Skip to content

Ao cuidado do Expresso

10 Julho, 2012

Já pensaram que o Relvas pode ser o Pinóquio referido no processo Freeport? A sério. Vão investigar e descobrirão que o Relvas esteve lá e assim conseguirão vencer esse bloqueio que vos impede de informar os leitores sobre esse julgamento.

Advertisements
98 comentários leave one →
  1. p D s permalink
    10 Julho, 2012 16:43

    Bem, Helena, se de facto se investigar ….e se descobre que o Relvas ainda andou nas trapalhadas do processo Freeport, então ai temos que :

    – Lusofona atribui Mestrado a Relvas, ao rever o curriculo do senhor !

    Será ?

    Gostar

  2. Zorba, o Grego permalink
    10 Julho, 2012 16:56

    Este gajo é um chico esperto….trafulhas e aldrabão…..nunca fez nada da vida a não ser …ser politico, mas um politico cheio de trafulhadas durante toda a vida……tem várias moradas desde sempre para poder receber fraudelentamente subsidios da assembleia da republica, era conhecido pelo batmen na assembleia da republica devido às suas viagens relampago…..não tem ética para desempenhar um cargo do governo! Rua !!!

    Gostar

  3. javitudo permalink
    10 Julho, 2012 17:00

    A chusma de pseudo jornalistas não se interessa por esses assuntos banais. Somos todos inocentes se estivermos do lado certo, mesmo se as provas atestarem o contrário.
    Os pseudo jornalistas funcionam com mais censura nos seus cérebros frágeis do que no tempo do botas.
    Sabem da ignorância do povoléu, exploram-na até à última gota com futebóis, telenovelas e crimes de bairro.
    Se o franciú regressasse, vestido a rigor, emproado e sem vergonha estariam pontuais no aeroporto com os holofotes.
    Por detrás dos mídia está um exército fiel que zela pela imbecilização, pela irreconciliação entre as pessoas, uma hierarquia aprimorada da mentira repetida, uma intelectualidade pútrida e manipuladora.
    Só não há coragem para pôr os nomes aos bois e principalmente às vacas.
    Recordemos Sartre um virulento apóstolo do genocídio comunista, persuadido de que “todo anticomunista é um cão” e empenhado em mostrar à Europa a bondade e o humanismo do regime cambojano de Pol-Pot. Quem se lembra?
    Na paróquia ainda não se chegou a tanto, mas para lá caminha. A manipulação mediática está na ordem do dia:
    Os avanços acelerados da ciência têm gerado crescente brecha entre os conhecimentos do público e aquelas possuídas e utilizadas pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem desfrutado de um conhecimento avançado do ser humano, tanto de forma física como psicologicamente. O sistema tem conseguido conhecer melhor o indivíduo comum do que ele mesmo conhece a si mesmo. Isto significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos do que os indivíduos a si mesmos.
    (Negação de Sócrates, o verdadeiro: não te conheças a ti mesmo).
    Voltaremos a outros temas de manipulação a seu tempo.

    Gostar

  4. neotonto permalink
    10 Julho, 2012 17:04

    Já pensaram que o Relvas pode ser o Pinóquio referido no processo Freeport?

    Ja pensaram que o Relvas e Pinoquio existiram em Portugal porque a classe jornalistica portuguesa e tal como é. Assim dese jeito…
    Ah. Nao penso em nenhum/a jornalista em concreto.
    Até quando a classe jornalista continuará a ser refém destes shows?
    Alguma cassandra-neox para por fim a todo esto…finalmente?

    Gostar

  5. 10 Julho, 2012 17:05

    HMatos,
    Neste caso dispenso a sua solidariedade para com MRelvas e passa-me ao lado a ironia-desafio que faz ao Expresso.
    Pergunto-lhe sómente isto : Para que é que MRelvas quis aquela licenciatura, obtida daquele modo e em tão pouco tempo ? Aprendeu algo ? Muito ? Ou foi só por vaidade pessoal e para que no futuro não ficasse menorizado (herança social salazarenta…) perante quem efectivamente é licenciado e doutorado ?

    Gostar

  6. neotonto permalink
    10 Julho, 2012 17:10

    “Vão investigar”

    Conho. E eu a pensar que os jornalistas estavam aí para investigar estes assuntos…Os jornalistas servem para qué tipo de trabalho? Biotecnología?
    Despidam a todos os jornalistas tugas que nao trabalhem no jornalismo privado , já…Para escarmento público ante o Ze povinho !!!!!!!

    Gostar

  7. beirão permalink
    10 Julho, 2012 17:20

    Boa, ‘javitudo’! Assim é que é falar. Estes pseudo jornalistas, na sua estarrecedora falta de ética moral e jornalística e supina alarvidade congénita, não param de, aproveitando-se da triste ignorância do ‘zé povinho’ – ignorancia um tanto boçal que até dói – para manipular, enganar, mentir.
    Os pseudo jornalistas esquerdóides no seu poior.

    Gostar

  8. helenafmatos permalink
    10 Julho, 2012 17:28

    Para que é que MRelvas quis aquela licenciatura….–PARA QUE O CHAMASSEM DR. A ISTO CHAMA-SE SALOICE, PROVINCIANISMO, COMPLEXO DE INFERIORIDAE… Ssó não percebo o que faz a herança salazarenta no meio desse procedimento

    Gostar

  9. neotonto permalink
    10 Julho, 2012 17:29

    Oi beirao,

    Se vc me ajuda com um euro que aporta vc e mais outro que ja tenho e aporto eu aquí para premiar ao:

    .
    Premio “Os pseudo jornalistas direitoides no seu poior” do dia hoje foi…
    .
    Para ………………………….
    (punha acima o nome do pseudo jornalista direitoide” do día s.f.f. e que ele fiz hoje de merito para motivo de ser “premiado”.

    Gostar

  10. Pedro Almeida permalink
    10 Julho, 2012 17:29

    A Matos está a candidatar-se a ser a Câncio do Relvas!

    Gostar

  11. beirão permalink
    10 Julho, 2012 17:31

    O mentecapto do MJRB podia lá deixar de bolçar o habitual arroto da cassete comuna da “herança social salazarenta”. Estes homunculozecos são ‘isto’ e não passam ‘disto’…

    Gostar

  12. 10 Julho, 2012 17:33

    Helena Matos,

    Brincar com a quadrilha é perigoso. O Relvas já era Drº antes de o ser.

    http://parquedospoetas.blogspot.pt/2012/07/miguel-relvas_9737.html

    Mesmo que o Passos ache que a Licenciatura do Relvas é um não assunto está muito enganado, aliás para alem de ser assunto é crime.

    Há padres que não o eram e foram condenados, medicos idem e porque carga de agua o Relva não ha-de se-lo????

    Simplesmente ACAPONICO. Mas depois…a imagem lá fora…e se tivessem um pigo de VERGONHA???

    Gostar

  13. Ni-Nó-Ni permalink
    10 Julho, 2012 17:35

    Pinóquio são eles todos.
    Mas este post ilustra bem a seriedade com que encaras as questões políticas.

    Gostar

  14. 10 Julho, 2012 17:36

    Boa Helena.Esta foi mesmo na mouche.Deixei de ler o expresso há muito tempo.

    Gostar

  15. javitudo permalink
    10 Julho, 2012 17:43

    Voltemos estão às estratégias da manipulação:
    A ESTRATÉGIA DA DISTRAÇÃO.
    O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundações de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir ao público de interessar-se pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado, sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja como os outros animais “.
    (panem et circenses, hoje bread and games)
    UTILIZAR O ASPECTO EMOCIONAL MUITO MAIS DO QUE A REFLEXÃO.
    Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional, e pôr fim ao sentido crítico dos indivíduos. Além do mais, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de acesso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões, ou induzir comportamentos…
    (…qualquer bojador em vez da esperança…)
    MANTER O PÚBLICO NA IGNORÂNCIA E NA MEDIOCRIDADE.
    Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais inferiores deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que paira entre as classes inferiores e as classes sociais superiores seja e permaneça impossível para o alcance das classes inferiores “.
    (A escola pública deve ser medíocre, pobre e para pobres…)
    ESTIMULAR O PÚBLICO A SER COMPLACENTE NA MEDIOCRIDADE.
    Estimular o público a achar que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto…
    (O fado induca e a bola instrói)
    DIRIGIR-SE AO PÚBLICO COMO CRIANÇAS DE BAIXA IDADE.
    A maioria da publicidade dirigida ao grande público utiliza discurso, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade, como se o espectador fosse um menino de baixa idade ou um deficiente mental. Quanto mais deseje enganar ao espectador, mais adotar um tom infantilizante. Por quê? “Se você se dirige a uma pessoa como se ela tivesse a idade de 12 anos ou menos, então, em razão da sugestionabilidade, ela tenderá, com certa probabilidade, a uma resposta ou reação também desprovida de um sentido crítico como a de uma pessoa de 12 anos ou menos de idade”.
    (come chocolates pequena suja…não há nais metafísica senão chocolates – Fernando Pessoa/Álvaro de Campos, Tabacaria)

    Gostar

  16. 10 Julho, 2012 17:43

    HMatos,
    Herança salazarenta é isto : “PARA QUE O CHAMASSEM DR. A ISTO CHAMA-SE SALOICE, PROVINCIANISMO, COMPLEXO DE INFERIORIDADE.
    Ou Vc. não sabe do “respeitinho” e da reverência (estimulada durante décadas) ao “sr. dr.”, ao “sr. engº”, muitos deles sem cursos concluídos ?

    Gostar

  17. helenafmatos permalink
    10 Julho, 2012 17:45

    E o que tem Salazar a ver com os cursos não concluidos?

    Gostar

  18. 10 Julho, 2012 17:46

    beirão,
    vc. não passa disso !
    Não tarda, tal como João Miranda, afirma que este governo é constituído por “socialistas”…

    Gostar

  19. 10 Julho, 2012 17:54

    HMatos,
    Vc. não percebeu ou quer conversa ?
    Mas eu explico : Salazar, o regime de Salazar e de Caetano, cultivou e inculcou o “respeitinho”, a reverência pelos “sr. drs.”, pelos “srs. engos” — não sabia ?
    ATÉ HOJE, essa herança perdura. Daí os Varas, os Relvas e muitos mais (com passagens ou não por governos) com aqueles “acelerados” cursos, assim obtidos por “COMPLEXO DE INFERIORIDADE”.
    Desde que este (mais um) caso Relvas surgiu, por acaso já li e ouvi muitas opiniões idênticas : herança (socio-cultural salazarenta).

    Gostar

  20. neotonto permalink
    10 Julho, 2012 17:55

    MJRB eu também tenho nostalgia e herença salazarenta e que me tratem por Sr. Eng. ou Sr. Dr,

    O MJRB que parece estar tao atento e informado destes assuntos poderia me dizer quanto me ia custar este gostito meu de adquirir o titulo na- universidade- privada- onde- estudou este MRelvas, sff.?
    Custo em euritos por curso agora que ja e moeda comum europeia e todos estamos ao dia emquanto a utilidade desta moeda europeia unica e excepcional?
    .
    5.000, talvez 6.000 euritos por curso?

    Gostar

  21. helenafmatos permalink
    10 Julho, 2012 17:59

    Portanto temos o dr. Relvas e o engº Sócrates como vítimas do salazarismo?

    Gostar

  22. 10 Julho, 2012 18:01

    neotonto,
    Não sei –ainda bem que não sei mesmo– responder-lhe. Quanto custa e como se paga, como se obtém e que favores em troca, o que alunos assim predispostos “aprendem” com professores daqueles.

    Gostar

  23. 10 Julho, 2012 18:05

    HMatos,
    Não disfarce.
    Por acaso até são “vítimas”, mas não no sentido que Vc. quer fazer arrastar a conversa… São consequências socio-culturais: “SALOICE, PROVINCIANISMO, COMPLEXO DE INFERIORIDADE”.

    Gostar

  24. tric permalink
    10 Julho, 2012 18:10

    o Relvas deve ser demitido por :
    .
    – ser um boy de Mira Amaral
    – ser Maçon
    – andar a fazer uma reforma administrativa de Portugal, no universo das freguesias, sem ter em conta uma inevitabilidade, o repovoamento de Portugal ( a reforma CAA está se esta mesmo a ver o nivel dela…)
    – ter aceite o diploma
    – ser um eixo de transmissão dos interesses angolanos e brasileiros em Portugal, que se sobrepõe aos interesses dos portugueses
    – defender a privatização da RTP porque esta custa muitos milhões aos portugueses, mas não defender as renegociação das parcerias publico privadas…que vão ter um custo infinitamente superior ao da RTP…
    – defender o encerramento de linhas ferreas nacionais e promovêr a construção de linhas ferreas internacionais…
    – defender que a Caixa Geral de Depósitos continue a injectar dinheiro em alguns bancos e em alguma operações que não trazem qualquer mais valia em termos da ecónomia real…a não ser defender interesses que não o da ecónomia real…
    – apoiar Passos Coelho

    Gostar

  25. javitudo permalink
    10 Julho, 2012 18:15

    Mais uma estratégia:
    REFORÇAR A REVOLTA PELA AUTOCULPABILIDADE.
    Fazer o indivíduo acreditar que é somente ele o culpado pela sua própria desgraça, por causa da insuficiência de sua inteligência, de suas capacidades, ou de seus esforços. Assim, ao invés de rebelar-se contra o sistema económico, o individuo inferioriza-se e culpa-se, o que gera um estado depressivo do qual um dos seus efeitos é a inibição da sua ação. E, sem ação, não há transformação! E assim a canalha continua a dominar em toda a linha, com este ou aquele partido e até com os partidos todos juntos, o que mais tarde ou mais cedo é a próxima cartada. Vai alterar nada.
    (Zé Ninguém não vás além)

    Gostar

  26. SRG permalink
    10 Julho, 2012 18:22

    MJRB, no tempo do salazarismo e no que diz respeito ao ensino, apenas lhe poderemos criticar o facto de nem toda a gente ter acesso ás Universidades, mas posso garantir-lhe que para ser licenciado era preciso estudar e muito, e já agora o processo de Bolonha nem em sonhos.De resto, e sem saudosismos, devo dizer-lhe que naquele tempo nem tudo era mau. Quer exemplos ? Não havia listas de espera para operar, instituíram-se as reformas, criou-se o abono de família. Tinha muita coisa má, pois tinha, mas e agora ?É tudo uma perfeição !!!
    Saudações
    SRG

    Gostar

  27. 10 Julho, 2012 18:25

    tric,

    MRelvas tem –e sabe que tem !– uma quantidade significativa de autarcas do PSD e do PP contra o seu projecto para as autarquias. Alguns, dizem dele “cobras e lagartos”…

    Gostar

  28. 10 Julho, 2012 18:37

    SRG,
    Mas eu não escrevi sobre o Ensino nas décadas de Salazar e de MCaetano ! O que constatei e continuo a constatar, é a reverência ao “sr. dr.”, “sr. engº”…Herança socio-cultural salazarenta que persiste e que “ataca” ex- e putativos membros de governos…
    De acordo : naquelas décadas o modo de ensinar e a apetência/necessidade por aprender foram diferentes da actualidade. Mas também conheci –e conheço– falsos “engºs” e “drs.” que estudando naquelas épocas ou post 25 de Abril não terminaram os cursos… Minoria, claro !
    Cumprimentos.

    Gostar

  29. javitudo permalink
    10 Julho, 2012 18:44

    MJRB, qualquer pessoa que queira fazer o essencial neste cantinho diz-se naturalmente “cobras e lagartos”. Não é por isso que o relvas incomoda. O pior é saber que os pais dos tugas gostariam todos de ter drs e eng desses na família.
    O que incomoda é alguns de nós termos que viver com estes pacóvios que ainda estão no século XVII.
    Bem fazem os mais novos, os mais qualificados estão a abrir os olhos e olha se te avias para a estranja.
    É triste, mas não resta outra decisão. No PSI 20 não existem padrinhos para todos.

    Gostar

  30. tric permalink
    10 Julho, 2012 18:49

    mas alguem de perfeeito juizo, entrega uma reforma administrativa de Portugal a Carlos Abreu Amorim!!!??? Relvas demite-te ! A Carlos Abreu Amorim…anda tudo louco! já não bastava o Rabi Viegas como Ministro da Cultura!!??

    Gostar

  31. tric permalink
    10 Julho, 2012 18:51

    “O que incomoda é alguns de nós termos que viver com estes pacóvios que ainda estão no século XVII.”
    .
    são pacóvios, tal o seu estrangeirismo…

    Gostar

  32. 10 Julho, 2012 18:55

    Com tanta acusação GRAVÍSSIMA ao sókas no julgamento FREEPORT
    só podemos concluir que os media estão completamente comprados pela corrupção xuxialista-maçónica-jacobina-gay-lesbos

    Gostar

  33. 10 Julho, 2012 18:56

    http://noticias.pt.msn.com/economia/estado-gasta-508-milh%c3%b5es-de-euros-em-2012-com-rtp-ministro
    os defensores das empresas públicas-nossas deviam pagar do seu bolso a falência desta EMPRESA PÚBLICA

    Gostar

  34. tric permalink
    10 Julho, 2012 18:57

    mas no tempo de Salazar, acho muito bem, que se tratassem porr Dr. , Sr Eng…etc! é que estes senhores criaram um modelo económico genial…agora os actuais Drs…Sr. Eng…conduziram Portugal à ruina económica…tal como jornalismo…não se pode comparar duas realidade bem distintas em Portugal ! Uma em que as Universidades estiveram ao serviço da ecónomia portuguesa ( tempo de Salazar e da Geração de Ouro…) com as Universidades em Portugal do pós-25 de Abril, que estiveram ao serviço da ruina económica portuguesa…duas realidades distintas…bem distintas…

    Gostar

  35. carlos moreira permalink
    10 Julho, 2012 18:57

    não digam mal do Caa ele é dono aqui do blog……. pppsssttttt xiu falem baixinho

    Gostar

  36. 10 Julho, 2012 18:59

    javitudo,
    No caso Relvas-autarquias, não me parece normal que membros do seu partido e do PP digam dele “cobras e lagartos”. Relvas não quer fazer “o essencial neste cantinho” autárquico-administrativo. Relvas quer deixar “marca” e apresentar serviço, “doa-a-quem-doer”, sem conhecer a realidade de bastantes freguesias e concelhos.
    Não, eu não gostaria de ter um “dr” ou “engº” na minha família assim licenciados e doutorados.
    Os jovens, hoje, têm de facto outro discernimento do Mundo. Fazem muito bem em emigrarem ! É o que lhes aconselho, alguns (com cursos superiores) foram mesmo e estão radiantes na Austrália, Noruega, Suíça e EUA. Deixem este país governado por “pacóvios”, oportunistas e suportados por bovinizados !! Quem, ficando, não é pacóvio, oportunista e bovinizado, está lixado ou faz a sua vida independente.

    Gostar

  37. carlos moreira permalink
    10 Julho, 2012 19:00

    troco eu pago a RTP você o BPN

    Gostar

  38. tric permalink
    10 Julho, 2012 19:00

    o que fizeram as Universidades em Portugal, principalmente no dominio económico, no pós-25 de Abril !!?? foi só importar tudo que era estrangeiro, ideologias económicas ruinosas…até deixaram roubar 300 toneladas de ouro…

    Gostar

  39. javitudo permalink
    10 Julho, 2012 19:03

    Isto só é possível porque este POVO é de outra dimensão cultural….
    Islândia triplicará seu crescimento em 2012 após a prisão de políticos e banqueiros

    Islândia conseguiu acabar com um governo corrupto e parasita. Prendeu os responsáveis pela crise financeira, mandando para a prisão. Começou a redigir uma nova Constituição feita por eles e para eles.
    E hoje, graças à mobilização, será o país mais próspero de um ocidente submetido a uma tenaz crise de dívida.

    É a cidadania islandesa, cuja revolta em 2008 foi silenciada na Europa por temor a que muitos percebessem.
    Mas conseguiram, graças à força de toda uma nação, o que começou sendo crise se converteu em oportunidade.
    Uma oportunidade que os movimentos altermundistas observaram com atenção e o colocaram como modelo realista a seguir.
    Consideramos que a história da Islândia é uma das melhores noticias dos tempos atuais.
    Sobretudo depois de saber que segundo as previsões da Comissão Europeia, este país do norte atlântico,
    fechará 2011 com um crescimento de 2,1% e que em 2012, este crescimento será de 1,5%, uma cifra que supera o triplo dos países da zona euro. A tendência ao crescimento aumentará inclusive em 2013, quando está previsto que alcance 2,7%. Os analistas asseveram que a economia islandesa segue mostrando sintomas de desequilíbrio.
    E que a incerteza segue presente nos mercados. Porém, voltou a gerar emprego e a dívida pública foi diminuindo de forma palpável.

    Este pequeno país do periférico ártico recusou resgatar os bancos.
    Deixou-os cair e aplicou a justiça sobre aqueles que tinham provocado certos descalabros e desmandes financeiros.
    Os matizes da história islandesa dos últimos anos são múltiplos.
    Apesar de transcender parte dos resultados que todo o movimento social conseguiu, pouco foi falado do esforço que este povo realizou.
    Do limite que alcançaram com a crise e das múltiplas batalhas que ainda estão por se resolver.

    Porém, o que é digno de menção é a história que fala de um povo capaz de começar a escrever seu próprio futuro,
    sem ficar a mercê do que se decida em despachos distantes da realidade cidadã.
    E embora continuem existindo buracos para preencher e escuros por iluminar.

    A revolta islandesa não causou outras vítimas que os políticos e os homens de finanças costumam divulgar. Não derramou nenhuma gota de sangue.
    Não houve a tão famosa “Primavera Árabe”. Nem sequer teve rastro mediático, pois os meios passaram por cima na ponta dos pés.
    Mesmo assim, conseguiram seus objetivos de forma limpa e exemplar.
    Hoje, seu caso bem pode ser o caminho ilustrativo dos indignados espanhóis, dos movimentos Occupy Wall Street
    e daqueles que exigirem justiça social e justiça econômica em todo o mundo.

    Gostar

  40. tric permalink
    10 Julho, 2012 19:03

    “troco eu pago a RTP você o BPN”
    .
    eu paago a RTP e você paga o BPN, CGD, BES, BPI, BPP…o BPN serviu para introduzir dinheiro no sistema financeiro português sem controlo de ninguem…gostavaa de saber quanto dinheiro entrou no BES e no BCP via BPN ?

    Gostar

  41. joao andrade permalink
    10 Julho, 2012 19:07

    islandia tem 250 mil pessoas.

    Gostar

  42. Marquês II permalink
    10 Julho, 2012 19:07

    Do que se lembrou esta socretina!
    O Relvas se tivesse espinha dorsal demitia-se!
    Quanto ao Pinóquio … o Zé Pagode sabe bem quem terá sido.
    Ja parece o Raposo do Expresso a atacar os funcionários públicos!

    Gostar

  43. 10 Julho, 2012 19:08

    tric,
    quem, como Vc. afirma, numa determinada época, deixou “roubar 300 toneladas de ouro”, não se formaram em universidades portuguesas post 25 de Abril. Estudaram em universidades portuguesas ou estrangeiras antes do 25 de Abril.

    Gostar

  44. A C da Silveira permalink
    10 Julho, 2012 19:11

    Este post é sobre o Expresso e alguns assuntos que para o jornal e para o seu director, não existem: o caso PPP connait pas (porque será?), o BPN raramente é falado, o Freeport nem existe. Está pior que o jornal do crime.
    Curiosamente, não vejo nenhum dos comentadores referir-se ao jornal. Se calhar é porque gostam daquele tipo de jornalismo: como diz o José do Porta da Loja, “para quem é, bacalhau basta”.

    Gostar

  45. 10 Julho, 2012 19:13

    tric,
    na passada semana, num pub, ouvimos um amigo “muito bem informado” (oh, se está !) com a “notícia” : se MRelvas renunciar (nunca será demitido), dois sucessores estão na calha — o líder parlamentar do PSD ou CAbreu Amorim.
    E, há três indivíduos com apetites para o cargo…
    Registe, sff.

    Gostar

  46. 10 Julho, 2012 19:25

    ACSilveira,
    Não me referi ao Expresso, se quiser ao actual Expresso, porque embora não o lendo desde finais de 2010, sei que está a editar mau jornalismo, desde HMonteiro como director…
    Este post de HMatos é uma ironia-desafio ao Expresso que, presumo, tem tratado o caso Relvas dum modo que a inquieta. “Mau” jornalismo : quando se ataca amigos ou…
    HMatos esquece-se que o Expresso editou muitas notícias e comentários inquietantes para JSócrates por ocasião do caso Freeport. Mais um esfoçosinho dela, para tentar fazer-nos “esquecidos”, e escreve um post de igual teor acerca do Público-Sócrates-Relvas… Curioso : quando colaborava no Público nunca atacaou o jornal por causa de maus títulos, notícias e editoriais, que também os teve.
    “Querem ver” que foi o Expresso que colocou/inscreveu MRelvas na Lsófona e o obrigou a tirar a licenciatura daquele modo ?

    Gostar

  47. piscoiso permalink
    10 Julho, 2012 19:44

    “Portanto temos o dr. Relvas e o engº Sócrates como vítimas do salazarismo?” – helenafmatos
    Acontece que o Sócrates é mesmo engº técnico (4 anos a marrar no ISEC).
    Já o Relvas é dr. da mula russa (1 ano a passear na Lusófona)

    Gostar

  48. piscoiso permalink
    10 Julho, 2012 19:45

    Vítimas do salazarismo há às resmas.

    Gostar

  49. Fincapé permalink
    10 Julho, 2012 19:47

    “Já pensaram que o Relvas pode ser o Pinóquio referido no processo Freeport? ”
    Talvez, Helena, Talvez!
    O Pinóquio não queria ser um a”menino de verdade”? Ora, no fundo Relvas é um menino cheio de vontade de estudar, aprender para vir a ser alguém.
    Só que a Lusófona no fundo está a ser um obstáculo! 🙂

    Gostar

  50. Portela Menos 1 permalink
    10 Julho, 2012 19:58

    a tese de doutoramento de helenafmatos é “Jornalismo de Causas , pós-PREC” ?

    Gostar

  51. JCA permalink
    10 Julho, 2012 19:59

    .
    Copy and Past,
    .
    “O título do meu Pós-Doutoramento — em primeira-mão — é “Analogias e Discrepâncias sobre o Método Geológico de Concessão de Diplomas em Portugal, durante a segunda metade do Séc. XX”.
    Aqui ficam as linhas gerais, já que se trata, sobretudo, de tratamento de dados em “S.P.S.S.”, embora com uma matriz estrutural que obedece aos princípios da Organização e Classificação correntes:

    § Licenciaturas do Pré-Câmbrico (anteriores ao 25 de Abril, e sempre na posse, salvo raras excepções, de filhos de “Alguém”).
    § Licenciaturas Administrativas, resultado do saneamento de Docentes, durante o 25 de Abril. A nota era declarada de um lado do balcão da Secretaria, e logo anotada no Livro de Termos, do outro. Denominado “Período Valetudinense”.
    § Licenciaturas do “P.R.E.C.”, com lançamento, em pauta, não de nota, mas de resultados de votação, de braço no ar, de “Apto”, ou “Não-Apto”. Os mais aguerridos passavam primeiro, os menos, ficavam para o fim (Nota: este tipo de Diplomas deu lugar aos mais altos Cargos, nomeadamente Presidências de Comissões Europeias). É o chamado “Período Cherne-Maoense”.
    § Licenciaturas compradas no balcão da Secretaria da Escola Secundária da Cidade Universitária (defronte do I.S.C.T.E., e, hoje, já extinta e demolida, por causa das tosses…) Este Período, chamado “Manequense”, com Licenciaturas, lançamento de nome em pauta e Diplomas a 20 “contos”, divide-se em três sub-períodos:
    § “Manequense Inferior”, em que o “Manecas” ainda não tinha SIDA, e portanto gozava dos lucros.
    § “Manequense Médio”, em que, já contaminado, era o irmão que beneficiava dos lucros. É o chamado Período Áureo, em que o maralhal, pela mão do “Tonico”, frequentava o Clã de Isabel Câncio, e havia homens, dinheiro, e tudo aquilo que o dinheiro podia comprar, em fartazana, para todos/as. À porta da Escola da Cidade Universitária, os Ciganos vendiam os Exames que iam depois sair na Faculdade de Medicina.
    § “Manequense Final”, em que a coisa estoirou, o “Manecas” morreu, o irmão teve de fugir para o Brasil, e as festas abrandaram.
    § Período Intermédio “Campo Santanense”, em que os pais faziam bicha, defronte da Secretaria da Escola de Ciências Médias, para comprarem o Diploma de Médico para os filhos.
    § “Período Pulidense”, em que houve Diplomados contemporâneos da passagem, pela Política, de Vasco Pulido Valente . Licenciaturas do “Gin-Tónico”.
    § “Período Normalense”, em que as pessoas foram MESMO obrigadas a frequentar e a concluir os Cursos.
    § “Período das Privadas”, com todos os seus sub-períodos intermédios, em que o Dinheiro era forte aliado da Massa Cinzenta. Também conhecido pelo “Período das Omeletes sem Ovos”.
    § Período da “Independente”, lançada por Manuela Ferreira Leite , em que toda a gente que tinha pequenos defeitos académicos os podia ali corrigir. “Período Diamantense Angolar”, na minha proposta terminológica.
    § “Período Opus Deiense “, com Diplomas vindos da Complutense e de Navarra, e imediatamente acreditados em Portugal.
    § “Período Americanense”, das Pós-Graduações “Light” , em território americano.
    § Período “Pós-Moderno”, das lavagens e branqueamentos da Universidade “Moderna ” (“Coisas horríveis, que metiam Mulheres, Droga e Armas…”, nas palavras do Reitor Xexé)
    § “Período Lusófono “, da Catedrática, Vice-Reitora, Clara Pinto-Correia, onde, os que já tinham o diploma de trás, resolveram abalançar-se aos Mestrados e Doutoramentos.
    § “Período Actual “, ou “Corruptense Generalizado”, em que tudo isto funcionava em perfeito silêncio e harmonia, até ter estoirado o Escândalo Sócrates.

    Gostar

  52. JCA permalink
    10 Julho, 2012 20:01

    .
    Francamente nã sei se é verdade. Mas que ninguém nunca desmentiu lá isso não me lembro que tivesse acontecido.
    .

    Gostar

  53. Zé da Póvoa permalink
    10 Julho, 2012 20:03

    NOTICIA DE ULTIMA HORA: Miguel Relvas ofereceu-se para tirar o Curso de Medicina esta tarde, de forma a poder dar uma ajuda nos hospitais durante a greve dos médicos!!!

    Gostar

  54. JCA permalink
    10 Julho, 2012 20:03

    .
    Estou à procura da fonte. Se encontrar publico aqui.
    .

    Gostar

  55. 10 Julho, 2012 20:05

    JCA,
    Óptimo !

    Gostar

  56. 10 Julho, 2012 20:12

    Zé da Póvoa,
    O indivíduo vai tirar (neste momento terá já tirado) o curso de medicina geral, dada a sua experiência “geral” e profissional ?

    Gostar

  57. 10 Julho, 2012 20:20

    Zé da PÓvia,

    Mas na boa, quem já era Drº em 2004 e só se forma…em 2007 é bwm capaz de um feito desses.

    http://parquedospoetas.blogspot.pt/2012/07/miguel-relvas_9737.html

    Aliás o PSD está repleto de fenomenos, o Profº Martelo, para alem de não dormir, escreve com as duas mãos e lê 10 livros aos mesmo tempo…

    Gostar

  58. the lost horizon permalink
    10 Julho, 2012 20:22

    A convicção da posse da verdade absoluta, não deixa espaço, à liberdade de avaliar correctamente.
    Não tarda, quiçá, teremos aí: a grande inquisidora.
    .

    Gostar

  59. simil permalink
    10 Julho, 2012 20:41

    Já pensaram? Mas não pode. O Relvas é pior que isso tudo. O Relvas ganha ao Pinóquio do Freeport como ao da Mozart, Dr. Silva Carvalho. E Relvas ganha ao mesmo Al Capone, que prescindiu da licenciatura. Pois Relvas é o ridículo em pessoa, lapsista, mentiroso, peão de máfia, melhor aventalista de entre os trolhas, e contudo a consciência limpa, pura, diz ele, que até meu saco de lixo, conivente, não diz nada .

    Gostar

  60. Francisco Colaço permalink
    10 Julho, 2012 20:46

    Cara Helena Matos,
    .
    O problema das licenciaturas à velocidade de um fotão é problema antigo. Esta vem do Cancioneiro da Vaticana:
    .
    Chegou Paio de más artes
    com seu cerame de Chartes;
    e nom leeu el nas partes
    que chegasse há um mês
    e do lũes ao martes

    foi comendador d’ Ocrês.
    .
    [A]ssemelha-me busnardo,
    vind’ em seu ceramem pardo;
    e, u nom houvesse reguardo
    em nem um dos dez e três,
    log’ houve mant’ e tabardo
    e foi comendador d’ Ocrês.
    .
    E chegou per ũa ‘strada,
    descalço, gram madurgada:
    u se nom catavam nada
    dum hom[e] atam rafez,
    cobrou manto com espada
    e foi comendador d’ Ocrês.

    .
    O negrito foi meu, e como vê nem fez leitura de um mês (até diz que é de Segunda a Terça, e lá vem ele com a capa de Chartres, e foi feito comendador d’Ocrés (mestre da Ordem dos Templários, uma espécie de Ministro, com assento nos pares do Reino). Enfim, não se chamava Relvas, dizem que se chamava Paio Peres, mas talvez consiga genealogicamente ligar o Miguel ao Paio.

    Gostar

  61. J.J.Pereira permalink
    10 Julho, 2012 20:47

    Relvas e sócrates , tudo farinha do mesmo saco : chico – espertos a quem o “regime” assenta que nem uma luva.
    Quanto a títulos, consta que o desenhador de vão de escada também é bicharel…
    O outro limitar-se-á a ser relvas…

    Gostar

  62. simil permalink
    10 Julho, 2012 20:51

    De modo que a ver pelo Relvas, intocável na ideia do nosso primeiro, mentiroso, como do pgr encobridor inútil, esse governo, salvo exceções que eu não sei ao certo, é o de um bando de oportunistas espertos. E admiram-se ò despois que não dê certo .

    Gostar

  63. Francisco Colaço permalink
    10 Julho, 2012 20:56

    E para não dizermos que o problema é nosso, aponho aqui um excerto da magistral peça de França Junior, Como se Fazia um Deputado:
    .
    LIMOEIRO (Aos negros, que saem com Domingos.) – Vão, rapazes. (Para Henrique.) O que é que trazes nesta folha?
    .
    HENRIQUE – A minha carta de bacharel, (Tira dos ombros e dá-lha.) a qual dedico-lhe, em prova dos muitos sacrifícios que tem feito pela minha felicidade.
    .
    LIMOEIRO – Obrigado, meu filho. (Abre a caixa, tira a carta e examina-a.)
    .
    PERPÉTUA – Agora já sabe o que é?
    .
    ROSINHA – Nunca vi carta daquele tamanho! Olhe, mamãe, tem uma fita e uma coisa dependurada até embaixo!
    .
    LIMOEIRO (Esfregando a carta entre os dedos.) – Isto não é papel.
    .
    CHICO BENTO – É pergaminho.
    .
    PERPÉTUA (Também examinando a carta.) – O que é pergaminho?
    .
    CHICO BENTO – É um papel feito de couro.
    .
    ROSINHA (Para Perpétua.) – Mas não é couro de burro, mamãe?
    .
    LIMOEIRO – Quem há de dizer que é com este couro, que se têm formado os homens mais importantes deste país! (Entrega a carta a Henrique.) Minhas senhoras, tomem conta da casa; vão lá para dentro e dirijam aquilo como se estivessem em sua fazenda. (Para Henrique.) Quanto a ti, deves estar estafado da viagem, apesar de que vieste montado no Diamante, que é o primeiro burro destas dez léguas em redor. Vai mudar de roupa.

    Gostar

  64. Fincapé permalink
    10 Julho, 2012 21:00

    Piscoiso,
    Relvas andou um ano na Lusófona, mas não era necessário. As quatro cadeiritas correspondem a menos de um semestre.
    O homem andava danadinho para aprender e a universidade tramou-o. Deu-lhe só aquelas cadeiritas.

    Gostar

  65. Francisco Colaço permalink
    10 Julho, 2012 21:07

    Finalmente, de um outro licenciado, o Vidraça (Vidriera em Espanhol), obra de Cervantes nos Contos Ejemplares deixo umas linhas sobre os comediantes:
    .
    Preguntóle uno qué haría para no tener envidia a nadie. Respondióle:
    .
    -Duerme; que todo el tiempo que durmieres serás igual al que envidias.
    .
    Otro le preguntó qué remedio tendría para salir con una comisión que había dos años que la pretendía. Y díjole:
    .
    -Parte a caballo y a la mira de quien la lleva, y acompáñale hasta salir de la ciudad, y así saldrás con ella.

    .
    O negrito é, claro, meu, mas mostra como necessitamos de bons e acertados conselhos. O primeiro para os nossos sinistros comentadores do Blasfémias e o segundo para os putativos pretendentes a candidatos para mais um lugarzinho no Estado.

    Gostar

  66. zazie permalink
    10 Julho, 2012 21:15

    AHAHAHAHAHAHHA
    .
    Grande boca

    Gostar

  67. Aliazs permalink
    10 Julho, 2012 21:17

    ao cuidado do I.E.F.P.
    URGENTE! dêem um “emprego” (trabalho não) a esta blafesma, e de preferência na zona de Belmonte!

    Gostar

  68. simil permalink
    10 Julho, 2012 21:18

    Há muita injustiça, às vezes, tanta que nem D. Helena escapa e seus comentadores apressados, visto como já em 2004 Dr Relva era, afinal Dr de facto :
    http://educar.wordpress.com/2012/07/10/afinal-miguel-relvas-ja-era-dr-em-2004/

    Gostar

  69. helenafmatos permalink
    10 Julho, 2012 21:24

    «Curioso : quando colaborava no Público nunca atacaou o jornal por causa de maus títulos, notícias e editoriais, que também os teve.» – pesquise e verificará que tal não é verdade

    Gostar

  70. Fincapé permalink
    10 Julho, 2012 21:34

    Espero que não leve a mail, Helena. Conhece esta?
    “- Fiquei hoje a saber que Relvas teve relações sexuais pela primeira vez aos 13 anos!
    – A sério?
    – Bem, na verdade só se masturbou, mas deram-lhe equivalência.”

    Gostar

  71. Eleutério Viegas permalink
    10 Julho, 2012 21:36

    Cá está. Helena Matos marca pontos. O jornaleco piroso de fim-de-semana, ao serviço do seu grupelho, anda com uma obsessão relvada que mete dó…

    Gostar

  72. 10 Julho, 2012 21:37

    HMatos,
    Se o fez (do modo como actualmente faz), sinceramente não me recordo.
    Como certamente tem registados alguns desses reparos ao Público, e eu não tenho processo para os encontrar, faça-nos o favor de os colocar aqui.

    Gostar

  73. Edgar permalink
    10 Julho, 2012 21:41

    63 comentários sobre o Relvas, só neste post!? E ainda dizem que o homem não merece tantos “créditos”?
    Até está a passar despercebido o sussurro gaguejante do VGaspar a dar a entender que os “vamos-cumprir!”, “não-precisamos-de- mais -tempo-nem-mais-dinheiro!”, “estamos-no-bom-caminho!” e outras afirmações semelhantes, não passaram pura propaganda em que nem os próprios acreditavam.
    Cada vez mais me convenço que este memorando serviu apenas para transferir dívidas, esmagar salários e rasgar direitos, vender mais património a preço de saldo, tudo à margem da Constituição.
    Só com grandes cumplicidades entre “troikas” e “troikanos” é que foi possivel fingir que nos estava a ser dada alguma ajuda com um empréstimo para pagar dívida aos credores por eles considerados privilegiados, continuar a enterrar nos bancos e dar quase 40 milhões de juros aos agiotas.
    Todo este esforço “custe-o-que-vos-custar” para que os principais objectivos do défice e da dívida continuem por resolver, agravados pelo aumento do desemprego, das desigualdades, do empobrecimento…
    Os que vivem exclusivamente do seu trabalho é que estão a pagar esta vergonhosa artimanha.

    Gostar

  74. tric permalink
    10 Julho, 2012 21:55

    “quem, como Vc. afirma, numa determinada época, deixou “roubar 300 toneladas de ouro”, não se formaram em universidades portuguesas post 25 de Abril. Estudaram em universidades portuguesas ou estrangeiras antes do 25 de Abril.”
    .
    tambem tiveram o diploma durante o PREC…

    Gostar

  75. antonio joaquim permalink
    10 Julho, 2012 21:56

    Olha que até que nem está mal visto e é bem capaz de ser verdade. A trapalhada e palhaçada que aquela “freeportada” tem exibido só pode vir de mentes, como defenir, “creditadas”, não é?

    Gostar

  76. Portela Menos 1 permalink
    10 Julho, 2012 22:38

    isto merecia mais do que uma licenciatura:
    “O currículo do candidato no domínio político destaca-se pela sua actuação no sector das organizações partidárias de juventude, onde a experiência acumulada lhe permite desde muito jovem uma participação activa nos mais relevantes palcos do debate e da discussão política nacional, nomeadamente enquanto deputado à Assembleia da República, o que lhe garantiu a aquisição de competências relevantes na área de estudo a que se candidata, Ciência Política e Relações Internacionais, nomeadamente aquelas que dizem respeito à compreensão dos quadros institucionais da actuação política e partidária em Portugal, no que diz respeito ao funcionamento dos sistemas eleitorais, funcionamento e articulação institucional de organizações político-partidárias no Portugal democrático, métodos e técnicas de análise política e domínios associados de avaliação e compreensão da função e consequências sociais do fenómeno político.”

    Gostar

  77. 10 Julho, 2012 22:58

    O que Portela aqui coloca, sendo sómente um excerto, basta para revelar a celeridade e o favor de quem “despachou” a coisa. Com professores universitários desse calibre académico, cívico e ético…
    Todo este caso (não nos esqueçamos dos “lapsos” e das revelações públicas de Relvas), se é tal e qual o que tem sido desvendado, seria motivo suficiente para renunciar ao cargo. Não o fazendo (nunca PPCoelho o demitirá !) e até prova em contrário, temos mais um exemplo de xico-espertismo trafulha num governo. E com destaque neste governo…

    Gostar

  78. 10 Julho, 2012 23:05

    Será que por exemplo sobre um traverseiro (porque não o fazem publicamente) não incomoda alguns licenciados, doutorados, um professor universitário até, que no Blasfémias colocam posts defensores de Relvas, todo este caso e o modo como ele obteve a licenciatura ? Vale tudo para estar ou desejar um poder, um assento num órgão de poder ?

    Gostar

  79. 10 Julho, 2012 23:34

    La Unión Europea pone bajo tutela a España El memorándun recuerda las condiciones macroeconómicas de España
    La UE quita poderes a Guindos para dárselos al Banco de España

    E vocês entretido com o caso Relvas. Continuem a assobiar para o lado.
    Boa noite e boa sorte.

    Gostar

  80. Portela Menos 1 permalink
    10 Julho, 2012 23:42

    boa sorte? mas este não é (ou vais ser, depois de aperfeiçoado) o vosso sistema?

    Gostar

  81. 10 Julho, 2012 23:54

    Relvas e os casos Relvas, fazem parte do imediato problema global tuga e não contribui para nenhuma “boa sorte” . Com o tal, não se trata de entretenimento escrutiná-lo, desvendá-lo, discuti-lo. Por mim, não quero trafulhas neste e noutros governos ! São capazes de tudo o que de pior seja necessário ! Incomodam-me, intranquilizam-me, repugnam-me, rejeito-os totalmente !

    Gostar

  82. 11 Julho, 2012 00:16

    É normal a nomeação do omnipresente (e porventura o maior equívoco como economista) António Borges, para mais um cargo, no caso para presidir a uma comissão para a privatização da RTP ?
    Onde está a tão eleitoralista promessa da competência acima dos partidos ? Não há independentes muito melhores do que ABorges ?
    …E depois “os outros” é são tendenciosos, manobradores, ocultadores…

    Gostar

  83. neotonto permalink
    11 Julho, 2012 07:06

    E dado que o caro Colaço trouxe e bem traido para o caso o assunto do Licenciado Vidriera nao sei porque este Vidriera por mim ja tao esquencido trouxome também na memoria o patio do Manipodio (ou do Señor e Maestro de ladroes) de Sevilla.
    Ja sei, ja sei Sevilla está em Andalucia pero como as veces territorialmente estas coisas mais estrambóticas tendem para o contagio nos diversos territorios ibéricos lá vai o diálogo. Disfrutade dele:
    .
    -¿Es vuesa merced, por ventura, ladrón?
    -Sí -respondió él-, para servir a Dios y a las buenas gentes, aunque no de los muy
    cursados; que todavía estoy en el año del noviciado.
    A lo cual respondió Cortado:
    -Cosa nueva es para mí que haya ladrones en el mundo para servir a Dios y a la buena
    gente.
    A lo cual respondió el mozo:
    -Señor, yo no me meto en teologías; lo que sé es que cada uno en su oficio puede alabar a
    Dios, y más con la orden que tiene dada Monipodio a todos sus ahijados.
    -Sin duda -dijo Rincón-, debe de ser buena y santa, pues hace que los ladrones sirvan a
    Dios.
    -Es tan santa y buena -replicó el mozo-, que no sé yo si se podrá mejorar en nuestro
    arte. Él tiene ordenado que de lo que hurtáremos demos alguna cosa o limosna para el
    aceite de la lámpara de una imagen muy devota que está en esta ciudad, y en verdad que
    hemos visto grandes cosas por esta buena obra; porque los días pasados dieron tres
    ansias a un cuatrero que había murciado dos roznos, y con estar flaco y cuartanario, así
    las sufrió sin cantar como si fueran nada. Y esto atribuimos los del arte a su buena
    devoción, porque sus fuerzas no eran bastantes para sufrir el primer desconcierto del
    verdugo. Y, porque sé que me han de preguntar algunos vocablos de los que he dicho,
    quiero curarme en salud y decírselo antes que me lo pregunten. Sepan voacedes que
    cuatrero es ladrón de bestias; ansia es el tormento; rosnos, los asnos, hablando con
    perdón; primer desconcierto es las primeras vueltas de cordel que da el verdugo.
    Tenemos más: que rezamos nuestro rosario, repartido en toda la semana, y muchos de
    nosotros no hurtamos el día del viernes, ni tenemos conversación con mujer que se llame
    María el día del sábado.
    -De perlas me parece todo eso -dijo Cortado-; pero dígame vuesa merced: ¿hácese otra
    restitución o otra penitencia más de la dicha?
    .
    Extracto também bem levado para o caso da obra “Rinconete y Cortadillo”.
    Novela ejemplar de MCervantes. Lectura gratuita aquí:

    http://www.vicentellop.com/TEXTOS/cervantes/novelasejemplares/rinconeteycortadillo.pdf

    Gostar

  84. jorge permalink
    11 Julho, 2012 07:48

    Empate!

    Se é verdade que alguns apenas se preocuparam com o caso Sócrates, outros há que apenas se preocupam com o caso Relvas. Mas também é verdade que há muitos, felizmente, que se preocupam com os dois.

    Gostar

  85. neotonto permalink
    11 Julho, 2012 07:49

    E vocês entretido com o caso Relvas. Continuem a assobiar para o lado.
    Boa noite e boa sorte.
    ..

    hehehe
    O fado e outos dos tantos que “nao estao enfadados “com o Relvas e o seu dossier. Porqué será?
    Ele tao pronto noutras vezes a por os pontos sobre das ies em assuntos turbios e similares do passado…
    Este blog últimamente esta resultando ultimamente ser uma caxinha de sorpresas. Bom, nem tanto ao mar porque sao sorpresas mais nao demasiado surprendetes…

    Gostar

  86. Francisco Colaço permalink
    11 Julho, 2012 08:02

    MJRB,
    .
    E o caso Freeport não o incomoda? Todos falam aqui do Relvas, poucos falam do manto de silêncio em torno de milhões de euros de supostas luvas a um governante no activo.
    .
    Se um caso é um caso de provincianismo (e deve ser tratado com a mesmo desprezo que sempre defendi no caso da licenciatura do José Sócrates), o segundo é um caso de decisões feitas para beneficiar grandemente o decisor. E se um ministro do ambiente fez destas coisas, imagine o que faria se chegasse alguma vez a ser primeiro-ministro.

    Gostar

  87. 11 Julho, 2012 08:30

    eheh boa, boa.

    Gostar

  88. 11 Julho, 2012 09:11

    Rajoy sube el IVA del 18% al 21% y suprime una paga a los funcionarios
    Continuem a “analisar” o caso Relvas e assobiem para o lado.
    Boa sorte.

    Gostar

  89. 11 Julho, 2012 10:13

    Francisco Colaço,
    Escrevi no Blasfémias bastantes comentários contra Sócrates/Freeport.

    Gostar

  90. neotonto permalink
    11 Julho, 2012 11:15

    Tranquilo, Fado.

    Há por lá gente que ja comença a estar mais que incomodada , completamente farta do caso…”Marianinho Rajoy ou “the destroyer”.

    Gostar

  91. 11 Julho, 2012 13:03

    colaço, tambem nunca vi voce nem nenhum dos bloggers aqui do blasfemias, a falarem do duarte lima, do dias loueiro, do antonio preto e do oliveira e costa.Para não falar de que o psd foi o partido de isaltino morais e é o do macário correia.Mas enfim, há corruptos mais aceitáveis que outros para os laranjinhas

    Gostar

  92. Francisco Colaço permalink
    11 Julho, 2012 16:05

    RR,
    .
    Se não leu é porque não se deu ao trabalho. Para mim corrupto é corrupto, da esquerda à direita. O mal é que para certos jornais de jornalismo expresso e de notícias e totalmente públicos, há corruptos relevantes e há corruptos esquecidos.
    .
    Duarte Lima é caso de polícia. Investiga-se, julga-se justamente-se e malha os ossos na prisão. Não faltam notícias sobre ele, sabemos bem de que o acusam. Sócrates é caso de polícia, de comunicação social e de matrices com o obstaculizador geral da república.
    .
    A licenciatura do Relvas, não sendo essencial para que seja ministro, é caso entre ele e a Lusófona e o Ministério da Educação, que acreditou a desuniversidade. A remoção de Relvas *neste momento* faria muito jeito a certos sicários e priscos, pois poria nas calendas gregas a privatização da RTP, e pode crer que isso é o motus de toda a panela da licenciatura à pressão.
    .
    Claro que o Relvas pôs-se a jeito. E se me pergunta, o anjinho fazia bem melhor em pôr-se ao fresco e usar o tempo para fazer uma licenciatura que não envergonhe a sua mãe. Mas ninguém acusou o Relvas (ainda, pelo menos ainda!) de desviar dinheiro para off-shores ou de negociar com uns certos rendistas contratos maios blindados que um T55 soviético.

    Gostar

  93. neotonto permalink
    11 Julho, 2012 16:37

    A licenciatura do Relvas, não sendo essencial para que seja ministro, é caso entre ele e a Lusófona e o Ministério da Educação, que acreditou a desuniversidade.

    Aqui fazese notar como o Francisco Colaço nos seus multiquantos viagens sempre tinha tempo perdido para ir aterrar a Africa Subsariana mais nunca tive tempo para visitar um pais europeo prot que se preçe como é devido e os hábitos que acerca da mentira e engano ao pessoal votante e votado em eleçoes na certeça de assumir umas certas responsabilidades pelos cargos publicos e como sao por um certo público digeridas finamente…
    Que nao sao precissamente estos paises (digo estados europeos prots) os que andam com a corda no pescoço como últimamente alguns de nos padecemos e padeceremos entanto que a soga ja esticou e esto nao dá mas de si. Apaga e vamonos. E o último em sair que apague a luz
    O copyrigth destas ideais foram retiradas do blogue Portugal Contemporaneo e do seu colaborador D. Pedro Arroja no post escolhido que versa sobre as confusoes que os prots tem de superar quando vao morar em paises cats e viciversa.

    Gostar

  94. 11 Julho, 2012 16:38

    Se não leu é porque não se deu ao trabalho. Para mim corrupto é corrupto, da esquerda à direita. O mal é que para certos jornais de jornalismo expresso e de notícias e totalmente públicos, há corruptos relevantes e há corruptos esquecidos”
    Eu li muitas manchetes do expresso com dados sobre os casos de sócrates, tanto o freeport e da face oculta.Além do mais, o expresso tem colaboradores de direita,e se querque lhe diga foi um dosmaiores aliados do psd, quando este estava na oposição.Por isso repito: se existem casos não investigados e que acabam na prescrição, são casos que envolvem figuras da direita portuguesa.Por isso é que o duarte lima e o dias loureiro nunca serão julgados, porque a justiça protege-os.São uns privilegiados, e portanto essa historia do expresso ser um sicário do ps, é absolutamente ridiculo e é uma mentira de sicários do psd que querem tachos e lugares no poder, como aqui os bloggers dos blasfemias.E até lhe digo mais francisco: a imprensa em portugal está toda sim do lado da direita: veja-se o dn e o jn.Isto sem-se falar do pasquim correio da manha, que não vi nenhuma linha sobre os casos que afectam a direita.Esses sim foram e continuam a ser sicários, em aliança com o psd, para o ataque ao poder.
    Quanto ás acusações, nao passam mesmo disso.Não são provas

    Gostar

  95. Francisco Colaço permalink
    11 Julho, 2012 17:36

    RR,
    .
    Lamento, então, claramente não vivemos no mesmo país. Um de nós mente, pode estar certo disso, pois digo eu que sobre Freeport o expresso é mais calado que o Quasimodo. Lembre-se porém de que a Helena Matos, jornalista, (se não sabe quem é, basta subir a página) se queixa precisamente de o Expresso ter calado o caso Freeport, e eu acompanho-a. E pela boca de duas ou três testemunhas será estabelecida toda a verdade (citação bíblica).

    Gostar

  96. 11 Julho, 2012 18:04

    Ou então francisco, não lhe dá jeito ir ver as capas do expresso.Porque isso está lá no site, mas isso seria estragar a sua narrativa não é? Temos pena
    Mas imaginemos que o expresso teria de facto essa postura de ocultar o caso freeport.So What? o que é isso comparado com 6 jornais de portugal a ocultarem os casos duarte lima, dias loureiro, antonio preto, isaltino morais ou relvas’? o que é um jornal contra 6 jornais? mas quem é que afinal é protegido em portugal pela imprensa? É que voces teem 2 pesos e 2 medidas e eu incluo- o no ramalhete francisco.O correio da manhã quando envolve o ps, é rapido e celere a investigar, mas quando se trata da direita, o correio da mahã cala-se.Desse voce já não fala né.Para voces há filhos e enteados.Há imprensa parcial em portugal? Há.A maior parte da imprensa são de orientação de direita, e não é a toa que muitos dos seus jornalistas são hoje colaboradores do actual governo.Até concordo que haja esse problema.Só discordamos do alvo

    Gostar

  97. Francisco Colaço permalink
    12 Julho, 2012 20:23

    RR,
    .
    Das poucas vezes que li o Correio da Manhã (em certas salas de espera é o que há), o Isaltino foi causticado pelos editoriais e até pelos cartoonistas.

    Gostar

  98. 12 Julho, 2012 20:32

    francisco colaço: isso é uma gota no oceano.A verdade é que a imprensa no nosso pais pertence toda ao lado da direita.O unicos jornais independentes são os economicos, e gosto especialmente do jornal de negócios.O i também não desmerece.De resto, o dn o correio da manha e o publico são de direita,e são os principais diarios do pais.E como tal, investiga-se muito o ps, mas fecha-se os olhos aos crimes da direita.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: