Saltar para o conteúdo

Os estudantes estão em luta

14 Novembro, 2008

Os estudantes do ensino secundário estão em luta. Alguém percebe o que se está a passar? Talvez lendo o AGIT. O AGIT é um jornal (PDF) da Juventude Comunista Portuguesa. Na última edição, datada de Setembro de 2008, podemos lá ler uma entrevista com os membros da associação de estudantes de uma escola de Matosinhos:

AGIT – A vossa Associação de Estudantes lançou um apelo de luta a todas as escolas do país para que saiam à rua no dia 5 de Novembro para a realização de uma Manifestação Nacional dos Estudantes do Ensino Básico e Secundário. Como surgiu este apelo?

Nicole Santos e Victor Paiva: – Este apelo surgiu na conversas entre Associações de Estudantes (AAEE) e os próprios estudantes e até das boas experiências de luta que tivemos no ano passado. foi unanimo entre a malta que é mesmo necessário darmos uma grande resposta ás medidas gravosas que os últimos governos têm vindo a tomar, mais particularmente a estas medidas impostas pelo actual Governo PS. Por isso decidimos marcar jornada de luta nacional para dia 5 de Novembro. depois decidimos, fazer um apelo à luta que está a circular entre as AAEE por carta e e-mail, que passarão a informação aos estudantes.

AGIT – Quais são os motivos desta luta?

NS e VP: – Os estudantes infelizmente tem muitos motivos para luta, podemos começar pelo Estatuto do Aluno, uma medida recente que entrou em vigor este ano lectivo, que é literalmente um código penal para os estudantes. Para além disso, contém um regime de faltas excessivamente rígido, que chega mesmo ao ridículo de, se correr o risco de reprovar se faltarmos duas semanas por doença, quer dizer com este estatuto nem doentes podemos estar. A Empresa Parque Escolar (EPE) que tem feito maravilhas por todo o país, mas que não passa de um belo embuste para que os privados entrem na escola pública “de mansinho” e sem ninguém dar por nada. Os exames nacionais, uma barreira ao ingresso no Ensino Superior. O novo Regime Jurídico, que faz parte do plano de privatização do ensino, que tem como único objectivo escancarar as portas das escolas aos privados e, por outro lado, limitar ainda mais a democracia interna das escolas pela eliminação do Conselho Executivo e concentração de todos os poderes de decisão na figura do Director. Exigimos também a implementação da Educação Sexual já no próximo ano lectivo, um sério investimento de recursos materiais e humanos nas escolas e a consagração da liberdade e democracia na escola e das AAEE.

[…]

Os bolds são meus.

Anúncios
15 comentários leave one →
  1. 14 Novembro, 2008 14:50

    Ehehe começam bem. Se não fossem os erros ortográficos dir-se-ia que o Jerónimo era o autor do documento.

    Gostar

  2. Anónimo permalink
    14 Novembro, 2008 15:04

    Gosto da parte em que os exames nacionais são uma barreira à entrada na faculdade. Bom, bom era no PREC, passava tudo por decreto que era uma maravilha..

    Esta geração morangos está toda fdda

    Gostar

  3. 14 Novembro, 2008 15:28

    Nas universidades do Hugo Chávez entra toda a gente. Vejam a reportagem da revista brasileira “Veja”. (Procurem o link, que o meu telemóvel não dá para copy-paste…) O Chávez está a destruir o ensino superior venezuelano. Deve ser este o modelo almejado pela JCP…

    Gostar

  4. Anónimo permalink
    14 Novembro, 2008 15:36

    Há 40 anos atrás também não tinham direito de fazerv pela vida e pelas convicções, estava tudo bem, arranjem outra guerra colonial e mandem-nos para lá, hoje pode ser onde vocês quiserem!

    Gostar

  5. jose manuel santos ferreira permalink
    14 Novembro, 2008 16:20

    Discursos muito politizados, à esquerda
    Com estas idades os alunos sabem bem para onde caminham ?????
    Temos de poupar os professores tão assoberbados estão
    Queremos saber mais
    Agora não podemos faltar ???? Temos depois de ser submetidos a uma prova ????
    Os pircings também fazem parte do décor
    Pais acordem
    Para onde caminham os vossos filhos ???
    Não há controlo de aplicação ???

    Gostar

  6. 14 Novembro, 2008 16:28

    Muito interessante! Possivelmente alguém virá na mesma dizer ai os professores e tal a manipularem as criancinhas…

    Gostar

  7. agonia permalink
    14 Novembro, 2008 19:51

    Já não falta muito para os comuns começarem a comer as criancinhas, por trouxas, já se vê. Quando um regime que se diz democrático começa a ser alvo de críticas justas, até da parte dos comunas, é porque o pântano se adensa.

    Gostar

  8. Gabriel Silva permalink*
    14 Novembro, 2008 19:56

    Agonia,

    as criticas são simples mentiras, e nada tem de justo.
    e os comunistas são os que estão na base da desinformação e mentira que leva aos protestos.
    Veja no site da jcp, a «campanha de início ano lectivo». Está lá tudo.

    Gostar

  9. Anónimo permalink
    14 Novembro, 2008 19:57

    Todos os putos sao de esquerda…nao ha que dar valor, faz parte da evolucao. Joao…tu levavas porrada e eras obrigado a rezar o terco…nao gardes rancor….

    Gostar

  10. 14 Novembro, 2008 20:19

    «Os exames nacionais, uma barreira ao ingresso no Ensino Superior»

    Eu sublinharia mais esta…

    Gostar

  11. 14 Novembro, 2008 22:55

    😆

    Estão na idade dos excessos!

    Gostar

  12. 14 Novembro, 2008 23:05

    LOL comunistas.

    São todos burrinhos. Só têm amigos porque têm ganza. Caso contrário, eu nem falaria com estes idiotas que no futuro terão um blog ao estilo deste que estou a comentar.

    Gostar

  13. aluno do 11º permalink
    15 Novembro, 2008 02:11

    Concordo que as manifestações feitas pela maioria dos alunos foi para boicotarem as aulas e claro muitos não sabiam o porque de se estarem a manifestar. Mas se cairmos no erro de generalizar a maioria dos estudantes como selvagens e de chamar instrumentalizados aos alunos chega a ser demais.
    Eu fiz greve e penso que os meus motivos são mais do que nobres para tal. Porque me insurgi contra a arrogância e intransigência da ministra que insiste em não escutar os alunos e os professores. É muito fácil comentar, mas quem está dentro das escolas é que sabe as dificuldades deste novo estatuto do aluno, da avaliação dos professores e da sobrecarga de trabalho dos professores que estão constantemente em reuniões. Confesso-vos que na minha turma existe uma rapariga que sofre de um grave problema renal e devido aos medicamentos que toma para a sua doença deixo de crescer. Quando esta se encontra com crises e não pode ir a escola o que acontece sistematicamente ,mesmo justificando as faltas ira ter de fazer um exame e outras coisas sabe se lá o que ,esta situação encontra-se também com outros alunos da escola com outros problemas. E SABEM O PORQUE DESTA SITUAÇÃO? PORQUE NÃO EXISTE NENHUM ARTIGARTIGO NESTE NOVO ESTATUTO DO ALUNO QUE ABRA UMA EXCEPÇÃO PARA ALUNOS DE ENSINO ESPECIAL E ALIÁS COMO ACONTECE NA MAIORIA DAS ESCOLAS NEM EXISTE UM PROFESSOR DE ENSINO ESPECIAL.
    Só falta dizer que somos todos comunas!

    Gostar

  14. AFC permalink
    15 Novembro, 2008 16:33

    em resposta ao “Aluno do 11º”:

    Meu caro, que o mal fosse serem todos comunas. Estávamos melhor.
    Pior é não serem coisa nenhuma e não vêem sequer que estão a ser utilizados como arma de arremesso politico por gente sem escrupulos com interesses mesquinhos e por uma classe profissional que se caracteriza pela total falta de brio e constante resistência á mudança, uma gente imbecil cheia de regalias profissionais, que nem falar português correcto sabe e que mina por completo o futuro do país tal é a importância do seu papel na sociedade…

    Coitadinhos. Têem férias que nunca mais acaba, empregos vitalicios, não precisam de ser melhores para progredir na carreira e veja se lá passam a vida em reuniôes. Vá se la saber o que tanto discutem nessas reuniões pois o ensino está na mesma á anos…Se faltassem menos ás aulas que se conprometeram a dar e pelas quais são pagos, e fizessem menos reuniões talvez chegassem a algum lado.
    Realmente com uma cáfila de matarruanos a ensinar-vos não se poderia esperar da vossa parte nada de melhor.
    O lema da FENPROF e do PC/BE só pode ser “ignorance is power”. E com vocês está mesmo a resultar.
    Parecem carneirinhos…

    Gostar

  15. Anónimo permalink
    15 Novembro, 2008 20:11

    O titulo podia ser # empresários estão em luta #
    Filhos de empresários envolvidos em escolas. AECOPS E AICCOPN denunciam ilegalidades dos concursos da Parque Escolar.
    http://www.aecops.pt/pls/daecops2/pnews.build_page?text=23096019

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: