Skip to content

O apontamento multicultural

12 Novembro, 2017

E eis que chega o apontamento multicultural: Paddy Cosgrave o empresário de sucesso por trás da web summit fez um pedido de desculpas “Querido Portugal, peço desculpa. Sou irlandês. Culturalmente temos uma relação muito diferente com a morte. Nós celebramo-la. Isso não faz desta a abordagem certa uma vez em Portugal.” Caro Paddy deixe-se de antropologias de pacotilha. Quer mesmo falar de morte? Sabe quantas pessoas morreram com Legionella em Portugal nos mesmos dias em que era bajulado pelos políticos e afins ao regime? O nosso problema não são os mortos do Panteão. São os outros.

Ps. Já agora eu sei que a t shirt e o ar despenteado o desligam da imagem clássica do empresário. Mas as coisas são o que são: o senhor é empresário e ainda bem. Mas pf não dá abracinhos destes em eventos públicos aos dirigentes dos países que o acolhem. Quando ele for jantar a sua casa esteja à vontade. Até lá vamos manter a distância institucional. Também sei que o nosso PM parece não se ter importado mas isso não torna as coisas menos patéticas. Antes pelo contrário.mw-860

Anúncios
33 comentários leave one →
  1. JgMenos permalink
    12 Novembro, 2017 11:21

    Nada contra o abracinho, talvez até lhe sugerisse um lugar no Panteão, à mesa, ou mais provavelmente lhe sugerisse os Jerónimos para o próximo ano.
    O patrocínio dos descobridores é mais inspirador que fado, futebol, política e literatura.

    Gostar

  2. LTR permalink
    12 Novembro, 2017 11:43

    António Costa meteu-se em mais uma das suas alhadas de habilidoso rasteiro e agora vai fazer o habitual: desaparecer.

    Liked by 1 person

  3. Eduardo permalink
    12 Novembro, 2017 12:07

    Este gosta do encosta desde que lhe dê protagonismo-
    O mesmo se diga do chefe supremo
    Tanto chora no velório como 1 hora depois está aos saltos numa feira qualquer para mais uma passada mais 1 hora ir para uma sessão beijoqueira.
    Está-lhes no ADN
    E a polémica levantada por estes dois só aconteceu porque nem um nem outro foiram convidados para o repasto
    Além do mais é bom recordar que nesse panteão, ao lado de GRANDES PORTUGUESES está sepultado um mandante de regicídio.
    … e mais não digo ….

    Liked by 2 people

  4. Kapagrillos permalink
    12 Novembro, 2017 12:41

    D, Helena, desde já agradeço: se conseguir publique a lista de convidados para o jantar panteónico.

    Seria bom saber os nomes desses mórbidos que só se indignaram com o bucho cheio.

    Agradecido também ao senhor da t-shirt – desconhecia que os Irlandeses jantam em mausoléus e dançam o corridinho nas criptas, merendam escabeche à sombra dos ciprestes, etc. Sem dúvida um país a visitar.

    Uma tragédia como as nossas e a Irlanda estourava de farras!

    Gostar

    • 12 Novembro, 2017 12:55

      Parece que pior do que o jantar de anteontem, foi um outro em Outubro, da NAV, que até foi abrilhantado com cançonetas fatelas num palco.

      Liked by 1 person

      • Kapagrillos permalink
        12 Novembro, 2017 13:26

        Ah, então nesse é que o Cosgrave devia ter estado – esse foi à irlandesa!
        Até teve “bengaleiro” não?

        Gostar

      • 12 Novembro, 2017 13:54

        PCosgrave foi o menos culpado. E provavelmente, ao contrário do que HMatos acusa, nem soube dos mortos com legionella. Adiante. E não o chateiem porque senão Web Summit vai para outro país e lá se vão benefícios que Lisboa e o país podiam continuar a usufruir.
        Alguém, da tutela, “saltou” procedimentos porque se tratava dum contratante (Web Summit) que o poder político precisou, usou e deu carta branca, e assinou de cruz a autorização superior ?
        O ministro, ao saber do jantar, não pensou nas consequências ou não ligou patavina, mais, achou bem porque anteriormente aconteceram outros eventos no local ?

        Gostar

      • 12 Novembro, 2017 15:00

        A vida luxuosa dos trabalhadores da NAV no Panteão Nacional

        madespesapublica.blogspot.pt/2017/11/a-vida-luxuosa-dos-trabalhadores-da-nav.html

        Gostar

      • 12 Novembro, 2017 19:44

        Quanto à Web Summit, porcaria por porcaria, mais vale que seja por cá. Sempre dá emprego a lisboetas e, por spill over, ao que cultiva as couves para a sopa no resto do país.

        Gostar

    • 12 Novembro, 2017 19:42

      Se calhar muitos dos que lá jantaram nem sabiam o significado da palavra Panteão, nem souberam que as suas mesas eram criptas.

      Se calhar nem o Mentiristo da Cultura nem o Sacanatário de Estado do pratimónio (ortografia intencional!) sabia, sendo até se calhar os dois desgovernantes aficionados do programa de cozinha daquela mulher com os óculos esquisitos.

      Com sorte nossa, o Panteão ganha uma estrela Michelin.

      Gostar

  5. 12 Novembro, 2017 12:51

    HMatos,
    esqueça formalismos, fatos completos, sapatos brilhantes, gestos e sorrisos comedidos de alguns empresários mundialmente conhecidos e bem sucedidos. Eles mandam, políticos (que deles precisam) obedecem.
    Paddy Cosgrave dá aquele “abracinho” ao AC-DC mais abraços ao Medina, porque assim quiseram, desejaram, para transmitirr um ar de prá-frentex no local e nas televisões.
    Pena, muita, de o AC-DC num dos seus momentos de “cabeça aérea”, não tivesse aceitado o convite para jantar no Panteão…Estourava dupla bronca !

    Liked by 3 people

    • Kapagrillos permalink
      12 Novembro, 2017 13:34

      Mau. Se ele não aceitou, tinha conhecimento, não?

      Triste país este em que um PM têm de esperar a ira da social media para dizer o que lhe vai na alma!

      Libertem o nosso PM da opressão da websummit!
      Pela faina, a rede a quem trabalha!

      Gostar

      • 12 Novembro, 2017 14:02

        Desconheço se o AC-DC teve conhecimento do jantar e se foi formal ou informalmente convidado. O que eu escrevi foi que se tivesse ido surgiria dupla bronca !
        Sem dúvida, o AC-DC não teria reagido sem a “social media” atenta.

        Gostar

  6. 12 Novembro, 2017 12:55

    Estava numa de Keening Banshee

    Gostar

  7. 12 Novembro, 2017 13:15

    O que me surpreendeu: o desprestígio que a tutela não se importou de manter, também pelo baixo custo do aluguer dos espaços interior e exterior do Panteão.

    Gostar

  8. Chopin permalink
    12 Novembro, 2017 13:49

    Tudo se resume a propaganda, luta merdiática. Criticar antes de ser criticado. Assacar a outrem o que lhe pode ser imputado a ele. A administração sob sua responsabilidade concede a autorização e ele critica quem o poderá criticar, por antecipação.
    Caso assim não fosse, teríamos o estranho caso de Dr António e Mr Costa.
    Na manha ninguém bate o xuxialismo, agora afinado na sua extensão indiana.

    Liked by 2 people

  9. 12 Novembro, 2017 14:58

    “Sou irlandês. Culturalmente temos uma relação muito diferente com a morte. Nós celebramo-la.”

    Como fazem os terrorista do IRA (Exército Republicano Irlandês)!

    Gostar

  10. 12 Novembro, 2017 16:04

    se tivesse sido no dia das bruxas , nada a obstar. ainda não me constou foi que os irlandeses fizessem grandes almoçaradas e jantaradas e arrais nos cemitérios , mas enfim . uma boa ideia para a localização do proximo Urbam. , o cemitério dos prazeres .

    Gostar

  11. Procópio permalink
    12 Novembro, 2017 16:18

    “O nosso problema não são os mortos do Panteão. São os outros”. É verdade!
    A relação da morte com a geringonça está em andamento.
    Se alguns perecem é porque se atearam as chamas, ou vão pela estrada errada.
    A propósito, já sabem que manda ateá-las? É tal difícil como saber quem são os grandes credores da cgd.
    Se morrem nos hospitais é porque já são velhos com achaques, se pedem emprestado é porque desejam ter a vida que os xuxas só permitem aos seus, se as lagartas nadam na sopa dos miúdos é porque não se usaram pesticidas, se as crianças não aprendem é porque é preciso empregar mais professores e alongar as aulas de apoio até à 24 horas por dia e assim sucessivamente. Se os dias são curtos avança-se com um decreto, dias de 30 horas…a geringonça tem solução para tudo.
    Os bicharocos são velhacos, e se outros hospitais forem notícia?
    Em termos multiculturais é mau porque os turistas começam a topar que a vida no sítio é mais barata mas pode sair cara quando menos esperam…
    Voltamos à carga.
    Quem deveria fazer a inspeção sanitária dos hospitais públicos?
    Quem deveria zelar pela gestão do ambiente hospitalar?
    Pela gestão do ar interior dos edifícios?
    Pela segurança e minimização dos focos de contágio?
    Até agora, moita carrasco. Observem a tromba dos que não podem alijar a responsabilidade política. Balbuciam, hesitam, escamoteiam, afastam para o lado.
    Os olhos baixos, miradas para o lado, senhores jornaleiros poupem-nos, não vá o caldo entornar. Que leis permitem cumplicidades, quem faz as nomeações?
    O domínio do escabroso está a chegar à saúde.
    Tudo calmo, por agora nada que faça alterar a situação.

    Liked by 1 person

  12. 12 Novembro, 2017 16:31

    Há muito que os políticos deixaram de se dar ao respeito. Eles mentem, roubam e nunca, mas nunca assumem as culpas. O andar de braço dado, aos beijinhos como se estivessem em casa com a família é apenas a face visível dessa maneira de estar.

    Gostar

    • 12 Novembro, 2017 16:58

      Quando não há ideologia política, social, cultural –vidé como exemplo “direita” e “esquerda” que quando lhes convém ignoram e ABJURAM publicamente esses estatutos, inclusivé partidários…– qualquer gajo ou gaja sem nível e valendo-se da comunicação social, pode ascender a um cargo governamental ou presidencial. No caso tuga, nalgumas autarquias, CCDR’s, secretarias de estado, na ARepública, no governo e, na presidência da Rapública, há casos inaceitáveis. Quem os coloca nesses poderes e lhes paga ordenados ? — os tugas, todos.

      Gostar

  13. Kapagrillos permalink
    12 Novembro, 2017 16:56

    Que heróis irlandeses estão sepultados na Christ Church Cathedral em Dublin?
    Na wikipedia só vejo estes:

    O jantar foi na cripta?
    É que a cripta também pode receber eventos, mas acho que o jantar foi na nave central…

    Ó Cosgrave, capela dos ossos com eles! Memento mori e tudo isso.

    Gostar

  14. Kapagrillos permalink
    12 Novembro, 2017 17:02

    Faz sentido.

    Cosgrave = Cos + Grave

    COS

    Trigonometry, Mathematics. cosine.

    GRAVE
    noun
    1.
    an excavation made in the earth in which to bury a dead body.
    2.
    any place of interment; a tomb or sepulcher:
    a watery grave.
    3.
    any place that becomes the receptacle of what is dead, lost, or past:
    the grave of unfulfilled ambitions.

    Gostar

    • Kapagrillos permalink
      12 Novembro, 2017 17:05

      the grave of unfulfilled ambitions = websummit, para alguns

      Gostar

    • 12 Novembro, 2017 17:26

      Não sendo oportunista perante o seu comentário, há cerca de 2 horas surgiu-me isso, “COS”, “ambos os dois”. Mas o kapagrillos está mais assertivo.

      Impressionante as fatalidades que marcam, pesam neste e ocasionalmente por causa deste governo: 2 trágicos e devastadores incêndios com 107 mortos e N feridos; 4 mortos por causa da legionella.

      Gostar

  15. Eduardo permalink
    12 Novembro, 2017 19:33

    Dizem para aí que os controladores aéreos também jantaram no Panteão em Outubro.
    Será verdade?

    Gostar

    • 12 Novembro, 2017 22:12

      Ao seu dispor:

      madespesapublica.blogspot.pt/2017/11/a-vida-luxuosa-dos-trabalhadores-da-nav.html

      Gostar

  16. Arlindo da Costa permalink
    12 Novembro, 2017 19:41

    Que comparações mais rascas e absurdas. Esta gente anda mentalmente desequilibrada. Poxa!

    Gostar

  17. Procópio permalink
    12 Novembro, 2017 19:53

    Esta gente não anda desiquilibrada pelo contrário, anda a meter no bolso quanto pode.
    Desiquilibrados estão os que ainda permanecem no sítio, pagam impostos à doida e aguentam as maiores barbaridades, por agora sem um pio.
    Os oligarcas descansam, os juros caem no saco e a miséria moral prossegue sem fim à vista. Cada vez é mais difícil levar alguém a sério. Sabe-se como estas coisas acabam.

    Gostar

  18. SRG permalink
    12 Novembro, 2017 19:57

    Ainda à cerca do jantar no Panteão, o Costa tem toda a razão. já que quando tiver o seu espaço no mesmo, não quer estar lá com cheiro a comida.

    Gostar

  19. 12 Novembro, 2017 20:55

    Gosto muito do Blasfémias, mas estão sempre a entrar no jogo de Costa – cada vez que é preciso arranja-se uma polémica inútil. Eu estou mais curioso em saber quem vai para o lugar de Centeno se ele fôr para o eurogrupo. Parece-me que enquanto a liberalidade cá do sítio se ofende com o que não passa dum jantar num cemitério, a mana Mortágua prepara-se para nos fazer a folha.

    Gostar

  20. Eduardo permalink
    13 Novembro, 2017 08:14

    Com sócrates era o que se sabe.
    Não havia esquema de corrupção em que não estivesse metido.
    Com costa não há tragédia que não tenha a sua colaboração
    Agora até se indigna com ele próprio
    Quando estava na câmara autorizou repastos no Panteão e já no governo fez a mesma coisa.
    Agora, feito virgem ofendida, diz-se indignado.
    Os inopinados são assim mesmo
    A culpa é sempre dos outros

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: