Saltar para o conteúdo

oktoberfest

18 Outubro, 2018

As eleições no Estado da Baviera, Alemanha foram muito curiosas. É que a expectativa era que a CSU tivesse de tal modo uma derrota avassaladora que iria colocar em causa  a aliança que detém com a CDU de Merkel a nível federal. Estavam também os jornais preparados para muitas análises sobre a incrível subida da extrema-direita da AfD.

Mas não foi isso que se passou? Nem por isso. A CSU, partido democrata-cristão (um dos últimos ainda existentes na Europa), que optou por um discurso um bocadinho mais agressivo face aos imigrantes, tentando conter perdas para a AfP teve de facto uma queda, passando de 47% para 37%. Na verdade perdeu 600 mil eleitores, mas mantêm votação de mais de 5 milhões.

O outro parceiro da coligação federal, o SPD esse sim, teve uma derrota avassaladora e perda eleitoral, passando de 20% para 9,5%. Uma queda de 50% de votantes, com uma perda de mais de um milhão de votos, quedando-se nuns modestos um milhão e trezentos mil votantes. Passou de segunda força mais votada em 2013 para uma humilhante quinta posição .

Do lado dos vencedores, dá-se a entrada directa da AfD com mais de um milhão e trezentos mil votantes, correspondendo a 10% dos votantes. E os Verdes, que mais que duplicam os votos, obtendo 17,5%. De destacar ainda os liberais do FDP que regressam ao parlamento assegurando (à justa) os necessários 5% de votos.

Em suma, a CSU mantêm-se no poder, agora em aliança com o FW, um partido centrista local. E tal resultado não deve mexer significativamente na aliança federal. Pelo contrário, a pesada derrota do SPD poderá implicar uma mudança de liderança e provavelmente uma reavaliação da permanência na coligação federal. O SPD é um partido que não sabe o que fazer. Ou melhor, faça o que fizer (permanecer na coligação federal ou sair), sabe que em qualquer caso perderá votos e tenderá a ser irrelevante no futuro próximo. Essa é que a novidade destas eleições.

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. Luis Lavoura permalink
    18 Outubro, 2018 11:27

    tal resultado não deve mexer significativamente na aliança federal

    Não vejo como: os dois parceiros menores da aliança – a CSU e o SPD – perderam ambos bastante e estão ambos bastante enfraquecidos.

    Gostar

  2. Luis Lavoura permalink
    18 Outubro, 2018 11:33

    Portanto: a CSU perdeu 10,5% dos votos mas para o Gabriel Silva isso não é muito; o SPD perdeu 10,9% mas o Gabriel Silva acha isso imenso.
    Eu diria que ambos foram duramente castigados, perderam ambos cerca de 10% dos votos.

    Gostar

    • Gabriel Silva permalink*
      18 Outubro, 2018 11:55

      Sim, acho que há uma grande diferença entre passar de 47 para 37 mantendo-se o mais votado e facilmente fazendo coligação com o Fw.
      Ou ao invés o SPD, perder metade dos votos, de 20 para 9,5%, perder 1,3 milhões de votos e passar de 2ª para 5ª força politica.

      Gostar

      • Luis Lavoura permalink
        18 Outubro, 2018 16:31

        Pois é assim, consoante é mais apetecível as pessoas olham para números absolutos ou números relativos.

        Por exemplo, a dívida do Estado português está a crescer em termos absolutos, diz o PSD, mas está a descer em relação ao PIB, diz o PS.

        Para o Gabriel Silva é grave para o SPD descer de 20% para 10% mas não é grave para a CSU descer de 45% para 35%. Eu permito-me discordar… Diria que estão ambos em bastante maus lençóis.

        Gostar

    • The Mole permalink
      18 Outubro, 2018 12:04

      A CSU perdeu cerca de 20% dos seus votos; o SPD 50%… Sim de facto é um bocadinho diferente (mesmo sem considerar que um manteve o 1º lugar e o outro passou de 2º para 5º!)

      Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      18 Outubro, 2018 12:53

      E este meninos e meninas, é o motivo pelo qual não devemos deixar a esquerda encarregue de governar.

      Só sabem fazer contas de sumir…

      Gostar

    • 18 Outubro, 2018 16:13

      Em rigor perderam ambos 10 pontos percentuais, não 10%.

      Liked by 1 person

  3. Leunam permalink
    18 Outubro, 2018 14:50

    A festa de Outubro não é só na Alemanha.
    Também em Portugal, o mês de Outubro sido muito festivo.
    Hoje, por exemplo, foi o no Porto:
    “Melchior Moreira, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, foi detido, esta quinta-feira, pela Polícia Judiciária”., segundo o Jornal de Notícias.

    Gostar

  4. Arlindo da Costa permalink
    18 Outubro, 2018 23:14

    Chegámos a um momento na Europa que são os partidos democrata-cristãos os guardiões da democracia e do Estado Social, face aos populismos de vária ordem e à ofensiva criminosa dos neo-liberais.

    Viva a Baviera!

    Gostar

  5. Rocco permalink
    19 Outubro, 2018 10:10

    A Alemanha, e a Baviera em especial, não é a tugolândia parola. O peiésse não é, infelizmente, o SPD. Vamos continuar com o taberneiro porco gordo com as suas habilidades. Questão de inteligência de uma boa parte dos eleitores e da jornaleirada tuga, além dos poderosos concubinatos ocultos que conhecemos (estão evidentes, só não vÊ quem não quer).

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: