Saltar para o conteúdo

raríssimas

10 Dezembro, 2017
by

Raríssimas vezes vi coisa tão reles como esta, a de um grupo restrito de pessoas viver faustosamente à pála de uma instituição particular que vive de contribuições privadas e do estado e que passa dificuldades para apoiar crianças deficientes.

Raríssimas vezes vi melhor oportunidade para que um chefe de governo dê um exemplo moral ao país, afastando ou suspendendo de funções, imediatamente e sem hesitações, todos quantos estejam envolvidos nesta história sórdida.

Aguardemos.

Anúncios
35 comentários leave one →
  1. Tiro ao Alvo permalink
    10 Dezembro, 2017 16:02

    Infelizmente este não é caso único. Denunciar é preciso. Pactuar com esta gente é crime.

    Liked by 2 people

  2. 10 Dezembro, 2017 16:18

    O que e que e necessario para haver uma revolta popular? E preciso essa tal Paula cuspir-vos na cara? O que e que estamos a espera para acabar de vez com estes vermes?

    Liked by 1 person

  3. 10 Dezembro, 2017 16:42

    Isto chega mesmo a ser inacreditável de tão reles. Embora só o seja pelo despudor. Porque quando uma destas criaturas se lembrou de candidatar à presidência da república (liberdade, igualdade, fraternidade e assim…), um ou outro lembrou-se de reparar que a senhora se havia amofinado com a história de lhe estorvarem a pensão vitalícia. Mas já ninguém se lembrava de quando a senhora foi às latinhas do peditório “contra o cancro” para se aviar numa pastelaria. Coisas de nada que a mim me dá para achar que fazem mundos.
    A esta dótôra não lhe irá acontecer nada. A canalha que no parlamento assenta o rabo anda por lá a rendilhar aparato jurídico que a safa de ralações . De outra maneira teria pena de prisão remível em multa de valor igual ao das mariscadas, vestidos, viagens e eteceteras mais juros.

    Liked by 3 people

  4. Procópio permalink
    10 Dezembro, 2017 16:42

    Rarissimas não são. O ambiente tuga presta-se aos mais aviltantes comportamentos.
    Com a geringonça a proteger ao princípio estranha-se, caso do rui a. depois entranha-se e já pouco há a fazer. Vamos lá estabelecer comparações. Comparado como o nº 1 e seus amigos, a sinhorinha é bagatela. Não contem com a justiça, apesar de juízes idóneos, que
    os há. As leis estão “fabricadas” há muito de modo a proporcionar a máxima impunidade a grande parte dos crimes..
    O porta da loja mostra como os advogados ficam com uma boa parte do quinhão.
    ” O negócio dos pareceres jurídicos pedidos pelo Estado, em Portugal custa cem milhões de euros por ano! Cem milhões! É com isto que contam as empresas de advogados que assim recebem o estipêndio do Estado para sobreviverem à custa do Orçamento e do dinheiro público. Subsídios que o Estado, através de um governo com muitos advogados à ilharga concede para manter o nível de vida dessas grandes empresas e pequenas também como a dos apaniguados do regime”.
    A sinhorinha é uma discreta ponta do véu. O terreno está corrompido até às entranhas.
    Quem tiver a ousadia de mudar é eliminado.
    “É fartar vilanagem!”. Álvaro Vaz de Almada, conde de Avranches, no final da batalha de Alfarrobeira. Foi quase sempre assim.

    Liked by 2 people

  5. LDM permalink
    10 Dezembro, 2017 16:54

    É o socialismo! Só não percebo o espanto. Ou acham que Sócrates foi o único!

    Liked by 3 people

  6. 10 Dezembro, 2017 17:12

    A sra tem engenho ai isso tem. Primeiro estabelece uma rede de contactos do mais alto nível junto dos políticos que detém o poder. Primeiros ministros ( Sócrates visitou a Raríssimas no seu 1º mandato tendo participado num jantar de Natal), constrói instalações de alguns milhões num espaço de tempo record, avenças como consultor com o secretario estado da Saúde, viagens pagas à mulher do ministro da Segurança Social ( mais avenças devem existir que não foram divulgadas na reportagem…). A rede está bem montada, só no ano passado foram cerca de 800 mil euros de ajudas da Segurança Social ( e outras entidades estatais ), logo mais alguém come e/ou comeu do tacho. A maioria das IPSS levam umas migalhas ao longo do ano sujeitas à apresentação prévia de facturas de compra equipamentos / viaturas transpoete crianças entre outros, a Raríssimas levava a fatia maior do bolo para pagar salários e avenças, pq a sua presidente montou bem um esquema de corrupção que dura há anos. Ao contrário de alguns comentários ingénuos ” o Estado tem que actuar e fiscalizar “, não é o estado que tem que actuar, é o Ministério Publico. O Estado aqui faz o papel de corrupto. Vamos ver o que acontece a nível do MP e tb a nível politico.

    Liked by 3 people

    • 10 Dezembro, 2017 17:31

      Com isto tudo, quem ainda se lixa são as crianças que deviam estar ao nosso cuidado porque é também por elas que pagamos impostos. À cabra nada lhe vai acontecer.

      Liked by 2 people

      • 10 Dezembro, 2017 23:19

        As crianças vão ser “beneficiadas” com a eutanásia!

        Vocês pensam que a eutanásia é para poupar o sofrimento quando, na verdade, é para poupar nos cuidados paliativos!

        Gostar

  7. rão arques permalink
    10 Dezembro, 2017 17:17

    Com que pretexto é que aceitou ou pediu o pagamento da viagem a essa associação? Amigos com negócios à parte e foram cobrados juros? Estão abertos para empréstimos a qualquer cidadão numa emergência de falta de trocos na carteira? Ou foi uma situação raríssima? Diga lá Sra. deputada Fartuzinha!

    Gostar

  8. Tiradentes permalink
    10 Dezembro, 2017 17:53

    Juro que não sei porque é que se espantam. ONGs, IPSS e Fundações (salvo raras excepções) são para isso mesmo. Emprego para os amigos, receber subsídios do estado, ou por outra, receber dinheiro dos contribuintes, gastá-lo à tripa forra em proveito próprio, fugir aos imposto….e com isto tudo criar uma rede de influências politicas da qual se serve e alimenta.
    É por isso que esta gente ataca aquilo que eles mesmo e depreciativamente chama de “caridadezinha”…tipo Isabel Jonet e Banco Alimentar.
    Esta é verdadeira face da Solidariedade…… a caridade socialista

    Gostar

    • Os corruptos que se cuidem permalink
      11 Dezembro, 2017 00:54

      Deixe lá, Tiradentes, que a Isabel Jonet também não trabalha de borla. Criou o Banco Alimentar e o seu posto de trabalho! E a Abraços é outra que tal: em 2008 já a senhora dona auferia 5 mil dele por presidir àquilo… os pobrezinhos dão óptimos postos de trabalho!

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      11 Dezembro, 2017 08:45

      Mostre lá o recibo que não tenha sido tirado do Esquerda. net

      Gostar

      • Os corruptos que se cuidem permalink
        11 Dezembro, 2017 15:12

        Recibos? Está boa, essa! Basta-me quem lá trabalhou e este longo rol de denúncias (que vai até aos comentários). Veja lá se a da Raríssimas também mostrou a alguém os recibos do que amontoava para o bolso…
        Na sequência de algumas dessas denúncias, a Abraço perdeu muitos donativos.

        Gostar

      • Os corruptos que se cuidem permalink
        11 Dezembro, 2017 15:12

        Veja aqui, para uma amostra do modus operandi:

        http://madespesapublica.blogspot.pt/2015/01/o-longo-abraco-de-margarida-martins.html

        Gostar

      • Os corruptos que se cuidem permalink
        11 Dezembro, 2017 16:17

        O marido da da fulana da Raríssimas foi porteiro no Elefante Branco. Estavam à espera de quê? De aristocratas de elite cheios de princípios éticos?

        Gostar

  9. LTR permalink
    10 Dezembro, 2017 18:23

    A boçalidade revelada nos apanhados na TVI é muito comum no estado. Colocam-se pessoas completamente incompetentes e/ou com grandes histórias de filme em altos cargos e depois não há como lidar com o pessoal que lá está há muito e percebe dos assuntos, só restando incutir a pressão, o medo e a ameaça, levantando-se os louros quando alguma coisa corre bem, para depois se meter férias por causa de uma unha encravada ou ir ao cabeleireiro, quando algo corre mal. Um dia se aparecer alguém no estado com coragem para fazer a análise das instituições que o gastam praticamente todo na própria coisa e nas instituições satélite que se calhar foram criadas para isso mesmo, e não naquilo para que as instutuições estão feitas, desconfio que vai haver grandes surpresas, sobre as quais ninguém sabe nada porque esses ninguéns e suas famílias estão lá todos a mamar, e de dentro vê-se sempre muito mal, a não ser a chupeta. Ou as pessoas julgam que a dívida se enterra em reformas?

    Gostar

  10. 10 Dezembro, 2017 18:41

    COM TODAS AS LETRAS ” FILHOS DA PUTA”

    Gostar

  11. Juromenha permalink
    10 Dezembro, 2017 18:47

    O “Regime” e corifeus respectivos.
    Uma despudorada podridão que, desde há tempos, deixou de ser invisível…

    Gostar

  12. Expatriado permalink
    10 Dezembro, 2017 18:49

    Sua Majestade…

    …”“Sempre que saía ou entrava para o seu gabinete, todos os elementos que estavam na receção obrigatoriamente e independentemente das vezes que senhora presidente entrasse e saísse, tinham de se levantar das suas cadeiras à sua passagem””…

    Gostar

    • 10 Dezembro, 2017 23:25

      “E quem não me cumprimentar como eu quero, no momento a seguir vai para o olho da rua” S. Majestade dixit

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      11 Dezembro, 2017 08:46

      Chama-se solidariedade socialista pá!!!!

      Gostar

  13. A. R permalink
    10 Dezembro, 2017 19:59

    Os vícios são os mesmos do sócrates: a família é a mesma.

    Gostar

  14. licas permalink
    10 Dezembro, 2017 20:59

    INDECENTE, digo só, , ,

    Gostar

  15. José Domingos permalink
    10 Dezembro, 2017 21:11

    É o socialismo no seu melhor, o povinho paga, não serve para mais nada, a extorsão da at trata do resto

    Liked by 1 person

  16. Arlindo da Costa permalink
    10 Dezembro, 2017 22:53

    Todas estas instituições prosperaram e prosperam com os altos patrocínios das Presidências da República, da Igreja e da socialite corrupta portuguesa.

    Gostar

  17. Rui permalink
    11 Dezembro, 2017 00:43

    Em primeiro lugar parabéns à Jornalista (sim com letra grande) que realmente teve a coragem para fazer o trabalho de investigação que levou à reportagem. Ao contrário do que é habitual, nesta reportagem conseguimos perceber que houve muito trabalho de casa feito a consultar múltiplas fontes e a falar com diferentes pessoas. Também foi dada reiteradamente possibilidade à culpada de se defender o que negou fazer. Hoje em dia jornalismo de qualidade em Portugal, ainda por cima de investigação é uma coisa rara por isso acho que é de louvar o profissionalismo da Jornalista. Com tantos prémios que existem acho que realmente deveria haver um prémio anual para o jornalista que mais se destacasse com jornalismo de qualidade e destemido. Esta senhora seria uma forte candidata.

    Gostar

    • 11 Dezembro, 2017 02:44

      Não convirá a esquemas bem instalados mexer mais no assunto, os tugas têm memória fraca, uns tantos não se importariam de também trafulhar, portanto não há prémio para a Jornalista.

      Gostar

  18. 11 Dezembro, 2017 02:49

    Estou cada vez mais convencido disto: este país não tem hipóteses de ser uma sociedade decente, livre de banditismo de colarinho branco; se houvesse um governo absolutamente impoluto que mexesse a sério na Justiça, logo no inicio do mandato, muitas centenas de gajas e gajos que se alimentam nas manjedouras de diversos poderes, seriam sentados nos tribunais e condenados !
    Lembram-se da ira velada (e o que aconteceu) ao AJSeguro quando em plena campanha interna vs AC-DC disse publicamente que também no P”S” há corrupção ?

    Gostar

  19. sam permalink
    11 Dezembro, 2017 07:41

    Esta onda de indignação é completamente injustificada. Todos sabem que a OMS definiu a honestidade e a transparência como doenças raras. Instituições como a associação em causa têm por objectivo combatê-las por todos os meios possíveis. A Raríssimas não poderia ter melhor presidente que alguém comprovadamente imune a este tipo de enfermidades.

    Gostar

  20. Vitor CostaLima permalink
    11 Dezembro, 2017 15:27

    Antes de castigar, ´´e preciso provar. Uma reportagem da TVI e as cópias de outros jornais não provam nada., Todos somos inocentes até sermos considerados culpados por um Tribunal, Isto é o Estado de Direito!

    Gostar

    • SALOIO permalink
      11 Dezembro, 2017 19:09

      O senhor é “raríssimo”

      Gostar

      • Vitor CostaLima permalink
        25 Janeiro, 2018 12:47

        Agora chegamos ao melhor: Toda a Raríssima é culpada e não merece um julgamento justo. Ainda falam da Inquisição!

        Liked by 1 person

    • 12 Dezembro, 2017 00:28

      Nesse tal “estado de direito” que o senhor tão cívicamente invoca, a única criatura que foi dada como tendo feito uma patifaria e bateu com os ossos em efectiva foi um mamífero que teve a infelicidade de se zangar com o partido. E já lá está outra vez. O 44 fez um breve “retiro espiritual” com direito a visitas do pai da pátria. Não sei se este também conta. Afinal de contas interditaram-no de usar botas…
      Lembra-se de mais alguém, nesse tal “estado de direito”?

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: