Saltar para o conteúdo

A sorte grande de Sócrates

10 Julho, 2008

Os partidos da oposição vão, nos próximos tempos, provar o seu próprio veneno. Quanto mais medidas sociais pedirem, menos poderão criticar o governo de tomar medidas eleitoralistas. A “crise internacional” e a “emergência social” são a sorte grande de Sócrates. Hoje tomou 5 medidas eleitoralistas. Tomará 5 por mês até ao fim do mandato, disfarçadas de medidas de combate à “emergência social” inventada por Pacheco Pereira. A oposição criou as condições para as medidas eleitoralistas de Sócrates se tornem naturais e inevitáveis. Até patróticas.

19 comentários leave one →
  1. Anónimo permalink
    10 Julho, 2008 19:46

    depois do “passe” de muleta só lhe resta levar meia-estocada

    Gostar

  2. c valente permalink
    10 Julho, 2008 19:54

    Pois, pois
    Saudações amigas

    Gostar

  3. lucklucky permalink
    10 Julho, 2008 19:56

    A “Crise Internacional” foi a treta inventada pelo Prof. Marcelo há uns 4 anos para desculpar os resultados das asneiras que se faziam. 3 anos depois não tínhamos crescido enquanto os outros cresciam várias vezes mais. Vamos pelo mesmo caminho de Propaganda, nada se aprendeu. Os números indicam que há países que não sofrem da doença da “Crise Internacional”.

    Gostar

  4. elesqueremvoltar permalink
    10 Julho, 2008 19:56

    os partidos de esquerda têm sempre o mesmo discurso…
    o país até poderia ser o mais rico do mundo… e ter um nível de vida excepcional… a cassete está sempre no modo de repetição…
    o país fica a perder pq ideias sérias, credíveis e úteis não surgem da esquerda

    oAbrupto
    http://elesqueremvoltar.wordpress.com/

    Gostar

  5. 10 Julho, 2008 19:59

    O PM comporta-se como se fosse dono de um saco de dinheiro (os nossos impostos) que faz o favor de distribuir a seu belo prazer conforme as pressões a que é sujeito.
    Não vi nenhuma medida susceptível de aumentar o PIB para contribuir para o enchimento do saco.
    Assim vamos continuar a gerir mal o empobrecimento do País com a agravante de estarmos a hipotecar o futuro.
    Dica para um bom investimento público susceptível de gerar riqueza: uma central nuclear.

    Gostar

  6. 10 Julho, 2008 20:04

    Isso!! O grande problema de se pensar a politica sem os marketeiros por trás a dar conselhos, que neste caso em particular seriam bem neessários. Manela, quanto mais caladinha melhor… ouve o Marcelo – Tática do silêncio é a ganhadora!!

    Gostar

  7. simon permalink
    10 Julho, 2008 20:10

    E contudo é mais respeitável e confiável, para quem quer que seja, o Francisco Louçã, de carta branca (livre de fazer o que bem lhe dê na real gana), que o primeiro ministro de Portugal atado de mãos e pés e ainda mudo da fita que lhe prende os lábios a fim de não nos ofender.

    Que nem a facilidade de esgrimir arremedos de razão lhe dá ganho algum, antes, para obstar à demagogia fácil, nos obriga a mudar a toda a hora de estação.

    Gostar

  8. simon permalink
    10 Julho, 2008 20:14

    E não haverá aí, ó JM, natural fenómeno que nos livrasse do PS e PSD juntos, mais CDS, que se provou constituem o nosso maior perigo e grande mal?

    Gostar

  9. 10 Julho, 2008 20:24

    Bem observado. MFL vai ficar sem discurso.

    Gostar

  10. 10 Julho, 2008 20:29

    Foram vocês que pediram um Governo com consciência social?
    LOLOLOL
    MFerrer

    Gostar

  11. 10 Julho, 2008 20:32

    Mais uma breve passagem na 1ªa pessoa, o José.
    http://denunciacoimbra2.wordpress.com/2008/07/10/o-menino-de-ouro-parte-iv/

    Gostar

  12. Manuel Ferreira permalink
    10 Julho, 2008 21:15

    Uma leitura interessante. Porta aberta para dar uma de bonziho a todos. Afinal provam o próprio veneno.

    Gostar

  13. 10 Julho, 2008 21:17

    Completamente de acordo. Tal como escrevi aqui, os dois principais partidos parecem apostados em taxar a classe média trabalhadora para distribuir subsídios não só aos indigentes, mas também aos que continuam a fugir aos impostos, sendo pobres perante o Estado e lordes perante a vida.

    O problema desta fórmula é que a crise vai adensar-se e a classe média há-de fartar-se do desfilar de medidas completamente ineficazes para o equilíbrio dos seus orçamentos familiares. E tanto a corda estica que algum dia há-de quebrar.

    Gostar

  14. Manuel Ferreira permalink
    10 Julho, 2008 21:17

    Presença

    Mas essa é uma qualidade do Sócrates. É um líder…

    Gostar

  15. Doe, J permalink
    10 Julho, 2008 22:06

    Se os vigaristas não tivessem “presença” precisavam de trocar de profissão por falta de “clientes”.

    E quanto ás questões, a nenhumas respondeu como de costume.

    Gostar

  16. A. R permalink
    10 Julho, 2008 23:23

    Aprenderam com Zapatero… foi só benesses. Só que ali, pelo reino de Espanha, os indicadores económicos estão ao pior nível de duas décadas. Claro que a culpa é do Bush, do Blair do BCE e … da meretriz que os pariu.

    Gostar

  17. simon permalink
    11 Julho, 2008 00:07

    Mas essa é uma qualidade do Sócrates. É um líder…
    É um líder. Um gajo repetitivo, falso e chatoooo.

    Gostar

Trackbacks

  1. Ora, nem mais… «
  2. Posts ‘Na Mouche’ | Oh Não!

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: