Saltar para o conteúdo

Apenas para recordar…

19 Dezembro, 2011
by

…o que já pesaram as remessas dos emigrantes na nossa economia:

 

32 comentários leave one →
  1. 19 Dezembro, 2011 20:15

    E como se pode ver nesse gráfico, as remessas não têm crescido com a recente emigração.

    O mundo já não é o mesmo de há 40/30 anos.

    Gostar

  2. Arlindo da Costa permalink
    19 Dezembro, 2011 20:23

    Só que aconselho os nossos emigrantes a colocar o seu dinheiro, fruto do seu trabalho!, bem longe da vista dos governantes portugueses!
    Os nossos emigrantes devem domiciliar uma parte das suas poupanças nos países onde trabalham, outra parte em países onde se respeita o trabalho e o dinheiro dos outros (Suiça, Luxemburgo, Alemanha, Reino Unidos, EUA, Canadá, Austrália) e uma outra parte (why not?) em paraísos fiscais segundo os padrões da OCDE e denominadas em moeda «forte» (dólar, libra, franco suiço e coroa norueguesa).
    Se enviarem o vosso dinheirinho para Portugal, mais tarde ou mais cedo, serão ROUBADOS por classe politica e partidária cleptocrática e corrupta, já para não falar duma burocracia fiscal e financeira aterradora!

    Gostar

  3. JDores permalink
    19 Dezembro, 2011 20:34

    E em termos absolutos? É que me parece que o PIB português cresceu bastante deste os anos 70…

    Gostar

  4. 19 Dezembro, 2011 20:50

    Falta no gráfico o número de emigrantes.

    Gostar

  5. smile permalink
    19 Dezembro, 2011 20:53

    Estuda meu filho!
    Estuda para dar gente!
    Com estudos,
    terás uma vida diferente!
    Não terás de labutar.
    Como esta pobre gente!
    Terás um futuro garantido.
    A tua vida não será um castigo.
    Disse eu para te educar,
    nos discursos que ensaiei,
    para te animar a estudar.
    Mas agora que te vejo emigrar
    Para passar por necessidades
    Que nunca tive que passar
    Apetece-me gritar
    O que aconteceu?
    Quem me enganou?
    Que te fiz eu?
    Que te dei educação!
    O que fizeram ao meu País?

    Gostar

  6. Arlindo da Costa permalink
    19 Dezembro, 2011 21:12

    Há já empresas do Gabão, Benim, República Democrática do Congo e da República Centro-Africana a querer contratar mão-de-obra portuguesa para as roças e minas, pois dizem que os portugueses têm uma aptidão natural para trabalhar naquelas paragens.
    É aproveitar meus amigos, antes que vós acabeis nalgum forno crematório do IV Reich!

    Gostar

  7. IFIGENIO OBSTRUZO permalink
    19 Dezembro, 2011 21:46

    NÃO NEM ESTES QUE ESTÃO AINDA MAIS DESESPERADOS QUE NÓS FAZEM APELOS PATÉTICOS COMO O DO NOSSO CUELHO……
    http://bulimunda.wordpress.com/2011/12/19/difrenca-entre-um-pais-bimilenar-e-um-lugarejo-que-so-foi-independente-depois-de-uma-queca-borgonhesa/

    Gostar

  8. IFIGENIO OBSTRUZO permalink
    19 Dezembro, 2011 21:47

    mensagem DE NATAL DO NOSSO 1º ÚLTIMO..
    http://zebedeudor.blogspot.com/2011/12/carraca-apresenta-em-em-1-mao-mensagem.html

    Gostar

  9. IFIGENIO OBSTRUZO permalink
    19 Dezembro, 2011 22:10

    http://zebedeudor.blogspot.com/2011/12/as-aventuras-de-um-coelho-portugues-em.html
    as aventuras de um coelho em Luanda após emigrar..1º episódio o contacto com os indígenas locais…

    Gostar

  10. 19 Dezembro, 2011 22:11

    percebi. Por causa disto é que Passos Coelho quer que os portugueses emigrem.

    Gostar

  11. lica permalink
    19 Dezembro, 2011 22:26

    afinal já vai haver dinheiro para pagar o 13º e 14º mes aos trabalhadores da tap. isto tá a melhorar………….

    Gostar

  12. António Joaquim permalink
    19 Dezembro, 2011 22:39

    Brilhante. Até parece a cotação do BCP, BESCL, …..

    Gostar

  13. 20 Dezembro, 2011 00:16

    Brilhante! Mas se os tugas emigrarem não metem cá dinheiro…

    Gostar

  14. Pordata permalink
    20 Dezembro, 2011 00:20

    As remessas de emigrantes passaram de pouco mais de 100.000€ em 1975 para 2,4 Milhões em 2010. fonte: http://pordata.pt/Portugal/Remessas+de+emigrantes+total-135
    Considerando que o numero de emigrantes reduziu significativamente desde os anos 70 – principalmente porque muitos dos que faziam essas remessas voltaram – não é difícil concluir o completo disparate que normalmente se verifica com quem quer que a realidade concorde com as ideias pré-concebidas.

    Gostar

  15. Pordata permalink
    20 Dezembro, 2011 00:22

    errata – os numeros anteriores medem-se não em unidades mas em milhares de euros.

    Gostar

  16. EMS permalink
    20 Dezembro, 2011 01:05

    Pois, o grafico até parece interessante, só que os emigrantes dos nossos tempos já não são ladrilhadores e pedreiros cujo maior sonho é construir uma casita ou montar uma tasquinha na terriola que deixaram…

    Gostar

  17. José Estalinho permalink
    20 Dezembro, 2011 01:08

    Que estúpido cretino! Se calhar a percentagem baixou porque o PIB aumentou de forma acentuada depois do período pós-revolucionário e o número de emigrantes, graças ao crescimento económico do país, diminuiu drasticamente. Que verdadeiro cretino!

    Gostar

  18. Ferro permalink
    20 Dezembro, 2011 11:07

    EMS: exactamente. Se eu tiver de emigrar não meto cá um tusto.

    Gostar

  19. 20 Dezembro, 2011 11:25

    JMF, o senhor está desligado da realidade. Quanto mais qualificados, mais rapidamente os emigrantes se integram nas sociedades de acolhimento e consequentemente deixam de enviar o dinheiro para a “terrinha”. Isso era no tempo do Salazar, com emigração com baixa qualificação e que tinha como ambição construir uma casa, tingida de azulejos multicolores. Quem vai, e é bem sucedido, não volta, nem cá põe o pilim.

    Gostar

  20. honni soit qui mal y pense permalink
    20 Dezembro, 2011 11:56

    quem vive por cá sabe que o terror fiscal instalado , tudo tributa e penhora , para se gastar a comprar votos para o Partido Sarjeta.
    logo , qq emigrante , vá , e não envie reservas nenhumas …

    Gostar

  21. honni soit qui mal y pense permalink
    20 Dezembro, 2011 11:57

    Nota : Partido Sarjeta ( copyright j.j.Pereira ) é o Partido Socialista que arruinou em 37 anos de democracia Portugal .

    Gostar

  22. DSC permalink
    20 Dezembro, 2011 13:31

    Eu sou imigrante e não ponho nem irei por um tusto em Portugal.. Excepto aquilo que gastar quando aí tiver de férias.. É pena.. Muita pena..

    Gostar

  23. Artur permalink
    20 Dezembro, 2011 14:29

    Mas se calhar tiraste um curso à borla à conta do pagode, ahn?

    Gostar

  24. licas permalink
    20 Dezembro, 2011 14:48

    Arlindo da Costa
    Posted 19 Dezembro, 2011 at 20:23 | Permalink
    Só que aconselho os nossos emigrantes a colocar o seu dinheiro, fruto do seu trabalho!, bem longe da vista dos governantes portugueses!
    _____________________
    Bem longe do Sócrates, se se der o caso fatal
    de ele voltar a ser 1º Ministro. Lagarto, lagarto, lagarto!

    Gostar

  25. pfig permalink
    20 Dezembro, 2011 21:15

    Sai’ de Portugal ha 6 anos, e transferi tudo o que tinha no banco, vendi carro, casa, etc. Pensei algumas vezes em transferir $$ para o recta^ngulo, mas sempre que o vou fazer lembro-me que algum ha’-de ir para algo que o Ze’ Manel use.

    Daqui a umas semanas vou naturalizar-me aqui.

    Gostar

  26. Nuno permalink
    21 Dezembro, 2011 03:51

    Portugal não pode viver a comtar com as “remessas” dos emigrantes.

    Gostar

  27. Nuno permalink
    21 Dezembro, 2011 03:53

    * contar com as “remessas”

    Gostar

  28. Artur permalink
    21 Dezembro, 2011 10:39

    PFIG: Naturaliza-te, pois. E não te esqueças de deixar de ler blogues portugueses. Ah, olha, antes de ires embora definitivamente devolve-nos o dinheiro equivalente ao que custou a tua formação, porque isto de andar a estudar à borla até aos 25 anos e depois dar de frosques tem de acabar.

    Gostar

  29. Zuruspa permalink
    21 Dezembro, 2011 15:13

    Há mais ainda: o emigras tinham contas-poupança-emigrante nos bancos portugueses a dar 3 vezes os juros que receberiam na França ou Alemanha. Até compensava a inflaçäo a 20%. Hoje em dia abre-se a conta no país onde se vive, e se for na zona Euro, nem se pagam por transferir directamente entre contas de países da Euroländia. E näo correm o risco do banco português falir…

    Gostar

  30. 21 Dezembro, 2011 18:57

    28 comentários a um post que não indica a fonte dos dados do gráfico?! As pessoas ainda são assim tão crédulas que comentam toda e qualquer informação que encontram na internet? E os autores de posts ainda têm assim tão pouco cuidado em sustentar o que escrevem?

    Gostar

Trackbacks

  1. Senhor emigrante, ajude o Zé Manel. | vida breve
  2. Senhor emigrante, ajude o zé Manel. | Total Blog

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: