Skip to content

Saque ao contribuinte

18 Julho, 2017

«A Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) estima que a revisão das condições do empréstimo do Estado ao Fundo de Resolução — que permite, por sua vez, que os bancos paguem ao Fundo o empréstimo para salvar a banca em mais tempo — seja o equivalente a um perdão na ordem dos 630 milhões de euros, quando comparado com as condições iniciais. »(*) .

Esperemos que o Ministério Público esteja atento a este esbanjamento, sabe-se lá a troco de que contrapartidas.

Anúncios
35 comentários leave one →
  1. Alain Bick permalink
    18 Julho, 2017 18:59

    “Mas eu não quero me encontrar com gente louca”, observou Alice.
    ” Você não pode evitar isso”, replicou o gato.
    “Todos nós aqui somos loucos.Eu sou louco,você é louca”.
    “Como você sabe que eu sou louca?” indagou Alice.
    “Deve ser”, disse o gato, “Ou não estaria aqui”.

    Alice no país das maravilhas Lewis Carroll

    Liked by 1 person

    • José Ribeiro permalink
      18 Julho, 2017 21:58

      Ó amigo!
      Você é o coiso que pisca? Mas então o pisca comentou a mesma “cena” no post anterior do Vitor Cunha.
      Faça o favor de pôr isso tudo em pratos limpos!

      Mas adiante… Essa do Fundo de Resolução tem muito que se diga! Já tinha aprendido umas coisinhas na disciplina de contabilidade bancária. Inquiri umas “coisas” incómodas à docente e fiquei sem resposta. Ainda insisti e nada. Soube mais tarde que trabalhava no Banco de Portugal, na área internacional. Ela, para eu não a chatear muito, ainda me deu 19 valores. Enfim!

      Gostar

  2. Manuel permalink
    18 Julho, 2017 19:05

    Sempre defendi que os lesados do papel comercial deviam ser considerados, mas a minha solução era uma análise um a um, uma pessoa que investe 50000 euros é muito diferente de quem investe 500000 euros, de qualquer modo, Costa voltou a mentir, pois disse que a solução não tinha custos, graças ao talento do “amigo” Lacerda.

    Gostar

    • Manuel permalink
      18 Julho, 2017 21:57

      É mais grave que eu pensava, além dos custos dos lesados do papel comercial do BES, os custos referidos pelo Gabriel são outros e sempre a adicionar, mas que brutalidade!

      Gostar

  3. Raghnar permalink
    18 Julho, 2017 19:10

    É a propalada “devolução de rendimentos aos mais desfavorecidos”. Qual o espanto?

    Liked by 1 person

  4. Procópio permalink
    18 Julho, 2017 19:12

    O mundo inteiro não existe para mim! Ardo vermelho!
    Rujo na fúria da abordagem!
    Pirata-mór! César-Pirata!
    Pilho, mato, esfacelo, rasgo!
    Só sinto o mar, a presa, o saque!
    Só sinto em mim bater, baterem-me
    As veias das minhas fontes!
    Escorre sangue quente a minha sensação dos meus olhos!
    Álvaro Campos

    Gostar

  5. LTR permalink
    18 Julho, 2017 19:13

    As asneiras do Costa pagam-se em unidades de SIRESP 🙂

    Gostar

    • 19 Julho, 2017 10:06

      O Diabo fez uma ocupação selvagem de Portugal.
      Portugal é o Inferno.
      Os diabinhos apoiam cegamente o Diabo. Uns largam gritinhos estridentes de regozijo, outros dão pulinhos de dança, outros fingem que tapam o nariz, …………………………… com tanto cheiro a carne queimada, fumo, casas e pinheiros ardidos.

      Gostar

  6. Procópio permalink
    18 Julho, 2017 20:25

    O saque a quem trabalha configura o crime mais consistente com a atuação da geringonça.
    Os cúmplices.
    “Minutos depois de se ter encontrado com o governador do Banco de Portugal, Pierre Moscovici deu uma conferência de imprensa onde se assumiu “impressionado” com os progressos conseguidos por Portugal, desde a sua última visita em Fevereiro deste ano”.
    “O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou esta terça-feira a certeza, perante empresários portugueses e mexicanos, de que Portugal vai crescer nos próximos anos e assegurou que nenhum factor político ou institucional impedirá esse crescimento”.
    Para memória futura.

    Gostar

  7. Procópio permalink
    18 Julho, 2017 22:23

    A lei da rolha já chegou aos bombeiros. A censura é como as manchas de azeite.
    Dos bombeiros irá longe. Juntos dos diretores chefe já funciona há muito.
    A clarinha a judite mais velhinha e a aninhas debitam a informação truncada com entusiasmos. Não conheço a Altice e até me parece dar-se bem com o Libération.
    No entanto, antes que que o freio possa fugir do cavalo e das éguas, os mãozinha está a tratar do assunto à sua maneira. Não muito diferente do seu ex-primeiro ministro.

    Gostar

  8. Procópio permalink
    18 Julho, 2017 22:49

    http://observador.pt/2017/07/18/lei-da-rolha-protecao-civil-proibe-comandantes-distritais-de-dar-informacoes-sobre-os-fogos/
    Ordem de Serviço
    “O presidente da Autoridade Nacional de Proteção Civil proibiu terça-feira que os comandantes de bombeiros operacionais distritais prestem declarações sobre os incêndios”.
    António de Oliveira Salazar

    Liked by 1 person

    • José Ribeiro permalink
      18 Julho, 2017 23:05

      Caro Procópio,
      Vai me desculpar, mas o que é que o Dr. António de Oliveira Salazar tem a ver com isso?
      Afigura-se um abuso do seu bom nome.
      O pequeno texto acima descrito mais parece uma ordem irmanada do Himmler de serviço da sinistra e pronto a fuzilar os incumpridores.

      Gostar

    • José Ribeiro permalink
      18 Julho, 2017 23:10

      A propósito, cadê a MAI? De férias? A chorar no ministério? Foi despidida? …? E o idiota do seu secretário? A culpa foi do raio outra vez?

      Gostar

  9. Manuel A permalink
    19 Julho, 2017 00:20

    Procópio

    Não deveria invocar o nome do Dr António de Oliveira Salazar em vão.

    Certamente que o senhor muito lhe deverá, não tenho dúvidas.

    Duma maneira geral aprecio os textos que o Sr. escreve e acho que foi descabido este seu deslize.

    Se ainda tivéssemos connosco esse insigne e genial governante e estadista, nada destas trapalhadas e fortíssimos prejuízos que nos afligem e empobrecem existiriam.

    O Sr. quis recordar a Censura; pois digo-lhe que aí a temos, ampla e muitíssimo eficaz ou o Sr. acha que não?

    Gostar

  10. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 00:31

    Caro José Ribeiro, não exageremos, o meu avô dizia que o Professor Salazar apenas proibia e não se punha com apelos à democracia em termos justificativos para todas as patifarias que fazia a bem da nação, atualmente a bem do “nosso povo”, não vão as ovelhas tresmalhar-se.
    Imagine-se que se começavam a dizer as verdades, sobre as ppps, o ddt, as fotocópias, a cgd. Calma aí, a mente do tuga exige descanso e ele naturalmente voltou a preferir a paz dos cemitérios, mesmo que as mortalhas envolvam corpos queimados.
    Azares são azares e eles, os tugas, continuam vivos, pouco inspirados, quiçá de saúde débil. O que tem de ser tem muita força, né?

    Gostar

  11. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 00:34

    O que tem de ser tem muita força e o pacheco está lá para explicar tudo com toda a filusufia que lhe assiste na luta contra o neo liberalismo que deve ser uma coisa muito esquisita de que eu tenho medo.

    Gostar

  12. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 12:49

    Manuel A. “O Sr. quis recordar a Censura; pois digo-lhe que aí a temos, ampla e muitíssimo eficaz ou o Sr. acha que não”?
    Acho que sim Manuel, não tenho dúvidas sobre a subtil forma de fazer censura, o emprego sistemático da novolíngua, a introdução de filósofos de merda, dos professores encartados em tudologia, a conquista dos lugares estratégicos pelos boys e girls e tudo o mais.
    Estava a ser irónico, queira compreender.
    Temos que pôr algum humor na desgraça, ou é pior ainda.

    Gostar

  13. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 12:55

    http://observador.pt/2017/07/19/encontrado-morto-banqueiro-espanhol-condenado-por-delitos-fiscais/
    Aqui ao lado a justiça aparece, de uma forma ou doutra.

    Gostar

  14. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 13:04

    A preparação do terreno para mais censura assenta agora no bullying velado ao poder jurisdicional.
    “iIquieta-me a facilidade com que, em Portugal, se procura lançar a dúvida, a suspeita ou suspeição sobre a imparcialidade e a independência das magistraturas!. P. Rangel.

    Gostar

  15. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 13:09

    https://sol.sapo.pt/artigo/572848/sa-de-costa-ignora-criticos-de-esquerda-
    Notem como esta notícia vai ser rapidamente abafada pelo mãozinhas atrofiadas mesmo quando a mulherzinha de serviço tenha aberto timidamente as portas.

    Gostar

    • LTR permalink
      19 Julho, 2017 15:23

      As da balança comercial, da TAP e da EDP vão pelo mesmo caminho.

      Gostar

  16. Manuel A permalink
    19 Julho, 2017 15:43

    Procópio

    Aceito e compreendo as explicações que me dirigiu.
    Pessoalmente, não gosto de brincar com assuntos sérios nem gosto de ver que outros o façam.
    A propósito, permita-me que lhe sugira passar por http://portadaloja.blogspot.pt/2017/07/o-titulo-e-mensagem.html, onde hoje o José, mais uma vez, explicita de forma brilhante, a meu ver, o assunto em causa.
    Também, na sua resposta a outro comentador (Sr. José Ribeiro), o Sr. recorda ditos do seu Avô dizendo que o Dr Oliveira Salazar fez “patifarias a bem da nação”.

    Tem ideia de alguma?
    Tenho curiosidade de saber, se me puder esclarecer.
    Pela minha parte, admito que tenha cometido erros como qualquer ser humano, mas “fazer patifarias a bem da nação”” custa-me muito a aceitar a menos que me esclareçam.

    Gostar

  17. 19 Julho, 2017 18:36

    As condições iniciais eram o incumprimento da banca .

    Gostar

  18. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 20:33

    Manuel A, é fácil responder á sua legítima dúvida.
    Quando o presidente do Conselho apresentou a política ultramarina, confrontada naquele ano de 1963 com uma frente de guerra em Angola e outra na Guiné, definida e executada para garantir e por garantir a “própria existência e identidade da Nação”. Estas razões eram de tal forma ponderosas que o levavam a afirmar que outras alternativas teriam sempre consequências “decisivas para todos e definitivas para o futuro.” E tiveram.
    Eu estive lá, cumpri o meu dever. Os resultados estão à vista.
    A Nação perdeu a identidade e afunda-se com o futuro comprometido.
    Quem lançou as sementes?
    Não foi por falta de avisos.

    Gostar

  19. Procópio permalink
    19 Julho, 2017 22:21

    Para a isquierda é preciso perder a vergonha de buscar dinheiro a quem está a acumular dinheiro. De facto, vergonha é coisa que não têem, pelo que não é difícil imaginar o que aí vem. Os berloques insistem em encostar o mãozinhas perguntando com insistência até onde está disposto a ir para constituir uma alternativa global ao sistema capitalista.
    Mergulhado nos escombros da sua desgovernação ele só pensa em duas alternativas.
    Atirar a culpa para os outros e salvar a pele.

    Gostar

  20. Pedro permalink
    19 Julho, 2017 22:42

    Não percebo.

    A política de direita é em si mesmo uma gigantesca borla aos grandes empresários e especuladores financeiros.

    Mas quando o PS aplica a política da direita o resto da direita protesta por o PS aplicar a mesma política que eles próprios aplicam.

    Direitista é aldrabão profissional.

    Gostar

  21. Procópio permalink
    20 Julho, 2017 00:04

    Ladrões é o que há mais. Esquerda e direita são pleonasmos. Cá no sítio ser de esquerda é ser bom, de direita é fássista, racista e essas coisas todas. Já todos desistiram de ser de direita, mas nem por isso a trampa deixa de cheirar mal. Continua-se a roubar por entre palavras tontas e por cima dos palermas que acreditam em bruxas.
    Se der resultado sermos todos de esquerda avisem-me que eu vou lá inscrever-me.
    Nos restantes países da UE, que me conste não o fazem, até fogem.
    Poucos se lembram foi um partido de dito de esquerda que negociou o memorando da troika e ainda não deram conta do saque a que estão sujeitos na medida em que a engenharia financeira do sem tino os consegue driblar durante algum tempo. Por quanto tempo?
    Nem os maiores aldrabões sabem, mas alguns já se queixam de insónias.
    Quando se souber dos grandes credores da cgd, nem dormem.

    Gostar

    • Pedro permalink
      20 Julho, 2017 00:56

      Treta.

      Desde a queda do muro a direita ainda se tornou ainda mais fanática.

      O que eu descrevi é um roubo, mas não é um roubo simples, é a aplicação da ideologia direitista.

      O político que as aplica, eventualmente até pode não roubar grande coisa para si. Mas por fanatismo ideológico deixa roubar os grandes empresários, se for preciso até rebentar com o país.

      Gostar

      • 20 Julho, 2017 11:56

        A ideologia «direitista» (cómico-capitalista, vulgo socialista) rouba, a comunista «mata». Quinze milhões de russos e cem milhões de chineses poderiam estar vivos para o negar se não fossem mortos pelos seus próprios concidadãos.

        Gostar

      • Pedro permalink
        20 Julho, 2017 15:55

        Caro Colaço.

        Não se preocupe que a ideologia de direita também mata.

        Veja o Pinochet, a primeira guerra mundial, o colonialismo ou o tráfico de escravos na era capitalista.

        Gostar

  22. Arlindo da Costa permalink
    23 Julho, 2017 19:02

    Tudo isto são consequências directas da governação desastrosa do governo de Passos Coelho, que não soube – ou não quis – resolver atempadamente o dossier da banca.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: