Saltar para o conteúdo

Dois países

30 Outubro, 2020

Nazaré. Prova de falta de civismo. Ausência de sentido de responsabilidade. Risco enorme de propagação de Covid. Indignação geral.
Lisboa. Transportes públicos. Não existe risco de propagação de Covid. Escasseiam fotos (é mais fácil mandar jornalistas à Pensilvânia do que a Odivelas). Não há indignações.
22 comentários leave one →
  1. lucklucky permalink
    30 Outubro, 2020 11:46

    Muito mais perigoso os transportes públicos fechados do que a Nazaré ao ar livre.

    Veja-se como os jornalistas além de censurarem não se interessam nada por ares condicionados sistemas de circulação de ar em transportes públicos e não me lembro de alguma vez terem perguntado à DGS se fez algum teste no Metro, autocarros e nos Hospitais…

    Liked by 3 people

  2. Cristóvão permalink
    30 Outubro, 2020 11:52

    Jornalixo de causas.

    Liked by 1 person

  3. carlos rosa permalink
    30 Outubro, 2020 13:30

    Viva a Mocracia do Costa!

    Gostar

  4. Renato permalink
    30 Outubro, 2020 14:17

    O Bolsonaro indignar-se-ia por alguma delas?

    Gostar

    • chipamanine permalink
      30 Outubro, 2020 17:11

      Pelo visto aqui os nossos números de hj seriam correspondentes a mais de 100 mil no Brasil. Isto com os magnificos estadistas que não são o Bolsonaro .

      Gostar

      • Renato permalink
        30 Outubro, 2020 17:42

        Pois… os nossos “estadistas” seguem, na prática, o Bolsonaro…

        Gostar

    • chipamanine permalink
      30 Outubro, 2020 17:59

      Pois….mas entretanto a CS ( e vc) demonizou o Bolsonaro e o Trump e afinal os “magníficos milagreiros” ficam bem vistos perante a ignorância dos burros que cospem para o ar.
      Entretanto nem sabem que no caso do Bolsonaro, ele não é responsável por nenhuma medida tomada porque foi proibido pelo STF de o fazer cabendo a responsabilidade aos governadores dos estados. Ou seja ele é responsável pelas medidas que os outros tomaram. Entretanto nunca recusou todas as transferências de dinheiro a favor dos estados e dos municípios “justificadas” pela pandemia donde estes estão fartos de roubar para proveito próprio e dos seus escusos motivos políticos. (veja-se o caso do governador do RJ afastado)

      Liked by 1 person

      • Renato permalink
        30 Outubro, 2020 19:20

        Pois eu indigno-me com o Bolsonaro e o que ele diz (nem preciso da CS para ter opinião sobre ele) e indigno-me com o António Costa e a sua CS adocicada…

        Olhe, se a CS aqui fosse como a que temos eco da do Brasil relativamente ao Bolsonaro, suspeito que o sr. já gostaria dela. Porque era agressiva para o A. Costa…

        Acho que é contra a falta de indignação que a HM se insurge. A CS portuguesa deveria ser mais como a brasileira… Nisso concordo!

        Gostar

      • chipamanine permalink
        30 Outubro, 2020 19:38

        Deve estar a falar de coisas que só existem na sua cabeça. E está a tentar dar uma no prego e outro na estopa para ver se sai airosamente.
        Diga-me lá quem se indignou por o nosso PM ter dito que se estava a cagar para a Constituição (diga o que ela disser o estado de emergência é para cumprir). Diga-me se a DGS (vovó Freitas) e ministra da Saúde não demonizaram as máscaras como sendo focos de infecção uma semana depois da primeira dizer que a OMS estava a exagerar e que o virus não chegaria a Portugal e alguém se indignou? E onde estava a indignação quando um PM diz que uma obrigação só é autoritária se as pessoas não aderirem a ela voluntariamente? Vc indignou-se? não vi nada. Só vi que se indigna com o Bolsonaro….foi o que vc escreveu…e nem uma linha sobre o que mais lhe diz respeito …aqui.
        A CS brasileira “indigna-se” com o Bolsonaro porque é esquerdopata e vive dos dinheiros do estado que ele cortou. A CS portuguesa é docinha com o Kosta pois ele já lhes “deu” 15 milhões.
        Deixe de ser ingénuo ou fazer que não entende

        Liked by 1 person

  5. Weltenbummler permalink
    30 Outubro, 2020 14:17

    os transportes repetem-se todos os dias
    «o que eu gosto é de fedelhos, ir-lhes ao cu e dar-lhes conselhos» Botto

    Gostar

  6. 30 Outubro, 2020 17:03

    A malta só acredita na dor quando lhe calha a vez de lhe doer.

    Deixem o vírus espalhar-se à vontade, e os avós, tias, irmãos, esposas, começarem a cair como tordos. Se isso acontecer os contra-máscaras vão meter a viola no saco e vão usar mascaras duplas. Puro cagaço!

    Liked by 1 person

  7. chipamanine permalink
    30 Outubro, 2020 17:22

    Pena é que a HM não se debruce sobre a recente história de Glenn Greenwald. Assim aquele “rui pinto” fundador do “interpret” ( Intercept) que saíu dele porque os editores recusaram a investigação dele sobre a corrupção do Biden e sus muchachos

    Liked by 1 person

  8. Vasco permalink
    30 Outubro, 2020 18:25

    Comparar um evento em que as pessoas vão porque querem ver as ondas com um outro que tem que ser porque ainda vou para o trabalho parece-me um bocado forçado não?

    Gostar

    • chipamanine permalink
      30 Outubro, 2020 19:42

      Forcadísimo. Uns pode deixar de ir às ondas, outros são obrigados a surfar nas ondas do contágio. É a diferença entre ser obrigado e ser voluntário. Pelo visto vc acha que se fossem obrigados a ir ver as ondas estaria tudo bem.

      Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      30 Outubro, 2020 21:05

      O vírus preocupa-se com o trabalho?
      Que tal scooters para todos e os TP’s só para os velhotes.

      Liked by 1 person

      • Andre Miguel permalink
        30 Outubro, 2020 21:33

        Ora bem! Suspender portagens e parquimetros temporariamente para descongestionar transportes públicos é que não pode ser. Proibir a livre circulação é mais fácil e barato.

        Liked by 1 person

  9. marão permalink
    30 Outubro, 2020 18:45

    DOIS TITULARES
    CARTA ABERTA AO PRESIDENTE DA REPÚBLICA E AO GOVERNO
    -Quando a Sra. Diretora Geral de Saúde nos vem dizer que a modificação de medidas anunciadas resultam do conhecimento que fomos adquirindo, fica escancarada uma adulteração inqualificável a propósito de uma situação de preocupante. gravidade
    Nem bom senso, nem competência, mas ainda pior, desprezo ou ignorância por uma cautelosa ação preventiva de antecipação.
    Quando se salta sem nexo de um estado falacioso de negação para uma adoçada situação de aflição, falharam todos os pressupostos de uma avaliação no mínimo consciente, ficando patente que tal atitude não se afigura merecedora de respeito.
    -Quando autoridades em exercício vem culpar e condenar a aglomeração de pessoa em incumprimento dos mais elementares cuidados individuais, é de perguntar como foi possível que o evento das ondas da Nazaré não tivesse sido objeto de avaliação prévia, sem prejuízo de competente fiscalização ou mesmo de absoluta proibição.
    -Como não podia deixar de ser Sua Excelência o Presidente da Republica entra em mais uma peça, não na qualidade de influente magistrado da nação, mas para anunciar uma solene palestra em momento posterior à reunião extraordinária do governo sobre medidas para combater a pandemia.
    Fica-se com a impressão que o atual ocupante de Belém em vez de comandar anda a reboque de palpites e acontecimentos.
    Apareceu demasiado tarde a fazer a fita de desautorização do governo, mas provavelmente só o fez em atitude hipócrita a roçar a cobardia quando percebeu que não lhe convinha manter-se à margem da indignação geral.
    Até pode parecer que aguarda ordens ou recomendações do despistado Dr. Costa para poder botar palavra.
    EM VEZ DE CONSENSO ENVENENADO O QUE SE PEDE É BOM SENSO REPARTIDO

    Gostar

  10. marão permalink
    30 Outubro, 2020 20:22

    SENTINELA ALERTA, ALERTA ESTÁ
    Alguém que mereça crédito nos explique que sentido é que faz considerar agora para alguns dias do final de Dezembro confinamento geral, quando é neste momento que se assiste a um aumento galopante de infetados e mortos.
    Até lá é deixar andar a maleita subir desmesuradamente ao ponto de subir aos postes para apalpar o cu às lâmpadas?
    Está tudo burro ou quê?
    Está dito, dito fica, e não retiro uma virgula.

    Gostar

  11. Expatriado permalink
    30 Outubro, 2020 22:11

    A filha da phutice do desgoverno não tem limites. Leiam os comentários

    https://observador.pt/2020/10/30/governo-responde-a-providencia-do-chega-e-defende-que-limites-a-circulacao-sao-constitucionais/

    Liked by 1 person

  12. 31 Outubro, 2020 09:58

    Pois eu faço outra análise dessas duas(ou 3) fotos :
    A 1ª (Nazaré) permite ampliação. Ampliem e digam-me quantas etnias estão representadas.
    Nas outras, mesmo sem zoom, façam a mesma contagem !
    Há de facto dois países aí representados.
    Um multicultural (ou seja sem cultura) que já não tem cura.É o país dos tuk-tuks !
    Outro, aparentemente intacto, já foi tomado pelos room-rooms, mas não tarda será devastado pela “grande onda” multicultural!
    Se isto é o progresso, não admira que eu já tenha saudades da outra senhora …

    Gostar

  13. 2 Novembro, 2020 03:50

    Sinceramente Helena, toda a gente sabe que a peste negra só se propaga em actividades de lazer (especialmente as que são “de borla”) e não na actividade profissional

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: