Saltar para o conteúdo

O embuste

1 Agosto, 2009

A directiva da ERC é para lá de um embuste uma tentativa de legitimar uma intromissão nos critérios editoriais dos diversos meios de comunicação. E longe de se restringir unicamente à informaçãos e aos programas de debate a directiva da ERC vai mais longe e visa também os programas de entretenimento e culturais. Tudo isto claro sempre em nome da igualdade de oportunidades. Donde desde os concursos de danças aos debates temos de ter representantes de todas as candidaturas ou fazer de conta que não temos gente de candidatura alguma, o que é sempre uma forma enviesada e muito eficaz de se favorecer alguns. Em última análise a directiva da ERC  levará a que a mandatária para a Juventude do PS saia do écran até ao fim de Setembro . Aliás segundo o propósito da ERC de criar igualdade o dito programa deverá passar a chamar-se Alfa pendular ou comboio a vapor mas TGV é que não  pois sabendo-se que o TGV opõe neste momento PS e PSD ter um programa televisivo designado TGV ainda por cima apresentado pela mandatária para a Juventude Sócrates não será uma clara intromissão na campanha a favor do PS? Assim postas as coisas tudo isto é um disparate mas a directiva da ERC é isso mesmo: um disparate e um disparate muito perigoso. Sobre este assunto concordo em absoluto com Pacheco Pereira:

«A ideia que o alinhamento político+exposição pública (na televisão em particular) deturpa a igualdade que o PS ou o PSD ou o PCP possam ter com o POUS, comporta todas as ideias erradas sobre comunicação que se possa ter e implica uma visão da sociedade e da política estatizante, burocrática e iliberal » e sobretudo convém não esquecer este aviso que deixa no Abrupto «esta resolução favorece o poder que existe, ela vai calar críticas à governação e permitir que se continue a fazer propaganda todos os dias sob a forma de passagens “normais” nos noticiários, muito mais importantes para a manipulação da opinião pública do que artigos de opinião ou a participação em debates em órgãos de comunicação. Com o modus operandi e o pensamento autoritário, burocrático e regulador da ASAE da comunicação social que é hoje a ERC, esta medida é apenas mais uma num caminho de normativização burocrática da liberdade de opinião, da liberdade. A seu tempo passar-se-á para os blogues, para os autores de programas de governo mesmo que não candidatos, para os futuros putativos candidatos, passará da contabilidade dos candidatos às eleições para os seus apoiantes ou para qualquer pessoa que manifeste uma opinião qualquer que possa ser tida como alinhada num período eleitoral. A seu tempo chegará aos signatários de qualquer abaixo assinado a favor de um candidato, às suas Comissões de Honra, aos apoiantes com relevo público, a Saramago, Mário Soares, José Miguel Júdice, etc. Abram a porta e vão ver quantos cabem por ela, incluindo jornalistas, que têm todo o direito de participação cívica.»

40 comentários leave one →
  1. Acção Directa permalink
    1 Agosto, 2009 11:44

    Faz sentido. Mas a medida também. Ver o Costa comentador da SIC a debater na mesma SIC enquanto candidato autárquico, não entra. Ou o bloquista independente em campanha no Publico, o Rui Tavares. No geral, pouca diferença faz. As vozes independentes e marginais ao Sistema já não entram nos media. Nada de novo.

    Spartakus.

    Gostar

  2. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 11:46

    Isso é para tirar o António Costa da sic not ou então entrar o Santana Lopes para a quadratura do Pacheco e sair o Pacheco.

    Gostar

  3. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 11:47

    Se a erc não dissesse nada saia poste a protestar porque não dizia nada.

    Gostar

  4. Largo do Padrão permalink
    1 Agosto, 2009 11:47

    Parabéns Helena. E parabéns por não confundir tudo como se faz nos blogs, entre programas muito diferentes, situações muito diferentes. E parabéns acima de tudo por perceber, sem ter medo de citar o Pacheco Pereira, o que está em causa com esta resolução da ERC que favorece acima de tudo o poder.

    Gostar

  5. Tiago P. Lima permalink
    1 Agosto, 2009 11:48

    Impõe-se que uma das primeiras medidas da maioria PSD/CDS, que sairá das eleições de 27 do mês que vem, seja propor e aprovar na AR a eliminação da ERC, a bem da democracia e da liberdade de expressão.
    É que a ERC não passa de um aborto em todos os sentidos. Li, há dias, que é vice-presidida por um tal Elísio, cujo curriculum na área da Informação é nulo e cuja formação académica é nenhuma (em qualquer área). E “pertence” ao PSD, calcule-se!, embora até hoje, em todos as deliberações importantes, tenha votado SEMPRE ao lado do PS e no interesse do socretinismo. É obra, não?

    Gostar

  6. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 11:52

    O psd é completamente louco. Ainda recentemente foram aos arames que a Fernanda Cancio ia fazer um programa qualquer na tv. Agora aparecem a dizer que a erc está errada e que nada influencia. Andam sempre preocupados com os minutos a mais ou a menos que o ps tem na tv… e agora Paceco Pereira diz aquilo só porque a erc disse primeiro. São loucos.

    Gostar

  7. helenafmatos permalink
    1 Agosto, 2009 12:01

    6. então esta a ver o perigos dos boys socialistas serem substituidos por uns boys laranjinhas? Isso quer dizer que está de acordo com o meu posto sobre a insanidade dospoderes da ERC per si?

    Gostar

  8. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 12:10

    #7 Também conidero a erc uma aberração. Mas nesta directiva não vejo qual é realmente o grande problema.
    Existe claramente nos media um favorecimento dos 2 partidos maiores e os partidos mais pequenos ficam com dificuldade em passar a mensagem. Isso fora do periodo eleitoral parece-me natural. Mas nas semanas oficiais de campanha pelo menos os media devem dar oportunidade a todos e uma directiva da erc não me parece nada de arrepiante.

    Até porque o partido de Pacehco Pereira é completamente louco quanto aos media o tempo todo e anda sempre a ver os fantasmas.

    Gostar

  9. helenafmatos permalink
    1 Agosto, 2009 12:13

    8. O grande problema é que a ERC passa a editor de opinião e de listas de convidados

    Gostar

  10. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 12:14

    … e estou completamente em desacordo. O partido que mais perde com mais partidos na tv a passar a mensagem é o ps. Já se sabe que estão todos contra ele. Nenhum dos outros vai competir com o partido de Pacheco Pereira.

    Gostar

  11. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 12:15

    O problema é que os boys laranjinhas e os boys cor de rosinha vão ser sunstituidos pelos boys vermelhinhos e pretinhos. E isso mete medo.

    Gostar

  12. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 12:20

    8. O grande problema é que a ERC passa a editor de opinião e de listas de convidados

    E isso não está na constituição por acaso ou na lei das campanhas eleitorais? Se a erc não dissesse nada, os outros partidos não iam todos em série protestar à erc ou à comissão eleitoral e lá ia ter a erc de tomar posição e agir?
    A directiva da erc parece lógica atendendo às leis da campanha eleitoral. Não sei onde está o problema.

    Gostar

  13. helenafmatos permalink
    1 Agosto, 2009 12:25

    Sete anónimos é muito anónimo. Contudo vamos lá explicar de novo: temos de arranjar uma neta de Jerónimo de Sousa, de Ferreira leite ou de Carmelinda Pereira para equilibrar a presença da socrática Carolina Patrocínio? Não se fala sobre o Saramago, apoiante de António Costa, até 11 de Outubro?

    Gostar

  14. helenafmatos permalink
    1 Agosto, 2009 12:27

    12- «O grande problema é que a ERC passa a editor de opinião e de listas de convidados» E isso não está na constituição por acaso ou na lei das campanhas eleitorais?

    Não está nem nunca esteve. Nem na presente Venezuela está tal coisa escrita.

    Gostar

  15. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 12:39

    A ERC alerta desta forma os meios de comunicação social para o facto de ser “aplicável, nos períodos eleitorais, um princípio geral de igualdade de oportunidades de acção e propaganda das candidaturas durante as fases da pré-campanha e da campanha eleitoral, tal como consagrado na Constituição, na Lei e na jurisprudência dos tribunais”, resultando, da aplicação deste princípio geral, que “durante os períodos eleitorais, não são invocáveis critérios que procurem «justificar» a presença de uma ou mais candidaturas, em detrimento de outras”.

    Sinceramente, julgo que está na constituição a coisa sobre a igualdade de oportunidades durante o periodo de campanha. Se calhar a erc não tinha era necessidade de enviar qualquer directiva.

    E isto é só para o periodo de campanha eleitoral que são duas semanas. Não é para Agosto e Setembro. Era o que mais faltava, ninguém aparecia na tv.. eheh ou tinham de ir todos em magote.

    A tv vai ser uma grande chatice nas semanas da campanha isso sem duvida. Mas naõ consigo perceber qual é na verdade o problema. Se não concordam mudem a lei eleitoral e a constituição.

    Gostar

  16. Tomem Nota permalink
    1 Agosto, 2009 12:42

    Esta de acordo com o Pacheco?, quer dizer que é Loura, as louras sabem tudo no que respeita a vida dos outros.

    Diz-me a experiencia

    Gostar

  17. Largo do Padrão permalink
    1 Agosto, 2009 12:44

    Sabem quem propôs na Assembleia da República a extinção da Alta Autoridade da Comunicação Social? José Pacheco Pereira. Depois todos os partidos se acobardaram, incluindo o PSD e não havia maioria na revisão da Constituição porque o PS se opunha.

    Gostar

  18. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 13:14

    O verdadeiro embuste parece ser o de quererem mosrar que a directiva é uma coisa que a erc lhe apeteceu dizer, quando o problema está nas leis vigentes sobre o assunto. Ou sejam atacam a erc por fazer uma directiva do obvio.

    Gostar

  19. Tiago P. Lima permalink
    1 Agosto, 2009 13:32

    6, Anónimo:

    “São loucos”.

    Estaline tinha a mesma opinião sobre os adversários. Tanto assim que os mandava internar e abater. Coisa que, felizmente, V. não pode. Mas se pudesse…

    Gostar

  20. pituxa permalink
    1 Agosto, 2009 13:35

    semanas atrás o seu colega JM interrogava-se sobre a pertinência de o Rui Tavares continuar com crónicas no Público por ele ser agora deputado europeu para o BE. Não leu?

    Gostar

  21. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 13:39

    19 eu não sou o estaline, nem tenho adversários. Mas considero que no psd são loucos quando o assunto é a comunicação social.

    Gostar

  22. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 13:46

    .. e são loucos furiosos porque admitem e desejam uma imprensa livre em que os jornalistas podem ter opinião e ser a favor deste ou de outro candidato. Mas… excepto se for a favor do ps ou contra eles. Nesse caso ficam loucos furiosos. lol

    🙂

    Gostar

  23. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 13:52

    A vantagem vai ser quando o psd for governo. Acusam a rtp de ser a favor do estado. Logo se a rtp passar a ser contra o estado e fazer propaganda contra o governo o psd governo vai ficar todo contente com a rtp e já vai ter o que quer! eheh

    Gostar

  24. lucklucky permalink
    1 Agosto, 2009 14:13

    A ERC deve simplesmente desaparecer. A Manuela Ferreira Leite ainda não disse nada sobre o assunto…como é de esperar será um Sócrates II sem o estrionismo.

    Gostar

  25. Anónimo permalink
    1 Agosto, 2009 14:14

    embuste é a aldrabona da velha não apresentar programa e haver quem vai votar no chaço convencidos que a abóbora vira ferrari.

    Gostar

  26. 1 Agosto, 2009 18:09

    Olá!
    Sinceramente que também tenho uma opinião sobre este assunto. Contudo, e perante tanto anonimato, vou desejar um felicíssimo fim-de-semana a todos quantos estão a participar.

    David Santos

    Gostar

  27. maria do mar permalink
    1 Agosto, 2009 18:14

    PRESO POR TER CAO E PELO CONTRARIO…

    FAZ “PENDANT” COM PACHECO PEREIRA, A QUEM QUALQUER PINGO DE CHUVA CHEIRA A TEMPESTADE.

    SPRE A MALHAR,NAO E’? AFINAL QUEM TEM O PROVEITO?

    Gostar

  28. Anti-liberal permalink
    1 Agosto, 2009 21:11

    .
    helenafmatos disse
    1 Agosto, 2009 às 12:27 pm

    Que ninguém perceba as patacoadas da cambada que vegeta por aqui explica-se perfeitamente. Agora não perceber o autor do post, sequer onde quer chegar, isso não se entende.

    Nuno

    Gostar

  29. lucklucky permalink
    1 Agosto, 2009 22:17

    Os próximos passos da ERC:

    Chavéz obriga 32 rádios e duas televisões a apagar transmissão
    por Tiago Guerreiro da Silva, Publicado em 01 de Agosto de 2009

    http://www.ionline.pt/conteudo/16276-chavez-obriga-32-radios-e-duas-televisoes-apagar-transmissao

    via http://oinsurgente.org/

    Gostar

  30. Alyescka permalink
    1 Agosto, 2009 22:43

    Os argumentos tornam-se unilaterais: muito eficaz para militantes convictos e público menos esclarecido.
    Perdem os outros? Isso queria a ERC…
    O Pacheco Pereira disse tudo.
    O País é de Sócrates e Sócrates é o País, narcísica pessoa.

    Gostar

  31. Zé Leitão permalink
    2 Agosto, 2009 03:36

    “…critérios editoriais dos diversos meios de comunicação…”
    O que é isso?

    Quem tem a noção do Poder que a Comunicação Social exerce, através de meios audio-visuais que estão em quase todo o lado?

    E se alguém “descobrir” que esse poder é enorme, será que vai chegar à conclusão que esse poder deve ser regulado? responsabilizado?

    Gostar

  32. A. R permalink
    2 Agosto, 2009 10:31

    É a lei do “Delito Mediático” versão Sócrates.

    Gostar

  33. anónimo II permalink
    2 Agosto, 2009 11:57

    “os partidos mais pequenos ficam com dificuldade em passar a mensagem.”

    os partidos pequenos que cresçam.

    Gostar

  34. 2 Agosto, 2009 12:46

    Mas, afinal, onde é que entra a liberdade? Ou já estão cansados de tanto desvario? O melhor é fazerem como o Chavez, que não engana ninguém. Nem mesmo o dr. Soares.

    Gostar

  35. Carlos Matos permalink
    2 Agosto, 2009 20:53

    Tantos “Anónimos”!!!! Têm medo de quê? Estão a remeter “recados encomendados” e não convém que se saiba, ou têm medo de retaliações? Mais um espelho do país que somos!! O embuste continua! Parabéns Helena e Pacheco Pereira, continuem!

    Gostar

  36. 3 Agosto, 2009 11:50

    Começa a irritar-me que nos considerem uns idiotas chapados. Mas será que tudo aquilo que surge na imprensa é automaticamente assimilado como dogmas pela audiência? Consigo perfeitamente ver um comentário de António Costa e não esquecer que é candidato a Lisboa (com o possível enviesamento da sua opinião). E se o MEP não aparece na televisão e me quiser informar posso ir a outros lados. O facto da mandatária para a juventude do PS aparecer num programa daquela qualidade com o nome de TGV surge-me mais como uma ridicularização da obra do que da sua apologia. Se a Fernanda Câncio escreve uma crónica toda a gente sabe da sua vida (infelizmente parece que não tanto da sua longa carreira como jornalista). Enfim, se somos tão facilmente manipuláveis, não admira que a ERC se sinta no direito de emitir Directivas com este teor.

    Gostar

  37. A.Barroso permalink
    6 Dezembro, 2009 12:54

    Fico espantado com a franqueza desta postagem… Vim aqui parar porque o P.P. me indicou o link. Curiosamente venho aqui encontrar o texto do Abrupto. Boa cooperação estratégica:um escreve e o outro publica. Um faz força e o outro geme.

    Gostar

Trackbacks

  1. Até dá arrepios « BLASFÉMIAS
  2. Simplifique » Blog Archive » José Pacheco Pereira – A Piñata humana
  3. A destreza das dúvidas :: Circularidade :: August :: 2009

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: