Skip to content

Alguém pode dizer à professora Varela que já fizemos comboios mas deixámos de fazer porque uns colegas dela foram “defender” os trabalhadores?

12 Setembro, 2017

8713756813_346df5d134_b

Sorefame. Amadora

Anúncios
73 comentários leave one →
  1. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 11:24

    Só os comunas sabem defender os trabalhadores. Propaganda em flor murcha. Podemos realmente gabar-nos de ser um sítio onde ainda se acredita num embuste dessa magnitude.
    Quando chega a miséria, ou debandam as empresas, a culpa é dos capitalistas.
    A cassete é sempre a mesma, só junto dos pacóvios e gente raivosa continua a resultar.
    “Jerónimo de Sousa admite integrar Governo Líder comunista não afasta hipótese de partido ir para o Executivo, mas com mais votos”.CM.
    Boa ideia, assim é mais rápido.
    Não se esqueçam da artista, se ela o vê lá dá-lhe um chelique.

    Liked by 5 people

  2. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 11:32

    Parte de uma entrevista no El Pais a Fernando Henriques Cardoso, um político a sério, àcerca do que se vai passando no Brasil.

    P. ¿Por qué una parte de la sociedad brasileña destila tanto odio contra Lula?

    R. Fue Lula quien lo provocó; creó la división entre ricos y pobres, entre buenos y malos. Su táctica política siempre ha sido esa … Ha habido una gran polarización, aunque todo el mundo tiene una parte de responsabilidad, no son Lula y el PT los únicos responsables.

    Percebem quem almoçava com quem?
    A seu tempo saberão para que algibeiras de inocentes iam os trocos.

    Liked by 1 person

  3. Expatriado permalink
    12 Setembro, 2017 11:33

    O pedantismo da ‘investigadora’ continua confrangedor. Está a precisar que lhe apareçam mais jovens Martim…

    Quanto ao programa, a Fatucha claramente deu asas aos ‘interesses’ dos sindicatos comunas, mesmo sabendo que não representam mais de 15% dos trabalhadores da AE.

    Não duvido que, em tempo, a Auto Europa vai deslocalizar a produção para outro país.

    Depois… desenrasquem-se!!

    Liked by 4 people

  4. Baptista da Silva permalink
    12 Setembro, 2017 11:33

    Este Fim de Semana, a tropa da CIG voltou ao ataque afirmando da necessidade de haver humositas feministas. O gajedo anda a ficar com atrasos mentais. Segue a resposta de um humorista:
    ““Olá Rita. Tudo bem? Eu sou o Luís e sou comediante. Não me conheces eu sei. Como o meu pai não é o presidente da assembleia da república tenho que me esforçar para chegar onde quero. Eu até te tentava explicar o que isso é mas tu não ias perceber. Vou tentar explicar-te outra coisa. Tu não és feminista, tu és é uma hipócrita e o problema é que muita gente ainda te dá crédito” começa por dizer o humorista.

    “O feminismo não é uma coisa com que tu possas ganhar dinheiro, não é um negócio percebes? E sabes Rita nós não precisamos de feministas na comédia. Nem de machistas. Precisamos de pessoas com piada. Homens, mulheres, jovens, velhos, gordos, magros, pretos, brancos, católicos e ateus. Sim Rita porque não deveria haver distinção. Se queres lutar contra a desigualdade que existe entre homens e mulheres não podes passar a vida a elevar as mulheres e a rebaixar os homens”, concluiu.”

    Liked by 3 people

  5. piscoiso permalink
    12 Setembro, 2017 11:48

    Opinião simplista sobre a transição da Sorefame para a Bombardier.

    Gostar

    • Expatriado permalink
      12 Setembro, 2017 11:58

      Cala-te, lesma…

      Liked by 1 person

      • piscoiso permalink
        12 Setembro, 2017 12:01

        Encontra uma pátria.

        Gostar

      • Expatriado permalink
        12 Setembro, 2017 12:37

        Bichona…

        Liked by 1 person

      • Tiradentes permalink
        12 Setembro, 2017 12:38

        Expatriado…vc não percebeu que a Bombardier que “comprou” em saldos a Sorefame “nacionalizada nossa” dos trabalhadores com pátria…era uma empresa capitalista multinacional exploradora e que mesmo assim….de uma forma “fássista” ( o capital sempre é) fugiu a sete pés do patriotismo luso ……tal como a VW o fará caso estes merdas continuem a cantar o hino da internacional?

        Liked by 3 people

      • Tiradentes permalink
        12 Setembro, 2017 14:25

        Mais uma vez ….Expatriado…com a dica acima. As multinacionais deslocalizam-se para países governados, ou depois de governados pelas esquerdas, onde deixaram um rasto de destruição e fome que qualquer miséria de ordenado até parece milionário, pondo a trabalhar crianças. Como é o caso da China governado por sucessivas décadas pela esquerda comunista , a Coreia do Norte que já fabrica textil, porque os chineses estão muito burgueses e será o futuro de Cuba e da Venezuela. Aliás deve ser o grande capital que promove o esquerdismo para poder deixar os povos à míngua para depois ainda lhes fazerem o favor de irem para lá dar-lhes “trabalho”. Isto está tudo calculado. Portugal precisa de uma venezuelização ( quem sabe temos a sorte do BE governar) para daqui a alguns anos recebermos essas empresas capitalistas que nos paguem 20 euros de ordenado …com sábados incluidos. Eu “fássista” dos sete costados já não poderia mandar (por vias travessas) o Indamapida (diurético) para ajudar uma senhora que tem 21/11 de tensão arterial na Venezuela e que o medicamento custa lá o mesmo que metade do ordenado mínimo e a mim me custa 2.35 euros

        Liked by 2 people

      • Expatriado permalink
        12 Setembro, 2017 15:06

        Tiradentes. Não sou o “Expatriado” por pensar que a palavra é bonita. Reflecte algumas décadas a trabalhar por esse mundo fora. Cheguei à China em 1998, saí em 2004 e fui lá muitas vezes até 2009. Em 98 era TUDO estatizado e fui testemunha da ‘abertura’ ao capitalismo selvagem sob a férrea mão controleira do comité central. Em 2000 o CC decidiu dar uns meses às fabricas para darem algum lucro, pelo menos produzir para pagar os seus custos. Muitos milhares não o conseguiram e foram simplesmente fechadas com o Estado a dar 3 meses de salário a toda a gente com um: agora desenrasquem-se! Foi o começo da implantação da ‘grande fábrica mundial’ com o Estado a dar capital, muito, a quem lhe tinha ligações. Pensam que as lojas chinesas não são controladas pelo governo chinês? São outlets dos milhões de fabriquetas que mantém a populaça entretida e a ganhar mais do que os 90€ que ganhavam em 98.
        Infelizmente penso que os portugueses só aprenderão quando passarem por uma experiência dessas.
        Quando baterem no fundo, o único caminho será para cima…

        Liked by 2 people

    • piscoiso permalink
      12 Setembro, 2017 12:53

      É perfeitamente natural que as grandes empresas internacionais procurem instalar as suas unidades de produção onde a mão de obra é mais barata, por vezes até com trabalho infantil.

      Gostar

      • lucklucky permalink
        13 Setembro, 2017 16:18

        Vai para o nível de riqueza onde essas pessoas vivem e tenta ter comida na mesa sem trabalho infantil. só aí perceberás que o problema para essas pessoas é não existir trabalho infantil.

        Gostar

  6. Alain Bick permalink
    12 Setembro, 2017 12:00

    va·re·la |é| 2
    (varão + -ela)
    substantivo masculino
    [Popular] Homem casado que se deixa dominar, mas só até certo ponto, pela mulher (Palavra usada na expressão Se é varão, manda ele e ela não; se é varela ora manda ele, ora manda ela; se é varunca, manda ela e ele nunca.).

    “varela”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/varela [consultado em 12-09-2017].

    Gostar

  7. Expatriado permalink
    12 Setembro, 2017 12:10

    Este artigo de opinião está a dar muito refluxo gástrico aos canhotos

    http://observador.pt/opiniao/com-este-governo-o-que-importa-e-a-luta/

    Gostar

  8. Aventino permalink
    12 Setembro, 2017 12:27

    Andamos a beber água inquinada à 43 anos e ainda não demos conta!
    Já repararam que todos os trabalhadores ostentem durante tempo de trabalho o respectivo
    telemóvel e que muitos deles exageram na quantidade de chamadas recebidas?
    E que nunca ninguém falou nisto?
    Viva o turismo!!

    Liked by 1 person

    • Gabriel Orfao Goncalves permalink
      13 Setembro, 2017 07:41

      O mais engraçado disto é que os sogros dele compraram um apartamento em tudo idêntico (e mesmo ao lado) em 2010 e por praticamente o mesmo dinheiro que Medina pagou pelo seu apartamento.
      Nos comentários no Observador há um comentador que faz uma análise certeiríssima: se dois imóveis idênticos valem praticamente o mesmo em 2010 e em 2016… então onde está a propalada “recente especulação imobiliária” que anda a afastar toda a gente do centro de Lisboa? Parece que a especulação não afecta o Medina: conseguiu comprar um apartamento em 2016, apartamento idêntico ao dos sogros, por menos 5 mil euros do que o que os sogros pagaram em… 2010!

      Meus Deus! A deflação! É o colapso….

      http://observador.pt/2017/09/12/sogros-de-medina-compraram-casa-igual-pelo-mesmo-preco-seis-anos-antes/

      A partir de agora, quando me perguntarem onde é que se arranja um duplex de luxo em Lisboa por um preço aceitável, já sei o que devo dizer: “ao lado dos sogros do Medina”.

      Será que podem fazer memes com imagens de interiores de casas e com o Medina a fazer de agente imobiliário?

      Já o estou a ver a responder aos interessados sobre por que razão a casa que tem para venda é tão barata. Dirá o Medina:
      “Ora, uma casa ao lado dos meus sogros vale sempre pelo menos 5 mil euros do que em 2010. Sim, os meus sogros desvalorizam qualquer prédio. São piores do que os ciganos do André Ventura. As casas caras agora são as que têm vista para o jardim que vou fazer na Segunda Circular. As Avenidas Novas é mesmo só para os ciganos do André Ventura. Não sei se já falei nos ciganos do André Ventura. Já? E nos meus sogros? Ah, ok!”

      Gostar

    • The Mole permalink
      14 Setembro, 2017 13:13

      “Herdeiro” não – dado que, pelo que percebi, quer os pais quer os sogros ainda mexem.

      Será que o Medina declarou às finanças o donativo que recebeu?? É que desde o tempo do 44, se não me engano, os donativos de mais de €500,00 têm que ser declarados – mesmo não pagando imposto se forem de pais para filhos ou vice versa…
      Isto não interessa aos média? Resposta: claro que não é só mais um comuno-socialista que está acima da lei que os próprios fazem…

      Gostar

  9. Vitor permalink
    12 Setembro, 2017 13:30

    Os departamentos de ciências sociais e humanas das universidades estão repletos de Varelas como esta,ignorantes, inquisidores, totalitários, uma cambada de chupistas que vivem agarrados ao Estado. Move-os o ódio ao capitalismo, à cultura ocidental, à liberdade e à democracia.

    Liked by 2 people

  10. 12 Setembro, 2017 14:03

    A moça está a seguir o rasto do poder: acaricia-o, insinua-se, e num dia (ou noite) integra-o como “independente”. O P”S” gosta muito de “independentes”.
    Tanta gente extraordinária que há em Portugal, a quem nunca foi pedida uma opinião ou convidada para integrar programas de tv, de rádios ou escrever na imprensa…e há sempre uns e umas com poiso (quase) permanente em regaços… Depende dos “atributos”, pois claro.
    (Não vi o programa P&C).

    Liked by 1 person

    • Expatriado permalink
      12 Setembro, 2017 14:32

      Exactamente. Viu-se e ouviu-se a intervisão do ‘trabalhador independente’ (disse que não era sindicalizado) a discorrer a cartilha comunista onde as empresas são diabolizadas. Que a AE só tem capacidade para 200.000 carros/ano e os trabalhadores são capazes, sem a gerência, de os fabricar, diz ele.
      Onde e quando já ouvimos isso?

      E a Fátima a deixar correr o marfim…

      Liked by 1 person

      • Expatriado permalink
        12 Setembro, 2017 14:34

        Não é “intervisão” mas sim “intervenção”. Sorry…

        Gostar

  11. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 14:52

    ” Aliás deve ser o grande capital que promove o esquerdismo para poder deixar os povos à míngua para depois ainda lhes fazerem o favor de irem para lá dar-lhes “trabalho”. Isto está tudo calculado”. Claro como água.
    Os abutres dão-se bem com os canhotos. O moscovici e & ajudam à festa enquanto se pagam os juros. Os povos ficam depenados e depois fazem entrar empresas que lhes vão dar “trabalho”. Estas circulam de país em país conforme lhes convém.
    Está tudo bem calculado, está sim senhor.
    A esquerda finge-se do lado do povo, urram contra o grande capital imperialista.
    Porque lutam eentão pelos mesmos objetivos — gayzismo, feminismo, abortismo, multiculturalismopartilhados por Zuckerberger, Bill Gates, Paypal, George Soros e de toda a elite bilionária mundial?
    Porque será que ricardo salgado nunca foi objeto de qualquer crítica frontal dos partidos de esquerda e muito menos do beijoqueiro? Tem pai qué cego!

    Liked by 1 person

  12. Leunam permalink
    12 Setembro, 2017 14:58

    Senhores Comentadores

    Dou aqui uma sugestão:

    Façamos duas Listas.

    A) Empresas portuguesas criadas pelos comunistas algum dia.

    B) Empresas portuguesas destruídas pelos comunistas desde 25 de Abril de 1974.

    Eu começo:

    A)

    B) Lisnave; Sorefame;

    Liked by 1 person

  13. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 15:14

    Para a esquerda cá do sítio as empresas privadas não são precisas e devem ser expulsas.
    O estado socialista transformou-se num estado religiosos fanático que se encarregaria de dar tudo a todos os que o apoiam, o capitalismo é a austeridade, a fonte de todos os males. O capitalismo é o pecado, o mal sobre a Terra, a origem do egoísmo e do lucro, o socialismo é a redenção da humanidade, o sol a despontar na estrumeira.
    Todas as tentativas para o implementar levaram ao mesmo resultado: escravidão, miséria e terror. Insistir no erro é a regra, os media, certos intelectuais infalíveis, capitalistas desonestos, colaboram até ao dia.
    Até onde as pessoas suportam este embuste ideológico?
    A realidade não perdoa:
    900 contentores de medicamentos impedidos de entrar na Venezuela.
    Quando chega o momento chave quem está doente morre.

    Liked by 2 people

  14. 12 Setembro, 2017 16:13

    O Macron viajou e a França paralizou. O rapazote vai chorar baba e ranho. Com maioria no parlamento cosinhou as novas leis do trabalho na alcofa.

    Gostar

  15. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 16:13

    As distopias aniquilam gerações. Os comunas querem à viva força conquistar a autoridade máxima, impor padrões à toda a sociedade para alcançar a “justiça social” e a “máxima perfeição”, é disso que se trata quando o geróimo na senda do barreirinhas fala na “nova pulhítica”.
    Visam a igualdade social completa, a estatização completa dos meios de produção, a revolução proletária. A igualdade só seria alcançada quando os meios de produção saíssem da burguesia e passassem para as mãos da “classe trabalhadora”. O capitalismo é o mau que explora as minorias e a revolução socialista é a única capaz de promover a “libertação dos povos”. Uma vez totalmente coletivizada a sociedade, o Estado atingiria seu máximo de presença, o Estado total (totalitário) controlaria todos os setores da sociedade, de modo que a plena igualdade fosse alcançada.
    Uma sociedade com esmagadora maioria de iletrados como a nossa ainda acredita em distopias.

    Gostar

  16. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 17:05

    La réforme du Code du travail est-elle une bonne chose pour la création d’emplois ?
    Par Le Figaro 12/09/2017 à 07:28
    64184 votants
    66% Oui
    34% Non
    A cgtp em França enfrenta pessoas suficientemente esclarecidas para não se deixarem embalar pelo embuste sistemático.
    Vão fazer estragos, vão! É esse o seu objectivo.
    Nada de novo.

    Liked by 1 person

  17. 12 Setembro, 2017 17:06

    Gostei do último parágrafo. Se são assim tão iletrados como dizes nem deveriam votar; ou melhor, poderiam votar mas em função da literacia. Pensando melhor….é melhor ficar como está. Não consigo imaginar uma democracia representativa onde o cavaco e passos coelho não pudessem votar. Os 9 cantos dos Lusíadas, o Thomas Mann/Thomas More e a Fenomenologia do Ser de Sartre entre outras extravagâncias….

    Gostar

    • Os corruptos que se cuidem permalink
      12 Setembro, 2017 22:52

      Não consigo compreender porque é que, em 43 anos de viçosa democracia, não conseguimos elevar o nível de educação da população portuguesa. Mais de metade da população activa não tem o secundário? A sério? Isso são estatísticas que se apresentem em democracia? Ai o malandro do Salazar, que em 48 anos construiu 17 mil escolas primárias, todos os liceus existentes em Portugal, todas as escolas comerciais e industriais, as universidades (incluindo o famigerado ICS e apesar de dizerem que ele perseguia as ciências sociais), a Biblioteca Nacional, novas instalações para o ISTécnico e outras faculdades… mas não diziam que era ele o culpado pela iliteracia do povo? E agora, quem é?

      Liked by 1 person

      • The Mole permalink
        14 Setembro, 2017 18:11

        E agora continua a ser o gajo!

        Então não é que na altura quem tivesse a 4ª classe, além de saber ler, até PERCEBIA o que lia!? Hoje em dia a malta que faz o 12º – e até “mestrados” bolonheses – não consegue perceber mais do que 5 linhas de texto corrido se não tiver uns emojis pelo meio… a culpa só pode ser do botas!

        Gostar

  18. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 17:18

    Mais de um terço dos estudantes deixa o secundário antes de o terminar. Público
    Portugal é o país onde este indicador é mais elevado, revela o relatório anual da OCDE Education at a Glance.
    Note-se que os programas escolares estão de resto fortemente contaminados pela ideologia Gramsciana. Há professores que exigem aos alunos a opção por esta e aquela linha de pensamento em relação a outras. Exercem repressão utilizando baixas notas caso não funcione. Parece estranho? Conheço casos de sobra.
    Os pseudo encarregados de educação estão alheios ao que se passa.
    Diz o meu avô, preso pela pide, que nem no tempo do botas chegaram a esse ponto.

    Liked by 1 person

    • piscoiso permalink
      12 Setembro, 2017 17:33

      Por exemplo: Um aluno do secundário arranja emprego como caixa de um hipermercado e deixa de estudar. Nesse mesmo hipermercado há outro caixa com um curso universitário.

      Gostar

      • Luis permalink
        12 Setembro, 2017 18:55

        Se calhar… porque ha excesso de vagas tanto no publico e no privado… e o Estado nao mexe no Superior em parte porque muitos senhores doutores com cartao do partido ficariam no desemprego. Alem do mais, ha a negociata do ensino privado. So a custa das privadas Portugal tem o dobro das vagas que o pais necessita. E ficam todas preenchidas… o povo tambem nao se parece importar nada com a emigracao… senao nao pagariam aos filhinhos e netinhos cursos cujo unico destino… e a saida do pais.

        Liked by 1 person

      • Expatriado permalink
        12 Setembro, 2017 19:22

        Oh viscoiso… É fácil de ver que a igualdade plena na oportunidade de emprego foi atingida pelo universitário com um curso de treta. Tivesse ele ou ela torrado o sobrolho a estudar num curso que o mercado de trabalho precisa…

        Os brujecoisos acham que basta ser ‘universitário’ para terem emprego. Pois… Sr ‘doutor’.

        Vai dar banho ao cão, lesma!!

        Gostar

    • colono permalink
      12 Setembro, 2017 23:47

      O ministro da Educação… é refinado propagandista:
      Na escola pré primária de Massamá com 5 turmas só uma tem professor!

      Gostar

      • Luis permalink
        13 Setembro, 2017 06:58

        Essa das areas e outra que mostra o quao parolos somos. Copiaram do sistema de ensino frances, ate copiaram o nome de disciplinas. Se acabassem com as areas… acabariam muitas desistencias. Os alunos ficariam com um corpo de disciplinas obrigatorias e as restantes seriam opcionais. E o acesso ao Superior seria so por exames de acesso. Acabar-se-iam assim as notas “compradas” em alguns colegios privados. Mas um sistema assim e areia a mais para o camiao burocratico do Ministerio. Se a Franca o adoptasse, entao a conversa seria outra. Ja o Fernando Pessoa se lamentava, da parolada de copiar a Franca…

        Gostar

    • Luis permalink
      13 Setembro, 2017 06:54

      Os alunos abandonam… porque nao ha cursos profissionais… e porque nao ha responsablizacao dos pais. Nao falo dos pobres… mas ha “meninos de bem” que andam dois anos numa area e depois mudam de area e comecam de novo. Aqueles dois anos custaram dinheirinho ao contribuinte. Por isso, sou a favor de propinas em algumas situacoes no Secundario. O aluno deveria ter 3 anos para concluir. Ao fim desse tempo, pagaria a frequencia das disciplinas que tivesse em atraso. Continuam a faltar boas escolas profissionais que formem gente que efectivamente chegue a uma empresa e saiba fazer as coisas. Esses alunos que desistem… se estivessem num profissional talvez chegassem ao fim. Se houver responsabilizacao financeira, muitas desistencias e reprovacoes irao acabar. E o Estado poupara muito dinheiro. Alem do mais um profissional nao impede ninguem de ir mais tarde para o Superior.

      Gostar

      • Luis permalink
        13 Setembro, 2017 06:59

        Ate aqueles paineis com os precos dos combustiveis nas auto-estradas sao uma copia igualzinha dos que existem nas auto-estradas de Franca.

        Gostar

  19. Castrol permalink
    12 Setembro, 2017 18:04

    Nem mais…

    Uma das principais razões para as coisas terem corrido melhor nestes primeiros anos da Geringonça, foi precisamente porque os colegas da professora Varela, em troca de tacho e benesses, puseram a ideologia na gaveta e deixaram de “defender os Trabalhadores”

    Gostar

  20. licas permalink
    12 Setembro, 2017 18:36

    Antónimos son palabras que tienen un significado opuesto o contrario entre sí.​

    O de trabalhador é mesmo_______________dirigente sindicalista

    Gostar

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      13 Setembro, 2017 10:08

      O dirigente socialista seria o capitalismo perfeito se o tal socialista conhecesse o conceito de moral e o de lei universal.

      Gostar

  21. Luis permalink
    12 Setembro, 2017 18:49

    Com as greves deram cabo das industria conserveira no Algarve. Por este motivo ha fabricas de conservas e industrias do mar em Ayamonte ou Isla Cristina, mas nao ha nada em Vila Real de Santo Antonio.

    Gostar

    • Luis permalink
      12 Setembro, 2017 18:52

      E preciso distinguir a greve de um social-democrata da greve de um comunista. O social-democrata usa a greve para forcar uma mudanca, mas no final cede, o objectivo e que a mudanca seja apresentada como uma vitoria para ambas as partes. O comunista visa apenas a destruicao para depois justificar a nacionalizacao. Portanto, e impossivel negociar com comunistas.

      Liked by 1 person

  22. Arlindo da Costa permalink
    12 Setembro, 2017 18:54

    Não fosse os sindicalistas e as pessoas que lutaram por uma sociedade mais justa, gostaria de saber como teria sido a vida dos vossos progenitores e onde estariam «empregados» ilustres comentadores do paleio fiado e da cartilha miserabilista? Estariam a lavar chão, a apanhar café, algodão? ou a a acarretar baldes de cimento nas obras de sol a sol?

    E onde estaria «empregada» a ilustre autora caso ninguém tivesse lutado pelos direitos sociais e laborais dela?

    Fico a aguardar a vossa ilustre e empenhada colaboração neste debate académico…

    Gostar

    • 12 Setembro, 2017 19:39

      Por mim e obviamente só por mim respondo: não sou contra os sindicatos.
      Há, em Portugal, sindicatos para todos os gostos e necessidades partidárias. Exemplo actual, a justa greve dos enfermeiros, acerca da qual não surge por exemplo um post num qualquer blog “de direita” condenando-a. Se a mesma luta ocorresse durante um governo “de direita”…

      Gostar

    • 12 Setembro, 2017 21:10

      Arlindo, para meu grande espanto, a defesa dos trabalhadores foi iniciada de forma consistente por Salazar. Definição do horário máximo, dias obrigatórios de férias e descanso, bairros sociais, casas do povo, apoio na doença, reformas. Com uma fortíssima oposição dos barões da indústria.
      Interessante, não é?
      Suponho que você já sabia. No comité não são nem parvos nem incultos.

      Liked by 1 person

      • Os corruptos que se cuidem permalink
        12 Setembro, 2017 22:57

        E o primeiro contrato de trabalho!! A relação laboral passou a contar com o contrato de trabalho!! Salazar, esse perigoso “fassista”… estudassem as pessoas mais história e menos ideologia e outro galo lhes cantaria.

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      13 Setembro, 2017 14:07

      nahhh…estão todos enganados…cada tostão, cada minuto, cada dia de férias, cada subsídio , cada hora extra, cada semana de trabalho…….foi uma conquista comunista. Vcs não sabiam? então perguntem ao Arlindo.

      Gostar

  23. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 18:59

    Para o kosta não foi possível e negociou sob a forma de traição à maioriados portugueses incljuindo os do seu partido que também desrespeitou. Até agora tem corrido bem aparentemente, vamos ver quanto dura.
    O secretário-geral do PCP declarou esta terça-feira que a denominada “geringonça” foi uma solução “conjuntural” e que “dificilmente se repetirá” a assinatura de posições conjuntas no parlamento entre PS, BE, PCP e PEV, como aconteceu em novembro de 2015.
    “Continuamos a considerar que a CDU faz falta em cada município e aqui também, em Oeiras”. Aí se engana ele porque Oeiras não é concelho forte em iletrados.

    Gostar

    • 12 Setembro, 2017 19:49

      Se a geringonça “dificilmente se repetirá”, como é que o Jerónimo consegue entrar num governo ?, ontem por si admitido ?
      E mais esta hipocrisia: se o caso Tancos tivesse acontecido no anterior governo, aqui d’el rei, imediata demissão do ministro (o BE não se ficaria atrás). Mas não. Para o Jerónimo, o ministro e o governo é que têm de avaliar a situação e decidir sobre o futuro do Azeredo…

      Liked by 1 person

      • Luis permalink
        13 Setembro, 2017 06:37

        Tretas. O PCP e o BE para ja contam cerca de 40% dos votos para o PS. Por isso falam assim. Se as sondagens dessem 40% ao PSD e 30% ao PS, a cantiga era outra.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        13 Setembro, 2017 16:14

        Se Pedrogão tivesse acontecido num governo PSD/CDS todos os jornais e tv’s teriam forçado a sua demissão com manifestações de milhares.

        Gostar

  24. 12 Setembro, 2017 19:44

    Mais toneladas de futebol sobre a vida tuga: desta vez, a Comissão Nacional de Eleições discorda que haja jogos (SLBenfica, FCPorto, SportingCP, FCBelenenses, VGuimarães) no dia das eleições autárquicas. Porque pode provocar mais abstenção.
    Ou seja, passa atestado de menoridade cívica aos tugas. Até tá certo.

    Liked by 1 person

  25. Procópio permalink
    12 Setembro, 2017 19:50

    Sim Arlindo, desta vez dou-lhe razão em parte.
    O patronato em portugal é de um atraso confrangedor.
    Mas tenha em atenção as sábias palavras de Luis.
    “E preciso distinguir a greve de um social-democrata da greve de um comunista. O social-democrata usa a greve para forcar uma mudanca, mas no final cede, o objectivo e que a mudanca seja apresentada como uma vitoria para ambas as partes. O comunista visa apenas a destruicao para depois justificar a nacionalizacao. Portanto, e impossivel negociar com comunistas”.

    Gostar

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      13 Setembro, 2017 10:05

      É essa a natureza do escorpião. Para mal dos sapos que os carregam.

      Gostar

  26. Filipe Costa permalink
    12 Setembro, 2017 20:24

    Eu só queria que alguém me explicasse, porque razão as Empresas Publicas dão sempre prejuizo, quando são privatizadas é só lucro. Alguém se lembra do ELEFANTE BRANCO de Sines?

    Gostar

    • 12 Setembro, 2017 21:40

      De Sines ? Lembro-me do Elefante Branco mas o de Lisboa. Também com prejuizos, talvez porque era frequentado por patronato e operariado…

      Gostar

      • Tiradentes permalink
        13 Setembro, 2017 14:10

        desde que deixaram de levar lá os arbitros aquilo começou em decadência ….ao Elefante Branco de Lisboa claro. Longe vão os tempos em que aquilo era a sala de estar da catedral. Agora só celebram missas.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        13 Setembro, 2017 14:10

        entrou em decadência***

        Gostar

  27. 12 Setembro, 2017 22:28

    Ainda há gente que acredita em sindicatos amarelos. Eh pá esses amarelos são da mesma religião dos “contratos de associação”. Sim! aqueles a quem a populaça andava a pagar as propinas. “Alembraivos”

    Gostar

  28. 12 Setembro, 2017 22:38

    licas, pega lá um “passou bem” diferente daquele que tu em tempos não percebeste. 🙂

    Gostar

  29. Luis permalink
    13 Setembro, 2017 06:45

    Com fundamentalismos nao e possivel negociar. Os independentistas da Catalunha vao forcar com todos os meios o referendo. Se a participacao for de 20 ou 30%, e o sim vencer, nem que seja por 1%, no dia seguinte vao declarar unilateralmente a independencia. E um fanatismo de tipo religioso. Nao interessa que a Catalunha saia da UE e do euro, e a seguir de calote e fique pior que a Grecia. Ja se percebeu que nao querem pagar a quota parte da divida soberana espanhola. Quem segue esta gente deveria perguntar-se o que vai mudar para melhor na sua vida com estas opcoes politicas. Outro exemplo esta no Brexit. Os defensores mais ferrenhos ate sonham com o fim da UE. Nem que seja caotico e atire para a miseria varios paises. A Primeira Ministra colocou em pastas chave brexiteers ferrenhos e ja se desconfia que vao fazer de tudo para que em 2019 nao haja acordo nenhum com Bruxelas, para permanencia no mercado unico. Nem que isso implique a quebra a industria turistica e de servicos financeiros, ou o afundar da libra. Identica atitude tem os trumpistas, os socialistas e comunistas portugueses, os radicais religiosos, os evangelistas, os chavistas. Tudo m…

    Gostar

    • Arlindo da Costa permalink
      13 Setembro, 2017 16:04

      Porque é que Portugal pode ser independente e a Catalunha não? Explique como eu fosse muito burro e muito preto…

      Gostar

      • lucklucky permalink
        13 Setembro, 2017 16:10

        Também não percebo porque é que não o Porto etc. não pode ser uma cidade independente. Liberdade só com direito de secessão.

        Gostar

      • Luis permalink
        13 Setembro, 2017 19:25

        Por que motivo o Algarve nao pode ser independente? E a Madeira? E os Acores? E ja agora, nao poderemos tornar independente o antigo condado portucalense e colocar a capital no Porto? E se Coimbra quiser ser capital, nao poderemos recriar o antigo Condado de Coimbra? Haja paciencia…

        Gostar

      • 13 Setembro, 2017 21:20

        É claro que a Catalunha pode ser independente. Até já foi. E antes disso até era árabe, e antes disso romana. Tudo depende de quem conseguir apresentar a escritura mais antiga.
        Pode reverter-se tudo. Os EUA voltam a ser colónia inglesa, e Angola é nossa. Concorda?

        Gostar

  30. lucklucky permalink
    14 Setembro, 2017 19:45

    Se os habitantes quiserem.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: