

    – “Que culpa tem Sócrates do desemprego aumentar como aumentou em toda a Europa?”

    Se Sócrates não é culpado pelo desemprego, porque é que quando ele desce chama a si os louros? E já agora quem é que disse que 7% de desemprego eram a marca de uma governação falhada?

    – “Quem salvo a segurança social, quem implemento e rendimento social para idosos, e o inglês no primeiro ciclo , o aumento do salário minimo nacional, medicamentos grátis para idosos, e muitas outra medidas que não caberiam neste espaço.”

    Quem é que vai pagar isso tudo? Que outras medidas são essas que não caberiam aqui? Estou sempre a ler as mesmas. Essa do inglês no 1º ciclo é repetida até à náusea.

    – “Eu lembro uma , a compra de submarinos.”

    Quem encomendou os submarinos, foi o Governo de António Guterres, e do qual era ministro o sr Sócrates. Quem foi a madrinha dos ditos, foi uma socialista, de nome Maria Barroso. Sabe quem é?

    – “Só os incompetentes e os fanáticos não vêm”

    Devemos ser todos a favor do Sócrates não vá algum caracol chamar-nos incompetentes ou fanáticos.

    Gostar

  5. 28 Julho, 2009 03:54

    Podemos estar numa situação semelhante à do Marquês de Pombal, em que o seu “espírito reformista” foi reconhecido 250 anos depois… Por agora Sócrates é o chefe de uma governação reformista, contudo falhada…
    Passo a explicar:
    O Português “médio” quer dinheiro para gastar, melhorar a sua vida, enfim prosperar…
    O Português “médio” gosta de se sentir útil e trabalhar, obviamente sendo reconhecido pelas suas competências e remunerado de acordo as mesmas…
    O Português “médio” quer ter tempo para copos, grelhados com amigos e família!
    O Português “médio” quer ver para onde vão os seus impostos
    O Português “médio” quer sentir-se seguro, num país onde a justiça funcione, a educação e a saúde sejam uma prioridade!
    Basicamente O Português “médio”, é “facilmente contentável”, tudo o que seja menos que isto é uma “governação falhada”

    Temos uma taxa de desemprego “monstra” ( O argumento de que é inferior à média Europeia é treta e demagogia pura!!!)
    Os que trabalham vivem no terror constante dos recibos verdes, contratos precários, estágios permanentes, sem estabilidade e no terror constante dos Lay offs e cut backs… Já para não falar nas descidas de salários e falências súbitas…Ninguém será assim tão produtivo num clima destes!!!
    O Português “médio”, não quer um TGV, nem um Aeroporto novo, nem uma 3º ponte sobre o Tejo, nem uma 3ª Autoestrada Lisboa Porto… Isso não são interesses de um País, especialmente endividados como estamos (Confesso que seriam negócios interessantes se as contas tivessem em ordem)!!!
    O Português “médio” apenas quer viver no seu cantinho condignamente e prosperar até ao limite dos seus desejos…

    O Português “médio” paga literalmente, para ver diariamente, desvios, manipulações, favorecimentos, esquemas, etc… Desde a Política local até à política nacional e espera que eu acredite que estão lá pelo melhor…
    Não há justiça social, quando o salário de um Eurodeputado é aumentado em 100% para 7000 euros, quando o salário mínimo é de 450 euros…

    É simplesmente escandaloso, O Português “médio” somos todos nós, do lado de cá da barricada… A aguentar a m***a toda!!!
    As eleições já estão perdidas à partida…

    Gostar

  6. K2ou3 permalink
    28 Julho, 2009 05:19

    Meu caro João Miranda,
    É verdade, foi ele que deu o grande pontapé de partida. foi sim senhor.
    O que veio a seguir, é que é necessario um Super Deep Blue para perceber, e nisso, ele tambem tem responsabilidade. Estava ele Gago?

    Gostar

  7. jorge permalink
    28 Julho, 2009 07:30

    Se os portugueses fossem gratos, um milhão de computadores daria um milhão de votos, pelo menos!

    Gostar

  8. O Silva permalink
    28 Julho, 2009 07:50

    O que mais chateia, é ver estes subsidio-dependentes, ir mordiscando a mão que os alimenta… um dia a mama acaba-se e depois?!! Greve??!
    À não podem, porque muitos dos investigadores e bolseiros, estão a recibos verdes…coisas do tempo PSD

    Gostar

  9. 28 Julho, 2009 08:44

    o problema é que a nelita não vai rasgar a ponta de nada… vamos continuar no mesmo sistema proto-xuxialista de aumento de despesa pública e de manutenção ou aumento da carga fiscal excessiva sobre as empresas e os portugueses em geral…

    Gostar

  10. Kolchak permalink
    28 Julho, 2009 08:45

    Caracol:

    Tem de compreender uma coisa, apesar das dificuldades que notoriamente sente em o perceber: vivemos numa sociedade livre e aberta e o Blasfémias é um espaço de liberdade por excelência. O insulto com que pretende defender Sócrates é a maior prova do seu desnorte e da sua falta de entendimento.
    Não se esqueça: isto é, até ver, uma Democracia!

    Gostar

  11. 28 Julho, 2009 09:07

    Os povos primitivos não conheciam a necessidade de dividir o tempo em filigranas. Para os antigos não existiam minutos ou segundos. Artistas como Stevenson ou Gauguin fugiram da Europa e aportaram em ilhas onde não havia relógios. Nem o carteiro nem o telefone apoquentavam Platão. Virgílio nunca precisou de correr para apanhar um comboio. Descartes perdeu-se em pensamentos nos canais de Amsterdão. Hoje, porém, os nossos movimentos são regidos por frações exactas de tempo. Até mesmo a vigésima parte de um segundo começa a não mais ser irrelevante em certas áreas técnicas.

    Paul Valéry
    Par os que correm no tempo.. a sociedade Mcdonald..fast..not slow..

    Gostar

  12. 28 Julho, 2009 09:09

    Prudente é quem não é enganado pela estabilidade aparente das coisas e, ainda, antevê a direcção que a mudança tomará. Por outro lado, o que via de regra faz os homens tomarem o estado provisório das coisas ou a direcção do seu curso como permanente é o facto de terem os efeitos diante dos olhos, sem todavia entender as suas causas. Mas são estas que trazem o germe das mudanças futuras, enquanto os efeitos, únicos existentes para os olhos, nada contêm de parecido. Os homens apegam-se aos efeitos e pressupõem que as causas desconhecidas, que foram capazes de produzi-los, também estão na condição de mantê-los. Nesse caso, quando erram, têm a vantagem de fazê-lo sempre em uníssono. Sendo assim, a calamidade que, em decorrência desse erro, acaba por atingi-los, é sempre universal, enquanto a cabeça pensante, caso erre, ainda permanece sozinha. Diga-se de passagem que temos aqui uma confirmação do meu princípio de que o erro nasce sempre de uma conclusão da consequência para o fundamento.

    Arthur Schopenhauer

    Para reflectir nas férias ..em especial aos socratinos ….carpe diem…

    Gostar

  13. Oscar Maximo permalink
    28 Julho, 2009 09:32

    Quem salvou a Segurança Social?
    Todos os governos a salvam, e na próxima legislatura e com qualquer governo será salva mais uma vez.
    já quanto aos beneficiários…

    Gostar

  14. Anónimo permalink
    28 Julho, 2009 09:42

    E de tudo isso desde o principio a direita e os blogs troçam e botam abaixo. E suspeita-se que o fazem apenas porque o governo é ps e eles são do outro clube de futebol. Quando o clube de futebol for o deles vai ser diferente.

    Gostar

  15. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 09:55

    Faltou referir a maior contribuição do Sócrates para a nossa modernização:Os bairros sociais africanos!Os executores do plano tecnológica!
    Que seria de nós sem a Quinta da Fonte, da Bela Vista, do Bairro de Sta Filomena, da cova da Moura, do Fim do Mundo e outros milhentos como estes?Tudo perfeitamente integrado!Com muitos animadores culturais, muita sociologia e combate à pobreza e desigualdade.É como se cá tivessem nascido.E isto só ficará mesmo bom quando formos governados por estas fornadas de “genes frescos”…

    Gostar

  16. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 09:56

    Basta ver o António Costa e pensar como isto vai ser um paraíso de leite e mel…

    Gostar

  17. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 10:05

    Para rematar acho que deveriam meter uma cunha ao amigo Obama e importar o Madoff.Como ele foi especialista em piramidar maioritariamente judeus estão a ver a massa que cá cantaria…

    Gostar

  18. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 10:07

    E aviso já os gajos:se não receber um magalhães pelo correio não alinho…

    Gostar

  19. 28 Julho, 2009 10:28

    Pode-se falar de muita coisa do homem, especialmente em matéria de corrupção e compadrios, mas atacá-lo no que de melhor fez… parece-me um tiro no pé. Além de despropositada esta “noticia” está completamente fora de lugar, pk o homem realmente tomou essas iniciativas, o problema não é ele ter lançado isso tudo (que são todas coisas fantásticas) a questão é quem vai ganhar, ou quem já está a ganhar, com a sua implementação, eu até dizia o nome de 2 empresas, mas n digo.

    Gostar

  20. lucklucky permalink
    28 Julho, 2009 10:59

    Sócrates é só o Irmão Gémeo da Manuela. Qualquer deles pensa que o Estado-Coorporativo é a solução e a propaganda social-populista agora com toques tecnológicos a solução.

    A Liberdade e Democracia Ocidental só terá salvação quando houver limites Constitucionais aos Impostos e á Dívida Pública.

    Gostar

  21. Convencido permalink
    28 Julho, 2009 11:04

    Bulimunda
    Levy
    Rxc
    LUSITÂNEA
    ..estou convencido com os vossos argumentos e propostas…vou votar Sócrates !!!

    Gostar

  22. Pi-Erre permalink
    28 Julho, 2009 11:30

    Pronto, o Convencido convenceu-me: NÃO vou votar Sócrates !!!

    Gostar

  23. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 11:49

    PS defende a livre circulação de cidadãos lusófonos

    Isto é que é política social global.Ninguém mais oferece.E vai avançar nem que tenham que ser arrastados todos os vencimentos acima dos 2000 euros/mês para garantir o estado social africano…

    Gostar

  24. JMLM permalink
    28 Julho, 2009 12:04

    O governo pode não estar com muita “graça” neste momento. Poderá ser da crise ou de outra coisa qualquer. A alternativa democrática será a oposição.
    MFL A senhora do silêncio?
    PP O feirante?
    FL Das verdades absolutas?
    JS O da cassete?

    Ainda bem que Socrates nos deu os computadores, assim podemos procurar alternativas na net.
    Nota: A pesquisa deverá usar a expressão “verdadeira oposição”
    VIVA PORTUGAL

    Gostar

  25. General permalink
    28 Julho, 2009 12:11

    Alto lá . Vamos lá falar verdade ! Cá no quartel só recebemos o Magalhães ! Aonde é que param os carros eléctricos , as aventoinhas , micro ondas e essa maquinaria toda que está para aí a dizer , a nós não nos tocou nada . Vamos lá falar verdade Sor Miranda .

    Gostar

  26. João Moina de Freitas permalink
    28 Julho, 2009 12:59

    Para superar a crise temos de melhorar a qualidade das nossas exportações.

    VAMOS EXPORTAR O SÓCRATES

    Gostar

  27. Anónimo permalink
    28 Julho, 2009 13:06

    acho optimo a livre circulação entre os países lusofonos, mas com certas condições. Como por exemplo o inverso, o de “persona non grata” a qualquer lusofono que praticasse crimes para além da infracção de transito ou simples altercação ou berraria. Nunca mais podia colocar cá os pés.

    Gostar

  28. Bunny Colvin permalink
    28 Julho, 2009 14:02

    O Sócrates na verdade é um transhumanista, eu já o estou a ver todo pimpão, a inaugurar a pedra de lançamento da singularidade tecnológica,

    “Portugueses, a partir de hoje estamos livres das malhas coercivas do corpo e das limitações humanas, desafiamos o inevitabilidade do envelhecimento e da morte através da tecnologia, advogamos a utilização da ciência para acelerar o nosso movimento de humano para uma condição pós – humana.”

    Gostar

  29. arreporra permalink
    28 Julho, 2009 14:59

    Em 31.10.04 João Miranda escrevia isto: e muito sobre a política dos USA

    Esquerda atinge a idade adulta
    Esquerda Desiste de Recorrer ao Presidente da República

    Jorge Sampaio conseguiu duas coisas notáveis neste mandato. Ao não convocar eleições, mostrou que levava a sério o seu parlamentarismo e que o Presidente da República não é o pai da esquerda. Não será reconhecido por isso.

    O Psiquiatra Imaturo
    Daniel Sampaio dirigindo-se aos jovens deste país: E por isso vos peço: ajudem a derrubar este governo.

    Isto é muito feio. Um homem de meia idade que usa o seu estatuto de figura paternal para manipular mentes inocentes e voluntaristas com fins políticos.

    28.07.09, Miranda vive a sua idade de ouro. Escreve muito sobre a politica de Sócrates . Talvez espere que se parta uma perna da cadeira como aconteceu ao Tonho das botas.
    Acrescento a sua frase:
    Isto é muito feio. Um homem de meia idade que usa o seu estatuto de figura paternal para manipular mentes inocentes e voluntaristas com fins políticos.

    Gostar

  30. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 15:00

    ó 27
    Conhece algum africano que queira voluntariamnete regressar a casa?Quando me apresentar um…
    Onde é que a malta lá recebe em casa aos 3 e 4 magalhães?E casa e RSI? e saúde da melhor que o SOS está cá para garantir a IGUALDADE e a educação?Que a Lurdes deixa matricular quem se apresente e apesar de “sem papéis” o ministério das finanças avança logo.E ao fim de 6 aninhos voilà mais um “português” de gema!Para o défice claro…
    Agora dê uma voltinha nas horas de trabalho e veja a “produção” daqueles que teóricamente iriam pagar as pensões dos velhinhos.Quer-se dizer estes é que já estão a subsidiar tanta magnaninidade internacionalista

    Gostar

  31. Marafado de Buliquei-me permalink
    28 Julho, 2009 15:03

    A faxaria a atacar em todas as frentes…, Já ganharam !!
    A velha é que será a salvação da Pátria ela e o bater com a mão no peito e a faca nas costas do pessoal !!

    Gostar

  32. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 15:04

    O internacionalismo está é a dar cabo dos trabalhadores indígenas e principalmente dos pobres lá do fim do mundo que não têm um SOS INDÌGENA que os defenda.Basta reparar na CARA de quem anda a governar.Colonização pura e dura…

    Gostar

  33. LUSITÂNEA permalink
    28 Julho, 2009 15:06

    O internacionalismo traidor é como em cuba.De vitória em vitória até à miséria final…

    Gostar

  34. Bin Ladino permalink
    28 Julho, 2009 15:58

    # 1, andas sempre atrazado, tem cuidado que a joana amaral dias não tarda põe-te o salto alto em cima ao entrar para o seu bólide e lá ficas tu esborrachado, antes de o ser já o eras.

    Gostar

  35. 28 Julho, 2009 16:23

    Quer queiramos ou não, temos que reconhecer que Sócrates foi e é dos melhores políticos após Ditadura.

    Quem fala contra são sempre os mesmos, os que já sentem o tapete a fugir debaixo dos pés, ou seja o Poder as contrapartidas os favores a corrupção.

    Apesar de ter sido prejudicado em alguns aspectos por este Governo digo: ‘Sócrates The Best’

    Gostar

  36. Bin Ladino permalink
    28 Julho, 2009 16:33

    # 35 ó cyber, pedinte de causas perdidas. Loas ao inginheiro só no júlio de matos. Entre os pategos de vilar de maçada, vestido e maquilhado à força, ele será o maior. Alimenta-te do traste.

    Gostar

  37. 28 Julho, 2009 17:37

    Em Novembro vamos ver a Manuela Ferreira Leite mascarada de Grinch a ir de casa em casa tirar os Magalhães aos meninos pequeninos… Nesta analogia, o José Sócrates é o Pai Natal. É assim a vida no mundo Simplex.

    Gostar

  38. Rxc permalink
    28 Julho, 2009 18:32

    35, deve estar a gozar certo? Já ouviu falar no conceito de “ajuste directo”? Penso que não preciso de dizer mais nada.

    21, se fica convencido com meia dúzia de comentários mal alinhavados num qualquer blogue, é porque não dá muito valor ao seu voto…

    Gostar

  39. Tribunus permalink
    28 Julho, 2009 18:43

    Bem o engenheiro do ingles tecnico, deu-nos a tecnologiae nós demos o dinheiro, para ele andar a comprar programas de software
    nas multicionais, para ele fingir que faz reformas. Claro que para
    administrar bem o dinheiro, compra sem concursos publicos!
    Para condizer usa e abusa da tecnologia para não saber a quantas anda……..

    Gostar

  40. Anónimo permalink
    28 Julho, 2009 18:57

    #38 – qual conceito de ajuste directo? está na lei e mai nada. pelos vistos tem dado muito jeito às câmaras psd.

    Gostar

  41. 28 Julho, 2009 19:15

    21 # Convencido

    Não estou aqui para convencer ninguém, e não esperava que as minhas opiniões fossem influenciar o seu voto. Se é assim tão influenciável, é porque não sabe bem o que quer e o que defende.

    Gostar

  42. Zeta Draco permalink
    28 Julho, 2009 22:23

    Em matéria de tecnologia Sócrates também nos deu as malfadadas matrículas electrónicas, com a sua espionagem aos movimentos dos automobilistas e as portagens electrónicas nas SCUTs e à entrada das cidades. Regressamos hà Idade Média, quando os campónios tinham de pagar imposto às portas das cidades para poder entrar. No debate desta noite entre os candidatos à câmara de LX já A Costa propôs taxar os carros dos não residentes acima dos dos residentes. Como é que pensam que ele vai fazer isso? Pois é, com os ditos chips malditos. Li com satisfação a nota de MFL na secção de economia do Expresso hà umas semanas, manifestando-se claramente contra esta maléfica utilização da tecnologia para o ataque às liberdes civís. Espero que actue em coerência com as suas palavras e se derrube este neo-Maoismo e a instalação do estado polícia.

    Gostar

  43. 28 Julho, 2009 23:11

    Não quem por aqui andará que trabalhe em ciência. Eu sim. O nosso ministro Gago deixa muito trabalho por fazer mas o seu legado não deixa de ser bastante positivo principalmente se olharmos para os governos laranjinhas, onde o apoio para I&D e formação de quadros foi 0 (ZERO, NICKLES, BOLA, NIENTE, NULL, RIEN DE RIEN) porque a política geral do laranjal sempre foi polir as suas próprias laranjas e contar os tostões porque, afinal, a crise já vem desde o tempo do Encoberto e tretas afins. Falta ainda actualizar os valores das bolsas, transformá-las em contratos, garantir a continuação dos programas Ciência MAS, acima de tudo, limpar a casa (laboratórios do estado, politécnicos e universidades) de todos os inúteis, velhos e tontos que por lá andam agarrados a um belo tacho que ganharam por afinidade química para com os medíocres que mandam nas instituições, politiquices, família, apelido ou outros motivos que nada têm que ver com o mérito académico. Tudo vale mais do que a quantidade e qualidade das publicações científicas, por exemplo, até o ser-se “um gajo porreiro para os copos”. Quem está de fora do mundo da ciência não faz a mínima ideia do que se passa dentro dele mas o que se vê é pessoas de vintes e trintas com currículos brilhantes a viveram de bolsas (ou de nada) enquanto tolinhos são xô dótores. Vejam a percentagem ridícula de doutorados a ensinar nos politécnicos e talvez percebem melhor porque andam os tipos a manifestar-se, coitadinhos, contra a possibilidade de currículos bem melhores do que os deles concorrerem a concursos e paparem-lhes os lugares, como deveria na realidade suceder, se nesta terra déssemos algum valor ao mérito e não à cunha e ao compadrio. De dentro do mundo académico, a desculpa é sempre a mesma: “ah, e tal, as aulas tomam-nos o tempo todo (e o camandro), não podemos fazer ciência nem escrever artigos nem sequer doutoramentos, ai de nós!”. Pois. Os bolseiros conseguem-no, no entanto. Ganham uma treta, têm contas para pagar, alguns dão aulas quando o estatuto lhes permite e no entanto fazem isso tudo e muito mais. E para quê? Para chegar aos 40 anos a pedinchar bolsas de pós-doc e a ser tratado como lixo e sem ver o seu mérito e trabalho reconhecido.

    Espero que quem faz investigação a sério tenha o bom senso de procurar manter a criatura Leite e o seu séquito longe do poleiro. Com esses, meus amigos, acabaram-se as bolsas, os Ciências, o financiamento de projectos e até a FCT. Mérito tem o Gago nestes aspectos, pelo menos. O facto é que nos últimos anos temos demonstrado ao mundo inteiro que temos bons cérebros a trabalhar em I&D neste país e fora dele e conseguimos fazer muito, mesmo que muitas vezes com pouco: mas sempre melhor do que com o NADA que o laranjal nos deu.

    Gostar

  44. Zeta Draco permalink
    28 Julho, 2009 23:52

    Harpad, nem mais. Eu que o diga, com 37 anos, doutoramento e com mais currículo do que metade do pessoal do(c)ente do meu departamento, mas desde sempre no desemprego, e a viver de bolsas daqui e dali há cinco anos. Como nunca descontei, nem direito ao subsídio de desemprego tenho. Sem dúvida, na área do combate ao nepotismo e às cunhas, concursos com fotografia e outros favores no acesso à carreira académica (hã, o quê? aquilo são académicos?), Gago não foi nada gago. Se não estiver empregado para o ano atiro-me do alto do Cristo-Rei! Já o disse no blog do Sociedade Civil (RTP2) e aqui o repito. Não andei a queimar as pestanas para aceitar um qualquer McJob. O tanas; antes morrerei!

    Gostar

  45. Oraporra permalink
    29 Julho, 2009 00:12

    Zeta Draco

    …com mais currículo do que metade do pessoal do(c)ente do meu departamento,

    …Como nunca descontei,

    …Se não estiver empregado para o ano atiro-me do alto do Cristo-Rei!

    Curriculo não significa mais conhecimento!

    Com essa idade já eu tinha 23 anos de descontos. Comecei a trabalhar ainda adolescente.

    Não faça isso pois ainda tem muita vida pela frente!

    Gostar

  46. 29 Julho, 2009 00:27

    Oraporra: por “currículo” não se entende “nº de diplomas”. Em ciência, pelo menos, currículo significa conhecimento adquirido e criado. Trabalhar em ciência não é o mesmo que trabalhar num escritório, num stand de vendas ou nas obras. Nem todos sabem fazâ-lo, nem todos querem e muito menos ainda sabem o que isso significa. Existem mesmo alguns que acham que aquilo que fazemos é uma espécie de “hobby” e que se estamos mal nos devemos mudar para um trabalho McTrampa. Muito giro. Pena é que seja este “hobby” o responsável pelo aumento da esperança média de vida dos europeus em mais de quarenta anos em relação à idade média. Subescrevo, portanto, o que o Zeca Draco escreveu. Começou a trabalhar ainda adolescente? Pois também eu. Comecei a trabalhar para ser cientista por essas idades, também e, acredite ou não, não foi nem é fácil e representa muito trabalho. Trabalho esse que alguém qualificado tem que fazer e, desculpe-me dizê-lo, provavelmente não será você. Da próxima vez que tomar uma vacina, um medicamento, usar um insecticida, um telemóvel, um computador ou o quer que seja que o rodeia pense em quem foi que deverá ter desenvolvido essa tecnologia (a aplicada e a fundamental) e se seria você próprio capaz de o fazer. Sabe, é que eu e os meus colegas levamos o nosso trabalho muito a sério e não só não temos qualquer esperança de carreira porque uma data de medíocres já se agrafaram ao tacho sem o merecerem como, se formos para o olho da rua, nem à merda do subsídio temos direito.

    Gostar

  47. 29 Julho, 2009 23:08

    Estou com muita vontade de responder seriamente aqui aos académicos, mas não posso, estou sem tempo.

    Mas ao doutorado com 37 anos que vive há cinco anos de bolsas daqui e dali e que chantageia com o suicídio, tenho muito a dizer.

    Parem os dois de se queixar e de querer o mundo à vossa disposição e criem trabalho.

    Deus Meu!

    Gostar

Trackbacks

  1. As coisas que se dizem quando não se tem nada para dizer « trovas de bandarra

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: