Saltar para o conteúdo

Compaginações

21 Julho, 2009

Eu sei que o caso não chega aos calcanhares da demissão daquele ministro do Desporto, Henriques Chaves de seu nome, mas será abusivo pedir que se pergunte ao dr. Jorge Sampaio como compaginaria ele o relatório do Tribunal de Contas com a resposta do ministro das Obras Públicas?

Anúncios
19 comentários leave one →
  1. 21 Julho, 2009 23:59

    Muito bem (!), Miss Helena Matos !

    Gostar

  2. Basico permalink
    22 Julho, 2009 00:03

    Ao menos foi legal diz ele…assim estou mais descansado.

    Estando o estado a tentar prender uns quantos individuos de alto perfil (bpn, ctt) por gestao danosa, onde e que este acto governamental se enquadra?
    Nao teriamos aqui algo equiparavel?

    Gostar

  3. carlos graça permalink
    22 Julho, 2009 00:12

    ..imunidade parlamentar senhores, imunidade parlamentar ad eternum..

    Gostar

  4. Paulo Nunes permalink
    22 Julho, 2009 00:16

    E vão continuar a fazer o mesmo.
    Não havendo punição, não há motivos para não voltarem a repetir. E que ninguém tenha dúvidas que o vão fazer.

    Continuem a votar nesta gente, continuem.

    Gostar

  5. Basico permalink
    22 Julho, 2009 00:17

    Eu voto no Jel, no Todo Partido.

    Gostar

  6. anti-liberal permalink
    22 Julho, 2009 00:22

    Tontice. O Jorginho é um interesseiro.

    Gostar

  7. K2ou3 permalink
    22 Julho, 2009 00:39

    Isto foi uma SURPRESA, uma Excelente Surpresa!
    Vai para a minha Galeria de Activos Excentricos.
    Vale a pena!.

    Gostar

  8. K2ou3 permalink
    22 Julho, 2009 00:42

    Isto está de tal maneira, que me vou converter

    Gostar

  9. K2ou3 permalink
    22 Julho, 2009 00:44

    erro no LinK:
    pelo menos eu assumo, sou dos poucos que o fazem:.

    Gostar

  10. 22 Julho, 2009 01:35

    «O negócio dos contentores de Alcântara, feito entre o Estado e o grupo Mota-Engil, seria
    um escândalo de dimensões nacionais em qualquer lugar do planeta com alguma vergonha na
    cara. Mas aqui, neste sítio pobre, deprimido, manhoso, cheio de larápios e cada vez mais
    mal frequentado, a coisa passa com umas tantas notícias, umas tantas declarações piedosas
    e uma idas à praia em tempo de Verão. A verdade é que a história cheirou mal desde o
    início. E não era só pelo facto de os indígenas ficarem separados do rio Tejo por uma
    barreira de contentores. Era desde logo pelo facto de um grupo privado ver uma concessão
    prorrogada por mais 27 anos, sem concurso público, e com cláusulas altamente lesivas para
    os cofres do Estado. É evidente também que a coisa da vista serviu para esconder os
    milhões de estavam em jogo, como o Tribunal de Contas do insuspeito socialista Oliveira
    Martins fez saber sem margens para dúvidas. O negócio é uma escandaleira imensa e só
    beneficia o grupo Mota-Engil. É evidente também que a sempre atenta Maria José Morgado
    fez saber logo que a coisa estava debaixo de olho e que o Ministério Público estava a
    preparar uma investigação. Outra coisa extraordinária quando um Tribunal de Contas vem
    dizer que o negócio em causa é, de facto, uma roubalheira dos dinheiros dos contribuintes
    e dá o nome aos bois. É claro que no meio desta desbunda socialista ninguém se lembrou de
    que este escândalo obrigava o ministro Lino a sair do Governo do senhor presidente do
    Conselho a alta velocidade. Mas não. Neste sítio um ministro pode ir para a rua por um
    par de cornos infantis ou por uma piada de mau gosto. As roubalheiras, os negócios
    escuros, os compadrios, a corrupção a céu aberto e o tráfico de influências, não só são
    tolerados como premiados nas urnas. É por isso que, mais do que nunca, era importante uma
    palavra de Cavaco Silva.»
    CM

    Gostar

  11. 22 Julho, 2009 08:11

    A minha tia Eleutéria tentou compaginar mas desistiu.
    Diz que tem mais que fazer do que ler relatório e respectiva resposta em PDF de 93 páginas.
    O MJRB (#1) leu e gostou.
    Bom proveito.

    Gostar

  12. Anónimo permalink
    22 Julho, 2009 09:13

    Compaginava vedo quem é quem que trabalha no tribunal de contas e se são politicos ou não.
    Contas feitas por políticos dá asneira.

    Gostar

  13. Anónimo permalink
    22 Julho, 2009 09:20

    O tribunal de contas é independente? Quem fiscaliza o tribunal das contas?

    Gostar

  14. 22 Julho, 2009 09:59

    Muito bem.

    Gostar

  15. OLP permalink
    22 Julho, 2009 12:17

    Há vários tipos de iliteracia e a menos falada é a iliteracia tribal.
    Passaram os tugas de um analfabetismo quase generalizado para uma suposta evolução em que soletram não tendo deixado no entanto de olharem para apenas o seu umbigo.
    Seja ela a do seu interesse material imediato, revelado no “chico espertismo”,-tribo dos “chicos”.(o mais vasto e que atravessa todas as outras tribos)
    Seja ele da sua “filiação” partidária- tribo da “esquerda” da “direita” dos “liberais” etc e dentro destas as sub-tribos partidárias.
    Seja ela dos seus futebóis- andrades, lampiões, lagartos.
    E por último a tribo familiar, esta hoje muito difusa pois que já no tempo dos “bons costumes” pouco disso havia, já com graves dificuldades de idenficação do pai e mesmo da mãe.
    Assim nesta miscelania de valores tribais, tendo aprendido a soletrar, (tanto no ensino “progressivo” como nas “novas oportunidades”), sejam incapazes de fazer leituras de textos (sobre factos ou acontecimentos).
    É assim que um penalti é penalti para uns e para outros apenas jogou a bola. Ambos foram “roubados”.
    Aplique-se isto a todas as tribos anteriormente descritas e é claro que um negócio ruinoso para a “esquerda” só pode ser de “direita” e vice-versa.

    Gostar

  16. Anónimo permalink
    22 Julho, 2009 14:46

    13, não quer que seja o governo do adorável vendedor de banha da cobra Sócrates pois não? Ou agora o Dr. Guilherme d’Oliveira Martins também já passou para o lado dos pessimistas e bota-abaixistas que tanto prejudicam a extraordinária performance deste singular elenco governamental? Se existe um cidadão que ainda me merece respeito é sem sombra de dúvida o presidente do TC, que se está marimbando para o que a sua actuação possa fazer pela imagem do Governo.

    Estão a ir-nos ao bolso à grande e o povão sorri alegremente…Quando acabarem as borlas é que vai ser giro. O último que feche a porta.

    Gostar

  17. Anónimo permalink
    22 Julho, 2009 15:24

    #16 esse é o presidente e os outros que fizeram o realtório e as contas quem serão?! alguém sabe se são políticos ou pessoas de confiança?

    Gostar

  18. Kolchak permalink
    22 Julho, 2009 16:17

    Quando os Nazis massacraram milhões de judeus nos campos de concentração tudo foi «perfeitamente legal».

    Só mesmo tontos poderão pensar que a lei é sempre justa. Deveria sê-lo, mas pode não o ser.

    Por isso diziam os antigos Romanos que «inventaram» o Direito: «Lei injusta não é Lei».

    Gostar

  19. De nihilo nihil permalink
    22 Julho, 2009 20:09

    A única maneira de compaginar a coisa é trocar o ministro do fio-de-prumo pelo aritmético presidente do tribunal de contas.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: