Saltar para o conteúdo

A sócio-botânica como explicação do crime

16 Novembro, 2011

«A Polícia Judiciária (PJ) deteve, esta terça-feira, na zona de Santarém, quatro jovens «desenraizados socialmente» e dedicados ao crime, que raptaram uma jovem de 17 anos à porta da escola e a mantiveram sequestrada mais de uma semana.» Às habituais definições da Botânica sobre as raízes temos agora de acrescentar os enraizados socialmente e os desenraizados socialmente. Ao certo que é uma pessoa socialmente desenraizada? Tem as suas raízes noutro local e foi transplantada para aqui? Ou seja falamos de pessoas como se fossem gengibres e sugere-se com isso que vieram de longes e estrangeiras terras para aqui e que por via desse desenraizamento se dedicam ao crime? Antes pelo contrário falamos de pessoas aqui nadas e criadas mas que quais cenouras melindrosas não se reconhecem no local donde são?  E por causa disso raptam uma rapariga e andam com ela de lado para lado,provavelmente  enquanto tratavam de arranjar um canteiro para se enraizar? A isto acresce que um desenraizamento pressupõe que alguém desenraiza. Quem os desenraizou? E os outros que ficaram enraizados e que como tal não andam a raptar ninguém estão enraizados porquê? A sócio-botânica prolifera por aí mas há dias em que fica um bocadinho mais ridícula.

73 comentários leave one →
  1. A. Silva permalink
    16 Novembro, 2011 11:12

    Cá por mim a helena está é desenraizada social e politicamente… é preciso ter cuidado com ela!

    Gostar

  2. 16 Novembro, 2011 11:28

    Sempre houve desenraizados, só que antes estavam sujeitos a regras. O que nunca houve foi leis como as inventadas na anterior legislatura perante a passividade quase generalizada, nem toda uma máquina judicial que perante a invasão de Portugal por uma grande vaga de crimes violentos e sem precedentes, inclusivamente os directamente perpetrados contra polícias e escravidão, continua a assobiar para o lado e a valorar o pequeno crime económico com mão de ferro, enquanto manda para casa e em paz cidadãos que cometem crimes de homicídio involuntário por condução perigosa e isenta quase por regra de pena os crimes graves aquando da primeira ocorrência, coisa que não acontece sequer com as pequenas infracções fiscais de montantes irrisórios. Não admira que estes jovens, munidos de tanta informação que os telemóveis lhes providenciam sobre o regabofe a que chegámos, adoptem estes comportamentos selváticos. Chegámos a um ponto em que desde a Presidência da República e PGR até ao mais banal dos cidadãos, até já as ameaças públicas contra o estado de direito são recebidas como se de uma banalidade cómica se tratasse. Os portugueses estão a transformar-se a passos largos em seres primitivos e a adoptar a merda como referência.

    Gostar

  3. trill permalink
    16 Novembro, 2011 11:31

    a historinha das raízes tem sido desculpa para a libertação sistemática de perigosos tarados e outros bandidos por parte especialmente das senhoras magistradas, ie, juízas, que talvez fazendo apelo aos seus instintos maternais vêm nos piores bandidos sujeitos eternamente recuperáveis. Entretanto algumas dessas senhoras juízas são inflexivelmente pouco comprensíveis quando se trata de reduzir o montante de penhoras áqueles que elas imaginam pertencerem à “classe média”. Deve-lhes dar um certo gozo perverso porem um sujeitinho da famigerada “classe média” a viver com um ordenado de pouco mais que o ordenado mínimo. É para veres como os outros vivem, devem pensar essas magistradas lá do alto dos seus 4000 ou mais euros mensais, É a justiça estúpito (a portuguesa…).

    Gostar

  4. joao manuel permalink
    16 Novembro, 2011 11:36

    se o ridículo matasse o politicamente correcto já tinha desaprecido há muito….

    Gostar

  5. A. R permalink
    16 Novembro, 2011 11:57

    Só um comentário sobre o post: *****

    Para os detractores da Helena: Em rio infestado de piranhas a crocodila nada de costas

    Gostar

  6. 16 Novembro, 2011 12:30

    A própria ministra da agricultura é uma desenraizada,
    ao ser colocada numa horta que não é a sua.

    Gostar

  7. Costa permalink
    16 Novembro, 2011 12:59

    Como é evidente, a responsabilidade de tudo isso será da jovem de dezassete anos. O que diabo estava ela a fazer ali, junto a uma escola? A provocar os pobres desenraizados, evidentemente. Espero que ela seja exemplarmente condenada no pagamento da apropriada indemnização a esse pobres desenraizados, pelos custos decorrentes do seu (dela) alojamento e alimentação ao longo desses dias.

    Saudações,
    Costa

    Gostar

  8. 16 Novembro, 2011 13:08

    também não exagere…desenraízados significa apenas que foram plantados mas não criaram raízes , não se atribui culpa a ninguém em específico , cada um que escolha o culpado que mais lhe agrade. para mim a culpa é deles e das suas famílias , para outro poderá ser ” da sociedade” , que é uma cabra…

    Gostar

  9. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 13:21

    Como sair da crise. Criar produtos dietéticos sem perder demasiada qualidade nos produtos.
    .
    .
    “A fábrica Douromel, sedeada em Tabuaço, lança no mercado, em 2012, um bolo-rei feito com fruta confitada sem açúcar, um produto “inovador” desenvolvido pela universidade de Vila Real ao qual foi incorporado fibras dietéticas.
    .
    Pilar Santos, responsável pela empresa, disse hoje que, no Natal de 2012, já vai estar disponível este bolo-rei mais saudável para quem não dispensa os doces ou não pode mesmo ingerir açúcar.
    .
    A Douromel nasceu em 1991, na vila de Tabuaço, localizada no coração da região do Douro, produzindo anualmente mais de mil toneladas de frutas confitadas, o que representa cerca de 80 por cento do volume de vendas.”
    .
    in http://www.rtp.pt/noticias/?t=Fabrica-lanca-bolo-rei-dietetico-para-o-Natal-de-2012.rtp&article=500016&visual=3&layout=10&tm=8
    .
    .
    E como existe uma tendência nos países desenvolvidos para taxar cada vez mais os produtos demasiado calóricos (e gordurosos também), eis aqui uma boa ideia tuga: criar doces com baixo peso calórico sem baixar demasiado a qualidade dos produtos.

    Gostar

  10. lucklucky permalink
    16 Novembro, 2011 13:25

    4, quatro! Os quatro fabricaram uma bela cultura desculpada pelo jornalismo em curso.
    Do mito do bom selvagem passou-se ao mito de desculpar o selvagem por tudo o que faz.
    .
    Resultados da cultura da “tolerancia”.

    Gostar

  11. pedro permalink
    16 Novembro, 2011 13:32

    temos é de dar sugestões à ministra para fazer leis e, se necessário, também o parlamento deve fazê-las . Os partidos devem vigiar se os mafiosos não põem lá virgulas a desvirtuarem as leis. Mas temos de começar a chamar os bois pelos nomes e deixarmos de purismos . Vou dar um exemplo: No projecto para a reestruração da televisão pública disse o dr João duque: A rtp internacional deve estar na dependência do Ministério dos negócios Estrangeiros e, como tal ,difundir de acordo com os nossos interesses . Penso que à medida que a crise se aprofunde os novos genes virão ao de cima e só quem não leu as histórias da nossa expansão marítima vista pelos chineses , malaios , africanos,indios está longe de imaginar daquilo que somos capazes .

    Gostar

  12. tina permalink
    16 Novembro, 2011 13:44

    Que post brilhante! Aposto que o idiota deste jornalista também é um desenraizado e por isso identifica-se mais com a causa dos desenraizados do que com a causa da vítima. Talvez seja até com isso com que ele sonhe, estar fechado uma semana inteira num apartamento com uma rapariga de 17 anos.

    Gostar

  13. lucklucky permalink
    16 Novembro, 2011 13:58

    Como é óbvio a Educação nas mãos da Esquerda deu nisto:
    http://www.telegraph.co.uk/finance/jobs/8892713/UK-apprentices-must-be-given-English-lessons.html
    .
    “UK apprentices ‘must be given English lessons’
    Businesses are to be offered financial incentives to teach school leavers the “three Rs” under new apprenticeship plans to be unveiled today at a special employers’ summit.”
    .
    A Educação básica passa subrepticiamente para as empresas…
    .
    As empresas não ficaram satisfeitas:
    “But manufacturers’ body the EEF immediately dismissed the plan, warning part of the reason firms were reluctant to take on young people was their lack of readiness for the job. Tim Thomas, head of employment, said apprenticeships were not a “substitute” for school.”

    Gostar

  14. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 14:12

    Para os pessimistas do costume. Leiam isto, se faz favor:
    .
    .
    http://www.lisboncouncil.net/in-the-news/313-the-2011-euro-plus-monitor-progress-amid-the-turmoil.html
    .
    .
    E quais os países na linha da frente do ajustamento? Os ditos problemáticos e incapazes de viverem numa moeda única.
    .
    .
    Os principais problemas de Portugal? Derivam quase todos do Estado e do pouco peso das exportações no PIB. Ou seja, exportar é mesmo obrigatório, digam o que disserem. A melhor forma? Impôr medidas de austeridade, impôr um garrote na procura interna e realçar os bons exemplos de quem exporta e vence nos mercados internacionais, para servir de exemplo.
    .
    .
    E claro, tentar acabar com a infantilidade de quem acha que tem que haver sempre um papá por trás, para nos ajudar em tudo.

    Gostar

  15. 16 Novembro, 2011 14:47

    O juiz vai ouvi-los e mandá-los para casa, como é costume.
    Vai ser um fartote de rir.
    Com esta “justiça”, o país está mesmo a saque.

    Gostar

  16. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 14:49

    No mundo anglo-saxónico, alguns pensam que é melhor inflação e evitar uma crise como dos países periféricos europeus. Alguns mesmo até apontam para o aparente bom crescimento económico americano como exemplo. No entanto, a economia americana está a tentar ser levada para cima com o recurso a opções que a longo prazo não têm sustentabilidade. Mais despesa pública, mais QE, mais inflação e mais crédito. As vendas a retalho americanas andam a subir com mais endividamento privado. Ou seja, aquilo que deu origem à crise em que caímos a partir de 2007, está a voltar a ser usado para evitar os necessários ajustamentos estruturais.
    .
    .
    Os americanos ainda se vão safando, com este tipo de políticas suicidárias. No entanto, o RU unido quer imitar os americanos, no entanto, não consegue com o mesmo sucesso dos americanos. Vejam como as coisas estão na Inglaterra, país onde eles depois querem ensinar os europeus a governarem-se:
    .
    .
    “U.K. Unemployment Soars, Youth Joblessness Exceeds 1 Million”
    .
    in http://www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?f=/g/a/2011/11/16/bloomberg_articlesLUQZWD6S972G.DTL
    .
    .
    Porquê que a Inglaterra está a dar o berro? Porque não tem a mesma estaleca dos americanos, que podem fazer coisas que os ingleses não são capazes. Como pressionar a India a esta comprar armamento militar americano e assim sempre são mais algumas exportações e empregos mantidos nos USA.
    .
    .
    A crise europeia nos países periféricos é a cura. Quando nós sairmos da crise, outros poderão sofrer um colapso. Neste caso os USA e a Ingaterra. Pelos vistos a Inglaterra está mesmo sob o precipício. Tem a sua economia à beira da recessão, tem o desemprego a subir a alta velocidade, tem uma inflação maluca e está cada vez mais endividada, sem perspectivas de inverter a sua situação. mais dia, menos dia, a Inglaterra vai ter que passar pela cura da desintoxicação, como Portugal está a passar agora. Não vai ser bonito. Se aquilo descontrola-se…
    .
    .
    Nem com moeda própria os ingleses se safam.

    Gostar

  17. 16 Novembro, 2011 15:09

    Os posts do CAA agora não têm comentários abertos?
    O facto de alguém ser deputado impede-o automaticamente de ouvir o povo?

    Gostar

  18. 16 Novembro, 2011 15:11

    Para um Natal sem subsídio…
    vem mesmo a calhar um bolo-rei sem açúcar.

    Gostar

  19. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 15:18

    Com a economia britânica quase a estoirar, começa a ficar claro alguma propaganda contra os países do euro. A verdade é esta, os ingleses estão sob o precipicio e precisam da procura interna europeia para tentarem aguentar o barco. À medida que a Europa não institui o QE nem puxa pela procura interna artificial, a Inglaterra pode entrar em colapso. Leiam este curioso artigo e vão perceber melhor a estratégia dos ingleses (e americanos, claro):
    .
    http://www.telegraph.co.uk/finance/financialcrisis/8879466/If-the-eurozone-implodes-Britain-will-go-with-it.html
    .
    .
    Eles ao fazerem chantagem contra a Europa, no fundo queriam pressionar os políticos europeus a abandonar as políticas de austeridade e melhorar as perspectivas económicas inglesas. (E americanas também.) A Europa ainda não cedeu e até paga um preço elevado por não cair na armadilha do mundo anglo-saxónico. No entanto…
    .
    .
    Algumas pérolas do artigo e como os calimeros em Porutgal não pescam nada de guerras económicas.
    .
    .
    “Britain’s economy may already have dipped back into recession, but thanks to developments in Italy over the past few days, the chances of it being pushed into something very much worse just got a whole lot bigger. ”
    .
    “In such circumstances, it is impossible to think that sterling assets could maintain the “safe haven” status they enjoy today, with sovereign bond yields at a record low. A collapsing economy would comprehensively destroy the Government’s deficit reduction strategy, and even in the event of further austerity measures, cause the debt to GDP ratio to rise to unsustainable levels. As the risk of default rose, so too would bond yields. The UK would soon find itself in the same vicious cycle of economic decline and rising debt as Italy.”
    .
    “Britain requires a strong eurozone, both to support economic recovery and to move from a consumption-led to an export-led economy.”
    .
    “The latest trade figures demonstrate a bizarre reversal of what was meant to happen. Our trade gap is widening, not narrowing, as comparatively strong demand from Britain (all things are relative) sucks in imports from a weak eurozone, whose appetite for British goods is plummeting.”
    .
    .
    Mas a maior foi esta:
    .
    “What’s required is German capitulation – first, to the idea of monetary activism, allowing the European Central Bank overtly to buy sovereign bonds without limit, so as to reduce interest rates and support growth; second, to the endeavour of inflating its own economy to counter the fiscal austerity of the periphery.”
    .
    .
    Os calimeros tugas devem é meter um saco na carola, de tanta vergonha deviam ter, por irem no paleio dos ingleses. Pior que um tuga sem gosto pelo seu país, é um calimero tuga, que qual estrangeirado, engole todas as patranhas vindas dos ingleses. (E americanos.)
    .
    .
    O euro até pode acabar, o que duvido. Mas toda a propaganda contra o euro tinha e tem uma estratégia por trás: usar os europeus para sairem eles da crise, à nossa custa. Não o vão conseguir e por isso continuam a usar as mesmas políticas que nos levaram a esta crise grave. O pior é que esta forma da Europa corrigir os seus problemas acaba por beneficiar das asneiras deles. Por isso a Alemanha está a fazer tudo por tudo para não claudicar. Não é popular esta estratégia e tem custos de curto prazo elevados, mas a longo prazo é a única solução aceitável e mais sustentável.

    Gostar

  20. 16 Novembro, 2011 15:26

    Sobre o post CAA.
    Como venho aqui para comentar, depois de ler o post…
    se o post não admite comentários, não o leio.

    Gostar

  21. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 15:35

    Já agora, para os calimeros tugas.
    .
    .
    Não havia par aí coro de “estrangeirados” que pediam a reestruturação da dívida portuguesa? Chegaram a escrever verdadeiros lençois (quase copiados do que vinha de Inglaterra, tal era a capacidade de análise e prospecção de soluções destes calimeros) a favor da reestruturação da dívida portuguesa. Gabavam-lhes os méritos até. Teciam loas ao fim do euro. Que precisavamos de uma moeda própria para fugirmos ao abismo.
    .
    .
    Onde estão esses calimeros de então? Alguém os vê a continuarem a apontar essas medidas “milagrosas” que iriam ajudar Portugal a sair da crise? Quem os viu e quem os vê.
    .
    .
    O azar deles é que quem os lia, já sabia de onde vinha esse lixo escrito. Alguns só bastava indicar quem e onde copiram tais argumentos espatafúrdios. Enfim.

    Gostar

  22. trill permalink
    16 Novembro, 2011 15:44

    ó anticomuna, super optmista, pá!

    as exportações vão dar o berro porque os países para onde exportamos vão entrar em recessão, ainda naum percebeu, pá?

    Gostar

  23. trill permalink
    16 Novembro, 2011 15:48

    e a economia britânica não está quase a estoirar porque os britânica sempre deram mais importância lá à comonwealth deles que à UE e por isso vão-se safar. Só não se vão safar dos radicais que querem instaurar a sharia em UK, graças aos politicamente correctos que lhes permitiram chegar onde chegaram, mas a sharia não significa necessariamente recessão económica. Afinal com a sharia os ingleses ainda vão lucrara com esses árabes e islâmicos cheios de $$$ do petróleo e de todos os tráficos que fazem… E vai ser giríssimo, giríssimo, giríssimo, ver a ingleses de burca… Vai ser fantástico para quem tenha $$$$. Já pensou um harém com aquelas beldades loiras de pernas longas e esbeltas. My gooodnessss!!!!

    Gostar

  24. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 15:53

    “as exportações vão dar o berro porque os países para onde exportamos vão entrar em recessão, ainda naum percebeu, pá?”
    .
    .
    Sim, sim. Isso e rosquilhos. Quanto subiram em Setembro?
    .
    .
    “e a economia britânica não está quase a estoirar porque os britânica sempre deram mais importância lá à comonwealth deles que à UE e por isso vão-se safar”
    .
    .
    Por isso é que os membros dessa dessa tal liga ignoram a Inglaterra. E esta tem muitos problemas em exportar para essa tal liga de amigos do inglês colonialista.
    .
    .
    Vc. devia ler menos os ingleses e analisar melhor os factos. Veja lá as relações económicas entre a Inglaterra e a Australia ou entre a Inglaterra e o Canadá. Acha que se vão safar?
    .
    .
    Então em Setembro as exportações inglesas para fora da UE não subiram uns miseros 3,6%?
    .
    .
    Dá-me a impressão que os meus textos contra os calimeros tugas lhe fizeram comichãozinha na carola. 😉

    Gostar

  25. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 15:57

    Eu vou-me rir dos calimeros tugas quando o euro cair um bom bocado contra o dólar americano (e quebra o carry trade, que os filhos da p*** usam para entalar os europeus e o resto do mundo) e contra a libra. Vamos ver se a inflação europeia ajuda. Se cair rapidamente para baixo dos 2%, pode ser que vejamos o euro a 1,20 ou 1,25 contra o dólar. E então eu quero-me rir.
    .
    .
    É claro que os americanos já andam a tentar lixar o resto da malta. Incentivam os israelitas a atacar o Irão e os turcos a Síria. Isso vai trazer mais problemas aos europeus, mas se não houver guerra nenhuma, eu vou-me rir deles e os calimeros tugas. lololololol

    Gostar

  26. lucklucky permalink
    16 Novembro, 2011 15:58

    2 valores curiosos:
    Para a Audi o mercado Chinês vale o dobro dos EUA em vendas.
    Para a Buick o mercado Chinês vale o triplo do mercado dos EUA em vendas.

    Gostar

  27. afédoshomens permalink
    16 Novembro, 2011 16:00

    Sobre o post CAA:
    será que o gordo anafado também participará do esforço colectivo?

    Gostar

  28. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 16:02

    Ó tric, com que então o mundo vai entrar em recessão?
    .
    .
    Aprenda a analisar factos e não palavreado da propaganda anglo-saxónica:
    .
    “Industrial Production Just Had Its Biggest Jump In July”
    .
    in http://www.businessinsider.com/october-industrial-production-2011-11
    .
    .
    Vc, também papa todo os enlatados que os gajos vendem por aí.

    Gostar

  29. Portela Menos 1 permalink
    16 Novembro, 2011 16:02

    Então hoje ninguém está interessado em posts e comentários sobre CENSURA e … DUQUES?

    Gostar

  30. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 16:04

    Luckylucky, Vc. admira-se da importância do mercado chinês para o ocidente? Eu sempre lhe disse que o declinio ocidental era uma peta dos americanos, que face ao declinio deles, achavam que todos nós estavamos no mesmo caminho. E esta guerra racista contra a China era mais baseada em ódio e protecção dos interesses americanos, que em realidade dos factos.
    .
    .
    E olhe, caro Luckylucky, a China ainda agora está a iniciar o seu take off. Está a ver as potencialidades e oportunidades para os portugueses e europeus? Pois é.

    Gostar

  31. honni soit qui mal y pense permalink
    16 Novembro, 2011 16:05

    ” desenraizados socialmente ” mmmmmmmmmmmmmmm , isto tem coisa , deixa lá ver … não se pode falar em etnias , para não ferir susceptibilidades e discriminações, mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm , … isto dos jornalistas pc é complicado ……………….. desenraizados socialmente, mmmmmmmmmmmmmmm, talvez sejam socialistas ? … deixa lá ver como fica a noticia :
    ” A Policia Judiciária deteve (PJ) esta terça-feira , na zona de Santarém quatro jovens “socialistas” e dedicados ao crime, que raptaram uma jovem de 17 anos á porta da escola e a mantiveram sequestrada por mais de uma semana ”

    não fica mal … quatro … Vara , Penedos Senior e Penedos Jr… uma jovem … não é o Pedroso … o Rei Ghob deve ser socialista , andava nas sucatas como o Godinho … pomos o rei Ghob , ou o Piscácoli ou o Arliquido da Costa

    Gostar

  32. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 16:44

    Dois portugais. Um virado para o comércio internacional, vai revelando sinais de dinamismo económico, outro sob pressão da crise do parasitismo em Portugal:
    .
    .
    “A ANA salienta que a “tendência de crescimento não foi generalizada”, uma vez que “enquanto o aeroporto Francisco Sá Carneiro (mais 9,5%), o aeroporto de Lisboa (mais 2,9%) e o aeroporto de Faro (mais 1,9%) assistiram a um aumento de passageiros processados, nos aeroportos dos Açores assistiu-se a um decréscimo de 5,2 %”.
    .
    Em termos acumulados, de Janeiro a Outubro deste ano, “o tráfego comercial de passageiros processados nos aeroportos geridos pela ANA apresenta um crescimento de 7,8% para 22,6 milhões de passageiros”.
    .
    O aeroporto do Porto registou o maior crescimento (16,5%), seguido por Faro (6,1%), por Lisboa (5,8%) e pelos Açores (1,8%).”
    .
    in http://economico.sapo.pt/noticias/trafego-nos-aeroportos-portugueses-cresce-36-em-outubro_131502.html
    .
    .
    Lisboa chora e protesta, o Norte esgravata para sair da crise. Um país, duas mentalidades, duas atitudes perante a vida.

    Gostar

  33. esmeralda permalink
    16 Novembro, 2011 17:00

    Como eu gosto de ler os seus textos!!!! Ainda me consigo rir com a ironia que transmite a notícias infelizes, para não dizer outra coisa!

    Gostar

  34. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 17:03

    Como sair da crise. Aproveitar o nosso know how na produção para vender bem. Tanto a nível interno como até a nível externo, que ainda agora começam a dar os primeiros passos. Uma lição de empreendedorismo em Lisboa. Ou como duas pessoas, sem conhecimentos muito profundos sobre a produção de calçado são capazes de ter sucesso.
    .
    .
    Vale a pena ler:
    .
    http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=2079370
    .
    .
    Destaco isto:
    .
    “Na Xuz, microempresa por definição (tem menos de 10 empregados e factura menos de 10 milhões de euros por ano), além da ex-produtora de televisão Rita e da ex-quadro da SIBS Maria do Carmo, trabalha apenas a secretária. Mas há mais 52 postos de trabalho envolvidos na produção destes sapatos, como se pode ler nos cartõezinhos atados às socas, sandálias e botas que saem de um dos cerca de 70 pontos de venda (maioritariamente boutiques) que vendem a marca. “Só faltamos mesmo nós”, dizem.”
    .
    .
    Estas senhoras em vez de protestar nas ruas de Lisboa, aproveitaram as suas competências em perceber o mercado e o desenvolver e, sem terem experiência no calçado, criam uma marca que já é um sucesso:
    .
    .
    “De ano para ano, a Xuz tem vindo a duplicar o volume de vendas. Começaram com 300, depois 600 e no primeiro semestre deste ano chegaram aos 10 mil pares vendidos, a mesma marca que tinham atingido em 2010. Até ao final do ano contam chegar aos 15 mil. ”
    .
    .
    E não tenho dúvidas nenhumas que irão ter um sucesso internacional razoável. É desta Lisboa que nós precisamos, não de chorões e parasitas.

    Gostar

  35. honni soit qui mal y pense permalink
    16 Novembro, 2011 17:32

    ó anti-comuna
    bom bom … era uma empresa … pode ser em Lisboa … que consiga bons preços em linhas low-cost , one way , no – return para os ditos chorões e parasitas … go , and never return , low life scum of this earth … settle in North Korea and give birth to Kim puppies and go f… yourselfs …..

    rehhhh rehhhhhhh … ( essaxxerei um bocadito )

    Gostar

  36. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 17:34

    Como os alemães dão lições ao resto dos europeus:
    .
    .
    “Growth in exports — which account for about 80 percent of overall shipments — will stem mainly from China, India, Russia and Brazil, as well as the U.S., as markets including France, Spain, Italy and the U.K. stagnate, Stoever said. There’s no evidence for a net decline in outward consignments, even with the sovereign debt crisis stifling European economies, he said.
    .
    “The German car industry is still exporting very strongly,” Stoever said. “There’s uncertainty with everybody at the moment but, so far, our planning figures still show optimism and growth and that will continue, unless the whole world breaks apart.””
    .
    in http://www.bloomberg.com/news/2011-11-15/bmw-bolstered-by-asia-as-port-operator-sees-6-gain-in-2012.html
    .
    .
    Existe procura no mundo pelos produtos deles. Portugal só tem que fazer o mesmo e deixar-se de lamechices. Esta gente precisa de ganhar um bocado maturidade na vida e aprender a andar pelos próprios pés. O 25 de Abril criou uma classe de betinhos horrível. Mamões, chorões e sempre à espera do papá ou do Estado para lhes ajudar a fazer aquilo que deviam-no fazer pela sua própria iniciativa.

    Gostar

  37. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 17:39

    “bom bom … era uma empresa … pode ser em Lisboa … que consiga bons preços em linhas low-cost ,”
    .
    .
    Lisboa é que sempre quis mamar através da TAP. E sempre tudo fez para trazer problemas às tais low cost. Agora estão em pânico porque a easyjet vai começar a operar em lisboa e talvez até a própria ryanair, quando for aberto uma nova pista para este tipo de companhias.
    .
    .
    E desde já lhe digo. Raramente viajo em low cost, não gosto da ryanair e sempre que posso viajo na TAP, se tiver preços dentro da concorrência. Mas é fácil de perceber a má gestão da TAP e dos mamões da capital. Vão-se lixar. Já deviam ter corrido com o actual CEO mas acham que o gajo é um génio da gestão da aviação.

    Gostar

  38. Pi-Erre permalink
    16 Novembro, 2011 17:45

    “A sócio-botânica prolifera por aí mas há dias em que fica um bocadinho mais ridícula.”
    .
    São os nossos discípulos de Lysenko. É o que temos…

    Gostar

  39. Pi-Erre permalink
    16 Novembro, 2011 17:50

    E o Anti-Comuna Pangloss da Silva é o nosso Lysenko da indústria. Vai tudo pelo melhor dos mundos, olá se vai…
    Mas qualquer dia vai ficar com os olhos em bico…

    Gostar

  40. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 17:55

    A TAP em vez de concorrer pelo baixo preço das low cost, que aproveite e se distinga deste tipo de companhias.
    .
    .
    Os gajos da ryanir têm uma filosofia agressiva nos preços, de lixar a concorrência com marketing agressivo, etc. A TAP não pode entrar no mesmo jogo deles. Tem que aproveitar antes a sua capacidade de prestar um bom serviço e cobrar mais pelos blhetes, mas fazer sentir ao cliente que ele paga mais porque tem um serviço melhor. E não posicionar-se na mesma guerra de preços.
    .
    .
    Quando os gajos da ryanair usarem de campanhas negras contra a TAP, os gajos da TAP respondiam com este tipo de videos:
    .

    .
    .
    E explicar aos seus clientes que o serviço da TAP é melhor, que existe uma preocupação melhor com os clientes, etc. E melhorar mesmo a eficiência. E depois os patêgos que adoram estas low costs que meditem no risco que correm se as coisas correm mal nos voos da ryanair. A TAP devia ser mais esperta e não se preocupar tanto com as low cost e definir melhor que tipo de clientela quer servir. Se a malta que só quer viajar a baixo preço, mesmo que depois tenha bastantes custos escondidos, como os riscos que correm em viajar neste tipo de companhias, em que os funcionários são mal formados, mal preparados para emergências e sem capacidade para servir bem o cliente.
    .
    .
    Mas é bem feita para os inteligentes da TAP, que durante anos não quiseram saber dos clientes e só pensavam neles próprios.

    Gostar

  41. certo permalink
    16 Novembro, 2011 19:01

    Eh, podes crer, desenraizados, à maneira dos juízes, que tratam de descartar-se dos tratantes, ladrões, pulhas e os f de p, mandando-os de volta ao lar sagrado, antes que eles se chateiem .

    Gostar

  42. Arlindo da Costa permalink
    16 Novembro, 2011 19:03

    Realmente essas teorias sociais são uma treta.
    Em Portugal – e também no Mundo – quem rouba e rouba bem, normalmente está bem «inserido socialmente».
    Os que estavam no BPN ao que parece não eram dependentes de cocaína e heroína!

    Gostar

  43. certo permalink
    16 Novembro, 2011 19:11

    “Eu vou-me rir dos calimeros tugas quando o euro cair um bom bocado contra o dólar (…) e a libra (…) e chegar a valer aí 1,20 ou 1,25, afinal, como a rondar o valor inicialmente proposto de 1,19, relativamente ao dólar, logo, sem nenhum motivo de espanto. ” Em paráfase do anti-comunitário, que aprecio sumamente .

    Gostar

  44. 16 Novembro, 2011 19:29

    É triste, até em Boânica, Helena Matos, não passa de um nabo!

    Gostar

  45. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 19:38

    “afinal, como a rondar o valor inicialmente proposto de 1,19, relativamente ao dólar, logo, sem nenhum motivo de espanto. ” Em paráfase do anti-comunitário, que aprecio sumamente .”
    .
    .
    Isto só acontecerá se duas ou três condições forem atendidas. Primeiro, a inflação baixar para baixo dos 1,8%, se o desemprego subir ou mantiver-se e, a condição mais importante, os shorts dos hedge funds e dos bancos de investimento baixarem. O BCE nos últimos meses andou a estoirar com alguns deles. Então no último rally, muitos fecharam as posições curtas a levar no corpo.
    .
    .
    Como eu já disse aqui. O BCE precisa de afastar os especuladores e tentar quebrar o carry trade do dolar, que é uma forma dos americanos lixarem os europeus. Esta é a minha leitura, vamos ver se acerto desta vez.

    Gostar

  46. lucklucky permalink
    16 Novembro, 2011 19:49

    “Luckylucky, Vc. admira-se da importância do mercado chinês para o ocidente?”
    .
    Sou que que trago aqui os dados sobre a China. https://blasfemias.net/2011/03/16/sinais-dos-tempos/
    Parece-me que você é que despreza os “chinocas” e as “quinquilharias”.

    Gostar

  47. certo permalink
    16 Novembro, 2011 19:54

    “Como é óbvio a Educação nas mãos da Esquerda deu nisto:” (é dizer, na parvoíce do luck)

    Ou desde quando é que a esquerda teve o poder de mexer na Educação ou no BPN e BPP, como na Cova da Beira, mãos sujas de varas, público-privadas de campos e alcochetes ?
    O PS e PSD, com o CDS, está bem, que são dos seus companheiros, bem à dreita manhosa, seu lucky …

    Gostar

  48. certo permalink
    16 Novembro, 2011 20:25

    Afinal com a sharia os ingleses ainda vão lucrara com esses árabes e islâmicos cheios de $$$ do petróleo e de todos os tráficos que fazem… E vai ser giríssimo, giríssimo, giríssimo, ver a ingleses de burca… Vai ser fantástico para quem tenha $$$$. Já pensou um harém com aquelas beldades loiras de pernas longas e esbeltas. My gooodnessss!!!! – trill

    e nada há como o sonho e esse dom criador da fantasia, já diz bem o poeta, mas é admirável a visão que assim se manifesta tão à longe, ó trill, assim tão longíssimo !

    Gostar

  49. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 20:31

    Caro Luckylucky. entõa peço desculpa. Pensei que era dos que alinhava na maluqueira americana contra os chinocas.
    .
    .
    Para os calimeros tugas meditarem nisto:
    .
    .
    “We’re in the throes of Currency War III, and Ben Bernanke has won the first offensive by flooding China with inflation.
    If this sounds like a geeky online game, recall how Chinese prices surged after the Federal Reserve unleashed its quantitative easing in 2009 and 2010, one of many moves James Rickards parses in his somber book, “Currency Wars.”
    .
    in http://www.bloomberg.com/news/2011-11-15/bernanke-bludgeons-china-with-inflation-as-currency-war-intensifies-books.html
    .
    .
    O que estes cabrões não dizem é que é uma guerra contra a China, mas também contra o resto do mundo, em especial os europeus. Por isso estes cabrões intoxicaram a opinião pública mundial contra a China, contra a Alemanha, contra a Europa e até contra os países periféricos. Objectivo deles? Inflacionar o mundo e tentar exportar a crise. (E não se pense que é apenas uma questão monetária e cambial liderada peloa quadrilha Reserva Federal/Wall Street, pois o Obama tem como objectivo político duplicar as exportações em 5 anos.)
    .
    .
    Claro que os nossos calimeros, como o costume, engolem todo o lixo que vem das américas e Inglaterra. Mas na Europa não faltou quem tivesse bem consciência desta guerra, declarada contra a China e descarada contra a Europa. (Ver aqui: Why America is going to win the global currency battle http://www.ft.com/intl/cms/s/0/fe45eeb2-d644-11df-81f0-00144feabdc0.html#axzz1dsFPFjHg )
    .
    .
    O problema é que a Europa ainda não claudicou. Melhor. Quando tudo metia medo na Europa, o Trichas, numa manobra muito inteligente, cortou qualquer hipótese de deixar fugir a inflação e subiu as taxas de juro e cortou de vez a manobra americana. Claro que os tolinhos e calimeros do costume, como andam sempre intoxicados pelas ideias alheias, criticaram forte e feia o BCE. No entanto, foi a primeira grande vitória europeia na guerra que os cabrões dos americanos nos declararam.
    .
    .
    Agora temos a pressão e os ataques especulativos contra a dívida europeia. Levaram a Grécia ao tapete (mas esses era fácil, face ao completo descontrolo daquele país), levaram Portugal (o governo do Pinócrates se tivesse sido esperto tinha evitado o recurso ao FMI, se em vez de andar a gastar dinheiro ao deus-dará, tivesse mesmo cortado a despesa pública) e agora tentam o resto dos países europeus. Objectivo deles? Obrigar a Europa a inflacionar, como o fizeram ao resto do mundo.
    .
    .
    Mas como nestas coisas, os calimeros até nem acreditam em teorias de conspiração, dizem eles, foram uma espécie de idiotas úteis na Europa, ao serviço dos interesses alheios. Infelizmente, idiotas úteis há sempre na Europa. Alguns gostam mais dos outros países que o seu próprio. Mas desses calimeros não reza a história.
    .
    .
    Vamos ver até que ponto aguenta a Europa esta guerra e se vai ser possível virar o feitiço contra o feiticeiro.

    Gostar

  50. JCA permalink
    16 Novembro, 2011 20:41

    .
    A-C, 1/3 da Banca Xinesa é Inglesa.
    .
    E estes dizem:
    .
    “Here are the global banks that the FSB considers systemically dangerous institutions:
    .
    Belgium: Dexia
    China: Bank of China
    France: Banque Populaire, BNP Paribas, Crédit Agricole, Société Générale
    Germany: Commerzbank, Deutsche Bank
    Italy: Unicredit
    Japan: Mitsubishi, Mizuho, Sumitomo Mitsui
    Netherlands: ING
    Spain: Santander
    Sweden: Nordea
    Switzerland: Credit Suisse, UBS”
    .
    AC, muita coisa que escreve são interessantes inseridas no contexto da Economia.
    .
    Mas quando estravasa para ideologias de guerra ‘Aliados-Eixo’ do seculo passado irreleva. Dividir, incitar e reviver fantasmas é perigoso. O hábito de Paz na Europa não é nenhum escudo protetor para não estoirar uma III dentro do Continente Europeu. Pode suceder dum momento para o outro. Gostaria ?
    .

    Gostar

  51. JCA permalink
    16 Novembro, 2011 20:47

    .
    Um pouco ao jeito da ‘sócio-botânica como explicação’ noutro tema:
    .
    Will Greece Pull an Iceland … And Tell the Banks to Pound Sand?
    .
    (Or, more accurately, the cuts Europe and the IMF are demanding for bailing out big European banks that have lent Greece lots of money and stand to lose big if Greece defaults on those loans – not to mention Wall Street banks that will also suffer because of their intertwined financial connections with European banks.)
    .
    http://www.washingtonsblog.com/2011/11/will-greece-pull-an-iceland-and-tell-the-banks-to-pound-sand.html
    .

    Gostar

  52. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 20:52

    Caro JCA, os factos falam por si.
    .
    http://www.firstpost.com/politics/here-comes-a-trade-war-us-senate-moves-against-china-98533.html
    .
    .
    Quem declarou guerra à Europa foram os americanos. Portanto, quem não gosta de ler as verdades, que me desminta. Os factos estão aí a provar.
    .
    .
    Mais. Nós vivemos nos últimos meses uma coisa anormal, que nunca se fala em Portugal e quase na Europa. Um spread entre o brent crude e o WTI, que não tem explicação racional para tal facto. E só nos últimos tempos começou a car porque a Europa subiu as taxas de juro, contra todas as expectativas e propaganda contra o BCE.
    .
    .
    Agora andam a incitar uma guerra contra o Irão (aquela peta que os gajos queriam matar um diplomata saudita usando um gajo da mafia mexicana, que era colabodor/informador do FBI, então é que foi de bradar aos céus) e uma guerra turca contra a Siria.
    .
    .
    Os europeus que metam na carola isto. Para os americanos já não passamos de uns meros aliado de segunda e eles estão é mesmo interessados no Pacifico. E o Obama nem o nega, como se viu pelas últimas declarações deles. Na Europa é que ainda há o hábito de adorar os gajos só porque eram inimigos dos comunas, como nós. No entanto…

    Gostar

  53. JCA permalink
    16 Novembro, 2011 20:55

    .
    E como uma boa Comunicação Social precisa sempre de ‘sal e pimenta’ lá vai o que a nossa não ‘quere levantar ondas’ embora sabido em qualquer ruela, beco ou azinhaga de qualquer Capital Europeia:
    .
    =HOW TO HANDLE A FINANCIAL CRISIS LIKE ICELAND AND SWEDEN:
    .
    “Its been two and a half years since our credit crisis, and we now have enough distance to see the results of various policy choices different nations have made.
    .
    The Irish made a horrific decision to completely transfer the losses from their reckless bankers to the taxpayer, and are suffering under the weight of about €25,000 for every man woman and child in the Ireland. Similarly. Our economies have muddled along with subpar growth, weak job creation, and a nagging suspicion that another crisis is likely sometime in the future.
    .
    And then there is tiny Iceland:
    .
    Bankrupted by the global collapse, Reykjavik made the more painful, but ultimately better, Swedish choice of putting their insolvent banks through bankruptcy
    .
    The government didn’t have the resources for a bailout; the banks failed. The government did guarantee that Icelanders would not lose the money in their savings accounts, but other financial assets — including the many investment funds that the banks offered — plummeted in value, and many ordinary Icelanders lost large sums that they believed were safely invested.”
    .
    .
    Rather than bailout the banks — Iceland could not have done so even if they wanted to — they guaranteed deposits (the way our FDIC does), and let the normal capitalistic process of failure run its course.
    .
    .
    There is a hefty story in the New York Times this weekend — Iceland’s Big Thaw — that explains what happened during the collapse, and since, in the tiny European island:
    .
    http://www.ritholtz.com/blog/2011/05/how-to-handle-a-financial-crisis-like-iceland/
    .

    Gostar

  54. anti-comuna permalink
    16 Novembro, 2011 21:33

    O terceiro round da guerra económica americana contra a China e Europa explica-se bem. Apesar da queda do dólar e ignição da inflação mundial, os seus défices comerciais continuam altos. Pior, o tal inimigo declarado chinês não foi derrotado:
    .

    Click to access us_international_trade_in_goods_and_services_september_2011.pdf


    .
    O défice comercial americano com a China praticamente não baixa nem contra a Europa. (O défice americano está a subir contra a zona euro.) O dolar esteve nos minimos dos últimos 30 anos. Os europeus não estão com o QE e a China usou de instrumentos monetários pouco usuais para vergar as pressões inflacionistas. E já controlou a inflação sem valorizar bruscamente a sua moeda.
    .
    .
    O efeito colateral disto foi que quem baixou o seu défice comercial com a China foram… Os europeus. Aliás, desconfio mesmo que os chineses vão deixar valorizar a sua moeda, os europeus vão ser os grandes vencedores desta valorização e os americanos acabarão por enveredar pelo confronto directo contra a China usando os países vizinhos chineses aliados dos americanos.
    .
    .
    No fundo, os americanos não aprenderam nada com o Acordo Plaza, em que obrigaram o Japão a valorizar a sua moeda, de tal forma que os preços demasiados altos internos face aos internacionais os levaram ao colapso económico. E andam assim há mais de 20 anos. Os chineses não cairam na mesma esparrela e os Europeus fazem como gostam de fazer os americanos: “The debt is ours, but your problem.” No entanto, os americanos agora não deverão ganhar como não ganharam nada com o estoiro da economia japonesa.
    .
    Já agora este curioso artigo: http://www.marketoracle.co.uk/Article23687.html

    Gostar

  55. afédoshomens permalink
    16 Novembro, 2011 21:39

    receio que desconheça o prof Pangloss,muito citado por voltaire numa sua obra

    Gostar

  56. 16 Novembro, 2011 22:07

    lol , Arlindo , o seu comentário “Em Portugal – e também no Mundo – quem rouba e rouba bem, normalmente está bem «inserido socialmente” também se explica sociobotanicamente : estão demasiado enraízados , têm raízes muito profundas , chegam , as raízes , a todas as instituições de justiça , desde a polícia até aos tribunais.

    Gostar

  57. 16 Novembro, 2011 22:10

    ou talvez em vez de raízes tenham rizomas…socio botânica , na mesma.

    Gostar

  58. António Joaquim permalink
    16 Novembro, 2011 22:27

    Matos e desmatados também vale?

    Gostar

  59. 16 Novembro, 2011 23:52

    não sei , mas sei que adubar ervas daninhas , coisa que nenhum jardineiro de bom senso faz , mas que o estado social fez com rsi e não sei quê de escola inclusiva , também se explica sociobotanicamente nos resultados.
    deus me perdoe , mas já não aguento.

    Gostar

  60. Zebedeu Flautista permalink
    17 Novembro, 2011 03:03

    Raízes ervas daninhas, botânica, mas pegar numa enxada que da calo não vejo nada ( eu incluído).

    Gostar

  61. Nuno permalink
    17 Novembro, 2011 03:29

    TAP? That’s easy; Take Anither Plane…

    Gostar

  62. Arlindo da Costa permalink
    17 Novembro, 2011 03:46

    Este Nuno está fazendo troça da TAP que foi fundada pelo Prof. Salazar?
    Talvez este gajo vai na conversa daqueles chulos da troika que quer se venda tudo por tuta e meia!

    Gostar

  63. JCA permalink
    17 Novembro, 2011 09:13

    .
    Banca,
    impunha-se expor os cenários mais radicais de solução, para tentar provocar a final ser mais equilibrada, melhorada ……
    .
    Pelo ouvido da Troika parece que a coisa se resolveu melhor para a Banca. Com mais bom senso e equilibrio.
    .
    Vamos aguardar para ver os resultados imediatos. Se por sua vez a Banca agora suaviza mais para a Economia e para o Crédito ao Tecido Produtivo para alavancar o Emprego e estancar o encerramentos de mais Empresas. Para se começar a inverter o declinio para o ‘black hole’ e se reacender o tecido Economico Português em todas as suas componentes.
    .

    Gostar

  64. JCA permalink
    17 Novembro, 2011 09:27

    .
    Além da Banca,
    também é preciso que o Minsitério das Finanças através do Fisco colaborem para invertermos já o declinio para o ‘black hole’ para alavancar o Emprego e estancar o encerramento de mais Empresas no sentido de cessar mais destruição de Emprego e de criação de riqueza. Não há tempo a perder. Cada dia que passa mais o País cai. E ninguém quere que isso continue.
    .
    .

    Gostar

  65. JCA permalink
    17 Novembro, 2011 09:33

    .
    “também é preciso que o Ministério das Finanças através do Fisco colaborem para invertermos já o declinio para o ‘black hole’ ” deve ler-se
    .
    “também é preciso que as Finanças Publicas – Ministério das Finanças colaborem suavizando já o Fisco para coletivamente conseguirmos arrancar com a inversão do declinio para o ‘black hole’
    .

    Gostar

  66. lucklucky permalink
    17 Novembro, 2011 10:25

    Ou seja como é óbvio é preciso descer os impostos.
    Em vez disso este Governo só um pouco menos soci@lista que o desastre político-jornalista de Cavaco-PCP aumentou-os.
    Em vez de cortar em inutilidade como Ministério da Educação, Economia, Agricultura etc etc…

    Gostar

  67. trill permalink
    17 Novembro, 2011 12:37

    “Dá-me a impressão que os meus textos contra os calimeros tugas lhe fizeram comichãozinha na carola. ;)”

    ó aticomuna… francamente… vc antes de ir para o governo na era assim. Além de que não sou o tric mas o trill.

    Gostar

  68. trill permalink
    17 Novembro, 2011 12:39

    tanto leio os jornais ingleses como os franciús e mesmo o spiegel, traduzido para o inglês pq a mimnha ignorância tuga n me permite mais… Mas veja lá o anticomuna que até leio os jornais tugas!!! Sou um tipo aberto.

    Gostar

  69. trill permalink
    17 Novembro, 2011 12:45

    eu só acho é que o governo NÂO pode deixar-se intimidar pelo banqueiros. Há que ter tomates, tomates transmontanos, meus senhores e minhas senhoras!

    Gostar

  70. trill permalink
    17 Novembro, 2011 12:47

    nem pelos banqueiros nem pelas aberrantes “sociedades secretas” sejam elas quais forem. Há que ter tomates! Antes partir que vergar, como dizem os transmontanos.

    Gostar

  71. trill permalink
    17 Novembro, 2011 12:52

    “e nada há como o sonho e esse dom criador da fantasia, já diz bem o poeta, mas é admirável a visão que assim se manifesta tão à longe, ó trill, assim tão longíssimo !”

    Ob, Certo, entendo a sua achega como um elogio.

    Gostar

  72. certo permalink
    17 Novembro, 2011 23:52

    “Ob, Certo, entendo a sua achega como um elogio.” trill

    Ó trill, pode crer, achega elogiosa, de congratulação pela visão clara, que eu só mais nebulosamente antevejo .

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: