Skip to content

O copo

20 Julho, 2017

medina

 

A morte de Medina Carreira apanhou-me na preparação das férias, aquele momento em que o prenúncio da preguiça afasta qualquer réstia de vontade de escrever. Desconfio que o octogenário fiscalista gostava pouco de férias e menos ainda de preguiça; no entanto, uma vez que as passei em Portugal e não no estrangeiro, evitando assim degradar a Balança Comercial que tantos tormentos lhe causou, acredito que me perdoaria.

Acostumei-me a olhar para Medina Carreira com curiosidade anatómica: sempre com uma pálpebra fechada, era um dos poucos portugueses, a par com Camões, que via mais só com um olho do que as restantes pessoas com dois. Por vezes, de forma a exagerar propositadamente a antiguidade de determinado assunto ou acontecimento, diz-se coloquialmente que são coisas do século passado. No entanto, neste caso, os avisos certeiros do ex-Ministro das Finanças sobre a hecatombe que Portugal estava a fabricar começaram, literalmente, no século passado! E foram sendo apresentados com tanta clareza, com tantas e tão explícitas tabelas, que as muitas pessoas que gozavam e desvalorizavam o mensageiro faziam lembrar os negacionistas do Holocausto. Enquanto estes olham para as câmaras de gás e fornos crematórios de Auschwitz e de Treblinka e dizem que serviam para limpar os piolhos dos presos e para preparar churrascos-convívio, os críticos de Medina Carreira olhavam para os seus reveladores gráficos sobre as dinâmicas da despesa, do endividamento externo e do crescimento económico e apelidavam-no de catastrofista.

Medina Carreira era, na verdade, um homem que via sempre as coisas pelo lado positivo. Numa entrevista dada em Junho de 2005 alertou que, continuando o país com as tendências de consumo e de produtividade dos dez anos anteriores, o Estado entraria em falência por volta de 2015. Na realidade, as finanças portuguesas só aguentaram metade desse período temporal, dando entrada nos cuidados intensivos logo em 2010. Costuma dizer-se que um optimista vê o copo meio cheio enquanto um pessimista olha para o mesmo copo como estando meio vazio; Medina Carreira via o copo meio vazio numa época na qual, em bom rigor, este já não continha líquido algum. Não era apenas um optimista, era praticamente um lunático. Que descanse em paz.

 

Anúncios
39 comentários leave one →
  1. Alain Bick permalink
    20 Julho, 2017 15:46

    não sou economista, mas sei como se ganha ou pelo menos como se não perde dinheiro.
    é fácil gastar o dos outros. como antónio das mortes.
    sou de origem judaica, mas não sou sionista.
    Netaniau disse que foi o mufti de Jerusalém quem aconselhou o churrasco.
    chatearam Hitler e se este os quisesse matar tinha-o feito na Alemanha. era mais barato

    Gostar

  2. Aventino permalink
    20 Julho, 2017 15:51

    Já sinto saudades do nosso Henrique.

    Gostar

  3. Pedro permalink
    20 Julho, 2017 15:51

    Curioso.

    Este gajo que a direita transformou num herói por fazer publicidade à austeridade, foi o ministro das finanças da nossa primeira bancarrota pós 25 de Abril.

    Mas embora o resto da direita atribua todas as culpas dessa bancarrota ao PS, só por se ter dado durante um governo PS, nunca se lembram de culpar o ministro responsável pela área das finanças desse governo…

    A aldrabice politiqueira é espantosa.

    Gostar

    • Holonist permalink
      20 Julho, 2017 16:08

      Mais um cujo nivel de filha da putice / indigencia mental nao conhece limites. A culpa nao e do PS, apenas eram governo, a culpa e do gajo que se despediu por ser contra a politica economica do governo. Percebi, realmente filho da puta ate e pouco.

      Liked by 3 people

      • Pedro permalink
        22 Julho, 2017 02:07

        Sim ? O Carreira nunca disse que a crise de então foi provocada pelo governo PS, disse que esse governo levou com os efeitos do prec. E não disse, mas sabemos nós, que se estava em plena crise petrolifera mundial dos anos 70, que levou outros países, como a Inglaterra, a pedir a intervenção do FMI. Mais acrescentou que a nossa crise de então não foi uma verdadeira bancarrota, sendo a intervenção doFMI um aval para um empréstimo americano.
        As “três bancarrotas do PS” não passam de uma invenção da extrema direita para fugir ás responsabilidades próprias na governação do país.

        Gostar

    • Manuel permalink
      20 Julho, 2017 16:38

      Pedro,
      Medina só defendia contas públicas saudáveis e um Estado que fosse amigo do investimento e que criasse as condições para as empresas gerarem riqueza. Quando administras a tua casa e o teu orçamento segues uma gestão de esquerda ou direita? Medina voltará a ter razão depois de morto.

      Gostar

      • Tiradentes permalink
        20 Julho, 2017 22:06

        Ele quer lá saber disso. O analfabruto diz que foi ministro das finanças na nossa bancarrota depois do 25A. Pois foi ó ignorante…mas a bancarrota não foi ele que a provocou…..foram as conquistas civilizacionais da comunagem.

        Gostar

      • Pedro permalink
        22 Julho, 2017 02:17

        Eu não sou de esquerda nem de direita. Mas, se seguisse as contas da direita em minha casa, teria de entregar a gestão do frigorífico, da sanita e do fogão a empresas externas que levariam dez vezes mais do que os custos dos mesmos cada vez que precisasse de os usar. E se avariasse pagava dez vezes mais que o custo real da reparação. A política de direita é isso e foi a principal causa da desgraça nacional. As roubalheiras do sócas são uma ninharia comparada com as rendas, borlas fiscais e PPP que chulam o país.

        Gostar

  4. Aventino permalink
    20 Julho, 2017 16:02

    Pedro: vai chamar gajo à grande p que te p.

    Liked by 3 people

  5. Manuel permalink
    20 Julho, 2017 16:04

    Medina Carreira gostaria de ter lido o seu artigo. A sua doutrina ficará de pé e aguardemos por nova pré-bancarrota.

    Gostar

  6. jmpg permalink
    20 Julho, 2017 16:49

    Pedro : Não tens nada de razão , conheci HMC pessoalmente e desde novo , foi um homem muito mais serio do que tu estás a ser com esses comentários

    Gostar

    • 22 Julho, 2017 02:24

      Eu não acho que o Medina tenha sido responsável por nenhuma bancarrota. Falei apenas na aldrabice da extrema direita de que teria havido três bancarrotas devidas a governos PS.
      Se isso fosse verdade, o Medina seria um dos responsáveis. Mas esteja descansado que eu sei que as “três bancarrotas do PS” são mentira.

      Gostar

  7. carlos alberto ilharco permalink
    20 Julho, 2017 17:04

    Medina Carreira profetizou por várias (dezenas, centenas) vezes o fim de Portugal.
    Ele infelizmente já morreu, Portugal ainda não.
    João Ferreira do Amaral outro génio económico profetizou em Maio de 2013 que íamos sair do Euro.
    Ele e o Euro felizmente ainda estão vivos.
    Há mais dois mil exemplos deste tipo de profecias.
    Se quiserem coloco mais alguns, só do Nicolau Santos tenho duzentos e trinta e duas.

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      20 Julho, 2017 19:49

      És um exagerado. Carlos. Tanto em relação ao Medina Carreira, como ao Ferreira do Amaral. Exageraste tanto que caíste no ridículo: nem o primeiro profetizou o fim de Portugal, nem o outro a saída de Portugal do euro. Informa-te, uma vez que não entendeste o que eles disseram.

      Liked by 1 person

      • carlos alberto ilharco permalink
        20 Julho, 2017 23:38

        O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, respondeu hoje às críticas de Octávio Machado e revelou que o ex-diretor para o futebol dos ‘leões’ foi somente “a terceira escolha” para o cargo no clube de Alvalade. Em entrevista à Sporting TV, o líder ‘leonino’ considerou que as palavras do ex-dirigente à CMTV, nas quais este expressou o seu desagrado pela forma como saiu do Sporting, vieram na “pior altura possível”, acusando-o ainda de possuir uma “necessidade de protagonismo” e de não ter “senso nenhum” no seu discurso. “Não é público por exemplo que o Octávio foi a terceira escolha. A primeira escolha não aceitou, a segunda recusei por ser o ‘pai da cartilha’ e, depois, surgiu o Octávio. Fiquei espantado com alguém que se diz tão frontal enviar uma carta em vez de pedir uma reunião. Não sou homem de e-mails, isso não é no Campo Grande, é na Segunda Circular”, afirmou.

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      20 Julho, 2017 22:10

      Cada vez que o homem dizia a mesma coisa, se repetia nos avisos, esta gente contava mais uma profecia. A dureza de ouvido aliada ao analfabrutismo e ao querer falar mal daqueles que muitas vezes por terem razão de facto, só faz vir ao de cima a desonestidade intelectual desta gente. Até julgo que não é desonestidade…é um problema neural. Esta gente funciona só com um hemisfério cerebral e é incapaz de fazer um raciocínio para além do binário

      Liked by 1 person

      • carlos alberto ilharco permalink
        20 Julho, 2017 23:39

        1.
        Refogue a cebola, o alho e uma folha de louro em lume brando. Entretanto, cozinhe o bacalhau em água a ferver durante 1 minuto.

        2.
        Quando a cebola estiver pronta, junte o bacalhau. Adicione a batata palha e mexa até ficar amolecida. Numa tigela, misture o Molho de Nata Mimosa para Bacalhau e Outros Peixes e a salsa picada.

        3.
        Mesmo antes de servir, junte este molho ao preparado de bacalhau e mexa sem parar, em lume brando. No fim, polvilhe com mais salsa e azeitonas sem caroço. Sirva com salada.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        21 Julho, 2017 09:42

        Ora aí está uma área onde pode caber intelectualmente (se assim se pode chamar) a capacidade de raciocínio de quem usa apenas um hemisfério cerebral porque os neurónios já não fazem a ligação ao outro hemisfério há muito tempo.
        E não julguem que estou a falar de cozinha, cozinhar, preparar comida. Até nisso é preciso utilizar os dois hemisférios.
        A dita área capaz para esta gente é o copy paste das receitas.
        Qualquer coisa além disso queima os neurónios e a própria comida

        Gostar

      • Aventino permalink
        21 Julho, 2017 09:42

        Tenho para vender 31 selos postais de Trinidad e Tobago.

        Gostar

      • carlos alberto ilharco permalink
        21 Julho, 2017 11:39

        Grandiose delusions (GD), delusions of grandeur, expansive delusions[ or megalomania are a subtype of delusion that occur in patients suffering from a wide range of psychiatric diseases, including two-thirds of patients in manic state of bipolar disorder, half of those with schizophrenia, patients with the grandiose subtype of delusional disorder, and a substantial portion of those with substance abuse disorders.GDs are characterized by fantastical beliefs that one is famous, omnipotent, wealthy, or otherwise very powerful. The delusions are generally fantastic and typically have a religious, science fictional, or supernatural theme. There is a relative lack of research into GD, in contrast to persecutory delusions and auditory hallucinations. About 10% of healthy people experience grandiose thoughts but do not meet full criteria for a diagnosis of GD
        Please contact Professeur Karambá for advice

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        21 Julho, 2017 13:03

        Receitas em inglês também, copy paste. Confirma-se

        Gostar

      • carlos alberto ilharco permalink
        21 Julho, 2017 16:50

        Pep Guardiola afirmou que ficou impressionado com Ederson e Kyle Walker apesar da derrota do Man. City com o Man. United por 2-0 e do guarda-redes ex-Benfica não ter ficado isento de culpas no golo marcado por Lukaku.
        “Tanto Ederson como o Kyle Walker tiveram um excelente desempenho. Os rapazes que vieram vão ajudar-nos muito”, frisou o treinador espanhol.
        O técnico espanhol realçou que a ‘forma’ do Manchester United foi a diferença no jogo. Guardiola elogiou Phil Foden, médio de 17 anos, que se estreou pelos citizens.
        “Não tenho palavras. Gostaria de as ter para descrever o que vi. Tem 17 anos, é um jogador da cidade, cresceu na academia e ama o clube. Vai ficar a treinar connosco na pré-temporada e talvez fique porque ele é especial”, referiu.
        O Man. City vai viajar para Los Angeles e vai começar a preparar o jogo de quarta-feira com o Real Madrid.

        Gostar

      • 22 Julho, 2017 03:00

        Já que foi capaz de ouvir isso tudo que o homem dizia, também ouviu a parte em que ele disse que os nossos problemas estruturais são já dos anos 60 e que a culpa não é só do PS mas de todos os governos desde então ?

        Gostar

      • carlos alberto ilharco permalink
        22 Julho, 2017 07:31

        Obrigado Pedro.
        Claro que ouvi, mas para lhe ser sincero isso também eu sei dizer e tenho o antigo 5º ano liceal e exagerando um bocadinho acho que até o Dr. António Costa consegue perceber isso.
        Cumprimentos.

        Gostar

  8. Alain Bick permalink
    20 Julho, 2017 17:15

    Se
    «África para os sfricanos»

    Rntão
    Europa oara os europeus

    Fora com a pretalhada

    Gostar

  9. Viriato de Viseu permalink
    20 Julho, 2017 18:36

    Os esquerdalhos diziam que Medina Carreira era o profeta da desgraça, no entanto, todas as suas profecias vieram, infelizmente, a concretizarem-se.
    Era seu fã. Não perdia um programa dele. Fico agora apenas com o youtube…

    Liked by 2 people

    • 22 Julho, 2017 02:52

      Por esquerdalhos queres dizer também o partido de direita que dá pelo nome de socialista ? É que se for, o Medina foi militante do PS durante décadas…
      Ah, e nunca disse que a culpa de todos os nossos problemas eram do PS, mas de problemas estruturais que vieram desde os anos 60 de que NENHUM governo desde então foi capaz de lidar.

      Gostar

  10. António C. Mendes permalink
    20 Julho, 2017 18:44

    Sobre educação:

    “É um problema estrutural. O Estado Novo deixou pouca gente preparada, mas bem preparada. Cinco por cento, ou dez, mas sabiam. Este regime de 76 preocupou-se com a quantidade – o que não era mal – mas desprezou a qualidade. Temos um ensino que é uma vergonha. A escola inclusiva quer dizer: um sujeito, quer queira quer não queira, quer estude quer não estude, quer saiba quer não saiba, tem que estar ali. Isto inquina toda a qualidade do ensino. Porque nós somos diferentes nas aspirações, nas capacidades. É natural que uns andem para diante e outros fiquem para trás – isto é da vida. Esta ideia [da escola inclusiva] é uma burla da política portuguesa, é uma fantasia. O sistema educativo foi abandonado a umas loucuras e a uns loucos. Esta é a única maneira de acabar com a pobreza e a desigualdade: valorizar a cabeça. Aqui em Portugal pratica-se a desvalorização da cabeça. É uma sociedade cujo futuro está hipotecado por décadas.”

    Henrique Medina Carreira

    Liked by 2 people

    • 20 Julho, 2017 21:05

      A maioria dos tugas não sabe nem quer aprender a pensar, se é que têm capacidade para tal. Preferem não pensar e deixar-se influenciar conforme os casos com que se deparam. Quando perdem a razão ou se sentem prejudicados gritam, vociferam e recolhem à casca da indigência.
      Há uma droga que está cada vez mais actuante na infância, na juventude: o futebol, sobretudo as futebolices. Se ninguém em casa, nas tv’s, cessar a bovinização das crianças contrapondo a racionalidade, sensatez, proporcionalidades, opções, a realidade…

      Gostar

  11. 20 Julho, 2017 20:28

    Eu detestava o MCarreira porque os seus comentários provocaram nas minhas tias “socialistas” e conselheiras Jacintinha, Emengarda, Tóninha da Costa, Sílvinha, Carla, Constância, Isabelinha, Aninhas, Olga e Centena muitas arritmias cardíacas, desfalecimentos, desinteresse em darem opiniões e, a morte da Despacita Dolores.
    A Despacita acumulou desde 2005 as profecias do MCarreira de tal maneira, que todas as noites rezava para que o MC não voltasse a ser ministro. Eu tranquilizava-a “tia, ele já não vai ser ministro”, ao que ela respondia: “mas ele vai voltar pr’á semana na televisão, o que é pior do que ministro. Ele vai matar pessoas”.

    Gostar

    • 22 Julho, 2017 02:33

      Olha lá ó inteligente. Não sabes que o Medina foi durante quase toda a vida militante do partido socialista ? Entrou salvo erro em 1973 e saiu em 2001.

      Gostar

  12. José da Costa permalink
    20 Julho, 2017 20:41

    O facto de o Senhor Medina Carreira ter integrado um Governo do Mário Soares mostra a boa intenção de querer servir Portugal já no tempo da Democracia.
    Percebeu que estava enganado e logo se demitiu.
    Penso que todos nós nos enganamos ao longo da vida num Mundo que é ele próprio feito de mudança. Eu por mim digo. Acreditei no 25 de Abril e na onda de Esquerda que varreu Portugal. Mas por natureza própria sempre resisti a incorporar partidos políticos até hoje.
    Hoje reconheço que quem mais aproveitou com o 25 de Abril foram os oportunistas com a ajuda de um cartão partidário.
    Por isso, hoje interrogo-me se o sistema democrático serve Portugal e os portugueses. Ou melhor, o sistema democrático que temos vivido.
    Além de promover a corrupção, nivela a sociedade abaixo do nível de muita gente que se vê desaproveitada no seu talento e capacidade de realização, que podiam beneficiar muito a sociedade portuguesa no seu todo.
    Talvez um sistema que da base escolhesse os mais capazes e que esses, em colégio superior governassem Portugal fosse melhor para todos nós. Mas a escolha não podia ser simples. Devia ser ponderada. Uma pessoa que já deu provas de competência, seja na artes, na seriedade e no desempenho da sua profissão, na capacidade de gestão de uma empresa, na ajuda aos mais necessitados, na agricultura que não é só científica, não deveria ter um voto ou uma candidatura com muito mais peso que uma pessoa que não conseguiu terminar a escolaridade obrigatória, que a sua fraca capacidade só lhe permite viver com uma pensão do Estado, que praticou pedofilia ou que é um chulo de prostitutas?

    Gostar

    • 20 Julho, 2017 21:15

      Durante mais uns (maus) anos, Vc. terá muita gentalha incompetente, parva, oportunista, desonesta, inculta e até medalhada e pedófila, a governar o sítio, desde as autarquias a S,Bento..
      Um exemplo entre outros de indigência dos tugas: quando muitos milhares seguem num programa de televisão todos os pormenores das vivências de tipos e tipas encerrados numa casa…

      Liked by 1 person

    • Rafael Ortega permalink
      21 Julho, 2017 04:56

      Eu já não dava tudo por perdido se houvesse duas câmaras do parlamento.

      Uma como está, que escolhesse o governo, e outra, com candidaturas abertas, e cujo voto não fosse uma pessoa um voto, mas x € de impostos pagos, y votos. Essa segunda câmara é que aprovava orçamentos e todo e qualquer aumento de taxas ou impostos.

      Gostar

    • 22 Julho, 2017 02:47

      Não, não se demitiu logo. Esteve lá dois anos e só se demitiu no segundo governo em que participou, nunca tendo responsabilizado o PS pela crise de então, que atribuia ao prec e á degradação da economia portguesa desde os anos 60, isto é, em pleno estado novo. De resto só deixou de ser militante do PS em 2001.
      Quanto á sua solução de substituir a democracia por uma “ditadura dos notáveis”, já reparou quem são os nossos notáveis das ultimas décadas ? Ricardo Salgado, Bava, Oliveira e Costa, Carlos Cruz… Queria esses gajos a escolher a dedo os nossos governantes ? Ainda mais ?

      Gostar

  13. Filipe Costa permalink
    20 Julho, 2017 21:53

    Gostar

  14. Arlindo da Costa permalink
    23 Julho, 2017 19:01

    Um grande socialista. Austero, é verdade. Mas nunca renunciou às preocupações sociais que animmam qualquer socialista.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: