Saltar para o conteúdo

Estamos conversados

8 Maio, 2008

«”Pessoalmente sou absolutamente contra a regionalização“, disse, assegurando que não será sob a sua liderança que o partido seria conduzido “nessa aventura“.»

Anúncios
48 comentários leave one →
  1. so_bisto permalink
    8 Maio, 2008 16:46

    Ai é?

    E só por isso já na lebas o meu boto, manela das encomendas baronetas de Lisboa!

    Gostar

  2. Justiça de Fafe permalink
    8 Maio, 2008 16:50

    Plenamente de acordo.
    A regionalização só serve para mais uns tachos e uns buracos no Orçamento!
    Se as Autarquias já são o q são, para quê mais despesismo?

    Gostar

  3. 8 Maio, 2008 16:58

    teste A1

    Gostar

  4. 8 Maio, 2008 16:59

    Teste A2

    Gostar

  5. 8 Maio, 2008 16:59

    Teste A3

    Gostar

  6. 8 Maio, 2008 17:00

    Teste A4

    Gostar

  7. Anónimo permalink
    8 Maio, 2008 17:00

    Onde estava esta senhora há seis meses atrás?! Onde estava esta senhora no tempo de Marques Mendes? Esta candidatura é “oportuna”… pode ganhar o partido, mas nunca terá hipotese de ganhar eleições. Assim vai o PSD…

    Gostar

  8. Test Results permalink
    8 Maio, 2008 17:05

    Após estes testes, conclui-se que o Avatar, ou o nome dessa imagem que aparece automáticamente, não está associada ao IP mas sim ao E-mail que é introduzido. Estes testes foram realizados do mesmo IP:

    Teste A1 e A2 -> diferentes nicks mas mesmo email => mesma imagem

    Teste A3 -> nick diferente e email diferente => imagem diferente dos testes anteriores

    Teste A4 -> nick diferente e sem email => imagem diferente das anteriores. Sempre que não se introduz email, aparentemente a imagem por defeito é a do teste A4. A mesma deste comentário que foi introduzido sem email.

    Gostar

  9. Ant O Opinocrata permalink
    8 Maio, 2008 17:05

    Pois claro. Com poderes regionais fortes ela nunca poderia ter perdoado as dívidas fiscais do benfica.

    Gostar

  10. Anónimo permalink
    8 Maio, 2008 17:09

    isso era otimo

    Gostar

  11. Poispois permalink
    8 Maio, 2008 17:12

    Já no seu discurso no congresso do PSD, em Outubro de 2007, a Manela referiu que “…em termos de estratégia, o PSD não deve lançar “a questão fracturante” da regionalização…”, portanto que se lixem as ideias, o que é preciso é tentar açambarcar alguns votos e evitar fazer má figura, ou, dito de outra forma, fazer mais do mesmo que o tempo não é de grande aventuras. Como alternativa ao Don Sócrates estamos conversados…

    Gostar

  12. balde-de-cal permalink
    8 Maio, 2008 17:47

    sobre o psd escreve-se frustações. quem se vê ao espelho não gosta da sua imagem, só do seu Ego. o judeu de viena tinha aqui muita matéria para analisar

    Gostar

  13. john permalink
    8 Maio, 2008 18:36

    Regionalização só se for em conformidade com os NUTTS 3.

    Senão passasse de um despotismo e tirania lisboeta, para vários despotismo imitadores, e.g. porto, coimbra, évora e faro.

    Gostar

  14. Lololinhazinha permalink
    8 Maio, 2008 18:42

    CAA,

    Quem é o seu candidato?

    Gostar

  15. 8 Maio, 2008 19:15

    Mas aquilo não era um adespedida? É que eu tinha cá em casa uns estrangeiros que ficaram convencidos de que ela era o presidente demissionário de qq coisa…
    Mferrer

    Gostar

  16. so_bisto permalink
    8 Maio, 2008 19:21

    Tambíen,
    como no iba a
    ser una cara así
    tan fea de la central
    de Lisboa, bendita
    madre de diós?!

    Gostar

  17. jofer permalink
    8 Maio, 2008 19:24

    Test Results

    Até que enfim!

    Demorastes mas conseguistes lá chegar

    Gostar

  18. 8 Maio, 2008 19:25

    ASDFGHJKL

    Gostar

  19. inopportunu permalink
    8 Maio, 2008 19:26

    Mas qual é a ideia para tantos testes ?

    Gostar

  20. Test Results permalink
    8 Maio, 2008 19:28

    Man, eu cheguei lá à primeira. Cansei-me de ver aí pessoal a testar e retestar.
    Enfim, se sabias podias ter sido produtivo e ter avisado o pessoal… Mas espera, deves ser português, daquela corporação que nem fo** nem sai de cima 😉

    Gostar

  21. inopportunu permalink
    8 Maio, 2008 19:36

    Podias ter perguntado primeiro 🙂
    Os «identicons» são todos diferentes pois são gerados por um algoritmo matemático.

    «I would highly recommend trying out Identicons, which are a cool math-based image idea created by Don Park that’s unique to the commenter, so even if someone doesn’t have an avatar yet they have a consistent (and handsome) image next to their name when they comment»

    Gostar

  22. Aime Haiti permalink
    8 Maio, 2008 19:38

    Até que enfim que essa senhora acerta uma!
    Se é contra a Regionalização não deve ser burra de todo.

    Gostar

  23. Test Results permalink
    8 Maio, 2008 20:04

    Fuck’n hell. E eu que pensava que os gajos faziam um a um para cada endereço de mail 😉

    Gostar

  24. Anónimo permalink
    8 Maio, 2008 20:06

    Essa mulher parece uma personagem que veio algures do meio do seculo passado e aterrou aqui no sec XXI

    Gostar

  25. Justiça de Fafe permalink
    8 Maio, 2008 20:17

    Mas a regionalização não visa dar uns tachinhos aos barões regionais sem lugar em Lisboa?
    Afinal, quem está com barões e com as bases?
    O PS-Sócrates prepara-se para regionalizar no próximo mandato( esperemos q Cavaco não deixe, como na Ota) porque há impaciência nos baronetes regionais q andam à bica…

    Gostar

  26. anti-comuna permalink
    8 Maio, 2008 20:33

    Caro CAA, prefiro um centralista convicto, mesmo que dele discorde, que um regionalista por conveniência, que depois nos engana.

    Mas eu compreendo parte do que critica. Porque, afinal, a Ferreira Leite parece ser mais liberal que o Pedro Passos Coelho. O problema é que as pessoas não lêm mesmo o que nos dizem os políticos e preferem centrar-se nos soundbytes que nos é fornecido pelos critérios jornalísticos.

    Deixem a mulher continuar a mostrar o que pensa e mais esclarecerá o que dizem que ela é socialista. E, uma coisa eu tenho bem ciente. Ela não me engana. Se diz que vai fazer uma coisa, ela fá-lo. E se ela diz que irá cortar na despesa pública e liberlaizar mais o sistema económico português, ela o fará. E mais vale votar em alguém que nos promete pouco, mas fá-lo. Que em alguém que nos promete muito, qual canto da sereia e depois nos engane no poder.

    Gostar

  27. jorge permalink
    8 Maio, 2008 20:47

    A Manela é passado. A oposição tanto á esquerda como á direita está toda esfrangalhada.
    Sócrates voltará a ser primeiro ministro e imaginem com nova maioria absoluta.
    Não tenhamos dúvidas: Sócrates é dos politicos actualmente, aquele que tem mais energia e determinação. Errou em vários assuntos, mas está sempre pronto a inovar e alterar.
    Vamos esperar pelo papel do Cavaco.

    Gostar

  28. Pi-Erre permalink
    8 Maio, 2008 20:49

    Eu também sou contra a regionalização.
    Bom, a menos que me dêem uma tachão desses…

    Gostar

  29. Pi-Erre permalink
    8 Maio, 2008 20:51

    Como é que é isso dos testes?
    A mim calha-me sempre a mesma suástica.

    Gostar

  30. piscoiso permalink
    8 Maio, 2008 21:01

    Eu sou contra.
    Não é por ser mulher.
    É por ser feia.
    Dá mau aspecto.
    É um pau de virar tripas.
    As ideias, o discurso ?
    Ora.
    Quem manda é a Conjuntura.

    Gostar

  31. anti-comuna permalink
    8 Maio, 2008 21:03

    Manuel Pinheiro, na senda do aniversariante do Mar Salgado, tem vindo a mostrar que Ferreira Leite não é o bicho-papão que lhe, erradamente, atribuem.

    Algumas pérolas.

    "A política fiscal do Governo é clara e coerente: o Governo quer reduzir a despesa para dar espaço à redução dos impostos (...) Começámos pelo IRC e até ao final da legislatura reduziremos o IRS". (Manuela Ferreira Leite, 2003)

    Quando o assunto são taxas, não percebo bem qual o problema exacto com o anterior governo (Durão+Santana) à excepção da alteração estratégica de realizar o choque fiscal, substitiundo-o por uma descida gradual até ao (previsto) final da legislatura. Foi nesse período que se procedeu à descida de IRC e IRS, com "pontual" aumento de IVA em 2% como medida de curto prazo (e de efeito duvidoso) face a Bruxelas. Aliás, o objectivo no IRC era uma segunda baixa para 20% em 2006. Tudo isto em cenários de recessão e fraco crescimento, com quebra de receita e aumento de diversas despesas sociais típicas de cenários de recessão e crescimento de desemprego. Esta baixa de impostos, cruzada com contenção de despesas e recurso a receitas extraordinárias para amortecer e ajustar no curto prazo sempre me pareceu uma mistura bem sensata, bem mais sensata do que o actual modelo socialista, que com taxas de crescimento do PIB e da receita superiores têm uma performance fiscal que é aquela que sabemos e pagamos.

    "A redução da taxa de IRC tem também sido criticada pela Oposição em geral e em especial pelo Partido Socialista, numa lógica que releva ainda dos debates ideológicos do início do século passado.

    Tratar-se-ia, nessa linha de argumentação, de uma medida iníqua do ponto de vista da justiça fiscal, na medida em que aliviaria a tributação sobre os lucros das empresas, sem qualquer correspondência em termos de alívio da tributação sobre as famílias.

    Recuso seguir a lógica subjacente a esse tipo de raciocínio. Quando estamos a tratar de recuperar a competitividade perdida pela nossa economia, pelas nossas empresas, estamos a fazê-lo para criar riqueza, naturalmente redistribuível entre os portugueses, e para criar e preservar emprego. É esse interesse geral que move o Governo.

    Mas agora existe um novo receio. Se esta consolidação é mesmo para continuar ou se terá alguma interrupção.

    Não, Srs. Deputados. O Governo já disse várias vezes que o caminho que vai seguir é o de reduzir os impostos, não de fazer aumentar a despesa. Pode o País ficar tranquilo que não cometeremos os erros do Partido Socialista."

    Manuela Ferreira Leite, 2004

    No http://cachimbodemagritte.blogspot.com/

    Só um pequeno comentário. Naquela altura o Barroso cedeu à CE e anuiu subir o IVA para cumprir o défice em 2003. Tinha medo (mas aqui com razão) que a violação do PEC serviria como pretexto para expulsar Portugal da zona euro. Aliás, Portugal tem sido sempre apontado, nos mentideros, como o país que mais tarde ou mais cedo servirá como exemplo para disciplinar os restantes estados-membros da zona euro. Sendo expulso da moeda única. E tanto é assim, que safamo-nos de ser expulsos naquela altura, mais porque a Alemanha e a França violaram também o PEC que pelos nossos próprios méritos. Tivemos foi depois um Barroso à frente da CE, que permitiu flexibilizar o PEC, de molde a que Portugal não fosse expulso mais tarde, pela violação do tal PEC. Só que hoje, os “duros e ortodoxos” do norte da europa mudaram de táctica. Puseram Portugal, Espanha e a Grécia numa nova lista negra, por causa dos excessos inflacionistas e do grave desiquilibrio das contas externas. O objectivo é o mesmo: expulsar Portugal da zona euro, para servir de exemplo, sobretudo aos novos estados-membros, que sobrevivem na órbitra da poderosa Alemanha.

    Outra comentário. Fazer um choque fiscal, aqui o erro do Frasquilho para pena minha, durante uma recessão e sob as regras do PEC, seria o pretexto ideal para que fossemos expulsos da zona euro. Nunca compreendi lá muito bem porque não aceitou essa realidade, embora tenha feito bem em se demitir, pois tinha dado a sua cara pelo choque fiscal e não poderia continuar no governo se esse governo abandonou o choque fiscal.

    Aliás o problema será grave no futuro. Portugal não terá condições para um novo choque fiscal pois perdemos a janela de oportunidade, desperdiçada por este desgoverno. Sempre foi aquilo que mostrei durante este tempo todo nos meus comentários. O Pinócrates perdeu uma oportunidade de ouro para mudar Portugal e desbaratou tudo com uma política económica e orçamental no limiar da estupidez. Agora, com a crise internacional mais a recessão portugguesa, é quase impossível fazer um choque fiscal, sem que os “duros e ortodoxos” não encontrem o pretexto ideal para expulsar Portugal da zona euro. E, não tenhamos dúvidas, mesmo que alguém nos prometa choques fiscais com sinceridade do autor da proposta, isso será uma pura ilusão. Não nos deixarão fazer esse choque fiscal (até porque é ir na mesma linha política daqueles que à voltam da Alemanha tantos problemas causaram aos ortodoxos) ou em alternativa seremos expulsos da zona euro. A Alemanha quer países na mesma senda na zona euro e se possível transformar no euro uma espécie de Superalemanha, com os seus satélites na mesma linha política. Sem défices, baixas taxas de inflação e uma fiscalidade atrelada à alemã. Essa é a triste realidade e por isso é que nunca mais teremos um choque fiscal em Portugal, a menos que tenhamos um grande superávite das contas públicas e a despesa pública muito mais baixa. Ou assume-se em nome desse choque fiscal a saída da zona euro.

    Gostar

  32. Gabriel Silva permalink*
    8 Maio, 2008 21:03

    caro anti-comuna,

    «E, uma coisa eu tenho bem ciente. Ela não me engana. Se diz que vai fazer uma coisa, ela fá-lo. E se ela diz que irá cortar na despesa pública e liberlaizar mais o sistema económico português, ela o fará.»

    Não sei se é ironia, mas ela também não me engana: subiu os impostos quando na campanha diziam que o não fariam (faz-me lembrar alguém…), fez uma lista de não sei quantos institutos a extinguir, e nem um extinguiu, fez umas manobras habilidosas (venda de crédtios) para arranjar ainda mais receitas, não cortou uma despesa, criou o imi outras tralhas iguais. Convenhamos que que o seu curriculo, ao contrário do brilhantismo «credibilidade« e outras tretas que tentam vender ao desbarato é mesmo bastante infeliz.

    Gostar

  33. anti-comuna permalink
    8 Maio, 2008 21:09

    Caro Gabriel, na minha missiva anterior já expliquei o porquê que foi abandonado o choque fiscal. E até explico porque nunca haverá qualquer choque fiscal em Portugal, após a janela de oportunidade se ter esvanecido.

    Quanto aos institutos, ela fechou alguns. De cor não sei quantos, portanto, dê-me o benefício da dúvida.

    Vc. diz que ela não cortou na despesa. Dou-lhe apenas um exemplo. Um mero exemplo e até pode ser mal visto por alguns. Quem mudou as regras na atribuição dos subsídios ao arrendamento jovem, que lhe trouxe uma enorme impopularidade junto da juventude?

    Gostar

  34. Luis Moreira permalink
    8 Maio, 2008 21:52

    Mas sair do Euro,como? Portugal,Espanha,Grécia e Italia? Os tais que a França quer federar num grupo “mediterrânico” em contraponto com a Alemanha e seus satélites?

    É previsivel que a Alemanha e a França,desde sempre os dois maiores interessados na UE, sejam agora os seus coveiros,enchendo o “ninho” da Inglaterra?

    No mínimo bizarro!

    Gostar

  35. 8 Maio, 2008 22:38

    Sair do Euro é um disparate. A regionalização também. Portugal já é uma região com duas sub-regiões. Não precisa de mais. A não ser para criar mais empregos políticos e mais uma plano de complicação, de entropia e (já agora)de corrupção.

    Gostar

  36. Anónimo permalink
    8 Maio, 2008 22:52

    o caa ficou bem na carica-tura

    Gostar

  37. Anonimo permalink
    8 Maio, 2008 22:57

    .
    Ora bem, regionaliza-se a Doutora.
    .
    Claro mais que evidente: Mas olhe que o PSD ganha ou perde as eleições agora, ou fecha a loja também POR O agora.
    .
    O PS “sem abanar os ombros” está a subir em credibilidade perante o espectaculo, invertendo o dogma: antigamente não se mexiam e os Governos queimavam-se sózinhos, agora os Governos não se mexem e as Oposições queimam sozinhas. Entretanto, todos ficam cada vez MAIS POBRES.
    .
    Ora bem.

    Gostar

  38. 8 Maio, 2008 23:13

    “Senão passasse de um despotismo e tirania lisboeta, para vários despotismo imitadores, e.g. porto, coimbra, évora e faro.”

    Nonsense. O Governo hoje tem hoje uma política nacional, mas não tem políticas regionais, excepto para Lisboa (e para o Algarve, no Turismo).

    A área de influência do Porto é o Norte, a de Coimbra é o Centro, a de Évora é parte do Alentejo, e a de Faro é o Algarve. Aqui não há conflito de interesses entre região e “capital regional” porque os interesses estão em sintonia.

    Ao contrário do centralismo, em que os interesses da capital e das regiões fora da área de influência da capital são conflituantes.

    O seu argumento não colhe. Até ao nível das freguesias existe algum centralismo. Mas é menor que ao nível nacional. Seguindo o seu raciocínio, pediríamos a bruxelas para tomar decisões sobre a freguesia de “Rans”. Ou há ONU.

    Suponho também que se lhe oferecessem um salário de 20.000€ mensais recusaria, porque o que gostava mesmo era de receber 200.000€.

    Gostar

  39. anti-comuna permalink
    8 Maio, 2008 23:24

    Eu custa-me a entender tanta “sanha” do CAA quanto à Manuela Ferreira leite. Acabo de assistir à sua entrevista na RTP, pois ontem encontrava-me em viagem, e confirma ainda mais aquilo que tenho vindo a dizer. (Ver a entrevista aqui mms://195.245.168.21/rtpfiles/videos/auto/gentrevista/grndentrevista_07052008.wmv )

    Manuela Ferreira Leite é uma espécie de certificado de aforro. Pode não ter elevados rendimentos mas face ao risco incorrido é (é, não, era) é um bom investimento.

    Ou seja, entre os vários potenciais candidatos a PM, é ela em quem eu mais confio para enfrentar o maus tempos e bastante díficeis sob que vai passar Portugal e os portugueses. E a conjuntura deverá ser tão díficil aos portugueses e a Portugal que precisamos de uma espécie de certificado de aforro da política, que nos garanta que Portugal não estoire de vez.

    Além disso, para conseguirmos nos manter na zona euro precisamos de um PM que seja duro mas com uma elevada preocupação social; que seja intransigente na defesa da verdade mas simultaneamente que nos garanta que não toma as decisões com base em maus juízos e em pura voluntarismo aventureiro.

    O caro CAA odeia os políticos centralistas mesmo que eles sejam muitas vezes os únicos garantes para enfrentar o futuro com mais segurança e tranquilidade. Mais. O que aí vem não pode ser combatido com betinhos do estilo do nosso actual PM, o Pinócrates. E o CAA vai ter que engulir o adiamento da regionalização pois o barco está a ir ao fundo e precisamos é mesmo de alguém que nos possa evitar que isto estoire como cavacas.

    O bom senso do CAA vai prevalecer e acabar por apoiar Ferreira Leite, como a melhor personalidade que irá combater os maus tempos aí vêm. 😉

    Gostar

  40. piscoiso permalink
    8 Maio, 2008 23:40

    Mais uma peça publicitária rasca, do anti-qualquer-coisinha.

    Gostar

  41. Anónimo permalink
    8 Maio, 2008 23:43

    As pessoas farão alguma ideia do tipo de coisas em que as câmaras municipais gastam dinheiro aos milhões de euros? Terão a noção do que representaria aproximar mais a distribuição do dinheiro dessas instituições e das respectivas regiões com a justiça que temos? As pessoas terão realmente a mínima noção da dimensão da máquina da corrupção que nem sequer está escondida porque basta ir à rua e ver os atropelos à vista desarmada?

    Gostar

  42. 9 Maio, 2008 10:25

    Não é tão cedo que CAA sobe a Ministro da Justiça da Região Norte-até-Bragança

    Gostar

  43. Laden bumbum permalink
    9 Maio, 2008 11:06

    Picoiso, no seu caso deve evitar a utilização do termo “rasca”.
    O que o anti-comuna diz é perfeitamente aceitável, às vezes o óptimo é inimigo do bom.

    Gostar

  44. a. verneuil permalink
    9 Maio, 2008 11:07

    ” As pessoas farão alguma ideia do tipo de coisas em que as câmaras municipais gastam dinheiro aos milhões de euros?”.
    Nem mais.

    Gostar

  45. 9 Maio, 2008 12:40

    Sim sim, vamos voltar à soluçãozinha antiga. Vamos bater todos na mesma tecla porque talvez ela desta vez faça um som diferente…

    Até porque a oposição à esquerda está esfrangalhada e não apresenta alternativas! – Aqui está um argumento cheio de provas empíricas, reflectido, corruborado pela realidade. Até nem tem havido manifestações com milhares e milhares de pessoas. Até nem tem havido greves e protestos. Até nem tem havido cedências do governo e conquistas importantes…

    Que parvoíce pegada. A malta da direita já não sabe o que fazer para não votar no PS e o PSD anda a tentar inventar umas questõezitas, uma privatizaçõezecas para ver se consegue, ao menos, PARECER diferente.

    Gostar

  46. 9 Maio, 2008 12:44

    Por muitos comentários aqui publicados, constato que ainda prolifera muita falta de informação sobre o que realmente é o processo da Regionalização e a iniquidade do Centralismo vigente.

    Sugiro pois uma visita prolongada ao
    .
    Regionalização
    .

    Cumprimentos

    Gostar

  47. Tribunus permalink
    9 Maio, 2008 16:10

    Regionalização, só para encher o cú aos descamisados da politica, para os portugueses, será mais custos!
    Vejam o que actua uma iRS de qualquer coisa, fogem a dar a cara
    e não assumem responsabilidades!

    Gostar

  48. 9 Maio, 2008 22:48

    Anónimo Diz:
    8 Maio, 2008 às 11:43 pm
    “As pessoas farão alguma ideia do tipo de coisas em que as câmaras municipais gastam dinheiro aos milhões de euros?”

    Confesso que tendo em conta os TGV’s, 3ªs pontes sobre o Tejo, Alcantaras, Metros de Santa Apolínia,Alquevas, e afins, parece-me evidente onde são verdadeiramente esbanjados os milhões neste país.

    No fim, parece-me evidente que as câmaras municipais têm em média feito muito melhor trabalho do que a administração central. Em particular no interior do país. Onde a única coisa que a administração central faz é fechar serviços para poder manter o défice anual de 160Milhões de euros no Metro de Lisboa.

    Entre poder local e nacional asseguro, não há qualquer comparação. O local bate o central aos pontos. Nem mais.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: