Skip to content

Interpretação requer memória

30 Janeiro, 2015

Luís Aguiar-Conraria,

A formulação é esta:

O seleccionador nacional convocou 17 jogadores para o próximo jogo de futebol. Destes 17 jogadores, 6 ficarão no banco como suplentes. Supondo que o seleccionador pode escolher os 6 suplentes sem qualquer critério que restrinja a sua escolha, poderemos afirmar que o número de grupos diferentes de jogadores suplentes é [inferior/superior/igual] ao número de grupos diferentes de jogadores efectivos.

Seja:

“jogadores” = “elementos”
“suplentes/no banco como suplentes” = “grupo A”
“seleccionador nacional” = “bleagh”
“convocou” = “escolheu”
“para o próximo jogo de futebol” = ““
”jogadores efectivos“ = ”grupo B”

O bleagh escolheu 17 elementos. Destes 17 elementos, 6 ficarão no grupo A e os restantes no grupo B. Supondo que o bleagh pode escolher o grupo A sem qualquer critério que restrinja a sua escolha, poderemos afirmar que o número de grupos diferentes A é [inferior/superior/igual] ao número de grupos diferentes B.

Se alguém respondeu de acordo com o teu critério de resposta, é porque já se esqueceu que o grupo A é composto por 6 elementos e o B, consequentemente, por 11 elementos. Assim sendo, até posso ter tratado quem assim respondeu como estúpido mas é seguro que não se irão lembrar que o fiz.

Anúncios
25 comentários leave one →
  1. 30 Janeiro, 2015 16:36

    Chamem o comuna do Marques Mendes que ele ainda vai complicar mais

    ehehehe

    É como digo- os de ciências conseguem ser mais parvos que os palermas de letras quando a coisa é básica e basta saber-se ler.

    Gostar

  2. manuel branco permalink
    30 Janeiro, 2015 16:42

    Conraria é professor na universidade do Minho, Braga.

    Pela universidade e lugarejo presume-se oque não conseguiu lugar em Lisboa.

    Gostar

    • daniel marques permalink
      30 Janeiro, 2015 20:36

      Bem, o parolo do Luis sempre faz melhor figura que o Valente da Capital com os seus grupos de canhotos.
      com os melhores cumprimentos,
      outro parolo, embora nao seja de braga, nem da Um.

      Gostar

      • 30 Janeiro, 2015 21:18

        A escardalhada é assim, à Raquel Varela, quem não é de Lisboa é provinciano de segunda.

        Gostar

  3. Procópio permalink
    30 Janeiro, 2015 16:45

    A ganza dá cabo da memória é o que é.
    Cara zazie, a ciência também é precisa, às vezes.
    Ou não valerá mais o que se faz do que se diz?
    Desculpe a brejeirice.

    Gostar

  4. Gabriel Silva permalink*
    30 Janeiro, 2015 20:33

    A resposta correcta é: O mister Fernando Santos escolha como quiser, é pago para isso.

    Gostar

    • 30 Janeiro, 2015 20:35

      O que eu não percebo, Gabriel, é o motivo pelo qual só leva 6 suplentes. E se expulsam um guarda-redes? Tudo isto me parece em cima do joelho.

      Gostar

      • 31 Janeiro, 2015 00:01

        A folha de jogo implica 7 suplentes :). Há muitos anos…

        Gostar

  5. 30 Janeiro, 2015 20:42

    Acho que deviam juntar o VPV, o LCA e o Artur Jorge num think tank com 11 tubarões e 6 pescadinhas de rabo na boca.
    Ja começa a chatear estes colunistas famosos que não percebem coisas básicas de futebol. São 11 contra 11 pá! Será assim tão difícil de entender?

    Gostar

  6. 30 Janeiro, 2015 21:05

    A parte mais gira é quando a bruxa aparece para confirmar que num grupo com menos gente a probabilidade de combinações é menor de que num grupo maior

    “:O))))))

    E faz esta malta contas para pensar assim…

    C’um caraças. Mete impressão. Deve ser por isso que depois são todos “cainesianos”

    Gostar

  7. 30 Janeiro, 2015 21:07

    O Estado dá. Se o Estado não der, como é que vai ficá-ó-nêga…

    Vai ficar bera, vai.

    Gostar

  8. 30 Janeiro, 2015 21:13

    Porque é que não consultam o Luís Figo, durante um pequeno-almoço?

    Gostar

  9. valinho permalink
    30 Janeiro, 2015 21:34

    Volta Paulo Bento, estás perdoado…

    Gostar

  10. manuel branco permalink
    30 Janeiro, 2015 21:45

    Zazie, eu não sou de Lisboa, não gosto de Lisboa mas a realidade é a que é: quem cai nesses buracos por alguma razão é. E pelo que percebo até vive no mesmo purgatório lisboeta que eu. Já basta a desgraça de sofrer Lisboa. Cair em Braga deve dar um bom desconto no purgatório. Pelo menos livra do inferno – no além.

    Gostar

    • 30 Janeiro, 2015 21:52

      Está enganado. Nas universidades entra-se por cunha. Em Lisboa ainda mais.

      o Conraria há-de ter entrado por mérito próprio. Tem estudos para isso.

      Gostar

    • 30 Janeiro, 2015 21:53

      Eu sou alfacinha do lado materno e “morcona” do paterno

      “:OP

      Gostar

    • 30 Janeiro, 2015 21:53

      Mas gosto muito de Lisboa. Para viver, até vivia na maior em Guimarães ou em Oxford

      “:OP

      Gostar

      • 30 Janeiro, 2015 21:54

        Ou em Saint Yves ou Perranporth ou qualquer lugar onde haja gárgulas.

        Gostar

      • Expatriado permalink
        30 Janeiro, 2015 22:34

        Miranda do Douro tem bastantes gargulas. Passe por la’.

        Gostar

  11. PiErre permalink
    30 Janeiro, 2015 21:57

    Eu cá xou de Lesboua.

    Gostar

  12. Euro2cent permalink
    30 Janeiro, 2015 21:58

    Não vale a pena apontar que a cada escolha distinta de 11 dos 17 elementos, corresponderá uma escolha igualmente distinta dos 6 elementos restantes, pois não?

    Nah, não vale.

    Ligar os miolos primeiro não é muito cá da nossa malta. Nós é mais ligar os pulmões às cordas vocais e mandar jarda 😉

    (Truque: http://en.wikipedia.org/wiki/Combination – combinações de 11 em 17 é igual a combinações de 6 em 17, para quem fez o liceu.)

    Gostar

    • 30 Janeiro, 2015 22:05

      Não, não vale. Leia o que dizem os peritos e maila bruxa. Isso é demasiado básico e qualquer analfabeto chega lá.

      “:OP

      Mete dó. E, a verdade é que em cada 5 candidatos 4 erraram esta treta.

      Gostar

      • Euro2cent permalink
        30 Janeiro, 2015 22:47

        Cheguei aqui primeiro, e não vi que a Zazie já tinha posto ordem na barraca num tópico anterior.

        E tinha dito quase o mesmo. Desculpe a repetição 😉

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: