Saltar para o conteúdo

A Vitória da Propaganda

31 Maio, 2010
by

Ajuda Humanitária

Israel Navy: “Mavi Marmara, you are approaching an area of hostilities which is under a naval blockade. The Gaza area coastal region and Gaza harbor are closed to all maritime traffic. The Israeli government supports delivery of humanitarian supplies to the civilian population in the Gaza Strip and invites you to enter the Ashdod port. Delivery of supplies in accordance with the authorities’ regulations will be through the formal land crossings and under your observation, after which you can return to your home ports on the vessels on which you have arrived.”

Response: “Negative, negative.”

Anúncios
73 comentários leave one →
  1. Outside censurado por jcd permalink
    31 Maio, 2010 15:06

    “The Israeli government supports delivery of humanitarian supplies to the civilian population in the Gaza Strip and invites you to enter the Ashdod port.”

    AHAHAHAHAH…Isto não é propaganda…ISTO É PUBLICIDADE MESMO !!!

    …e só compra quem quer !!!

    Poupe-me……….

    Gostar

  2. 31 Maio, 2010 15:11

    Costumam por umas palas nos jumentos, para eles não terem a oportunidade de ver o que os circunda e irem sempre, e somente, atrás da cenoura, JCD! Já que fala de propaganda, então analise o artigo dos media de israel YnetNews em http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-3896796,00.html. Sei que o seu nivel de intelectualidade não necessita que lho traduzam, mas fica a nota que segundo as “vítimas da propaganda” os comandos foram vitimas de uma brutal emboscada no alto mar (!) utilizavam espingardas de paintball (!), e os activistas tentaram derrubar os helicópteros da IDF (!). Acho que nem o Nuno Rogeiro, no seu melhor, consegia melhor justificação… para os cenouras!

    Gostar

  3. Javali da Costa permalink
    31 Maio, 2010 15:15

    Quando passo por um judeu ponho logo a mão na carteira…

    Gostar

  4. K2ou3 permalink
    31 Maio, 2010 15:17

    Posso fazer uma recomendação?.
    Não brinquem com isto!.
    Pode acabar muito mal. Mas mesmo MUITO MAL!.

    Gostar

  5. joao permalink
    31 Maio, 2010 15:18

    podiam ter entrado pela fronteira do Egipto com Gaza….evitavam-se estes incómodos.

    Gostar

  6. Ricardo permalink
    31 Maio, 2010 15:19

    1- A quantidade de ajuda humanitária que pode ser entregue por mes está estipulada pelo governo israelita, o que suponho corresponder aos “in accordance with the authorities’ regulations”. Entregar os mantimentos ao governo israelita, seria entregá-los na marcha lenta imposta por Israel, ou melhor, resultado zero.

    2- Esta quantidade é manifestamente insuficiente para suprir as necessidades do povo nessa regiao.

    3- Algum do material transportado (como por exemplo, cimento) nem seria autorizado pelas “authorities’ regulations”.

    4- Este bloqueio nao é reconhecido internacionalmente. Portanto, sob a lei internacional, ilegal.

    5- A intervencao foi feita em águas internacionais.

    Gostar

  7. Arpão permalink
    31 Maio, 2010 15:20

    OH Kapado, os sacanas dos judeus andam a gozar com a comunidade internacional; atacou barcos pertencentes a países da NATO em águas internacionais e matou 19 pessoas completamente desarmadas, e você diz que devemos ter calma?

    Alguém me pode emprestar uma bomba atómica para pôr em cima da cabeça daqueles fdp’s?

    Gostar

  8. Anónimo permalink
    31 Maio, 2010 15:20

    O Hamas é um bando de terroristas, que manteem cerca de 1,5 milhão de palestinianos refens. Os que os apoiam são da mesma laia, e não hesitam, como faz o Hamas, em usarem velhos, mulheres, e crianças como escudos.

    Tiveram o que merecem.

    Gostar

  9. Fuas Roupinho permalink
    31 Maio, 2010 15:21

    A ideia que eu tinha do Hitler e dos judeus a pouco e pouco vai mudando….

    Gostar

  10. Em Defesa da Cristandade permalink
    31 Maio, 2010 15:23

    Israel é estado terrorista sustentado por emigrantes russos e americanos.

    Aquele Estado está destinado a ter um fim trágico.

    Deus não dorme!

    Gostar

  11. Anónimo permalink
    31 Maio, 2010 15:27

    #12 O nazi adormecido que ainda existe no espirito de muito boa gente, está a acordar.

    Gostar

  12. votoembranco permalink
    31 Maio, 2010 15:30

    Para quem defende o direito internacional o termo “aguas internacionais” diz alguma coisa?

    Gostar

  13. lucklucky permalink
    31 Maio, 2010 15:31

    As provocações correm o risco de descambar, neste caso o objectivo era esse mesmo. Chegará a vez da Europa e a nossa também.

    Gostar

  14. Em Defesa da Cristandade permalink
    31 Maio, 2010 15:33

    Este Anónimo #13 é mesmo um biltre.

    Israel atacou navios pertencente a países da aliança atlântica, mata gente inocente, mantem em campo de concentração 1.500.000 palestinos; construi um muro do apartheid; não permite liberdade religiosa no seu território, conspurca com sangue o sagrado chão da Terra Santa, e os «nazis» são os outros!?

    Você deve estar a ver muitos filmes de Hollywood dos prudutores judaicos.

    Toda a cúpula do estado hebraico deveria ser presente num tribunal internacional para serem julgado pelos sucessivos crimes.

    Ou o TPI foi só feito para os cristãos Radovan Karadici e Milosevic?

    Gostar

  15. socialista vaselinado permalink
    31 Maio, 2010 15:38

    Israel não fez bem é certo devesr4 condenado internacionalmente certo mas não esqueçam que quem sofreu o que eles sofreram não está disposto a dar a cara novamente para levar …além disso o Hammas e os estados islâmicos são muito piores do que Israel, além da poligamia, da segregação racial e religiosa vivem na idade média e nem existe democracia em nenhum estado árabe excepto na Jordânia…
    Mas nada justifica este acto a não ser alguma intenção para fazer subir o preço do petróleo nos próximos tempos..andava muito baixo…tenho para mim que terá sido essa a génese…

    Gostar

  16. Outside censurado por jcd permalink
    31 Maio, 2010 15:39

    “As provocações correm o risco de descambar, neste caso o objectivo era esse mesmo. Chegará a vez da Europa e a nossa também.”

    Estás a mencionar obviamente as provocações israelitas e com temor de invasão ocidental…não te apoquentes…eles já cá estão entre nós há muito tempo…sem máscaras venezianas.

    Gostar

  17. Em Defesa da Cristandade permalink
    31 Maio, 2010 15:42

    Os judeus amolecem a comunidade internacional com essa «o que eles sofreram», etc. e tal , como os judeus tivessem sido uns anjinhos durante a história da humanidade.

    Um crime nunca justifica outro crime!

    Gostar

  18. Outside censurado por jcd permalink
    31 Maio, 2010 15:42

    #13 Este é o problema desta gente !!!

    Critica-se Israel e automaticamente somos afectos ao nazismo hitleriano…sim pá…o mundo é assim tão simples e claro…vai na corrente, na manada, não arranjes um cérebro na Gougâ não!

    Gostar

  19. socialista vaselinado permalink
    31 Maio, 2010 15:43

    Gostar

  20. socialista vaselinado permalink
    31 Maio, 2010 15:43

    Gostar

  21. K2ou3 permalink
    31 Maio, 2010 15:45

    Meu caro #8
    Eles têm, e pelas redondesas, “deve haver”, mais quem tenha.
    Não te esqueças, na “guerra do golfo”,
    levaram com SCUD’s, sem terem sido nem perguntados nem achados.

    E volta e meia, rockets.

    Gostar

  22. socialista vaselinado permalink
    31 Maio, 2010 15:47

    Vão ver que o preço do petróleo no próximo mês vai disparar…foi essa a intençºoa não tenham dúvidas…provavelmente foi um conluio de Israel-e E.U.A- com alguns países árabes para fazer subir o preço do ouro negro…neste mundo cada vez mais nada é o que parece ser…

    Gostar

  23. Colonizado catinga permalink
    31 Maio, 2010 15:50

    Neste particular vou pelos israelitas.A táctica do salame já tem barbas.E depois não se queixem.Por solidariedade os gajos árabes dão 72 virgens aos gajos ocidentais que andam armados em 5as colunas…

    Gostar

  24. Outside censurado por jcd permalink
    31 Maio, 2010 15:51

    “The Israeli government supports delivery of humanitarian supplies to the civilian population in the Gaza Strip and invites you to enter the Ashdod port.”

    Palavras e argumentos para quÊ ???

    Na frase supracitada encontra-se toda a falsidade/demagogia/propaganda.

    Nem a HM colocaria aqui tal marketing!

    Gostar

  25. socialista vaselinado permalink
    31 Maio, 2010 15:57

    Preço do barril de petróleo caiu 20%

    notícia de 26/05/2010 00:30:00
    O preço do barril de petróleo caiu aproximadamente 20% desde o final de Abril. O ouro negro, que estava a custar cerca de 90 dólares no final do mês passado está a valer, na actualidade, menos 18 dólares.

    fonte da notícia: Jornal de Notícias
    categoria da notícia: Economia / Econ

    Gostar

  26. Augusto permalink
    31 Maio, 2010 16:24

    Ataque em águas internacionais…..

    Ataque a um navio com a bandeira da Turquia país membro da Nato.

    Assassinato de pelo menos 19 activistas pró Palestina .

    No barco iam cidadãos de vários países, deputados europeus, jornalistas e até um sobrevivente do Holocausto.

    Como se vê todos perigosos terroristas anti-Israel.

    Propaganda…só se fôr o que Israel está a tentar vender, mas cheira demasiado a peixe podre.

    Talvez o Blasfémias acredite, mas ninguem de bom senso acredita ….

    Gostar

  27. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:25

    Que está destinado a ter um fim trágico parece uma evidência tão grande que eles próprios já afirmaram que não vão sozinhos. Têm bomba atómica e há-de ir muito mais coisas ao ar com eles.

    Mas, a vergonha é que aquele país foi dado pelos europeus num negócio de Suez que não têm como lavar as mãos.

    Não foi Deus que lhes ofereceu Israel- razão pela qual os judeus ortodoxos são todos anti-sionistas.

    Gostar

  28. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:28

    Uma coisa tem piada- todos os racistas apoiam povos eleitos.

    Por isso é que tinham sido os primeiros a exterminar judeus, caso vivessem no nazismo.

    Não há diferença- o Hitler inspirou-se neles para inventar a superioridade da raça ariana.

    E depois eles aceitaram o treino nazi para inventarem o seu sionismo na terra prometida.

    Gostar

  29. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:29

    Mas, a verdade é que a escória que têm à volta também já nada tem a ver com o Império Otomano.

    Gostar

  30. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:31

    O catinga disse logo que vai pelos menos farruscos.

    Afinidades…

    e ia jurar que as do mato têm precisamente a mesmíssima origem e trauma.

    Nunca tinha pensado nesta explicação até ter contado que era retornada.

    Gostar

  31. Outside (r) censurado por JCD permalink
    31 Maio, 2010 16:36

    Helena Matos, independentemente de ter posição oposta…NÃO CENSURA POR DELITO DE OPINIÃO COMO JCD 😯 NEO(N) LIBERAL DE SERVIÇO)!!

    Gostar

  32. Romão permalink
    31 Maio, 2010 16:37

    Nunca vi ninguém gastar tão rapidamente um capital imenso de compaixão e pena que lhes legaram pelo que passaram na Segunda grande guerra.

    Gostar

  33. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:37

    Repete muito e vais ver se não apaga tudo.

    ehehehe

    Gostar

  34. Outside (r) censurado por JCD permalink
    31 Maio, 2010 16:39

    Já apagou bastantes !!! Demais !!! Com argumentação de não “produzir mais valia para o tema em apreço) ou de insultos só visíveis no seu olhar supremo !!!

    Quem aqui se encontrava testemunhou! ISTO É PIDESCO !!!!

    Gostar

  35. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:40

    # 32

    Se calhar havia explicação em recuando à Suméria. Sempre foi assim, quando o ADN falava mais alto.

    Tiveram interregnos quando viveram entre católicos.

    E têm um indiscutível património religioso onde os profetas choram estas mesmíssimas desventuras e crueldades deste povo tão paradoxal.

    Resta saber é se era mesmo um povo ou uma religião entre vários povos que só com a diáspora se uniu.

    Mas, Israel é uma vergonha para a qual todos contribuíram.

    Era isso que eu queria dizer. Quem os fez que agora faça o mea culpa.

    Gostar

  36. ei-zaz permalink
    31 Maio, 2010 16:43

    Mas, os que passaram pela Segunda Guerra é que negociaram Israel com os carrascos.

    E essa verdade e esse treino terrorista e até esse jogo de espelhos só se aguenta hoje pela forma como ainda põe a render o holocausto.

    De outro modo era meio mundo a considerá-los nazis.

    Gostar

  37. Euclides Barbosa permalink
    31 Maio, 2010 16:44

    Israel é um Estado Soberano.
    Israel tem direito à defesa do seu território.
    Os barbudos “humanitários” sabiam que o porto para onde iam estava vedado a tráfico naval, sabiam que era expressamente proíbido o acesso áquelas aguas territoriais israelitas. Foram avisados pelas autoridades e mesmo assim avançaram. A que se chama isto? Terrorismo e pirataria. A capa do humanitarismo servia apenas para levar armas aos ineficazes e improdutivos árabes de gaza. Que querem mais?

    Gostar

  38. lucklucky permalink
    31 Maio, 2010 16:49

    Isto é resultado de confiar no outro.

    Só sendo naif e mesmo idiota é que soldados deixam pessoas hostis estarem a um passo deles. Ora não admira que nestas condições assaltos e facadas aos soldados tenham sucedido. Incompetência pura e excesso de confiança.

    Gostar

  39. Anónimo permalink
    31 Maio, 2010 16:51

    O mais estranho é esta “Santa Aliança” entre uma certa direita, que à 70 anos entregavam os Judeus aos Nazis para este os levaram para os campos de concentração, e os Judeus que se reclamam como descendentes das vitimas dos Nazis.

    Estranho….

    Gostar

  40. Anónimo permalink
    31 Maio, 2010 17:05

    Os Palestinianos são um povo de quem ninguem gosta: veja-se como os trataram no Libano, na Jordania, e no Egipto, que construiu um muro ainda mais alto que o dos israelitas, mas claro, desse ninguem fala.
    Os colonatos judeus da Cisjordanea, dedicam-se a fazer agropecuaria de altissima qualidade, puseram o sua experiencia e conhecimentos à disposição dos palestinianos, mas como trabalhar não é com eles, recusaram, porque viver da caridade internacional é que é bom.

    Gostar

  41. ei-za-z permalink
    31 Maio, 2010 17:15

    # 39

    Não sei se era “direita”. Eram racistas e ainda hoje o são. Os racistas estão sempre do lado do sangue que se reivindica de mais
    puro.

    De qualquer forma Israel- enquanto país, até lhes estraga a patranha da cartilha neotonta porque é a prova mais provada que é em nome de uma entidade comum que depois se transforma num “Estado” que as comunidades se organizam.

    Se eles não tivessem um “Estado” a Nação não chegava para a bomba atómica.

    E, se não tivessem outro “Estado” cá fora, como o dobro dos habitantes de lá, também não se podiam dar ao luxo de tiques neo-coloniais pagos pelos EUA.

    Gostar

  42. Miguel Lopes permalink
    31 Maio, 2010 17:16

    1. Os avisos israelitas feitos às 120 milhas são irrelevantes.
    2. O

    Gostar

  43. ei-za-z permalink
    31 Maio, 2010 17:17

    Israel é a última utopia criada, depois da Revolução de Outubro.

    Tem o mesmíssimo fundo iluminado. Tem a mesmíssima historieta comunitária, incluindo nos kibutzs e nos filhos do Estado.

    E tem o mesmo resultado, salvo o internacionalismo que é banqueiro e não dos famélicos da terra.

    Gostar

  44. ei-za-z permalink
    31 Maio, 2010 17:19

    Portanto, os liberotontos que se descabelam por criarem países de raiz sem Estado, sãos mesmos que à conta do racismo defendem o bom do socialismo pencudo do bom do Estado totalitário e religioso, israelita.

    E isso tem muita piada.

    O pleno entre antigos trotskistas e novos neo-trotskistas= neocons.

    Gostar

  45. maxcady128 permalink
    31 Maio, 2010 17:20

    Ups, alguém que mande deitar este vídeo abaixo, senão será certamente um embaraço para o público apenas disfarça à superfície os seus sentimentos anti-semitas.

    Gostar

  46. 31 Maio, 2010 17:27

    O filme do desembarque. Os pacifistas recebem os soldados israelitas.

    Gostar

  47. Critico permalink
    31 Maio, 2010 17:27

    É bastante perigoso colocar todos os israelitas no mesmo saco,há que distinguir claramente entre judeus (não sionistas) e sionistas,isto de se acusar ou misturar e apontar o dedo a um povo/grupo é bastante erróneo e falacioso e só irá gerar mais conflitos,quando os verdadeiros culpados se riem na maré de contra-informação e publicidade latente,é precisamente isto que se os carrascos pretendem,confusão e conflitos sem qualquer nexo e sentido,onde mais uma vez os verdadeiros assassinos se regozijam com a morte alheia.

    Quanto ao dito vídeo,é no mínimo anedótico,contudo estas manobras de diversão apenas demonstram a hipocrisia latente,e certamente não seria do interesse de fantoches israelitas gerarem “paz” ou “ajuda”,quer a troco de milhares de mortes por eles causadas somente no conflito Israel-Gaza,quer a troco de determinadas posições politicas e/ou mediáticas,contudo sendo esta hipotética ajuda envenenada,por um lado seria um “cavalo de Tróia” em troca de algo,por outro esquecendo os crimes em prol de uma ajuda que não cobrirá em nada os danos irreversíveis causados,atenuando a opinião publica ou criar dependência alheia.

    Os propósitos á partida seriam positivos se esquecesse-mos todo o contexto,historial e a podridão,interesses e esqueleto instalado entre as elites,e das mesmas não virá nada que favoreça as suas vitimas,acreditar/pensar em tal é ser-se irreversivelmente irrealista.

    Gostar

  48. Ex defensor dos alemães permalink
    31 Maio, 2010 17:31

    Aliás, os judeus estão mesmo por detrás desta crisezinha que estamos a atravessar e da qual não vemos o fim. Perguntem ao Obama que ele conta-lhes. A ética só existe para um judeu até ele farejar dinheiro.

    Gostar

  49. lucklucky permalink
    31 Maio, 2010 17:34

    Interessante moral bem Socialiista.

    Os Israelitas alguém de levarem com rockets na cabeça devem alimentar, amamentar quem lhes diz que os vai destruir e os quer mortos.
    Apliquem lá tão brilhante filosofia a vocês.

    Gostar

  50. 31 Maio, 2010 17:50
  51. Critico permalink
    31 Maio, 2010 17:50

    Se foi para mim eu returco,e desde quando é ser-se realista e contra este tipo de atitudes é ser-se socialista? Sem ofensa,mas esse argumento é absolutamente idiótico,e antes de o dito “Socialismo” ter sido pensado enveredava-se por que via?Aliás o próprio socialismo é uma aberração,mas a defesa de humanos é simplesmente apolitico,dificil de compreender?

    Aplique semelhante filosofia se as ditas “sociedades modernas” fossem bombardeadas,sem qualquer distinção?Isto de se colocar o “outro” como monstro por simplesmente ripostar em menor escala ás atrocidades perpetradas pelas ditas “sociedades modernistas” é abjecto e hipócrita.A vida humana não tem preço,ou gostaria de ver a sua vida retirada por meras questões Geopolíticas de agenda?

    Gostar

  52. Colonizado catinga permalink
    31 Maio, 2010 18:08

    Os muçulmanos o que fariam a seguir a destruir Israel?Armar as pacíficas populações que vivem aos milhões na Europa…
    Aliás já se detecta isso por exemplo no UK em que os soldados regressados do Afeganistão são espancados no seu próprio país…
    Por cá é mais canos serrados e arrastos quer aos particulares quer ao erário que por milagre da esquerdalhada tem que alimentar, ás centenas de milhar,quem declare afectos e consiga a nacionalidade.Mesmo que não seja preciso para nada e nada tenha que fazer…
    A sujeição destas elites traidoras a ideias internacionalistas que escravizam o próprio povo mete nojo quando ainda por cima não têm vergonha de o virem para aqui defender e chamar nomes aos outros.

    Gostar

  53. lucklucky permalink
    31 Maio, 2010 18:09

    Havia alguém nos barcos que não tivessem lá de livre vontade? Tente dar umas facadas em polícias e tirar-lhes a arma e veja o que acontece.

    Não há país no mundo excepto Israel com um inimigo que lhe tira toda a humanidade e o diz claramente para toda a gente ouvir. Mas há uns surdos. Depois de ouvir tal coisa ainda tem de os alimentar, tratar.

    Gostar

  54. Portela Menos 1 permalink
    31 Maio, 2010 18:09

    A claque do Blasfémias faz lembrar aquele soldado que ia com o passo trocado numa parada militar, e a mãe do dito gritava: “vão todos com o passo trocado, só meu filho vai bem”!

    Gostar

  55. Não Interessa permalink
    31 Maio, 2010 18:14

    Jcd, por piedade, pare lá com isso. Esses vídeos não provam nada (juntar umas setinhas aqui e umas manchas ali e fazer comentários não torna as coisas em factos.. de todo) e só ridicularizam quem os vai buscar. Mas que firebomb? Que stun grenade? Nem dá para perceber quem são uns e outros? E não é uma resposta a uma abordagem? Andamos a brincar? Tenha lá um bocado de senso, já me estive a rir com esse vídeo ali n’O “Invisualmente”, já chega..

    Gostar

    • 31 Maio, 2010 18:24

      Claro, só interessam as notícias que dizem que um grupo de pacifistas foi barbaramente atacado por Israel. As filmagens do “ataque” é que não provam nada.

      Gostar

  56. Colonizado catinga permalink
    31 Maio, 2010 18:16

    Onde andaram as manif´s de muçulmanos contra os grandes ataques terroristas que mataram milhares e centenas respectivamente nos EUA e na Europa?O que se assiste?Á sujeição amedrontada, á conversão para a crença terrorista tudo isto sem reciprocidade nenhuma.Basta ir ao norte de África para se ser candidato a cadáver…a ser raptado, a ser preso por tudo e nada.
    Por isso é que admiro os israelitas que tratam e bem da sua rica vidinha sem ser preciso o “julgamento” deste traidores modernos…

    Gostar

  57. Em Defesa da Cristandade permalink
    31 Maio, 2010 18:26

    Os judeus é criaram esta crise.

    Agora os tolos dos europeus e dos americanos vão trabalhar «c’ma caramba» para engordar as sanguessugas e os madoffs das bolsas, dos bancos e até dalguns governos prisioneiras desta seita diabólica.

    Gostar

  58. Colonizado catinga permalink
    31 Maio, 2010 18:29

    A esquerdalhada que organize uma merda parecida de apoio á oposição no Irão e depois falamos de bons modos…

    Gostar

  59. Colonizado catinga permalink
    31 Maio, 2010 18:32

    As primeiras notícias da propaganda muçulmana era de que os pacifistas foram apanhados a dormir os coitadinhos…

    Gostar

  60. Portela Menos 1 permalink
    31 Maio, 2010 18:39

    no Blasfémias nem tudo está perdido! :

    Publicado por Gabriel Silva em 31 Maio, 2010

    Gaza não é território de Israel. Só os habitantes de Gaza devem ter o direito de decidir quem entra ou sai do seu território (infelizmente subjugado por uma sanguinária ditadura), tal como em qualquer outro território.

    Publicado em Geral | 2 Comentários »

    Gostar

  61. free rider permalink
    31 Maio, 2010 19:09

    Malta,

    Isto é uma guerra por território, a mais primerva razão de luta. Enquanto uns não exterminarem os outros para controlar o território, a bagunça vai continuar. Perfeitamente normal.

    Também cá há-de chegar, é só faltar palha para o estômago.

    Gostar

  62. Sofia Ventura permalink
    31 Maio, 2010 19:25

    Ó jcd, porque é que estas imagens existem? E, já agora, como é que “Não. O nosso destino é Gaza” justifica a morte de 19 pessoas?

    Gostar

  63. Yoda permalink
    31 Maio, 2010 21:32

    Fotomontagem.

    Gostar

  64. Francisco Filho permalink
    31 Maio, 2010 23:43

    A Turquia, de onde provinham os tais barcos, bombardeou hoje alvos no Curdistão, matando pelo menos 6 pessoas. (news.bbc.co.uk/2/hi/world/europe/10195996.stm). Convoco os defensores dos direitos humanos para marcharmos amanhã contra a barbárie frente à embaixada turca, contra o genocídio dos Curdos (mais de 40 mil mortos nos últimos 20 anos) e a invasão e ocupação do norte de Chipre. Hmmm, já me esquecia que a esquerda só rosna quando é contra Israel e a favor dos Palestinianos. Sendo assim, vamos lá convidar o embaixador turco para um churrasco de protesto frente à embaixada israelita.

    Gostar

  65. Francisco Filho permalink
    31 Maio, 2010 23:44

    segunda-feira, 31 de Maio de 2010
    Faz o que ele diz…

    A licenciada Noémia da Rocha Neves Anacleto Louçã foi hoje nomeada para a categoria de assessora parlamentar do Bloco de Esquerda. Esse partido (ou coisa que o valha) liderado por Francisco Anacleto Louçã.

    Gostar

  66. Portela Menos 1 permalink
    1 Junho, 2010 00:18

    francisco, filho, não desvies a conversa e continua lá a defender os dirigentes de Israel.

    Gostar

  67. 1 Junho, 2010 03:47

    jcd,

    “The Israeli government supports delivery of humanitarian supplies to the civilian population in the Gaza Strip and invites you to enter the Ashdod port.”

    Só o facto de não sentir pudor em postar isto demonstra que não faz a mais pálida ideia do que stá a falar. Não sabe o que é o bloqueio, o que entra, o que não entra e o que não sai. Males de quem, sobre um tema, não conhece mais do que a propaganda.

    Euclides Barbosa,

    “Israel é um Estado Soberano.”
    Sim

    “Israel tem direito à defesa do seu território.”
    Tem

    “Os barbudos “humanitários” sabiam que o porto para onde iam estava vedado a tráfico naval, sabiam que era expressamente proíbido o acesso áquelas aguas territoriais israelitas.”
    O porto não está vedado por nenhuma lei internacional. Está vedado por Israel, sendo certo que o dito porto não se encontra em território israelita por isso não tem poder legal sobre ele. Nem se encontra em águas territoriais suas, como é evidente e quem resolve mandar bitaites sobre o assunto deveria saber.

    “Foram avisados pelas autoridades e mesmo assim avançaram.”
    Foram avisados em águas internacionais onde as forças armadas israelitas não são autoridades, já que não têm qualquer autoridade ali. Se todos os países do Mediterrâneo resolvessem começar a dar ordens às embarcações que passam fora das suas águas territoriais havia de ser bonito. Imaginem que o Egipto dizia: avancem. A quem obedecia o comandante, tendo em conta que os dois países têm o mesmo poder sobre aquelas águas (nenhum)?

    “A que se chama isto? Terrorismo e pirataria.”
    Sim, como espero que tenha entendido. Assaltar barcos estrangeiros em águas internacionais é um acto de pirataria, se ele incluir o assassinato de pessoas pode chamar-se de terrorismo.

    Resumindo: os israelitas deram ordens a um barco estrangeiro que não estava nas suas águas territoriais mas em águas de todos nós (a não ser que Israel tenha passado a ter poderes sobre o Mediterrâneo semelhantes aos que tem sobre a Cisjordânia e Gaza), para impedir um barco de chegar a um porto num país independente. E o senhor acha que tudo isto é evidentmente correcto. Porque Israel é um Estado soberano. Portugal também (e a Palestina, já agora) e não faz o que lhe apetece nos barcos dos outros, em águas que não são suas para impedir a chegada a portos que não lhe pertencem.

    Dito tudo isto, mais vale repetir a frase do costume: “Israel tem direito a defender-se dos terroristas”. É onde tem de acabar a conversa depois de todos os argumentos lógicos acabarem. E os seus, desculpe-me, não resistem a um sopro. Talvez porque, tal como jcd, não saiba muito bem do que está a falar.

    Gostar

  68. Euclides Barbosa permalink
    1 Junho, 2010 09:57

    Daniel Oliveira

    Continue a defender os terroristas muçulmanos…
    Um dia, quando lhe entrarem em casa e o obrigarem às leis do corão (o deles, não o de Maomé) então quero ver a sua tesão a defende-los…
    Que tristes estes ocidentais com a mania esquerdoide de defesa dos “inocentes” árabes…

    Gostar

  69. LM R permalink
    1 Junho, 2010 10:49

    Francisco Filho,

    A ignorância, aliada à falta de vergonha, leva a figuras como esta que aqui fez. Fique sabendo que a tal “esquerda” sempre “rosnou” contra a ocupação do Curdistão. Mesmo, imagine, quando tal implicava acusar também um então amigo dos EUA (que na altura, palpita-me, não lhe causava asco algum): Saddam.

    Gostar

  70. Pedro Correia permalink
    1 Junho, 2010 13:20

    O comentário #3 resume de forma crua a real motivação da esmagadora maioria dos que aqui se revelam muito consternados com os crimes de Israel mas que ficam sempre insensiveis com os crimes do outro lado.
    A acção Israelita é totalmente desproporcionada mas a acção dita humanitária não o é, é uma acção política de combate a um bloqueio naval e apadrinhada, entre outros, pela Turquia, esse paladino da liberdade e dos direitos civis.
    Eu, sendo de esquerda, fico sempre incomodado quando vejo certas figurinhas a falar Pela Esquerdacomo se ser de Esquerda seja um fim em si mesmo que justifique tomar as mais absurdas posições como a de constantemente demonizar Israel e a de vitimizar os Palestinianos.

    Gostar

Trackbacks

  1. O ridículo da questão \ fractura.net
  2. O ridículo da questão | Blog | semiose.net | 2010-06-01 08:36:50 |

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: