Saltar para o conteúdo

O diktat do membro da classe dominante uribiano-bushiano

3 Julho, 2008

COLÔMBIA MAIS DISTANTE DA PAZ
Três mercenários estado-unidenses, 11 polícias & militares e um membro da classe dominante colombiana foram recuperados dia 2 pelo governo narco-militarista de Uribe. Daquilo que já se sabe deste episódio verifica-se:
1) Seguindo o diktat bushiano, Uribe continua a rejeitar a solução política do conflito – que deveria ter início com uma troca humanitária de prisioneiros, como propõe as FARC-EP.
2) O governo uribiano-bushiano não hesitou em por em risco a vida dos retidos.
3) Os retidos foram mantidos em boa saúde – poderá o Estado colombiano dizer o mesmo daqueles que mantem nas suas masmorras?
4) Regimes repressivos & fascistas muitas vezes obtêm êxitos em operações de comandos, como mostra a história de Israel e da Alemanha hitleriana – mas isso não leva à paz com justiça social.
5) O alarido mediático dos media corporativos volta-se selectivamente para os membros da classe dominante – mas nunca mencionam os sofrimentos dos oprimidos, como os milhões de camponeses colombianos expoliados das suas terras ou as centenas de guerrilheiros das FARC-EP que padecem nas prisões uribistas.
6) A operação ardilosa do dia 2, infelizmente, pôs a Colômbia mais distante da paz.

Isto e muito mais pode ler-se em RESISTIR.INFO Pessoalmente recomendo todos os textos de Miguel Urbano Rodrigues. Podem começar por este Guerrilheiras das Farc 

37 comentários leave one →
  1. Fernando S permalink
    3 Julho, 2008 09:06

    Afinal não é uma parodia !!…

    Gostar

  2. Anónimo permalink
    3 Julho, 2008 09:19

    Há pessoas acham que ter pessoas retidas contra sua vontade é qualquer coisa desculpável pela defesa da sua luta. Nao é. É abominável. Os meios nao justificam os fins. Sao uns cobardes e bandidos.

    Gostar

  3. 3 Julho, 2008 09:25

    “Retidos”? Impressionante…

    Gostar

  4. Anónimo permalink
    3 Julho, 2008 09:30

    os exércitos europeus da renascença eram acompanhandos pelas unidades revolucionárias de apoio ddenominadas “barregans”, vulgo prostitutas

    Gostar

  5. El Comandante permalink
    3 Julho, 2008 09:32

    Mas o autor deste texto está bom da cabeça?

    Gostar

  6. caramelo permalink
    3 Julho, 2008 09:48

    Está giro, esse tal site. Tem até lá um texto intitulado “Histeria do Aquecimento Global”. Aprende-se imenso.

    Gostar

  7. D.Liberal permalink
    3 Julho, 2008 09:52

    Imagino que o post em apreço tenha sido escrito pelo Ministro Jaime Silva…

    Gostar

  8. Anónimo permalink
    3 Julho, 2008 09:52

    O autor está óptimo da cabeça. Aliás essa cabeça domina aquelas técnicas da propaganda e da contra-propaganda
    a) “mercenários estado-unidenses, 11 polícias & militares e um membro da classe dominante colombiana” – não têm nomes. São uma caricatura social e política: mercenários, polícias ou membro da classe dominante
    b)o presidente da Colômbia é apresentado como o verdadeiro responsável pela situação dos “retidos”
    c) as Farc têm retidos. Por oposição a Colômbia ou nem sequer o país mas sim o seu presidente têm masmorras
    d) o governo da Colômbia é fulanizado no nome do seu presidente e apresentado como um prolongamento do presidente dos EUA: “governo uribiano-bushiano”
    etc… etc… A cabeça está óptima.

    Gostar

  9. helenafmatos permalink
    3 Julho, 2008 09:54

    O Anónimo 9 é Helena Matos

    Gostar

  10. 3 Julho, 2008 10:21

    se a ingrid não se chamasse betencourt e não fosse francesa por casamento nenhum de vós alguma vez teria escrito uma linha sobre o assunto….
    é realmente “chato” ser-se “retido” por “terroristas” ( não esqueçam que já chamaram “turras” aos que lutavam pela libertação das “colónias) mas, são as consequências da “guerra”…
    em lugar de falarem das farc, que tal dissertarem sobre as forças para-militares que actuam na coutada do uribe e aos crimes que praticam?
    masa, não deixam de ser cómicos quando ligam os “terroristas” das farc ao escandaloso cultivo e tráfico de droga… vejam o exemplo do afeganistão que nunca teve tanta droga como depois que foi ilegalmente ocupado para ser transformado num país “democrático”…

    Gostar

  11. 3 Julho, 2008 10:27

    em lugar de falarem das farc, que tal dissertarem sobre as forças para-militares que actuam na coutada do uribe e aos crimes que praticam?
    masa, não deixam de ser cómicos quando ligam os “terroristas” das farc ao escandaloso cultivo e tráfico de droga…

    -Parece que o computador do terrorista abatido, o tal Reyes, tinha comprometedoras provas dessas ligações, além da existência de bases no Equador e colaboração do governo da Venezuela. Calculo que o ambiente na Soeiro Pereira Gomes seja de consternação, não admira, em tempos recusaram encontrar-se com Gorbatchev, sob o argumento que ao permitir o desmantelamento da URSS tinha causado probemas á Humanidade. Uns líricos estes camaradas, dariam um filme cómico não fosse o pormenor de terem escrito o argumento com sangue de vítimas inocentes.

    Gostar

  12. 3 Julho, 2008 10:34

    Completamente amoral e desumano. Práticas, aliás, em que têm curriculo e antiguidade!
    Apoiar narcotraficantes e chamar de criminosas as vítimas e de mercenários os vigilantes das plantações de coca, apenas pq não gostam do regime da Colômbia é criminoso!
    O que é igualmente lamentável é que esta gente que defende e escreve tais monstruosidades são os mesmos que:
    – Vêem para a rua insultar a Ministra da Educação por serem contra a escola a tempo inteiro, a distribuição de computadores aos alunos a partir do 7º ano ou o ensino do Inglês desde o 1º ano.
    – Até se opôem ao apoio escolar aos mais desfavorecidos
    – São os que estão contra o Aeroporto seja lá onde for
    – Os que não querem o TGV
    – Barragens, para quê? As gerações futuras pagarão a factura, dizem
    – Os que são a favor de “porrada” nos camionistas!
    – Os mesmos que são contra o Tratado de Lisboa
    – São os que insultam e vaiam o 1º ministro, vá aonde vá
    – Os que exigem combustíveis mais baratos para toda a gente
    – São exactamente estes que não querem SCUTS , nem autoestradas, nem pontes, nada
    – São contra os imigrantes mas a favor da imigração sem regras nem ordem
    – São indiferentes aos ciganos
    – São contra a reorganização dos serviços de saúde
    – São contra o encerramento de escolas com 3 alunos
    – Os que não querem um Novo Código do Trabalho
    – Nem o Estatuto do Aluno ou do Professor
    – São contra, porra!
    Não há coincidências.
    Os reaccionários são os mesmos. Andam é enganados nas capelinhas que veneram. Ainda não perceberam que têm tudo em comum e que o que os separa são minudências e nomes de clube.
    As vítimas, essas,não costumam escrever em blogs: Normalmente andam a ver se sobrevivem na selva urbana ou mesmo na da amazónia…
    MFerrer

    Gostar

  13. Paulo Tunhas permalink
    3 Julho, 2008 10:50

    Uma perfeição, Helena.

    Paulo Tunhas

    Gostar

  14. vonHaffe permalink
    3 Julho, 2008 11:15

    Felizmente que as guerrilheiras eram todas boas!

    Gostar

  15. 3 Julho, 2008 11:21

    Pois claro, cara helena,

    Assim como é lamentável o governo espanhol sertão intransigente com a ETA (a.k.a. individuos providos de grande humanidade que provocam atentados em nome de um bem maior)

    Assim como é lamentável a forma como Israel continua a não sucumbir aos desejos (imposições terroristas) do Hamas (a.k.a. organização constituida por elementos dotados de enorme compaixão ao extremo de sacrificarem vidas – bobistas suícidas – em nome de um bem maior)

    Assim como é lamentável a falta de compreensão pelos actos humanitários (leia-se limpeza étnica) no Sudão, onde afinal o genocídio está em vias de cessar, claro não por via de uma mudança de abordagem mas por uma redução drástica de “negros para limpar”, mas o que é que interessa se a Frente Islâmica Nacional tenha exterminado 400 mil deles? afinal é tudo em nome de um bem maior. Ahmad al-Bashir é um humanista.

    Temos também o caso dos presos no Brasil, jovens(adultos) que socorreram à violência (homícidio) para vencer as diferenças sociais… afinal é tudo em nome de um bem maior.

    Cara Helena, até admito que o governo colômbiano esteja fulanizado pelo narco-tráfico e que recorra a prácticas recrimináveis para deter as FARC, agora defender as FARC… tenha dó. Tenha cuidado, se ainda resolvem raptá-la a si para exigir ao Sócrates uma mudança de política social.

    Gostar

  16. Cláudio permalink
    3 Julho, 2008 11:36

    luikki

    Sabias que o governo Álvaro Uribe tem vindo desmobilizar as forças Paramilitares da Colômbia?
    http://en.wikipedia.org/wiki/Álvaro_Uribe#2002-2006_presidency
    O que é mau é mau, não é qualquer comparação com a situação no afeganistão, ainda por cima mal feita, que justifica o mal.

    Gostar

  17. Ellcaseiimunitates permalink
    3 Julho, 2008 11:47

    é realmete “chato” terem-lhes chamado “turras” aos “movimentos de libertação” até porque não se lhes conhecia os verdadeiros desígnios para além da suposta independencia.
    Turras verdadeiros só se tornaram quando chegaram ao poder e bem depois de por os colonos fora,levando á miseria económica e á regressão os países “libertados” por les, á fome de milhoes, aos campos de reeducação e ás guerras internas.
    Lamentável é preocuparem-se com os amigos bushianos quando ao longo de quase cinquenta anos fizeram a apologia desses turras agora personaficados apenas no “coitado” do Mugabe único sobrevivente coerente da mesma corrente de pensamento e para o qual sintomaticamente a grande pátria do socialismo restante, agora mais a leste, veta no CS da ONU qualquer acção contra ele.
    Essa mesma pátria que usa o capitalismo selvagem mais tipico do inicio da revolução industrial para ser o farol que os alumia.A mesma que “tomava conta” de territórios quando promovia (junto com a pátria que os viu nascer) a “libertação” de terceiros.Aquela que era única apoiante dos Kmeres vermelhos lembram-se? e que hoje além do doce Mugabe, o Kim Il, a Birmania que mudou de nome e terra também de liberdades que não tem paralelo no mundo. A mesma que financiando no Nepal leva os seus correlegionários ao poder e os militares que atacam os monges.No Sudão fazem o mesmo que no Zimbábué, apoiam indefectivelmente o morticinio.
    São tudo gente de grandes desígnios para o bem dos povos.
    Pena são estes (e outros) “pequenos desvios”.

    Gostar

  18. 3 Julho, 2008 11:56

    Meu querido PCP,

    Quanto à opressão que as “forças progressistas da Colômbia” e aos desaires militares que têm sofrido, quanto ao facto do ditador colombiano só ter tido a maior maioria com a maior percentagem de votantes alguma vez alcançada em urna da América do Sul, quanto ao facto das acções militares do governo legitimamente eleito terem tido sucessos sucessivos nos ultimos tempos, quanto à última acção infriltada ter resultado na libertação da Ingrid Bettencourt e de mais 11 reféns… só me ocorre dizer… EMBRULHA!!!

    O mesmo para o teu amigo Chavez, que como patrocionador do terrorismo felizmente não vai ter retorno do investimento… AINDA BEM!!!!

    Com carinho….

    Gostar

  19. Ellcaseiimunitates permalink
    3 Julho, 2008 11:58

    No Afeganistão a receita é duplicada, recebem milhoes para deixar de cultivar e voltam a fazê-lo aumentando a produçao tal como as Farc o fazem vai para quase quarenta anos.
    Essa ideia é sim “revolucionária” mas convém saber que já não é nova, foi aplicada na Colombia com sucesso fazendo dela o imperio da droga.
    Ideias aliás bem discutidas e propaladas por um senhor com um ar um tanto desgrenhado que ainda hoje enfeita muitas T-shirts, o mesmo que designava um numero de fuzilados por cada charuto que fumava.
    O mesmo ícone que saltitava qual cruzado do sec xv de terra em terra e até d continente propalando a fé nos amanhãs que cantam talvez libertando as mentes dos não crentes em tal fé com um projectil da arma do povo.

    Gostar

  20. Anónimo permalink
    3 Julho, 2008 12:08

    o AVANTE ainda nada disse .Devem estar a engolir sapos…

    Gostar

  21. Anónimo permalink
    3 Julho, 2008 12:12

    Inacreditável!!! Julgava que estas merdas já não existiam !!! Ao consultar a página “resistir.info”, tive assim uma sensação de “déjà vu” que me transportou ao pós 25 de Abril onde o mesmo tipo de disparates faziam parte da máquina de propaganda dos esquerdalhos nos liceus , faculdades, etc., etc.

    Estes gajos pararam no tempo ou congelaram-lhes o cérebro.

    Gostar

  22. 3 Julho, 2008 12:56

    Kominform forever, não é, Miguelito?…

    Gostar

  23. 3 Julho, 2008 17:02

    Um comuna é um comuna, sempre comuna, mesmo quando é um comuna simpático ou bem aburguesado. O Cluny ou o Ruben não são menos perigosos que o paleolítico Urbano. E a amoralidade que treinaram durante anos torna-se uma segunda natureza, vd. Vital Moreira. Os comunas comiam criancinhas, alguém duvida? Que é que acontecia nos ‘orfanatos’ do Ceausescu? Qual o primeiro país do mundo a legalizar o aborto, logo seguido da Alemanha nazi? A Urss, pois claro. Quantos milhões de crianças mortas na China por aquela política criminosa! Ideologia de magarefes que ainda tem quem desavergonhadamente a defenda. O Sòcrates é péssimo, o Portas insuportável, a Manela levezinha, mas são infinitamente menos nocivos que qualquer membro daquela seita milenarista.

    Gostar

  24. simon permalink
    3 Julho, 2008 19:07

    Ainda há alguém lúcido no meio da pilhagem dos invasores do mundo.

    Gostar

  25. simon permalink
    3 Julho, 2008 19:13

    Eh, ainda alguém, lúcido, resiste, em meio à alienação global das armas e do petroil, com o dólar a rolar por aí abaixo, que não se sabe aonde ainda vai dar e já tem por fodida a maior parte e de uma ou outra maneira a todos.

    Gostar

  26. 3 Julho, 2008 20:11

    Ainda não é este ano, que o PCP convida Ingrid para madrinha da Festa do Avante, em vez das FARC:

    Nota do Gabinete de Imprensa do PCP/03/07/2008

    Em resposta a várias solicitações dos órgãos de comunicação social sobre a posição do PCP a propósito da operação de resgate de Ingrid Bettencourt por parte do exército nacional na Colômbia, o PCP considera o seguinte:

    1. O resgate de Ingrid Bettencourt após um período em que esteve prisioneira na selva colombiana, coloca em evidência a gravidade da situação em que se encontram centenas de prisioneiros em ambos os lados do conflito e a necessidade de encontrar uma solução humanitária entre as partes.

    2. Os complexos problemas em presença, exigem uma solução política e negociada de um conflito que se arrasta há mais de 40 anos sem solução, situação que é em si, inseparável da política de agravamento da exploração e de terrorismo de estado praticada pelo governo neo-fascista de Uribe, conforme tem vindo a ser denunciado pelas forças progressistas e democráticas da Colômbia.

    3. O Povo colombiano poderá continuar a contar com a solidariedade dos comunistas portugueses na sua luta contra a opressão e exploração, pela justiça social, pela democracia e soberania nacional.

    Sem mais comentários
    MFerrer

    Gostar

  27. 3 Julho, 2008 23:03

    Nota do Gabinete de Imprensa do PCP/03/07/2008 Em resposta a várias solicitações dos órgãos de comunicação social sobre a posição do PCP a propósito da operação de resgate de Ingrid Bettencourt por parte do exército nacional na Colômbia, o PCP considera o seguinte:

    1. O resgate de Ingrid Bettencourt após um período em que esteve prisioneira na selva colombiana, coloca em evidência a gravidade da situação em que se encontram centenas de prisioneiros em ambos os lados do conflito e a necessidade de encontrar uma solução humanitária entre as partes.

    2. Os complexos problemas em presença, exigem uma solução política e negociada de um conflito que se arrasta há mais de 40 anos sem solução, situação que é em si, inseparável da política de agravamento da exploração e de terrorismo de estado praticada pelo governo neo-fascista de Uribe, conforme tem vindo a ser denunciado pelas forças progressistas e democráticas da Colômbia.

    3. O Povo colombiano poderá continuar a contar com a solidariedade dos comunistas portugueses na sua luta contra a opressão e exploração, pela justiça social, pela democracia e soberania nacional. Sem mais comentários

    Gostar

  28. 4 Julho, 2008 00:35

    Sobre as FARC e o PCP penso que vale a pena ler este documento (não o encontrei em português): http://www.international.pcp.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=243&Itemid=37

    Sobre o relacionamento possível com a ETA veja-se: http://www.lefigaro.fr/international/2008/06/05/01003-20080605ARTFIG00020-madrid-enquete-sur-les-liens-entre-les-farc-et-eta.php

    Como se vê tudo bons rapazes e … boas raparigas!

    Gostar

  29. 4 Julho, 2008 09:50

    Juro que até ao fim pensei que fosse a Helema Matos a fazer uma paródia…Nada é mais cómico que a realidade.

    Gostar

  30. honni soit qui mal y pense permalink
    4 Julho, 2008 12:03

    Ainda vai justificar a cruxificação de Cristo como uma mistificação sionista e á luz da luta de classes no sinédrio.

    este urbano é-o muito pouco mesmo

    Gostar

  31. Luisa permalink
    4 Julho, 2008 12:57

    Para quem estava a morrer de hepatite há umas semanas atrás… e aparece sem uma ruga, sem um cabelo branco, sem uma grama a mais ou a menos, a agradecer a Deus, à virgem e aos militares colombianos, ao Uribe … há que reconhecer que é uma “causa” ocidental com direito a avião presidencial Sarkozyano, recepções no Eliseu e Câmara de Paris e sabe-se lá mais aonde. Talvez também no Vaticano? Casa Branca?

    Gostar

  32. 4 Julho, 2008 13:17

    Acho que esse sujeito é o típico comunista. Só podia dizer bem das FARC. Aliás, se lhe perguntarem algo sobre Lenine, também irá dizer muito bem dele. Quando o confrontarem com os primeiros 10 milhões de pessoas mortas na primeira guerra civil da URSS pelos comunistas, ele dá a volta à questão. Mas por acaso é algo que me faz confusão: como é que um comunista o consegue ser sabendo que vive sobre uma utopia que matou milhões de pessoas em toda a História? Não percebo…

    Gostar

  33. honni soit qui mal y pense permalink
    4 Julho, 2008 16:52

    consegue, consegue … é uma questão de fé .não de razão .

    Gostar

  34. 9 Julho, 2008 20:00

    Pensei que a Liberdade,a Democracia e os Direitos do Homem, fossem apanágio do PCP, mas ao ler a sua reação à Libertação de Ingrid Bettencourt, fiquei pasmada, pois esses valores, só são validos, quando se trata de fascinoras como Roberto Mugab do Zimbábue ou Kim I da Birmania ou do Governo Chinés no Tibete. É triste que o PCP continue a pensar como no tempo de Estaline e Lenine e não veja que a Liberdade , a Democracia e os Direitos do Homem, são um Bem pertença de todo o Ser Humano.

    Gostar

Trackbacks

  1. Vergonhoso « O Insurgente
  2. 3Jul: Análise/opinião « A Vila de Potemkin
  3. Eles andam aí « Farmácia Central

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: