Saltar para o conteúdo

Mudar os nomes *

27 Dezembro, 2008
by

A 1 de Janeiro a Brigada de Trânsito da GNR vai passar a chamar-se Unidade Nacional de Trânsito. Existirá, a propósito, uma levíssima reestruturação dos serviços mas a alteração fundamental é a que respeita ao nome.
A cisma nos nomes é tão desmesurada na Administração Pública que já me passou pela cabeça a ideia de existir alguma indústria escondida de placas para edifícios e gabinetes.
Há anos, as Comissões de Coordenação da Região (CCR) passaram a designar-se por Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) – deve ter sido um passo em frente para a civilização!
Dá a ideia de que as reformas começam e acabam nas denominações e que o resto é secundário.

Este é o nosso país ano após ano: mudam-se os nomes e quase tudo o resto fica na mesma.

* CM, 26.XII.2008

Anúncios
47 comentários leave one →
  1. Sem Anestesia permalink
    27 Dezembro, 2008 09:24

    No 1984, os ministérios mantinham os nomes e mudavam a história … Em Portugal, os ministérios mudam o nome a toda a hora, e nunca há coragem para mudar a História.

    Esta guerra dos nomes dava um pequeno conto.

    Gostar

  2. hora-porra permalink
    27 Dezembro, 2008 09:25

    “a merda é sempre a mesma, só mudam as moscas” atribuida a Manuel Brito Camacho
    a mosca actual (pm) é o anti-midas: transforma o ouro em merda

    Gostar

  3. Acção Directa permalink
    27 Dezembro, 2008 10:01

    Mas não só. Vão ver que se criam mais uns lugares novos, vulgo tachos, de certeza principescamente pagos.

    Gostar

  4. O.Pina permalink
    27 Dezembro, 2008 10:03

    Vocês ainda vão ter saudades dele! Lembrem-se da merda que o antecedeu e da merda que se quer alternativa.

    Gostar

  5. 27 Dezembro, 2008 10:05

    Commonsense informa os seus amigos e outros blogs que o seu blog no sapo está bloqueado há vários dias e ninguém no próprio sapo o consegue desbloquear. Apesar de ser visível no endereço do costume, o login não funciona e, por isso, não é possível colocar novos posts nem administrar o blog.

    Nesta circunstância e em desespero de causa, Commonsense migrou para o bloger com uma novo endereço: http://02commonsense.blogspot.com/

    Convida todos para a sua nova casa, onde os receberá com todo o gosto.

    Gostar

  6. 27 Dezembro, 2008 10:13

    No tempo da outra senhora, havia um partido e só um partido, o partido único, curiosamente com o nome “União Nacional”.
    Com o advento da democracia acabou esse partido, mais a Pide-Dgs, mais a Legião Portuguesa, mais mais.
    Agora mudaram essa coisa do trânsito e vai de lhe porem o nome “Unidade Nacional”.
    Algum saudosista anda a mudar o nome das coisas.
    Ainda vão chamar “Mocidade Portuguesa” a quem tiver o Magalhães.

    Gostar

  7. 27 Dezembro, 2008 10:28

    No Jornal do tio Patinhas
    “Queda mensal sem precedentes de 8,1 por cento da produção industrial japonesa”

    O sr. Continente vai investir no Japão.

    O Governo Japonês apoia o empresário, com terrenos ao preço da uva, isenções de impostos durante 20 anos, apoio nas contratações de pessoal de 50% e outros apoios

    Este é que o investidor á maneira

    O empresario Nortenho, quer substituir o Mirohito do pedestal. em 2015, quer ser o Mirohito Nortenho

    Gostar

  8. 27 Dezembro, 2008 10:35

    Essas mudanças de nomes, de designações, é consequência do destrambelhamento de alguns membros do governo, a começar pelo abuso que o PM faz, ao reivindicar para si acções doutros — vidé discurso de Natal.

    Também, essas remodelações, essa “cisma nos nomes”, vai proporcionar uns valentes Euros a empresas que remodelarão a imagam da ex-BTrânsito.
    O que se passou nas CCDR’s, quanto a novos empregos e tachos –tachos despudorados !–, foi escandaloso !

    Gostar

  9. 27 Dezembro, 2008 10:42

    “”Febre das compras não passa com o Natal “”.

    Fui, dos que as compras ontem, dia 26 a um empeendimento “Mirohito”.

    Lugares para estacionar o coche, não havia. Lá dentro parecia vesperas de Natal. Alguem falou em crise?

    Comprei uns sapatos por 10 contos. Almofados por dentro, em calf e borracha para o andamento. Custa normalmente 25 contos da par.

    Fiz uma excelente compra, assim eles fizessem saldos da Mercedes ou do Audi, daueles blindados, tipo “Cantanate”

    Ainda não chegamos lá

    Gostar

  10. 27 Dezembro, 2008 10:48

    “Frio e gelo deixam isoladas aldeias de Trás-os-Montes”

    A Comunicaçáo Social está a perder fulgor.

    Então não é que, ainda não falaram das gripes.

    E o apoio aos desgraçadinhos vivem para lá do Marão?.

    Já tenho saudades dos apelos da CS

    Gostar

  11. 27 Dezembro, 2008 10:54

    “”PSP alarga policiamento de proximidade em 2009″”

    Acham que o cidadão, pode ficar descansado, com este anuncio das forças que tem a missão a defesa interna? se fosse no Afeganistão, ainda vá lá

    Gostar

  12. hora-porra permalink
    27 Dezembro, 2008 10:57

    andam aqui bufos do largo dos ratos
    eles roem tudo
    nem comidos esquecem os pobres, os sem abrigo, os desempregados
    têm sempre razão
    a culpa é sempre dos outros
    sabem tudo
    têm o monopólio de tudo.
    nacional-socialistas
    tenham um mínimo de vergonha

    Gostar

  13. 27 Dezembro, 2008 10:58

    Pois eu comprei um Satellite !

    Gostar

  14. 27 Dezembro, 2008 11:08


    A mudança dos nomes e dos logótipos é um velho truque para ganhar tempo a que recorrem os gestores em dificuldades – quer públicos, quer privados. É o B-A-BÁ do incompetente e, num país onde o grau de exigência é baixo, costuma dar bons resultados..

    Este mesmo assunto foi abordado, já há algum tempo, na crónica «UNTe, mas com moderação!» que se pode ler [aqui]

    Gostar

  15. 27 Dezembro, 2008 11:19

    Civilização, não ainda.

    Gostar

  16. 27 Dezembro, 2008 11:23

    Na verdade, milhões de desempregados, rumaram a Gulag.

    O Gato com bigode tratava com misecordia

    Gostar

  17. 27 Dezembro, 2008 11:31

    Associada à histeria da mudança de nomes vem, quase sempre, a dos logótipos. Alguns exemplos curiosos são referidos em «Os tipos dos logotipos» – [aqui]

    Gostar

  18. 27 Dezembro, 2008 11:41

    ou o PCP não mudam de logótipo de vez em quando – nem dão mostras de o quererem fazer?

    ===

    Errado.

    O PCP ía as eleições com uma coligação APU ..CDU, etç.

    Ao invés, nunca vai as eleições com a sigla do partido.

    Pense bem

    Gostar

  19. Pi-Erre permalink
    27 Dezembro, 2008 12:33

    6. Piscoiso

    Mocidade Portuguesa? Tomara eu voltar a esses tempos.

    Gostar

  20. Pi-Erre permalink
    27 Dezembro, 2008 12:38

    As criadas de servir já foram sopeiras e agora são empregadas domésticas.
    As cozinheiras agora são técnicas de preparação de produtos alimentares (TPPA).
    Os engenheireiros agora são Engenheiros.
    Etc.
    Enfim, este mundo é composto de mudança. Só o Constâncio se mantém constante.

    Gostar

  21. 27 Dezembro, 2008 13:11

    Olho de Pau,

    Os nomes e os logótipos das coligações são diferentes porque elas mesmas o são:
    A APU era PCP+MDP/CDE e a CDU é PCP+PE/V.

    O nome e o logótipo do PCP mantiveram-se.

    Gostar

  22. 27 Dezembro, 2008 13:15

    (Cont.)

    O facto de o PCP evitar ir às eleições com a sigla do partido (o que é verdade) é independente do facto de essa sigla se manter inalterada.
    E é este último aspecto – e só esse – que foco na crónica referida.

    Gostar

  23. 27 Dezembro, 2008 13:34

    Quanto custa a mudança da imagem?
    Quem é que vai desenhar o novologotipo? Haverá concurso publico? (não há de certeza)
    Quanto vai custar a transformação das viaturas? E quem é que a vai fazer? Haverá concurso publico? (não há de certeza).
    E os papeis timbrados, e os impressos? De quem é a gráfica que os vai fazer?

    Gostar

  24. Acção Directa permalink
    27 Dezembro, 2008 13:37

    Quem é o PCP???

    Gostar

  25. Acção Directa permalink
    27 Dezembro, 2008 13:49

    Já descobrimos. Até o Jerónimo se travestiu de Hussein e botou mensagem.

    http://bandeiranegra1.wordpress.com/2008/12/27/o-pagode-sabe-deixa-la-o-obama-do-goulag-com-sotaque-colombiano-antes-isto-por-mais-horrendo-que-seja-que-a-fome-do-kim-il-sung/

    Isto já dá até para rir…lololololol…

    Gostar

  26. Pi-Erre permalink
    27 Dezembro, 2008 13:50

    Ó 24.

    O PCP é um patido de acção directa.

    Gostar

  27. Anónimo permalink
    27 Dezembro, 2008 13:58

    O nome da BT da GNR é simplesmente horroroso. Unidade nacional .. xiça. Como se fosse aparecer a unidade internacional … falta de gosto.

    Gostar

  28. 27 Dezembro, 2008 14:08

    Aparecer um nome “Unidade Nacional” em qualquer entidade pública, é sempre gratificante para os nacionalistas. Nem que seja de polícias de trânsito.

    Gostar

  29. tancredo permalink
    27 Dezembro, 2008 14:45

    Assim a Unidade Nacional de Trânsito vai continuar a fazer Operações Stop nas Auto-estradas.A auto-estrada paga-se para termos rapidez e segurança.Façam as OP/STOP nas saídas.Quando quiser ver folclore, assisto a um espectáculo do rancho da minha terra.

    Gostar

  30. 27 Dezembro, 2008 14:55

    Por uma única vez concordo consigo. ICP/ANACOM, ICEP/AICEP/Portugal Global, DGV/ANSR. Pode não haver indústria de placas, mas existe certamente uma indústria de logotipos e campanhas de marketing. Pagas a peso de ouro. Literalmente, são centenas de milhares de euros.

    Gostar

  31. José Barros permalink
    27 Dezembro, 2008 15:13

    É o chamado efeito “sinédoque”: a mudança de nome faz presumir uma reforma das instituições e transforma-se assim em mais uma flor na lapela de qualquer governo pseudo-reformista.

    Gostar

  32. 27 Dezembro, 2008 15:55

    “Vocês ainda vão ter saudades dele! Lembrem-se da merda que o antecedeu e da merda que se quer alternativa”.

    Mais um que gosta de gomer lixo, em ves de lixo!

    Coitados dos portugueses. Vão sofrer. Muito.

    Gostar

  33. 27 Dezembro, 2008 15:57

    Chamem-lhe União Nacional, porra! Em vez de Partido Socialista.

    Gostar

  34. 27 Dezembro, 2008 15:58

    A 1 de Janeiro a Brigada de Trânsito da GNR vai passar a chamar-se Unidade Nacional de Trânsito.

    “Polícia de Viação e Trânsito
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    Ir para: navegação, pesquisa
    A Polícia de Viação e Trânsito (PVT) era uma antiga força de segurança de Portugal, responsável pela fiscalização dos cumprimentos das disposições legais e regulamentares sobre viação terrestre e transportes rodoviários, sobretudo nas estradas exteriores às localidades.
    A PVT estava organicamente dependente do Ministério das Comunicações, mas, funcionalmente, dependente da Polícia de Segurança Pública, da qual era oriundo, a maioria, do pessoal.
    História
    A PVT teve origem na Polícia de Trânsito, criada em 1930, como unidade especial da Polícia de Segurança Pública, na sequência da necessidade de melhorar o policiamento nas estradas fora das localidades, dado o crescente aumento do tráfico rodoviário. Em 1937, torna-se uma força de segurança independente, passando a designar-se Polícia de Viação e Trânsito. A Polícia de Trânsito e, depois, a PVT tornaram-se o primeiro corpo policial com elevado nível de motorização, equipado com automóveis e motocicletas.
    A PVT foi extinta em 1970 pelo Decreto-Lei n.º 265/70|, de 12 de Junho. Pelo mesmo diploma legal foi criada a Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana que assumiu a maioria das funções da extinta força de segurança e herdou as suas instalações e equipamento.”

    Custa-me muito admiti-lo, mas desta vez acho que o Piscoiso (6.) tem toda a razão. Infelizmente. E o mentirosos vai conseguir transformar-se num outro ditadorzeco à portuguesa porque ninguém acredita que ele seja capaz de estar a fazer isso… Lembre-se de tudo o que já fez e sem que ninguém acreditasse que tal fosse possível.
    Tudo está a ser feito para isso. O controle governamental das polícias (incluindo a secreta), o controle da informação através das agências, a manipulação das sondagens (que não acredito que os portugueses sejam masoquistas!).
    O que custa mesmo a perceber é esta espécie de mesmerização em que se encontra a nação e a oposição (com algumas, raras, excepções). Quando acordarem estarão a viver o pesadelo.

    Gostar

  35. JP Ribeiro permalink
    27 Dezembro, 2008 16:00

    CAA:”Dá a ideia de que as reformas começam e acabam nas denominações e que o resto é secundário.”

    Não dá ideia nenhuma. Mudar o nome é tudo. Você devia é ter lido mais o Orwell.

    Gostar

  36. 27 Dezembro, 2008 16:14

    “Você devia é ter lido mais o Orwell”.

    Está a ver, CAA: “animal farm” e “1984”.

    Gostar

  37. 27 Dezembro, 2008 16:45

    Nada como no, digamos, ‘ensino’: para não falar da pepineira da Tlebs, recordo apenas que recentemente as licenciaturas passsaram a chamar-se mestrados e os mestrados doutoramentos, e para compor os ramalhete, as disciplinas exalçaram-se a ‘unidades curriculares’. Este última mudança é justíssima porque agora, de facto, pouco se aprende, como,aliás, foi mais que merecida a substituição da prestigiada designação liceu por escola secundária ou 2+3 ou o catano.

    Gostar

  38. 27 Dezembro, 2008 16:57

    «(…) já me passou pela cabeça a ideia de existir alguma indústria escondida de placas para edifícios e gabinetes.»

    Isso ainda é o menos. O negócio principal na mudança de nomes e siglas vai para as gráficas; imagine-se a quantidade de novos impressos que é preciso fazer (todos, para ser exacto) e as toneladas dos antigos que vão directamente para o lixo.

    Mas a mudança de nome também tem outra aplicação, por assim dizer mais pragmática: quando alguma coisa é ilegal, muda-se-lhe a designação e pronto, está feito, já é legalíssima. Lembram-se, por exemplo, do caso do patrocinador da Liga de futebol? Betandwin? Bem, como é ilegal o financiamento de eventos por casas de apostas (à excepção da SCM), deixou-se cair “etand” do nome e ficou Bwin – o que é, além de muito mais giro e curto, absolutamente legal.

    Bem, não tenho a certeza disto. Se calhar, é tudo mera coincidência. Como será coincidência que a BT da GNR e a UT da PSP fiquem reunidas sob comando único e, por isso, seja rebaptizada a UNT conjunta.

    Gostar

  39. orabolas permalink
    27 Dezembro, 2008 17:20

    Isto é tudo fumaça: como diz o Acção directa (3), entre comissões de extinção e de instalação, lá vão mais uns tachitos prós amigalhaços – paga zé,que até afábrica dos manguitos já faliu.

    Gostar

  40. 27 Dezembro, 2008 17:22

    Pior do que os custos de publicidade e de gráficas, é a aparente mudança implícita!

    Mas, ensse aspecto, o “menino de ouro” é perito em mudar, sem nada mudar. Ou como ele diz, em reformar sem mexer nada, a não ser as aparências.

    A ASAE não é disso exemplo? antes, chamavam-se “Actividades Económicas”, mas depois veio o Dr. Nunes e a ASAE, só para mostrar que finalmente já havia autoridade!

    União Nacional democrática!

    Gostar

  41. 27 Dezembro, 2008 17:24

    Mas, também houve aquela bota criada por Pedroso/Ferro, chamada Rendimento Mínimo Garantido (RMG) e que o Bagão mudou para Rendimento Social de Inserção (RSI)!

    As moscas mudam, mas ….

    Gostar

  42. Carlos III permalink
    27 Dezembro, 2008 21:42

    Alguém me explica qual a necessidade de mudar o nome da Brigada de Trânsito? A designação talvez não fosse a melhor, mas o que importava era que actuasse eficazmente, o que não depende de etiquetas.

    Gostar

  43. tancredo permalink
    27 Dezembro, 2008 22:06

    A ex-DGV tinha casos de corrupção, a BT/GNR teve casos de corrupção, logo mudam-se as siglas e continua o baile.É o País que temos e merecemos.Ao menos a GNR podia cumprir a lei.

    Gostar

  44. Eu Aqui permalink
    27 Dezembro, 2008 22:10

    Gráficas, que em ano de eleições certamente irão retribuir a dádiva com uns precitos generosos na impressão dos cartazes da(s) próxima(s) campanha(s) …

    Gostar

  45. Pi-Erre permalink
    27 Dezembro, 2008 23:07

    Qual indústria gráfica, qual carapuça. Tudo isso vai ser feito na China.

    Gostar

  46. 28 Dezembro, 2008 01:53

    CAA podia ter ido mais além. Quase todas as D-G, Institutos, etc., mudaram de nome com este governo (CL, atento leitor do D.R., sabe-o bem). Isso implica mudar o logotipo-papel timbrado, e mandar pró lixo milhões de papéis desactualizados. Quem disse k o dr electrónico ia poupar papéis e árvores?

    Gostar

  47. P.Ch. permalink
    4 Janeiro, 2009 15:10

    mudam os nomes prá opiniao publica, lá dentro continua tudo na mesma,os chefes sao os mesmos,os serviços iguais,os logotipos nos papeis tapa-se com autocolantes,á nomes que mudaram á anos e ainda se usam papeis com logotipos antigos tapados é só ter atenção a merda muda mas as moscas são as mesmas.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: