Saltar para o conteúdo

Portanto a crise de 1383 e o “Matam o Mestre nos paços da rainha! Acudi ao Mestre que o matam!”passam a ser analisados à luz das fake news?

6 Fevereiro, 2019

Ministério combate “fake news” com formação de professores. Escola do Porto é pioneira

Anúncios
5 comentários leave one →
  1. Daniel Ferreira permalink
    6 Fevereiro, 2019 10:59

    Aquele pequeníssimo pormenor que ninguém pergunta é:
    MAS QUEM É QUE SÃO OS JORNALISTAS PARA DETERMINAR O QUE É VERDADE OU NÃO???

    Agentes da escumalha usados para manipular totalmente a opinião pública pagos nas sua totalidade por mentirosos compulsivos, é o que eles são.

    Mas ao menos livrem os contribuintes dos salários de juízes e demais compinchas, já que se os jornalistas dizem que é verdade ou mentira não é preciso fazer mais averiguação de factos nem tampouco direito ao contraditório.

    Gostar

  2. The Mole permalink
    6 Fevereiro, 2019 12:45

    Se não houvesse de facto fake-news, duvido que existisse esquerda…

    O que eles querem são MAIS fake-news – e sobretudo fake-jornalistas, que não faltam – para lhes fazerem a propaganda.

    Gostar

  3. 6 Fevereiro, 2019 17:00

    Marxismo: a criar fake news desde sempre!
    Nunca a máxima dividir para reinar foi tão clara como com a “esquerda” lusa!
    Por isso nunca nenhum problema neste país terá resolução. Só arrastando os problemas conseguem matéria para fazer política, senão como justificavam tanto deputedo na AR.

    Gostar

  4. 6 Fevereiro, 2019 20:17

    Os jornalistas vão dar formação aos professores sobre como identificar fake-news? Proponho para o primeiro jornalista formador: Nicolau Santos – o tal do “ouçam Baptista da Silva”, do “FMI já não vem” (pouco antes de Sócrates ter que o chamar) e do “novo resgate iminente” (quando Passos Coelho nunca esteve sequer longe de ter que o pedir, quanto mais perto).

    Gostar

  5. Francisco G. Noné permalink
    7 Fevereiro, 2019 23:28

    Cheira-me a manipulação pseudo-independente-pró-esquerdista dos Professores, tipo lavagem ao cérebro. Veremos!Quanto às fake news, têm muito que se lhes diga!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: