Saltar para o conteúdo

O tio Venâncio está a pensar muito à frente

19 Agosto, 2013

André, concordando com as fragilidades empíricas apontadas, nomeadamente a manutenção na taxa reduzida de 6% para o alojamento hoteleiro, como garantido pelo actual Secretário de Estado do Turismo, recordo que a proposta de redução do IVA para a restauração partiu do Partido Socialista, não dos partidos que suportam o governo. Será de supor que o actual Secretário de Estado do Turismo deixará de o ser quando for possível ao Partido Socialista cumprir a promessa desta redução. Dificilmente haverá um Secretário de Estado do Turismo menos intervencionista numa troca de partidos do governo. O mais provável até será a promoção desta Secretaria de Estado a um ministério omnipotente, bem intencionado, como aqueles a que estamos habituados, com todas as consequências indesejadas decorrentes das boas intenções com orçamento para “investir” em “projectos reprodutivos” e “clusters”.

Já no que diz respeito às fragilidades teóricas, a hipótese de impostos uniformemente elevados serem piores que a distorção sectária da diferenciação, baseio a observação pungente do tio Venâncio no histórico de governos socialistas, em particular aqueles que explicitamente se identificam como tal. A minha observação é que a redução de impostos num sector é sempre acompanhada de aumento de impostos noutro, isto até o sector original ter o aumento “extraordinário” para valores originais que permitam “fazer face a despesas extraordinárias”.

Por tudo isto, sou das raras pessoas que, mesmo considerando que os impostos devem ser sempre reduzidos, tal só poderá acontecer após a redução da despesa. Os que consideram que a despesa reduz se a receita não entrar, apesar de pragmaticamente correctos, incorrem no erro de desprezarem a relação de amor colectivista tão duradoura entre os média, os sindicatos e o desejo dos partidos em vencerem eleições.

96 comentários leave one →
  1. Carlos Guimarães Pinto permalink
    19 Agosto, 2013 11:46

    O Vítor acredita na bondade dos governantes que irão voluntariamente reduzir as despesas dos seus ministérios. A única forma que um governo, qualquer governo, reduz ou não aumenta despesa é não havendo dinheiro a entrar. Só quando não há impostos que cheguem e ninguém para financiar défices é que a despesa cai. Sempre foi assim e sempre será. Por isso é que todos os indivíduos e empresas devem aproveitar qualquer ocasião, qualquer desculpa para pagar menos impostos, porque quanto menos pagarem, menos o monstro será alimentado.

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 11:52

      O Carlos acredita na capacidade dos partidos para deixarem a economia funcionar em paz. A única forma que acredito ser sustentável para a manutenção de baixa despesa é o eleitor questionar a presença do estado na economia. Enquanto o eleitor quiser mais professores e uma maternidade em cada esquina, não está interessado na relação entre despesa e impostos, contradizendo-se as vezes que forem necessárias. A única forma de perceber que paga impostos a mais é questionando a despesa que aumenta mesmo após redução de serviços e seus quadros.

      Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 11:52

      O Carlos acredita na capacidade dos partidos para deixarem a economia funcionar em paz. A única forma que acredito ser sustentável para a manutenção de baixa despesa é o eleitor questionar a presença do estado na economia. Enquanto o eleitor quiser mais professores e uma maternidade em cada esquina, não está interessado na relação entre despesa e impostos, contradizendo-se as vezes que forem necessárias. A única forma de perceber que paga impostos a mais é questionando a despesa que aumenta mesmo após redução de serviços e seus quadros.

      Gostar

      • Carlos Guimarães Pinto permalink
        19 Agosto, 2013 12:00

        As pessoas irão querer sempre mais e mais serviços públicos porque os impostos não são consignados à despesa. e os políticos farão o favor de os satisfazer enquanto houver quem financie a despesa através de impostos e empréstimos. A teoria de que ao se verem com mais impostos, as pessoas irão exigir menos despesa cai por terra no próprio caso: não se vê nenhum empresário da restauração a protestar contra a despesa pública que os força a pagar mais impostos.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 12:09

        Então não chegamos ao ponto de podermos compreender as circunstâncias que dificultam o investimento externo em Portugal. Assim, é mais duradouro deixar rebentar o regime que oscilarmos entre “hoje investe-se, amanhã já não”. A dinâmica de modelo governativo é função das expectativas do povo a governar.

        Gostar

      • RCAS permalink
        19 Agosto, 2013 15:22

        Essa façeta de anarquista ultra – liberal em excel… é o máximo!
        Vá á SIC Noticias, de hoje ou ontem e procure em ” Toda a Verdade” – “Náufragos do Sonho Americano”, ai ver até onde chegam os danos colaterais das politicas ultra liberais dos Conservadores Americanos!

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 15:24

        Para ver ficção de acção vejo o Die Hard.

        Gostar

      • alberto permalink
        19 Agosto, 2013 16:56

        Ó RCAS, ainda bem que avisou. Convém passar tal recado às centenas de milhar de pessoas que nos Consulados dos USA, em todo o mundo, tentam o visto de entrada.
        É mais ou menos como o Muro de Berlim. A RDA também o construiu para evitar a entrada… não a saída.
        Mas falando de efeitos colaterais: não acha que devia arejar os neurónios e deixar-se de repetir palavras sem nexo?
        O que será um “anarquista ultra liberal”? e em “excel”, para que a coisa fique mais complicada. É estilo: “puta ultra-virgem com livro de fiados”
        Admiro a paciência do vitorcunha

        Gostar

      • RCAS permalink
        19 Agosto, 2013 18:05

        Alberto, o que me vale é que o Vitor tem mais sentido de humor que o meu amigo… gostamos de gastar umas “bocas sem nexo um ao outro”…
        Mas olhe as putativas respostas “sem nexo estilo Vitor” do Vitor, são mato… não sou só eu que me queixo! ou será que o Vitor é o dono da verdade, e o resto da maralha (a plebe) é tudo uma camada de nabos que por aqui anda?
        Porque é que o meu amigo, não admira a “paciência” dos que por aqui andam, com as inumeras NÃO RESPOSTAS, com que o Vitor nos presenteia diáriamente?
        “anarquista ultra – liberal em excel…” não percebeu? eu tambem não!
        É estilo vitor cunha!…
        ” Náufragos do sonho Americano” viu? não viu! mas veja, depois comente!
        Primeiro olhe-se ao espelho, (coisinha que os Portugas não gostam), depois vamos ver, quem é que precisa de “arejar os neurónios”…

        Gostar

      • RCAS permalink
        19 Agosto, 2013 18:14

        Ah! já agora, o que que eu tenho a ver com a RDA e o Muro de Berlim? explique lá que eu sou burro!

        Gostar

      • ora permalink
        19 Agosto, 2013 21:15

        ser burro é virtude

        que tens tu a haver

        de muros de quietude?

        se o teu burro ser

        espolia a juventude

        e só tem o querer

        e o vencer

        ou fazer

        morrer

        as fracas gentes

        indigentes

        nas virtudes

        sem prazer…..

        que atitudes

        dum burro d’esmoler

        ou de aluguer…..

        Gostar

      • ora permalink
        19 Agosto, 2013 21:17

        não percebeste não foi?

        eu fazia um simplex para portelas….

        mas ia perder tempo…

        Gostar

      • Fincapé permalink
        19 Agosto, 2013 22:53

        Vítor, “ouça” o RCAS e vá lá ver o “Toda a Verdade, Náufragos do Sonho Americano”.
        Vai ver que não é de entretenimento como o “Die Hard”. E há coisas que todos necessitam de saber. Curiosamente, antes de vir aqui espreitar estava a ler uns textos sobre inteligências múltiplas. Temos de ser abertos aos vários tipos de aprendizagem para eliminarmos o mofo que há em nós. 😉

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 23:56

        Já vi, Fincapé. Uma verdadeira ode à simbiótica corpo-corpo e corpo-espaço.

        Gostar

      • Fincapé permalink
        20 Agosto, 2013 00:00

        Ah! Já viu. Muito bem. Não será uma ode, mas mesmo que seja em versos livres não é mau. 🙂

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        20 Agosto, 2013 00:08

        Quando as pessoas esperam dos seus governos mais do que esperam dos seus vizinhos estão a demonstrar uma lacuna emocional grave.

        Gostar

      • Fincapé permalink
        20 Agosto, 2013 01:10

        Conheço pessoas que estiveram à espera do carro dos bombeiros do vizinho e, entretanto, a casa ardeu.
        Os que esperaram pelo carro dos bombeiros tiveram mais sorte. 😉

        Gostar

      • Fincapé permalink
        20 Agosto, 2013 01:11

        “Os que esperaram pelo carro dos bombeiros do “governo” tiveram mais sorte.” Assim é que é. 😉

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        20 Agosto, 2013 01:24

        Tanta discussão e afinal resume-se tudo à sorte.

        Gostar

      • Fincapé permalink
        20 Agosto, 2013 01:41

        Claro, Vítor. É uma sorte termos um governo. Ainda por cima um daqueles dotado de uma tal incompetência que ainda não conseguiu estragar uma boa parte da vida dos cidadãos. Vê que ainda temos bombeiros? 😉

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        20 Agosto, 2013 08:08

        Fincapé, temos internet. Já estamos à frente de 3/4 da população mundial. Lembre-se que o pessimista sou eu.

        Gostar

      • alberto permalink
        20 Agosto, 2013 02:22

        Caro RCAS, afinal, em alguma coisa tem razão
        Sobre o espelho, chute aí o reflexo…
        Sobre o Muro, como exemplo, ou analogia, nem vou perder tempo a explicar

        Gostar

    • und permalink
      20 Agosto, 2013 01:50

      náufragos dos sonhos há muitos em portugal

      ó meúdos

      escusais de ir ver a têvê

      ide escavar as redondezas das estações da CP na margem sul

      e encontrareis milhões de sonhos desfeitos em agulhas de 1979 e seguintes

      ou escavai as encostas do casal ventoso se não quereis ir ao deserto

      nem o governo do haiti consegue matar os cidadãos todos

      e querias que um que teve aulas de verão com o mário soares con seguisse?

      bolas o mário era muito bom a deixar as pessoas na miséria mas anda muito esquecido

      ide dormir e deixai de ver pesadelos importados seus lorpas

      Gostar

      • und permalink
        20 Agosto, 2013 01:54

        fazei como aquele tipo do PSD director dum instituto qualquer

        que visitou 192 países para conseguir um passaporte cheio de carimbos

        e queixai-vos que durante as inundações paquistanesas a bófia vos importunou pois obviamente aquela gentinha gosta de mostrar que tem poder

        infelizmente não fizeram dele um mártir e lhe furaram o pelo

        era menos um

        que canalha que visita lugares miseráveis para carimbar passaportes

        merece um soares em cima pelo menos…..

        Gostar

  2. YHWH permalink
    19 Agosto, 2013 12:14

    Ao VC parece escapar que a despesa existe porque as pessoas a querem, tal como o consumismo existe por ser desejado. Aquilo a que os portugueses são historicamente mais renitentes e refractários é no pagar dos impostos que devem alicerçar a despesa (e não a dívida, como cronicamente sucede) que realmente desejam.

    O modelo nórdico é disso um exemplar equilibrado:taxa de despesa per capita elevada e correspondente taxa de imposto per capita elevada.

    Gostar

    • alberto permalink
      19 Agosto, 2013 17:18

      A despesa existe; mas a “despesa que existe”, existe porque os governantes a garantem… ou garantiram e, agora, considera-se direito adquirido, ao estilo “vontade divina”. E sobre os nórdicos, parece elogio a quem casou virgem. Já cansa. Convém saber o quão pouco o estado se mete na economia e que os impostos não destinam a autoestradas sem carros e aeroportos de um futuro mítico.
      E quando foi preciso reformar (a sério) o estado social, não houve problemas com Constuição delirante

      Gostar

  3. neotonton permalink
    19 Agosto, 2013 12:47

    Aparte de elucubraçoes e fragilidades teóricas…
    Uma pregunta práctica. O IVA da restauraçao do 13% para 23% foi imposiçao da Troika? E se saiu do governo porque depois de uns meses de experimentos o governo grego vai dar marcha atrás neste tipo de IVA abusador porque evidentemente algo foi correu mal. Ah. Com o pedido e autorizaçao previa (agora sim) da Troika, of course…

    http://www.eleconomista.es/interstitial/volver/securitasjun13/economia/noticias/4999411/07/13/Grecia-bajara-el-IVA-de-bares-y-restaurantes-del-23-al-13-a-partir-del-1-de-agosto.html

    Gostar

    • alberto permalink
      19 Agosto, 2013 15:25

      E as contrapartidas para que isso suceda? Convém informar-se

      Gostar

  4. FilipeBS permalink
    19 Agosto, 2013 13:12

    Se fizermos hoje em dia uma sondagem, estou convencido que chegariamos a um resultado em que a maioria do eleitorado quer:

    a) mais e melhores serviços (quem é que não quer mais e mais?) ou, pelo menos, manter o actual nível de serviços;
    b) menos défice e menos dívida (hoje em dia as pessoas já começam a estar mais conscientes para o problema dos défices e dívida excessivos, e portanto reconhecem a necessidade do estado não se endividar em demasia);
    c) menos impostos agregados (hoje também se reconhece quase unanimemente que os impostos estão elevados demais);
    d) redução das rubricas de despesa do estado que ajude a cumprir os objectivos a), b) e c), nomeadamente através de redução das mordomias aos políticos, redução dos encargos com as PPP e mais umas fatias grossas de despesas que não comprometam a).

    Gostar

    • FilipeBS permalink
      19 Agosto, 2013 13:14

      Portanto, a questão é: como poderá algum dia brotar desta socieade um governo duradouro que equilibre realmente as finanças e conduza a uma reforma e redimensionamento do estado que o torne mais sustentável? Sinceramente, acho que nunca…

      Gostar

      • RCAS permalink
        19 Agosto, 2013 15:43

        Filipe BS
        “Portanto, a questão é: como poderá algum dia brotar desta socieade um governo duradouro que equilibre realmente as finanças e conduza a uma reforma e redimensionamento do estado que o torne mais sustentável? Sinceramente, acho que nunca…”

        Daria um excelente mote para um post aqui no Blasfêmeas. Parabens!
        Quem nos tem governado, ao longo destas decadas de democracia? (isto para já não falar da nossa história,) o Zé povinho? as elites não é? de onde saem as elites? quem as elege?
        Olhemos para as nossas idiossincrasias, olhemo-nos ao espelho, de certeza absoluta aí encontraremos as respostas, ás suas e nossas questões!

        Gostar

  5. Carlos permalink
    19 Agosto, 2013 13:37

    Redução de impostos não leva, necessariamente a redução de receitas.

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 13:38

      Keynesianos-Lafferianos há uns 3 no planeta. O Seguro é um deles.

      Gostar

      • Pffff ! permalink
        19 Agosto, 2013 14:39

        Já o laparoto é do grupo dos asininos.

        Gostar

      • Antonio Lopes permalink
        19 Agosto, 2013 15:32

        Para o Pffff: e você é dos filhos da puta!

        Gostar

      • Carlos permalink
        19 Agosto, 2013 16:51

        vitorcunha, Thomas Sowell deve ser uma das suas referências (não sei). Veja este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=rc-bELgAowU

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 17:03

        Não alinho com os de Chicago nas questões do direito de propriedade, a visão dos austríacos é congruente com a forma como as pessoas interagem.

        Gostar

      • Carlos permalink
        19 Agosto, 2013 17:56

        Eu também sigo os austríacos, mas estava a tentar defender o facto de que redução de impostos pode provocar aumento da receita.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 18:02

        Pode, Carlos. Há quem diga que ultrapassamos a inflexão de Laffer. Não é é possível defender isso e ser Keynesiano ao mesmo tempo.

        Gostar

      • Fincapé permalink
        20 Agosto, 2013 02:02

        Divirto-me à brava com as considerações teóricas sobres as as chamadas “escolas” liberais. Vocês, os substitutos dos marxistas/maoístas/leninistas/estalinistas, na discussão dos pormenores de realidades inventadas, não chegam aos calcanhares dos referidos. Isto são basismos. 😉

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        20 Agosto, 2013 08:11

        Quais escolas liberais? Isto é o multiplicador puro e duro.

        Gostar

  6. Fincapé permalink
    19 Agosto, 2013 13:54

    “Por tudo isto, sou das raras pessoas que, mesmo considerando que os impostos devem ser sempre reduzidos, tal só poderá acontecer após a redução da despesa.”
    ——
    – Bem-vindo ao clube dos milhões das raras pessoas que acham que os impostos deverão ser suficientes para pagar as despesas. Que é como quem diz, os impostos serem suficientes para pagar os serviços que o Estado disponibiliza. É Vítor tinha andado muito arredado disto. 😉

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 13:57

      E agora, Fincapé? Vai sugerir cortar nos agrafos dos ministérios que já dá para o TGV?

      Gostar

      • Fincapé permalink
        19 Agosto, 2013 14:00

        Nada disso, Vítor. Os agrafos mal chegam para arquivar todos os processos judiciais relacionados com as dívidas que eu ajudo a pagar. 😉

        Gostar

      • RCAS permalink
        19 Agosto, 2013 15:50

        O Vitor desconhece a curva de laffer… esta coisa do Excel!!!!

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 15:53

        Chegou outro Lafferiano-Keynesiano. Já são 4. É o multiplicador.

        Gostar

    • Fincapé permalink
      19 Agosto, 2013 13:57

      “É Vítor”, não, “O Vítor”.

      Gostar

  7. 19 Agosto, 2013 14:12

    O vitorcunha anda a estudar para ser um João Miranda.
    O resto do blasfémias são donas de casa desesperadas que até ao sábado e domingo comentam assuntos de facebook.
    Amigo meu, dono de uma boate, ganha e ganha bem.
    R. (comentário bloqueado)

    Gostar

  8. Colono permalink
    19 Agosto, 2013 14:28

    A “estória” do IVA na restauração ´´e maior falácia queos ” petisqueiros” nos querem pôr na ementa: — Não encerrou nenhum Restaurante/ Café/ Pastelaria que continuou a servir bem os clientes… não é por um aumento de 1 a 2 euros que os bem servidos deixaram de pesticar/ refeiçar … Fecharam os maus… os candongueiros… os que nos vendiam gato por lebre… O que acontece é que a malta ( por mor da crise) já não entra na 1ª tasca de esquina! Solecciona onde comer… petiscar…! Há mal que vêm por bem… ficaram os mais capazes!

    Gostar

    • Pffff ! permalink
      19 Agosto, 2013 14:42

      Devem comer mandioca fuba e infundi.

      Gostar

    • 19 Agosto, 2013 15:00

      O café da prima do Portela fechou.
      R.

      Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        19 Agosto, 2013 19:48

        a minha prima é uma empreendedora – tipo Martin e Lorenzo – e um “duas estrelas Michelin” não fecha assim por causa de uns trocos no IVA.
        .
        ps: estou s ser educadinho contigo porque ainda estou a rever o 5º golo do Fredy Morteiro !

        Gostar

      • und permalink
        19 Agosto, 2013 19:52

        mais um futreboleiro com primos e primas

        iste é uma portela de moitas

        « post anterior | home
        Segunda-feira, 19 de Agosto de 2013
        ouvido no elevador

        – É claro que o Benfica evoluiu desde a época passada. Agora já resolve os jogos antes dos 90 minutos.

        publicado por Rodrigo Moita de Deus às 18:44
        link | as coisas estão dificeis
        PartilharEmail
        SAPO LinksTwitterGoogle bookmarksFacebook
        1 comentário:
        De o Mesmo se pode dizer do PSD/PauloPortas a 19 de Agosto de 2013 às 19:30
        só passados 2 anos é que se vão aferir os prémios dos jogadores que ninguém sabe o que são

        mas são um sexto da massa salarial da função púbica e adjacente

        uma pessoa nem sabe se são prémios de jogo

        prémios pra ficar sentado

        ou prémios para ir apertar a mão ou le coq a um fluviário de boys de todas as cores

        le coq sportif n’est pas vive?

        ao menos um suplemento de funeral…

        ou um suplemento de risco ao meio

        e só demoraram dois anos e picos a melhorar o jogo

        acabou-se o totonegócio

        ó pepe le moko des arbustes et arbes de tout petit taille

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        19 Agosto, 2013 20:00

        und, meu caro, há pessoas assim; uns gostam de futebol, outros, como tu, gostam de se masturbar em público.
        ps:
        aproveita a minha deixa porque ninguém te liga pevide por aqui.

        Gostar

      • und permalink
        19 Agosto, 2013 20:28

        E PORTELA MEU SALVOSSEJA BARATO…….

        NEM PARA ADUBAR A TERRA TE QUERIA

        QUE DEVES ESTAR CHEIO DE CON TA MIN’ANTES

        und, meu SALVOSSEJA QUE ALÉM DE SER DE MIM PRÓPRIO NÃO SOU CARO caro ÉS TU QUE MORFAS DO ESTADO MAIS DO QUE EU QUE DOU MAIS DO QUE RECEBO…..

        , há pessoas assim; uns gostam de futebol, outros, como tu, gostam de se masturbar em público……GOSTARIAM É A FORMA VERBAL
        PORQUE SE GOSTAM OU SÃO MAÇÕES OU SÃO GENTE GRADA QUE SE ABASTECE EM CASAS PIAS
        ps:
        aproveita a minha deixa porque ninguém te liga pevide por aqui.

        Ó FILHA COMO ME DISSE UMA MADEIRENSE HÁ 20 ANOS

        SE OS CONCELHOS DOS CONSELHOS FOSSEM BONS ERAM VENDIDOS

        SE SÃO DADOS SÃO CERTAMENTE CONSELHOS DE UM MERDAS

        E ELA TINHA RAZÃO

        SOMOS OS DOIS E OS RESTANTES CABRÕES UNS MERDAS

        O ÚNICO PROBLEMA É QUE EU ACEITO A MINHA CON DICÇÃO

        E OBVIAMENTE SENDO UM MERDAS ESTOU-ME CAGANDO PARA A OPINIÃO DAS OUTRAS MERDAS NAZIOANNAES

        NO DIA EM QUE FOR LEGAL

        TENHO UNS TIJOLOS GUARDADOS PARA ATIRAR A UNS FIGURÕES DO REGIME

        DESCANSA QUE É SÓ PRA MERDAS DAS GRANDE

        E TU ÉS UMA CAGANITA MENTAL

        Gostar

      • und permalink
        19 Agosto, 2013 20:32

        AO PÉ DE TI O SAMPAIO DA NÓDOA E OS OUTROS SAMPAIOS COM NÓDOAS DE SANGUE E O PRIOR DO CRATO DO EDUQUÊS

        SÃO CAGALHÕES

        APESAR DE SEREM BICHOS DUMA POBREZA MENTAL DIGNA DA BILHA DE GÁS

        LOGO QUE MÍMPORTA A OPINIÃO DAS CAGANITAS…..

        SÃO CAGANITAS

        SOU MERDA MAS MERDA CONSCIENTE DA POSIÇÃO NO MONTE DE MERDA

        E DA DIMENSIONALIDADE ENVOLVIDA

        Ó PORTELA DE CAGANITAS UNIDIMENSIONAL

        QUERES UM POEMA

        TENHO QUE IR COMER MELANCIA

        DÁ O MOTE O PORTELINHA DE CAGANITAS

        Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        19 Agosto, 2013 20:38

        pronto, os teus 5 minutos de fama terminaram; escolhe outro.

        Gostar

      • ora permalink
        19 Agosto, 2013 20:50

        Ó FILHA TU É QUE TENS A RELES ÂNSIA DA RELEVÂNCIA

        ORA PRONTO JÁ ESCOLHI OUTRO ESCOLHO DE TRAMPA….

        E QUEM QUER TER A FAMA DE PISAR CAGANITAS?

        SÓ SE FOR AQUELE TIPO DE CADASTRADO QUE SE BESUNTA DE MERDA E PENSA QUE É O MAIOR

        E NÃO ME REFIRO AO MÁRIO SOARES

        E SIM AO OUTRO QUE LEVOU COM O TASER….OU COM O CZAR UM DESSES CÉSARES LOUCOS

        Gostar

    • Joaquim C. Tapadinhas permalink
      19 Agosto, 2013 15:06

      Se o aumento do IVA na restauração não teve influência no fecho dos restaurantes e cafés e, naturalmente, com tanto movimento de caixa a receita pública aumentou, então é melhor subir a taxa para 30 ou 40%, para equilibrar o OE. Cabecinhas pensadoras tem este país, mas, infelizmente, não são aproveitadas.

      Gostar

      • alberto permalink
        19 Agosto, 2013 16:08

        Não, não teve. Não é por um aumento de 10% sobre o valor (s/iva) da bica, que o pessoal deixa de beber café. Deite mais a culpa para a “pressão” das finanças; o desemprego, a crise em geral e Portugal ter excessiva oferta de “comes & bebes”.
        Não concordo com tais taxas, só não concordo com a baixa selectiva. Sei que o espírito “socialista-invejoso”, é a favor de taxar o luxo e baixar na sopa. Porquê?
        Com o iva a 23% a sopa de 2 euros passa a custar 2, 46 (em vez de 2,26) e o casaco de vison de 30.000, custa 36.900. A sopa, qualquer um a pode fazer, o casaco de vison, não. “Mexe” a economia, possibilitando “sopa” a centenas ou milhares de pessoas (proporcionando um imposto equivalente a +-15.000 sopas)
        O problema existirá, se o dinheiro para o casaco de vison, em vez de ser resultado do lucro obtido entre trocas voluntárias de bens e serviços, o tenha sido – tal como os impostos – coercivamente… como tudo o que um governante “oferece”… em nome do Estado.

        Gostar

  9. 19 Agosto, 2013 14:42

    Click to access RelatorioSEAP.pdf


    http://www1.ionline.pt/conteudo/42026-salarios-reais-da-funcao-publica-subiram-150-em-30-anos

    Click to access Evolucao_estruturas_AP_Web.pdf


    Estes documentos desmistificam a “Igreja” anti socialista.
    Quanto ao tio Venâncio, se gosta de whisky marado ou uma “champanha” a acompanhar “bifanas”, arriscar-se a ser apanhado com as calças na mão, paga caro, sem factura nem iva para apresentar como despesa de representação é lá com ele e nem o censuro porque se eu poder manjar uma petingas ou jaquinzinhos com arroz de tomate malandrinho, ali na tasca do Sebastião, regados com o tinto da horta do Afonso e não tiver que me haver com ivas, maravilha. Agora se vou ali ao guincho, haver-me com um robalo no sal acompanhado com um riesling fresquinho e vem a conta sem factura, como numa oficina de motorizadas com a conta em papel pardo, incluindo o iva no máximo aí passo-me.
    Quando compro uma máquina quero que funcione sem problemas e faça o trabalho em conformidade com os meus desejos. Não posso querer que um FIAT se porte como um FERRARI, bom às vezes até espero mas isso são problemas meus. Por isso concordo quando se diz que o estado funciona mal relativamente ao dinheiro investido. O estado é mal gerido e esbanjador.
    Quanto a baixar-se o IVA à restauração é sempre bem-vindo qualquer sinal de alivio, tal como é animador a noticio da performance da economia. Se vai surtir algum efeito? Bom se foram as “casa” a suportar o aumento da carga fiscal penso que não se irá reflectir no bolso dos consumidores o abaixamento da taxa pelo que haverá uma menor colecta fiscal que terá de ser compensada noutro itens se não houver um reequilíbrio das contas noutros sectores.

    Gostar

  10. Ricciardi permalink
    19 Agosto, 2013 15:02

    Quem nasceu primeiro, a Despesa ou o Imposto que a financia.
    .
    Quando o Vitor souber a resposta sabe tambem o que deve ser resolvido primeiro.
    .
    No caso português a coisa é demasiado simples. Primeiro nasceu a Despesa. E foi, incrivelmente, exactamente pelo Imposto que este governo começou.
    .
    Se a Despesa começou primeiro, então seria a despesa a primeira a cortar. Mas não, fizeram crer que um Imposto mais elevado era aconselhavel – palavras de João Miranda – tanto quanto virtuosas as suas façanhas.
    .
    Ora bem, como o governo misturou tudo, e trocou a lógica da coisa, lançando os negócios para o charco e as familias para o esgoto; assim, nos dias que se vivem a prioridade já não é cortar na Despesa… nem aumentar Taxas de Impostos.
    .
    É pena, mas não é. A prioridade agora é ficar quieto. Fazer tudo para paralisar o governo para este não fazer NADA. Se o governo fizer alguma coisa só vai atrapalhar. Nem é necessário um novo orçamento. Nada. Rien. Se o governo cortar na despesa (rendimentos) a probabilidade de seguirmos a Grécia é tremenda. Se aumentar Impostos a certeza de a seguirmos é enorme.
    .
    Portanto, se o governo fizer o que fez durante o ano de 2013, isto é, NADA, então a economia pode crescer. Se o TC desse uma ajudinha e chumbasse toda e qualquer iniciativa, de olhos fechados, a propostas de lei do governo, tambem não era mau. Eu até sugeria um acordão PREVENTIVO que chumbasse tudo o que fosse cortes nos rendimentos das familias.
    .
    Rb
    .

    Gostar

  11. Ricciardi permalink
    19 Agosto, 2013 15:04

    Talvez assim o governo se convencesse que reformar o estado é dimensiona-lo num certo e determinado prazo.
    .
    Rb

    Gostar

  12. tric permalink
    19 Agosto, 2013 15:21

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 15:23

      Ui, com esses tanques todos catitas é caso para para aumentar o IVA da hotelaria.

      Gostar

      • RCAS permalink
        19 Agosto, 2013 15:59

        O nosso amigo tric ainda não percebeu que a diferença entre arabes e judeos, é uma questão de neurónios!…
        Longe vão os tempos do Califado!!!

        Gostar

      • und permalink
        19 Agosto, 2013 20:18

        NON A DIFERENÇA É TAL COMO ENTRE AS NOSSAS ÉLITES E A PIOLHEIRA

        CONCENTRAÇÃO DE RIQUEZA VERSUS DISTRIBUIÇÃO

        OS ÁRABES TÊM UMA PÉSSIMA DISTRIBUIÇÃO DE RIQUEZA
        TAL COMO A NOSSA PIOLHEIRA

        JÁ OS JUDEOS E AS NÓSSAHS ÉLITRES E ÉLITROS….PARA MEIO RABETA CANHESTRO ANTI-SEMITA MEIA PAL…..BAS….

        Gostar

  13. tric permalink
    19 Agosto, 2013 15:25

    Gostar

  14. tric permalink
    19 Agosto, 2013 15:58

    Gostar

  15. YHWH permalink
    19 Agosto, 2013 17:14

    Um dia destes VC e mais alguns distraídos ainda vão conseguir relacionar a despesa com a distribuição da riqueza…

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 17:16

      Quer tentar, YHWH? A sério, quer mesmo tentar explicar que despesa é distribuição de riqueza? Quer mesmo chegar à conclusão que a distribuição perfeita de riqueza é quando a despesa tende para infinito?

      Gostar

      • YHWH permalink
        19 Agosto, 2013 17:43

        Nota-se que não tem o racíocinio adestrado pela Matemática ou pela Filosofia: poetiza e extrapola em excesso.

        Distribuição perfeita?!…

        Ademais, implicar assímptotas ilimitadas?!..

        Não, o que deve reflectir é sobre a possibilidade real da despesa se poder constituir como um instrumento de distribuição da riqueza, permitindo e estruturando fluxos de solidariedade automática e sustentada dentro das comunidades-nação.

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 18:01

        Antigamente chamava-se distribuição de riqueza ao salário. Agora é à dívida pública.

        Gostar

      • und permalink
        19 Agosto, 2013 20:15

        DESPESA BEM APLICADA É DISTRIBUIÇÃO

        POR EXEMPLO PAGAR SALÁRIOS A

        100 MIL LORPAS A 500 POR MÊS DURANTE 2 MESES

        SÃO 100 MILHÕES PARA LIMPAR MATAS A TROCO DE SUBSIDIA

        MAIS 2 MILHÕES PARA TRANSPORTES E MAQUINARIA

        GERARIA 10 MILHÕES DE TONES DE BIOMASSA E CELULOSES ESTATAES E PRIVADAS

        A 100 TONES POR CADA UM

        O PESSOAL QUE ANDA NO GAMANÇO LIMPA 200 ESTERES DE MADEIRA EM 2 HORAS E SÃO SÓ 6 OU 8….

        AGORA PAGAR DEZENAS DE MILHÕES EM ESTUDOS E EM MATERIAL PARA DESPEJAR EM INCÊNDIOS ANUAIS IN CON TROLL HAVEIS?

        CLARO QUE HAVEIS

        E A VOSSA DISTRIBUIÇÃO DESSA QUEIMA DE RECURSOS

        DESSE POTLACH NAZIONAL MONTA A QUANTO?

        A DOIS MINISTÉRIOS POR ANO?

        Gostar

  16. manuel permalink
    19 Agosto, 2013 18:02

    Temos de ser práticos . Já está contabilizado quanto custa esta redução de imposto ? Se está, penso que o governo devia reduzir de 23 para 13%,e cortar onde o “monstro” esbanja.Pode ser nas subvenções aos partidos ;concentrar eleições (género 3 numa );redução de deputados para o mínimo constitucional;redução das despesas de representação dos dirigentes públicos (são milhões);corte nos “aspones” (assessores de porra nenhuma), se não chegar ,digam que eu arranjo mais corte na despesa.Sr Passos ,mostre lá que é melhor que o sr Seguro!Será por causa do TC, que não se avança ? Serão inconstitucionais estes cortes?Como vamos ter eleições vão disfarçar a incapacidade e a incompetência com desculpas esfarrapadas do TC.

    Gostar

  17. Pffff ! permalink
    19 Agosto, 2013 18:08

    Se há um (ou mais) idiota no poder, os que o elegeram, estão bem representados.

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 18:10

      Vejo que não vota.

      Gostar

    • und permalink
      19 Agosto, 2013 20:06

      MOSTRA SER UM CIDADÃO INFORMADO

      E QUE NÃO SE DESARMA

      O VOTO É A ARMA DO POVO

      E A RECEITA DOS PARTIDOS

      QUEM NÃO VOTA NÃO PAGA A CORVEIA AOS SICÁRIOS…..

      E AS CUNHAS…..

      Gostar

  18. Portela Menos 1 permalink
    19 Agosto, 2013 19:38

    o trauma dos nossos liberais acerca da despesa e funções do estado, só é resolvido “à lá joao miranda”, ié, com meia dúzia de integrais e um punhado de segundas derivadas; como vitorcunha gosta de nos surpreender e é mais terra-a-terra, vai seguir-se um post contra a baixa de IRC para as empresas do PSI-20 🙂

    Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Agosto, 2013 19:48

      Porque haveria de querer baixa de IRC para algumas empresas? É como redução de IA para Porsches.

      Gostar

      • Portela Menos 1 permalink
        19 Agosto, 2013 19:54

        não quer baixa de IRC para algumas empresas? sempre ajudava o sr Jerónimo (o doce) a um planeamento fiscal menos agressivo; assim uma espécie de regresso das caravelas da Holanda 🙂

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        19 Agosto, 2013 19:59

        Não o entendo: então não quer também mutualizar dívida superior a 60% do PIB?

        Gostar

      • und permalink
        19 Agosto, 2013 19:59

        bom cunha de todas as cunhas a resposta é fácil

        porque é uma “indústria” que exporta serviços e dá muitos empregos

        a dos cafés restaurantes e similares

        já o sexto dos mensalões dos brasi’s

        em cartões em viagens

        em prémios de desempenho por comer a secretária brasuca que exige agora dois milhões em airbus da Tapetape

        ou seja prémios e oferendas que o estado nem sabe o que são

        como o prémio pela maior burocracia pós-soviética

        2 mil e 500 milhões em prémios no estado

        e 600 milhões em empresas autárquicas e autarquias por ano

        nem sequer chegam a meio BPN por ano

        logo nestes 2 que se passaram a cobrar impostos de empresas falidas

        para dar a boys sem bóia….

        Gostar

  19. und permalink
    19 Agosto, 2013 20:04

    ou em simplex para portelas de moitas e carrasscos
    ouvido no elevador

    – É claro que o PSD/pauloportas evoluiram desde a época passada.
    Agora já resolve os orçamentos antes das inconstitucionalidades inerentes

    publicado por Rodrigo Moita de Deus às 18:44
    link | as coisas estão dificeis

    De o Mesmo se pode dizer do PSD/PauloPortas a 19 de Agosto de 2013 às 19:30
    só passados 2 anos é que se vão aferir os prémios dos jogadores que ninguém sabe o que são

    mas são um sexto da massa salarial da função púbica e adjacente

    uma pessoa nem sabe se são prémios de jogo

    prémios pra ficar sentado

    ou prémios para ir apertar a mão ou le coq a um fluviário de boys de todas as cores

    le coq sportif n’est pas vive?

    ao menos um suplemento de funeral…

    ou um suplemento de risco ao meio

    e só demoraram dois anos e picos a melhorar o jogo

    acabou-se o totonegócio

    ó pepe le moko des arbustes et arbes de tout petit taille

    logo BPN’S HÁ MUITOS

    E NENHUM PARTIDO QUER ACABAR COM OS SEUS

    NEM OS FLUVIÁRIOS DE EMPRESAS MUNICIPAES D’AVANTE

    UMA DELAS IA-ME PAGANDO O JANTAR HONTEM

    MAS TAVA FICANDO ESCURO E VIM-ME EMBORA PELA ESTRADA DE SERPA

    PASSEI POR BALEIZÃO

    E NEM O CEMITÉRIO DE BOLOTAS TINHA LUZ

    É A CRISE

    Gostar

  20. economista permalink
    19 Agosto, 2013 23:33

    Tudo seria verdadeiro se a receita liquida não fosse negativa …

    Gostar

    • und permalink
      20 Agosto, 2013 02:02

      num mundo ocidental sem rumo

      e numa demografia assassina no resto do mundo em ebulição

      o que é verdadeirro é que temos uma crise razoável ou razoavelzinha

      ide ser mineiro no mali

      ou caçador de cabeças num bantustão cualquer

      ca receita líquida quando é negativa não se chama receita

      é mais en cargo

      num cult cargo qualquer

      no teu caso num incult cargo

      tiraste economia em évora ou na covilhã?

      ou fiz-te algumas cadeiras no Isqueté…..

      e nem sou marceneiro

      Gostar

      • und permalink
        20 Agosto, 2013 02:03

        receitas despesas

        deve haver

        não deve não haver né…

        Gostar

      • economista permalink
        20 Agosto, 2013 08:03

        ´No primeiro semestre emigraram cerca de 500 engenheiros… com E porque há um com i …À bon entendeur …. como não entendeu o que sinteticamente se quis dizer com “receita” liquida” também deve fazer parte dos tugas que acreditam que a “divida” é pagável !!!
        Quanto ao vosso humor , ri-te, ri-te …
        P.S.
        Devo corrigir que não foi economia mas sim gestão mas numa não privada mas credível universidade

        Gostar

      • vitorcunha permalink*
        20 Agosto, 2013 08:14

        500 engenheiros? Talvez tenham ido construir estradas onde ainda há espaço.

        Gostar

      • economista permalink
        20 Agosto, 2013 14:23

        espaço e dinheiro … mas felizmente nem todos gostam de cimento …nem de cá estar …

        Gostar

  21. und permalink
    20 Agosto, 2013 02:09

    por exemplo imaginemos uma receita líquida negativa

    Receita Líquida = -.500$000 réis
    (-) Custos = 300$000 réis
    (=) Lucro bruto = 5 mél réis
    (-) Despesas = 205 mél réis
    (=) Lucro líquido= – 500mil réis

    está certo afinal existe lucro negativo e não pré juízo

    és dois génios pá

    Gostar

    • und permalink
      20 Agosto, 2013 02:13

      agora corrige a conta e vê os sítios onde está mali feita

      e depois faz uma inequação in química

      acho que con uma contabilidade dessas deves ser um economista partidário

      estylo aqueles coisos dos observatórios do risco ao meio

      ou um dos do governo a trabalhar a 5%

      pedros d’al cains e de lá in’s que estão out’s há bié….no bié

      e no bidé

      ou bidet

      Gostar

Trackbacks

  1. IVA na restauração e no alojamento hoteleiro em Portugal (2) | O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: