Saltar para o conteúdo

“Já não há pachorra”

20 Março, 2011
by

Uma alegoria imperdível do Carlos Garcez Osório no Aventar.

27 comentários leave one →
  1. 20 Março, 2011 17:07

    Na verdade o senhor juiz não foi muito rigoroso, pois devia ter referido as coordenadas do local do assalto e o meridiano a que corresponde a hora.

    Gostar

  2. burns permalink
    20 Março, 2011 17:13

    aguardava com curiosidade para ver qual das dezenas de boys vinha fazer este numero ridículo,achava apropriado terem mandado um trauliteiro tipo santos silva ou lello,mas estes tiveram vergonha por isso recorreram a esta coisinha que alem de sonso ainda se está sempre a rir com as figurinhas que faz
    se algum tipo que estivesse para emprestar dinheiro visse este palerma e tivesse tradutor para perceber o ridículo da tentativa de desculpa,fugia logo

    Gostar

  3. Pedrovski permalink
    20 Março, 2011 17:16

    Parece o julgamento do Apito Dourado.

    Gostar

  4. Andreia permalink
    20 Março, 2011 17:38

    Á bocado o Tiaguinho Silveira disse 6 vezes a expressão “crise politica”, o Ministro da Presidência, já tinha dito 9 vezes e o Pinócrates repetiu 16 vezes “crise politica”. Isto já merece um rap:

    Licenciaturas aos Domingos só na UNI, tu bem querias e eu bem te vi. Vem lá a crise politica. Viva a crise politica. Uma ganza e uma crise politica. Refrão (crise politica, crise, crise, criiiiiiise poliiiiitica). Oh, oh, oh, oh, é a crise politica.

    Pino e Lino e Lino e Pino, vá lá torçam o pepino. Vem lá a crise politica. Viva a crise politica. Uma ganza e uma crise politica. Refrão (crise politica, crise, crise, criiiiiiise poliiiiitica). Oh, oh, oh, oh, é a crise politica.

    O Varadas nos robalos e o Pinócrates na Armani, papalagui. Vem lá a crise politica. Viva a crise politica. Uma ganza e uma crise politica. Refrão (crise politica, crise, crise, criiiiiiise poliiiiitica). Refrão (crise politica, crise, crise, criiiiiiise poliiiiitica). Refrão (crise politica, crise, crise, criiiiiiise poliiiiitica).

    Gostar

  5. 20 Março, 2011 17:44

    Óptimo !
    —-
    Sobre este domingo politiqueiro, sugiro a leitura do post “Política da Sereia”, por JGonçalves, no “Portugal dos Pequeninos”.

    Gostar

  6. campos de minas permalink
    20 Março, 2011 17:44

    o passos faz-me lembrar o djaló do sporting:
    excelente velocista mas quando chega o momento de acertar com a bola no buraco, falha sempre,excepto quando se engana…

    Gostar

  7. 20 Março, 2011 18:22

    Num reflexo pavloviano, quando se fala do falso engenheiro e respectiva colecção de palhaços amestrados, o socretinismo empedernido – exemplos: campos de minas, piscoisos, arlindos, etc. – traz logo à liça o Passos Coelho, como se tivesse sido este quem desgovernou Portugal nos últimos 6 anos…
    Que se há-se fazer?

    Gostar

  8. campos de minas permalink
    20 Março, 2011 18:24

    parece que o passos ia pedir uma mãozinha ao durão barroso;
    mas o durão já tinha as duas mãos ocupadas na ajuda ao PM!

    Gostar

  9. 20 Março, 2011 18:25

    O PPCoelho faz-me lembrar o (infeliz) Mantorras quando chegou ao SLBenfica: já vinha lesionado.
    E a insistência do “padrinho”-vale-18 milhões de contos (sic) para que jogasse à revelia de tratamentos adequados, agravou-lhe a lesão… Continuam a convencer (o ‘lesionado’ PPCoelho que seria um óptimo (e “o” necessário) PM…
    PPortas se no lugar de PPC, certamente venceria Sócrates e o PS — e não afirmo isto por o que disse (e como galvanizou as hostes centristas) ontem e hoje. É muito mais político, sagaz, determinado, conhecedor do estado do país, do que PPC.

    Gostar

  10. 20 Março, 2011 18:31

    da-se,
    Conceda-se algum, qb benefício da dúvida a PPCoelho como líder do partido da oposição com maiores hipóteses de suceder a Sócrates e ao PS, mas o problema-mor é que há “benefício da dúvida” a mais, em vez de certezas quanto à sua eficácia E DIFERENÇA como PM…
    Por óbvio, PPCoelho tem uma árdua e urgente tarefa: afirmar-se como político confiável, capaz e, diferente. Tem-se limitado a gerir o dia-a-dia…

    Gostar

  11. JMPB permalink
    20 Março, 2011 18:40

    A minha patroa afanou 72.000 “dele?” Vou-lhe perguntar, dar-vos-ei a resposta daqui a sete (7) anos…

    Gostar

  12. 20 Março, 2011 19:16

    Sócrates e Teixeira dos Santos construíram a bomba e esta tem o rastilho aceso.
    Rebentará inevitavelmente.
    Estão como doidos para a colocar nas mãos de outros.
    Passos e Sócrates têm que ficar calmos. Devem salientar claramente a sua oposição a todas as novas medidas e PECs que aí virão e esperar a altura ideal de substituir o Governo.

    Ao contrário do que vai dizendo Sócrates, a ajuda externa (a bomba) virá (rebentará) inevitavelmente pois o descalabro das contas do País não serão suportados indefinitivamente pelo BCE. Merkel não aceitará que assim seja. Está apenas a ser complacente com Sócrates a fim de lhe permitir uma saída airosa (a este). Uma saída airosa que ele não merece e que é prejudicial a Portugal. Pois poderá criar a falsa ideia de que o que aí (ainda) virá de mau é da responsabilidade dos governantes vindouros. Não é. É da responsabilidade dos governantes actuais, personificados na dupla Sócrates-Teixeira dos Santos.

    Entretanto, neste processo para ganhar tempo, a execução orçamental estará a ser “camulfada” para que no final do 1º trimestre (quando Passos disse ir avalia-la) se apresente (aparentemente) dentro dos carris…

    São adiadas todas as despesas (IRS devolvido mais tarde, fornecedores à míngua, apenas 150 dos 6300 milhões de juros orçamentados pagos nos primeiros 2 meses) e antecipadas todas as receitas possíveis (antecipação de dividendos e IVA de bens comprados em Dezembro antes do efeito de um dos – muitos – PECs).

    Passos Coelho e Cavaco devem alertar e denunciar tudo. Mas aguardar… serenamente, que a história se faça. E a que a “bomba” rebente, nas mãos dos bombistas.

    Gostar

  13. 20 Março, 2011 19:18

    Passos e Cavaco (e não Sócrates) – evidentemente – é que têm que ficar calmos…
    Sócrates deve estar em “pulgas”. Embora aparente que não. Nisso, e na mentira repetitiva, tem sido mestre. Reconheçamos…

    Gostar

  14. 20 Março, 2011 19:53

    Gonçalo,
    PPCoelho “calmo”, espera-se que assim não continue a partir de quarta-feira! E que não cometa mais nenhum disparate, ou seja, ao permitir, mais uma vez, o PSD como “muleta” de Sócrates e do PS , neste PEC IV.
    Quanto à “calma” de Cavaco Silva, será incompreensível e inaceitável após a reprovação do PEC IV.

    Gostar

  15. 20 Março, 2011 20:31

    Parece que V. ignoram do que é capaz um animal feroz, quando acossado…
    As indignidades socretinas que aí vêm são inimagináveis.
    A partir de amanhã, com a apresentação do PEC4 no Parlamento, vai ser um espectáculo de baixezas e ignomínias. Estejamos, pois, preparados, embora seja de perguntar: que mal fez o povo português para merecer isto?

    Gostar

  16. campos de minas permalink
    20 Março, 2011 20:38

    «
    Portas promete governar sem mentir aos portugueses»
    mentir não,isso não pode,mas…
    …desviar umas migalhas em compras de material militar isso já pode.

    mentir é pecado capital; desviar é apenas crime.

    Gostar

  17. 20 Março, 2011 20:44

    da-se,
    o “animal feroz” prosseguirá mentindo, perturbando, manipulando e, governando como quiser, se tiver uma oposição ‘mansa’… Se tiver no líder do partido da oposição mais votado, um ‘passivo’ Passos (afinal) perdidos…
    Sócrates precisa que alguém finalmente lhe diga duma vez por todas, publicamente e com “voz grossa”, o que tem sido e o que tem feito como PM. Em suma, que seja cirurgicamente desmascarado !
    Parte do povo português não merece “isto”. Quanto ao restante (e sofredor) povinho-NADA, não reage… Depois, há os especialmente beneficiados amanuenses, ‘paquetes’, apparatchiks do regime socretino, estes sim, deveriam passar a viver com pão e água ! — incluindo a maioria dos políticos profissionais do PS (nas autarquias, CCDR’s, ARepública, ministérios), que, coniventes e “untados”, tão calados têm estado e assim continuarão após congresso…

    Gostar

  18. campos de minas permalink
    20 Março, 2011 20:47

    briosaaaa!!!!

    Gostar

  19. 20 Março, 2011 21:27

    FCPorto 0 – Académica 1 (ao intervalo).
    “ora bem”: se o FCP perder, e se o SLBenfica vencer todos os jogos até final do campeonato, temos bi-campeonato na Luz !
    —-
    Na Aljazeera,
    directos do que está a acontecer em Trípoli. Umas anti-aéreas desesperadas após ataque há cerca de 1 hora à área do reduto de Gaddafi, que mandou cessar-fogo.

    Gostar

  20. 20 Março, 2011 21:28

    Também na Sky News.

    Gostar

  21. licas permalink
    20 Março, 2011 22:17

    PM quererá significar PONÓQUIO MENTIROSO ou POTE de M. . . .
    ou PRIMATA MANIPULADOR ???

    Gostar

  22. 21 Março, 2011 10:16

    Então o Passos vai explicar à Sra Merkel as razões de chumbar o PEC IV? Começa cedo …

    Gostar

  23. licas permalink
    21 Março, 2011 11:26

    da-se
    Posted 20 Março, 2011 at 18:22 | Permalink
    Num reflexo pavloviano, quando se fala do falso engenheiro e respectiva colecção de palhaços amestrados, o socretinismo empedernido – exemplos: campos de minas, piscoisos, arlindos, etc. – traz logo à liça o Passos Coelho, como se tivesse sido este quem desgovernou Portugal nos últimos 6 anos…
    Que se há-se fazer?

    _______________
    DESSES NÃO SAIRÃO QUAISQUER CONTRIBUIÇÕES PATA A SOLUÇÃO
    DOS NOSSOS PROBLEMAS : FANÁTICOS OU *ADESIVOS* INTERESSEIROS
    SÃO A SUBESPÉCIE INÚTIL/VERMINOSA/INFECTA/PIOLHOSA/CHULA/PARASITA.

    Gostar

  24. 21 Março, 2011 11:26

    MJRB
    As medidas duras são incontornáveis. A governação dos últimos anos para aí nos levaram.
    A ajuda externa também. O BCE de Constância não será muleta por muito mais tempo.
    Pelo que, neste momento é preferível que o PSD e Cavaco se afastem de qualquer negociação e responsabilização no processo. Que deixem o Governo governar. Que garantam que os PECs e a entrada de ajuda externa fique no “regaço” de Sócrates. É que disso tudo não escapamos. Sócrates está simplesmente a tentar se livrar do processo. Da batata quente que aqueceu. Para a mandar para as mãos de outros. Deitar o Governo abaixo, antes da inevitável vinda da ajuda externa é fazer o jogo de Sócrates. E não vai evitar os PECs e mais medidas impostas externamente. Sócrates deve assumir as consequências do que fez. Tenham calma que o fim é para breve. Mas não para esta semana. Se assim for, perderá o País… Pois, como Guterres, mais uma vez, o PS sai antes de chafurdar no pântano que criou…

    Gostar

  25. 21 Março, 2011 12:20

    o Pantomineiro-Mor para as Berlengas !!!

    Gostar

  26. licas permalink
    21 Março, 2011 14:36

    . . . e se fosse para Beirute , não seria biruta???

    Gostar

  27. Arlindo da Costa permalink
    21 Março, 2011 15:29

    José Sócrates vai dar «baile» àquela seita evangélica do Passos.
    Ó Passos, vai comprar um pente e ajeota a madeixa…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: