Saltar para o conteúdo

Confissão de crimes

28 Fevereiro, 2016

tumblr_nokeev9D1y1u5f06vo1_1280A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, em entrevista à Renascença, segundo o reportado pelo Expresso, decidiu confessar um ou mais crimes. “Vivi situações pessoalmente, não preciso ir buscar outros exemplos”, acrescentando que “mais vale admitirmos que há coisas que não estão legisladas, mas que são feitas”.

“Vi casos em que médicos ministraram insulina àqueles doentes [em situação terminal] para lhes provocar um coma insulínico. Não estou a chocar ninguém porque quem trabalha no Serviço Nacional de Saúde sabe que estas coisas acontecem por debaixo do pano, por isso vamos falar abertamente”, disse Ana Rita Cavaco.

Vamos, pois, falar abertamente: compete ao Ministério Público abrir imediatamente inquérito e constituir a senhora bastonária como arguida. Se há crimes a serem cometidos nos hospitais públicos tendo como vítimas doentes terminais, não estamos sequer a falar de eutanásia proibida por lei, estamos a falar da presença de sociopatas em funções públicas que andam a assassinar membros da população em situação de extrema vulnerabilidade.

114 comentários leave one →
  1. antónio permalink
    28 Fevereiro, 2016 11:02

    A imaturidade de uma jovem à frente de uma instituição como a ordem dos enfermeiros é bastante evidente. Quando as instituições são chefiadas por gente desta indigente maturidade é a própria qualidade da democracia de uma nação que é abalada.

    Gostar

    • Bolota permalink
      28 Fevereiro, 2016 11:20

      Toy,
      Esta é indigente porque é nova…
      [VC: resto removido. Vamos começar a descambar só a partir do 10º comentário, não ao 2º].

      Gostar

      • Bolota permalink
        28 Fevereiro, 2016 11:38

        VC,
        [VC: sim?]
        Gabo-lhe a paciencia

        Gostar

      • Carcavelos permalink
        28 Fevereiro, 2016 18:13

        Bolota é comida de porco fino, Só podia dar em porcaria

        Gostar

      • Bolota permalink
        28 Fevereiro, 2016 20:43

        Carcavelos,

        GRANDE comentário.
        VC este não censure porque este vale a pena ler Veja só: Bolota é comida de porco fino…

        Gostar

      • Luís Marques permalink
        29 Fevereiro, 2016 12:12

        Agora não se pode escrever porco preto, fica mal.

        Gostar

  2. 28 Fevereiro, 2016 11:36

    Grande descoberta.

    Resta saber quando o fazem por bem ou quando o fazem para não dar mais chatice.
    De resto, isto apenas confirma que escapar à lei até pode ter motivos morais mas, o que nunca será moral é a existência de uma Lei que fala mais alto que ela.

    Porque a lei serve para dar cobertura a tudo e o seu contrário. E depois substitui-se ao julgamento moral.

    Ninguém precisa de prestar contas, ainda que nem todos os médicos queiram ser carrascos e idem para enfermeiros.

    Liked by 1 person

  3. 28 Fevereiro, 2016 11:40

    Eu acredito que isto seja verdade porque já vi muita coisa.

    Não sei se me choca mais do que o que já vi fazerem em lares.

    Aí sim, aí à crime por sedação até não acordarem mais. E esses crimes continuam impunes e até são praticados em instituições tuteladas pelo estado.

    Com cobertura entre quem dirige, enfermeiras e médicas que passam as receitas e farmácia que entra no esquema

    Velhos isolados em quartos ás escuras, amarrados às camas e sedados até acabarem por morrer.

    Acho até que é para “desanuviar” um tanto este ambiente que querem legalizar a eutanásia.

    Sempre poupam em parcerias e em reformas.

    Gostar

    • Bolota permalink
      28 Fevereiro, 2016 11:47

      ” sempre poupa em parcerias e reformas”

      Zazei,

      Nem parece teu, um lei destas na mão de Paulo Macedo, o Coveiro, era certinho, tudo o que fosse velho embarcava.

      Gostar

      • 28 Fevereiro, 2016 14:58

        O Coveiro não era Macedo. Era Estaline.

        Liked by 3 people

      • sam permalink
        28 Fevereiro, 2016 15:01

        E lá ia a comunada toda a churrascar no inferno…

        Liked by 2 people

      • Bolota permalink
        29 Fevereiro, 2016 09:05

        Colaço,

        O Macedo conheço, estaline nã sei quem é
        Já reparaste que eu teimo em discutir Portugal e vocês a Russia, Cuba e a China já bem tanto porque já vos cheira a mamar

        Gostar

  4. 28 Fevereiro, 2016 11:43

    Em 2007, num inquérito, já 50% dos velhos portugueses admitia que desejava eutanisar-se.

    Nem precisam de muito para quererem tal. Basta que os tratem que nem assassinos ou loucos que até um novo saudável quer.

    Gostar

  5. 28 Fevereiro, 2016 11:46

    Quanto a inquéritos não há e praticar coisas fora da lei é geral.

    Sempre que alguém morre num lar, ou está em vias disso, por lei também é obrigado chamar a ambulância.

    Eu tenho conhecimento por me contarem directamente de caso em que não chamaram porque todos concordaram que estava a morrer e não merecia a pena.

    Isto foi de manhã; ao fim do dia morreu e foi então lá o médico passar o atestado de óbito.

    Nada contra se tivesse confiança e certeza que nada lhe tinham dado.

    Gostar

  6. 28 Fevereiro, 2016 11:49

    Mas não sei. Não sei e pelo que vi até uma familiar minha aos 90 anos já estava com os pés para a cova e nem se movia e 6 anos depois está fina porque nunca mais passou sequer uma semana em lar temporário.

    Bastava uma semana para a sedarem com doses cavalares e ficar 4 dias a dormir. E vinha esquelética.

    Nunca mais. Denunciei o caso a todas as entidades, pedi para ser recebida pelo superior e até agora ainda estou à espera sentada da resposta.

    Mas sabem.

    Liked by 1 person

  7. 28 Fevereiro, 2016 11:51

    Poupar em parcerias e reformas e, principalmente dar injecções atrás da orelha aos velhos é tradição eugenistas que foi partilhada entre o nazismo e o comunismo da URSS.

    Os velhos não se revoltam, com eles não há revolução e também já não trabalham para poderem fazer greve.

    Liked by 1 person

  8. 28 Fevereiro, 2016 11:54

    A diferença entre o utiliatarismo dito à direita ou o utilitarismo à esquerda é que o primeiro ainda tende a ser temente a Deus.

    Os outros são liberaizinhos eugenistas e egoístas e não temem mais que o seu umbigo- Como Deus não existe para eles, basta mudar a Lei porque a essa é que todos têm que obedecer.

    E nada de referendos porque isto de “democracia” é de quem a agarrar no poleiro e tem de ser rápido antes que os puxem de novo cá para baixo.

    Liked by 2 people

  9. LTR permalink
    28 Fevereiro, 2016 11:58

    Aguardamos ansiosamente por uma entrevista do Bastonário da Ordem dos Centros de Terceira Idade. 🙂

    Liked by 1 person

    • 28 Fevereiro, 2016 12:02

      ehehe

      Bem que eu gostava de puxar pela língua ao Santana Lopes porque lhe dirigi pedido para ser recebida e nunca me respondeu.

      Houve pseudo-inquérito que nunca tocou na responsável onde isto aconteceu e depois perguntaram-me se eu pretendia insistir no pedido para o caso chegar a ele.

      E eu disse que sim. Escrevi, tratei tudo de forma legal mas a resposta nunca veio.

      Calhou de ser com ele porque não tinha caçado em flagrante antes. Apenas por isso.

      Mas cacei. E tive quem de dentro também contasse a outra familiar que me contou a mim e o resto vi eu lá na sedação e cacei o farmacêutico que me tomou por enfermeira deles.

      Gostar

  10. 28 Fevereiro, 2016 12:05

    A resposta que a estúpida que dirige me disse é que foi pena não ter a prova de hospital.

    Pois foi. Mas quando a trouxe para casa nunca pensei que fosse ficar a dormir como ficou e depois era tarde.

    Mas expliquei-lhe que se ela quisesse eu até a ajudava a caçar os medicamentos com que as enfermeiras sedam todos por igual. Bastava ela ir com a chave e eu indicava-lhe o caminho.

    Ficou biursa. Claro que sabe mas as pessoas nem bufam porque precisam.

    Gostar

  11. 28 Fevereiro, 2016 12:09

    Prova de hospital está online contada por filha de senhora com alzheimer que também esteve um mês num lar.

    Veio de tal modo sedada que teve de ir de imediato para o hospital. Chamou o médico de família e o resultado é que não conseguiram acordá-la. Morreu ali.

    Ela contou isto e está online. Basta fazer pesquisa. Mas, o mais chocante é o comentário que deixou- que quem não tem condições não devia ter lares”.

    Nem polícia nem nada. Mataram-lhe a mãe e ficou-se. E ainda lamentou que até tivesse sido da iniciativa dela deixá-la lá para descansar.

    Estes crimes são assim- com uma cumplicidade entre necessidade e sentimento de culpa dos familiares.

    Ninguém os agarra pelo gasganete. Eu passei-me e foi tudo à minha frente.
    Mas é claro que nunca mais haveria vaga. Fiquei com o problema nas minhas mãos. Mas desta não me tenciono calar e hei-de denunciar sempre porque é verdade.

    Gostar

  12. 28 Fevereiro, 2016 12:14

    E as médica colaboram nisto. São pagas para passarem receitas de sedativos contra a indicação da prescrição que os velhos levam.

    Eu fiz o truque. Contei os comprimidos e o resto ia cheio com papel.
    Entregaram-me a treta no fim e disseram que foi preciso prescrição para aumentar dose porque não chegavam.

    Abri a embalagem e estavam lá de sobra. O que lhe deram nem sequer teve prescrição de quando foi.

    Foi passada pela carrasca da médica que passa igual para todos e as enfermeiras levam aquela merda em doseadores, com os mesmos comprimidos iguais para todos.

    Vi fazerem isso. Calhou de ir lá quando estava a fazer isso e nem deu que eu tinha entrado e estava atrás dela. E segui-a e vi como estava a dar a todos a mesma merda.

    Gostar

  13. 28 Fevereiro, 2016 12:15

    A agenda da esquerda é abreviar isto. Com a boa morte tudo fica mais simples e poupa-se em custos.

    Liked by 1 person

  14. 28 Fevereiro, 2016 12:31

    Está aqui o testemunho.

    É ler antes que o apaguem

    Gostar

  15. Hajapachorra permalink
    28 Fevereiro, 2016 12:43

    Isso de lares onde matam velhinhos não cola. Porque diabo haviam de matar os clientes, está bem, os utentes, quando há falta deles? Claro, estou a falar de instituições que recebem da SS… Quanto a hospitais, também é treta, porque os doentes terminais ou não são corridos em poucos dias. Os crimes são outros, os vinte mil abortados cada ano.

    Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 13:08

      V. é parvo ou anda a treinar?
      Os lares particulares ou de parceria recebem do Estado e estão superlotados.
      Ponto. Não há lar que chegue para tanta gente.

      Se quer falar dos lares VIP é capaz de ter uma surpresa porque o funcionamento por turnos com funcionárias a recibo verde é literalmente o mesmo. O lucro é que é outro.

      E nem toda a gente é milionária para ter velhos em lares para utentes da Quinta da Marinha.

      Sendo que nisto o mais sádico é outra coisa- há camadas. Os que ainda estão bem servem para o folclores e põe-nos a grafitar paredes logo aos 60 anos e com direito a animador pago.

      Esses são a fachada da “velhice sempre jovem” que esconde a que já não é que passa literalmente para as caves.

      A velhice que deixa de ser alegre é que não é boa de ver e merece até a boa morte para ser tudo assépitco neste mundo artificial em que demasiada gente milita.

      Quanto ao que médicos fazem. se tem problema por ter familiar médico, é problema seu. Uns fazem outros não- não há corporativismo à tabela ou directo que lave a realidade do que alguns fazem. E esses, como eu disse- trabalham em lares e fazem-no impunemente.

      Os dos lares semi-estatais até me disseram que essas médicas só fazem isso nos particulares
      ehehhe

      Fazem em todos, basta que lhes peçam e paguem.

      Liked by 1 person

    • 28 Fevereiro, 2016 13:11

      Ahj, e sim. Disse uma grande verdade. Os médicos nem precisam de matar em hospital doentes terminais, porque os mandam logo para casa.

      Claro. Fartei-me de dizer isso no Portugal Contemporâneo onde o Birgolino também vende a patranha da boa morte apenas por decisão de perito médico sem a populaça ter algo a ver com o caso ou pedir.

      Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 13:13

      E retiro o que disse por precipitação- os doentes terminais ou não, são mandados para casa.

      Para casa pode ser velha sozinha em prédio semi-abandonado, cega e louca a gritar e a morrer à fome sem que as técnicas do apoio liguem.

      Nem um telefonema para ambulância. Para não se comprometerem. Daí a uns dias está morte e a comida é melhor que a preta que lá vai deite para o lixo.

      Gostar

      • 28 Fevereiro, 2016 13:14

        A morrer à fome e à sede em cima de uma cama, mandada 2 vezes para casa pelo hospital de S. José.

        Chegava lá diziam que estava desidratada. Hidratavam umas horas, horas depois para casa para ficar desidratada e sem comer em cima da cama.

        E isto durou perto de 2 semanas. Com conhecimento dos responsáveis e dos médicos.

        Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 13:15

      Portanto, estes 700 assassinos e mais os assassinos da Geringonça é disto que querem tratar.

      Liked by 1 person

    • 28 Fevereiro, 2016 13:19

      Os lares matam. Mas não matam velhinhos que até têm direito a solário e a festa permanente.

      Matam os que já se passaram. Não sabem o que é o alzheimer, não sabem que é priónico e nada tem a ver com esclorese de velhice e nem tem tratamento e depois matam-nos em isolamentos, como se fossem loucos.

      O Lobo Antunes (o que não é escritor) já falou disto e já deu entrevista no jornal a contar como quem dirige lares é imbecil, com tretas de mudar de lugar e palhaçadas que não se aplicam. E contou como é priónica.

      E isso de ser prião que até se pode detectar aos 20 anos, é outra história que também tiraria muito negócio a “parcerias” entre médicos e laboratórios.

      Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 13:22

      Vá ao Portugal Contemporâneo e leia os testemunhos da marina acerca do que assistiu com o pai e do que conheceu em lares.

      Viu tanto sem perceber que tudo isso podia ser evitado que é defensora ferrenha da eutanásia para os “mortos por enterrar”; os velhos que se babam e que são cadáveres adiados a durarem tempo demais nessa forma cruel e “sem dignidade”.

      O aborto é bom por ser uma liberdade de cada barriga; a pedido de quem quer; a eutanásia idem, é boa por forcinha para que seja a pedido de quem nem sabe o que quer.

      Mas, para todos existem os profissionais da aferição da “qualidade e dignidade de vida”- da que vai nascer e da que já devia ter ido.

      Gostar

  16. 28 Fevereiro, 2016 12:44

    Ah, mas até se percebe o motivo pelo qual esta soltou agora a língua.

    Como a escardalhada circense quer aprovar a lei sem referendo, os médicos e os enfermeiros já se reuniram e vão ter de decidir quem faz o servicinho.

    Ora os médicos já se aliviarem e disseram que é treta básica que nem precisa deles e poder ser feita por enfermeiros.

    Liked by 1 person

  17. Zé Dias permalink
    28 Fevereiro, 2016 14:22

    Já tive o Blasfémias como um blog credível.
    Continuo a acreditar na boa fé dos bloggers mas não posso deixar de notar que, realmente, a diferença entre jornalistas e opinadeiros é que uns têm a obrigação de procurar a verdade (não obstante de nem sempre o fazerem) e aos outros aplaudem-lhes as verborreias.
    Caro Vitor Cunha, se ouvisse a fonte, poupava-se a tristes ou encomendadas figuras.
    A senhora diz duas coisas dignas de registo apesar das deturpações efectuadas pelos jornaleiros.
    Eu, como homem rigoroso que sou, e até para ajudar os mais incautos/crentes na sua palavra, deixo aqui um parágrafo onde poderá ler parte da notícia da RR e o que foi dito pela enfermeira.

    ““Vivi situações pessoalmente, não preciso de ir buscar outros exemplos. Vi casos em que médicos sugeriram administrar insulina àqueles doentes para lhes provocar um coma insulínico. Não estou a chocar ninguém porque quem trabalha no SNS sabe que estas coisas acontecem por debaixo do pano, por isso vamos falar abertamente”, sublinha Ana Rita Cavaco. “Não estou a dizer que as pessoas o fazem, estou a dizer que temos de falar sobre essas situações”, acrescentou.”

    No mínimo, retrate-se!

    Não vai ser por o senhor, ou outra pessoa repetirem uma coisa até à exaustão que ela passará a ser verdade. Lamento.

    Bem haja.

    Gostar

  18. Bandarra permalink
    28 Fevereiro, 2016 14:25

    não sei se a vossa intenção é boa …. mas estão a ensinar os portugueses a estarem calados … assim não vamos lá …aprenda senhora bastonária …

    Gostar

    • Bolota permalink
      28 Fevereiro, 2016 14:57

      Eu só estou calado porque…

      Bolota

      28 Fevereiro, 2016 11:20

      Toy,
      Esta é indigente porque é nova…
      [VC: resto removido. Vamos começar a descambar só a partir do 10º comentário, não ao 2º].

      Bolota

      28 Fevereiro, 2016 11:38

      VC,
      [VC: sim?]
      Gabo-lhe a Paciência

      Me cortam o pio

      Gostar

      • 28 Fevereiro, 2016 15:03

        Como na URSS?

        Anime-se. Aqui ninguém o manda para férias para uma colónia no Oblast de Magadan.

        Liked by 2 people

      • 28 Fevereiro, 2016 15:16

        Nunca sobre o tema. Se você prefere falar de cerejas tem que ir para o blog da sex shop.

        Liked by 1 person

      • Bolota permalink
        28 Fevereiro, 2016 15:50

        VC,

        O tema??? Não nem metade do que escreveu a zazie , mas aposto que nem todos falavam sobre o tema.

        Mas tenho de lhe dar razão, que nã gosta coma menos e vá pastar para outro lado…Mas que não faz sentido nenhum ter censurado o que censurou não em.

        Deve ser do frio, agasalhe-se

        Gostar

      • 28 Fevereiro, 2016 16:33

        Não gosto de sequestros da caixa de comentários. É uma coisa que me chateia, sequestros da caixa de comentários.

        Gostar

      • antónio permalink
        28 Fevereiro, 2016 18:37

        VC, falta remover o Bolota de uma vez por todas. É um clone desgraçado que só aqui vem avacalhar o debate.

        Gostar

      • Bolota permalink
        28 Fevereiro, 2016 20:50

        Toy,

        És um democrata de MERDA. Mas deixa-me alertar para um facto, não és censurado porque está dentro do tema em discussão que é o Bolota. Vai-te encher de moscas

        Gostar

      • antónio permalink
        28 Fevereiro, 2016 21:21

        Bolota não dizes a bota com a cagalhota, és um clone desgraçado a soldo da esquerdalhada totalitária. Desanda pois cheiras mal da boca aliás és uma fossa a céu aberto, procura outros blogues dos teus camaradas do comité central para destilar os teus coprólitos.

        Gostar

      • Bolota permalink
        28 Fevereiro, 2016 22:50

        Toy,
        Será que tenho de alertar o VC????
        Não tens mais nada que fazer do que marrar com o Bolota???
        Desanda meu deslarga-me como dizemos em Baleizão.

        Pentear cagados sabes??? Se não sabes vai catar…na digo senão….e começa por C

        Gostar

  19. Boris permalink
    28 Fevereiro, 2016 14:46

    Para lerem sobre a evolução da Lei da Eutanásia na Holanda – em apenas 16 anos passou de uma lei equilibrada para a bandalheira total:

    https://espectivas.wordpress.com/2016/02/26/o-curandeiro-da-rdp-vai-ficar-desempregado/

    Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 03:20

      Boris, a lei holandesa só permite eutanásia a pedido do eutanasiado, logo essa conversa não faz sentido nenhum.

      Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 03:41

        Em 2006 a decisão da eutanásia passou a ser unilateral por parte dos médicos em caso de demência da pessoa (já não é necessária a autorização da pessoa eutanasiada).

        Gostar

  20. Carcavelos permalink
    28 Fevereiro, 2016 18:09

    Esperemos que o MP não deixe passar em claro esta confissão de práticas criminosas.
    Crimes têm que ser punidos

    Liked by 1 person

  21. Tiradentes permalink
    28 Fevereiro, 2016 18:11

    Isto da eutanásia, me desculpem , não tem nada a ver com velhinhos e doenças terminais.
    Eutanásia boa , boa é aquela que é aplicada aquela direitalha reaccionária neoliberal “fássista”
    Com uma lei dessas o mundo seria todo muito mais feliz.
    Perguntem às esganiçadas e ao tio Jerónimo

    Gostar

  22. colono permalink
    28 Fevereiro, 2016 18:47

    ZAZIE E BOLOTA … escrevam um livro a duas mãos!

    Eu compro dez exemplares.

    Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 19:08

      Porquê?

      Estavas à espera que eu embarcasse naquele paleio imbecil do “porque tenho direito”; porque é para mim; porque “me quero matar e tenho direito a ajuda” e tretas no género como dizem os imbecis?

      Quem se quer matar que vá morrer longe e não queira esta merda como lei para o país.

      O “para mim” e a cena dos “casos de vida extremos”- como já era a novela para o aborto e teve a côncia como principal argumentista, não interessam.

      O que interessa é o que de colectivo muda e para que é preciso colectivamente mudar.

      Há que fazer continhas porque este é lobby internacional e não anda com pacote internacionalista só para satisfazer pequenos achaques pseudo-humanistas de umas pascácias.

      Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 19:10

      Esta bastonária até acabou por dizer isto por mim. Já se faz- portanto, bora lá pôr nos conformes da lei o que é imoral.

      Querem cobertura legal. Depois vem o unto com tretas de paliativos que nem existem para ninguém e cenas como o aborto de vão de escada. Pacote zapatero agora no Poder.

      Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 19:12

      Quem se quer matar e tem medo da lei é uma anedota ambulante.
      Sabem ter dealers para a droga e só não sabem para o cianeto.

      Tretas. Se há coisa que toda a vida me encanitou é aquele tipo de gente que nunca quer ir sozinha. Aproveitam tudo para arrastar centenas com eles.

      Gostar

      • 28 Fevereiro, 2016 19:14

        Até da puta da morte conseguem fazer causa boa para impingir para os outros.
        É sempre por bem. Mas nunca dão o exemplo. Estes 700 e a outra estúpida que é a autora cancerosa, podiam era fazer um harkiri em grupo a ver se o espectáculo tinha aderentes.

        Gostar

    • 28 Fevereiro, 2016 19:18

      Os católicos é que são muito brandos. Porque há porcarias como esta que tem dedinhos para escrever e só não tem para o resto, que metem nojo.

      Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 03:28

        “Em 41% destes casos, o desejo de antecipar a morte do paciente foi da sua família”

        Isso é completamente impossivel de acordo com a lei holandesa:

        Click to access Holanda%20Ley%202002.pdf

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 03:42

        A Lei que refere é de 2002, entretanto em 2004, a eutanásia foi estendida a menores de 12 anos; e em 2006 a decisão da eutanásia passou a ser unilateral por parte dos médicos em caso de demência da pessoa (já não é necessária a autorização da pessoa eutanasiada).

        Gostar

  23. procópio permalink
    28 Fevereiro, 2016 18:59

    Desde quando é que a extrema esquerda está à espera que os “infiéis” sejam idosos para procederem à eutanásia?
    “Nós colocamo-os [os cadáveres de prisioneiros] nuas em trenós, cabeça para fora e os pés para dentro. Cada corpo estava uma placa de madeira, um birka , ligado ao dedo grande do pé direito, e indicando o nome e número de inscrição. Antes do trenó passa o portão do campo, o nadziratel , um oficial NKVD, teve um pico que se afundou em cada crânio. Este era para garantir que ninguém saiu vivo. Uma vez fora do acampamento, os corpos foram lançados em grandes poços escavados durante o verão para o efeito ”
    – Edward Buca, Vorkuta, Londres, 1976, p. 152 .

    Gostar

  24. 28 Fevereiro, 2016 19:41

    Haver até mais mulheres que homens a militarem pela ceifeira é que me encanita.
    Parecem aves negras.
    Vade retro, phónix que algo já tem de estar muito doente na sociedade para nem terem vergonha de darem a cara por coisa tão feia.

    Gostar

  25. oscar maximo permalink
    28 Fevereiro, 2016 23:28

    O autor parece o rei Canuto a dar ordens ao mar. Se uma lei não pode ser implementada, então não deve existir. Proibir a eutanásia, óu a prostituição, ou o suicídio, é irreal.

    Gostar

  26. 29 Fevereiro, 2016 03:22

    Não sou jurista, mas, tecnicamente, não a deveria convocar como testemunha (e não como arguida)? Afinal, o que ela diz é que viu médicos a praticar a eutanásia, não que ela a praticou.

    Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 03:25

      Se *viu* e nada fez, falhou na assistência devida deontologicamente a um doente. Não é só testemunha, deve responder sobre um acto cometido, a passividade.

      Liked by 1 person

      • Bolota permalink
        29 Fevereiro, 2016 08:54

        O VC para alem de ver, colaborou e defendeu o saque da quadrilha . . É testemunha ou arguido????

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 09:29

        Julgamentos sumários não necessitam de formalismos de inquérito.

        Gostar

    • Bolota permalink
      29 Fevereiro, 2016 11:14

      vc,

      Acho que nã percebeu…Se *viu* e nada fez, falhou na assistência devida deontologicamente a um eleitor. Não é só testemunha, deve responder sobre um acto cometido, a passividade.

      Gostar

      • sam permalink
        29 Fevereiro, 2016 23:23

        Ai, Bolotinha, se fôssemos a bater na canalha, a esta hora estavas numa cadeira de rodas…

        Gostar

  27. 29 Fevereiro, 2016 09:54

    O meu palpite é que esta se vai tramar pelo que disse. Disse em meias palavras mas depois na entrevista não negou que mataram; não disse que se ficaram pela intenção. Disse que estes casos acontecem e os viu acontecer (em equipa).

    Gostar

  28. 29 Fevereiro, 2016 10:03

    Rasputine: “Em 2006 a decisão da eutanásia passou a ser unilateral por parte dos médicos em caso de demência da pessoa (já não é necessária a autorização da pessoa eutanasiada).”

    Fonte?

    Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 10:17

      Pesquisando no Google por Euthanasia+Netherlands+2006 não vejo nenhum artigo que me dê a entender que essa mudança legal existiu (não fui ler o conteudo de cada link, mas pelo titulo e sumário dá para ter uma ideia), e isso era o género de coisa que provavelmente iria parar logo ao topo.

      Num artigo bastante anti-eutanásia (http://www.current-oncology.com/index.php/oncology/article/view/883/645), de 2011, que se farta de alegar que há uma slipery slope e que cada vez é mais fácil alguém ser eutanasiado na Holanda, não fazem qualquer referencia a essa alegada mudança na lei (se tivesse existido, na certeza que iriam referir); também em artigos do Daily Mail em tom apocaliptico (falando de “esqudrões da morte móveis”) não falam nada sobre poder haver eutanásia sem o consentimento do eutanasiado.

      Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 10:20

        Nunca te disseram que tu és um chato minhoquinhas completamente irritante.

        Consegues negar a realidade agarrando-te a pintelhices.

        É pá, mete-te no avião e faz uma reportagem ao vivo, com o mesmo estilo de pentelhices com que te agarras a palavras e links

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 10:22

        Conseguiste andar para aí a fazer figura de urso a afirmar com a cartaz do BE nem tinha nada a ver com a religião Católica.

        Não te enxergas. És um cientoino marxista com muita lógica matemática mas isso não se aplica a tudo o resto.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 11:22

        “Nunca te disseram que tu és um chato minhoquinhas completamente irritante.”

        Já; e no contexto de uma discussão eu considero isso um elogio involuntário (é um reconhecimento pela outra parte de que não lhes interessa uma discussão aprofundada, o que quer dizer que no fundo reconhecem que estão errados).

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 11:33

        E mantenho que não há nada de especificamente a ver com o catolicismo naquele cartaz (que até tinha um slogan inicialmente usada por sectores da Igreja Anglicana); os facto de os católicos terem reagido considerando o cartaz uma ofensa ao catolicismo (e não ao cristianismo em geral, quando o cartaz, se for ofensivo para os católicos, será para todos os cristãos) é uma indicação que os católicos, pelos vistos, se vem essencialmente como “católicos” antes de se verem como “cristãos” – o quer dizer que pelos vistos acham a ligação afectiva e se calhar até pessoal à igreja enquanto entidade social mais importante que a ligação teológica ao cristianismo (e como a zazie imagina, para um “cientoino (…) com muita lógica matemática” isso é do mais irritante que há – pessoas que preferem uma identificação afectiva à coerência lógica)

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 11:49

        e ainda por cima só agora reparei – o tal artigo que andam a citar é de 2003! O que quer dizer que mesmo que a tal conversa de que em 2006 passou a ser permitida eutanásia involuntária fosse verdadeira, continuava à mesma a não fazer sentido nenhum (e dou-lhe a mesma credibilidade que os boatos que circulam nos EUA do que os idosos holandeses usam pulseiras pedindo para não serem eutanasiados)

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 11:54

        É pá. Eu sempre disse que eras inteligente. E és.
        O teu problema é que usas esse raciocínio matemático para fazeres demagogia com questões sociais.

        A tua sensibilidade social é zero. Foi tudo para a ideologia. E, quando tentas branquear uma treta marxista metes água.

        Eu, nestes comentários acerca dos velhos e do modo como são tratados fui objectiva. Não poupei ninguém.

        Porque não há partidarite nem ideologia que fale mais alto que o ser humano. E isto é um caso humano e um caso de meter às avessas o mundo.

        Tu militas pelo mundo-às-avessas e quando o humano estorva dizes que é sensacionalismo dos jornalistas.

        Então faz tu uma reportagem sem ser catastrófica com isenção. e minúcia que usas para a demagia, emprega para o factual.

        Não és capaz nem os jornais cá o permitiam.

        Fez o Luís Naves que até é ateu, a propósito dos imigrantes/refugiados e calaram-lhe o pio no Observador.

        O resto é estupidez de internacionalismo idiota pelo qual também militas.

        Somos um país católico, aquele cartaz dirige-se á Igreja Católica e mais nenhuma confraria anabaptista ou outra treta que não tem Concordata alguma nem faz parte da nossa História.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 11:58

        Aquele cartaz foi cópia disto- de Espanha. Espanha não é protestante. Portugal também não é protestante.

        isto é tão básico que ainda andavam v.s a branquear e a quererem ser mais papistas que o Papa e já o v. cura Louçano estava a criticar a imbecilidade.

        E pediram desculpa enquanto que os palermas como tu ainda insistem que nem era isso.

        Olha, era como disse o Pedro Picoito- uma bruta ofensa aos casados porque aquele fundo cor-de-rosa até é muito amaricado.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 12:38

        Eu também disse que o cartaz não fazia sentido (ver http://viasfacto.blogspot.pt/2016/02/o-cartaz.html); a questão que eu levantei é que, a ser ofensa, seria ao cristianismo no seu todo e não apenas ao catolicismo (se calhar, até poderia ser também considerado uma ofensa ao islamismo). o meu ponto era pelos vistos os católicos considerarem-se como os donos do cristianismo (já que diziam que o cartaz era uma “ofensa aos católicos” – em vez de dizerem que era uma “ofensa aos cristãos”) ou coisa parecida (que é uma questão completamente separada da questão se o cartaz fazia algum sentido ou não).

        Já agora, duvido muito que o BE tenha andando a copiar cartazes colombianos – mais provavelmente foram ambos à mesma fonte (o slogan em inglês “jesus had two dads and he turned out just fine”)

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 14:20

        É natural que sejam os católicos tradicionais a expressar opinião sobre o cartaz. Pessoalmente, tentei obter uma declaração de um adamita, mas não consegui. Por algum motivo, quando se discute o orçamento, não se vê os 7 anarco-capitalistas portugueses a opinarem. Opinam, mas é o fenómeno de long tail explicado por Pareto em acção.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 12:47

        Eu não considerei nem deixei de considerar ofensa. Vi que foi feito pelos mija-nos-finados que chamam logo crime de ódio se alguém brinca com as pancas deles.

        E até disse que isto tinha sido um gigantesco tiro nos cascos. Viesse mais.

        E eles perceberam porque são estrategas políticos e vieram com tretinhas de desculpas porque o voto conta mais.

        Querem retirar a religião da vida pública mas, como é gente estúpida e macacos de imitação, foram eles que a colocaram nas vias públicas em cartaz.

        Agora amochem. Era a chagar a Igreja católica porque é essa a nossa e eles são os mesmos jacobinos da formiga branca da república.

        Mais nada. A estratégia de deitar abaixo e perseguir “a padralhada” pode chegar ao ponto de se fazerem muito amigos de prots e de islâmicos

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 12:50

        Eles copiam o Podemos e até copiam os americanos nas causas fracturantes porque agora é assim- tudo trotskista internacionalista.

        Nem traduzir palavras para português conseguem. Dizem “òdio” como se a palavra “hate” por cá tivesse o mesmo sentido.

        É o “ódio às batatas fritas” como contou uma vez uma moça no Cocanha.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 12:52

        Ninguém tinha de dizer que era ofensa ao crentes de outro país porque foi cá que foi feito pelos ateuzinhos militantes tugas.

        Mais nada.
        Tu também és como o Luís Lavoura- foi tudo para a ciência e não sobrou inteligência para mais nada.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 12:54

        Se foram ao inglês com slogan em espanhol do Podemos, não sei.

        Vai lá ao partido e pergunta-lhes.

        Eu achei bacano. Até estava a esfregar as mãos de contente à espera de mais.

        Os tipos são manhosos e viram a reacção no facebook e voltaram atrás.

        Gostam muito de dizer que Portugal já nem é católico e depois tramam-se. Porque isto não é a Dinamarca.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 12:58

        E nem tiravam nada, nem voltavam atrás se não estivessem no Governo.

        A questão e outras que já aconteceram, mais as outras que hão-de vir até ficar como na Grécia- é apenas essa.

        Não querem voltar ao táxi e cuidam-se.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 14:35

        “É natural que sejam os católicos tradicionais a expressar opinião sobre o cartaz.”

        O meu ponto não é terem sido os católicos a expressar opinião – e terem expressado essa opinião como católicos e não como cristãos; é como se, perante algo potencialmente ofensivo para os portugueses, eu dissesse “isto é uma ofensa ao algarvios”!

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 14:51

        Continuas a desviar a coisa e eu vou calar esta treta para acabar com a palhaçada.

        1- Os católicos não têm lobby para legislarem crimes de ódio ou de catolicofobia como têm os ateuzinhos militantes.

        2- Os católicos são 90% da população portuguesa que se exprime de infinitas maneiras diferentes e que não está arregimentada em partido do Governo.

        E acabou a treta de inverter a ordem dos factores porque o que aqui está em causa é a palhaçada do dois pesos e duas medidas e a palhaçada de tanto dizerem que é coisa que deve ser proibida e ilegalizada na vida pública, como se for para gozar já é tudo deles e na praça pública.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 14:54

        Não há lei que mande de cana nenhum ateu por mijar nos finados e fazer o que bem lhe apetece desrespeitando a religião católica.

        Mas há lei aprovada e com força para tramar a vida a alguém que se limite a mandar umas bocas a paneleirices deles e a mijadelas contra crucifixos.

        V.s têm a lei; nós temos a tradição e até conseguimos ter ateus de tradição católica a tirarem-vos a máscara.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 14:56

        E amocham e engolem os sapos que forem precisos pelo poleiro.

        Deixam depois a tropa de choque cá fora para ir fazendo o que não lhes convém.

        È como na Grécia. No poder decretam medidas contra o que ideologicamente combatem e cá fora têm a tropa de choque e até aos 50 mil de povo em barricadas.

        Se for preciso saltam para todas as barricadas e fazem todos os golpes de circo chen para irem sabotando tudo.

        Trotskismo é isto e o BE é trotskista desde a nascença.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 15:05

        A estratégia do ateísmo militante e dos bandalhos á capela dos ratos é silenciar.

        O que o Loução sempre defendeu foi silenciar a Igreja Católica e fazer dela apenas uma coisa íntima e pessoal que nunca deve conspurcar a pureza da república laica.

        E esta merda foi bruto tiro nos cascos porque quem não se conteve a silenciar raivinhas contra a Igreja e a usou a paneleirice do choco gay para meter com água benta foram os ateuzinhos bloquistas

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 15:07

        Deus Pai e Espírito Santo. A trindade é católica antes de tudo o resto.

        Se os prots tugas não bufaram, azar o deles.
        São outros que nem bufam e, se for preciso, também se aliam aos mija-nos-finados por causa do trauma da Concordata.

        Mas só o fazem cá. Se for em país anglicano a ver se lhes chateia a proibição católica.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 15:10

        A Trindade não é gay e nem o menino Jesus foi tirado à mãezinha preta ou imigrante para ser dado a um casalinho rabeta.

        O que esta merda até tirou de cena foram as mães que já nem contam nem têm direito a fazer parte do “casório rabeta” ou a descontar no IRS como o rabeta papá e o rabeta mamã que passaram a amamentar, apesar de não terem útero como a Loretta pythoniana.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 15:26

        “Não há lei que mande de cana nenhum ateu por mijar nos finados e fazer o que bem lhe apetece desrespeitando a religião católica.”

        Por acaso acho que até há.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 15:36

        Por acaso tem razão.

        Não vai de cana mas pode pagar multa pequena.
        E isso acontece porque um Estado Laico serve precisamente para proteger a expressão religiosa do povo.

        Não serve para a silenciar, como os pascácios querem.

        Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 16:05

        Bem, eu sou tanto contra as leis proibindo a ofensa a religiões (sejam elas maioritárias ou minoritárias) como (em linha oposta ao do meu partido) contra aquelas proibindo insultos raciais, de género ou de orientação sexual (e mesmo a respeito do alargamento do crime de “importunação sexual” tenho muitas dúvidas).

        Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 10:24

      A fonte fica na Holanda e na Alemanha há abrigos para quem foge dessa fonte.

      Vai lá. Aproveitas para charrar e filmas e entrevistas todos esses velhos em vez de andares a entrevistar links.

      Gostar

  29. Manuel permalink
    29 Fevereiro, 2016 11:33

    Somos assim: não gostamos de encarar a realidade e depois num processo catártico crucificamos os mensageiros, neste caso, a mensageira Ana. A Zazie bem escreveu, mas não chega, são precisas legendas.

    Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 11:55

      Mensageira?
      Vi-a-violarem-mas-não-participei-directamente-só-mantive-a-porta-fechada mensageira?

      Devia legalizar relações sexuais com crianças. Afinal, sabe-se que existe, para quê negar as evidências?

      Liked by 1 person

    • 29 Fevereiro, 2016 12:12

      A “mensageira Ana” é Bastonária da Ordem dos Advogados e faz parte dos assinantes pela eutanásia.

      Só isto devia ser suficiente para deixar de representar os enfermeiros.

      Depois, como é tosca (e já o tinha sido em campanha quando se baldou e conseguiu “picar o ponto”) vai e conta que assistiu à prática de eutanásia com injecção de insulina no SNS.

      Esta treta se não der investigação do MP e demissão do cargo, significa então que anda demasiada gente a fazer-se de morto.

      Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 12:15

      Não há aqui meio termo. Ela confirmou que foi praticada eutanásia. Primeiro ainda veio com o “equacionarem os médicos em equipa com enfermeiros) depois foi interrogada pela entrevistadora e disse que sim, e escusou-se até com o “mais personalidades públicas o confessaram”.

      Portanto, ou mentiu ou colaborou num crime.

      Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 12:18

      O que eu escrevi tem cara e foi dito directamente aos envolvidos e tem queixa.

      Não é o “diz que disse”. O que não é meu tem link e está assinado no site do Alzheimer Portugal.

      Eu não falei em abstracto porque trato sempre de tudo em concreto e nunca me sobra tempo para grupinhos de militância.

      Deixo isso para quem gosta de causas.

      Gostar

  30. 29 Fevereiro, 2016 15:45

    ouviu a entrevista ? é que eu aqui vi deturpação de palavras : a senhora disse que assistiu a casos em que o médico sugeriu , SUGERIU , a administração da insulina . se foi feito ou não , e por quem , fica à imaginação de cada um.

    Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 15:54

      Eu também digo “era meter esse incendiário no fogo”. Daí até afirmar que sei que se queimam incendiários vai um longo passo.

      Gostar

      • 29 Fevereiro, 2016 16:46

        lá isso concordo. mas é giro ver como metem os pés pelas mãos os fanáticos a favor e contra ,e como cada facão deturpa palavras e factos . esta senhora está ao nível do que diz que idosos holandeses fogem para a Alemanha com medo que os finem 🙂

        Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 16:57

      Não ouviste, palerma. Ela começou por dizer que foram vários casos que se concretizaram e nos quais ela estava presente.

      Depois veio com a sena do médico com a insulina na mão a sugerir a injecção- A seguir a entrevistadora pergunta-lhe se estava a dizer que a eutanásia se concretizou e ela disse que nem era novidade dela porque mais médicos personalidades públicas o confessaram.

      Portanto a estúpida meteu os pés pelas mãos e a única coisa que garantiu é que sedar é que não era alternativa porque isso é retirar a dignidade de vida a uma pessoa.

      A aferidora de dignidades com direito a andarem por cá acaba de mostrar o que é a dela.

      Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 16:59

      Há coisas feias que devem ser ostracizadas. Esta gente nunca mais. São aves da morte que se querem bem longe.

      Ficam marcadas para sempre. Disto não se livram porque, de facto, isto por cá ainda não é a Holanda onde a família pode pedir para matarem velhos e novas podem exigir a médicos que o façam também por estarem com neura.

      Gostar

    • 29 Fevereiro, 2016 17:12

      Como estás armada em ceguinha e surda, volta a ver e ouvir bem o que a hárpia disse.

      aqui

      Vivi pessoalmente situações em que, em equipa, houve médicos que sugeriram administrar insulina a doentes para lhes provocar um coma

      Depois diz que não está a chocar ninguém (uma merda destas nem choca) porque, quem trabalha no SNS sabe que estas coisas acontecem
      Entrevistadora- Portanto está a dizer que a eutanásia já é praticada nos hospitais
      aos 4: 13
      Resposta da tipinha: “sim mas não fui só eu; há mais figuras públicas que já o admitiram.

      A entrevistadora repete: é um crime. E ela responde, é efectivamente um crime mas há efectivamente isso em todos os sectores da sociedade

      Gostar

Trackbacks

  1. Vamos ter que legalizar o homicídio | perspectivas

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: