Saltar para o conteúdo

Truques p’rá Troika

21 Dezembro, 2011

“O aumento anunciado das taxas moderadoras nas urgências hospitalares é uma medida injusta, incoerente e inútil. O governo parece preferir beneficiar empresários ricos em detrimento dos pobres dos doentes.”
Ontem, no Correio da Manhã.

12 comentários leave one →
  1. 21 Dezembro, 2011 00:51

    Foi tudo estudado correcta e cientificamente:
    http://lishbuna.blogspot.com/2011/12/confirma-se-deus-ou-la-o-que-e-criou-os.html

    Gostar

  2. Nuno permalink
    21 Dezembro, 2011 04:10

    O melhor truque é usar a cabecinha – por quem a tenha – e fazer o trabalho bem feito – por quem o saiba fazer.

    Gostar

  3. 21 Dezembro, 2011 07:49

    Excelente texto!
    Que não doam as mãos ao Paulo Morais.

    Gostar

  4. honni soit qui mal y pense permalink
    21 Dezembro, 2011 10:17

    De facto .
    Mas o melhor é não estar doente.
    Ser doente e precisar de tratamento … é uma chatice para o sistema .

    Gostar

  5. anti-comuna permalink
    21 Dezembro, 2011 10:46

    Caro Paulo Morais, que as taxas podem ser injustas, admito. O ideal era mesmo não tratar os doentes não urgentes e enviá-los para casa. Mas dizer que os filtros de Manchester já resolveram o problema…

    Gostar

  6. 21 Dezembro, 2011 10:47

    Dizem-me que a mendicidade está a aumentar em Portugal.
    E já começa a haver mendigos à porta dos hospitais:
    Dê uma esmolinha para a minha tubercolose.

    Gostar

  7. anti-comuna permalink
    21 Dezembro, 2011 10:48

    Como sair da crise. Exportar. Exportar muito.
    .
    .
    “Portucel é a maior exportadora através do Porto de Leixões
    .
    Exportações para fora da União Europeia através deste porto cresceram 54% nos primeiros 11 meses do ano.
    .
    O tráfego de cargas no Porto de Leixões está a bater recordes consecutivos este ano, estando as exportações em destaque nessas taxas de crescimento. Só entre Janeiro e final de Novembro, as mercadorias exportadas através de Leixões aumentaram 33,4%, num total de 4,1 milhões de toneladas, segundo dados da Administração dos Portos do Douro e de Leixões (APDL) a que o Diário Económico teve acesso.”
    .
    in http://economico.sapo.pt/noticias/portucel-e-a-maior-exportadora-atraves-do-porto-de-leixoes_134203.html

    Gostar

  8. Arlindo da Costa permalink
    21 Dezembro, 2011 17:09

    O Anti-Comuna quer é exportar!
    É pá, não arranjas uma linha de financiamento para EXPORTAR o governo neo-comunista liberal de Lisboa?
    Pelo menos para um país que faça fronteira com o Inferno?

    Gostar

  9. honni soit qui mal y pense permalink
    21 Dezembro, 2011 17:14

    Ó Arlindo

    Voce sabe bem que a melhor exportação possível para o País crescer e se desenvolver … era todos os socialistas gastadores á parva , bazarem com bilhete só de ida …
    o problema á para onde ? alguem vai nisso ?

    Gostar

  10. algarvio permalink
    21 Dezembro, 2011 22:55

    Com 90% das empresas a serem PME e a falir e o desemprego a crescer (e a criminalidade e a impunidade a
    aumentar e a segurança a diminuir num pseudo Estado de Direito) porque os 12 mil milhões de euros não vão antes para um novo Banco de Fomento e uma Sociedade de Seguro de Crédito ? Na CGD só há corruptos e incompetentes !… Sem Natalidade e Educação tambem não vamos a lado nenhum .
    E sobre a Justiça ? Fujam . Emigrem (P.P.C.)

    Gostar

  11. licas permalink
    22 Dezembro, 2011 14:13

    Para as profundezas do Inferno?

    Gostar

  12. anonimo permalink
    23 Dezembro, 2011 01:16

    Muito bem.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: